Você está na página 1de 16

INTESIVO STM

LEI Nº 8.666/93
LICITAÇÃO
Prof. Rodrigo Cardoso
1(CESPE 2017/DPE-AC/DEFENSOR PÚBLICO) É hipótese de inexigibilidade de licitação
a)a contratação de profissional do setor artístico, consagrado pela crítica especializada
ou pela opinião pública, diretamente ou mediante empresário exclusivo.
b)a venda direta de imóveis residenciais construídos, destinados ou efetivamente
utilizados no âmbito de programas habitacionais ou de regularização fundiária de
interesse social desenvolvidos por entidade da administração pública.
c)a contratação, para obras e serviços de engenharia, de valor até 10% da importância
limitadora da modalidade licitatória convite.
d)a contratação de coleta, processamento e comercialização de resíduos sólidos
urbanos recicláveis ou reutilizáveis, em áreas com sistema de coleta seletiva de lixo,
efetuados por associações formadas por pessoas de baixa renda.
e)o não atendimento, por parte de interessados, à licitação anterior, quando o
procedimento não puder ser repetido sem prejuízo da administração pública.
Art. 25. É inexigível a licitação quando houver inviabilidade de competição, em
especial:
I - para aquisição de materiais, equipamentos, ou gêneros que só possam ser
fornecidos por produtor, empresa ou representante comercial exclusivo, vedada
a preferência de marca..
II - para a contratação de serviços técnicos enumerados no art. 13 desta Lei, de
natureza singular, com profissionais ou empresas de notória especialização,
vedada a inexigibilidade para serviços de publicidade e divulgação;
III - para contratação de profissional de qualquer setor artístico, diretamente ou
através de empresário exclusivo, desde que consagrado pela crítica especializada
ou pela opinião pública.
2(CESPE 2017/TRT 7ª REGIÃO/TÉCNICO JUDICIÁRIO) Bem imóvel da União, que
tiver sido adquirido por meio de procedimento judicial e em relação ao qual não
houver destinação pública, poderá ser alienado unicamente por meio de

a)pregão ou leilão.
b)pregão ou concorrência.
c)leilão ou concorrência.
d) pregão.
3(CESPE 2017/TER-BA/ANALISTA JUDICIÁRIO) Empresa vencedora de processo
licitatório, na modalidade concorrência, para a reforma de um imóvel pertencente à
administração pública deixou de realizar 30% da obra licitada, parte equivalente ao
valor de R$ 250.000, em decorrência de graves problemas financeiros. Por esse motivo,
o contrato foi rescindido.
Conforme previsto pela Lei n.º 8.666/1993 — Lei de Licitações e Contratos —, nessa
situação hipotética, novo processo licitatório para a contratação de empresa que
finalize a obra remanescente será
a)inexigível, por se tratar da conclusão de obra remanescente.
b)dispensável, devendo a nova contratada obedecer à ordem de classificação e aos
mesmos termos oferecidos à licitante vencedora.
c)dispensável, devendo a nova contratada estabelecer o preço dos serviços que serão
realizados.
d)aberto obrigatoriamente na modalidade concorrência.
e)aberto preferencialmente na modalidade convite.
Art. 24. É dispensável a licitação:

XI - na contratação de remanescente de obra, serviço ou fornecimento, em


consequência de rescisão contratual, desde que atendida a ordem de
classificação da licitação anterior e aceitas as mesmas condições oferecidas pelo
licitante vencedor, inclusive quanto ao preço, devidamente corrigido.
4(CESPE/TCE-RN/TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO/2015) Situação hipotética: Um
edital de licitação estabeleceu margem de preferência para a contratação de
serviços nacionais que atendam a normas técnicas brasileiras. Assertiva: Nesse
caso, com base no que dispõe a Lei n.º 8.666/1993, o referido edital deverá ser
impugnado sob o argumento de ofensa à isonomia dos licitantes.
5(CESPE/MPU/ANALISTA/ESPECIALIDADE: FINANÇAS E CONTROLE/2015) A
contratação de serviços técnicos, de natureza singular, com profissionais ou
empresas de notória especialização, insere-se entre as hipóteses de licitação
dispensável.
6 (CESPE/FUMPRESP/ANALISTA – ÁREA: ADMINISTRATIVA/2016) Será inexigível a
licitação quando houver inviabilidade de competição para contratação de
profissional de qualquer setor artístico, diretamente ou por intermédio de
empresário exclusivo, se o profissional for consagrado pela crítica especializada
ou pela opinião pública.
Art. 41. A Administração não pode descumprir as normas e condições do edital,
ao qual se acha estritamente vinculada.
§ 1o Qualquer cidadão é parte legítima para impugnar edital de licitação por
irregularidade na aplicação desta Lei, devendo protocolar o pedido até 5 (cinco)
dias úteis antes da data fixada para a abertura dos envelopes de habilitação,
devendo a Administração julgar e responder à impugnação em até 3 (três) dias
úteis, sem prejuízo da faculdade prevista no § 1o do art. 113.
§ 2o Decairá do direito de impugnar os termos do edital de licitação perante a
administração o licitante que não o fizer até o segundo dia útil que anteceder a
abertura dos envelopes de habilitação.
7(CESPE/TCU/TÉCNICO FEDERAL DE CONTROLE EXTERNO/2015) Qualquer
cidadão é parte legítima para impugnar edital de licitação por irregularidade na
aplicação da lei, devendo a administração pública, caso a impugnação seja
protocolada no prazo da lei, julgá-la e respondê-la em até três dias úteis.
8(CESPE /FUMPRESP/ANALISTA – ÁREA: ADMINISTRATIVA/2016) Os
participantes do certame possuem legitimidade exclusiva de impugnar
tempestivamente o ato convocatório por irregularidade na aplicação da Lei n.º
8.666/1993.
9 (CESPE/TCE-SC/AUDITOR FISCAL DE CONTROLE EXTERNO/2016) Realizado o
procedimento licitatório e celebrado o contrato administrativo, é admissível que
a administração revogue o ato de adjudicação do objeto ao vencedor.
10 (CESPE /DPF/ADMINISTRADOR/2014) A dispensa de licitação é prevista em
caso de inviabilidade de competição, situação que permite à administração
adjudicar diretamente o objeto do contrato.
GABARITO
1 A, 2C, 3B, 4E, 5E, 6C, 7C, 8E, 9E, 10E