Você está na página 1de 2

Amp op com alimentação simples

Samuel Belarmino de Paiva

Universidade Federal Rural do Semiárido

Departamento de Engenharia Elétrica

Caraúbas – RN – Brasil

Resumo – Nesse artigo vamos falar sobre os amplificadores têm suas limitações.
Amp Op lineares com uma fonte de Esses amplificadores são usados em
alimentação simples. Assim, primeiro iremos
instrumentação, sistemas de controle,
revisar o que são os Amp Op, pois faz-se
necessário, para depois fazermos nosso sistemas de regulação de tensão e
estudo destes com uma fonte de alimentação corrente, processamento de sinais etc.
simples.
Agora, observe a figura abaixo:
1. INTRODUÇÃO

Nesse trabalho vamos falar sobre


um tipo particular de amplificadores
operacionais (amp op), que são do tipo
linear com alimentação simples; nesse
tipo de circuito a saída amplificada
conserva a forma do sinal de entrada.
Assim, se o sinal na entrada for senoidal
o de saída também o será. Esse tipo de
circuito de tensão não-inversor, possui
como principais características: ser Em um amp op 𝑒1 é a entrada inversora,
aproximadamente um amplificador 𝑒2 é a entrada não inversora e 𝑒𝑠 é a
ideal de tensão, como consequência de tensão de saída. Os amplificadores
sua alta impedância de entrada, baixa operacionais têm duas entradas e uma
impedância de saída e ganho de tensão saída, pois o objetivo é que ele mostre
estável. na saída o múltiplo da diferença entre as
duas entradas.
2. AMP OP
3. OPERAÇÃO COM
As propriedades de um circuito
ALIMENTAÇÃO SIMPLES
amplificador operacional ideal são:
ganho de tensão diferencial infinito, Os circuitos que possuem amp op,
ganho de tensão de modo comum igual em sua maioria utilizam fontes de
a zero, tensão de saída nula para tensão alimentação dupla ou dividida, como,
de entrada igual a zero, faixa de por exemplo, 𝑉𝐶𝐶 = +15𝑉 e 𝑉𝐸𝐸 =
passagem infinita, deslocamento de fase −15𝑉 . No entanto, algumas vezes você
igual a zero e deriva nula. No entanto, verá um circuito em funcionamento
isso é uma idealização, e na prática, os usando apenas uma fonte de
alimentação, conforme está mostrado na procedimento para se obter a máxima
próxima página: oscilação de saída, e que este tipo de
circuito conserva a forma do sinal de
entrada.

5. BIBLIOGRAFIA

MALVINO, Eletrônica – vol. II, São


Paulo: Pearson Education do Brasil.

Observe que a entrada 𝑉𝐸𝐸 está


aterrada. Para se conseguir a oscilação
de saída máxima, precisamos polarizar a
entrada não inversora na metade da
tensão de alimentação, o que é obtido
através do uso de um divisor de tensão
de resistores iguais, como é possível se
ver na figura. Isto gera uma entrada 𝑐𝑐
de metade do valor de 𝑉𝐶𝐶 , isto é,
0,5𝑉𝐶𝐶 na entrada não inversora. Devido
a realimentação negativa forçar 𝑣𝑒𝑟𝑟𝑜𝑟
(é chamada de tensão de erro) a se
aproximar de zero, a entrada inversora é
automaticamente elevada para o valor
do repouso que é 0,5𝑉𝐶𝐶 . No caso de 𝑐𝑎
a oscilação de saída é de alguns volts a
menos que 𝑉𝐶𝐶 , por exemplo, se 𝑉𝐶𝐶 =
+15𝑉, teremos uma saída máxima de
pico a pico não ceifada em torno de
mais ou menos de 12 a 13 𝑉.

4. CONCLUSÕES

Em virtude do que foi falado, vimos


que um circuito linear com amp op com
alimentação simples utiliza esta dupla
ou dividida. Além disso, foi mostrado o