Você está na página 1de 10

Tecnologia de alimentos – Embalagens

As embalagens no geral podem ser de metal, vidro, papel, madeira e plástico. Esses são os 5
tipos de material comumente usados para que vc faça embalagens para alimentos.

A característica da embalagem é a sua compatibilidade com o processamento do produto.


Embalagem alguma deve interferir, ou reagir ou deve passar para o produto ou conteúdo que
ela está embalando. Deve servir como barreira, principalmente quando se tem o alimento
direto com a embalagem primaria contra vapores e contra gases(?) para que n haja troca entre
o ambiente interno com o ambiente externo. Ela deve ser hermética, ter uma resistência uma
mecanica boa. Ter custo, uma praticidade, uma atratividade interessante. A atratividade
ganhou mto, antigamente ninguém pensava nisso, a exceção da coca coca, hoje em dia todo
mundo se preocupa. Vc ve que as embalagens são mais bonitas e mais funcionais.

Você por exemplo já viu a embalagem do corpus, aquele iogurte ou bebida láctea com 05 de
gordura, apresenta curvas. Essa conformação é mto interessante do ponto de vista da
dispersão de energia, vc pode empilhar uma quantidade mto grande e ele n se esmaga. Ele n
eh daquele jeito para ficar apenas sexy’’ não. Ele é feito de uma maneira que você consegue
paletizar grandes quantidades sem que o primeiro da base estoure. Ele dispersa muita carga,
aquele tipo de curva. Em função desta caracteritica, vários produtos, ate os de lata passaram a
utilizar aquele formato boleado. Vc ao invés de fazer a lata reta, vc faz a aquilo com um
contorno, aquilo dispersa uma energia. Esse formato tem diversas vantagens, do ponto de
vista mecânico é interessantíssimo.

A coca cola foi bem pensanda numa embalagem antiga que já tinha mta atratividade.

E importante a gente dizer que a embalagem seja reciclável, pq é ecologicamente correto, a


fim de minimizar o impacto ecológico.

Em termos de embalagens metálicas, o primeiro tipo é mais antigo, é a FOLHA DE FLANDRES.

A FOLHA DE FLANDRES nada mais é do que uma chapa de aço com baixo teor de carbono que
tem um fio de estanho aplicado em um ou nos dois lados dependendo do tipo de embalagem,
que é a lata comum, que vcs encontram em qualquer tipo de alimento enlatado. Lata de
ervilha, de conserva... A maioria das latas que vc encontra por ai são latas de folhas de
flandres. É o aço revestido com estanho. Tem alta resistência, boa capacidade de deformação,
resistência parcial a corrosão, não total. É boa em termos de soldabilidade, vc pode fazer
diversos formatos com ela, e tem uma aparência bonita , fica adequada para o envase. É
adequada ao tipo de paletização, de conformação para o enlatamento propriamente dito, para
apertização. E é uma das mais antigas que vc ve por ai.

Latas ‘’ondulatinhas’’( estilo lata de ervilha)-> vantagens: pra n escorregar da mao, dispersão
de carga, maior capacidade de empilhamento, de absorção do próprio estanho quando vc faz a
deposição(?) Antigamente, usava mto lata reta, hoje em dia isso ta caindo.

Não pode comprar lata amassada por que? Porque você pode rasgar o filme de estanho. O que
protege na verdade o aço. Aço corroi. Se eu puer milho na salmoura em contato com uma lata
de aço, vou detonar a lata. Entao, o q vc faz? Vc aplica o filme de estanhoo. Se vc bate na lata e
parte o filme, vc pode sim ter ataque do ponto de corte, de quebre, haver porosidade,
permear gases, e ai vc estraga o produto. Tem um pq de n se comprar lata amassada.

A lata foi feita até para resistir determinados impactos, mas n tem jeito, se amassou ngm
compra e é bom que n compre mesmo.

Volto a dizer, ela tem pouco carbono, o que evita a possibilidade de contaminação, deposita-se
estanho eletroliticamente, você poe uma camada de oxido que torna ela sempre mto brilhosa,
uma lata sem rótulos, quando tem aquele rotulo de papel, vc arranca o rotulo, ela vem toda
brilhosinha(?) e ela tem, quando da sua conformação, o chamado filtro de óleo, pra facilitar a
sua moldagem. Olhando a lata, ela tem um aço base, a liga de ferro e estanho, o estanho
depositado, o filme de óxido pra ficar brilhoso, e o óleo pra correr bem na fita (?). Inclusive,
dependendo do tipo de lata, vc vai colocar por dentro um verniz, que pode ser verniz hepoxi,
ou verniz C,pra aumentar a capacidade de resistência a corrosão. Quando é usado o verniz c,
vc usa para produtos de frutos do mar, que é mais ofensivo, vc n colocar verniz hepoxi.

Latas que quando vc abre são brancas por dentros-> é um tipo de verniz q vc colocar pra
aumentar a resistência. A lata é metálica e obviamente, se vc n colocar algum tipo proteção,
ela vai sofrer decomposição.

São latas muito resistentes, flexíveis, fácil de vc aplicar o verniz, e hj em dia, vc já ve em varias
a impressão litográfica direto na lata. ( boa impressão litográfica) vc ve q n tem rotulo, vc já
printa a imagem direto na lata.

A desvantagem: possibolidade de oxidar, perder o brilho. Não ser 100% resistente a corrosão,
por isso, por vezes, o uso de verniz e de outros matérias. E em alimentos que contenham ferro
e enxofre, vc pode ter problema, um defeito que é a deposição de sulfetos metálicos. Ai vc
olha pra calda e ver um monte de pontinho preto boiando. E vc acha q são fungos.. Quando na
verdade foi um ataque a estrutura da lata, que é um sal, o sulfeto.

FOLHA CROMADA-> Vc faz uma deposição eletrolítica de cromo sobre uma chapa de aço com
baixo teor de carbono. N é chapa de cromo ou de estanho. A chapa é de aço revestida/ que vc
aplica cromo ou estanho.

Vc vai colocar cromo e óxido pra brilhar nas faces da lata.

Tem altíssima resistência a corrosão do ar. Alta aderência a vernizes, alta resistência a
temperatura elevadas, isso é uma coisa mto boa pra quando vc quer dar um tratamento
térmico mto violento. É mais econômica que a folha de flandres. Excelente pq n dá a formação
de sulfetos metálicos, ela tem uma vantagem competivia. Porem, a camada d cromo é até
mais sensível do que a de estanho, então qualquer pancada, estoura a cama e desprotege a
chapa. Vc precisa sempre revestir por ambos os lados para melhorar a resistência. Alta dureza
superficial, dureza nesse sentido aqui é a dificuldade de deformação. Então é mais difícil de
moldar a lata, o cromo pode partir na moldagem, é ruim. E baixa resistência a produtos d
elevadíssima acidez.

Normalmente, frutos do mar são extremamente ofensivos a chapas metálicas, então vc tem
que usar alguma coisa bem resistência.
FOLHAS NÃO REVESTIDAS- SÃO simplesmente laminados de aço sem revestimento. Você faz
um oleamento superficial para evitar a oxidação.

gERALMnete para produtos desidratados. Essas folhas n revestidas, são baratissimas mas
corroem fácil. Precisa de proteção. Vc usa mto pra fazer filme desses desidratados que vc
encontra por ai, sopas, essas comidas de acampamento.

NECESSIDADE DE REVESTIR em ambos os lados.

ALUMINIO

Você pode fazer um liga com manganês, magnésio, silicatos, cobre e cromo. Vantagens: n tem
toxicidade. Não pode alegar nada contra o coitado do alumínio. O alumínio n é solubilizado,
dissolvido,... associado ao alzhermer mas pra isso vc tem que ter o uso da panela de alumínio
por abrasão. Caso contrario, n há menor possibilidade de solubilizar, dele derreter. É
totalmente impermeável a gases, protege contra calor. É uma embalagem mto leve o q
barateia o custo do transporte em detrimento do aço. A lata de aço era mto pesada, então vc
tinha uma capacidade menor de carga no caminhão. Resiste brutalmente a corrosão. E a
oxidação superficial que n permite q nada mais aconteça. Vc forma oxido de alumínio na
superfície, acabou a corrosão. Ela n é penetrante, n consegue atacar. Diferente do ferro que
apodreceu no inicio e vai infiltrando.

N da nenhum tipo de alteração sensorial, vc pode usar verniz, colocar resina. É altamente
reciclável, embora a reciclagem do alumínio exija uma quantidade grande de agua Entao hj vc
tem que ver os pesos e as medidas, pq pra vc derreter o alumínio e fazer a chapa, gasta agua
pra caramba. Entao existe uma corrente que briga contra a reciclagem indiscriminada do
alumínio.

Porem alimento excessivamente alcalinos ou ácidos, vc deve restringir,

a resistência mecânica é mto pequena , quluer um amssa, qlqr um detona.

Vc tem que esterilizar o alumínio, e ai o custo fica mt alto.

O uso de vernizes nas embalagens metálicas vai dar as seguintes proteções em relação a parte
interna a corrosão pelo alimento, em relação a parte externa a corrosão pelo ambiente, ar.

Em relação a formação das manchas de sulfeto, as manchas pretas-> Ela evita que o enxofre
principalemtne em carnes, peixes, milhos e ervilhas, vá atacar as chapas. Entao usar verniz eh
importante.

Vc evita tbm a alteração da cor dos alimentos, principalente pela presença de hidrogênio. Ou
redução de hidrogênio.

E vc vai usar o que como revestimento: óleo resinoso, fenólicos, epóxi-éster, epóxi-

fenólicos, acrílicos, vinílicos ->são tipos de vernizes que vc pode aplicar direto nos alimentos
desde que vc tenha ????????????/// 17:23
Em termos de embalagens de vidro: o vidro é bastante utilizado ainda, esteve bastante
marginalizado mas recuperou espaço e pq recuperou espaço? Pq hj a embalagem tem que ser
atrativa e a embalagem de vidro é mto mais atraente. O consumidor gosta de ver o que esta
comprando. E a embalagem de vidro te proporciona isso. E a embalagem fechada metálica n te
propicia. Em termos de vidros coloridos, vc sabe: que ele levou cromo junto ao silicato quando
ele for verde. Quando ele for azul, levou cobalto equando ele levar carvão, fica âmbar. Toda
garrfa de cerveja levou âmbar.
O vidro é quimicamente inerte, n reage cm o alimento sobre nenhuma hipótese. É visualmente
mto favorável, tem alta transparência. É atóxico. Tem uma limitada resistência a temperatura (
ate 100C] porem pra pasteurizar da na boa.
É impermeável, n da nenhum tipo de alteração sensorial. Pode ser domesticamente
reutilizável.
N tem possibilidade de corrosão,
Eh moldável pra caramba.
Porem, a embalagem pesa mto e fragilidade.

Alto custo;

baixa resistência acima de 100°C; -> ela pode n resistir principalemtne na parte da selagem.

Dificuldade de fechamento hermético;

Dificuldades de manipulação;

Alta susceptível ao ataque da luz -> se ela n for colorida, embalagens transparentes.

A 1ª embalagem de apertização de alimentos, foi Garrafa. E a priemira coisa q tentaram fazer


foi imediatamente substituir por lata. Pq so no transporte ela já ia quebrando.
Repare que alguns tipos de embalagens de cerveja, vem com algumas cevadinhas gravadas,
vem escrito cerveja, para identificar a garrafa. Pq? Pq antigamente existia muita empresa que
fazia garrafa semelhante para engarrfar cachaça. E essas garrafas de cachaça eram trocadas e
iam parar na cervejaria. Hoje ngm compra garrafa pra levar pra casa, bar compra. O que
aconteceu? Chegava na cervejaria um monte de embalagem do mesmo tamanho e
capacidade, mas a resistência do vidro era menor,o que acontecia? Quando ela entrava no
pasteurizador, pressurizada com co2, aquecia e explodia. Ai vc tem perda da energia pra fazer
o engarrafamento, vc tem perda do liquido. Começou a se evitar q esse tipo de garrfa entre em
linha.
Tem uma marca, olé, que n é grande coisa mas que ganhou o mercado, justamente, porque ela
envasa ervilha e milho em vidro. Então, ela n é nem a mais barata, mas as donas de casa
adoram essa marca pq vc pode pegar e olhar os alimentos. Pq se eles estiverem escuros, vc n
leva. E a dona de casa acaba ficando amiga da marca, fideliza.
Milho e ervilha n tem problema nenhum de fotolise, n são gordurosas.
Pra ter problema com luz precisa ter mt gordura.

Embalagens de papel:
Vc tem embalagem de papel revestido e não revestido, ou seja, aqueles que vc tem apenas o
papel, ou o papel encerado ou parafinado ou mesmo colocado em filme polinegro(?) Essas
embalagens dos produtos que vc compra em sorvete de Mcdonalds..
Vc tem as embalagens secundárias que são as caixas e caixotes que servem pra transportar
frutas e hortaliças. Esas são bem moderninhas.
Embalagens de madeira: madeira pesa mto,(alta gramatura e alta espessura) eh mto grosso e
vc usa tbm para transportar frutas e hortaliças, em geral produtos secos e sólidos. Vc usa tbm
de forma secundária, vc pode até colocar alguma coisa liquida mas desde que vc coloque
alguma coisa, algum saco. Embalagem de madeira é tudo de ruim, é antiecológico é pesado.
Nos países civilizados vc já substitui pelo plástico.

Aplicação:

envase de produtos secos e sólidos

embalagem auxiliar de transporte

envase de líquidos, desde que revestido com outros materiais

Embalagens plásticas:
Plastico a gente utiliza o termo plástico mas a gente ta falando de embalagens poliméricas e os
polímeros como o próprio nome esta dizendo, são unidades pequenas que se juntam
formando ua unidade maior. Polimero-> varias partes, tods iguais. E o polímero ele tem uma
serie de vantagens e desvantagens, que vao depender do tipo de polímero.
Polimero tem sempre, contra si, o fato de ser um derivado de petróleo, dependendo do tipo vc
n consegue reciclar. Eles tem resistência limitada dependendo da condição de uso.

O chamado Polietileno de Alta densidade PEAD

VC USA para formar caixas, jaulas, cestos para o transporte e guarda temporária de garrafas,
leite, frutas e hortaliças, produtos já embalados, etc.
São usadas principalmente como substitutas das caixas de madeira. É aquela caixa grande que

vc usa pra transportar leite, frutas, hortaliças. Grandes cx de peixe.

É uma embalagem secundaria.

Você tem as embalagens semi-rigidas. Estas são aquelas q vc tem mais flexibilidade.

Tetra Brick ou tetra pak . A tetra pak é uma patente do incio dos anos 60, que demorou

bastante para bombar no brasil. Ngm gostava disso e hj em dia, ngm vive sem isso. Ela

aumenta bastante a vida útil do alimento sem a necessidade de refrigeração. Reduz perdas e

custos.. vc considera ela como base polimérica e n como papel. Eu poderia trocar o papel da

embalagem, mas n posso trocar as camadas poliméricas e nem o alumínio. Pq o segredo esta

nisso para atingir altas temperaturas pra quando vc receber o alimento esterilizado e para dar

resistência a posteriores conservações.

Vc tem o papel revestido por camadas de polietileno, para adesivar e imperabilizar o papel. VC

Tem uma camada de alumínio que n vai permitir permear gases, nem mto menos agu e raios

ultravioletas.

Polietileno para aumentar a soldagem e o isolamento, formando um sanduichao no ql vc tem

de 2 a 3 camadas plásticas contra apenas 1 de papel. E vc tem o alumínio selando desta

maneira.

EMBALAGENS FLEXIVEIS.

Termoplastico-> são aqueles que vc vai moldar em alta temperatura, são mais duros, mais

fundidos, mais firmes, Uma vez moldados n podem mais retornar. E aqui tem vários tipos dele:

Polietileno(PE)

A GARRAFINHA DE agua, que serve para guardar o óleo, se vc for fazer uma uma ultima

analise, é negativa. Mas se vc for pensar em termos práticos, é indiferente. Pq? Pra cozinhas

industriais ainda se usa latão. Pra uso domestico, a não ser que vc seja mto econômico... Se

utiliza o óleo regularmente e o consome antes do prazo de validade, n tem problema. Pq vc vai

colocar agentes antioxidantes que vao protege-lo. Agora, que a oxidação acontece, claro que

acontece. Ate mesmo com a embalagem fechada é possível achar peróxidos, pq a luz
realmente catalisa o processo. Entao, em ultima analisa, a lata fechada hermeticamente sem

luz pe melhor. Agora, essa embalagem para a indústria é uma bença~o. Muito mais barata que

vc colocar uma embalagem de lata que uma embalagem de aço.

Guardar o óleo ao abrigo da luz. O ideal é deixa-lo a temperatura ambiente.

Se n fosse a questão de custo, peso e grana, para durar mesmo, lata é melhor.

Aditivo n é um conservante. Um corante é um aditivo e nem por isso conserva nada.

Na garrafa PET vc coloca antioxidante para aumentar a resisntencia justamente para aguentar

a luz, coisa q n precisa na lata. PE É BARATO, é flexível, bem resistente ao congelamento pq

tem certos tipos de plástico que quando expostos ao congelamento partem, racham, quebram.

Este, o PoliEtileno aguenta bem, tem pouca permeabilidade ao vapor e tbm ao O2 e resiste a

gordura, sendo adequado para a sua embalagem de óleo.

O Polietileno poderá ser de alta ou baixa densidade. O DE BAIXA densidade n pode ser

esterilizado, ele é de alta elasticidade não tem alta resistência térmica mas tem resistência a

baixa temperatura, portanto aguenta firme ir na geladeira sem que tenha fissura, quebra,

trinca. Vc usa para fazer sacos de leite, embalagem de cereal, filme para selar alimento,

saquinhos para biscoito. Tudo isso vc pode fazer com os de baixa densidade.

Os de alta densidade são os mais rígidos, pouco permeáveis a luz e a umidade, utilizado em

embalagens semi-rigidas, aguenta bem à tração e ao resfriamento, e vc usa para vinagre pra

óleo, refrigerante, engradado.

Aplicação: embalar vinagre, água mineral, refrigerantes, engradados, etc.

Vinagre vc coloca na geladeira? Coloca, mas sem necessidade. O Q VAI dar no vinagre? Nada. O

vinagre já eh ponto final da cadeia fermentativa. O microorganismo já trabalhou no álcool pra

fazer o seu vinagre. E depois vc aromatixa.

Polipropileno(PP)-

material leve, incolor, resistente à tração;

boa resistência à umidade e gordura;


em relação ao PE, possui elevada barreira à umidade e O2;

custo: mais caro que PE;

aplicação:

panificação na forma de sacos perfurados

alimentos congelados, carnes, vegetais, salgadinhos,

alimentos desidratados e na forma de embalagens termoencolhíveis.

Poliestireno:

material muito leve e de baixo custo;

não pode ser utilizado para alimentos quentes pois tem baixo ponto de fusão e com isso vai

deformar.

transparente e de fácil coloração;

bastante permeável ao vapor de água e O2.

Filmes endurecidos-> vc tem dois tipos, mas todos eles tem alta resistência e boa

transparência.

Eles podem ser expandidos, que é bom pra resistir ao óleo e agua. Vc utiliza para embalar

carne, peixe.

Biorientados-> são mais firmes, resistem ao resfriamento, O QUE É FUNDAMENTal para

plástico. É mto usado pra fazer embalagem de sorvete.

Filmes biorientados

- Rígido;
- Boa transparência;
- Resistente a baixas temperaturas.
- Utilização: copos de sorvetes, geléias,
iogurtes, margarinas, etc.
PVC-> tanto pode ser duro, quanto pode ser filmado. Então, a textura dele é variável. Sempre

boa barreira, impermeável a gordura. É barato, usado como sacos plásticos, película para

embalar alimentos, elaboração de garrafas plásticas.

Pvdc-> é um tipo

excelente barreira a gases e vapor de água;

boa estabilidade a temperaturas de esterilização; -> plástico firme, forte e bom

Alto custo, mas é utilizado juntamente com outros materiais (papel, PE, celofane, PVC);

boa resistência a gorduras-> em função disso, vc da a pref para embalar produtos mto

gordurosos, salaminho, linguiça.

uso: filme para aves, carnes defumadas, queijos.

Esses dois últimos resitentes a quente.

Poliamidas:

Alto custo;

Alta resistência a temperaturas e tratamento térmico intenso;

relativamente permeável ao vapor de água e impermeáveis a gases;

boa resistência a gorduras;

Aplicação: acondicionamento a vácuo de carnes, queijos, tortas, biscoitos e de produtos


alimentícios a serem aquecidos na embalagem. Pode ou n ser aplicado de vácuo. São produtos
que vc geralmente utiliza poliamida. É caro, mas vc dispersa no produto. Você coloca em
produtos mais caros q ai vc dispersa no custo.