Você está na página 1de 2

Professor: Jamil Dias 19/06/2014

Aluno: Gustavo Godoy Mazzei N° 17 Turma: Tarde

Características do Teatro Realista

 A característica principal deste movimento foi a abordagem de temas sociais e


um tratamento objetivo da realidade do ser humano.
 Pregava a atenção e fidelidade máxima ao real e trazia a reflexão sobre temas
sociais.
 Possuía um forte caráter ideológico, marcado por uma linguagem politica e de
denúncia dos problemas sociais como: miséria, pobreza, exploração, corrupção
entre outros.
 Com uma linguagem clara, os artistas realistas iam diretamente ao foco da
questão, reagindo, desta forma, ao subjetivismo do romantismo.
 Com relação ao espaço cênico, busca-se uma nova concepção arquitetônica
para os teatros, que permita boas condições visuais e acústicas para o público.
 O diretor e o encenador adquirem uma nova dimensão

“Esqueça de tudo, deixe fluir, mas lembre-se: isto pode acontecer algumas vezes em
sua carreira ou mesmo nunca. O que existe é técnica. Todo o resto depende da forma
(particular) com que você atua” – Konstantin Stanislavski

Características do Teatro Naturalista

 Movimento que tentou aplicar a teoria e os métodos científicos às obras


literárias.
 Os naturalistas acreditavam que o conhecimento se dá por meio dos sentidos e
que a função do escritor é relatar minuciosamente o que observa. Por essa
razão, tentavam ser tão objetivos quanto cientistas de laboratório. Sua teoria
de vida era mais pessimista que a dos realistas.
 No teatro, o Naturalismo tem os mesmos objetivos que na ficção.
 A montagem, a ação e os enredos são simples e verossímeis.
 Os personagens são movidos pelos mais baixos impulsos. Frequentemente são
fracassados na vida.
 Tudo se concentra na luta desesperada, mas admirável, dos personagens
contra o próprio destino.
 O Teatro Naturalista não prega apenas um espelho da realidade tal como
muitos afirmam, essa vertente artística buscava o entendimento da essência
humana e maior vivacidade cênica.

“O teatro é para o povo o que o Coro era para o antigo teatro grego, uma iniciativa de
moral e civilização” – Machado de Assis