Você está na página 1de 1

5.

Normalmente existe uma enorme confusão com as conjunções que, pois, elas
estão inseridas nas conjunções subordinadas tanto substantivas como adjetivas
como adverbiais.

Completivas: completa a ideia da frase anterior e vem


sempre depois do verbo. Responde ao C.D – O quê?

EX: A Rita mostrou que gostava de ler.


Verbo Conju.
substantivas A Rita mostrou o quê? – Que gostava de ler
Relativa: vem depois do verbo mas tem um determinante
artigo definido entre o verbo e a conjunção

EX: Fizeste o que te pedi?


Verbo Det. Conju.
Oração Adjetiva relativa Restritiva: não vem entre virgulas
Subordinadas =
restringe a ação ao EX: Perdi aquele livro que me emprestaste
nome que nós (só perdi o que me emprestaste)
referimos, isto é, por
exemplo: Dá-me as Explicativa: vem entre virgulas
camisolas brancas que
estão no teu quarto – EX: os Alunos, que estudaram, tiveram boas notas
apenas as brancas. (só os que estudaram tiveram boas notas)
Consecutiva: Exprime uma consequência à oração anterior
Adverbial
EX: Correu tão depressa que acabou por cair.

5.1 – Depois do que estudaste pratica, e distingue os vários tipos de que:

a) Os atletas que vão correr à tarde podem sair mais cedo;

b) Os castelos de areia, que são arte efémera, desaparecem com os primeiros ventos;

c) Ela estava de tal maneira feliz que os seus olhos brilhavam;

d) É possível que no domingo não vá a tua casa;

e) O Carlos perguntou pelo livro; não sei o que lhe diga;

f) A rita pediu-me que te lembrasse que hoje à aula;

g) A pintura, que é a arte do belo, seduz a população

h) Estavas tão bela que todos olhavam para ti.

i) Estudaste tanto que conseguiste

Interesses relacionados