Você está na página 1de 18

Contabilidade Geral e Avançada

Silvio Sande

Capítulo 10

Conciliação Bancária e

Folha de Pagamento

www.silviosande.com.br

1
Contabilidade Geral e Avançada

Silvio Sande

CONCILIAÇÃO BANCÁRIA

O saldo da conta “Bancos” raramente coincide com o saldo do extrato

bancário, mesmo não havendo erros por parte da empresa ou por parte do

banco. A empresa deve, portanto, conciliar periodicamente sua conta

“Bancos” com o extrato bancário.

Os exemplos mais comuns de valores que constam nos registros da

empresa, mas que não figuram no extrato bancário são:

- cheques já emitidos pela empresa, mas ainda não apresentados ao banco;

- depósitos já efetuados mas ainda não creditados na conta corrente

bancária.

Da mesma forma, podem existir registros no extrato bancário que ainda não

foram considerados pela empresa:

- avisos bancários relativos a cobranças de títulos ainda não contabilizados

pela empresa;

- débitos de juros, comissões, tributos (CPMF, IOF), etc., ainda não

contabilizados pela empresa;

www.silviosande.com.br

2
Contabilidade Geral e Avançada

Silvio Sande

- débitos relativos a cheques sem fundos.

O relatório de conciliação bancária deve fornecer os seguintes elementos:

A.1) Saldo da conta “Bancos”,

A.2) Elementos de conciliação: débitos / créditos efetuados pelo banco mas

não registrados pela empresa, e

A.3) Saldo ajustado

B.1) Saldo do extrato bancário,

B.2) Elementos de conciliação: débitos / créditos efetuados pela empresa

mas não registrados pelo banco, e

B.3) Saldo ajustado.

Consideramos que a conta bancária está conciliada quando os dois saldos

ajustados são iguais.

01) O mercado de cosméticos mantém conta corrente no Banco

Chumbreulis S/A. Em 31 de agosto recebeu o extrato do mês com saldo

credor de R$ 38800,00. Como o livro razão apresentava na conta banco

www.silviosande.com.br

3
Contabilidade Geral e Avançada

Silvio Sande

c/movimento um saldo devedor de R$ 24000,00, a empresa mandou fazer

uma conciliação.

Os dados colhidos para conciliação constaram dos seguintes fatos:

- um cheque de R$ 600,00, recebido de clientes e depositado em 20/08, foi

devolvido por insuficiência de fundos;

- três cheques de R$ 1200,00, 5500,00 e 2000,00, emitidos para

pagamentos a terceiros, não foram apresentados;

- um cheque de R$ 700,00 foi debitado ao mercado, por engano do banco;

 um depósito de R$ 200,00 foi erroneamente creditado a outro

correntista;

- uma cobrança de duplicatas, emitidas pelo mercado, no valor de R$

8000,00 fora feita pelo banco, mas não ouve emissão de aviso a tempo;

- no extrato aparecem despesas bancárias de R$ 400,00, ainda não

contabilizadas pelo mercado.

Após analisar todos esses fatos, o contador comunicou à administração que

a conta banco c/movimento deverá ir a balanço com o saldo de:

a) R$ 16400,00

b) R$ 23300,00

c) R$ 31000,00
www.silviosande.com.br

4
Contabilidade Geral e Avançada

Silvio Sande

d) R$ 38800,00

e) R$ 46600,00

02 (ESAF) – O saldo da conta corrente da empresa auditada no Banco

Mineiro do Sul S/A. em 31/12/2005 era de R$ 158.000,00, credor. Na

mesma data, o saldo da conta corrente na escrituração contábil da

companhia era de R$ 136.000,00, devedor. No procedimento de conciliação

bancária, nessa mesma data, o auditor constatou que:

1- Os cheques 15 e 18 emitidos pela companhia, não haviam ainda sido

apresentados ao banco, no valor total de R$ 11.500,00

2- Houve cobrança de despesas bancárias no valor de R$ 1.200,00, não

contabilizadas pela companhia.

3- A duplicata de numero 2, no valor de R$ 12.700,00, em cobrança no

banco, havia sido paga pelo cliente da empresa auditada, sem que houvesse

sido registrado o fato na contabilidade da entidade.

4- Um depósito de R$ 1.000,00 efetuado pela companhia, não havia

ainda sido compensado.

www.silviosande.com.br

5
Contabilidade Geral e Avançada

Silvio Sande

Efetuados os ajustes necessários, o valor correto do saldo da conta corrente

bancária da empresa auditada é de (em R$):

a) 149.300,00

b) 147.500,00

c) 146.500,00

d) 145.300,00

e) 137.000,00

03. A empresa Churumellas Ltda, ao providenciar a conciliação bancária,

constatou os seguintes fatos:

- O saldo da conta do Banco do Brasil, no extrato, era de R$ 255,00;

- Cheques emitidos pela empresa e não apresentados ao banco, no valor de

R$ 200,00;

- Cheques depositados pela empresa e não consignados em conta pelo

Banco, no valor de R$ 150,00;

www.silviosande.com.br

6
Contabilidade Geral e Avançada

Silvio Sande

- Despesas apropriadas pelo Banco e não informadas em tempo hábil para

contabilização, no valor de R$ 10,00.

Considerando as informações acima, o valor do saldo contábil na

escrituração da empresa era de:

a) R$ 95,00

b) R$ 215,00

c) R$ 295,00

d) R$ 315,00

e) R$ 595,00

04. O contador da Cia. Noroeste recebeu o extrato bancário da empresa

enviado pelo Banco América Central, no qual constava um saldo credor de

R$ 55.000,00 na conta corrente.

O saldo da conta corrente registrado no Livro Razão da entidade era

devedor no valor de R$ 52.200,00. Ao efetuar a conciliação bancária, o

contador anotou os fatos abaixo:

www.silviosande.com.br

7
Contabilidade Geral e Avançada

Silvio Sande

I. Recebimento de duplicatas em cobrança no banco no valor de R$

3.400,00, não registradas na contabilidade.

II. Depósitos de cheques efetuados pela companhia ainda não creditados

pelo banco no valor de R$ 700,00.

III. Despesas bancárias no valor de R$ 500,00 não registradas na

contabilidade.

IV. Emissão de cheques pela companhia no valor de R$ 600,00 não

descontados ainda no banco.

Após o procedimento de conciliação bancária, tendo sido feitos os

respectivos ajustes na escrituração contábil, o saldo correto da conta

corrente a ser demonstrado no Livro Razão foi, em R$, de

(A) 55.600,00.

(B) 55.100,00.

(C) 55.700,00.

(D) 54.400,00.

(E) 56.100,00.

www.silviosande.com.br

8
Contabilidade Geral e Avançada

Silvio Sande

OPERAÇÃO COM PESSOAL

FOLHA DE PAGAMENTO – CONCEITOS E ELEMENTOS

Conceito de Folha de Pagamento

Documento elaborado pela empresa, no qual se relaciona, além dos nomes dos

empregados, o montante das remunerações, dos descontos ou abatimentos e o valor

líquido a que faz jus cada um dos empregados.

Elementos da Folha de Pagamento

Por mais simples que seja a Folha de Pagamento, ela apresentará, pelo menos,

os seguintes elementos:

– Valor Bruto da remuneração (salário e demais vantagens)

– Deduções do valor bruto da remuneração (descontos e contribuições)

– Valor líquido que os empregados terão direito de receber

www.silviosande.com.br

9
Contabilidade Geral e Avançada

Silvio Sande

CONTABILIZAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO

Regime de Competência

No último dia do mês, quando é elaborada a Folha de Pagamento, são

efetuados os lançamentos contábeis:

– Das despesas com salários

– Dos encargos sociais incidentes sobre a Folha de Pagamento, quais

sejam, a Contribuição de Previdência Social e o Fundo de Garantia por Tempo de

Serviço (FGTS).

Quitação da Folha de Pagamentos e dos Encargos Sociais

No mês seguinte, são efetuados os lançamentos contábeis da liquidação da

Folha, correspondente ao valor líquido pago aos empregados, bem como do

recolhimento da Contribuição de Previdência Social, FGTS, IR e outros recolhimentos.

www.silviosande.com.br

10
Contabilidade Geral e Avançada

Silvio Sande

EVENTOS DA FOLHA DE PAGAMENTO

Rendimentos ou Vantagens

Os rendimentos ou vantagens mensais de um empregado podem ser

compostos de salário fixo, comissões, horas-extras, trabalho noturno, adicional de

insalubridade, adicional de periculosidade, salário-maternidade (no caso de gestantes),

salário família, ajuda de custo, descanso semanal remunerado, férias, 13o salário, etc.

Descontos ou Abatimentos

Contribuição Previdenciária, faltas e atrasos, contribuição sindical,

contribuição confederativa, alimentação, vale-transporte, pensão alimentícia, Imposto

de Renda Retido na Fonte, adiantamentos de salários*

* Valores que a empresa antecipou aos funcionários, a título de salários, para

posterior desconto em folha de pagamento.

PARCELAS RECUPERÁVEIS

Salário-Família

Valor pago ao funcionário que tenha filhos menores de 14 anos. A

referida parcela é descontada do valor que a empresa tem a recolher referente ao

www.silviosande.com.br

11
Contabilidade Geral e Avançada

Silvio Sande

INSS.

Salário Maternidade

É o benefício a que tem direito a segurada empregada, trabalhadora

avulsa, empregada doméstica, a contribuinte individual, facultativa e segurada

especial, por ocasião do parto. A referida parcela é descontada do valor que a

empresa tem a recolher referente ao INSS.

ENCARGOS COMPLEMENTARES DA FOLHA DE PAGAMENTO

Provisão para Férias

Segundo o regime de Competência, as férias transcorridas e ainda não

gozadas devem ser provisionadas, de modo a se incluir o referido valor como custo ou

despesa no período a que competir.

O valor da provisão deve ser determinado com base na remuneração

mensal do empregado e no número de dias de férias a que já tiver direito.

www.silviosande.com.br

12
Contabilidade Geral e Avançada

Silvio Sande

Provisão para 13o Salário

Para que os custos ou despesas mensais sejam os mais reais possíveis,

as empresas deverão constituir a provisão mensal do 13º salário, que é constituída na

base de 1/12 do valor bruto da Folha de Pagamento.

Exercícios

01. (ESAF) Uma empresa apropriou, em 31 de dezembro de 1995 (data de

encerramento do exercício social), as despesas com pessoal do mês de

dezembro/95, cuja folha seria paga em 5 de janeiro de 1996.

Constavam da folha os seguintes valores:

– valor bruto da folha: 20.000,00;

– encargos sociais de responsabilidade da empresa: 20% do valor da folha;

– fundo de garantia por tempo de serviço: 8% do valor da folha;

– previdência social de responsabilidade dos empregados: 9% do valor da

folha;

– imposto de renda na fonte, de responsabilidade dos empregados:

1.500,00.

Feitos os lançamentos devidos, a empresa verificou que as suas obrigações

a curto prazo sofreram um aumento de:

a) 28.900,00;
www.silviosande.com.br

13
Contabilidade Geral e Avançada

Silvio Sande

b) 16.700,00;

c) 20.000,00;

d) 24.000,00;

e) 25.600,00.

02 (ESAF/IRB 2006) A firma Serviciamentos Ltda. efetuou em cinco de abril

o pagamento de seu único empregado, emitindo um cheque da Caixa

Econômica Federal. Os componentes da operação eram: salário de R$

500,00; horas extras de R$ 60,00; INSS de 11%; INSS patronal: 20%; FGTS

de 8%. Ao conferir o valor exato do salário a pagar a empresa encontrou na

contabilidade um lançamento que registrara uma despesa total no valor de:

a) R$ 655,20.

b) R$ 672,00.

c) R$ 716,80.

d) R$ 733,60.

e) R$ 778,40.

www.silviosande.com.br

14
Contabilidade Geral e Avançada

Silvio Sande

03 (ESAF/AFPS 2002) A empresa Arbóresse Ltda. mandou elaborar a folha

de pagamento do mês de outubro com os seguintes dados:

Salários e Ordenados R$ 21.000,00;

Horas Extras trabalhadas R$ 2.000,00;

Imposto de Renda Retido na Fonte R$ 2.500,00;

Contribuição para o INSS, parte dos empregados 11%;

Contribuição para o INSS, parte patronal 20%;

Depósito para o FGTS 8%.

Com base nos dados e informações acima fornecidos, pode-se dizer que a

empresa, em decorrência dessa folha de pagamento, terá despesas totais no

valor de:

a) R$ 29.440,00

b) R$ 31.970,00

c) R$ 34.470,00

d) R$ 26.910,00

e) R$ 24.410,00

www.silviosande.com.br

15
Contabilidade Geral e Avançada

Silvio Sande

04. (ESAF-2009)A empresa de serviços Alvorada Ltda. listou os seguintes

dados contratuais para elaborar a folha de pagamento referente ao mês de

março:

Salários R$ 9.000,00

Previdência social patronal (22%) R$ 1.980,00

Previdência social dos empregados (9%) R$ 810,00

FGTS (8%) R$ 720,00

Salário-família R$ 150,00

Com os dados indicados, sem considerar eventuais parcelas de 13o salário

ou férias proporcionais, podemos afirmar que a despesa de pessoal,

referente ao mês de março, que a empresa deverá efetivamente

desembolsar, será de:

a) R$ 10.890,00.

b) R$ 10.850,00.

c) R$ 11.700,00.

d) R$ 12.510,00.

www.silviosande.com.br

16
Contabilidade Geral e Avançada

Silvio Sande

e) R$ 12.660,00.

05. (ESAF/AFRFB/2009)pagamento relativa ao mês de abril, a empresa

Rosácea Areal Ltda. computou os seguintes elementos e valores:

Salários e ordenados R$ 63.000,00

Horas-extras R$ 3.500,00

Salário-família R$ 80,00

Salário-maternidade R$ 1.500,00

INSS contribuição Segurados R$ 4.800,00

INSS contribuição Patronal R$ 9.030,00

FGTS R$ 5.320,00

Considerando todas essas informações, desconsiderando qualquer outra

forma de tributação, inclusive de imposto de renda na fonte, pode-se dizer

que a despesa efetiva a ser contabilizada na empresa será de:

a) R$ 66.500,00.

b) R$ 87.230,00.
www.silviosande.com.br

17
Contabilidade Geral e Avançada

Silvio Sande

c) R$ 79.270,00.

d) R$ 77.630,00.

e) R$ 80.850,00.

06. (ESAF/AFRFB/2012)A empresa Data Power S.A. apura sobre sua folha

de pagamentos administrativa de R$ 100.000,00 o total de 20% de INSS,

correspondente a 12% de contribuição da parcela de responsabilidade da

empresa e 8% da parcela do empregado. A empresa efetuou a

contabilização de R$ 20.000,00 como despesa de INSS no resultado. Ao

fazer a conciliação da conta, deve o contador:

a) considerar o lançamento correto, uma vez que a folha refere-se a despesas

administrativas.

b) estornar da despesa o valor de R$ 8.000,00, lançando a débito da conta salários a

pagar.

c) reverter da despesa o valor de R$ 12.000,00, lançando contra a conta de INSS a

recolher.

d) reconhecer mais R$ 8.000,00 a débito de despesa de INSS pertinente a parcela do

empregado.

e) lançar um complemento de R$ 12.000,00 a crédito da conta salários a pagar.

www.silviosande.com.br

18