Você está na página 1de 32

PUBLICIDADE

QUA07FEV
Quarta-feira
7 de Fevereiro de 2018
Ano 42 • N.º 15167

Kz 45,00
Director: VÍCTOR SILVA
Director-Adjunto: CAETANO JÚNIOR
www.jornaldeangola.co.ao

FUNDO DE GARANTIA DO ESTADO

NESTA EDIÇÃO

ADEBAYO VUNGE
500 mil milhões de kwanzas
Contra-reforma
OPINIÃO • 7

LUÍSA ROGÉRIO
Deveres, direitos
para crédito aos empresários
e estradas Deputados da maioria parlamentar propõem para o sector da Energia e Águas um incremento no
ÚLTIMA • 32 OGE de 200 milhões de dólares destinados a financiar projectos nas sedes dos municípios
HONORATO SILVA O grupo parlamentar do MPLA propõe 500 assegurado por um Fundo de Garantia do e Social, Manuel Nunes Júnior, e os membros
Castigados do D'Agosto mil milhões de kwanzas no Orçamento Geral Estado, ao qual os empresários devem recorrer da equipa económica do Governo para
podem ser utilizados do Estado deste ano para apoiar o sector através dos bancos comerciais. Os parla- apreciar e aprovar, na especialidade, as pro-
DESPORTO • 31 empresarial privado. Os deputados da maioria mentares reúnem-se hoje com o ministro postas do relatório-parecer conjunto da Lei
parlamentar propõem que este crédito seja de Estado do Desenvolvimento Económico do Orçamento Geral do Estado. POLÍTICA • 3
MEMÓRIAS

DOMBELE BERNARDO | EDIÇÕES NOVEMBRO

General Dibala
retratado em livro
POLÍTICA • 3

ESPERANÇA
Jovens reabilitados
da toxicodependência
REPORTAGEM • 5

CONCURSO PARA JUÍZES


Conselho da Magistratura
analisa reclamações
POLÍTICA • 4

INTERRUPÇÃO

Supressão de vistos a cidadãos de Cabo Verde POLÍTICA • 2

SENTIDO LUANDA - VIANA AGRICULTURA FÓRUM MUNDIAL ABRE NA MALÁSIA

Trânsito limitado FAA ajudam


escoamento
Angola apresenta
Jogo das Estrelas
pára Unitel Basket
DESPORTO • 30
na via de Catete das colheitas projectos urbanos DR

ÁFRICA DO SUL A circulação rodoviária de Catete, no sentido O ministro de Estado e


Futuro de Zuma na Avenida Deolinda Luanda-Viana, está par- chefe da Casa de Segu-
é decidido hoje Rodrigues, também cialmente interdita ao rança do Presidente da
ÁFRICA • 8 conhecida como Estrada trânsito. SOCIEDADE • 25 República, Pedro Sebas-
tião, afirmou ontem que
as Forças Armadas Ango-
ADMINISTRAÇÃO LOCAL lanas (FAA) podem ser
chamadas, nestes tempos
de paz, a garantir o pro-
Há financiamento vimento da sua logística
e intervir no processo de
escoamento de produtos
do Banco Mundial agrícolas do campo para
as cidades, sem descurar
o seu papel de defesa da
Ministra da Habitação chefia a delegação angolana

Angola vai apresentar no a política de urbanização,


O Ministério das Finan- de financiamento de 70 integridade territorial. Fórum Urbano Mundial, que está praticamente con-
ças e o Banco Mundial milhões de dólares para Pedro Sebastião abriu que abre hoje em Kuala cluído, como resultado de
(BM) assinaram ontem, apoiar a administração ontem a reunião da direc- Lumpur, capital da Malá- um trabalho de parceria
em Luanda, um acordo local. ÚLTIMA • 32 ção das FAA. POLÍTICA • 3 sia, o projecto do país sobre com a ONU. SOCIEDADE • 24
2 POLÍTICA Quarta-feira
7 de Fevereiro de 2018

IMPLEMENTAÇÃO COMEÇA EM BREVE

Cabo-verdianos isentos de vistos


Ministro dos Negócios Estrangeiros anunciou, em conferência de imprensa, que a abolição de vistos em passaportes
ordinários para os cidadãos do seu país representa mais um passo no reforço da cooperação entre Angola e Cabo Verde
DOMBELE BERNARDO | EDIÇÕES NOVEMBRO
Bernardino Manje

Cidadãos cabo-verdianos
titulares de passaportes ordi-
nários que queiram viajar
para Angola estarão, breve-
mente, isentos de apresentar
vistos às autoridades migra-
tórias, anunciou ontem, em
Luanda, o ministro dos Negó-
cios Estrangeiros e das Co-
munidades de Cabo Verde,
Luís Filipe Tavares, durante
uma conferência de imprensa
de balanço à sua visita de
trabalho de quatro dias à
capital angolana.
O chefe da diplomacia
cabo-verdiana, que foi rece-
bido na manhã de ontem
pelo Presidente da República,
João Lourenço, disse ter rece-
bido garantias do homólogo
angolano, Manuel Augusto,
de que o Chefe de Estado
angolano vai assinar um
decreto em que autoriza a
supressão de vistos nos pas-
saportes ordinários de cida-
dãos cabo-verdianos, à
semelhança do que já acon-
tece com os angolanos que
queiram visitar Cabo Verde.

Ministro cabo-
verdiano considera
Angola um país
estratégico e Ministro Manuel Augusto e Luís Filipe Tavares (ao centro) com os chefes das missões diplomáticas dos dois países logo após a abertura das conversações
manifestou o desejo
de trabalhar para
reforçar cada vez países vão trabalhar para consolidar as nossas relações Angola na ONU sidente da República o nosso defendeu Luís Filipe Tava-
mais as já desenvolver todas as áreas interpessoais, entre as ins- Cabo Verde quer voltar a ver desejo de ver Angola a ocupar res.Segundo o ministro ca-
excelentes relações possíveis. tituições e os dois países. Angola como membro do cargos de grande responsa- bo-verdiano, caso Angola
de cooperação Angola é, para Cabo Verde, O Governo de Cabo Verde Conselho de Segurança das bilidades a nível internacio- se candidate a membro do
um país estratégico, declarou tudo fará para estreitar as Nações Unidas. O ministro nal, mesmo no quadro das Conselho de Segurança das
o chefe da diplomacia cabo- relações com Angola. Angola cabo-verdiano dos Negócios Nações Unidas. Angola deve Nações Unidas, como repre-
verdiana, sustentando que, quer trabalhar com Cabo Estrangeiros e das Comuni- ter um lugar no Conselho sentante de África, terá em
Luís Filipe Tavares con- nas nossas relações com Verde para que tenhamos dades disse ter manifestado de Segurança das Nações Cabo Verde “um parceiro
siderou isso “um ganho África e o mundo, Angola é uma concertação estratégica este desejo ao Chefe de Unidas. Há vários países seguro, estratégico e impor-
muito importante”, bem parceira estratégica de Cabo sobre as grandes questões Estado angolano, João Lou- pretendentes, mas pensa- tante” para trabalhar na
como “um gesto de amizade Verde. “Disse esta manhã ao africanas, mas também no renço, durante a audiência mos que Angola pode e deve mobilização de outros países
e de solidariedade muito Presidente da República que quadro das Nações Unidas”, por si concedida. “Manifes- desempenhar um papel africanos de expressão por-
grande”. Segundo ele, os queremos trabalhar para disse o ministro. tamos, hoje, ao Senhor Pre- importante neste sentido”, tuguesa, da CPLP e CEDEAO,
cabo-verdianos já podem por exemplo.
dizer 'conseguimos trabalhar Luís Filipe Tavares afirmou
bem com as autoridades que o apoio de Cabo Verde
angolanas'. Luís Filipe Tava-
res, que acumula igualmente
Presidente recebe mensagem do homólogo Jorge Carlos Fonseca seria uma forma de agradecer
a ajuda que Angola prestou
a pasta de ministro da Defesa Um convite do Presidente já existentes, com realce aos ROGÉRIO TUTI | EDIÇÕES NOVEMBRO ao arquipélago, desde antes
de Cabo Verde, referiu-se de Cabo Verde, Jorge Carlos sectores económico e empre- da independência, e que
igualmente às conversações Fonseca, para o Chefe de sarial, sobretudo, nos sub- continua a prestar ainda hoje.
havidas ontem entre as dele- Estado angolano, João Lou- sectores das pescas, do “Sempre contamos com a
gações das diplomacias dos renço, visitar aquele país, turismo, dos transportes marí- solidariedade do povo ango-
dois países, na sede do Minis- em Julho, foi entregue ontem timos e aéreos. lano, não só nas horas difí-
tério das Relações Exteriores no Palácio Presidencial da É nesse quadro que Cabo ceis, mas também nos bons
de Angola. Cidade Alta pelo ministro Verde pretende a retomada momentos. Como não somos
Segundo o ministro cabo- dos Negócios Estrangeiros, das ligações aéreas entre as ingratos, reconhecemos isso.
verdiano, as conversações Comunidades e da Defesa, duas capitais. A intenção é Por isso, queremos selar essa
que abarcaram vários assun- Luís Filipe Tavares. que Angola seja para Cabo relação com mais amizade,
tos, como a retoma dos voos À saída do encontro, Luís Verde um parceiro estratégico mais solidariedade e mais
entre Angola e Cabo Verde, Tavares informou à imprensa em África e mantenha a coo- presença”, disse.
a cooperação técnico-empre- que transmitiu ao Estadista peração no domínio da O ministro disse ter tido,
sarial na área da adminis- angolano um convite do defesa e segurança, e desta no domingo, um encontro
tração territorial, na reforma homólogo cabo-verdiano, forma continuar a formar com a comunidade cabo-
do Estado e nas tecnologias para visitar a República de oficiais cabo-verdianos em verdiana residente em Angola,
de informação e comunica- Cabo Verde e participar na estabelecimentos de ensino que diz ser bem tratada e que
ção, agricultura e turismo, Cimeira da Comunidade dos militar das Forças Armadas sente como se estivesse em
vão contribuir para o reforço Países de Língua Portuguesa Angolanas (FAA). Cabo Verde. “Manifestei às
da cooperação e da amizade (CPLP), que o país insular No domínio da educação, autoridades angolanas toda
entre os dois países. acolhe em Julho deste ano. Luís Tavares confirmou existir a nossa disponibilidade para
Luís Filipe Tavares admi- Quanto às relações de um pedido de Angola para trabalhar com Angola e apro-
tiu que o turismo é uma área cooperação entre os dois o envio de professores cabo- fundar as relações que já
prioritária na cooperação países, referiu que o Governo verdianos, uma acção que são excelentes”, frisou Luís
entre Angola e Cabo Verde, que representa pretende deverá relançar a cooperação Filipe Tavares, que deixa
mas deixou claro que os dois aprofundar os laços bilaterais no domínio da educação. Ministro cabo-verdiano foi recebido pelo Chefe de Estado hoje Luanda.
POLÍTICA Quarta-feira
7 de Fevereiro de 2018 3
NACIONALISTA FORÇAS ARMADAS GARANTIA DE CRÉDITOS A EMPRESÁRIOS

Presidente preocupado
KINDALA MANUEL | EDIÇÕES NOVEMBRO

Memórias do
general Dibala
são contadas com segurança marítima
João Dias tar por via da implementa-
em livro ção de projectos agrope-
cuários que se destinem,
As memórias do general Rui O ministro de Estado e chefe numa primeira fase, ao
Alberto Filomeno “Dibala”, da Casa de Segurança do Pre- autoconsumo.
falecido o ano passado, cons- sidente da República, Pedro “Neste sentido, o Coman-
tam do livro “O general tran- Sebastião, afirmou ontem, dante-em-Chefe não só
quilo - Memórias de um em Luanda, ser preocupação orientou como colocou à
comissário político e guer- do Titular do Poder Executivo disposição delas importantes
rilheiro do MPLA”, a ser apre- e Comandante-em-Chefe meios de produção para que
sentado hoje, às 17h00, na das Forças Armadas Ango- possam de alguma forma
sede da Fundação Sagrada lanas (FAA) a concretização serem auto -suficientes em
Esperança, em Luanda. do projecto de segurança alguns domínios, o que con-
A informação foi avançada marítima para protecção do tribuiria para a poupança
ontem ao Jornal de Angola Golfo da Guiné e evitar poten- de divisas e diversificação
por Cristina Dibala, viúva ciais actos de pirataria e ter- económica”, disse.
do nacionalista que à data rorismo internacional. O ministro de Estado
da sua morte era general Ao proceder à abertura da sugeriu a intervenção das
reformado das Forças Arma- reunião de dirigentes das FAA, FAA no processo de escoa-
das Angolanas (FAA). em representação do Presi- mento de produtos agrícolas
O livro tem 163 páginas e dente da República e Coman- do campo para a cidade, Grupo parlamentar do MPLA defende um Fundo de Garantia de Crédito para projectos
é dividido em dois capítulos. dante-em-Chefe das FAA, numa altura em que há pelo
O primeiro retrata a sua João Lourenço, o ministro país capacidade instalada

MPLA propõe fundo


infância e juventude, fases Pedro Sebastião realçou que que tem dificuldade em
que viveu em Angola e no a concretização do projecto escoar a produção.
exterior, na qualidade de de segurança marítima pre-
estudante. O segundo capí- tende, sobretudo, responder Indústria militar
tulo aborda factos ocorridos à preocupação regional e Pedro Sebastião defendeu
desde a Luta de Libertação da comunidade internacio- a execução do projecto da
Nacional, em 1961, até à pro-
clamação da Independência,
em 1975.
SANTOS PEDRO | EDIÇÕES NOVEMBRO
nal para o envolvimento
dos países africanos na pro-
tecção do Golfo da Guiné
contra potenciais actos de
pirataria e terrorismo inter-
indústria virada para a sa-
tisfação das necessidades
das FAA, numa altura em
que alguns equipamentos
podem e devem ser produ-
de 500 mil milhões
nacional que representam zidos localmente. E a prová-
Proposta do grupo parlamentar do MPLA vai ser apresentado
uma séria ameaça à segu- lo, sublinhou, está o facto de à equipa económica durante uma reunião agendada para hoje
rança internacional. o país ter dado alguns passos
Na presença do ministro no domínio da produção de O MPLA propõe 500 mil bém a redução do esforço do Salomão Xirimbimbi, para
da Defesa, Salviano de Jesus fardamentos e botas. milhões de kwanzas no Tesouro junto das empresas quem “as sedes municipais
Sequeira “Kianda”, e de altos “É preciso não deixar Orçamento Geral do Estado públicas, através da revisão que não têm cobertura reco-
oficiais das FAA, o ministro morrer estas iniciativas que destinados ao crédito para dos subsídios operacionais, mendamos que as encon-
de Estado lembrou o apoio vêm já de há algum tempo, empresários, através de um no quadro de um programa trem, porque temos de ter
que Angola tem prestado à mas que encontram entra- Fundo de Garantia do Estado. de rendimento e reestrutu- água e luz em todos os muni-
região na qualidade de país ves burocráticos e outros O grupo parlamentar do ração do sector empresarial. cípios do país”.
membro da SADC. que matam, à partida, qual- partido em maioria no Par- A proposta indica ainda Na proposta de OGE, o
A reunião serviu para a quer boa intenção”, disse. lamento defende que este a definição do Programa Executivo entende que o sec-
troca de impressões sobre a Para o ministro são neces- valor deve ser entregue aos Nacional de Competitividade tor da Energia e Águas deverá
actual conjuntura das FAA, sárias mais iniciativas para bancos comerciais para onde para alavancar a competi- crescer a uma taxa de 60,6
bem como a sua contribuição o aparecimento e desen- os empresários devem recor- tividade estrutural, acelerar por cento, e que a previsão
no desenvolvimento socioe- volvimento de uma indús- rer. Os deputados do MPLA a diversificação económica da pro dução do me smo
conómico do país e no aper- tria de defesa. vão propor ao Executivo e melhorar a posição de resulta da evolução física
feiçoamento das competências O ministro falou do pres- um aumento de verbas no Angola nos “rankings” inter- dos projectos estruturantes
Cristina Dibala, viúva do militares e melhoramento da tígio que as FAA granjearam Orçamento Geral do Estado para a entrada em operação
antigo guerrilheiro Dibala preparação operativa, com- no continente, na região para apoiar o empresariado das turbinas a vapor do Ciclo
bativa, educativa e patriótica. austral de África, com realce nacional. MPLA propõe um Combinado do Soyo e igual
Nas memórias de Rui A sessão de encerramento para a SADC, onde preside Os parlamentares reú- Programa Nacional número do Aproveitamento
Alberto Filomeno “Dibala” está prevista para amanhã. o seu órgão de concertação nem-se hoje com o ministro de Competitividade Hidroeléctrico de Laúca.
são reveladas cenas ocorridas Na óptica do ministro de Política, de Defesa e Segu- de Estado do Desenvolvi- que permita
em campos de treino, situa- Estado e chefe da Casa de Se- rança, assegurando que vai mento Económico e Social, alavancar a ERCA tem verbas
ções vividas por alguns dos gurança do PR, as FAA po- continuar a fomentar a coo- Manuel Nunes Júnior, e os competitividade As verbas antes atribuídas ao
intervenientes influentes dem ser chamadas, nestes peração e articulação com membros da equipa eco- estrutural, acelerar extinto Gabinete de Revita-
nas guerras em Angola e tempos de paz, a desempe- organizações congéneres nómica do Governo para a diversificação da lização e Execução da Comu-
imp ortante s reuniõ e s e nhar muitas outras tarefas da região assente em acor- apreciar e aprovar, na espe- economia e nicação Institucional (GRE-
fóruns internacionais em capazes de contribuir para o dos estabelecidos entre Es- cialidade, as propostas do melhorar a posição CIMA) passam, doravante,
que participou no exterior, desenvolvimento económico tados-membros. Esta co- relatório-parecer conjunto de Angola nos para a Entidade Regulado-
na qualidade de represen- e social da Nação, e uma de- operação, disse, desenrola- da Lei do Orçamento Geral “rankings” ra da Comunicação Social
tante do MPLA. las é a possibilidade de as se com base em consultas, do Estado. internacionais (ERCA). A proposta foi feita
As histórias são contadas Forças Armadas serem auto- apoio operacional, insta- Em declarações ao Jornal ao Executivo pelo grupo par-
na primeira pessoa e algumas suficientes no provimento lação e operações conjuntas, de Angola, Salomão Xirim- lamentar do MPLA.
abordagens contam com o da sua logística, principal- com vista à prevenção de bimbi disse que o objectivo nacionais. Ajustar os prin- Salomão Xirimbimbi ga-
auxílio de retratos e de recor- mente na produção alimen- conflitos. do aumento das verbas para cipais instrumentos de pro- rantiu que a direcção da ERCA
tes de jornais. o OGE prende-se com a con- moção empresarial e indus- vai trabalhar com o Minis-
A viúva de “Dibala” admi- MARIA AUGUSTA | EDIÇÕES NOVEMBRO cretização de projectos tem trial (FND, Angola Investe, tério das Finanças para defi-
tiu a possibilidade de o livro em vista a diversificação da IFE, FACRA), para que se nir as modalidades para a
poder incomodar algumas economia e a geração de mais consigam produzir efei- atribuição do dinheiro.
pessoas, por nele constarem empregos e de receitas para tos positivos num contexto A ERCA é uma pessoa co-
informações desconhecidas. que o Executivo, no próximo de restrições no financia- lectiva de direito público,
O livro, sublinhou, também ano, esteja em condições de mento, também é intenção dotada de autonomia admi-
pode servir para reconstituir aumentar os salários, com do Executivo. nistrativa, financeira e patri-
a história do MPLA e é um base na taxa de câmbio. monial. O conselho directivo
contributo para a História No OGE, que vai à apro- Energia e Águas é o órgão colegial responsável
de Angola. “O livro é uma vação final global no próximo O presidente do grupo par- pela definição e implemen-
valiosa contribuição para o dia 14, o Executivo indica as lamentar do MPLA declarou tação da actividade reguladora
conhecimento e compreen- acções de política para opti- que o partido também propôs, e de supervisão da ERCA, com-
são de actos, percursos e de mizar o sector empresarial para o sector da Energia e posto por 11 membros eleitos
actores da luta de libertação público e propõe a redução Águas, um incremento de 200 pela Assembleia Nacional.
nacional, e antes desta, da efectiva da acção empresarial milhões de dólares para finan- O mandato dos membros
situação de um país coloni- do Estado, criando unidades ciar projectos nas sedes dos da ERCA. que já foram todos
zado com todos os horrores produtivas mais competitivas, municípios. indicados, é de cinco anos,
e discriminações que isso através de um programa de Todas as solicitações do a contar desde a tomada de
significou”, lê-se na con- ajustamento estrutural do sector energético e das águas posse, que é conferida pela
tracapa da publicação. tecido empresarial público. foram aceites pelo grupo par- Assembleia Nacional.
Roque Silva Chefe da Casa de Segurança do Presidente da República O Executivo propõe tam- lamentar do MPLA, garantiu Adelina Inácio
4 POLÍTICA Quarta-feira
7 de Fevereiro de 2018

CONCURSO PARA JUÍZES CONSELHEIROS

Conselho analisa reclamações


Ordem dos Advogados apela à entidade competente para promover todas as diligências para esclarecer as situações que têm
sustentado a suspeição dos resultados finais dos dois concursos para o bem da reputação e credibilidade do sistema judicial

VIGAS DA PURIFICAÇÃO | EDIÇÕES NOVEMBRO


Fonseca Bengui cusou-se a comentar o assun-
to, remetendo qualquer consi-
deração para o CSMJ, órgão
O Conselho Superior da encarregue de apreciar as
Magistratura Judicial (CSMJ) reclamações e homologar os
reúne-se hoje para analisar resultados definitivos.
as reclamações apresentadas Podem concorrer para o
no quadro dos concursos TS juízes de Direito que o
públicos curriculares para o sejam há pelo menos dez anos,
preenchimento de cinco magistrados do MP junto do
vagas de juízes conselheiros Tribunal Provincial, há pelos
do Tribunal de Contas e outras menos 13 anos, procurador
cinco do Tribunal Supremo. geral, vice-procurador geral
Pelo menos três candi- ou procurador geral-adjunto
datos apresentaram recla- da República.
mações ao Conselho Supe- Podem também concor-
rior da Magistratura Judicial, rer advogados com um mí-
entre os quais Elisa Rangel, nimo de 13 anos de experi-
que concorreu para o TC e ência, docentes universitários
na classificação final ficou
em 21º lugar.
A classificação final dos A OAA considera
concursos, publicada a 25 de que a transparência
Janeiro, apurou para o TC, e objectividade
nos primeiros cinco lugares, de um processo
os candidatos José Moreno de ingresso
Pereira da Gama, Domingas nas magistraturas
Alexandre Garcia, Joaquim constitui um
Elias Marques Júnior, Rigo- factor-chave na
berto Kambovo e João Carlos afirmação da
de Castro Paiva. Para o TS a independência
classificação apurou, na lista do poder judicial
dos magistrados, nos primei- sobre os demais
ros cinco lugares, os candi- Palácio da Justiça é a sede dos tribunais superiores e do Conselho Superior da Magistratura Judicial que reúne hoje
datos Norberto Moisés Cape-
ça, Aurélio Simba, João Pedro
Kinkani Fuantoni, Anabela Desde a publicação dos Direito dos Contratos do Curso De acordo com um comu- bem como da afirmação do da classe dos professores de
Mendes Vidinhas e Paciência resultados finais, a 25 de de doutoramento, terem fica- nicado de imprensa, emitido papel do sistema de justiça Direito, há pelo menos 13 anos
da Graça Diaquiesse Don- Janeiro, várias vozes se levan- do nos últimos lugares. no final da segunda reunião como instrumento central e outros juristas de mérito,
deiro Simão. taram a questionar os critérios Sobre o assunto, a Ordem ordinária do Conselho Nacio- na consolidação de um Estado com um mínimo de 15 anos
Na lista dos não magistra- utilizados pelo júri para ava- dos Advogados de Angola nal, realizada no dia 26 de de Direito. de actividade jurídico-foren-
dos, a classificação final é liar os candidatos, apon- apelou à entidade compe- Janeiro, a OAA considera Os dois concursos foram se. Para o TC, os candidatos
liderada pelo ex-presidente tando-se como exemplos de tente (CSMJ) a promover todas que a transparência e objec- abertos em Novembro do ano podem ser licenciados em
do Tribunal Constitucional, eventuais irregularidades, o as diligências necessárias tividade de um processo de passado. Para o TS, o júri é pre- Direito, Economia, Finanças
Rui Constantino da Cruz Fer- facto de candidatos com vasta para remover e/ou esclarecer ingresso nas magistraturas sidido pelo juiz conselheiro ou em cursos superiores si-
reira, seguido pelos candidatos experiência como Elisa Ran- as situações que têm sus- constitui um factor-chave Aniceto da Costa Aragão., e milares com, pelo menos,
António Fernando Neto da gel, coordenadora do I curso tenta-do a suspeição dos re- na afirmação da indepen- para o Tribunal Constitucional dez anos de experiência pro-
Costa, Simão Soares Júnior, de Doutoramento em Direito sultados finais dos dois con- dência, da autonomia e da o juiz conselheiro Augusto fissional, bem como magis-
Maria Imaculada Lourenço da Faculdade de Direito da cursos, para o bem da repu- legitimidade do poder judi- da Costa Carneiro. trados judiciais e do MP com
da Conceição e Sebastião Isata Universidade Agostinho Neto tação e da credibilidade do cial relativamente aos de- Contactado pelo Jornal de experiência profissional de
Pereira Bravo, em quinto lugar. e assistente na disciplina de sistema judicial. mais poderes do Estado, Angola, Augusto Carneiro re- pelos menos dez anos.

DR
pelo júri e a classificação que
TRANSPARÊNCIA DO PROCESSO coube a cada candidato, fazer
uma Petição à Assembleia

Jurista defende anulação


Nacional (grupos parlamen-
tares) para que nomeie uma
Comissão Parlamentar para
averiguar os termos do con-

do concurso curricular
curso e a solicitação de cria-
ção de diploma legal que
defina, de forma clara, os
requisitos para se ser júri, sua
O jurista Benja Satula, docente antes, os critérios de avaliação, “Está em causa a credibi- composição e critérios dife-
da Universidade Católica de se os houver, pois, no seu lidade do júri e do Conselho renciados de acesso aos Tri-
Angola (UCAN), que está à entender, a Lei Orgânica do Superior da Magistratura bunais superiores de acordo
frente de uma campanha nas Tribunal Supremo e o Decreto Judicial”, sublinhou. “O com a especificidade de cada
redes sociais denominada Presidencial nº 102/11, de 23 melhor é começar de no- um (jurisdição comum e
“Verdade e Transparência”, de Maio, definem já os pres- vo”, concluiu. especializada).
para exigir transparência no supostos para o efeito. Na petição que circula Ao Presidente da Repú-
processo de indicação dos “Se há outros critérios, nas redes sociais, que até blica, os subscritores do
juízes conselheiros, defen- devem ser divulgados”, sus- sábado tinha 379 assinaturas manifesto pretendem reme-
de, em entrevista ao Jornal tentou, exemplificando que digitais, para exigir a defi- ter uma Petição para que,
de Angola , a anulação dos nas universidades o estu- nição de critérios objectivos enquanto Titular do Poder
concursos. dante sabe, de antemão, a e transparentes para a esco- Executivo, promova uma
A bem da justiça, do estado pontuação correspondente lha dos juízes conselheiros, iniciativa legislativa no sen-
de Direito e da Democracia, a cada questão que lhe é colo- pretende-se, entre outras tido de conferir transparência
disse, o concurso devia ser cada na prova de avaliação. acções, intentar uma pro- a estes concursos. Pretendem
anulado e constituir-se um Segundo Benja Satula, vidência cautelar para impe- igualmente solicitar ao Pro-
novo júri, mas com os mes- com o clima que se instalou, dir que os apurados tomem curador Geral da República
mos candidatos. “o júri pode forjar qualquer posse, intentar uma Acção a abertura de um inquérito
No seu entender, o júri a critério para não alterar a Popular visando a divulga- por suspeita de tráfico de
constituir devia divulgar, ordem de classificação”. ção dos critérios utilizados influência e corrupção. Jurista Benja Satula da Universidade Católica de Angola
REPORTAGEM Quarta-feira
7 de Fevereiro de 2018 5
FAZENDA ESPERANÇA

Jovens dependentes de drogas


buscam apoio para reabilitação
Há uma parceria estratégica entre a Igreja Católica e o Governo do Huambo no sentido de dar solução aos problemas
dos tóxico-dependentes e ajudar no combate ao alcoolismo, que tem afectado a população, em especial os adolescentes
FRANCISCO LOPES | EDIÇÕES NOVEMBRO | HUAMBO FRANCISCO LOPES | EDIÇÕES NOVEMBRO | HUAMBO

As instalações
foram
reabilitadas
e ampliadas,
e contemplam
dormitórios,
um refeitório,
uma cozinha,
um escritório
e a capela para
celebração das
missas. Existe
um projecto
para a
construção
de um centro
feminino
para acolher
meninas
e senhoras

Victória Quintas pendentes, no combate ao alcoo- remédio que a palavra de Deus. toxicodependentes. Os respon-
lismo e às drogas”, disse o gover- Com isso consegue-se salvar vidas sáveis da Fazenda lembram que
O trabalho visa dar valor nador. O projecto de reabilitação de pessoas que se encontram no a família desempenha um impor-
Adolescentes e jovens do Huambo e responsabilidade de jovens toxicodependentes da mundo do alcoolismo e das dro- tante papel durante o período de
e de outras regiões do país, que se na caminhada Fazenda da Esperança iniciou em gas”, sublinhou. recuperação do jovem.
dedicavam ao consumo excessivo do toxicodependente 1983 no Brasil onde já recuperou . O representante da Associação
de álcool e drogas pesadas, buscam para que entenda a sua e reintegrou milhares de jovens, Período pós-recuperação Nacional de Luta contra as Drogas
apoio para sair da dependência no importância na vida. alguns dos quais hoje são volun- O período pós-recuperação é com- (ANLD) no Huambo, Nelson Nhanga,
único centro de reabilitação exis- A espiritualidade ensina tários nas fazendas espelhadas plexo e longo, já que o jovem depois referiu que a sensibilização dos ado-
tente na província. que, independentemente pelo mundo e ajudam outras pes- do tratamento regressa ao seu lescentes e jovens no sentido de
Trata-se da Fazenda da Espe- da religião, é importante soas a saírem das drogas. ambiente normal onde o risco de evitarem o consumo exagerado de
rança, instituição afecta à Igreja que as pessoas saibam Frei Hans Stapel, mentor do uma recaída está sempre à espreita. bebidas alcoólicas deve ser da res-
Católica, que trabalha desde Outu- que existe um Deus. No projecto Fazenda da Esperança, Por isso, foi criado o Grupo Espe- ponsabilidade de toda a sociedade.
bro de 2011 na recuperação de convívio aprende-se a de nacionalidade alemã, explicou rança Viva (GEV) que apoia na rei- O responsável disse ser necessário
jovens dependentes de drogas, respeitar o outro dentro que, antes da criação do Centro, a serção social de todos aqueles que a criação de políticas que regulem
vindos de diversos pontos do país, da sua essência, sabendo ideia inicial passava pela construção terminaram o tratamento. tanto a comercialização como o
localizada na comuna da Vavayela, qual é o limite de uma clínica. A crença na Bíblia O GEV reúne-se todos os sábados consumo de bebidas alcoólicas no
município do Cachiungo. de cada um e na cura divina levou-o a mudar à tarde na paróquia da Sé Catedral nosso país, tendo apontado a exis-
O centro, com a capacidade para de ideias e a criar o projecto Fazenda do Huambo para partilhar expe- tência de alguns diplomas cujo cum-
albergar mais de cem pessoas do da Esperança. “Não há melhor riências de vida entre os antigos primento carece de fiscalização.
sexo masculino, dos 17 aos 60 anos, mente acolhiam mais de 20 pessoas,
FRANCISCO LOPES | EDIÇÕES NOVEMBRO | HUAMBO
actualmente tem 50 toxicodepen- foram reabilitadas e ampliadas,
dentes de álcool e drogas oriundos numa parceria entre o Governo da
das províncias do Huambo, Luanda, província e a Igreja Católica. As
Benguela, Bié, Cunene e Huíla. novas instalações contemplam
O responsável do centro, João dormitórios, um refeitório, uma
Paulo Faria, disse que durante o cozinha, um escritório e a capela
período de recuperação, que é de para celebração das missas.
apenas um ano, a espiritualidade, João Paulo Faria disse terem
o convívio e o trabalho constituem em carteira o projecto de cons-
a base do processo de recuperação, trução de um centro feminino para
sem necessidade de uso de algum acolher meninas e senhoras que
medicamento. se encontram nas mesmas con-
O trabalho visa dar valor e res- dições de dependência de álcool
ponsabilidade na caminhada do e outras drogas.
toxicodependente para que enten- O governador do Huambo João
da a sua importância na vida. A Baptista Kussumua, que presen-
espiritualidade ensina que, inde- ciou a inauguração do Centro,
pendentemente da religião, é disse que as estruturas reabilitadas
importante que as pessoas saibam representam uma nova era, ao
que existe um Deus. No convívio acolher os jovens que sofrem de
aprende-se a respeitar o outro toxicodependência para a sua
dentro da sua essência, sabendo recuperação.
qual é o limite de cada um e con- “Honra-nos a parceria que existe
tribui para a reinserção do jovem entre a Igreja Católica e o Governo
na sociedade. do Huambo no sentido de dar solu-
As instalações, que anterior- ção aos problemas dos toxicode- Durante o período de recuperação, a espiritualidade, o convívio e o trabalho constituem a base do processo
6 OPINIÃO Quarta-feira
7 de Fevereiro de 2018

Rua Rainha Ginga, 12-26


Caixa Postal 1312 - Luanda
Redacção: 222 020 174
Telefone geral (PBX): 222 333 344

EDITORIAL Fax: 222 336 073


Telegramas: Proangola
E-mail: ednovembro.dg@nexus.ao

DIRECTOR:
Víctor Silva
DIRECTOR-ADJUNTO:
Caetano Júnior
DIRECTORES EXECUTIVOS:

Ajustes ao OGE
Manuel Feio, Guilhermino Alberto

EDITOR EXECUTIVO:
Diogo Paixão
SUB-EDITOR EXECUTIVO:
Cândido Bessa

e a vida das populações GRANDE REPÓRTER:


Luísa Rogério

EDITORIAS:
POLÍTICA:
Santos Vilola (editor-chefe),
Fonseca Bengui (sub-editor) e
Bernardino Manje (sub-editor)
As informações relativas às promessas segundo as quais o Adelina Inácio, João Dias, César André,
Edna Dala, Garrido Fragoso
Orçamento Geral do Estado (OGE) 2018, iria sofrer alguns in- e Josina de Carvalho
OPINIÃO:
crementos, durante a sua apreciação, discussão e votação Ambrósio Clemente (editor-chefe),
Faustino Henrique (sub-ditor)
na generalidade, foram confirmadas.
SOCIEDADE:
Na verdade, esse novo dado desmente a oposição que Nhuca Júnior (editor),
Alberto Pegado (editor),
maioritariamente se tinha mostrado céptica quanto as pro- José Meireles (editor),
Rodrigues Cambala, André da Costa,
postas do principal documento da execução da política eco- Kilssia Ferreira, Manuela Gomes,
Augusto Cuteta e Alexa Sonhi
nómica e financeira do Executivo para o ano de 2018. REGIÕES: © Jornal de Angola/Cartoon de Armando Pululo
Embora fossem compreensíveis as preocupações dos re- Sérgio Chivaca (editor-chefe),
Béu Pombal (sub-editor),
presentantes da oposição, que manifestaram a alegada exi- Filipe Eduardo
ECONOMIA:
guidade de verbas para determinadas rubricas, mormente Cristóvão Neto (editor-chefe),
Armando Estrela, (sub-editor),
da área social, a proposta na altura tinha sido equilibrada. Ana Paulo, Kátia Ramos, Madalena
José, Natacha Roberto e Victorino
Naquela altura, o Presidente João Lourenço, no seu dis- Joaquim
curso proferido na mencionada sessão parlamentar, defendeu, MUNDO:
Bernardino Fançony (editor-chefe),
na primeira pessoa, que “a proposta de OGE que estamos a Altino Matos (sub-editor),

submeter ao Parlamento, é a melhor e mais realista que pro- DESPORTO:

pomos, tendo em conta a real situação económica e financeira


Honorato Silva (editor-chefe),
Amândio Clemente (sub-editor),
António Cristóvão, Anaximandro
CARTAS DOS LEITORES
que vivemos nos últimos anos”. Magalhães, Armindo Pereira,
Teresa Luís, Vivaldo Eduardo,
Segundo informações avançadas pelo chefe da bancada António de Brito
CULTURA:
parlamentar do MPLA há melhoria nas rubricas do OGE, des- António Bequengue (editor-chefe), Sagrada Esperança sem água com problemas graves e complexos. para sobreviverem. Eles praticamente
Adriano Melo (sub-editor),
tinadas ao sector social, com destaque para a Educação e Francisco Pedro (sub-editor), Moro no Sagrada Esperança, mu- A falta de verbas para resolver muitos não descansam, mesmo nos feriados.
Amilda dos Santos, Manuel Albano,
para a Saúde. Mário Cohen e Roque Silva nicípio da Maianga, e estamos há desses problemas tem sido um as- Penso que as zungueiras e os robo-
É relevante a proposta da referida bancada no sentido GENTE E FIM-DE-SEMANA:
António Cruz (editor-chefe),
três dias sem água potável. Não sa- sunto discutido ao longo de vários teiros constituem um bom exemplo
do aumento entre 10 e 15 por cento das verbas destinadas Isaquiel Cori (editor)
Edna Cauxeiro (sub-editora),
bemos as razões por que houve in- anos. Espero que se resolvam por do que é ganhar dinheiro duramente
às despesas de funcionamento da saúde, para a compra de Ferraz Neto (sub-editor)
e César Esteves
terrupção do fornecimento de água exemplo os problemas dos professores e com honestidade. O seu sustento
medicamentos e material gastável. EDIÇÕES ESPECIAIS:
ao bairro Sagrada Esperança. Era em todos os níveis de ensino. Os pro- e o das suas famílias depende do
Não é exagerado dizer que Adalberto Ceita, André dos Anjos,
Domingos dos Santos, Edivaldo
bom que a EPAL comunicasse fessores não devem continuar a ser seu trabalho árduo. Acordam muito
o sector da saúde é dos mais Cristóvão, Leonel Kassana
e Yara Simão
sempre aos seus clientes as inter- os parentes pobres da sociedade. Os cedo e dormem muito tarde, depois
Não é exagerado “sacrificados”, sendo o mais im-
portante o sentido de Estado e FOTOGRAFIA:
Francisco Bernardo (editor-chefe),
rupções de fornecimento de água,
para que as pessoas tomem medidas
professores devem ser valorizados.
Não entendo as razões por que não
de muitas horas de trabalho sem
descanso. Trata-se de compatriotas
dizer que o o compromisso do Executivo Rogério Tuti (sub-editor),
Adérito Cortez, Dombele Bernardo,
Domingos Cadência, Eduardo Pedro,
de armazenamento de água. Os se dá o devido valor aos professores, nossos que, mesmo sob o sol ardente,
para a melhoria das condições clientes da EPAL têm o direito de em particular os que leccionam nas não desistem de trabalhar para sus-
sector da saúde de acesso à assistência médica
João Gomes, José Cola, José Soares,
Maria Augusta, Miqueias Machangongo,
Mota Ambrósio, Nuno Flash, Paulo saber das interrupções que porven- instituições escolares públicas. Os tentar as suas famílias. As zungueiras
é dos mais e medicamentosa. Vale também
dizer que, ao lado desta impor-
Mulaza, Kindala Manuel, Santos Pedro;
SECRETARIA DE REDACÇÃO:
Ana Inês (chefe), Job Maza Franco
tura possam ocorrer. Aproveito o
espaço para incentivar os traba-
professores são um segmento da so-
ciedade que pode contribuir para a
e os roboteiros não roubam a nin-
guém. Não roubam recursos do Es-
“sacrificados”, tante medida de acréscimo de CORRESPONDENTES PROVINCIAIS:
Adão Diogo (Lunda Sul), lhadores da EPAL a melhorarem o promoção do desenvolvimento do tado. São honestos e são verdadeiros
sendo o mais verbas para o sector da saúde, Alberto Coelho (Cabinda),
Vladimir Prata (Namibe), seu trabalho. Sei que são muitos os país. Que se faça alguma coisa para empreendedores. Uns são jovens e
no quadro do OGE, é preciso Silvino Paulo (Cuanza Norte),
Jaime Azulay (Benguela), problemas que os trabalhadores da que tenhamos muitos e bons profes- outros estão quase a entrar na terceira
importante o reforçar-se os mecanismos de Jesus Silva (Lobito),
Estanislau Costa (Huíla), EPAL, incluindo a sua direcção, têm sores a trabalhar. Se tivermos muitos idade. Acredito que se lhes fosse dada
execução e fiscalização. João Mavinga (Zaire),
de enfrentar. Devo dizer que o abas- e bons professores, teremos também uma oportunidade para fazerem um
sentido de Estado Afinal de contas, o Estado
Joaquim Aguiar (Lunda Norte),
José Bule (Uíge),
Lourenço Manuel (Cuando Cubango), tecimento de água tem sido regular qualidade no ensino. Que haja pois negócio formal, haveriam de ter
e o compromisso gasta elevadas somas em me-
dicamentos e material gastável
Luís Pedro (Cuanza Sul),
Sérgio Vieira Dias (Bié),
Noé Jamba (Bengo),
no Bairro Sagrada Esperança, pelo
que muitos moradores ficaram sem
um aumento significativo de verbas
para a Educação e para a Saúde.
êxitos. Onde andam os nossos bancos
comerciais para a concessão de
do Executivo para que, obviamente, devem co-
Quinito Kanhamei (Cunene),
Samuel António (Moxico),
Fernando Cunha (Huambo), perceber a interrupção do forneci- MÁRCIA ANTÓNIO crédito ao micro-negócio. Os bancos
a melhoria das nhecer os seus devidos e ne- Talatona
Francisco Curinhingana (Malanje)
mento nestes últimos três dias. De- no nosso país só se preocupam com
ARTE:
cessitados destinatários, sejam Valter Vunge (editor), sejo aos trabalhadores da EPAL mui- os seus lucros? A quem gostam
condições de unidades hospitalares, sejam PAGINADORES:
Eugenia Victor, Adilson Santos, Simão
tos êxitos no seu trabalho árduo de
Zungueiras e roboteiros
afinal os nossos bancos comerciais
as pessoas adoentadas. distribuir água potável a todas as de conceder crédito? Qual é a di-
acesso à Numa altura em que o pa-
José, Augusta Lucéu, Tomás Cruz, Noé
Pungue, Soares Neto, Ana Dinamene,
Evaristo Sacupalica, João Augusto, famílias angolanas. Sempre tive um grande respeito pelas ficuldade em se conceder crédito a
assistência
Josefa Carvalho, Maria Messele, Alberto
ludismo continua endémico Bumba, Inês Quingando, Margarida JACINTO LUCAS nossas zungueiras e roboteiros. São pessoas pobres, que geralmente pa-
Zilungo, Maria da Silva, Saldanha Pedro
em muitas localidades de An- Sagrada Esperança pessoas que se sacrificam diariamente gam o que devem. Hoje fala-se muito
médica e
CARTOON E ILUSTRAÇÃO:
Armando Pululo, Casemiro Pedro
gola, com mortes a afectar so- e Edna Mussalo para poderem ganhar algum dinheiro de crédito mal parado. Infelizmente
medicamentosa bretudo crianças de tenra idade,
urge apertar o cerco aos desvios,
COPY DESK:
Rui Ramos, Paulo Pinha, Arlindo
Soares, Esperança Vieira Dias, João Sá. Verbas para a Educação e Saúde
há ainda entre nós, quem não devolva
o dinheiro que deve aos bancos. Não
ESCREVA-NOS
sem prejuízo para a responsa- O Jornal de Angola Há esperança de que as verbas ins- Cartas recebidas na
acredito que sejam pessoas pobres,
utiliza os serviços da ANGOP, AFP,
bilização civil e criminal. Reuters, EFE e Prensa Latina critas na proposta de Orçamento Rua Rainha Ginga, 12-26 porque estas cumprem com os seus
Como se diz, não se brinca com a saúde, facto que tem Geral do Estado para a Educação e Caixa Postal 1312 - Luanda compromissos.
PUBLICIDADE: ou por e-mail:
presidido as políticas públicas do Executivo, a julgar pela (+244) 926 406 929 Saúde venham a ser aumentadas. SÍLVIA AFONSO
ednovembro.dg@nexus.ao
aposta na construção e reabilitação de unidades hospitalares (+244) 923 402 700 A Educação e a Saúde são sectores Maculusso
e-mail:
um pouco por todo o país. publicidade@jornaldeangola.com
Algumas das medidas recentes tomadas pelos parla-
mentares, no que ao incremento de verbas para algumas
das rubricas do OGE dizem respeito, incidem fortemente

7 de Fevereiro
na vida das populações. E não há dúvidas de que uma das Granada é um país caribenho pássaro nacional de Granada é a
situações desafiadoras para o Executivo tem a ver com a co- constituído pela ilha homónima pomba-de-granada, que se en-
bertura escolar, sobretudo afectando o segmento da popu- e pela metade sul das ilhas Gra- contra na lista de espécies em pe-
lação formado pelas crianças em idade escolar. A inclusão PROPRIEDADE nadinas, das quais a maior é Car- rigo crítico. A 7 de Fevereiro de
de verbas no orçamento para a conclusão das obras ligadas
Edições Novembro, E.P.
NESTA DATA riacou. Tem fronteira marítima 1974 transformou-se em Estado
à educação constitui uma boa nova para as famílias e para com São Vicente e Granadinas, a independente. Em 1979, um golpe
profissionais do sector. SEDE:
Rua Rainha Ginga, 12-26
nordeste, e está também próxima de Estado de inspiração marxista
Nesta empreitada, apenas podemos augurar que o Exe- Caixa Postal 1312 - Luanda
Redacção: 222 020 174
de Trinidad e Tobago, a sudeste, levou ao poder Maurice Bishop,
cutivo seja bem sucedido, sobretudo na implementação e Telefone geral (PBX): 222 333 344
Fax: 222 336 073
e da Venezuela, a sudoeste. A ca- que estreitou os laços com Cuba
materialização do seu Programa de Estabilização Macroe- Telegramas: Proangola
e-mail: ednovembro.dg@nexus.ao
pital do país é Saint George's. Gra- e a União Soviética. Uma cisão
conómica. Que as despesas correspondam às receitas e, nada é também conhecida como dentro do grupo governante de-
mais importante, que o diferencial em termos de défice a "Ilha das Especiarias" por causa sembocou na insurreição dirigida
esteja dentro dos percentuais previstos e aceitáveis. Pre- CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO
Víctor Silva (presidente)
da produção de noz-moscada, da pelo general Hudson Austin em
tendemos todos que, com o crescimento da economia, mes- ADMINISTRADORES EXECUTIVOS qual é um dos maiores exporta- Outubro de 1983, que deu lugar à
Caetano Pedro da Conceição Júnior
mo abaixo dos pretendidos dois dígitos, sejam alcançadas José Alberto Domingos dores do mundo. Sua área terri- execução de Bishop e à interven-
Carlos Alberto da Costa Faro Molares D’Abril
algumas metas tais como o aumento do poder de compra Mateus Francisco João dos Santos Júnior torial é de 344 quilómetros qua- ção militar conjunta dos Estados
das famílias, maior oferta de bens e serviços, bem como a ADMINISTRADORES NÃO EXECUTIVOS
Olímpio de Sousa e Silva
drados, com uma população esti- Unidos e de países membros da
estabilidade das famílias. Catarina Vieira Dias da Cunha Ilha de Granada mada em 110 000 habitantes. O Organização do Caribe Oriental.
Quarta-feira
7 de Fevereiro de 2018 7
LUNGWILA IMPRESSÕES
DIGITAIS
Santos Vilola

CITAÇÕES Adebayo Vunge

Uma cortina de fumaça do BNA Contra-reforma


“É possível
Pelo mundo hoje, os bancos centrais, enquanto au- que tinha encontrado engavetadas cerca de três tornar a escola Nós estamos a viver um momento particularmente difícil
toridade monetária, são vistos como o quarto poder, dezenas de instrutivos por aprovar que terão pro- em termos económicos. A dificuldade torna-se mais evidente
em função da sua independência e autonomia dos vocado o corte dos dólares à banca nacional de num espaço de na medida em que o Estado, na actual carência, tem revelado
poderes político, legislativo e judicial. Em Angola, que o país precisava para importar perto de 100 experiências muitas dificuldades para atender integralmente as demandas
em parte, não parec(e)ia assim. Sempre pensámos por cento dos bens e serviços. agradáveis, sociais, sobretudo em relação aos serviços básicos como
que gravitássemos numa galáxia diferente. Isso quer dizer que muitos instrutivos do BNA saúde, protecção social e educação.
Num espaço de cerca de três anos, o Banco eram simplesmente ignorados culposamente pelos
com o empenho Temos de confrontar tais dados com um aumento signifi-
Nacional de Angola (BNA), o banco central no anteriores gestores do banco central e, antes de dos professores cativo da taxa de crescimento da população. Sim, temos um
país, conheceu quatro governadores nomeados Walter Filipe, por lá tinham passado, por ordem de e gestores.” sério problema demográfico que urge olhar com atenção. A
pelo Presidente da República. Não deve haver pa- precedência, José Pedro de Morais, José de Lima nossa população está entre aquelas que mais cresce em
Maria João
ralelo no mundo. Massano e Abraão Gourgel. Já tínhamos sido pena- Chipalavela África e no Mundo, com taxas acima dos 3% ao ano. São nú-
Há ano e meio, na África do Sul, a nomeação de lizados por ignorar o FTCA (Federal Tort Claims Act), meros altos e por isso é urgente repensarmos a nossa demo-
Vice-governadora para o
um “ilustre desconhecido” a ministro das Finanças lei fiscal americana que exige aos países fornecer Sector Político, Social e
grafia (com políticas de população baseadas no planeamento
provocou uma queda brusca na bolsa, incerteza informação dos contribuintes que movimentem a Económico da Huíla familiar, paternidade responsável, controle da imigração,
nos investidores e um caos na banca comercial. O partir de 250 mil dólares, sob pena de a recusa ser etc), sob pena de abalarmos, em grande medida toda a nossa
Presidente Jacob Zuma teve de recuar e voltar a co- sancionada com um impedimento de trabalhar com planificação. A economia não está a gerar riqueza para o
locar no lugar o ministro Pravin Gordon que tinha bancos norte-americanos. Só no dia 10 de Novembro “Vamos Estado e as famílias que por sua vez gerem capacidade para
exonerado, para recuperar a confiança das instituições de 2015, o ministro das Finanças e a embaixadora continuar satisfazer as expectativas. Estamos, assim, a entrar na perigosa
com quem o Estado trabalha. norte-americana em Angola assinaram o documento. armadilha do ciclo de pobreza a que passaram vários países
Não temos uma lei específica que define o perfil Se nada impede alguém hoje de criar um banco, a apertar o cerco em África e na América Latina e da qual hoje têm dificuldades
de um governador do banco central, tal como em porque não pode adivinhar que, em 2030, será no- a todos os em inverter. Sem metas públicas para contrariar a tendência,
realidades mais desenvolvidas, talvez isso justifique meado membro do governo ou gestor público, a infractores, todos os anos vemos, para nossa vergonha colectiva, crescer
as “intervenções executivas cirúrgicas” com frequên- verdade é que, quando isso acontecer, deve concre- o número de crianças em menor idade fora do sistema de en-
cia na mudança da gestão do “banco dos bancos”. tizar a suspensão da sua participação na sociedade uma vez que sino. São por isso muitas as crianças que crescem no analfa-
Mas se para qualquer banco comercial (de se- enquanto durar na função. o Namibe tem betismo de facto ou funcional.
gunda linha), o gestor deve ter idoneidade, expe- Banco comercial algum entra no sistema bancário servido de ponto Não obstante a escassez, no tocante à educação, há tam-
riência profissional, competência técnica, boa re- sem autorização do Banco Nacional de Angola, e bém alguma deficiência estrutural na gestão rigorosa dos
uma das exigências é a proibição de os bancos serem
de exportação
lação com os clientes e outras instituições, dever parcos recursos disponíveis. Não é apenas a questão per-
de informação e assistência, obedecer a um código sociedades anónimas, ou seja, os nomes dos donos de madeira centual a que se agarram sistematicamente alguns. 20%
de conduta e conservar o segredo bancário, tal devem ser conhecidos pelo BNA e não oculto, in- através do seu pode ser inferior a 5%. E agora, após a indicação do titular
como assinala a Lei 12/15, de 17 de Junho, a Lei cluindo o perfil dos donos antes de ser aprovado a porto do Poder Executivo, veremos o tal percentual crescer, mas
de Bases das Instituições Financeiras, é expectável exercer actividade financeira. o problema vai subsistir. O que contam são os números ab-
que para o banco central essa Noutras realidades pelo mun- comercial.” solutos e a racionalidade da gestão dos recursos em face de
deve ser a base, para além de do, o negócio da banca é coisa André Marcelino programas suficientemente rigorosos. E aqui, é importante
outros critérios objectivos. muito séria. Normalmente come- Porta-voz do Serviço de que se identifiquem as insuficiências das nossas políticas
Num passado não muito dis- Os bancos são um ça como um negócio de famílias
Investigação Criminal (SIC)
públicas em matéria educativa. Onde estamos a falhar?
tante, chegamos a ter um gover-
nador do banco central cooptado dos motores do ou de amigos, mas sem ligações
a governos. É coisa séria, porque “Se a Saúde
Se do ponto de vista quantitativo as coisas não correm a
contento, infelizmente o mesmo se passa em termos quali-
a membro do comité central de desenvolvimento o banco trabalha com o dinheiro
estiver
tativos. Quero com isso, assinalar a necessidade de se avançar
um partido político, indicação dos clientes. Nos bancos, o di- com uma contra-reforma. É uma medida política corajosa e
"justificada" com a “sensibilidade e senão houver nheiro dos sócios normalmente desorganizada, urgente no sentido também de se “corrigir o que está mal e
dos dossiers que trata, devendo
por isso estar perto da cúpula
regras podem representa cerca de 15 por cento,
e o resto – a maioria do capital –
não vai melhorar o que está bem”. Sim, programas ambiciosos e en-
volventes para toda a sociedade, uma vez que já há um re-
do partido”, ferindo de morte a destruir a é dos clientes. Como dizem os
cumprir com os conhecimento nacional de que o sistema de ensino apresenta
objectivos.
independência da única autori-
dade monetária do país. O risco economia, porque estudiosos na matéria, o grau de
alavancagem é maior nos bancos. Por isso,
gritantes constrangimentos para que este possa dar suporte
ao nosso processo de desenvolvimento humano, social, eco-
de recuar no tempo, até à época funcionam dentro Por isso, na gestão de bancos a os recursos nómico e até político.
do “Kwanza burro”, e ver o go- ética e a moral são fundamentais. O sistema de ensino é, do meu ponto de vista, a chave-
vernador receber orientações do de um sistema em Hoje, o dono de um banco financeiros mestra para o combate a pobreza e a melhoria do sistema
poder político para emitir moeda
no vazio para cobrir défices su-
que a saída de um não pode ser o seu gestor nem
deve fazer crédito no próprio ban-
devem ser de saúde. A melhoria do sistema de saúde irá determinar o
grau de cidadania. Cidadãos mais instruídos percebem e sa-
utilizados com
cessivos do OGE sem atender às pode distorcer o co, salvo com autorização do
maior eficiência.
berão melhor como e porque lutar contra a malária.
necessidades da economia real,
estando ele na cúpula de um par- sistema bancário BNA. É de lei, mas tenho sérias
dúvidas que nos últimos anos is- Tudo o que se
É justo reconhecermos que houve uma melhoria assinalável
nos números da educação. Todavia, a taxa de escolarização
tido político, era maior. so seja levado ao rigor da letra fala sobre a deve aumentar ainda mais, de modo a acabarmos com o
Angola é dos poucos países no da lei. Os donos de banco rece- analfabetismo. Em segundo lugar, olharmos para a qualidade
mundo onde até um empresário do sector imobiliário bem apenas os lucros das suas participações e
municipalização do sistema de ensino onde a escola não cumpre um papel iso-
vai para cama e, no dia seguinte, acorda e cria um devem fazer crédito noutros bancos. O objectivo da saúde é lado – a família e a sociedade devem participar. Não pode ser
banco em sociedade com os amigos. E poucos anos é fazer com que as pessoas que queiram ganhar publicidade tolerável ter uma criança a deambular em período e horário
depois é membro do governo, deputado, magistrado dinheiro no negócio da banca o façam dentro dos autêntica. Temos lectivo. Não pode ser tolerável que um estudante que não co-
de um tribunal superior, membro de órgãos da ad- limites e princípios deontológicos. Aliás, já era nheça as regras gramaticais elementares ou as mínimas bases
ministração e fiscalização de banco central, chefe assim na Idade Média, nesta época não era permi- é de nos de cálculo aritmético ou que não conheça a poesia de Neto
de missão diplomática ou consular, alta patente das tido conceder crédito ao clero e ao príncipe. Apenas organizar mais.” ou Viriato da Cruz transite de classe ou de ciclo.
forças armadas ou da polícia. Mas não abdica dos aos artesãos credíveis. Não podemos ficar espantados, como disse uma amiga,
Carlos Mariano
negócios e ganham o “estatuto” de Pessoas Politi- Os bancos são um dos motores do desenvol- Médico patologista que as peças processuais de alguns escritórios de advogados
camente Expostas (PPE), denominação recente no vimento e senão houver regras podem destruir sejam elaboradas em Portugal. As babás das nossas crianças
léxico económico para designar aqueles que, em a economia, porque funcionam dentro de um agora vêm da Ásia ou as nossas consultas médicas que têm
função da sua promiscuidade nos negócios e na po- sistema em que a saída de um pode distorcer o “Apesar da crise de ser ao menos na Namíbia! É revoltante - mas confirma
lítica, podem facilitar a evasão fiscal, o branquea- sistema bancário. que assola o bem o marasmo em que se encontra o nosso processo de
mento de capitais, a corrupção, o suborno, etc.. Li nas páginas do nosso Jornal de Angola sobre ensino onde as pessoas mal desenvolvem um raciocino
Estão quase todos eles inextrincavelmente en- o instrutivo do BNA que promete reduzir a exposição país, com esta lógico - verificar que se conclui o ensino universitário sem
trelaçados nos negócios. A perfeita “selva de concreto de pessoas que podem descredibilizar a nossa distinção o se ler um único romance, sem conhecer o relevo de Angola
armado” de pessoas demasiado expostas para o banca. Mas há tantos instrutivos e avisos do BNA mundo exterior e com os desvios ético-morais que criaram a convicção de
negócio da banca, susceptíveis de facilitar o bran- que, frequentemente, caem em saco roto. Uma que o dinheiro compra tudo.
queamento de capitais, a evasão fiscal, a lavagem das medidas é a proibição legal de as instituições passará a ver Batemos fundo! E não apenas em termos económicos.
de dinheiro, corrupção e suborno. Tudo aquilo que, financeiras adquirirem imóveis que não sejam os as empresas Batemos fundo porque construímos um sistema de ensino
além de ferir a ética e a governance de bancos, con- indispensáveis à prossecução do seu objecto social, angolanas com onde há maior preocupação com o diploma universitário
figura hoje crime, que o GAFI (Grupo de Acção Fi- à sua instalação e funcionamento. Mas grande do que com os fundamentos da formação de base no ensino
nanceira Internacional) publicou, em 1990, nas suas parte dos bancos viola a norma do art.º 13 da Lei
outros olhos.” primário; onde orientamos os estudantes para a função pública
40 recomendações sobre o branqueamento de ca- de Base das Instituições Financeiras. É só andarmos Carlos Martins ao invés do empreendedorismo e das necessidades do sector
pitais e, posteriormente, acrescentou mais oito sobre pelos condomínios espalhados por Luanda para Director Geral da E&D privado; onde criamos nos jovens a ilusão de que o bem-estar
o combate ao terrorismo. E Angola está no GAFI sabermos que bancos têm lá habitações. Internacional, uma empresa passa apenas pela licenciatura e frequência universitária, não
desde 2012 como membro. Portanto, o instrutivo sobre a redução da ex- de direito angolano, que foi importando em que condições e assim assistimos ao “merce-
distinguida e considerada
Quando o último governador do BNA deu a “en- posição, e outros avisos do BNA, é só mais um dos em Joanesburgo, na África
narismo” de universidades a florescer. O caminho é, portanto,
trevista socorro” à TPA, em meio à possibilidade muitos que podem entroncar em interesses de do Sul, como a distribuidora uma contra-reforma com a participação dos nossos especialistas
na altura de ser apeado do cargo, um ano depois grupo poderosos intransponíveis. Logo, vejo nisso que mais cresceu em 2017 e o aporte de organismos internacionais vocacionados e ta-
de lá ter chegado surpreendentemente para a co- uma cortina de fumaça, ou seja, manobra de di- na África Austral lhados ao exercício, buscando referências como Coreia do
munidade bancária, nacional e internacional, disse versão, até a sua concretização. Sul, Inglaterra, França, EUA e África do Sul.
8 ÁFRICA Quarta-feira
7 de Fevereiro de 2018

ANC DISCUTE TRANSIÇÃO NA ÁFRICA DO SUL

Futuro de Zuma é decidido hoje


Depois de ter resistido a várias tentativas para que se demitisse do cargo de Presidente da República, Jacob Zuma
vai saber hoje qual será o seu futuro imediato depois da reunião que o seu partido, o Congresso Nacional Africano
decidiu marcar com carácter de urgência. A justiça espreita para poder actuar
DR
Parlamento, Beleka Mbete,
numa breve nota distribuída
à imprensa uma hora antes
do previsto para Zuma fazer
o seu diagnóstico sobre o
“Estado da Nação”.

Acusações contra Zuma


Jacob Zuma enfrenta acu-
sações de corrupção, fraude,
extorsão, branqueamento
de capitais e evasão fiscal.
Em causa estão centenas de
pagamentos que, alegada-
mente, terá recebido em troca
de um acordo de armamento
nos anos 90.
Existe ainda uma forte pos-
sibilidade de ser aberto um
inquérito num outro caso que
envolve Zuma e a sua relação
com a família Gupta, que
poderá ter influenciado o Pre-
sidente para conseguir favores.
O ANC continua a ser o
Futuro partido mais popular na Áfri-
político de ca do Sul pós-apartheid. No
Zuma ficou entanto, os sucessivos escân-
mais dalos de corrupção, a par de
sombrio problemas económicos, têm
depois da levado a uma descida da po-
eleição de pularidade do partido. Nas
Ramaphosa eleições municipais de 2016,
para liderar por exemplo, o ANC perdeu
o ANC o controlo de importantes
cidades como Pretória e Port
Elizabeth.

Desde que Cyrill


Ramaphosa foi
eleito que Zuma
Victor Carvalho visto o seu vice, Cyril Rama- claro ao dizer que “deve que lhe podem custar vários pelo seu próprio partido onde perdeu influência
phosa, ter sido eleito para a haver uma mudança da anos atrás das grades. tem cada vez menos apoian- dentro do partido. O
Presidência do ANC. guarda. Não é possível exis- Terão sido essas negocia- tes, perdendo depois algum novo líder é visto
Os relatos da imprensa tirem dois centros de poder. ções que estão a adiar, por espaço de manobra para gerir como um
O Congresso Nacional Afri- sul-africana relativamente A melhor maneira de resol- parte de Jacob Zuma, a to- com sucesso o período que reformador que
cano (ANC) reúne hoje os à reunião de domingo com ver isto é através da saída mada de uma decisão que se seguirá após abandonar quer afastar o
seus principais dirigentes, seis membros seniores do do Presidente.” permita resolver o problema o poder. Presidente devido
a nível do poderoso Comité partido, dão conta de que Cada vez mais isolado, do ANC entregando o poder A mostrar o elevado grau às fortes suspeitas
Executivo Nacional, para Jacob Zuma terá recusado Jacob Zuma estará a negociar a Cyril Ramaphosa de modo de pressão que pauta, actual- de corrupção
decidir o futuro de Jacob mais uma vez aceder aos o seu futuro após abandonar a que ele possa moldar o par- mente, a política sul-africana
Zuma como Presidente da pedidos dos colegas para que a Presidência do país, seja tido à sua medida e apre- está o facto de Jacob Zuma
África do Sul, depois deste abandonasse o cargo. por vontade própria ou por sentar-se nas próximas elei- ter decidido adiar, em cima Na lista de problemas que
ter resistido até ao fim a todas Julius Malema, ex-mem- imposição do seu próprio ções com uma retaguarda da hora, o discurso sobre o envolvem o ainda Presidente
as tentativas e a algumas bro do ANC, avançou que partido. No essencial, aquilo firme e, sobretudo, mais “Estado da Nação” que devia da República destacam-se
pressões para que apresen- Jacob Zuma justificou a deci- q ue Zuma pretende são unida. É isso que todos no proferir no Parlamento. os seguintes:
tasse já a sua demissão. são de resistir aos pedidos garantias que lhe propiciem ANC esperam que possa ficar O anúncio do adiamento 2005: Acusado de crimes
Esta reunião surge depois de demissão por “não ter alguma impunidade face às resolvido durante a reunião do discurso, que entretanto de corrupção por envolvi-
de uma outra que decorreu feito nada de mal ao país”. acusações que lhe estão a de hoje, sob pena de Jacob foi remarcado para amanhã, mento num negócio multi-
no domingo em Joanesburgo Apesar de já não ser mem- ser movidas pela justiça e Zuma vir a ser ostracizado foi feito pelo presidente do milionário de compra de
e onde, mais uma vez, Jacob bro do partido, Malema cos- armas. Esta acusação acabou
Zuma resistiu a todas as ten- tuma ser uma fonte bem por ser retirada pouco antes
tativas que foram feitas para informada sobre tudo o que de chegar à Presidente da Re-
que se demitisse uma vez que se passa nos corredores do pública em 2009;
está sob fogo cerrado da justiça
que o acusa da autoria de
ANC. Em Dezembro, por
exemplo, foi das primeiras
A seca que abala o país do “arco íris” 2005: Acusado de violação
contra um membro de uma
vários crimes de corrupção. pessoas a anunciar que Cyrill Como se não bastasse toda lacional. A situação é tão zenados 62,4 milhões. O família amiga. A queixa foi
Embora um porta-voz do Ramaphosa tinha vencido a instabilidade política que grave que a Cidade do Cabo problema é que só esta bar- retirada no ano seguinte;
ANC tenha dito à imprensa a corrida para a liderança abala neste momento a pode tornar-se a primeira ragem fornece água a mais 2016: O tribunal rece-
que não estava previsto que do partido. África do Sul, a natureza do planeta a ficar comple- de 56 por cento dos 4 milhões be 18 queixas de crimes de
Zuma apresentasse a sua Desde que o novo líder também está a causar preo- tamente seca: o Dia Zero, de pessoas que vivem na corrupção;
demissão na reunião de do- foi eleito que Jacob Zuma cupações acrescidas no quo- dizem as autoridades, deve Cidade do Cabo. 2016: O tribunal inicia
mingo, a verdade é que havia perdeu obviamente influên- tidiano do país do “arco íris”. chegar a 16 de Abril. Neste momento, estima- um processo por alegado
muita gente a pensar o con- cia dentro do partido. Rama- Novas imagens de saté- Neste momento, a água se que mais de metade da uso de dinheiro do Estado
trário, tal é a pressão que es- phosa é visto como um re- lite publicadas pela Planet de todas as barragens da população da cidade viva para obras na sua casa pri-
tava a ser feita para que este formista que quer afastar o Labs Inc. mostram que a cidade chegam para abas- com menos de 87 litros por vada em Nkandla. Mais tarde
já não proferisse o discurso Presidente devido às fortes barragem de Theewaters- tecer apenas um quarto da dia, mas é possível que esse devolveu o dinheiro que
de amanhã sobre o “Estado suspeitas de corrupção que kloof, o maior reservatório população. valor ainda baixe para os havia utilizado.
da Nação”, entretanto adia- pendem sobre ele, o que tem de água da Cidade do Cabo, Na semana passada a 25 litros. 2017: O Ministério Público
do, conforme anúncio do provocado uma cisão interna, secou quase por completo capacidade da barragem Trata-se de uma situação inicia uma investigação para
presidente do Parlamento, e para que possa governar em sete anos. A capital sul- de Theewaterskloof estava catastrófica e que pode aba- apurar a veracidade de quei-
Baleka Mbete. mais à vontade. africana está a atravessar apenas a 13 por cento, ou lar muito seriamente o sec- xas de que teria recebido di-
Mas, o futuro político de Na passada sexta-feira, uma crise de água motivada seja, dos 480 milhões de tor do turismo, uma das nheiro da família Gupta para
Zuma ficou comprometido o tesoureiro-geral do par- pelas alterações climáticas metros cúbicos que suporta, grandes fontes de captação autorizar negócios com em-
depois de em Dezembro ter tido, Paul Mashatile, foi e pelo crescimento popu- apenas estavam ali arma- de receitas do país. presas públicas.
MUNDO Quarta-feira
7 de Fevereiro 2018 9
GOVERNO E OPOSIÇÃO EM CONTRADIÇÃO
MALDIVAS TONY KARUMBA | AFP

PRESIDENTE DECRETA ESTADO DE EMERGÊNCIA


O Presidente das Maldivas, Abdulla Yameen, decretou segunda-
feira o estado de emergência durante 15 dias, pouco antes das
Forças Armadas rodearem o Tribunal Supremo e de um ex-
Presidente ser detido, noticiou a AFP.
A repressão do presidente Yameen contra a oposição afectou,
nos últimos anos, a imagem paradisíaca deste pequeno
arquipélago do Oceano Índico. A instauração do estado de
emergência reforça os poderes já muito amplos das forças de
segurança, para deter os suspeitos, e acontece num contexto
de tensão entre o Tribunal Supremo e o Governo.
O opositor e ex-Presidente das Maldivas, Mohamed Nasheed,
pediu a ajuda dos Estados Unidos e da Índia para expulsar do
poder o Presidente Abdullah Yameen.

GUINÉ EQUATORIAL BRASIL


PRIMEIRO-MINISTRO LULA DA SILVA
FOI RECONDUZIDO NEGA INTENÇÃO
O Presidente da Guiné DE FUGIR DA JUSTIÇA
Equatorial, Teodoro Obiang O ex-Presidente do Brasil
Nguema, reconduziu o Lula da Silva afirmou
primeiro-ministro ontem que “a palavra” fugir
Francisco Pascual Eyegue “não existe” na sua vida e
Obama Asue, após a negou rumores de que
demissão do Governo no poderia pedir asilo político
fim-de-semana, informou noutro país se a sua prisão
fonte oficial. for decretada. “A palavra
“Fazendo uso das fugir não existe na minha
faculdades que a lei vida, sou cidadão brasileiro
fundamental me confere, e estou orgulhoso disso”, Oposição queniana reúne apoiantes nos arredores de Nairobi para continuar com as manifestações de rua contra o Governo
nomeio Francisco Pascual disse, numa entrevista à
Obama Asue, primeiro- uma rádio de Pernambuco.
ministro encarregado da O líder do PT disse que
coordenação
administrativa”, refere um
decreto presidencial lido
na televisão nacional.
O Chefe de Estado
reconduziu igualmente nos
fugiu “da fome até aos
cinco anos de idade”
porque as pessoas da
região nordeste do país,
como ele, nascem “na
miséria” e com “poucas
Situação no Quénia
cada vez mais tensa
seus postos os três vice- hipóteses de sobreviver”.
primeiros-ministros Lula foi condenado em
Clemente Engonga Janeiro por três juízes de
Nguema Ongueme, Angel um tribunal de segunda
Masie Mibuy e Alfonso Nsue instância, que ratificaram e
Mokuy. aumentaram para 12 anos
A composição do restante e um mês a sentença de
Governo deve ser corrupção passiva emitida Imprensa que tentou fazer cobertura da “posse” de Raila Odinga continua
anunciada ainda esta por um juiz de primeira banida quando activistas acusam o Governo de prender opositores
semana. instância.

A tensão política continua a subir no A Alta Autoridade das Comunicações a contínuas tentativas de legislar contra
Quénia desde a tomada de posse fictícia, não comentou sobre o banimento os direitos dos media. Eu penso que
SANÇÕES AMERICANAS terça-feira passada, do opositor Raila daqueles órgãos de informação. Omtata isso vai continuar. Vai continuar a ser
DR Odinga, chamado “presidente do povo”, disse ter conseguido submeter outros um puxa e empurra entre a adminis-
na capital Nairobi. documentos do tribunal ao Procura- tração e os media.”
Enquanto isso, o Governo desafia dor-Geral da República, ao ministro Na sexta-feira, o Presidente Uhuru
uma ordem do tribunal para levantar do Interior e ao ministro da Informação, Kenyatta proferiu um discurso na
a interdição imposta a três órgãos de Comunicação e Tecnologia. Escola do Governo do Quénia. No
informação independentes que cobri- A administração do partido Jubilee, final ele gesticulou aos jornalistas,
ram o acto. no poder, acusa aqueles media de não dizendo em swahili: “Agora porquê
Além disso, as forças de segurança acatarem a ordem de não cobrirem a vocês não desligam as vossas máquinas
detiveram vários elementos da opo- “tomada de posse” de terça-feira. Num e vão embora daqui” o vosso trabalho
sição envolvidos na tomada de posse comunicado emitido quarta-feira, um já acabou.”
do chamado “presidente do povo” dia antes da ordem do tribunal, o ministro Sobre as detenções, “George Aladwa
Raila Odinga. do Interior, Fred Matiang’i, disse que (deputado pela oposição) foi detido
Três dos principais canais de televisão as estações televisivas vão continuar na sua residência e levado para a sede
Membros do Exército e rebeldes são acusados de crimes estão impedidos de operar porque ten- impedidas de operar durante as inves- da Direcção de Investigação Criminal”,
cionavam transmitir o evento da “tomada tigações que estão a decorrer sobre ale- disse o seu advogado, Nelson Havi,
de posse” de Odinga e o Governo ainda gada cumplicidade naquilo que designou à agência Reuters. Ele foi interrogado
General congolês continua intransigente nesta decisão,
apesar de uma ordem do tribunal para
reverter a suspensão.
de “um esforço para subverter o Governo
e provocar a violência.”
Num comunicado emitido quin-
em conexão com a tomada de posse
do líder da oposição, Raila Odinga.
Um porta-voz da Polícia queniana
tem bens congelados O activista queniano dos direitos
humanos, Okiya Omtata, tentou sexta-
feira entregar à Autoridade Governa-
ta-feira, o Departamento de Estado
dos Estados Unidos exprimiu grave
preocupação sobre o que designou
disse não ter conhecimento da deten-
ção de George Aladwa. A detenção de
Aladwa seguiu-se a outra do político
Os Estados Unidos impuse- das Nações Unidas, foram mental das Comunicações os papéis de “acção do Governo (queniano) de Miguna Miguna, em sua casa em Nai-
ram na segunda-feira san- sancionados também pela da decisão do tribunal. banir, intimidar e restringir os media” robi, na madrugada de sexta-feira e
ções a um general do Exército França no domingo. “Eu fui mandado pessoalmente” e também a autoproclamação de de um outro líder da oposição no dia
da República Democrática “Apontamos a esses vio- disse ele à Voz da América, “mas fui Odinga. Odinga recusou aceitar os anterior. Miguna foi posto em liberdade
do Congo (RDC) e a três re- ladores de direitos humanos impedido de entrar no edifício. Disse- resultados da repetição das eleições sob fiança de um valor correspondente
beldes acusados pela ONU que mantêm vivo o horrível ram-me que tinham instruções supe- em Outubro, que ele boicotou. O Pre- a 500 dólares norte-americanos.
de violações aos direitos conflito no leste da RDC e riores para me impedir de entrar, e nem sidente em exercício, Uhuru Kenyatta Miguna esteve ao lado de Raila Odinga
humanos e desestabilização contribuem para os terríveis apresentar os papéis do tribunal. Assim, foi declarado vencedor. Murithi Mu- na terça-feira e declarou-se “general”
na RDC, informou a AFP. sofrimentos do povo con- o que fiz foi colar os papéis na parede tiga, investigador do Grupo da Crise do Movimento Nacional de Resistência
Os haveres do general golês”, afirmou num comu- - uma cópia da ordem do tribunal, mas Internacional, diz que o braço de ferro (de Odinga), que as autoridades desig-
Muhindo Akili Mundos e dos nicado John Smith, director logo a retiraram.” entre a administração de Kenyatta e naram como “um grupo criminoso”
chefes rebeldes Gédéon Ky- da agência do Tesouro norte- Omtata disse que não tinha outra os media vai continuar. por causa da sua declarada intenção
ungu Mutanga, Guidon Shi- americano (OFAC) encar- escolha se não devolver o assunto ao “Ele entrou no Governo com o de formar um Governo paralelo.
miray Mwissa e Lucien Nza- regada das sanções. tribunal. “Agora o assunto ficou claro machado para destruir os elementos Por outro lado, manifestações tiveram
bamwita nos Estados Unidos “São responsáveis de actos para mim”, disse. “Agora eu sei que da sociedade, incluindo os media e a lugar sexta-feira no bairro de Kibera,
foram congelados e está proi- atrozes, entre eles agressões não se trata de falta de compreensão sociedade civil e isso continua e per- em Nairobi, depois de a Polícia queniana
bido que qualquer cidadão sexuais e recrutamento militar da lei, mas de uma atitude deliberada siste,” disse Mutiga. “Temos visto ser ter detido um advogado de um membro
americano faça negócios com forçado de crianças, obrigadas por parte do Governo de violar os direitos negada publicidade aos órgãos de infor- da oposição e ter desafiado a ordem do
eles. Esses quatro homens, a cometer actos violentos”, consagrados pela Constituição do Quénia mação, que é uma fonte crucial das tribunal para levantar o banimento de
que fazem parte da lista negra acrescentou. e de operar fora do que a lei permite.” suas receitas. Temos também assistido três canais de televisão privados.
10 ECONOMIA Quarta-feira
7 de Fevereiro de 2018

FINANCIAMENTO À PRODUÇÃO

Banco Nacional viabiliza


investimento para a Vidrul
Empreitada permite à empresa elevar a produção em cinquenta por cento, satisfazer cabalmente
as necessidades internas e consolidar a sua presença nos países para onde exporta os seus produtos
FRANCISCO BERNARDO | EDIÇÕES NOVEMBRO

rafas para o Mali, Senegal,


Togo, Benim, Guiné Conacri,
Madagáscar, Gabão, Bur-
quina-Faso, Costa do Marfim
e para as cidades congolesas
de Ponta Negra e Brazzaville.
Com o relançamento do
funcionamento, a fábrica
espera suprir as necessidades
do mercado nacional, esti-
madas em cerca de 64 mil
toneladas anuais e reforçar
a sua presença nos países
para onde exporta.
Actualmente, o único
forno em funcionamento
As linhas beneficiou de um investi-
de produção mento de 100 milhões de
em uso dólares em 2010 que lhe per-
obedecem mite produzir hoje acima 43
aos mais mil toneladas de embalagem
elevados de vidro por ano.
padrões A empresa é a principal
tecnológicos fornecedora de vasilhames
às fábricas Coca-Cola, Cuca,
Eka, Nocal, Soba Catumbela,
N’Gola, o grupo CICASA e ou-
tras localizadas no Huambo,
Cabinda, Lubango e Lobito.

Vidrul exporta
André dos Anjos encomendou o equipamento queixava-se da falta de cam- toneladas por dia e deve gerar indústria nacional de bebidas. garrafas para o Mali,
em 2016, quando o Governo biais para importação de 93 novos postos de trabalho. Mas não foi preciso esperar Senegal, Togo,
adoptou um conjunto de vasilhames, numa altura em Neste momento, a empresa por excedentes de produção Benim, Guiné
O Banco Nacional de Angola medidas para a saída da crise, que a capacidade de resposta funciona com um forno, com para alargar o seu mercado Conacri,
( BNA ) de sblo q ue ou um os chamados Programas Diri- da banca estava em declínio duas linhas de montagem, a outros países. Madagáscar, Gabão,
financiamento no valor apro- gidos, e confiou à Vidrul a com a queda no mercado que produz diariamente 160 Em funcionamento há Burquina-Faso,
ximado de 30 milhões de tarefa de garantir à indústria internacional do preço do toneladas e emprega cerca mais de 60 anos, a fábrica Costa do Marfim e
dólares, destinados à aqui- nacional de bebidas os vasi- petróleo, principal fonte de de 300 trabalhadores. iniciou em 2016 a interna- para as cidades
sição de equipamentos para lhames de que necessita e divisas do país. O Jornal de Angola apurou cionalização da sua marca congolesas de Ponta
montagem de um novo forno exportar o excedente para que, apesar de reservar para com exportações de garrafas Negra e Brazzaville
com duas linhas de monta- captar divisas. Aumento de capacidade o país cerca de 75 por cento para vários países africanos,
gem na empresa vidreira de Nessa altura, a generali- O novo forno, segundo o da sua produção, a Vidrul com certificação de quali-
Angola (Vidrul). dade das empresas produ- director-geral da Virdrul, tem cobre apenas perto de 90 por dade internacional. Desde Fundada em 1956 pela
O director-geral da Vidrul, toras de bebidas no país capacidade de fusão de 100 cento das necessidades da 2016, a Vidrul exporta gar- então Central de Cervejas
Carlos Martins, que ontem portuguesa e um grupo de
confirmou a informação ao vidreiras, a Vidrul foi nacio-
Jornal de Angola , revelou
que o BNA assinou em Ja-
neiro as ordens de saque
Governo ausculta as preocupações dos industriais nalizada em 1975. Em 1998
foi privatizada e adquirida
pelo Grupo COOBEL, abrin-
correspondentes ao valor Os ministérios da Economia negativo de 0,7 por cento de matérias-primas e peças água, refrigerantes e cerveja. do portas para a entrada de
global do investimento e que e Planeamento e da Indústria 2017. O crescimento de 1,8 sobressalentes. Segundo os industriais, as capitais do Grupo Castel, no
os equipamentos que esta- promovem amanhã, em por cento do sector industrial Apesar de o país depender quantidades produzidas já ano de 2002.
vam retidos no estrangeiro, Luanda, um encontro de aus- para 2018 será suportado, da importação, em grande respondem às necessidades Em 2003, após acordos
por falta de financiamento, cultação à classe empresarial em parte, pela entrada em medida, dos bens industriais do mercado, hoje de três mil para investimentos na ordem
chegam ao país dentro de da indústria transformadora, funcionamento de 18 novas que consome, há indicadores milhões de litros por ano. dos 60 milhões de dólares
dois meses, podendo entrar num esforço conjunto para unidades fabris em 2017, de de excedentes no sector das No quadro do processo com a antiga Agência de
em funcionamento em finais tornar este sector num dos acordo com dados do relatório bebidas e cimento, fruto das de relançamento da activi- Investimento Privado (ANIP),
de Agosto. maiores contribuintes do cres- de fundamentação do Orça- políticas traçadas e dos inves- dade industrial no país, estão a Vidrul melhorou signifi-
Com este investimento, cimento do PIB (Produto mento Geral do Estado (2018) timentos feitos nestes dois em curso acções para dina- cativamente a produção de
disse, a fábrica passa a contar Interno Bruto) e o motor das em discussão nas comissões subsectores da indústria mizar os pólos de desenvol- vasilhames em vidro.
com dois fornos, com duas exportações. de especialidade da Assem- angolana. vimento industrial de Viana
linhas de montagem cada, A indústria angolana con- bleia Nacional. A título de exemplo, no e Bom Jesus (Luanda), Lucala Matéria prima
e aumenta em mais de cin- tribui com quatro por cento O declínio da produção na cimento o país está com (Cuanza Norte), Negage À excepção do sulfato de sódio,
quenta por cento a sua capa- no Produto Interno Bruto. indústria transformadora, de necessidades de seis milhões (Uíge), Caála (Huambo), que é importado, toda a maté-
cidade de produção, que Antes da independência, a quatro por cento da projecção de toneladas, quando a capa- Catumbela (Benguela) e ria-prima utilizada pela Vidrul
ronda actualmente 43 mil participação deste sector che- inicial para 0,7 por cento, deve- cidade instalada das cimen- Futila (Cabinda). é nacional. A areia é extraída
toneladas de vasilhames de gou a ser de 20 por cento. O se a continuada crise econó- teiras do país já supera as O Programa de Apoio à em Viana (Luanda) e o calcário
vidro por ano. encontro, que se realiza no mica resultante da queda das oito milhões de toneladas. Produção, Diversificação das em Cacuaco, no extremo norte
Inicialmente anunciado âmbito do Programa de Apoio receitas petrolíferas. A indústria O sector industrial de Exportações e Substituição da capital angolana.
para 2017, o investimento, à Produção, Diversificação transformadora foi um dos bebidas cresce três por cento das Importações é um ins- Produto cem por cento
suportado por uma linha de das Exportações e Substituição sectores que mais se ressentiu por ano, fruto dos investi- trumento que visa congregar reciclável, a Vidrul faz uma
crédito de um banco alemão, das Importações (PRODESI), das consequências do mer- mentos que tem recebido e iniciativas de diversos sectores, grande aposta na reutilização
não foi executado no tempo acontece numa altura em que cado cambial em termos de é responsável por cerca de visando criar uma nova dinâ- do vidro. A empresa mobiliza
previsto por falta de divisas as projecções de crescimento disponibilização de divisas 14 mil postos de trabalho mica em que o Estado e os regularmente campanhas
para a aquisição de equipa- do sector para este ano apon- para satisfação das necessi- directos e 45 mil indirectos. privados, de forma sincroni- de recolha de vasilhames
mentos. Segundo apurou o tam para uma taxa de 1,8 por dades do sector, com a impor- O país possui mais de 40 zada, interajam para alterar em Luanda, que depois com-
Jornal de Angola, a Vidrul cento, depois do desempenho tação de equipamentos, empresas de bebidas, como o estado da economia. pra aos populares.
ECONOMIA Quarta-feira
7 de Fevereiro de 2018 11
UNACA COMEMORA O 28º ANIVERSÁRIO EXPLORAÇÃO FLORESTAL

Cooperativa abre sede Negócios


nacional no Ramiros
MACAU LEVA ALIMENTOS
LUSÓFONOS À PRIMEIRA
EXPOSIÇÃO DA CHINA
Agricultura vai corrigir
Manuela Gomes com algumas dificuldades,
que se prendem com a aqui-
O Instituto de Promoção do
Comércio e do
Investimento de Macau
(IPIM) vai levar os produtos
as ocorrências negativas
A sede da Cooperativa Agro- sição de fertilizantes, materiais dos países lusófonos à Ministro Marcos Nhunga dá “vermelho” aos incumpridores
pecuária nacional “Patrice agrícolas e o escoamento de primeira exposição
Lumumba”,em Luanda, produtos. A cooperativa já internacional de e apela aos demais a criarem programas e planos de trabalho
localizada no distrito do beneficiou em 2008 de um importações da China, em
PAULO MULAZA | EDIÇÕES NOVEMBRO
Ramiros, município de Belas, crédito bancário, que viabi- Novembro, em Xangai.
e que congrega mais de 600 lizou o arranque de grande A representação na
membros efectivos e 1.450 parte dos projectos que exis- exposição de Xangai é feita
camponeses isolados, foi tiam. Hoje, há 10 anos que mediante delegações de
ontem inaugurada, no âmbito tem sido difícil recorrer a empresas de produtos
das comemorações do 28.º algum outro apoio financeiro, alimentares de Macau e de
aniversário da União Nacio- pela falta de reembolso do agentes e distribuidores no
nal dos Camponeses Ango- primeiro crédito. “Esta falta território de alimentos dos
lanos (UNACA). de reembolso deve-se ao países de língua
Criada há 13 anos, a coo- desencadear de um conflito portuguesa, organizadas
perativa regista uma produção de terras entre os campo- pelo IPIM, de acordo com
anual de mais de 100 tone- neses da Cooperativa ‘Patrice um comunicado oficial.
ladas de produtos diversos, Lumumba’ e indivíduos par- Anunciada pelo Presidente
essencialmente a mandioca, ticulares que invadiram os chinês, Xi Jinping, em Maio
a batata-doce, o milho, a gin- terrenos da organização”, passado, durante o fórum
guba, a abóbora, o gergelim referiu Armando Congo. “Uma Faixa, Uma Rota”
e o tomate. Em entrevista ao O grupo de camponeses para a cooperação
Jornal de Angola, o presidente acredita que este ano a pro- internacional, a exposição
da cooperativa, Armando dução agrícola deve crescer internacional de
Congo, disse que a inaugu- e o associativista aproveitou importações da China
ração da infra-estrutura acon- o momento para pedir mais constitui uma importante
tece num momento oportuno apoio do Executivo. Entre os medida de Pequim para
e com o número de afiliados projectos futuros da coope- apoiar a liberalização do
cada vez mais crescente. rativa, está a construção de comércio e a globalização
Armando Congo contou um armazém. económica. Novos membros de direcção do Ministério da Agricultura e Florestas tomaram ontem posse
que no período 2016 a 2017 O presidente da UNACA,
a organização que dirige viveu Albano da Silva, que presidiu
momentos difíceis, devido à cerimónia de inauguração EUROPA AMEAÇA CORTAR Ana Paulo construção civil a direccio- Novos membros empossados
ao ciclo de estiagem que se da sede, disse ser um bom PETRÓLEO DA RÚSSIA narem os seus meios e baterias Depois de conferir posse aos
registou na época. “Infeliz- modelo de infra-estrutura As refinarias europeias para a exploração florestal. novos responsáveis, o ministro
mente, tivemos momentos para as outras cooperativas ameaçam cortar as compras O Ministério da Agricultura “Aquele que demonstrar da Agricultura e Florestas,
pouco abonatórios, pois, a do país. “Estamos enraizados de petróleo da Rússia, em e Florestas tem como pro- capacidade técnica e finan- Marcos Alexandre Nhunga,
produção baixou significati- em todo o país e é preciso razão do agravamento da grama futuro corrigir as cir- ceira para realizar tal activi- defendeu maior controlo e
vamente, já que se verificou que se criem infra-estruturas qualidade do produto, logo cunstâncias negativas veri- dade será autorizado a traba- rigor na exploração da madeira
em 3 anos seca, com a agra- que dignifiquem o movi- que Moscovo passou a ficadas em 2017, trabalhar lhar”, frisou. e apelou a mudanças de gover-
vante de este ano ter chovido mento cooperativista. Que- reencaminhar grandes com base em contratos de O novo gestor florestal do nação de modo a imprimir
apenas duas vezes”. remos também uma melhor volumes da matéria-prima concessão florestal, reduzir país garantiu que para a pró- nova dinâmica ao sector.
O presidente da Coope- organização do s órgão s para a China, como parte da significativamente o número xima campanha foi já pre- Marcos Alexandre Nhunga
rativa Agropecuária “Patrice sociais empenhados no cres- sua luta contra a OPEP de empresas que intervêm vista a exploração de mais exibiu “cartão vermelho”
Lumumba” notou que para cimento do movimento, para (Organização de Produtores na exploração florestal, cons- de 50 mil metros cúbicos de aos não cumpridores da le-
a aq ui sição de alguma s que se apresentem, cada vez e Exportadores de Petróleo) truir entrepostos de comer- madeira, conforme o plano gislação, apelando aos in-
sementes e fertilizantes, a mais, resultados palpáveis”. e os Estados Unidos, por cialização e intensificar a de desenvolvimento a médio cumpridores a criarem pro-
cooperativa já há muito dei- Actualmente, a UNACA participação em mercados fiscalização da madeira. prazo. Em 2017 o Estado arre- gramas e um plano de tra-
xou de beneficiar do apoio controla, a nível nacional, asiáticos. A qualidade do Em declarações à imprensa, cadou cerca de dois mil balho para o quinquénio
do Instituto de Desenvolvi- 2.900 cooperativas agrope- petróleo russo dos Urais no final do acto de tomada de milhões de kwanzas em taxas 2018-2022, olhando para
mento Agrário (IDA). Actual- cuárias e mais de 8 mil asso- deteriorou-se tanto que posse dos novos quadros da e outros emolumentos. aquilo que são as metas esta-
mente, a cooperativa se debate ciações de camponeses. muitos compradores estão a Direcção Nacional da Agri- belecidas pelo Executivo.
rever o quanto eles cultura, da Direcção Nacional Inventário florestal “Acreditamos que os novos
adquirem e o preço que da Pecuária e do Instituto de O primeiro inventário flo- quadros têm capacidade sufi-
estão dispostos a pagar, de Desenvolvimento Florestal restal dá conta que o país ciente para poder ajudar o
MATALA acordo com operadores e (IDF), Domingos Nazaré tem um grande potencial de Executivo e a direcção do
fontes próximas das Veloso, que foi nomeado como recursos florestais, com uma Ministério a levar a bom porto
refinarias da Europa. A novo director do IDF, informou superfície de 79 milhões de tudo que nos for incumbido”,
Canal de irrigação Rússia estabeleceu laços
mais estreitos com a China
num momento de relações
que, no quadro do novo regu-
lamento florestal, o ministério
vai trabalhar com rigor, ten-
hectares e uma disponibi-
lidade de madeira comercial
avaliada em cerca de 4,5 mil
realçou o ministro.
O titular da pasta informou
que já existe um programa de
carece de reabilitação tensas com o Ocidente, após
o papel que Moscovo jogou
na crise ucraniana e diante
do em conta as novas regras
para que um concessionário
possa ter acesso a um con-
milhões de metros cúbicos. desenvolvimento da produção
de café, do palmar e cacau e
acredita que, a nível da pecuá-
O Canal de Irrigação da Ma- venção e tudo o que se tem de alegações da sua trato de concessão. Inventário florestal ria, o caminho será o mesmo
tala precisa de reabilitação feito para a sua manutenção interferência em eleições Domingos Nazaré Veloso mostra que o país tendo em conta o rigor dese-
urgente para aumentar a tem sido um trabalho palia- RAFAEL TATI | EDIÇÕES NOVEMBRO disse que o Ministério da tem um grande jado. “Temos um programa
produção nos seus sete mil tivo”, destacou Cipriano Agricultura e Florestas emitiu potencial de de apoio e promoção da pro-
hectares, alertou ontem o Ndulumba. no ano passado 330 licenças recursos, com uma dução de viveiros em grande
presidente do Conselho da Por esta razão, mais de de exploração florestal, num superfície de 79 escala, que vão ser distribuídos
Administração da Sodmat, 24 mil toneladas de produtos conjunto de mais de 600 milhões de hectares pelas zonas do centro, sul e
sociedade que gere o perí- diversos produzidas em 1.790 pedidos que deram entrada. e disponibilidade de norte do país, onde os empre-
metro irrigado. hectares não foram colhidas Por isso, além de se reduzir madeira comercial sários estão engajados na pro-
Em função da degradação em 2017. Cipriano Ndulumba o número de operadores, o avaliada em 4,5 mil dução de mudas, principal-
do canal, a produção da defendeu a instalação de Ministério deve também milhões de metros mente na produção familiar,
batata-rena no perímetro três estações de bombagem intensificar as penalizações. cúbicos de forma a aumentar as áreas
caiu de 50 toneladas em 2014, de água, independentes da “Vamos penalizar grave- de cultivo”, frisou.
para 40 toneladas nos anos principal adução que se faz mente as infracções e irre- Marcos Alexandre Nhunga
seguintes, com tendência de a partir da barragem e rea- gularidades e não permitir conferiu ontem posse a José
reduzir ainda mais. Em decla- lizar a captação directamente que situações de trespasse de No quadro dos vários pro- Carlos Lopes da Silva Betten-
rações à Angop, Cipriano do rio Cunene, para poten- licenças ou venda das mesmas gramas do Executivo, a ma- court, para o cargo de director
Ndulumba disse que o mau ciar o canal. estrangeiras, acusações voltem a ocorrer”, advertiu deira é considerada um pro- nacional da Agricultura,
estado do canal, com rupturas O canal de irrigação da estas negadas pelo Kremlin. o director do IDF, ao indicar duto estratégico para contribuir Domingos Nazaré Cruz Veloso
constantes, impede que cen- Matala estende-se por 42 qui- Miroslaw Kochalski, vice- que “temos como meta uma no esforço da diversificação para o cargo de director do
tenas de milhares de litros lómetros, desde a barragem presidente da PKN Orlen, a viragem de 180 graus na ex- da economia, segundo Domin- IDF e Norberto João Soares
de água cheguem aos campos na sede do município até à maior refinaria da Polónia, ploração da madeira”. gos Nazaré Veloso, uma vez Pinto para o cargo de director
agrícolas. comuna de Capelongo, pas- disse que a mudança de Domingos Nazaré Veloso que “o país tem dados e bases nacional da Pecuária, além
“A última intervenção sando por Castanheira de Pêra qualidade do petróleo dos reconheceu ter havido uma para fazer uma gestão sus- de outras entidades que ocu-
feita no canal data de 2002 e Frechel. O seu perímetro é Urais que a sua empresa grande avalanche na con- tentável dos recursos, que pre- pam os cargos de directores
e 16 anos depois nunca mais de 11 mil hectares mas só sete compra pode influenciar cessão de licenças, que moti- cisam de ser geridos de forma e subdirectores dos diversos
beneficiou de qualquer inter- mil são irrigados. futuros negócios. vou muitas empresas de sustentável”. departamentos ministeriais.
12 Quarta-feira
7 de Fevereiro de 2018

“O RECENSEAMENTO MILITAR
PUBLICIDADE

JÁ COMEÇOU”

DE 4 DE JANEIRO
2018
SOCIEDADE DE EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES H.E., S.A.R.L.

CONVOCATÓRIA
A 28 DE FEVEREIRO
...................................................................................................................................
ASSEMBLEIA GERAL DE ACCIONISTAS
Nos termos da lei e dos estatutos, a pedido do Conselho de Administração, convocam-
se os Senhores Accionistas da SOCIEDADE DE EMPREENDIMENTOS E PARTICIPA-
ÇÕES H.E., S.A.R.L., sociedade com sede em Luanda, na Rua Comandante Dangereux,
n.os 112/114, matriculada na Conservatória do Registo Comercial de Luanda sob o n.º
237-03/030312, com o capital social integralmente realizado de Kz. 1.600.000,00, repre- REPÚBLICA DE ANGOLA
sentado por 1.600 acções ordinárias e ao portador, com o valor nominal de Kz. 1.000,00
cada uma, para reunirem em assembleia geral, na Rua José S. Lameira, n.º 34, R/C, In-
MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL
gombota, em Luanda, no dia 12 de Março de 2018, pelas 10 horas, para deliberarem
sobre a seguinte:
O Processo do Recenseamento Militar já começou em
Ordem de Trabalhos: todo o País.
Ponto Um: Aprovação de Contas;
Ponto Dois: Deliberar sobre a Proposta de aplicação de resultados;
Se é Angolano do sexo masculino, nascido no ano 2000,
Ponto Três: Proceder à apreciação geral da administração e fiscalização da Sociedade;
faça já o seu Registo Militar obrigatório, na Administração
Ponto Quatro: Outros assuntos de interesse da Sociedade. Municipal ou Comunal da sua área de residência.
Informa-se que, nos termos da Lei e dos artigos 9.º, 12.º e 13.º dos Estatutos, no que se
refere à composição e ao direito de voto em assembleia geral, a assembleia geral re- Se reside no Estrangeiro, dirija-se ao Posto Consular.
presenta a universalidade dos Accionistas e é composta por todos os Accionistas titulares
de acções com direito a voto, sendo que cada acção dá direito a 1 voto. Os Senhores
Accionistas poderão fazer-se representar nas reuniões da assembleia geral por qualquer Ingressar nas Forças Armadas é cumprir o nosso dever
pessoa, bastando, para prova do mandato, uma simples carta com a assinatura dos ac-
cionistas representados dirigida ao Presidente da Mesa da Assembleia Geral e entregue para com a Pátria.
a este até 3 (três) dias antes da reunião.

Luanda, 5 de Fevereiro de 2018.

O Presidente da Mesa da Assembleia Geral


ÁLVARO JOSÉ ROQUETTE MORAIS MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL
(2080) (1479)

A EVD Rentals, além de Portugal tem as melhores casas

para a sua viagem em 5 novos destinos!


Conte connosco ao viajar para:
PORTUGAL - Todas Cidades
ÁFRICA DO SUL - Cidade do Cabo / Joanesburgo
ESTADOS UNIDOS DE AMÉRICA - Nova Iorque
CABO VERDE - Cidade da Praia
REINO UNIDO - Londres
MOÇAMBIQUE - Maputo
* Só aceitamos reservas superiores a 5 noites de hospedagem

ANGOLA PORTUGAL
Rua Rainha Ginga, n.º 181 - Ingombota, Luanda Rua Soeiro Pereira Gomes, 17 Barcarena, Oeiras

+244 926 858681 / +244 912 678 888 +351 931 991 349 / +351 915 208 332
(1290)

(400.030b)
Quarta-feira
7 de Fevereiro de 2018 13
PUBLICIDADE

(11470)
14 Quarta-feira
7 de Fevereiro de 2018

C L A S S I F I C A D O S
Atendimento Mais informações
Rua Rainha Ginga, 18/24 - Luanda telefones: 926 406 929 / 925 134 301
de Segunda a Sexta-feira, das 8h às 18h, 912 206 159 / 923 409 613
Sábados , Domingos e Feriados, das 9h às 14h IMOBILIÁRIO VIATURAS DIVERSOS e-mail: publicidade@jornaldeangola.com

APARTAMENTO T3, MORADIA T3, Condomí- TOYOTA modelo Land ESPAÇO para empreendi- FAZEMOS trabalhos de
Ginga Renata, Telefone: nio Brisas de Talatona, Cruiser versão 2012, cor mento, Cheguevara Macu- construção civil, canaliza-
923513536 (2164)
IMOBILIÁRIO 152m², gerador e piscina
comuns. Contacto tele-
Branca. Telef: 925945509,
9232564 15. (1079)
lusso, 650.000,00 Kz
negociáveis. T 923751337
ção e serralharia. Telefones:
912436766, 921389329
VIVENDA T4 no Alvalade. fone. 939800905 (1764) (2149) (2155)
Telef: 923513536 (2163) EMPRESA: Infinity QX56, SERPENTINA, gelado em
T3, 1º andar, sala, A/C, co- Ranger Sport, Land R. CÂMARA de vigilância, DESINFESTAÇÃO S/ cheiro,
VENDE-SE 2
VIVENDA T5, C/ 420m , no zinha, no Kilamba, Akz Discover, Prado VXL, Su-
balde, serra-ossos, chur-
rasqueira a gás, banho- cerca eléctrica, portão au- anti-alérgico, não precisa
Camama, a 300m do B. 100.000.00 mês. Contacto zuki Jimny 2017, i10. Tlfs: maria para buffet, mesa tomático instalação. Con- sair de casa ou desarrumar, PRECISA-SE
Sol, 32.000.000 Akz. Telefs: telef.: 928223836 (1800) 927777099, 927994509 tactos telef.: 932407943, 100% eficaz. Contacto tlf.:
929208346, 914190485 Inox. Telefs: 922799624,
(2037) 917747359 (2209) 918657161 (1673) 938133343. (1264) MOTOQUEIROS com ex-
(1668) T2 Sala, A/C, cozinha, no periência no serviço de
Condomínio fechado, LEXUS LX 570, a gasolina, PARABÓLICA Dstv, Zap, LICALENO fazemos cober- moto-táxi. Tlf: 940431260,
CONDOMÍNIO no Mus- Benfica, Akz 110.000,00. zero Km, ano 2017, cor tura de eventos e criamos
sulo com 10 casas total- Telef: 928223836 (1802) preta. Telef: 948072521
Banda Livre, venda, instala-
ção, manutenção. Contacto
NEGÓCIOS Website. Telef.: 943598762,
940431285. (2079)
mente equipadas para
habitar. Telef: 923610673 (1915) tlfs: 932407943, 918657161 924445044, 948337350 COZINHEIRA experiente
VIVENDA T5, nova, com T4 com 260m2, A/C, Con- (1671) (1617) que vive nos arredores do
anexo, Morro Bento, (2174) domínio fechado, Ben- HYUNDAI Elantra c/ motor Prenda. Telf.: 993138173
Zona Vip, 110.000.000 fica, Akz 200.000. Telef:. avariado, bom preço. Telef: SOFTWARE Gestão Co- (2175)
VIVENDAS e apartamen- 928223836. (1801)
Akz. Telefone: 926662211 923304157, 928817642. mercial, Restaurante, Ho-
tos Vila Alice, Maculusso,
(1466) (2162) teleiro e Escolar. Telefs: SECRETÁRIO(A)para traba-
Maianga, Alvalade. Telfs:
CASA dá P/ Empresa, 925378361, 992578003. lhar associação e que viva
917384571, 927041400
VIVENDAS T3 e T5, aca- Morro Bento, Rua Kicagil, JIN BEI em bom estado, DESINFESTAÇÃO sem (2065) Patriota ou arredores. Te-
(2185)
badas e inacabadas no a bom preço. Telefone: cheiro, anti-alérgico, lim- lefs: 938947071, 938082233.
preço negociável. Tele-
Zango 0, a partir de Akz 936797193 (1917) peza de estofos, tapetes e MUDANÇAS de casa, escri- (2170)
APARTAMENTOS T1, T2 e fone: (2183) MÁQUINA de gelado, pi-
9.000.000 e 11.000.000. T3, no centro, Talatona, cortinas ao domicílio. Tele- tório, desmontagem, emba-
colé, algodão doce, frita-
Contacto tlfs: 922011744, Nova Vida, c/escritura pú- APARTAMENTOSpreferen- fone: 928648007 lagem, encaixamos, carga,
KIA Karnival executivo 7 deira, chapa hambúrguer
941273300 (1822) cialmente a empresas, nos (2040)
blica. Telefs: 912513166,
923461890. (2197) lotes do Bª Prenda, 1º
lugares, com pequena
avaria no motor. Telefone:
fiambreira, tostadeira. Tls:
936196882, 917747359.
transporte, consertamos
mobília. Telef.: 912647522,
OFERECE-SE
CASAS T3, Condomínio andar, 4 quartos, 2 WC, sala EFECTUAMOS obras de 925827521 (2108)
926324992 (2182) (2215)
fechado a 2.000.000kzs, GRÁFICA Equipada c/má- comum e cozinhas amplas. construção civil e acaba- ARQUITECTOS profissio-
em prestações entrega quinas de última geração Contacto Sr. Manuel. Tlfs: mentos. Aceitamos paga- nais fazemos plantas e
MITSUBISHI Pajero, 2014, COLCHÕESKamaflex,camas, INGLÊS, Informática, Por-
45 dias. Telfs: 939542254, no Patriota. Telefones: 931931102, 991931102. mentos em prestações. projectos arquitectóni-
em bom estado. Telefone: estrados,bases,berços,almo- tuguês para estrangeiros,
946830844. (2093) 912513166, 923461890 (1311R) Contactos tlf: 945095475, cos. Telefs: 933888000 ,
922510075 (2184) fadas, lençóis, tapetes R. Francês e Excel avançado
(2198) Maianga. Contactos telef.: 912755127 (573) ao domicílio. Telefone: 912888000 (1794)
2 AMIGOS Cond. casas OU parceria 2 armazéns
T3 suite Via Expressa a ELANTRA 12.000 km LD- 938910826. (1832) 912204858, 923617144
APARTAMENTO T3, repa- 1.200m², Viana Km 12, (2109) JOVEM, técnico superior
5.500.000 Akz. Telefones: rado, 2º andar, C/ parque rua/Sonangalp 120.000 GM cor castanha quase quer trabalhar na área
993248507, 923724939. e escritura pública, na In- Akz. Telefone: 923266982 novo em Talatona. telef: eléctrica e gestão. Telefs:
(2089) 991152203, 940452616 DÁ-SE aulas de guitarra,
gombota, 70.000.000 Akz. (2067) 935927872, 990927872
(2201) piano, canto ao domicí-
912513166, 923461890 (1937)
2 AMIGOS Viana Sapú lio, lendo pauta. Tele-
(2192) ARMAZÉM ou parceria de
casas T3 próximo a es- CARRINHA Land Cruiser fone: 923434502 INSTRUTOR de gerencia-
um armazém de fresco e
trada a 5.500.000 Akz. Telf a 9.500.000.00kz e TOYOTA (2115) mento de projecto com o
FARMÁCIA equipada, na seco, todo equipado, em DESINFESTAÇÃOsem cheiro,
993248507, 946830844. Ingombota, 130.000.000 Viana. Telefs: 919400596, L e x u s , a u t o m á t i co a todos os dias da semana. MS-Project 2010, 2013 e
(2088) 2.500.000.00 kz. Telef: MÁQUINASde gelo escama, DESINFESTAÇÃO P/ com-
Akz. Telefs: 912513166, 943050765 (2023) Contactos telf.: 927825963, 2016. Telefs: 912327062,
924461287, 927281089. liquidificador 20/40L, Cx. de bater baratas, ratos, pulgas 923335819 (2010)
923461890 (2193) 917825963.
CASAS T3 no Zango, a (2189) 10 mil palitos/picolé, amas- e outros. Tlf.: 945065256,
APARTAMENTO T1+1, nos sadeira 130L, divisória 36 (2181)
partir de 1.950.000,00 Kzs, RECHEIO de uma hospe- 912113683 (2133) MOTORISTA com carta
Combatentes, 6º andar, furos, novos. Telefones:
rua principal. Telefones: daria, camas, mesas, parqueamento, 80.000 TOYOTA Avanza, automá- COLÉGIO Jofima e ATL, de condução ligeiros pro-
992847614, 932023581. arcas, etc. Telefones.: tico 7 lugares, AC, 51.010 936196882, 917747359 LAVAGEM de cadeiras, fissional procura em-
Akz. Contactos telefóni- (2207) matrículas abertas da ini-
(2078) 932824279, 917869189 km, 3.500.000.00kz. Telef: colchões e sofás ao domi- prego. Telef. 945077122,
cos: 916528977 ciação à 9.ª Classe, B. Ne-
(2204) 924461287, 927281089. cílio. Telefs: 912113683, 936097745. (2144)
(2032) CAMPAS em granito e már- lito Soares, B-4 e C-5.
APARTAMENTO T2, no (2188) 945065256 (2132)
more, montagem, gravação Contactos tlf: 941028208,
São Paulo, em frente ao CASAS a beira-mar, no RESIDÊNCIA no Patriota 923883576 (1142) JOVEM com experiência
Comité da UNITA. Telefs: Ramiro. Tlfs.: 932824279, HILUX 4.000.000 Akz, Elan- de cabeceiras e fotos. Casa FISIOFRIEND: atendimento quer trabalhar como Moto-
pronto a entrar. Telef: dos Granitos. Contactos te-
934230179, 928517242 917869189 (2203) tra, Kia Soul, Chevrolet ao domicílio e laboral. Fi- rista. Tlf: 914730998. (2091)
938947071, 938082233. lefónicos: 921662309, MATEMÁTICA, Física, Quí-
(2019) Sail 700.000 Akz e Bolinha sioterapia P/ uma vida
(2169) 911543472 (1894) mica e Inglês, aulas domi-
a 500.000 Akz. Telefs: melhor. Telfs: 925024101, MOTORISTA de ligeiro e pe-
ciliares, para alunos C/
3 APARTAMENTOS T3 de 992878138, 941828306. 915385916 (2171)
luxo, Talatona, Condomí- ARRENDA-SE APARTAMENTO na Cen-
tralidade do Sequele re- (2222)
dificuldades. Telefone:
934456227
sado profissional, procura
emprego, táxi, apoio, em-
nio Terraço do Atlântico, FAZEMOS todo tipo de presa. Tlf.: 932999135 (2146)
parado e climatizado. Tlf: (1119)
Nobless, Talatona PLaza, APARTAMENTO no Pro- obras, cobertura telha câ-
938947071, 938082233
130.000.000 AKz. Tele- jecto Nova Vida, c/1 suite, mara de vigilância. Telef: JOVEMMotorista ligeiro pro-
(2168) SALÃO de festas no Pa-
fone: 930303730 (2120) 2 quartos, 1 WC, sala 921415560. (2166) fissional pesado SADC, c/ 12
triota, rua principal, com
comum, cozinha equi- anos de experiência procura
APARTAMENTOS T1, T2 e ou sem Buffet. Telefone:
2 VIVENDAS T4, quintal pada, lavandaria. Dis- MOINHO de fuba de ELABORAMOS Planos de
grande, Cond. Hípus e Real pensa-se intermediários. T3 no centro, Talatona, DIVERSOS bombó e milho, diesel, C/
939066266 (1405)
negócio, estudo de viabili-
emprego. Telf.: 924936963,
916893611 (2152)
Park, Akz 90.000.000 Akz. Telef: 944584388 (1182R) Nova Vida e Centralida- ignição e manivela, 25
DISPONIBILIZAMOS à Lei- dade e projectos de inves-
Telf: 930303730 (2119) des. Telefs: 912513166, sacos/h novo. 936196882 timentos. Tlf.: 915717120. JOVEM universitário, For-
ESPAÇO para escritório 923461890. (2194)
VENDE-SE 922799624
lão, uma carinha Isuzu. Te-
lefone: 923612263 (2024) (2177) mação de Professores na
2 VIVENADAS T4, luxo, ou loja no Maculusso. (2211) Esp. de Geografia, Histó-
anexo + piscina, Talatona, Telef.: 923610613 CARPINTEIRO ao Domicí- ria e Psicologia C/expe-
PERUCAS brasileiras, FAZ-SE rede informática
nos Cond. Paraíso e Vale (2173) TERRENO 20X15m e casa lio, monta armários, rou- riência. Telfs: 991332694,
promoção de 20%, a par- a baixo preço. Contacto.
do Imbondeiro, Akz T2, água, luz atrás cemité- peiros, portas, balcão, 923332694 (2195)
MORADIA T3, Condomí- tir de 5.000 Akz, loja 6, 912329592. (2011)
250.000.000, 490.000.000. rio Camama, por prateleiras. Tlf.: 912924873.
nio Flores de Talatona, Atrium, Nova Vida. Telef: 1.700,000,00 Akzs. Tele-
Telef: 930303730 (2129) JOVEM universitário, Re-
(2122) 160m², gerador e piscina VIATURAS 922628864
(567)
fone. 923301005
FAZEMOS trabalho de
construção civil, canaliza- lações Públicas C/ moto
comuns. Contacto telef: (2127) FAZ-SE rede informática própria e Carta de Condu-
ção e serralharia. Telef:
3 VIVENDAS T4, piscina, 939800905 (1765) a baixo preço. Contacto ção. Telef: 912513166,
912436766, 921389329.
em Talatona, nos Condo- tlf.: 912329592 (2011) 923461890 (2196).
(2155)
mínios Alfa e Dália,
130.000.000 Akz. Tele-
MORADIA T3, Condomínio
Conchas de Talatona,
VENDE-SE
fone: 930303730 199m², mobilada, gerador
(2121) e piscina comuns. Tele- RENAULT 500, A/C, 2014, PROCURA DE PARADEIRO
fone: 939800905 102.000 Km, 30.000.000
RESIDÊNCIA no Bairro Akz. Tl: 935232040 PADARIA Kit, forno, 3 ga- Desapareceu de casa de seus familiares, o maior de 71
(1763)
Golf 2, rua direita do Ca- (2069) vetas, gás, estufa, amas- PERFUMARIA Elizabeth a anos de idade, de nome MOISÉS JOÃO ADÃO, desde o
mama, próximo dos Bom- MORADIA T3, Condomí- sadeira 50L, batedeira grosso e a retalho de 5 mil a dia 21/1/2018, a partir das 12h00. O mesmo traja calça
beiros, 8.500.000 Akz. nio Luar de Talatona, HYUNDAI Getz em bom 20L, carrinho/pão, ba- 13.500 Kz, arabia, tapiaca, preta e camisa azul, pede-se a quem o encontrar o favor
Telefones: 943116296 ou 199.38m², mobilada, ge- estado, 1.400.000.00 Akz lança, tabuleiro. Telefs: entregas. Contactos telef.: de o levar à Esquadra Policial mais próxima de Cacuaco
990116296 rador e piscina comuns. discutível. Ts: 947541831, 936196882, 917747359 948360117 ou ligar para os terminais telefónicos: 923607366,
(2136) Telef: 939800905 (1766) 997875144. (2124) (2213) (2156) 993607366 (2138)
Quarta-feira,
7 de Fevereiro de 2018 15
PUBLICIDADE

Certificado ISO 9001:2008


KIT FAMILIAR
Irrigação por gotejamento – A solução ideal para a irrigação familiar
KIT FAMILIAR e um conjunto de sistema de irrigação baseado em pressurização por
gravidade que utiliza nas propriedades familiares, a mesma tecnologia de irrigação por
gotejamento existente nas grandes lavouras.
LUANDA : 946 387 961 ENDEREÇO: Estrada de Catete, Km 22, Viana
946 387 960 LOBITO: 946 387 963 (floteklobito@gmail.com)

(1599)
946 387 959 SISTEMA DE IRRIGAÇÕES: 934 142 462 (email:regasflotek@gmail.com)
915 128 213 www.flotekangola.com
(100.034e)

SJK - DESINFESTAÇÃO
E FRIO GERAL
REPÚBLICA DE ANGOLA
MINISTÉRIO DA JUSTIÇA E DOS DIREITOS HUMANOS
Desinfestação sem cheiro antialérgico e o melhor de tudo não precisa sair

1.ª CONSERVATÓRIA DO REGISTO CIVIL DE LUANDA


de casa nem desarrumar os móveis.

Desinfestação: Jardins, Viaturas, Guest House, Residências, Creches,


EDITAL
Clínicas, Hospitais, Armazéns, Escritórios, Restaurantes etc...
ESTER DA SILVA SEBASTIÃO DOS SANTOS, CONSERVADORA DA PRIMEIRA CONSERVA-
TÓRIA DO REGISTO CIVIL DE LUANDA.
CERTIFICA QUE, corre seus termos nesta Conservatória do Registo Civil de Luanda, um processo

ALFREDO MENDES CARDOSO divorciado de 83 anos de idade, nascido no dia vinte e oito de
de Aquisição de Nacionalidade Angolana por Naturalização, em que é requerente o senhor

Dezembro de mil novecentos e trinta e três, natural de Oliveira do Conde, de nacionalidade Portu-

Prestamos Serviços de: Instalação, Manutenção e Reparação de Ar-Con-


guesa, filho de Luiz Cardoso e de Augusto Mendes dos Santos, portador do Passaporte

dicionado, Frio Comercial & Industrial.


n.º M675021, emitido pelo Serviço de Estrangeiro e Fronteira aos 25-06-2016 e do Cartão de
Estrangeiro Residente n. ° 0006161B02, emitido pelo Serviço de Migração e Estrangeiro da Repú-
blica de Angola, aos 26/07/2017, residente em Luanda, na Rua Marechal Brós Tito, n.º 56, 2.° andar,
apartamento A, Distrito Urbano da Ingombota.
Nos termos do disposto na Lei n.º 02/16, de 15 de Abril e por força do regulamento da Lei da Na-
cionalidade, são convidadas todas as pessoas incertas a deduzirem a oposição que julgarem existir
contra a requerente no prazo de quinze dias a começar da data da afixação do presente EDITAL.

E, para constar, lavrou- se o presente EDITAL que será afixado nos lugares designados por Lei.

1.ª CONSERVATÓRIA DO REGISTO CIVIL DE LUANDA, aos 19 de Janeiro de 2018.

A Conservadora
Estamos disponíveis também aos fins-de-semana e feriados
Contactos: 912 111 228 / 930 547 110 Ester da Silva Sebastião dos Santos
(1422) (2050)

RECRUTAMENTO
A empresa CGGC - Engenharia Angola, Lda do ramo da Cons-
REPÚBLICA DE ANGOLA trução Civil sediada em Luanda, precisa de um (1): Motorista
MINISTÉRIO DA JUSTIÇA E DOS DIREITOS HUMANOS Requisito:
DIRECÇÃO NACIONAL DOS REGISTOS E DO NOTARIADO
TERCEIRA CONSERVATÓRIA DO REGISTO CIVIL DE LUANDA
Inglês fluente em oral (OBRIGATÓRIO)

E DI T A L
Tempo Integral (OBRIGATÓRIO)
Boa saúde (OBRIGATÓRIO)

ALFREDO FERRAZ FIGUEIRA, CONSERVADOR DESTA CONSERVA- No caso de interesse, deverá deslocar-se para o escritório da
TÓRIA DO REGISTO CIVIL DA COMARCA DE LUANDA Empresa, Condomínio Dolce Vita, Lote 1D, 3.° andar, B, Tala-
FAZ SABER que, por esta Conservatória corre seus termos, um processo
(975)

cggcangola@cggcintl.com
tona, Município de Belas, Luanda e enviar o CV para:

o n.º 06/2017, respeitante ao senhor, FERNANDO ROSÁRIO DE ME-


de Aquisição de Nacionalidade Angolana por Naturalização, registado sob

DEIROS, nascido aos 02 de Novembro de 1956, de 61 anos de idade, (2055)


natural de Santo Amaro, República Democrática de São Tomé e Príncipe;

EXCELENTE OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO


de nacionalidade são-tomense, filho Arnérico Alves de Medeiros e de
Maria Antónia Leonor do Rosário, casado, residente em Luanda, Distrito
Urbano da Maianga, Bairro Gamek Vila, Rua da Fábrica de blocos, Por-
ACEITAMOS OFERTAS, para venda de pequena Empresa com nome e tador do Passaporte n.º S156696, válido até 01-09-2023, emitido pelas
marca já registados. É uma Consultora e Centro de Formação com Cur- autoridades são-tomenses, Cartão de Estrangeiro Residente n.º
sos e Programas certificados pelo MAPTSS. Licenciado para 15 forman- 0004076B02, emitido pelos Serviços de Migração e Estrangeiros de An-
dos por sala. Com modelo de formações inovador e reconhecido pelos gola, em 19-03-2014, pelo que nos termos do disposto no Artº. 14°, da
Lei nº 2/16, de 15 de Abril, poderão os interessados deduzir a oposição
seus resultados práticos.
que tiverem dentro do prazo de quinze dias, a contar da data de afixação
Facturação mensal ACTUAL AKZ 5.000.000,00
deste EDIT AL.
Facturação mensal mínima ALCANÇÁVEL AKZ 15.000.000,00(Quinze
(Cinco milhões).
E, para constar, mandou lavrar o presente EDITAL, em triplicado
milhões).
que será afixado nos lugares designados por Lei.

3.ª CONSERVATÓRIA DO REGISTO CIVIL DE LUANDA, aos 26 de No-


ÚNICOS contactos autorizados: 990 247 499 / 923 247 499
Email: negocioseparcerias2018@gmail.com
vembro de 2017.

O CONSERVADOR
PEQUENAS EMPRESAS, GRANDES NEGÓCIOS Alfredo Ferraz Figueira
(1974) (2064)
16 Quarta-feira
7 de Fevereiro de 2018

PUBLICIDADE

COMUNICADO

(100.074)
Quarta-feira
7 de Fevereiro de 2018 17
PUBLICIDADE

(100039)
18 NECROLOGIA Quarta-feira
7 de Fevereiro de 2018

FALECEU FALECEU FALECEU FALECEU

ANA CRISTINA GUEDES DA SILVA RAFAEL

Maria de Fátima Guedes da Silva Rafael (mãe), Carlos João Guedes


da Silva Rafael (irmão), Luísa Rafael (cunhada), Teresa Alagoa,
Isabel Guedes (tias), Abílio Alagoa, Laurentino Guedes, Victorino
Guedes (tios) e demais familiares cumprem o doloroso dever de
comunicar o falecimento de ANA CRISTINA GUEDES DA SILVA
RAFAEL, por motivo de doença. O funeral realiza-se hoje, dia
JESUS MORAIS SEBASTIÃO REBECA SILVA PAULO MANUEL PINHEIRO 7/2/2018, às 9h00, no cemitério de Sant’Ana. (2131R)
(Kinha) (Avô Pinheiro)

Tia Chiquinha (esposa), Víctor, Muyu, Gor- Rubem Silva e Madalena Silva (pais), Maria Pinheiro, Ana Pinheiro, Isabel
dinho, Acácia, Cláudia, Maninho, Lindinha, Pinto Silva, Kunateque Silva, Maria Silva, Pinheiro, Sebastiana Pinheiro (filhos), Bia,
Daniela, Nádia (filhos), irmãos, tios, sobri- Adilson Silva, Daniel Silva (filhos), demais Mami, Romeu, Dito, Pipino, Nelson, Velinho,
nhos, netos, noras, genro e demais familiares familiares e amigos cumprem o doloroso Ângelo, Camanga, Magui (netos) e demais FALECEU
comunicam o falecimento do seu ente que- dever de comunicar o falecimento da familiares comunicam o falecimento de
rido JESUS MORAIS SEBASTIÃO,ocorrido sua querida REBECA SILVA (Kinha), PAULO MANUEL PINHEIRO,ocorrido dia
dia 4 de Fevereiro de 2018. O funeral será ocorrido no dia 4/2/2018. O funeral rea- 3/2/2018. O funeral realiza-se hoje, 7/2/2018,
JOSÉ DOS REIS E ALMEIDA
realizado no dia 8/2/2018, saindo de sua liza-se hoje, 7/2/2018, às 10h00, no partindo o préstito fúnebre de sua residência,
residência no Palanca rua G para o cemitério cemitério a indicar. Que a sua alma des- sita no Cazenga, para o cemitério do Benfica, Joana Almeida (Joaninha), Marlene Almeida (Malena), Paulo
da Sant’Ana às 11h00. canse em paz. (2145) às 10h00. (2142) Cabral Almeida (Paulo), José Almeida (Joy), Verónica Almeida
(Nica), Isabel Almeida (China), Luís Almeida (Pepé), Jorge
Almeida (Gito), Bruno Almeida (ausente), Pedro Almeida (Papy),
FALECEU FALECEU MISSA Indira Almeid (Tuca), Eugénia Almeida (Geny), Catarina Almeida
(Cathy), Fábio Almeida (Fábio), Andreia Almeida (Andreia),
Marina Almeida (filhos), genros, noras, netos e bisnetos comunicam
o falecimento do seu ente querido JOSÉ DOS REIS E ALMEIDA,
ocorrido dia 5/2/2018, por doença. O funeral realiza-se amanhã,
dia 8/2/2018, no cemitério à indicar.

RECORDAÇÃO

JOSÉ DOS REIS E ALMEIDA JOSÉ DOS REIS E ALMEIDA RETINA NAKUELA BAPTISTA ADOLFO JOÃO PEDRO
MERINO RODRIGUES (Kelly)

Inácia Gonçalves Manuel Quintas e filhos, As famílias Reis e Almeida, Cordeiro Os familiares de RETINA NAKUELA BAP- Não conseguimos exprimir o que temos passado, após o seu
Indira Almeida (Tuca), Eugénia Almeida Alves, Gourgel, Lauriano e Quintas cum- TISTA MERINO RODRIGUES (Kelly) desaparecimento físico. Continuamos cheios de lágrimas e com
(Geny), Catarina Almeida (Cathy), Fábio prem o doloroso dever de comunicar o comunicam, que é rezada a Missa do 7º os corações partidos. Não somos filhos de ninguém, mas sim,
Almeida (Fábio), Andreia Almeida (Andreia), falecimento do seu ente querido JOSÉ Dia, em sua memória, na Paróquia Nossa do nosso "Pai Jeová". São passados 31 anos, o vazio e a saudade
Marina Almeida (Marina), genros, noras DOS REIS E ALMEIDA, ocorrido dia Senhora de Fátima (São Domingos), às invade-nos. Da tua esposa, teus filhos, netos, genros e noras.
e netos comunicam o falecimento do seu 5/2/2018, por doença. O funeral rea- 18h00, hoje, dia 7/2/2018. Que a sua Descanse no Senhor. (2167)
ente querido JOSÉ DOS REIS E ALMEIDA, liza-se amanhã, 8/2/2018, no cemitério alma descanse em paz. (2134)
ocorrido dia 5/2/2018, por doença. O funeral de Sant'Ana, às 10h00. (2147)
realiza-se amanhã, 8/2/2018, no cemitério
de Sant'Ana, às 10h00. (2148)

RECORDAÇÃO RECORDAÇÃO RECORDAÇÃO RECORDAÇÃO

ANA FERREIRA DA COSTA

Avó Aninhas! Hoje seria o dia do seu aniversário. Síntese da Lição


da Avó: respeitar o próximo e à natureza, primar pela boa
integridade moral e social, cuidar adequadamente da saúde e
melhorar permanentemente os conhecimentos. Intangível Con-
sideração. Paulo, Kátia, Sílvio, Cláudia, Vilma, Tito, Tiago, Nayol,
Neide, Antónia, Iracema, Milton, Jane, Pedro, Áureo, Elda, Mauro,
ANA FERREIRA DA COSTA ANA FERREIRA DA COSTA ANA FERREIRA DA COSTA Vissolela, Beatriz, Kelson, Airton, Manuel, Helma, Josine, Kelly,
Hedilma e Hélvia. (2157)

Querida Mãe! Num dia como hoje, esta- Mana Aninhas! Neste dia 7 de Fevereiro, Bisavó Aninhas! Hoje recordamos o seu
ríamos a comemorar o seu Aniversário. completarias o teu Aniversário. Ama- aniversário, e estamos eternamente
Honrosamente Gratos pelas suas Sapientes mos-te muito, continuas viva no nossos gratos pelo Seu Digno Legado. Perdurável
Lições de Vida. Eterna recordação e corações. Eterna saudade e Distinta Con- Saudade e Intangível Consideração. CONDOLÊNCIAS
Intangível Consideração. Somos os seus sideração. Genoveva, Gonzaga (in Memo- Somos os seus bisnetos: Telma, Hugo,
filhos: Edith, Gustavo, Emanuela (in rian), Maria do Carmo, Maria do Rosário, Tialo, Érica, Brian, Daniel, Tavinho,
Memorian), Rosa, Luís, Lucrécio, Alzira, Domingos, Nelmy da Glória e Maria da Júnior, Tucayana, Marivalda, Alícia, Jeo-
Ernanda, Lucrécia, Rui, Adalberto e Conceição (irmãos). (2159) vanna, Ariel, Ariela, Cesário, Tomás e
Hélder. (2158) Inês. (2160)

FALECEU FALECEU CONDOLÊNCIAS


ANA CRISTINA GUEDES DA SILVA RAFAEL

Ana Cristina!!! São tantas perguntas, tantas.... Disseste-me que estavas a


melhorar, como é que isso aconteceu? Podíamos ficar dias e dias sem falar
mas quando falássemos era como se estivéssemos juntas todos os dias,
significado de amizade é isso... podemos não estar sempre juntas mas a chama
do amor e carinho estava sempre acesa. Só Deus sabe como me sinto, o buraco
VERA STANOJEVIC MATOS DOMINGOS MANUEL VERA STANOJEVIC MATOS que deixaste na minha vida e na vida de todos que te amam( sim amam porque
CARICOQUILA (Mano Heide) o amor não desaparece quando a pessoa parte), o amor permanece. Agora
não tenho madrinha fisicamente aqui na terra, mas tenho madrinha no céu
Augusto Teixeira de Matos e família cum- Catarina João Joaquim E. Leite (mãe), Paulo, Foi com profunda dor e consternação, (ganhaste outro título" Anjo Madrinha"). Palavras não tenho, lágrimas tenho
prem o doloroso dever de comunicar, o Carla, José M. Caricoquila, Noémia J. Cari- que a família Jardim tomou conheci- muitas, mas tenho também muitos sorrisos, pois o que vivemos juntas, todas
falecimento da sua extremosa esposa coquila, Maria Caricoquila, Delfina Caricoquila mento do passamento físico de VERA nossas gargalhadas, nossas conversas, todas essas lembranças irão consolar
VERA STANOJEVIC MATOS, ocorrido dia (irmãos), Sará (esposa), Abona, Yoicana STANOJEVIC MATOS, esposa do Drº o meu coração. Edna Rossana-quem sou? que nome é este? Eu não sei, só tu
5 de Fevereiro de 2018. O funeral reali- (filhos), tios, primos, sobrinhos e netos Augosto Teixeira de Matos. Neste sabes, só tu conheces a minha identidade, este nome foste tu que me deste,
zar-se-á em data a anunciar oportuna- comunicam o falecimento de DOMINGOS momento de luto e dor, apresentamos só tu sabes o significado, sim conheces porque para mim partiste fisicamente
mente. (2151) MANUEL CARICOQUILA (Mano Heide), à família enlutada os mais profundos mas estaremos sempre conectadas espiritualmente, e a qualquer dia nos
ocorrido dia 3/2/2018, por doença. O funeral sentimentos de pesar. (2150) encontraremos. A saudade sempre existirá, ela não morrerá, pois tu és eterna
realiza-se hoje, 7/2/2018, no cemitério de na minha existência. Da Afilhada-filha mais velha que sempre te amará
Sant'Ana, às 10h00. Paz à sua alma. sempre. 2 Coríntios 1:3-4. (2236)
SERVIÇO NECROLÓGICO: DIAS ÚTEIS DAS 8H ÀS 18H, SÁBADOS, DOMINGOS E FERIADOS DAS 9H ÀS 14H
Quarta-feira
7 de Fevereiro de 2018 19
NECROLOGIA

RECORDAÇÃO FALECEU AGRADECIMENTO RECORDAÇÃO RECORDAÇÃO

ISABEL JOÃO ALEXANDRE ANA CRISTINA GUEDES DA ANA MARIA DOS A. XAVIER DA ANTÓNIO FERNANDES ANILZA HERMÍNIA ARSÉNIO
SILVA RAFAEL G. B. DOS SANTOS (Aninhas) DA CRUZ LIMA VIEIRA D. DE SOUSA CASSULE
Hoje é um dia triste, em que as lembranças O colectivo de funcionários da COO- As famílias Xavier da Gama e Bastos ANTÓNIO! Um mês passou desde que Há 48 anos, vieste ao mundo. distribuindo
de uma dolorosa perda invadem os CREFP cumpre o doloroso dever de dos Santos agradecem a todos quantos partiste, deixando um grande vazio em o perfume do teu amor, amizade. alegria
nossos corações. Não há nada pior que comunicar o passamento físico de sua se dignaram a ajudar e acompanhar a nossas vidas. Recordam-te: filhos, netos, e humildade para os próximos e até aos
vermos partir alguém importante, e colega, amiga e companheira ANA sua querida ANA MARIA DOS ANJOS bisnetos e trineto. (2190) ocasionais. Mas aos 47 anos, Deus tirou-
perceber que as saudades aumentam a CRISTINA GUEDES DA SILVA RAFAEL, XAVIER DA GAMA BASTOS DOS SANTOS te do nosso seio para o eterno descanso.
cada dia que passa. Recordam-te os e endereça à família enlutada, os mais (Aninhas), até à sua última morada. Neste dia lembramos com nostalgia e
teus filhos Santita, São, Jojó, Chiquinho, sentidos pêsames. (2176) Que a sua alma descanse em paz. jubilamos os anos que connosco parti-
Ita, Mila, Terezinha, Maninho, netos e (2172) lhaste. Obrigado meu amor. Do teu
demais familiares. (2191) esposo, família e de todos os que te são
queridos. (2202)

FALECEU FALECEU FALECEU AGRADECIMENTO MISSA

LEANDRO ALEXANDRE AGUINALDO ALVES ALMERINDA MIQUILINA DELFIM ALEXANDRINO DELFIM ALEXANDRINO
MENTE DOMINGOS CADETE PAULO (Mike) DE SOUSA E FREITAS (Delfas) DE SOUSA E FREITAS (Delfas)
A Associação dos ex-Alunos do Liceu Paulo Archer Mangueira comunica o falecimento
Nery Leandro, Maria da Conceição A Direcção da Empresa Nocal e o colectivo Jesus Lourenço (esposo), Angelina Mer- Dias de Novais / N’Gola Kiluanji, vem agradecer do seu amigo DELFIM ALEXANDRINO DE
Eduardo e Venceslau Gomes Ferreira de trabalhadores cumprem o doloroso cedes Cadete (mãe), irmãos, primos e a todos os associados, familiares e amigos, SOUSA E FREITAS (Delfas), ocorrido na Ale-
cumprem o doloroso dever de comunicar dever de comunicar o falecimento do demais familiares cumprem o doloroso que numa atitude de amizade, respeito e soli- manha, onde residia, e que será rezada Missa
o falecimento do seu ente querido LEAN- seu trabalhador e colega, AGUINALDO dever de comunicar o falecimento de dariedade, se juntaram à celebração do 7º em sua memória, na sexta-feira, dia 9 de
DRO ALEXANDRE MENTE, ocorrido ALVES DOMINGOS, ocorrido no dia sua querida, ALMERINDA MIQUILINA Dia, em memória de DELFIM ALEXANDRINO Fevereiro de 2018, às 18h30, na Igreja de São
dia 4/2/2018, por doença. O funeral 31/1/2018, vítima de acidente de viação. CADETE PAULO, ocorrido no passado DE SOUSAE FREITAS, seu membro fundador, Joaquim, na Praia do Bispo. Desde já agradece
realiza-se hoje, dia 7/2/2018, no cemitério Neste momento de dor e consternação, dia 5 de Fevereiro 2018, no decorrer do reiteirando votos serenos para que a sua alma antecipadamente a todos quantos se dignarem
de Viana, pelas 10h00. (2178) endereçam à família enlutada as mais parto. O funeral realizar-se-á em data descanse em Paz. O seu funeral será realizado a assistir a este piedoso acto. Paz à sua alma!
sentidas condolências. (2179) a anunciar oportunamente. (2225) no dia 9 de Fevereiro, em Berlim. (2141)

FALECEU CONDOLÊNCIAS CONDOLÊNCIAS FALECEU FALECEU

ANTÓNIO GARCIA ANTÓNIO GARCIA ANA CRISTINA GUEDES DA MARIA CRISTINA DE BRITO MARIA CRISTINA DE BRITO
SIMÕES VUNGO SIMÕES VUNGO SILVA RAFAEL
Foi com profunda dor e consternação que
Ana Verónica Silvestre Vungo (esposa), os amigos General Massano, Paulo dos Santos, Edna Rossana e Antónia Cardoso (ausen- Maria Feio, João Feio, Levy Feio, Fernanda Josefa Luísa de Brito, Ângela Virtudes
Garcia Vungo (Nucho), Inocêncio Vungo Ipa, Bravo, Lucas Cabral, Alex, Orlando, Ben- tes) cumprem o doloroso dever de par- Feio (filhos), sobrinhos, netos e noras de Brito (irmãs), Maria Feio, João Feio,
(Nonó), Fernanda Vungo (Nanda), Joana jamim, Massano Júnior, Tony Júnior, Eugénio ticipam o falecimento de sua madrinha cumprem o doloroso dever comunicar Levy Feio, Fernanda Feio (filhos) e demais
Vungo (Zany) e Mauro Vungo (filhos) Cruz, Nina e Tony da Baba tomaram conhe- e comadre ANA CRISTINA GUEDES DA o passamento físico de sua querida familiares cumprem o doloroso dever
cumprem o doloroso dever de comunicar cimento do passamento físico do seu amigo SILVA RAFAEL, e apresentam à família MARIA CRISTINA DE BRITO, ocorrido comunicar o passamento físico de sua
que, o funeral do seu ente querido ANTÓ- ANTÓNIO GARCIASIMÕES VUNGO. Neste enlutada os seus sentimentos de pesar. no dia 6/2/2018, por doença. O funeral querida MARIA CRISTINA DE BRITO,
NIO GARCIA SIMÕES VUNGO, se realiza momento de tristeza, dor e luto endereçam (2230) realizar-se-á em data a anunciar opor- ocorrido no dia 6/2/2018, por doença.
amanhã, quinta-feira, dia 8/2/2018, às àfamíliaenlutadaasmaissentidascondolências. tunamente. (2241) O funeral realizar-se-á em data a anunciar
11h00, no cemitério de Sant’Ana .(2232) Que a sua alma descanse em paz. oportunamente. (2242)
(2234)

CONDOLÊNCIAS FALECEU FALECEU FALECEU FALECEU

ANA CRISTINA GUEDES DA AURORA DO COUTO MORAIS ESPERANÇA ABRAÃO SUDY MIGUEL SIMÃO DIALO ANTÓNIO GARCIA
SILVA RAFAEL DOS SANTOS (Pancha) SIMÕES VUNGO
Sebastião André da Conceição Cambangula
O Escritório de Advogados de Ana Paula Os familiares de AURORA DO COUTO (Chego), José Pedro da Conceição (Zeca da Nsimba Paulina (esposa), Ricardo A família do malogrado ANTÓNIO GARCIA
Godinho e Associados endereça à família MORAIS DOS SANTOS comunicam o Barbata), Pedro João Cambangula (Sim), Mena, Lumengo, Luyinga Menga Rosalina, Pepe SIMÕES VUNGOcomunica que o seu velório
enlutada os mais profundos sentimentos seu falecimento, ocorrido no dia 6 de São, Fidela, Carlitos, Samora, Vané, Xiquita Jato, Dapes, Tete Simão, Lander Massuama tem lugar hoje, quarta-feira, dia 7/2/2018,
de pesar pelo passamento físico de ANA Fevereiro de 2018, em Coimbra (Portugal). Sudy Neto, Abrão Sudy, Isabel Sudy Antónia "Mami" (filhos) e demais familiares cum- a partir das 20h00, na Casa de Velório da
CRISTINA GUEDES DA SILVA RAFAEL. O funeral realiza-se hoje, quarta-feira, Sudy Suzana Sudy e Anacleto Sudy e demais prem o doloroso dever de comunicar o Polícia Nacional. O funeral realiza-se amanhã,
Que a sua alma descanse em paz. 7/2/2018, às 16h00, em Coimbra (Por- familiares comunicam que o funeral de ESPE- falecimento do seu ente querido MIGUEL quinta-feira, dia 8/2/2018, às 10h00, ante-
(2238) tugal). (2239) RANÇA ABRAÃO SUDY (Pancha), se realiza SIMÃO DIALO, ocorrido no dia 31/1/2018, cedido da Missa de corpo presente, às 8h00,
amanhã, quinta-feira, dia 8/2/2018, às 10h00, por doença. O funeral realizar-se-á em no local do velório, de onde partirá para o
saindo de casa, sita na Rua da Brigada para o
data a anunciar oportunamente. (1996) cemitério de Sant'Ana. (2235)
cemitério de Sant'Ana. (100.087)
20 Quarta-feira
7 de Fevereiro de 2018

PUBLICIDADE

TERCEIRA REGIÃO TRIBUTÁRIA


DIRECÇÃO TÉCNICA
PRIMEIRA REPARTIÇÃO FISCAL DE LUANDA

NOTIFICAÇÃO
Notificam-se os contribuintes constantes da presente lista que, deverão comparecer na Repartição Fiscal acima referida, sita na rua Rainha
Ginga número 83 R/C, com efeito imediato à presente publicação, a fim de tratarem de assuntos relacionados com a vossa situação fiscal,
nomeadamente a entrega da Declaração Modelo N.º 1 do Imposto Industrial relativo ao exercício fiscal de 2016 em falta.

Para efeitos da presente, consideram-se notificados os seguintes contribuintes:


N.º CONTRIBUINTE NIF N.º CONTRIBUINTE NIF N.º CONTRIBUINTE NIF

1489 Banco Rural Europa, S.A (Escrit.de Representação) 5401128681 1593 Nma-Comércio Indústria e Prest. de Serviços, Lda 5401131313 1697 Sodecom, Sa 5401133464
1490 Acro- Mineiros- Expl.Minas e Pedras Preciosas, S.A 5401128690 1594 Org. Keve- Prest Serv. Com. e Ind., Lda 5401131321 1698 Borges - Construções, Limitada 5401133472
1491 Air Cassai- Transporte Aereo, Limitada 5401130031 1595 Electropinto & Filhos, Lda 5419001454 1699 Borlangol - Comércio e Serviços, Limitada 5401133480
1492 Soc.Admire-Comércio Geral,Lda 5401070810 1596 Sotracom-Socied.de Transp.e Com.Geral, Limitada 5401172249 1700 Casa Nova Africana-Comércio Geral,Lda 5401083840
1493 Socogerc- Comércio Geral, Import. Export, Limitada 5401128819 1597 Turner Construction-International Llc-(Suc.Angola) 5401131429 1701 Farmacia Ingombotas Lda 5401133510
1494 Socojerc- Comércio Geral, Import.Export., Limitada 5401128835 1598 Empreendimentos Nona & Filhos, Limitada 5401172257 1702 Gestafarm-Gestão de Farmacias, Lda 5401083890
1495 As & Sz- Transit., Prest. de Serv. Trane H. Lda 5401128878 1599 G.I.C.R.H-Gestão Integ.Conslt.e Rec.Hum. Limitada 5401172265 1703 Hosama - Comércio Geral, Limitada 5401133553
1496 R.D.G. Catering, Limitada 5401128894 1600 Jovisousa Transitarios e Transportes, Limitada 5401131461 1704 Sockam-Soc.Angolana de Multi-Empreen,Lda 5401084544
1497 Cmbr-Comércio Geral, Lda 5401050437 1601 Jamilka, Limitada 5401172273 1705 Bersil - Comércio e Indústria, Lda 5401085311
1498 Progest-Projectos Tec.Consult.Gest., Lda 5401129041 1602 Mimesis, Lda 5417040312 1706 Persiger - Gestão e Investimento, S.A.R.L. 5401133650
1499 Secil Maritima, U.e.e. 5401129084 1603 Aquillinus Consultoria e G de Empreendimentos, Lda 5417040320 1707 Joss - Investimentos e Capitais, S.A. 5401123191
1500 Grupo Dombombi-Prestação de Serviço, Limitada 5401129130 1604 Atimig & Filhos - Comércio Geral, Lda. 5401131550 1708 Cosirangola - Mineração e Indústria, S. A. 5401086253
1501 Crismo-Comércio Geral e Prestação de Serviço 5401128959 1605 Etnia, Comunucacao, Limitada 5401131607 1709 Tts-Trading,Transitarios e Serv.Sarl 5401086423
1502 Complexo Escolar Bosemgo, Lda 5401129149 1606 Betiro- Arte e Decoração, Lda 5417040363 1710 Man Ngungui-Comer.Indústria e Prest.de Serviço,Lda 5401133693
1503 Miltriaga-Publicidade e Marketing,Lda 5401129203 1607 Complexo Turistico Hotel.e Residencial Belmar, Lda 5401131631 1711 Projecto Chicundo-Assoc.em Participacao 5401133766
1504 Grupo Cris-Car- Com. Geral Imp. Exp. Lda 5401129238 1608 Ricarjó Construtores, Lda 5417040401 1712 Projecto Luateche- Associacao em Participacao 5401133863
1505 Fabicon-Indust.e Const.de Pre-Fab.Sarl 5401129270 1609 Fernando e Filhos, Limitada 5401131755 1713 C. M. S. P.- Comércio Geral, Limitada 5401133898
1506 Newco Juice-Comercial e Industrial,Sarl 5401129297 1610 Petroproject- Consultores, Proj.e Engenharia, Lda 5401131801 1714 Agropecuária - Gestão de Proj.Agricolas, Limitada 5401133910
1507 Wtl- World Transportes e Logística,Lda 5401129300 1611 Snack-Bar Kimbeu, Limitada 5401131810 1715 Cagep- Compªang.de Gest.Proj.Petroliferos,Limitada 5401133928
1508 Xanda Sport-Calçados e Art.Desportos,Lda 5401071671 1612 Grupo Origon, Lda 5417043737 1716 Samrenato, Limitada 5401133936
1509 Constil Lda 5401129327 1613 Tuyeto-Gestão de Empreend e Participações, S.A 5417043753 1717 Gebrayoca, Limitada 5401133944
1510 Pm- Comunicação, Consultores Associados, Limitada 5401129335 1614 Angovar- Com.Ger.Agro-Pecuária e Pescas, Limitada 5401131860 1718 Organizações Nina,Com.Geral,Imp Exp,Lda 5401087551
1511 Jodias- Comércio G., Agro-P. e Pescas, Lda 5401129521 1615 Plasflor, Lda 5417043770 1719 Zulu-Mongo-Com.G.Ind.Prest.Serviços, Lda 5401087780
1512 Friorrapida- Comércio e Rep.Araçao de Frio, Lda 5401129858 1616 Ll Mining Corporacao B. V (Sucursal Angola ) 5401131887 1720 Ambos - Sociedade Comercial, Lda 5401134053
1513 Org.Nova Savoy- Com.Ger.Transp. e Ag.Pecuária, Lda 5401129602 1617 Atac- Aviacao, Transp.Aereos e Cargas, Limitada 5401131917 1721 Puika- Zenza- Comércio Geral, Imp. e Exp. Limitada 5401134070
1514 Organizações Mimi e Filhos, Limitada 5401129696 1618 Arfetre - Comércio e Indústria, Limitada 5401131933 1722 Gramangola-Granitos e Marm.de Angola,Lda 5401088876
1515 Djamar - Com.Geral, Hotel.e Turismo, Limitada 5401129718 1619 Nord- Service - Comércio e Indústria, Limitada 5401131950 1723 Bestrading-Comércio Indústria, Import.Export., Lda 5401134118
1516 Softaplicacoes- Comércio Geral, Import.Export, S.A 5401129726 1620 Agenter-Angola Enterprise, Lda 5401132026 1724 Camata Constroi-Com.Geral,Prest.Serv.Imp.Exp., Lda 5401134126
1517 Jurisconsult-Consult. e Serviços Juridicos, Lda 5401129750 1621 Media Communications- Agência de Publicidade, Lda 5401132034 1725 Opala Negra-Prest.Serv., Prosp.Explor.Mineral, Lda 5401134134
1518 Intravia - Constr.Civil e Obras Publicas, Limitada 5401129866 1622 Anete Fashion-Prest.Serv.,Com.Geral, Imp.Exp., Lda 5401132042 1726 Org.Agua Doce-Comércio e Indústria, Lda 5401089392
1519 Rey & Rey, Lda. 5401129882 1623 Esolat- Energia Solar Angola- Serv.Telecomun., Lda 5401132069 1727 Sojoca - Comércio Geral e Hotelaria, Limitada 5401134177
1520 Soluções Inteligentes, Limitada 5401129904 1624 Dragao Equipamentos- Tecnologia Popular,Limitada 5401132093 1728 Nobre Pereira & Filhos-Com.Geral, e Indústria, Lda 5401175957
1521 Stern - Consulting, Limitada 5401129955 1625 Grupo Precioso D-Service,Import. e Export., Lda 5401132131 1729 Complexo Comercial M Paca, Limitada 5401175965
1522 Unitary Aircon Angola-Sist.Frio,I.e.Lda 5401072821 1626 Oceaneering Angola, S.A.R.L. 5401132190 1730 Top Atlantico-Investimentos e Serviços., Lda 5401089635
1523 Carlimed- Comércio Indústria e Serviços, Limitada 5401130023 1627 Multipacto- Comércio Geral e Investimentos Limitad 5401132204 1731 Gesmim-Gestão e Manut.de Imóveis,Lda 5401090625
1524 Savannah Service, Limitada 5401130066 1628 Domifer-Medicamentos e Cosmeticos, Lda 5401132247 1732 Habitar Decorações, Lda 5401134371
1525 Grupo Climauto- Sist.de Frio e Auto Mecanica, Lda 5401130074 1629 Anatacha, Lda 5417018481 1733 Chimarrao - Rodisio Brasileiro,Lda 5401134584
1526 Stefan Comercial, Limitada 5401130155 1630 Geogest- Sa 5401132557 1734 Coart-Cooperativa dos Artesaos, Scrl 5401092857
1527 Zemba- Comércio Misto, Import. e Export., Limitada 5401130171 1631 Azzurra-Viagens e Turismo, Lda. 5401132328 1735 Nazare Augusto - Comércio Geral, Limitada 5401135025
1528 Ukamba - Consultoria e Prest.de Serviços, Limitada 5401130236 1632 Sotramap- Soc. Trans. Met. Al. e Pla. Com. Ge. Lda 5401132360 1736 Mundo da Madeira, Limitada 5401134606
1529 Futurinvest, Lda 5417020990 1633 Aldeia Global-Formação e Consultoria, Lda 5417101370 1737 Sulmecano-Prestação de Serviços, Lda 5401134690
1530 Roveic-Group- Com.Geral e Prest.Serviços, Limitada 5401130279 1634 Era Uma Vez ,Lda 5417108570 1738 Transtoro, Limitada 5401134738
1531 Org.Mulemessa- Com.Ger.Ind.e Pr.Serviços, Limitada 5401130287 1635 Aqcuasol e Jardins, Limitada 5401174578 1739 Emporio - Prestação de Serviços,Limitada 5401134754
1532 Saps Sociedade Angolana de Paineis Solares, S.A 5417021016 1636 Manuel Joaquim Fernandes-Prest.de Serv. Limitada 5401174586 1740 As Quatro Divas, Limitada 5401134762
1533 Milomang- Com.Ger.Imp.Exp.e Constr.Civil, Limitada 5401130317 1637 African Farming-Sociedade Comercial, Limitada 5401174608 1741 Moncos - Turismo & Prestação de Serviços, Lda. 5401134789
1534 Redetel & Maema Frios, Lda 5417021032 1638 Hudson Pergamo-Gestão de Empreendimentos,Lda 5417056138 1742 Gerina- Comércio Geral, Limitada 5401134797
1535 World Trade Center Luanda- Angola, S.A.R.L 5401130376 1639 Expresso Bahf Angola, Lda 5417064122 1743 Gouveia Cafes- Sociedade Agricola Comercial, Lda 5401134800
1536 Procel - Comunicacoes, S.A.R.L. 5401130384 1640 Fluor Industrial Services, Limited 5401132417 1744 Mitrus Transformadores Angola,Lda 5401094426
1537 Mediagest, S.A 5401130430 1641 Fatyson - Prestação de Serviços, Limitada 5401132425 1745 Forindufil - Comércio e Indústria, Limitada 5401134878
1538 Organizações N`Zola, Lda. 5401130449 1642 Kinsala- Comércio Geral, Limitada 5401132450 1746 Afemango ,Lda 5417119164
1539 Marketing Link Comun.e Publicidade, Sarl 5401073372 1643 Organizações Ku Komessa & Filhos ,Lda 5417026492 1747 Guivis,Lda 5417119210
1540 Almisbah - Comércio Geral, Impor.Expor., Lda 5401130520 1644 Transgol - Transportes de Angola ,Lda 5417026778 1748 Siena ,Lda 5417119237
1541 Gila-Longa Gen.Trading,e Pr.Serviços,Lda 5401073461 1645 Dxcomplexus,Lda 5417027529 1749 Ritek Produções ,Lda 5417117862
1542 Hegopa- Comércio Geral, Lda 5401130562 1646 Logica Serviços,Lda 5401075774 1750 Gerizamar, Lda 5417117870
1543 Brilho e Limpeza - Prestação de Serviços, Limitada 5401130570 1647 Horta Sousa-Com.Geral e Indústria,Lda 5401076487 1751 Emerald, S.A. 5417117900
1544 Ngola Pesticidas Comércio Geral, Limitada 5401130589 1648 Dinasal-Comércio Geral, Lda. 5401076614 1752 Electro - Actir, Lda 5417175226
1545 Camposal- Sociedade de Automóveis, Limitada 5401130600 1649 Monica de Nazare-Com.G.Import.Export,Lda 5401076746 1753 Ademar- Services, Lda 5417313572
1546 P.G.I.- Promoção e Gestão Imobiliária, S.A. 5401155298 1650 Bandatur - Soc. Comércio e Turismo, Lda 5401018835 1754 Sonadec, S.A 5410777930
1547 Kediane-Comércio Geral,Import.Export.Lda 5401074115 1651 Marcomp- Com. Geral Import. e Export. Limitada 5401132530 1755 Vri-System,Lda 5417289892
1548 Wasseque-Empreendimentos, Lda 5417022799 1652 Frigomat-Angola- Comércio e Indústria, Limitada 5401132549 1756 Termofarma, Lda 5417322032
1549 Socore- Consultoria e Representações, Lda 5417022802 1653 G.V.A- Grupo Valentim Amoes Investimentos, S.A.R.L 5401132573 1757 Lar dos Pequenos Ed. Ensino e P. de Serviços, Lda 5417192090
1550 Vsegur-Actividades de Segurança, Lda 5417022969 1654 Ralo- Comércio e Indústria, Sarl 5401132581 1758 D.L.- Comércio Geral, Importacão e Exportação, Lda 5401134916
1551 Certave & Rodomark, Engenharioa e Construção, S.A 5417077658 1655 Parfico Angola, Limitada 5401132611 1759 Intertransit- Gestor e Oper.de Term.Portuario, Lda 5401134924
1552 Mavu Paraty, Lda 5417077682 1656 Calita-Comércio & Indústria, Lda 5401077750 1760 Sadap- Serv. e Assoc. A Distr. de Agua Potav., Lda 5401134991
1553 Merebas -Multibusiness, Lda 5417077690 1657 Offshore Contractores(C.I.)Ltd 5401078315 1761 Cajicua ,Lda 5417028169
1554 Bl-Account´ S, Lda 5417077810 1658 Carmelac- Comércio Geral e Indústria, Limitada 5401132719 1762 Dream Construçoes ,Lda 5417028207
1555 R. Bom Fim, Lda 5417078140 1659 Calculus-Engenharia,Consult.e Construcao, Limitada 5401132743 1763 Miriss & Filhos ,Lda 5417028290
1556 Nova Prosperidade de Invest. Internacional, Lda 5417078158 1660 Eme Kinene Kiangola, Lda 5417223832 1764 Intertransit-Aviacao Charter, Limitada 5401135114
1557 Katimóteo , Lda 5417078174 1661 Africana-Marketing & Publicidade, Limitada 5401132867 1765 Deutsche General Korporation ,S.A 5417024007
1558 Sociedade Desenvolvimento do Kuilo (Sdk), S.A 5417078220 1662 Rodacerta-Consultoria e Artes Graficas, Lda 5401132883 1766 Gitofaz Serviços, Limitada 5401135050
1559 Nihon Power Link Co, Ltd - Escrit.de Representacao 5401175949 1663 Proj & Plano, Lda 5417103420 1767 Matomafoleno & Filhos ,Lda 5417024031
1560 Tonisa - Comércio Geral, Import. e Export., Lda. 5401167857 1664 Gasp & Fred ,Lda 5417109037 1768 Casa das Artes, Lda 5417033375
1561 Solicena ,Lda 5417031542 1665 Gesmarswiss - Angola, Lda 5417109045 1769 Fibratel- Soluções e Serviços, Limitada 5401135130
1562 Transporta,Lda 5417031550 1666 Macrobusiness_Gestão de Recursos, Lda 5417109061 1770 Avangola Prestação de Serviços ,Lda 5417028029
1563 Organizações Emada ,Lda 5417023973 1667 Rowmat- Consultoria Serviços, Lda 5417178411 1771 Acry´S Investimentos ,Lda 5417028061
1564 Parinvest- Investimentos Angola ,S.A 5417023981 1668 Organizações Natchilepo, Lda 5417178438 1772 Labuta Transportes ,Lda 5417028100
1565 Eng & Arq, Consultoria, Limitada 5401169205 1669 Globalgreen-Gestão , Lda 5417180122 1773 Tdsantos Empreed. Imobiliarios ,Lda 5417028118
1566 Minex, Limited- Sucursal em Angola 5401169213 1670 Vandusol - Angola,S.A 5417180297 1774 Wolf Company, Lda 5417023000
1567 Opus Mining, Limited- Sucursal em Angola 5401169221 1671 Ficisa,S.A 5417180319 1775 Lulay, Lda 5417023035
1568 Tanque de Betesda - Negócios e Serviços, Limitada 5401169230 1672 Or`Tres, Lda 5417184098 1776 Angosafar-Soc Angolana de Farmacos,Lda 5417166227
1569 Mcfsjc & Filhos- Com, Geral Trans, Imp e Exp, Lda 5402150559 1673 Alkajoma, Lda 5417184012 1777 Estatuto da Sociedade Kwafina Comercial, Lda 5417166243
1570 Atf & Filhos, Limitada 5401127995 1674 Yara & Nayara -Empreendimentos ,Lda 5417191825 1778 Prodiaman Enterprises, Lda 5417236969
1571 Grupo Luimbi- Can- Com. Ger. Imp. e Exp. Lda 5401130740 1675 Catotholo Comércio Geral ,Limitada 5401182112 1779 Kamakossa- Transformação e Serviços, Lda 5417250961
1572 Jorge da Conceicao Lourenco, Limitada 5401130767 1676 Consorcio Mineiro " L ", Limitada 5401132999 1780 Grupo Maguijor - Comércio Geral e Pres de Ser, Lda 5417250970
1573 Org. Lunga Mana- Com. Ger. Imp. e Export. Limitada 5401130848 1677 Idasan - Comércio e Indústria, Limitada 5401133049 1781 Polar Tropical-Comércio Geral e Constr.Civil, Lda 5401135157
1574 Cantinho da Flor- Com., Industr.e Decorações, Lda 5401130864 1678 Mauandatec- Soluções de Tecnol.de Informação, Lda 5401133146 1782 J.M.Capelo-Com.Geral e Prestação de Serviços, Lda 5401106882
1575 Danmart- Braform- Com. Ger. Imp. Exp. Lda 5401130813 1679 Anferal-Comércio Geral, Lda 5402057869 1783 Sechi - Comércio e Indústria, Limitada 5401135211
1576 Org.Nanana-Comer.Geral,Import.Export.Lda 5401075715 1680 Organizações Meliza, Limitada 5401133162 1784 Geocapital- Investim.Estrategicos(Angola),Limitada 5401135220
1577 Samigos - Sociedade de Amigos ,Lda 5417021547 1681 Gerona-Comerc., Indust., Import.Export., Lda 5401079311 1785 Pmc-Angolan Petroleum Man.Company, Sarl 5401097328
1578 Angola Driving ,Lda 5417021563 1682 Afrocitec - Comércio Geral, Lda 5401079559 1786 Minas Gerais, Sarl 5401135246
1579 Up Link- Comércio Geral, Limitada 5401130953 1683 A.S Guerra- Comércio Geral, Limitada 5401133243 1787 Excover-Soc.Ger.Equip.Const.Civ.e Ob.Publicas, S.A 5401135297
1580 Britania Industrial ,Lda 5417021580 1684 Informat 2000 - Formacao Profissional, Limitada 5401133251 1788 Bensil, Limitada 5401135360
1581 Apj & Njc -Prestação de Serviços,Lda 5417021628 1685 Otunga-Yo-Yandi - Com.Geral e Serviços, Limitada 5401133260 1789 Aurumi- Comércio Geral, Limitada 5401135327
(Continua na pág. 22)

1582 Organizações Kuiuila - Comércio Geral, Lda 5401131097 1686 Bertling Logistics (Angola), Limitada 5401133278 1790 Imbondeiro da Elegancia- Modas e Confeccoes, Lda 5401135335
1583 Org.P.D. Fils- Comércio e Indústria, Limitada 5401131038 1687 M.L.T. - Manuel Luís Transportes, Lda. 5401133332 1791 Org.Jomede - Comércio e Consultoria, Limitada 5401135408
1584 Marte Participações, Limitada 5401131054 1688 Soc. de Gestão Imobiliária, Inves.e Serviços, Lda. 5401133359 1792 Qualimedia- Ser.Pub, Multim.e Form. R.Humanos, Lda 5401135378
1585 Dikumbi, Limitada 5401131100 1689 Sociedade Mineira do Luxinge, Limitada 5401133367 1793 Estrela da Samba - Sociedade Comercial, Limitada 5401135386
1586 Lexcar - S.A.R.L. 5401131160 1690 Empreend.Bel.Holiday-Com.Ger.Imp.Exp.Lda 5401080239 1794 Cordon Ble Amalia ,Lda 5417148067
1587 Pembele- Comércio Geral Import.e Export., Limitada 5401131240 1691 Kikesse-Serviços de Apoio A Ind.Petrolifera, Lda. 5401080417 1795 Security And Tecnology Integral, Lda 5417148164
1588 Agronova, S.A. 5401131186 1692 Sayendo-Comércio Geral,Lda 5401080425 1796 Coa-Estetic Instituto, Lda 5417148253
1589 Construgest- Soc.Gest.de Empr.Fis.Gest.Obras, Sarl 5401131194 1693 Bluewater International B.V. 5401080484 1797 Fusões e Aquisições, Lda 5417149535
1590 Sinforser-Soc.de Inform.e Serviços,S.A (Esc.Repr.) 5401131275 1694 Navihemba-Comércio,Import & Export,Lda 5401081804 1798 Rell`S-Comércio Geral Ind. e Prest.Serviços, Lda 5417149578
1591 Tshisued & Filhos-Comércio e Indústria, Lda 5401131291 1695 Cacumbi Comercial,Limitada 5401082100 1799 Somoxic , Lda 5417149586
1592 Cerebrum-Seguranca e Comunicação, Lda 5401131305 1696 Gawal-Comércio Geral e Hotelaria, Lda 5401083181 1800 Geoport - Engenharia, S.A 5417149594
Quarta-feira
7 de Fevereiro de 2018 21
PUBLICIDADE

(2029)

(300.006)
22 Quarta-feira
7 de Fevereiro de 2018

PUBLICIDADE

N.º CONTRIBUINTE NIF N.º CONTRIBUINTE NIF N.º CONTRIBUINTE NIF

1801 Marolita , Lda 5417149624 1928 Esibes,Lda 5484035465 2055 Rodrigues & Danilo, Lda. 5401022840
1802 Polyc , Lda 5417149632 1929 Tchehelmer, Lda 5417255092 2056 Kimwai Group Construções, Lda 5417044580
1803 Cervejas de Angola, Lda 5401097921 1930 Hsd- Serviços Especiais de Desminagem, Lda 5417108804 2057 Saeger-Comércio Geral e Indústria, Limitada 5417044598
1804 Audisom - Integração de Sistemas Audiovisuais,Lda 5417139084 1931 A.Ngando- Construções e Engenharia ,Lda 5417109240 2058 Península, Lda 5417044610
1805 Adms- Angola Document Management Serviços, Lda 5417139122 1932 Alter-Pavimentacao e Terraplanagens, Lda 5401106998 2059 Fefimu, Lda 5401172516
1806 Cooperativa de Pesca e A.Hipaufercha, S.C.R.L 5417139149 1933 Soprogest-Sociedade de Negócios, Lda. 5401107080 2060 Panificadora Bolo Yetu, Limitada 5401172524
1807 Organizações Ludmila Cassombe, Lda 5417139165 1934 Acapir- Soc.de Emprendimentos e Negócios, Lda. 5401107099 2061 Gan-Service Importacão e Exportacoa, Lda 5401026927
1808 Dlls - Divisão de Limpeza e S Básico de Luanda,Lda 5417139190 1935 Amdl- African Mark. And Development,Lda(Sucursal) 5401137001 2062 Fasal-Fabrica de Sal, Lda. 5401027044
1809 Demu (Angola) Lda 5417139220 1936 A.J.Sebastiao-Comércio Internacional Lda 5401137010 2063 Farostinn , Lda 5417045390
1810 Peixinho da Horta - Peixaria e Frutaria, Lda 5417139319 1937 S 2 C -Serviços e Comércio, Lda 5401137028 2064 Smc-Sieta Arques Catarino ,Lda 5417287660
1811 Nourhalla, Lda 5417139416 1938 Lyflor-Prest de Serv-C G I/Export,Lda 5401137044 2065 Cesar e Cipriano Corporat. Com. Geral, Lda 5401029500
1812 L.T.R. - Serviços e Consultoria, Lda 5417139475 1939 Lombi-Agro Pecuária e Serviços,Limitada 5401137052 2066 Lijopa-Soc.Luand.Com.Const.Serviços, Lda 5401030045
1813 Luandinhas, Lda 5417139483 1940 G.A.D.S. - Investimentos, Limitada 5401137087 2067 Litomidia-Prestação de Serviços, Lda 5401030266
1814 Xel- Investimentos, Limitada 5417139530 1941 Viokulanda - Comércio Ind.Imp.Exp., Lda 5401108141 2068 Trailercar-Comércio de Imp.de Pneus,Lda 5401138334
1815 Platinum Serviços, Limitada 5401135424 1942 Org. Hilifavale- Com. Geral, Trans. e Rep., Lda 5401136030 2069 Cambungo - Comércio Geral, Limitada 5401172613
1816 Tokoin-Comércio Greal, Impor.e Expor. Lda, 5401135459 1943 Marimba Internacional, Limitada 5401149077 2070 2 Soft Angola, Limitada 5401172621
1817 Etns-Emresa de Transporte do Norte e Sul, Limitada 5401135513 1944 Grupo Mardiszau & Filhos- Com.Ger.Imp.Export., Lda 5401159064 2071 Ternura-Comércio Geral e Indústria,Lda 5417045845
1818 Rgg Design, Lda 5417013137 1945 Yipupu Grupo S.L.M.-Comércio Geral, Limitada 5401159072 2072 Sobola - Publ. e Representações Comercias ,Lda 5417045853
1819 Grandmark Internacional-Com.Ger.Import.Export.,Lda 5401135564 1946 A8- Tur.Hot.Gest.Patrim.Admin.Fin.e Projectos, S.A 5401159102 2073 B. Benjamim & Filhos, Lda 5417045870
1820 Ralthon- Comércio & Indústria, Limitada 5401135637 1947 Dores & Filhos Limitada 5401137176 2074 Fátimafuca,Lda 5417045888
1821 Grupo Arguet- Soc.Empr.Comercial e Industrial, S.A 5401135645 1948 Colegio Sao Jose do Pombo, Limitada 5401137184 2075 Transcoa-Formacao Auditoria e Consultoria, S.A.R.L 5401172788
1822 Ladyl-Confeccoes e Estética,Lda 5401029250 1949 Majocus- Construção Civil, Com. G. ,Lda 5401137206 2076 Lunha Condominio, S.A. 5401172974
1823 Galia & Filhos, Limitada 5401180861 1950 Rofer - Jose Roberto, Limitada 5401137214 2077 Soluambo, Limitada 5401172982
1824 Gemulian Internacional, Lda. 5417453447 1951 Prospera Ass - Comércio Geral, Limitada 5401137222 2078 Civilvias Construções, Lda 5417049263
1825 Emick- Empreend.Indust.e Comercial Kamal, Limitada 5401135718 1952 Palbelsan- Com.Agro-Pec.Pesca e Representacao, Lda 5401137257 2079 Servaustral- Serv.Petrolif.da Africa Austral, Sarl 5401138466
1826 Mika Trading- Com., Indust. Serv. Imp. e Exp. Lda 5401136889 1953 Kamina & Massango- Com.G.Agro,Pec.Transportes, Lda 5401137265 2080 Socinder Industr. & Com.de Sebastiao & Filhos, Lda 5401138695
1827 Grupo Aujorgi - Com.Ger.Import.Export., Limitada 5401135807 1954 Moagem Kudisanga Kilenda-Soc.de Comer.e Ind., Lda 5401137273 2081 Larama (Angola ), Serv. de Agenci. e Transit. Lda 5401138504
1828 Pretty's Cabeleireiros, Lda 5401098685 1955 Graliz & Vaco ,Lda 5417149683 2082 Softinfor - Sistemas e Tecnol.Informação, Limitada 5401138512
1829 Israel Global Company, Lda 5401135831 1956 Eufraquel,Lda 5484038413 2083 Hidrocarta- Sist. de Com. e Inf. Mar. e Terr. Lda 5401138520
1830 J.K.P. - Gestão de Empreendimentos, S.A. 5401135840 1957 Sabe - Sabe - Multimédia e Serviços , Lda 5417151157 2084 Gollangol - Transportes Aereos, S.A 5401138555
1831 Nene Gomes- Comércio Geral, Lda 5401099193 1958 Compreslau-Soc.de Comércio Geral, Lda 5401109024 2085 Holding Caetano & Matos Angola, Lda 5419001705
1832 Piducha - Com.Geral, e Prest.de Serviços, Limitada 5401135874 1959 Miraset- Mirandela Servi. e Transporte, Lda 5401109318 2086 Group Shinny, Lda 5419001721
1833 Equilibrio-Jard.Const.Civ.Com.Geral, Lda 5401099789 1960 Rednation Marketing Solutions, Lda 5417139718 2087 Cagive -Com.Ger.Indust.e Transitarios, Limitada 5401173164
1834 Fogos de Artificio de Angola, Lda 5401099878 1961 Clean Safe - Limpeza A Seco, Lda 5417139890 2088 Bokas Car- Automóveis e Sobressalentes, Limitada 5401146841
1835 Armat- Comércio & Indústria, Limitada 5401107498 1962 Grelhados Quentes- Restaurantes e Take Away, Lda 5417139904 2089 Wibwa Internacional- Indust.Agro Pec.e Pescas, Lda 5401138652
1836 V.L.I._Viriato Leader Interim ( Angola), Lda 5417119032 1963 First Force - Desenvolnento Agricola, Lda 5417139912 2090 Socojojinga- Comércio Geral, Limitada 5401138679
1837 Keen Joy Corporate Travel Angola, Lda 5417119105 1964 Dimatekeno -Comércio Geral e Prest.Serviços ,Lda 5417003905 2091 Grupo Pnp, Limitada 5401138792
1838 Ferjor Service , Lda 5417119113 1965 Deana-Day Spa.S.A 5417003956 2092 Jolênia, Lda 5417050954
1839 Men Land Construction, Lda 5417112275 1966 Aerojet - Com.Transp.Telecom.Pr.Serviços, S.A.R.L. 5401160933 2093 L & Companhia,Lda 5417051756
1840 Cardiomex, Lda 5417119130 1967 K.C.C. - Comércio e Indústria, Limitada 5401160941 2094 Grupo Conze, Lda 5417051764
1841 Sandivas Oil Services ,S.A 5417165590 1968 Construforte-Engenh.Ob.Púb.e Transportes, Limitada 5401160968 2095 Fred & Costa, Lda 5417051772
1842 Glgi - Multiserviços, Lda 5417208426 1969 King & Queen, Limitada 5401160976 2096 Fm 2001,Lda 5417051799
1843 Inovagest- Gestão de Projectos, Lda 5417209627 1970 Jafclat,Lda 5417007137 2097 Zelum Angola, Lda 5417051802
1844 Stp-Consultores, Lda 5401060858 1971 Alenbengo - Agro -Pecuária ,Lda 5417007218 2098 Clinica Univ. de Fisiot. e Cardiologia,Lda 5417172340
1845 Princesa & Filhos-Com.Geral, Lda 5401103336 1972 Mitoca - Empreendimentos, Lda 5417117935 2099 Lorf-Security Solutions,Lda 5417189880
1846 Organ.Mbuta Amado-Confec.Cal, Com.Ger.Imp.Exp.Lda. 5401136080 1973 Logip-Logistc & Procurement, Limitada 5417118117 2100 Cwh2- Eventos e Produções, Limitada 5419004933
1847 Grupo Gepema- Gab.Estudos e Exec.de Projectos, Lda 5401104685 1974 H.S.P - Habibi- Serviços de Preferência, Lda 5417118125 2101 M2tech- Tecnologia e Serviços, Lda 5417052825
1848 Huangas- Com.Ger.Farm.Ind.Import.Export., Limitada 5401136110 1975 S. G. P. e. - Soc. de Gest. de Parq. de Est., Lda 5401137346 2102 Kalwey ,Lda 5417052841
1849 Jobra & Filhos- Com.G.Ind.Import.Export., Limitada 5401136129 1976 Atmc - Comércio e Transportes, Limitada 5401137397 2103 Esplanada Papel ,Lda 5417052876
1850 Hartec - Hotelaria e Tecidos, Limitada 5401136145 1977 Wanema- Comércio Geral, Limitada 5401137419 2104 Greentech ,Lda 5417052922
1851 Jemasi-Comércio Geral, Impor.Expor., Lda. 5401136153 1978 Teocarva-Soc.Comercial de Represent.,Lda 5401109369 2105 Paviurang Angola, Lda 5417053040
1852 Equimina- Gestão de Empreendimentos, Limitada 5401136200 1979 Pombo Solutions - Comércio Geral, Limitada 5401137443 2106 African Fish Sales, Lda 5417053066
1853 Ritzam- Holding, Sarl 5401136226 1980 Alimenticia - Logist.de Prod.Alimentares, Limitada 5401137460 2107 R & K -Computerprime ,Lda 5417053074
1854 Veritas Geophisycasl Inc-Sucursal de Angola 5401136250 1981 Global Gest- Gestão Manut.e Transportes, Limitada 5401137478 2108 Cubalg ,Lda 5417053112
1855 Veritas Geophysical I 5401136269 1982 Ytuene- Soc.Mineira e de Invest.da Lunda, Limitada 5401137508 2109 Infraservice,Lda 5417053120
1856 Sa & Si (Santos e Sino), Limitada 5401136293 1983 Mdhotel- Hotelaria e Prest. Serv., Lda 5401137516 2110 Medra - Agricultura Pecuária e Comércio Geral, Lda 5601009414A
1857 J. M. S. C.- & Filhos Comércio Geral Limitada 5401136307 1984 A.S.P. - Angola Sport, Promoção, Limitada 5401137524 2111 F.S.G. - Gestão de Frigoríficos, Lda 5417051950
1858 Stivin- Comunic.Industr.Saúde e Comércio, Lda 5401127600 1985 Paisagens do Sul-Const.Civil & Emp.Imobiliario,Lda 5417013811 2112 Mitos & Estilos, Lda 5417051969
1859 Lagartoy- Com.Ger.Pr.Serv.Import.Export., Limitada 5401149000 1986 Tecnodren - Serviços Ambientais, Lda 5417013870 2113 Cerâmica do Andulo, Limitada 5419001837
1860 Soniamar, Limitada 5401149069 1987 Afro Comércio - Importacão e Exportação, Limitada 5401137567 2114 Recik - Soluções, Lda 5417179850
1861 Listech- Com.Geral, e Prest. de Serviços, Limitada 5401136366 1988 Flabby Group, Limitada 5401137591 2115 Epicentral, Lda 5417179930
1862 Luvid - Comércio Geral, e Artes Graficas, Limitada 5401136374 1989 Stanwest - Serviços de Consultoria, Limitada 5401137613 2116 Canal-Sat Angola ,Lda 5417180068
1863 Stat Marine Limited 5401136390 1990 Alcouce & Filhos,Lda 5401110642 2117 Ango - Elegance, Lda 5417190284
1864 Sozela- Com. Geral, Hotel. e Pescas, Lda 5401136420 1991 Telemag - Telecomunicacoes, Limitada 5401137648 2118 Organizações K.R.V.D. Comercial, Lda 5417180149
1865 Centimani - Empreendimentos, Limitada 5401136455 1992 Evexpo - Eventos e Exposicoes de Angola, Limitada 5401137680 2119 Arnip- Comewrcio Gewral, Import. e Export.,Lda 5401148771
1866 Comica- Consorcio Mineiro Camafuca, Camazambo, S.A 5401136463 1993 Siama- Soc.Ind.de Aprov.de Madeiras de Angola, Lda 5401137699 2120 Euromarks- Comércio Geral, Limitada 5401155395
1867 Casa Lumbun Dom e Filhos, Limitada 5401136528 1994 My - Flight - Agência de Viagens, Lda 5417211150 2121 Ofeca- Properties, Limitada 5401149891
1868 Sucesso Caxala- Com.Ger.Imp.Exp.e Represent., Lda 5401136536 1995 Z & C ,Gestão de Empreendimentos ,Lda 5417020800 2122 Queifres-Importacão & Exportação, Lda 5417052078
1869 Deltavalor - Informática & Marketing, Limitada 5401136579 1996 Grupo Dombombi-Prestação de Serviço,Lda 5401134363 2123 Teneridge, Limitada- Sucursal de Angola 5401173377
1870 C. D- Consultorio Dentario, Limitada 5401136587 1997 Watlf- Comércio Geral e Construcao,Lda 5401134428 2124 Promosoft- Engenharia Inform,Tec.Comun.e Redes,S.A 5401138644
1871 David Bumba & Filhos ,Lda 5417013692 1998 Deo Serviços, S.A. 5417023191 2125 Elien (Su), Lda 5417359300
1872 Transchomar,Lda 5417013714 1999 C.C.M.C. Comercial- Com.Geral, Import.Export., Lda 5401137842 2126 Novoauto - Gestão e Participações, Lda 5417300870
1873 Brabus - Participações e Investimentos ,Lda 5417013749 2000 Conturmat- Indústria de Art. e Seus Derivados, Lda 5401137869 2127 Sismet - Sist. Met. de Org. Informática, Lda 5401138806
1874 Dimoga ,Lda 5417013757 2001 Chigola - Engenharia e Consultoria, Limitada 5401166648 2128 Socijosefrape-Com.Gros.Ret.-Imp.Exp.,Lda 5401030851
1875 Drema -Comércio e Serviços ,Lda 5417013765 2002 Consulgen, Lda 5417213993 2129 Aucar- Soc.Angolana de Desenv.Ind.e Comercial, Lda 5401125534
1876 X K M- Com.Ger.Import.Export., Limitada 5401161760 2003 Progesp- Programa e Gestão em Saúde Pública, Lda 5401161530 2130 Maximum Services, Lda 5401138920
1877 M X R - Edicoes Music.Com.Import.Export., Limitada 5401161778 2004 Gaudencio & Filhos, Limitada 5401021119 2131 Org.Masm-Com.Ger.Informat.Impor.Export., Limitada 5401173393
1878 Shalon Business - Cooperation, Lda 5417139661 2005 Catoconho- Prest. de Serviços & Rep.Comercial ,Lda 5417028150 2132 Asian- Comércio Geral, Limitada 5401138962
1879 Delmona, Lda 5417139670 2006 Arima-Comércio Geral, Lda 5401021712 2133 Grupo Sotang,Lda 5417052329
1880 Organizações Mikief, Lda 5417176923 2007 Larcon-Construção Civil, Limitada 5419000717 2134 Genius Ambiente,Lda 5417052337
1881 Derwilly,Lda 5417176940 2008 Oceanica de Navegação, Lda 5401110685 2135 Bnp Paribas-Escrit.Representação 5401126930
1882 Organizações Lwachame, Lda 5417176958 2009 Fundacao Oisc/Sfa-Obr.de Inse.Soc.da Cr.S.Fr.Assis 5401173318 2136 Charme Tours- Agência de Viagens, Lda 5401128991
1883 Alegrada - Importação e Exportação, Lda 5417177180 2010 Socoggrel-Comer.Geral Import.Export.,Lda 5401110782 2137 Reprangola-Representacoes de Angola, Lda 5401126980
1884 Selmul Angola- Engenharia e Serviços, Lda 5417177253 2011 Cooperativa Mutatori & Cementisti -Cmc Di - Ravena 5121018703A 2138 Auroma - Prestação de Serviços, Lda 5417214175
1885 A+África, Lda 5417179086 2012 American Homes,Lda 5417109118 2139 Marije Service, Lda 5417217131
1886 Ajobel -Comércio Geral, Lda 5417015636 2013 Oco- Obervação e Comportamento de Obras, S.A 5417109312 2140 Nóspetrol,S.A. 5417224570
1887 Felirosa - Comércio e Indústria, Lda. 5401136625 2014 Woa, Lda 5417109355 2141 Majoand, Lda 5417231398
1888 Mbumba Africa- Com.Ger.Ind.Import.Export, Limitada 5401136641 2015 Caticonstroi _Construção Civil e Obras Pub. Lda 5417109363 2142 Medoccospitalar,Lda 5417052388
1889 Salao de Beleza e Boutique Vula & Filhos, Limitada 5401136650 2016 Solutions Systems & Image, Lda 5417109371 2143 Desiree Holding,Lda 5417052396
1890 D.S.e.F.- Transit.Com.Ger, Import.e Export., Lda 5401136668 2017 Hewil-Trading Angola, Lda 5417033480 2144 Tcs&Cts,Lda 5417052400
1891 Intercasa Imobiliarias, S.A. 5401136676 2018 Robrol ,Lda 5417033510 2145 Molangola - Indústria e Comércio de Molas,Lda 5417052426
1892 Fiscom - Engenharia, Lda. 5401136722 2019 Nage-Administração e G. de Empreendimentos, S.A 5417035343 2146 Jokalfa- Soc. de Com. Ge. Ag.- Ind. e Rec Nat. Lda 5401139047
1893 Divina Style,Lda 5417003808 2020 Bom Clima-Comércio Geral e Indústria, Lda 5417035378 2147 Jall - Entreprises, Lda 5401139110
1894 Divina House ,Lda 5417003816 2021 Lindedy, Lda 5417012785 2148 Stallone-Comércio e Indústria, Lda 5401111541
1895 Eliany Basilio - Gestão de Emp. e Serviços,Lda 5417003832 2022 Geprimo - Gestão de Projectos e Imobiliária ,Lda 5417035394 2149 Colegio Nerica - Ensino Med. - Pre-Univ., Lda 5401033737
1896 Ntco2,Lda 5417003859 2023 Res Kue, Lda 5417078484 2150 Ve-Des-Prestação de Serviços, Lda 5401112068
1897 Unizepa, Limitada 5401146159 2024 Syema Investments, Lda 5417036889 2151 e & M -Empreendimentos, Lda 5401112130
1898 Socoprobiap - Com.Geral, Import.Exporet., Limitada 5401146175 2025 Benzay, Lda 5417036951 2152 Kabobe-Angola,Comerc.,Ind.e Serv., Lda 5401035489
1899 Cadimak- Comércio Geral, Imp. e Exp., Lda 5401158599 2026 Zonge & Yame, Lda 5417036978 2153 Bolonha-Comércio e Indústria, Lda 5401125569
1900 Sergio & Irmao - Serviço de Seguranca Privada, Lda 5401142870 2027 Jakajohn & Filhos ,Lda 5417036994 2154 Mazakaleki- Comércio, Industr.e Agro-Pecuária, Lda 5401125623
1901 Esperança Construtora, Limitada 5401143303 2028 Portuguese Constructions Specialists, Lda 5417029092 2155 Ogetur - Comércio Geral, Turismo e Hotelaria, Lda 5401125631
1902 K & C - Com.Ger.Transp.e Prest.Serviços, Limitada 5401166222 2029 Africangol, Lda 5417029106 2156 Sessobesse- Comércio Geral, Limitada 5401125682
1903 Quick Stop, Lda 5484007380 2030 Promev- Promoção de Eventos, Lda 5417029114 2157 Sidan- Soc.de Investim.e Desenvolv.de Angola, Lda 5401125690
1904 Junior Kusenica Su ,Lda 5401185529 2031 Bulco-Building Construction, Lda 5417029149 2158 Pegasus- Imp., e Exp. Com. e Rep. Com. Limitada 5401125771
1905 Raby Uriel,Lda 5417326690 2032 Nostra, Lda 5417029157 2159 Dilal- Distrib.de Livros e Materiais P/ O Lar, Lda 5401125844
1906 Braining Investments, S.A 5417288608 2033 Cerqueira & Cerqueira, Lda 5417029181 2160 Casa Secreta- Constr.Civil e Empreendimentos, Lda 5401125925
1907 Upngo-Services,Lda 5417326925 2034 Lito Bloco, Lda 5417029190 2161 Macsongo Internacional-Com.Geral Imp. e Exp., Lda 5401125941
1908 Lulove,Lda 5417326933 2035 Accua Jardim, Lda 5417065803 2162 Ramal - Ramo Auto, Lda 5401139160
1909 Hagre (Su),Lda 5417326950 2036 Rio Negro Comércio e Ind.Internacionais, Lda. 5401137982 2163 Hajak Comércio Geral Import.Export.,Lda 5401036019
1910 Maiva -Gestão e Investimentos,Lda 5417327255 2037 J.V.P.- Construção Civil, Com.e Serviços, Limitada 5401138016 2164 Arcond-Comércio Geral e Prestação de Serviços, Lda 5401036310
1911 Projecto Tchongua, Lda 5417327549 2038 Rtrs Arquitectos, Lda 5417040436 2165 Aragao's Consultaria Erepresentacoes, Lda 5401036434
1912 Fabrimed - Angola, S.A. 5417327077 2039 Ajal Sistemas, Lda 5419001284 2166 Empreendimentos D. M. D. L.- Com Ger., Lda 5401139250
1913 Bensercar-B.C.,Lda 5417327115 2040 Servi- Sevicos de Manut. Patrimonial, Lda 5401138091 2167 Coffang- Comercial, Lmitada 5401139276
1914 L.C.C.G.,Lda 5417327182 2041 Bakery - Indústria de Panificação, Lda 5401138172 2168 Madal- Supermercados, Lda 5401139284
1915 Ricardo Freitas- Service,Lda 5417209821 2042 Dajo- Enterprises, Sa 5401138199 2169 Gesti- Construção Civil e Obras Publicas, Limitada 5401139306
1916 Acçoes Impire-Projectos e Investimentos S.A 5417327280 2043 Organiz.Matengos & Filhos-Com.Ind, .Lda 5401111134 2170 Dinovang- Holding- Soc. Ang. de Inv. Sa 5401139314
1917 Voluiei-Investimentos e Participações S.A 5417327298 2044 W. H. H.- Sociedade Pesqueira, Limitada 5401138237 2171 Comineira- Companhia de Exploraçao Mineira, Lda 5401139322
1918 Rodoviaria Motors, S.A. 5401136757 2045 Kupolu Comércio e Indústria, S.A.R.L 5401138253 2172 Fiscal Contas-Prest.Serv.G.Represnt.Lda 5401112416
1919 Alcilise- Comércio Geral, Pescas e Seus Deriv. Lda 5401136765 2046 Viokulanda-Comércio,Indústria,Import. Export., Lda 5401138270 2173 Translad - Transitario e Agente de Navegação, Lda 5401139365
1920 da Rosa & Merchant, Limitada 5401136790 2047 Semagossa, Limitada 5401138288 2174 Was & Sanches- Com.Geral, Import.Export., Limitada 5401139403
1921 Gepesmar-Sociedade de P. e Comércio, Lda 5401019033 2048 Triogest ,Lda 5417041378 2175 Nova Savoy- Sociedade de Import. e Export. Lda 5401126123
1922 Isagi - Empreendimentos Mineiros, Limitada 5401136897 2049 Kriterium ,Lda 5417041386 2176 Tutti Trading, Limitada 5401126239
1923 Infrarod-Gestão Rodoviaria, Limitada 5401106157 2050 Tecnic-Maxx Energy, Lda 5417041408 2177 Vat-Co- Indust.de Medic.Prod.Hospital.e Afins, Lda 5401126263
1924 Tres M.Trading-Com.Geral e Repres.Lda 5401106165 2051 Madeiras do Pingano -Soc.Madeireira do Pingano.Lda 5417041459 2178 Fran Fas Corporation- Com.Ger.e Indústria, Lda 5401126336
1925 Stock Ibérico Angola, Lda 5417104280 2052 Wiltic,Lda 5417043915 2179 Jyd- Comércio Geral, Import.e Export, Limitada 5401126344
1926 Corrigenda- Prestaç. de Serv. e Consultoria, Lda 5417104337 2053 Peixaria A Cabwenha, Lda 5401022255 2180 Uma-Comercializacao e Distrib.e Produtos, Lda 5401126425
1927 Benijah - Group Abdeson, Lda 5417104345 2054 Vlagi- Empreendimentos, Limitada 5401138342 2181 Dojomas e Filhos, Limitada 5401126565

Devem no prazo de 30 (Trinta) dias, a contar da data da presente publicação, comparecer junto desta Repartição fiscal para regularização das suas obrigações tributárias.
A não regularização no prazo definido levará as medidas legais adequadas, incluindo a suspensão do NIF (Decreto Presidencial N.º66/11, de 18 de Abril).
(100.083)

O CHEFE DA REPARTIÇÃO
AFONSO EDUARDO DOS SANTOS Continua na Próxima Edição.
REGIÕES Quarta-feira
7 de Fevereiro de 2018 23
MANDUME EXPANSÃO NO CUANZA-NORTE

Palestra marca
comemorações
MBANZA CONGO
GARCIA MAYATOKO | EDIÇÕES NOVEMBRO | ZAIRE
Breves
QUADROS DA BIBALA
MARCELO MANUEL | EDIÇÕES NOVEMBRO | QUICULUNGO

BENEFICIARAM DE CASAS
da morte do rei Os quadros da Bibala,
região localizado a cerca
Uma palestra subordinada de 160 quilómetros a
ao tema “O legado histórico norte de Moçâmedes e
de Mandume e a cultura afectos aos sectores da
oshikwanyama” marcou Saúde e da Educação,
ontem, na localidade do beneficiaram de
Oihole, município de Nama- residências do tipo T-3,
cunde, Cunene, as celebra- enquadradas no âmbito
ções dos 101 anos da morte do programa nacional de
do rei Kwanyama. Morgue do hospital passou de seis para 15 gavetas 200 fogos habitacionais
A palestra teve como objec- por município. Na
tivo criar nas novas gerações primeira fase, foram
o sentimento de patriotismo
e de fidelidade pela nação,
de acordo com o programa
Ampliada morgue entregues 100 casas,
pagas por meio de renda
resolúvel num período de
da efeméride que à Angop
teve acesso naquela provín-
cia de Angola.
do hospital do Zaire três a quatro anos.

PROTECÇÃO AMBIENTAL
A par disso, constou tam- A capacidade da morgue do Hospital Provincial É TAREFA INDISPENSÁVEL
bém das celebrações de efe- do Zaire, em Mbanza Kongo, foi ampliada para A protecção do ambiente
méride uma visita ao túmulo 15 gavetas, contra as seis anteriores que se des- foi apontada na segunda-
do rei Mandume ya Ndemu- tinavam para a conservação dos corpos. feira, no Huambo, como
fayo, localizado em Oihole, Instalada em 2008, na morgue colocavam- uma tarefa indispensável
corrida de cavalos e a exi- se, antes, dois corpos numa única gaveta, o que para o desenvolvimento
bição de dança tradicional causava a superlotação e sobrecarga dos equi- sustentável de qualquer Quatro postos de transformação garantem energia na região
do povo Kwanyama. pamentos, além das frequentes avarias no seu país, afirmou o sociólogo
Segundo a história, Man- funcionamento. Memória Ekulika.
dume defendeu a sua popu-
lação durante o seu reinado
entre 1911 e 1917 e morreu a
6 de Fevereiro de 1917 na
O director do hospital, Domingos da Silva,
louvou o gesto das autoridades na aquisição de
mais câmaras para a morgue de unidade.
“Quando a morgue avariava, a população via-
Em declarações à Angop,
a propósito do 31 de
Janeiro, Dia Nacional do
Ambiente, a socióloga
Quiculungo já tem
povoação de Oihole, vítima
de suicídio.
De lá para cá, o povo Ambó
celebra anualmente a morte
se a braços para a conservação de corpos de seus
entes queridos", disse.
O vice-governador para o Sector Politico
Social e Económico, António Félix Kialungila,
justificou que a
realização de qualquer
actividade humana,
social, económica ou
energia eléctrica
do rei Mandume ya Ndemu- disse que o Zaire conta com uma empresa voca- cultural, depende das Mais de um século depois de ascender
fayo, destacado líder da resis- cionada para o fornecimento de câmaras e manu- condições ambientais.
tência contra a ocupação co- tenção e reparação das morgues. Neste momento a vila vislumbra-se nova era para a região
lonial portuguesa no Sul de a empresa está envolvida na reparação das mor-
Angola, que preferiu a morte gues avariadas nos municípios deo Tomboco e MOXICO Marcelo Manuel | Quiculungo possibilidade de o consumo
para não ser dominado. Nzeto, seguindo-se a Cuimba a partir de Março. de energia permitir o desen-
Kayila Silvina| Mbanza Kongo volvimento dos sectores do
DR
Governo aposta Pela primeira vez, desde a
sua ascensão à categoria de
comércio, agricultura, indús-
tria e hotelaria.
na construção vila em 1913, os habitantes
do município de Quiculungo,
Caiacala Feliciano, fun-
cionário público, considera
ESTRADA NACIONAL 354 de mais escolas no Cuanza-Norte, passam a
contar com o fornecimento
a chegada da energia eléctrica
a Quiculungo “uma bênção”.
e hospitais
Reposta a circulação O governador ~provincial
do Moxico, disse, no Luena,
de forma ininterrupto de ener-
gia eléctrica.
A consumação do acto foi
feita por meio de um ramal
O governador do Cuanza-
Norte, José Maria Ferraz dos
Santos, sublinhou que o mu-
nicípio vive uma fase peculiar
entre Huíla e Huambo que vão ser construídas mais
escolas, hospitais e centros
médicos, com vista ao desen-
sustentado pela subestação
eléctrica de Pambos de Sonhy,
em Samba Caju, e que é ampa-
da sua história, pois durante
muitos anos a população local
recorreu a geradores, velas
Interrompida por um período ARÃO MARTINS | EDIÇÕES NOVEMBRO | HUILA volvimento da região e a rado por uma linha com 145 e lamparinas para iluminar
de cinco dias, a circulação melhoria da condição da postes de betão, numa exten- as casas.
rodoviária na estrada nacional população. são de 14 quilómetros.
354, que liga as províncias da Gonçalves Muandumba, O projecto, suportado
Rei dos Kwanyamas morreu Huíla e Huambo, passando que falava por ocasião das pelos cadernos de encargos
a 6 de Fevereiro de 1917 pelo município de Caluquem- celebrações 57 anos início da do Governo Cuanza-Norte, A distribuição
be, está reposta desde o últi- luta armada de libertação teve início a 4 de Janeiro de de energia em
O rei é venerado por pre- mo fim de semana, com a nacional, a 4 de Fevereiro, no 2017 e terminou em Dezem- Quiculungo está
ferir suicidar-se a ser cap- colocação, ainda que de for- Pavilhão 27 de Março, des- bro último. a ser desenvolvida
turado e, consequentemente, ma provisória, da ponte so- tacou, ainda, as medidas que Para o efeito, a distribuição por meio de
colonizado pelos portugue- bre o rio Cuveli, na localidade visam a promoção e a criação de energia em Quiculungo quatro postos
ses, após o enfraquecimento de Chivulo. de emprego para os jovens. está a ser desenvolvida por transformadores
do seu Estado, em 1917, pelas De acordo com o vice-go- O governador do Moxico meio de quatro postos de de 630 KVA
forças ocupacionistas. vernador provincial da Huí- informou que o desenvol- transformação de 630 KVA,
Pertencente ao reino mais la para o Sector Técnico e de vimento da agricultura, o transportada por um total
poderoso dos Ambó, o rei Infraestruturas, Nuno Maha- retorno à concepção de cré- de 30 quilómetros de cabos, Sobre a melhoria das vias
Mandume ya Ndemufayo, pi Ndala, foi instalada no local, dito com vista ao empreen- em três linhas. de acesso dos municípios
comandou os destinos do uma ponte metálica de 21 Troço entre Huíla e Huambo dedorismo no seio da juven- Dados apurados pelo Jornal do norte da província disse
povo Kwanyama, num dos metros de cumprimento e 4,5 esteve interrompida por dias tude e outras acções consta de Angola referem que o pro- estar a ser intervencionado
períodos mais difíceis da de largura, com capacidade das prioridades do elenco jecto suporta na sua estrutura o troço entre Samba Cajú e
História da região sul, de 1911 para suportar 40 toneladas. que dirige. 116 milímetros quadrados de Quiculungo e depois até ao
a 1917. Nuno Mahapi Ndala expli- tacou a operacionalidade da O director provincial dos condutores híbridos, feitos Bolongongo. Já no que toca
Desde então, o seu nome cou que a ponte é provisória. estrada que liga o Lubango, Antigos Combatentes e Vete- de alumínio e ferro, além de a Ngonguembo, José Maria
e feito ficaram marcados na Acrescentou, a esse respeito, não só com os municípios do ranos da Pátria no Moxico, três para raios, enquanto o dos Santos alegou que a obra
tradição dos Ambó, que o que a estrada tem nove metros norte da província, mas com Alberto Calumbi Queixipoco, total de potência disponível também já foi adjudicada, mas
apelidaram de “O cavaleiro de largura e foi colocada a pon- o Huambo, em função do pa- ao intervir no acto, afirmou é de 2.5 MVA. Até a sua exe- que por dificuldades finan-
incomparável”. te metálica provisória, de for- pel que desempenham no o envolvimento do Governo cução final o projecto prevê ceiras o empreiteiro parou
Para enaltecer a figura do ma a permitir a circulação de desenvolvimento da região no desenvolvimento do país beneficiar mais de 30 mil com a sua intervenção. Cha-
rei, o Executivo angolano pessoas e bens, nos dois sen- centro e sul do país. e da província. “A nossa direc- cidadãos. O projecto alcan- mado a pronunciar-se sobre
construiu, em 2000, na loca- tidos sem sobressaltos. O director local do Instituto ção tem envidado esforços çou, numa primeira fase, um surgimento da banca, o gover-
lidade do Oihole, um memo- Depois do desabamento Nacional de Estradas de Angola no sentido de os antigos com- total de 700 ligações domi- nador, disse que o importante
rial ao rei, cujo acto inaugural da ponte as autoridades com- (INEA), Carlos Kamuenho, batentes se filiarem em asso- ciliares, das 1.500 previstas. é dar um passo de cada vez.
foi em 2002 foi presidido petentes orientaram a reali- pediu prudência aos auto- ciações agrícolas, para produ- A administradora do Qui-
pelo então Chefe do Estado zação do trabalho de levanta- mobilistas e solicitou que cola- ção de bens que sirvam para Satisfação da população culungo, Ana Paula Rosário,
angolano, José Eduardo dos mento preliminar que cul- borem com as autoridades a sua sustentabilidade e dei- O soba geral de Quiculungo, frisou que o surgimento da
Santos, ladeado pelo antigo minou com a instalação da que estão destacadas no local xarem de depender apenas Tito Zangala, disse estar satis- energia eléctrica vai reduzir
Presidente da Namíbia Sam ponte metálica. a coordenador o tráfico. das suas pensões.” feito com a criação do pro- os índices de criminalidade
Nujoma. O vice-governador des- Arão Martins| Chivulo José Rufino| Luena jecto, tendo avançado a e vandalismo .
24 SOCIEDADE Quarta-feira
7 de Fevereiro de 2018

FÓRUM URBANO MUNDIAL NA MALÁSIA

Angola procura apoio técnico


para projectos habitacionais
Ministra do Ordenamento do Território e Habitação vai dar a conhecer aos participantes do evento os passos que o país
está a dar para a implementação da Nova Agenda Urbana. A organização considera ser um encontro de alto nível

BEU POMBAL | EDIÇÕES NOVEMBRO


Béu Pombal, Kuala Lumpur

Os trabalhos da IX sessão
do Fórum Urbano Mundial,
evento que aborda o pro-
blema do assentamento
humano, sob a égide das
Nações Unidas, arrancam
hoje, em Kuala Lumpur,
capital da Malásia.
Angola está representada
no certame por uma dele-
ga ç ã o d o M i n i s té r i o d o
Ordenamento do Território
e Habitação, chefiada pela
titular da pasta, Ana Paula
de Carvalho.
Mais de 40 Estados mem-
bros das Nações Unidas
haviam confirmado, até
ontem, a participação no
evento, que este ano decorre
sob o lema “Cidades Para
Todos Até 2030”. Vários che-
fes de governo e entidades
de vários organismos inter-
nacionais estão em Kuala
Lumpur, para tomarem parte
dos trabalhos.
Angola, segundo a minis-
tra do Ordenamento do Ter-
ritório e Habitação , vai
apresentar neste fórum o
projecto do país sobre a polí-
tica de urbanização, que está
praticamente concluída,
como resultado de um tra-
balho de parceria com as No pavilhão de Angola podem ser vistos cartazes onde constam os vários projectos habitacionais e é exibido um filme sobre a cultura da terra
Nações Unidas.

no país, por serem projectos Por isso acho importante a Nacionais Africanas nos Paí- Pavilhão de Angola no último Fórum Urbano
muito importantes e que nossa presença”, frisou. ses de Língua Portuguesa”, Os projectos das centralida- Mundial, em Quito, capital
Angola vai devemos dar continuidade. No evento, Angola vai enquanto que o director des e todos os outros detalhes do Equador. A intenção das
apresentar neste Também nos debruçaremos intervir amanhã e na próxima n ac i o n a l d a Hab itação , ligado s ao programa de Nações Unidas é, no fundo,
fórum o projecto do sobre o projecto do Executivo segunda-feira, 12, seguindo- Adriano da Silva, engenheiro implementação da Nova a criação de condições para
país sobre a política da auto-construção dirigida. se a participação da ministra de construção civil, deverá Agenda Urbana em Angola q ue o s paí s e s membro s
de urbanização, que Portanto, penso que o foco numa mesa redonda. A orga- apresentar o tema “Habitação serão apresentados aos par- tenham um desenvolvimento
está praticamente do nosso discurso será este”, nização considera ser um no Centro da Nova Agenda ticipantes do fórum em urbano sustentável até 2030.
concluída, como esclareceu. encontro de alto nível. No Urbana em Angola”. vídeo, no pavilhão de Angola, A ONU quer tornar a Nova
resultado de um Na óptica de Ana Paula fórum, os chefes de delega- Ainda no quadro do pro- que ocupa um espaço de 70 Agenda Urbana numa espécie
trabalho de parceria de Carvalho, Angola não deve ção desempenham o papel grama de trabalho, além do metros quadrados. No espaço de “varinha mágica” para
com as Nações ficar de fora de eventos desta de porta-vozes dos respec- encontro entre os chefes de reservado ao nosso país, está solucionar os grandes pro-
Unidas natureza, que constituem tivos Governos e são convi- delegação, maioritariamente ainda prevista a exibição de blemas dos assentamentos
uma oportunidade para pro- dados a apresentar os ministros, destacam-se deba- um filme, sobre a diversidade humanos no planeta, dando
mover e divulgar as suas programas da Nova Agenda tes sobre a implementação cultural da nossa terra, prioridade às cidades den-
“Vamos apresentar neste políticas e arrecadar apoios Urbana dos seus países. de políticas de ordenamento ambiental e turística . samente povoadas e sem
evento o nosso Programa de em todas as vertentes. Na próxima segunda-feira, urbano, métodos para atrair estruturas adequadas de habi-
Ordenamento do Território “Além de passarmos a 12, o arquitecto António investidores para apoio às Nova agenda urbana tação e de infra-estruturas.
e também daremos a conhe- mensagem do que estamos Gameiro, consultor do Minis- sociedades mais necessitadas O projecto de uma Nova
cer alguns passos que se estão a fazer em Angola, podemos tério do Ordenamento do e discussões sobre o efeito Agenda Urbana, defendido Kuala Lampur
a dar para a implementação também conseguir finan- Território e Habitação vai, da urbanização nas econo- pelas Nações Unidas, para A cidade de Kuala Lumpur
do Programa Nacional de ciamentos para dar segui- durante uma palestra, debru- mias, finanças e alterações ser implementado em todos foi escolhida por unanimi-
Habitação”, disse Ana Paula mento aos nossos projectos. çar-se sobre o tema “Políticas climáticas dos países. os países nasceu em 2016, dade para acolher o fórum
de Carvalho, durante uma de 2018, na última sessão
curta entrevista colectiva a realizada em 2016, na cidade
jornalistas angolanos. de Quito, Equador, pelos
A ministra assegurou que
vai destacar, na sua apre-
Executivo dá prioridade a projectos de casas de baixa renda participantes ao evento. A
opção recaiu para a cidade
sentação, os aspectos can- O Ministério do Ordena- a titular da pasta. acabamos por beneficiar mais informou constar do pro- asiática por oferecer condi-
dentes do Programa Nacional mento do Território e Habi- Ana Paula de Carvalho repre- as pessoas de nível médio. grama do sector a construção ções extraordinárias de alo-
de Habitação Social e de tação dará prioridade, no senta o país, na Malásia, à Portanto, urge a criação de de infra-estruturas nos muni- jamento, mobilidade urbana
Infra-estruturação em curso âmbito do seu projecto de frente de uma delegação que condições para atendermos cípios abrangidos pelo pro- e instalações.
no país, mormente os casos construção de habitações vai participar, a partir de ama- aos que têm rendimentos jecto de construção de 200 O número de participantes
das reservas fundiárias já sociais, à edificação de resi- nhã até ao dia 13 deste mês, mais baixos e que não foram fogos. estrangeiros, que deverá pas-
constituídas. dências para cidadãos com nos trabalhos da IX sessão abrangidos pelos projectos “Construímos 200 casas em sar dos mil, tem alojamento
“Vamos fazer uma abor- baixos salários, garantiu do Fórum Urbano Mundial. do Executivo”, frisou. várias províncias. Agora vamos garantido. A capital malaia
dagem dos planos de urba- ontem, na cidade de Kuala “Notamos que, à luz do nosso A ministra do Ordenamento apetrechar estes locais com tem uma imensa rede de
nização, que estão em curso Lumpur, capital da Malásia, projecto de habitações sociais, do Território e Habitação infra-estruturas”, assegurou. hotéis com qualidade notável.
Quarta-feira
7 de Fevereiro de 2018 25
ENSINO SUPERIOR AVENIDA DEOLINDA RODRIGUES RASTREIO E CONTROLO DA DOENÇA
JOSÉ COLA | EDIÇÕES NOVEMBRO

Instituições Trânsito condicionado


do país
passam a ser entre Luanda e Viana
distinguidas A circulação rodoviária na
Avenida Deolinda Rodrigues,
nativas”, aclarou o respon-
sável. Samir Kitumba disse
As universidades, institutos na Estrada Nacional 230, que haverá uma restrição na
superiores, docentes e dis- entre a Estátua do Motorista- circulação rodoviária que
centes universitários vão ser FTU a Lactiangol, no sentido poderá causar alguns cons-
distinguidos pelo seu desem- Luanda/Viana, está parcial- trangimentos aos automo-
penho ao longo do ano lec- mente interdita ao trânsito bilistas e transeuntes. Com
t ivo , u m a i n i c i at iva d a desde ontem à noite, em base nisso, prosseguiu, os
empresa de promoção de função dos trabalhos de utentes da via poderão usar,
eventos Mega Vénus, anun- micro-drenagem na via que como alternativa, a rua
ciou ontem ao Jornal de Angola durará quatro meses. Machado Saldanha/Alípio
o gestor da instituição. O facto foi anunciado Macuéria/Sanatório para
A primeira edição da "Gala ontem ao Jornal de Angola pelo acederem à rua da Brigada
Académica", realiza-se a 10 porta-voz do Ministério da Especial de Trânsito (BET).
de Março, para premiar a Construção e Obras Públicas Face aos constrangimen-
prestação dos intervenientes (MINCOP) Samir Kitumba, to s q ue eventualmente
no ensino superior durante esclarecendo que o seu orga- venham a causar, porta-a
o ano lectivo de 2017, nas nismo, por via do Instituto voz do Ministério da Cons- Parte do financiamento deveria ser encaminhado para a prevenção do cancro
categorias de melhor insti- Nacional de Estrada de trução e Obras Públicas pede
tuição do ensino superior, Angola (INEA), está a efec- à máxima colaboração dos

Cinco centros regionais


estudante, professor e asso- tuar obras de reabilitação automobilistas no sentido
ciação de estudantes. da Estrada 230, no traçado do cumprimento escrupu-
Mauro Fortunato disse ao Luanda /Viana. loso da sinalização bem
Jornal de Angola que o objec- “Não será interdita por como dos agentes regula-

vão diagnosticar cancro


tivo é dar visibilidade e reco- completo a via, mas o que dores de trânsito no local.
nhecer as pessoas pelas vai suceder neste perímetro O porta-voz do MINCOP
acções prestadas durante o é uma restrição do trânsito. disse, por outro lado, que a
ano, no que respeita à ela- Por exemplo, das três faixas partir de sábado próximo,
boração de projectos cien- d e r o d a g e m , u m a fi c a dia 10, fica interdita a via
tíficos e académicos. embargada e muitos para do Porto de Luanda até à A falta de orçamentos adiou o arranque dos centros, que
Mauro Fortunato explicou não ficarem horas retidos Boa Vista, para trabalho de estava previsto para serem criados até o ano transacto
que o projecto vai ajudar as no engarrafamento foram melhoramento daquele
instituições de ensino supe- criadas algumas vias alter- perímetro.
rior a mostrarem as suas
capacidades administrativas Augusto Cuteta estruturas e formação de daquela instituição. Em
e académicas. “Vamos dar recursos humanos, numa Angola são registados anual-
a conhecer à sociedade o MARINELA GAMBOA E O GÉNERO altura em que o país conta mente dez mil casos, dos
real valor dos discentes, de Fernando Miguel avançou apenas com 30 especialistas quais sete mil resultam em
modo a facilitar a sua inser-
ção no mercado de traba- Psicóloga é contra toda que os centros regionais vão
ser instalados nas províncias
da área médica para uma
população de cerca de 28
óbitos, segundo dados avan-
çados pelo representante da
lho.”O director-geral da de Malanje, Cabinda, milhões de habitantes. Organização Mundial da
Mega Vénus disse que os
estudantes são avaliados com a forma de preconceito Huambo, Benguela e Huíla,
que se juntarão a Luanda, a
Neste momento, os refe-
ridos médicos especialistas
Saúde (OMS) no país, Her-
nardo Agudelo.
b a s e n a m é d i a fi n a l d a única região do país com um em doenças cancerígenas O diplomata avançou que
monografia, assiduidade, A psicóloga e consultora Mari- para o mercado de trabalho, centro de diagnóstico e tra- têm cada um mais de 933 o número de casos novos
participação em actividades lena Gamboa disse ontem, acesso ao crédito, criação de tamento do cancro. mil habitantes para acom- diagnosticados podem dupli-
associativas e no compor- em Luanda, que se deve tra- negócios e empreendedo- O médico, que falava em panhar, daí a aposta na for- car nos próximos 20 a 30
tamento dentro e fora da balhar contra os preconceitos rismo feminino. torno do Dia Mundial de Luta mação de mais recursos anos, se não forem execu-
Universidade. de género para a promoção O processo, de acordo contra o Câncer, assinalado humanos para fazer face aos tadas medidas eficazes de
PAULO MULAZA | EDIÇÕES NOVEMBRO da mudança de mentalidade com Marilena Gamboa, deve a 4 de Fevereiro, mas come- desafios do sector. prevenção.
e assegurar direitos e a dis- passar também pelo forta- morado apenas ontem a nível O plano em causa, disse
tribuição equitativa das res- lecimento do poder das do país, explicou a falta de o director do IACC, tem que Situação é preocupante
ponsabilidades. mulheres na vida pública e orçamentos adiou o arranque ver igualmente com a garan- O coordenador do programa
Marilena Gamboa, que no sector político, nomea- dos centros, que estava pre- tia de recursos tecnológicos de do ença s crónica s da
falava na abertura da pri- damente através da partici- visto para serem criados até e materiais e consciencializar Direcção Nacional de Saúde
meira acção de formação pação no processo de tomada o ano transacto. a população sobre o cancro, Pública, António Armando,
sobre direitos das mulheres de decisão e presença nos Enquanto a crise empatou para que a prevenção e o ras- revelou que o número de casos
e igualdade de género, uma espaços de representação. o projecto, Fernando Miguel treio precoce sejam a chave novos de cancro tem registado
iniciativa do PNUD e direc- Com a duração de quatro revelou que o IACC foi obri- do combate da doença. um aumento significativo,
cionado para as organizações dias, a formação, que decorre gado a criar, há uns anos, os Fernando Miguel lamen- nos últimos tempos.
da sociedade civil, abordou sob o lema “A Promoção do núcleos provinciais de onco- tou o facto de cerca de 80% Embora o cancro não seja
o módulo “Interpretação e Reforço do Papel da Mulher logia, que têm ajudado no dos doentes que chegam ao a principal causa de mortes
Contextualização dos Con- Angolana Através das Orga- rastreio de casos nas comu- centro de oncologia apare- no país, por estar atrás das
ceitos no Âmbito dos Direitos nizações da Sociedade Civil”, nidades. cem com a doença em estado doenças infecto-contagiosas
Humanos”. Marilena Gamboa visa a transmissão de conhe- Os especialistas defendem (tuberculose, malária e
disse que as questões de cimentos sobre ferramentas que 96 por cento dos finan- VIH/Sida), o médico considera
género têm que ver com rela- para a promoção da igualdade ciamentos deveriam ser Enquanto a crise que a situação é preocupante.
ções humanas, tendo afir- de género e direitos das encaminhados para a pre- empatou o projecto, Por isso, o responsável
mado que “as pessoas têm mulheres. venção do câncer e não como Fernando Miguel defendeu a necessidade de
que se despir dos preconceitos O encontro pretende reforçar acontece actualmente, em revelou que o IACC se instituir um registo de casos
e tabus, para promover as a compreensão da importância que esta percentagem é foi obrigado a criar, de base populacional, para
Discentes e docentes são dinâmicas sociais que incidam do trabalho para promoção e direccionada ao tratamento, há uns anos, os que tenha a real situação do
distinguidos pelo desempenho sobre igualdade de género”. avanço da igualdade de género. com a aquisição de medi- núcleos provinciais país e combater-se a tendência
Para isso, a especialista Participam da formação camentos caríssimos. de oncologia, que de crescimento de doentes.
Quanto às associações de destacou o conhecimento representantes da organi- Para Fernando Miguel, têm ajudado no Na base do aumento de
estudantes, Mauro Fortunato sobre as questões de género zações da sociedade civil tais isso demonstra que o câncer rastreio de casos casos no país, o médico
disse que são levados em e interpretação de alguns como o Fórum das Mulheres ainda não é encarado como nas comunidades aponta o envelhecimento,
conta, entre outros aspectos, conceitos relevantes à luz do Jornalistas (FMJ), FOJAS- deveria, embora se trate uma uso do tabaco, as infecções
a estruturação, constituição, contexto angolano, nomea- SIDA, activistas, jornalistas doença que a nível mundial relacionadas ao VIH, HPV,
a qualidade de resposta dos damente a interpretação dos e representantes de órgãos mata mais de 8,2 milhões avançado do câncer. Por isso, vírus da hepatite B, shisto-
membros, número de mem- direitos humanos, diferença do Executivo.O projecto é de pessoas. Esses dados sig- defendeu a criação de con- somíase, entre outros factores
bros inscritos, actividades entre género, origem social suportado por fundos da nificam que o cancro causa dições nos hospitais e centros que podem ser reduzidos
sociais e cientifícas realizadas e cultural, influência do Embaixada Britânica em mais óbitos que a Sida (1,5 de referência, para que os com o controlo.
durante o ano lectivo. patriarcado e em que âmbitos Angola, é direccionado para milhões), tuberculose (1,2 pacientes sejam diagnosti- Para inverter os números,
Os professores são ava- se manifestam. o reforço da capacitação das milhões) e malária (0,6 cados precocemente. António Armando disse que
liados pelo nível académico, Marilena Gamboa indicou organizações abrangidas e milhões) juntas. A nível do IACC, durante o Programa Nacional de
número de trabalhos cien- que o processo de fortaleci- pretende implementar duas Fernando Miguel fazia o ano passado, foram diag- Desenvolvimento Sanitário
tíficos, anos de docência, mento do poder das mulheres, acções de formação dirigidas referência ao plano estraté- nosticados mais de três mil conta com a execução do
assiduidade, interacção com que descreveu como com- ao pessoal técnico das equi- gico do Programa Nacional novos casos de cancro, sendo “Projecto 14”, que prevê a
os alunos e a organização na plexo e multidimensional, pas, para a implementação de Controlo do Cancro, que que o câncer da mama con- prevenção, diagnóstico pre-
entrega dos trabalhos em deve passar pelas componen- dos projectos seleccionados. visa ainda a redução de casos tinua a ser o que mais leva coce e tratamento dos tumo-
grupo. tes económicas, com a entrada Faustino Henriques de riscos, garantia de infra- pacientes aos serviços res malignos.
26 LAZER Quarta-feira
7 de Fevereiro de 2018

CARTOON por Armando Pululo PALAVRAS CRUZADAS por Paulo Freixinho

DESCUBRA AS SETE DIFERENÇAS por Casimiro Pedro

HORIZONTAIS VERTICAIS
1 - Capital da província do 1 - Tecido forte de linho
Moxico. 6- Fruto deiscente grosso. 2- União Nacional
das leguminosas. dos Artistas Plásticos. 3-
11 - Dia anterior ao de hoje. Extraterrestre. 4- Rejeitar.
12 - Quinta angolana de 5 - Gosta muito.
exploração agrícola. 6 - Desocupado. 7- Há muita,
13 - Sódio (símbolo químico). no areal. 8- Volta. 9- Pôr
14 - Gálio (símbolo químico). em circulação. 10- Aquela
15 - Administrar. 16- Idónea. que possui cor trigueira.
18 - Lobo americano, 17 - Epiderme, especialmente
semelhante ao chacal. a do rosto. 18- Espécie de
CURIOSIDADES ANEDOTAS 19 - Vegetação espontânea.
21 - Na moda.
antílope protegida em
Angola. 20- Observei.
22 - Tranquilidade pública. 22 - Tipo de grão de milho
O homem estava 24 - Caminhavam para lá. pequeno que estala ao
sentado no jardim 26 - Época. 27- Internet lume e é comido como
quando de repente Protocol (sigla). aperitivo. 23- Tocar apito.
vê um funeral 29 - Elemento de formação de 25 - Terceira nota musical.
lá ao fundo da palavras que exprime 26 - Aqui está. 28- Aparelho
a ideia de pequenez. que se adapta ao pé para
rua e pensou: “Já
31 - Pegada. 34- Doença patinar. 30- Relativo à
agora vou ver o que respiratória. navegação e a navios.
é aquilo…”. 37 - Inflamação do ouvido. 32 - Sorte, destino.
Quando chegou 38 - Televisão. 39- A minha 33 - Redução das formas
ao pé do cortejo, pessoa. 40- Lugar onde se linguísticas “de” e “ele”
gritava a viúva: alojam ou criam cães. numa só. 35- Dividir ao
— Ai meu querido, 41 - Tornar são. 43- Fio meio. 36- Vento brando e
vais para onde não metálico. 44- Conjunto das aprazível. 38- Telefonia
há televisão, para plantas de uma região. sem fios. 42- Redução das
onde não há formas linguísticas “em” e
camas, para onde “o” numa só.

Cancan é uma dança francesa não há luz, vais


para onde não há
feijão nem arroz,
para onde não há
O cancan é uma dança que trabalhavam fora, pelos passos marcados da mais vinho… E tu SUDOKU
francesa que se tornou e empregados de lojas própria dança. Enquanto que gostavas
popular nos salões de comerciais. na Inglaterra a dança cho- tanto, vais para
música na década de 1840, Desde 1850, Céleste cava os ingleses, que che- onde não há nada!
está associada aos cabarés Mogador, dançarina ve- gavam a condená-la “”, Vira-se o homem
franceses, como o Moulin dete do Bal Mabille, em em França, o cancan não admirado e diz:
Rouge. Mais tarde foi Paris - que mais tarde se parava de crescer, man- — Oh, oh, querem
levada para Londres e juntou à orquestra do caba- tinha como quesitos as ver que vão levar o
Nova Iorque e tornou-se ré Moulin Rouge, inventou dançarinas de 1,70 m, e a homem para a
uma dança mundial. Em- uma dança nova, a qua- arte de mexer os quadris, minha casa?
bora inicialmente fosse drilha: oito minutos de levantar as saias e frou-
dançada por ambos os cortar a respiração em har- frous, exibiam as jarretei- Preencha toda
sexos, é conhecida pela monia perfeita e com Jac- ras, encantavam e provo- a grelha com
linha de dançarinas femi- ques Offenbach por mestre cavam o desejo ao público números de 1 a 9.
ninas. A dança é caracte- da música incontestável. entusiasmado. Cada número
não deverá ser
rizada por ser energética, A quadrilha era com- Algumas das grandes Após a morte da utilizado mais do
altos pontapés e piruetas. posta por meninas de 1,70 damas do cancan francês sogra, toda a que uma vez por
O cancan foi a inspira- metro de altura, vestidas foram Louise Weber (La família foi ao linha, por coluna
ção para muitos pintores de roupas coloridas e esvo- Goulue), Jane Avril e Yvette funeral. Sem se e por quadrado
de nove casas.
do impressionismo, como açantes, com liberdade de Guilbert. Alguns cabarés conter de tanto
Toulouse - Lautrec que movimentos, ao som de tornaram-se internacio- desgosto,
pintou quadros célebres trombones e cornetas. A nalmente famosos pelo a mulher pede
de dançarinas de cancan. nova dança foi considerada cancan, como o Moulin ao homem
O Infernal Galop de Orphée ritmo endiabrado, de con- Rouge e o Chat Noir. para escrever a
aux enfers do Jacques trapeso, flexibilidade, em A popularidade do Can- mensagem de SOLUÇÕES dos problemas do dia 7 de Fevereiro de 2018
Offenbach, é a música mais passos extremos de sen- can começou a diminuir despedida.
associada ao cancan. sualidade e acrobacias, em meados do Século XIX, O homem depois PALAVRAS CRUZADAS SUDOKU SETE
O cancan fez a aparição em que as dançarinas em os dançarinos profissionais de muito pensar, HORIZONTAIS DIFERENÇAS
1 -LUENA. 6- VAGEM. 11- ONTEM. 12- ARIMO.
por volta de 1840. No iní- seus trajes fascinantes, consideram-no a dança escreve a 13- NA. 14- GA. 15- GERIR. 16- APTA.
18- COIOTE. 19- ERVA. 21- IN. 22- PAZ.
• A boca,
cio, os compositores mu- faziam perder a cabeça que agradava as plateias. mensagem: 24- IAM. 26- ERA. 27- IP. 29- MINI. 31- PISADA.
34- ASMA. 37- OTITE. 38- TV. 39- EU.
• A orelha,
sicais comparavam-no de toda a Paris. Um dos poucos homens — Aqui descansa a 40- CANIL. 41- SANAR. 43- ARAME. • Os faróis,
44- FLORA.
ao CHAHUT, que era dan- Em Londres, em 1861, a dançar o cancan como minha querida e • O banco,
VERTICAIS
çado nos bailes públicos Charles Morton foi ins- profissional, foi Valentin adorada sogra. 1- LONA. 2- UNAP. 3- ET. 4- NEGAR. 5- AMA. • O pneu,
6- VAGO. 7- AREIA. 8- GIRO. 9- EMITIR.
de Paris, como o do “Pra - pirado pela quadrilha de Desossé ( Valentin sem Senhor recebei-a 10- MORENA. 17- TEZ. 18- CAAMA. 20- VI. • O volante,
do”, “Malille” e o “Grand francesa, inventou o can- ossos) dançarino do Mou- com a mesma 22- PIPOCA. 23- APITAR. 25- MI. 26- EIS.
28- PATIM. 30- NAVAL. 32- SINA. 33- DELE. • O capô.
Chaumière”, frequentado can. O termo refere-se lin Rouge durante a década alegria com que Te 35- MEAR. 36- AURA. 38- TSF. 42- NO.

por estudantes, moças aos ruídos provocados de 1890.. mando…


Quarta-feira
7 de Fevereiro de 2018 27
PUBLICIDADE

(100.028R)
28 Quarta-feira
7 de Fevereiro de 2018

PUBLICIDADE

(1019)

VAGAS DE EMPREGO NA OKACOM


A Delegação da União Europeia em Botsuana e a SADC estão no processo de formular o apoio à Comissão Permanente da Água da Bacia Hidrográfica do Rio Okavango (OKACOM), que foi estabelecida
através do Acordo OKACOM de 1994. O Acordo compromete os três Estados Membros a promover um desenvolvimento coordenado dos recursos hídricos da Bacia Hidrográfica do Rio Cubango Okavango
(CORB). A bacia é transfronteiriça e inclui partes de Angola, Botsuana e Namíbia. Em 2011 foi aprovado um Programa de Acção Estratégica (SAP) para o Desenvolvimento Sustentável e a Gestão da Bacia
Hidrográfica de Cubango-Okavango e plano estão no processo para implementá-lo. A SAP inclui um quadro de planeamento de longo prazo, o Quadro de Desenvolvimento e Gestão da Bacia Hidrográfica
(BDMF), estabelecido para melhorar a governança da bacia e abordar questões específicas em 4 áreas temáticas: 1) meios de subsistência e desenvolvimento socioeconómico; 2) gestão de recursos hídricos;
3) gestão de terras; e 4) ambiente e biodiversidade.

A acção proposta para receber o apoio da União Europeia concentra-se em estabelecer a base para a tomada de decisões sólidas, apoiando o BDMF, em particular a colecta de dados, gerenciamento de
dados e sistemas analíticos que fornecem as informações usadas na tomada de decisões (Sistema de Apoio à Decisão - DSS) área temática 2) gestão dos recursos hídricos, focalizará no preenchimento de
lacunas nas redes de monitoramento de dados e no desenvolvimento de sistemas de alerta precoce; e área temática 3) gestão da terra, visará a introdução de melhores directrizes de planeamento do uso
da terra e abordando questões de subsistência que levem à degradação ambiental.

O objectivo geral da acção é fortalecer a governança da bacia do rio Cubango-Okavango e promover o gerenciamento sustentável de seus recursos hídricos e da terra.
O programa proposto foi definido dentro da estrutura geral do SAP e tem os seguintes três objectivos específicos:

1. Melhorar os Sistemas de Apoio à Decisão (DSS) utilizados na Estrutura de Desenvolvimento e Gestão da Bacia Hidrográfica de Cubango-Okavango (BDMF) para permitir que a OKACOM forneça assessoria
efectiva aos Estados Membros;

2. Fortalecer a gestão dos recursos hídricos na bacia hidrográfica do rio Cubango-Okavango, através da disponibilidade melhorada de dados dos recursos hídricos e do sistema de alerta precoce;

3. Fortalecer a gestão da terra na bacia hidrográfica do Cubango-Okavango através de um melhor planeamento do uso da terra, redução da degradação ambiental e melhoria dos meios de subsistência.

Considerando a informação acima, a OKACOM está a solicitar aplicações de profissionais qualificados para as seguintes posições. Descrições detalhadas de responsabilidades e requisitos para essas
posições anunciadas podem ser visto no site da OKACOM (www.okacom.org).

i) Gestor de Projecto
O Gestor de Projecto da EUP fornecerá conhecimento profissional específico que seja necessário para a orientação e avaliação dos resultados da implementação do programa SAP em relação ao Projecto
da UE. As funções incluem a supervisão geral da implementação do projecto, a preparação dos estudos técnicos necessários e a análise estratégica para a OKACOM, bem como o conhecimento profissional
específico que é necessário para a orientação e avaliação dos resultados da implementação do programa SAP. A função inclui a preparação dos estudos técnicos e análise das políticas necessárias para a
OKACOM.

ii) Especialista de Apoio à Decisão


O Especialista de Apoio à Decisão tem a responsabilidade geral para o desenvolvimento de DSS, incluindo: concepção da estrutura de DSS incorporando, quando apropriado, os sistemas de informação e
ferramentas existentes de planeamento da bacia hidrográfica em sincronia adequada com plataformas e sistemas já existentes em todos os Estados Membros; Desenvolvimento do Sistema de Informação
Geográfica (SIG) e os vínculos com as bases de dados nacionais e apoio aos departamentos nacionais para desenvolver e actualizar o SIG e as bases de dados; Concepção e ligações para sistemas de
gestão de dados de detecção remota; concepção e implementação de interfaces de uso / painéis / sites; e treinamento de pessoal profissional da OKASEC e dos Estados Membros sobre o uso de DSS.

Para mais informações, entrar em contacto com a Sra. Shirley N Selolwane, através do terminal electrónico: okasec@okacom.org

A DATA LIMITE DE ENTREGA DE TODAS AS CANDIDATURAS É O DIA 28 DE FEVEREIRO DE 2018.


(100.086)
CULTURA Quarta-feira
7 de Fevereiro de 2018 29
ENSAIO GERAL COLECTIVA DE ARTISTAS PLÁSTICOS
EDIÇÕES NOVEMBRO
EXPOSIÇÃO NO HOTEL GLOBO
Nova Marginal
está preparada
para a exibição Criadores mostraram
do Carnaval
A pista da Marginal da Praia
do Bispo, na avenida Dr. Antó-
inovações nas artes
nio Agostinho Neto, está pre- Durante seis dias de intensa actividade criações nacionais
parada para receber no sába-
do, domingo e terça-feira, a mostraram os desafios da arte no projecto “Fuckin’ Globo”
partir das 16h00, os desfiles Paulino Damião um talentoso artista participa na exposição AGOSTINHO NARCISO | EDIÇÕES NOVEMBRO
do Carnaval de Luanda, nas
classes C (infantil) e B e A
(adulto), respectivamente.
Pelo menos foi essa a garan-
tia dada à imprensa pelos res-
“Artes Mirabilis” exibe
ponsáveis dos grupos carna-
valesco União Mundo da Ilha
(vencedor da edição passada
criações de angolanos
na classe A), União Geração
do Mar (vencedor da classe “Artes Mirabilis - Colectiva Nelo Teixeira, Paulo Jazz, Paulo
B), Cassules Viveiros do Njinga de Artistas Plásticos Ango- Kapela, Valentim Caterc a,
Mbande (vencedor da cate- lanos” é o título da exposição Van, José e Zizi Ferreira, fica
goria C) e União Jovens da de arte angolana a ser inau- patente até 4 de Abril, Dia da
Cacimba (homenageado deste gurada hoje na galeria da se- Paz em Angola.
ano) no final do ensaio geral de da União das Cidades Ca- A mostra, é a primeira que
realizado no sábado, no local pitais de Língua Portuguesa a UCCLA realiza este ano pa-
do desfile. (UCCLA), para homenagear ra homenagear a cultura an-
SANTOS PEDRO | EDIÇÕES NOVEMBRO e divulgar a cultura nacional. golana no início da abertura
A exposição, uma inicia- de um novo ciclo político,
tiva da União das Cidades Ca- económico e social, com os
pitais de Língua Portuguesa olhos postos no futuro e na
(UCCLA) e da Embaixada de entreajuda dos povos de lín-
Angola, em Portugal, vai con- gua oficial portuguesa. Conta
tar com a presença de 52 ar- com o apoio de algumas ins-
tistas plásticos angolanos e tituições, entre elas a Fun-
20 esculturas, com um valor dação Berardo.
etnográfico significativo, da A mostra tem como curador Projecto “Fuckin’ Globo” é uma forma de ocupar pela arte o espaço do antigo hotel
Associação de Colecções The o artista plástico Lino Damião,
Berardo Collection. que avançou que a exposição
A mostra que vai exibir que é uma homenagem à arte Amilda Tibéria própria. Muitos acreditam na sua ino-
criações artísticas de nomes angolana, trata-se, na reali- cência e outras são vitimas das circuns-
de referência e emergentes dade, da sua primeira expe- tancias. Mas o processo em si, por mais
das artes plásticas angolanos, riência como curador. Arte e inovação é a proposta apresentada simples que seja, deixa uma marca na
com destaque para Viteix, “O propósito é levar-nos por um grupo de artistas plásticos da nova psique. É essa experiência que trouxe
Manuel Gonçalves disse que António Ole, Álvaro Macieira, numa visita à Arte angolana, geração. O desafio, sequência do projecto ao Hotel Globo”, continuou.
os grupos corrigiram os erros António Magina, Augusto Fer- à sua grande e diversa expres- “Fuckin’ Globo”, patente no Hotel Globo, “Fucking’ Globo”, para os organiza-
reira, Binelde Hyrcan, Cris- são, começando pela riqueza na Baixa de Luanda, permitiu ao público dores, é também uma forma de ocupar
O grupo Cassules Viveiros tiano Mangovo, Daniela das criações dos povos ances- conhecer, até ontem, as inovações estéticas o espaço do antigo hotel, que tem sido
do Njinga Mbande, de Viana, Ribeiro, Edson Chagas, Eleu- trais, até aos dias de hoje bem da actual geração. uma zona de experimentação e um con-
teve a honra de abrir o desfile tério Sanches, Erika Jâmece, como ao enorme e reconhe- Com focos dirigidos para o quotidiano traponto para a excessiva instituciona-
do ensaio geral demons- Francisco Vidal, Guilherme cido potencial da arte con- e o “eu”, a exposição traz desafios únicos. lização da cultura. Os artistas que compõem
trando como está a preparar Mampuya, Guizef, Hilde- temporânea angolana”, disse Entre os de maior destaque estão o “Pur- cada edição abraçam a ideia de intimidade,
o Carnaval com objectivo de brando de Melo, Januário Jano, Lino Damião. gatório”, de Thó Simões, e “Utopia em criada pelos quartos do hotel onde os tra-
revalidar o título. Jorge Gumbe, Kota “50”, Estarão patentes na expo- Terra Queimada”, de Kiluanji Kia Henda, balhos ficam expostos, e criam novos
A seguir exibiu-se “Os Luandino Carvalho, Luandino sição obras de artistas consa- em parceria com João Ana, Orlando espaços de linguagem visual e artística.
Cassules Viveiros do Njinga Vieira, Luís Damião, Marco grados, alguns, infelizmente Sérgio e Gretel Marin.
Mbande”, a demonstração do Kabenda, Mário Tendinha, já não presentes entre nós. O projecto, que vai na sua quarta edi-
União Nova Geração do Mar, ção, contou com nomes de relevo da nova A mostra “Fuckin’Globo” é
da Samba, com um número geração de artistas, como Alekssandre uma iniciativa de Kiluanji kya
reduzido de bailarinos que Fortunato, que apresentou “Um gostinho Henda e trouxe um pouco do
mostraram um pouco daquilo PRETO SHOW EM SAURIMO disto”, Edson Chagas, e as suas “Gaiola melhor de duas gerações,
que vai ser a apresentação do do Pássaro Paraplégico”, Lola Keyezua, com a obra “Unbalanced”,
grupo na terça-feira, no desfile com a “Exonerada”, Toy Boy, e o “Peso de António Ole
central do Entrudo.
Trajados a bessanganas,
Músico desfila talento em contra peso”, Ery Claver e Gretel Mari-
nha, com “Lúcia no céu com Semáforos”,
os integrantes do União Mun- e Colectivo Verkron, com “Anarquia 33”. Nos quartos reservados à exposição,
do da Ilha apresentaram uma
coreografia muito bem sin-
na discoteca “Wulengo” A mostra “Fuckin’Globo” é uma ini-
ciativa de Kiluanji kya Henda e trouxe
dizem os organizadores, parecem desen-
rolar-se pensamentos sobre a cidade e
cronizada demonstrando um pouco do melhor de duas gerações, o país actual, "surgem as dúvidas e os
porquê que são os papões do Preto Show foi a grande atrac- província demonstra sinais com a obra “Unbalanced”, de António questionamentos de pessoas, artistas
Carnaval de Luanda, com um ção da juventude, em Sau- de crescimento com um futuro Ole. Para o mentor do projecto, o objec- que fazem de Luanda a sua cidade.”
total de 13 títulos conquistado. rimo, durante um espectáculo promissor para os jovens. tivo foi cumprido, por ajudar a criar um As linguagens diversas dos artistas
O grupo exibiu-se sem qual- realizado, domingo, na dis- Apelou aos habitantes título “ousado e pretensioso”. convidados, adiantam, reflectem um
quer inibição parecia que já coteca "Wulengo", co-orga- para contribuírem para o de- “A ideia foi apresentar às pessoas refle- pouco de tudo que nos faz humanos e
estava a dançar no desfile com- nizado pelo Governo provin- senvolvimento da província xões inovadoras e introspectivas. Apesar sujeitos deste tempo. “Há uma aproxi-
petitivo, tendo arrancado forte cial, o grupo Dedé Chihuissa afim de tornar a cidade de de ter sido pensado por um grupo de ami- mação entre a arte e a vida, nesta edição.
aplausos das mais de três cen- e o Projecto Fusão. Saurimo uma das melhores gos, vemos que conseguimos conquistar O mote é uma tentativa de equilíbrio
tenas de pessoas estiveram O espectáculo fez parte das do país. o público e ter um espaço onde podemos entre o público e o privado, o intimo e
presentes no sábado, na Mar- festividades alusivas aos 57 A sua passagem pela cida- exercer liberdade estética”, disse. o político, partilhados e pensados como
ginal da Praia do Bispo. anos do início da Luta Armada de de Saurimo também lhe Uma das atracções desta edição foi o matéria em comum.”
Manuel Gonçalves, res- em Angola. A presença do permitiu para perceber a rea- “Purgatório”, de Thó Simões. Como o Desde 2015, o Fuckin'Globo tem ocu-
ponsável da Cultura da Comis- cantor atraiu dezenas de fãs lidade histórica e cultural do resultado da sua experiência pessoal, o pado os quartos do Hotel Globo, na Baixa
são Administrativa da Cidade que acorrem ao espectáculo, povo tchokwe. O cantor rea- trabalho “prendeu” o público. “Estive de Luanda, num edifício dos anos 50 do
de Luanda, disse que o ensaio em que Preto Show interpretou lizou um acto de solidarie- detido durante três semanas. O que pro- século XX, entre a Avenida Rainha Ginga
serviu para aperfeiçoar alguns várias músicas do seu mais dade ao oferecer material curei mostrar às pessoas foi isso. Como e a Rua Comandante Veneno, acrescenta
detalhes porque muitos gru- recente disco, tendo propor- escolar, como cadernos, lápis nos sentimos quando somos confinados. a curadora.
pos insistem em dançar ape- cionado muita emoção aos e borrachas, para dezenas Acredito que, pela reacção, consegui O programa da exposição reservou
nas em frente da tribuna de espectadores. de crianças que assistiram o atingir o propósito”, explicou. a realização de um debate subordinado
honra. Manuel Gonçalves disse Satisfeito com a interacção espectáculo. Dedé Chihuissa, A maioria das pessoas, em especial ao tema: “Adaptação à sempre mutável
aos responsáveis dos grupos dos fãs, Preto Show agradeceu da organização, disse que a os jovens, disse, não tem noção do que realidade política”, com a participação
carnavalescos que as canções à organização pelo convite actividade decorreu com sa- é perder a liberdade, porque geralmente de José Mena Abrantes, Paula D'Alma,
dos infantis devem ser inter- que permitiu partilhar alegria tisfação e dentro daquilo que vêm a cadeia como um processo tran- Kiluanji Kia Henda, António Ole, Suzana
pretadas por adolescentes. da festa dos 57 anos do 4 de foi planificado. sitório. “Elas não são detidas por vontade Sousa, Mbuta Zawua e André Cunha.
Mário Cohen Fevereiro. Na sua óptica, a João Salvo | Saurimo
30 DESPORTO Quarta-feira
7 de Fevereiro de 2018

INTERRUPÇÃO DO UNITEL BASKET CAN DOS CAMARÕES


MOTA AMBRÓSIO | EDIÇÕES NOVEMBRO Breves Nova calendarização
SIIMONA HALEP
FALHA ENCONTRO
FRENTE AO CANADÁ
A romena Simona Halep,
número dois do ranking
dá férias aos Palancas
WTA, anunciou ontem, que A Confederação Africana de campanha, a Selecção Nacio-
não disputará o duelo com Futebol (CAF) adiou, de Março nal foi derrotada pela similar
o Canadá, pela Fed Cup, para Setembro, os jogos da burkinabe, a 10 de Junho
devido aos problemas campanha de apuramento de 2017, por 1-3, no estádio
físicos contraídos no Open para a fase final da 32ª edição 4 de Agosto, na cidade Oua-
da Austrália. da Taça de África das Nações gadougou. Gelson, empres-
“Após passar esta semana a (CAN), a ter lugar no próximo tado pelo Sporting de Portu-
descansar e a tentar ano, nos Camarões. gal ao Rio Ave FC, apontou
recuperar, por causa da Na reunião realizada dia o único golo dos Palancas
lesão no Open da Austrália, 16 de Novembro, na cidade Negras, enquanto pelos
infelizmente, a minha de Rabat, Marrocos, o Comité Cavalos marcaram Aristides
recuperação não está Executivo da CAF decidiu Bance, duas vezes, e Ber-
completa, para que possa alterar as datas, quadro que trand Traoré.
jogar neste fim-de-semana permite uma melhor pre- Angola e Botswana, sem
na Fed Cup”, escreveu a paração das selecções do qualquer ponto somado, ocu-
tenista no seu perfil oficial Egipto, Marrocos, Nigéria, pam a cauda da classificação
no Facebook. Senegal e Tunísia, que vão do Grupo I, cuja liderança é
“A equipa está em primeiro disputar a 21.ª edição do partilhada pelo Burkina Faso
lugar. É mais importante Campeonato do Mundo, de e Mauritânia, com três.
que sejam quatro 14 de Junho a 15 de Julho,
jogadoras com uma boa na Rússia. Sistema de apuramento
forma física, preparadas Com a remarcação das O Comité Executivo da CAF
para os jogos”, completou a datas, os Palancas Negras e anunciou que, a partir de
tenista romena. as Zebras do Botswana jogam 2019, as fases finais do CAN
Halep foi hospitalizada a 27 somente a 9 de Setembro, passam de 16 para 24 selec-
de Janeiro deste ano, às 16h00, no Estádio Nacional ções nacionais, na sequên-
pouco depois de ter 11 de Novembro, em Luanda, cia da decisão saída do sim-
perdido a final do primeiro na segunda jornada do Grupo pósio realizado em Rabat,
Grand Slam do ano para a I da campanha de apura- Marrocos.
dinamarquesa Caroline mento para o CAN. Os pormenores dos mol-
Wozniacki. Inicialmente o desafio des de apuramento não foram
esteve marcado para 23 de tornados públicos, bem como
Março, mas a CAF fez o ajus- as datas da fase final da com-
RAPAZES RENDEM tamento da calendarização petição, que regularmente
MENINAS NA GRELHA com as provas internacionais, era disputada entre os me-
DO AUTOMOBILISMO p o r d e l i b e ra ç ã o d o s e u ses de Janeiro e Fevereiro.
O afastamento das “Grid Comité Executivo. Na terceira Face a intenção manifesta-
Girls” (meninas da grelha) jornada os Palancas Negras da pelo presidente da CAF,
na Fórmula 1 já tinha sido defrontam os Mourabitones Ahmad Ahmad, a prova pode
Campeonato Nacional observa interregno para dar lugar à festa das estrelas da modalidade estudado antes pela FIA e a da Mauritânia, no dia 10 de ser transferida para Junho
Liberty Media. Os Grid Kids Outubro, às 16h00, também ou Julho.
(rapazes da grelha) é a nova no Estádio Nacional 11 de O aumento de participan-
iniciativa do órgão que rege Novembro. tes na fase final do CAN foi

Jogo das Estrelas força a actividade


automobilística no mundo.
A FIA vai levar às grelhas da
Fórmula 1 jovens adeptos,
provavelmente na sua
Para a quarta jornada,
Angola volta a jogar com a
Mauritânia, na cidade de
Nouakchott, capital daquele
a grande novidade do simpó-
sio, que abordou ainda ques-
tões ligadas com o desenvol-
vimento do futebol no con-

pausa no campeonato
país, no dia 13 de Outubro. tinente, incluindo as compe-
grande maioria, vindos do Na quinta jornada tem pela tições de clubes. A CAF deve
karting, e um seu familiar frente os Cavalos do Burkina anunciar, em breve, outras
directo, naquela que é uma Faso, a 16 de Novembro, no novidades saídas do encontro
excelente medida para E s t á d i o Na c i o n a l 1 1 d e de Rabat.
sensibilizar ainda mais Novembro. Na estreia da António Cristóvão
Clubes competem para a nona jornada na sexta-feira, jovens adeptos para a
com destaque a recair para o ASA-Recreativo do Libolo causa.
Basicamente, vão substituir HÓQUEI EM PATINS
as “grid girls”, ao lado dos
Anaximandro Magalhães responsabilidade social. Para Manuel e Sekouba Conde. 20 pilotos de F1 num dos

A segunda volta da fase regu-


participarem no espectáculo
devem ser chamados 36
jogadores, dos quais 24 desig-
Andre Harris, Olalekan
Ajayi, Carlos Cabral e Daniel
Manuel, bases da Marinha e
momentos mais exclusivos
de todo o fim-de-semana
do Grande Prémio de
Nery assina contrato
lar da 40ª edição do Cam-
peonato Nacional sénior
masculino de basquetebol,
Vila Clotilde. Extremos, Ale-
xandre Jungo, N´gombo
Rogério, Egídio Ventura, Ben-
Fórmula 1.
Numa iniciativa que vai
juntar os promotores das
com a Académica
Paulo Macedo,
regista um interregno de 17 Raul Duarte, vindo Quimbamba, Glofate corridas, bem como as O avançado Anderson Silva de nossa parte em tê-los no
a 18 do corrente, para dar Carlos Dinis, Buiamba, Fidel Cabita e Jose- federações nacionais, vão “Nery” é o principal reforço nosso plantel, o que se en-
lugar a disputa da 3ª edição Manuel Silva ney Joaquim também podem ser escolhidos vinte jovens, da equipa sénior masculina quadra perfeitamente naqui-
do Pura All Star Game, desig- “Gi”, Lazare merecer a confiança da área AFP de hóquei em patins da Aca- lo que é o nosso projecto, ten-
nado Jogo das Estrelas. Adingono Técnica e de Competição da démica de Luanda, para a do em vista o Mundial do pró-
O evento, uma organiza- e Elvino Federação. época 2018/2019, anunciou ximo ano”, explicou Mani-
ção conjunta da Refriango, Dias, são os Maninho Cabral, director- nho Cabral.
empresa patrocinadora, e da possíveis escolhidos Orientação das equipas geral da agremiação, na Depois dos estudantes
Federação Angolana de Bas- para orientar Paulo Macedo, Raul Duarte, segunda-feira, durante o chegarem a acordo com os
quetebol (FAB), órgão reitor as formações Carlos Dinis, Manuel Silva acto de apresentação oficial três jogadores, Francisco
da modalidade, acontece em “Gi”, Lazare Adingono e do seu novo técnico. Eduardo “Chiquinho”deixa
Luanda, das 17h00 às 22h00, Elvino Dias são os possíveis Nery que representou o os campeões nacionais “ami-
no Pavilhão Gimnodespor- escolhidos para orientar as 1.º de Agosto nas últimas gavelmente”, ainda de acordo
tivo da Cidadela. nados consagrados e 12 deno- formações. quatro épocas, melhor mar- dirigente.
A Pura All Star Games minados esperanças. Antes do interregno do cador da edição transacta O novo técnico dos estu-
deve manter o figurino da Da lista devem constar os Unitel- Basket, é disputada do Campeonato Nacional, dantes, Fernando Fallé, que
competição passada, em que seguintes nomes: Armando na sexta-feira a nona jornada, decidiu abraçar o novo pro- rendeu no cargo o brasileiro
juntou grandes nomes do Costa, Hermenegildo Santos, com destaque para o ASA- jecto e mudar de ares pela Jurandir da Silva “Didi”, con-
desporto e várias figuras Emanuel Quezada, Braúlio Libolo, às 19h00, no Kilamba. da forma que entenderem segunda vez na sua carreira, firmou ter rubricado um
públicas com uma paixão Morais, Gerson Gonçalves Às 20h00, jogam Desportivo as federações ou os depois de ter iniciado na contrato válido de um ano e
em comum: o basquetebol. “Lukeny”, Gerson Domingos da Marinha-Universidade promotores, sendo que os extinta equipa do Juventude outro de opção.
Este ano, a perspectiva é e Je ke l Fo ste r , Ol í mp i o Lusíada, no Victorino Cunha, 20 sorteados por cada de Viana. O português que tem Antó-
voltar a organizar jogos entre Cipriano, Roberto Fortes, às 16h30 abrem a ronda Vila Grande Prémio vão ser “Nós temos como reforços nio Victor “Duck” como ad-
celebridades, concursos de Edson Ndoniema, Mohamed Clotilde-Academia Helmarc, vistos ao lado dos 20 carros Nery, Walter Silva e Argen- junto, disse que vai acumular
skills (fintas), de triplos e de Malick Cissé, Pedro Bastos no Kilamba, e às 18h00, no da grelha, numa altura em tino Agostinho “Tino”. Os as funções de seleccionador
smashes. Outro aspecto e Paulo Barros “Márcio”, mesmo recinto, defrontam- que pilotos e equipas se jogadores manifestaram nacional, depois de receber
eventualmente a ser con- Leonel Paulo, Reggie Moore, se Petro de Luanda-Cris- preparam para o início da interesse em jogar na Aca- o aval da Federação.
servado é a componente de Mutau Fonseca, Islando gunza, em Benguela. corrida. démica e há todo o interesse Armindo Pereira
DESPORTO Quarta-feira
7 de Fevereiro de 2018 31
NELSON MANDELA JOGO FRENTE AO PLATINUM
BOLA
Petro de Luanda
Militares ensaiam início DIVIDIDA
afina no Catetão
detalhes de jogo
As correcções dos porme-
nores de jogo, para a finali-
da disputa das Afrotaças Honorato Silva

Zoran Maki enfrenta dificuldades para definir a equipa


zação, dominam hoje às 9h00,
no Catetão, no Bairro Madame
Bergman, a sessão única de
por força do bom momento que atravessam os atletas
JOSÉ SOARES | EDIÇÕES NOVEMBRO
Ausência de notificação
treino do Petro de Luanda,
para o desafio com o Master
Security FC (Malawi), sábado
desobriga 1.º de Agosto
à tarde, no Estádio Nacional
11 de Novembro. Muito já foi dito e escrito, na imprensa convencional e nas
Depois dos exercícios de redes sociais, sobre o castigo imposto pela Federação
aquecimento, o técnico Ro- Angolana de Futebol (FAF), aos sete jogadores do 1.º de
berto Bianchi volta a ensaiar Agosto que acabaram por não integrar os trabalhos de pre-
os esquemas tácticos, para o paração dos Palancas Negras e, por conseguinte, falharam
aprimoramento da eficácia e o CHAN disputado até domingo no Reino de Marrocos, com
a organização dos movimentos a consagração dos anfitriões.
defensivos durante os contra- A suspensão por 70 dias, de toda a actividade desportiva,
ataques. No treino de ontem, dos atletas dos campeões nacionais, deixa no ar a dúvida
os atletas Wilson, Eliseu, Car- quanto ao âmbito da sua aplicação. É de domínio público
linhos e Tiago Azulão fizeram que o elenco federativo encabeçado por Artur Almeida e
trabalho específico. Silva, numa postura de autoflagelação, defende o alargamento
O adversário dos tricolores da sanção às provas continentais, em claro benefício do
chega hoje às 12h30 a Luanda, Platinum do Zimbabwe, adversário dos militares do Rio
numa delegação de 28 pes- Bicampeões nacionais querem conquistar em casa uma vantagem folgada na eliminatória Seco na preliminar de apuramento para a Liga dos Clubes
soas. Fica alojado no Hotel Campeões.
Rosa Valls, no Morro Bento. Sem chamar à discussão o “mérito da causa”, pois os
A equipa técnica do Master António de Brito reg re ssad o d a S e l e c ção grupo, para reavaliar os contornos da pendência de que resultou um espectáculo
Security FC tem agendado Nacional, procura conquistar aspectos técnicos. de má memória, num claro desfile de egos, com a FAF a
um treino de manutenção a simpatia do treinador, de alienar o seu poder, a leitura desapaixonada do que é do
da condição física, num dos Em sessão única, o 1.º de modo a fazer parte dos con- Direcção aguarda desfecho Direito aponta para a utilização dos jogadores.
campos anexos do Estádio Agosto trabalha esta manhã, vocados. A direcção do 1.º de Agosto Enquanto o 1.º de Agosto não receber da federação, seu
Nacional 11 de Novembro. às 8h00, no Estádio França O avançado transferido aguarda o desfecho do recurso interlocutor válido junto da CAF, a notificação a dar conta
"Ndalu", com o técnico Zoran do Progresso Sambizanga apresentado ao Conselho Ju- da extensão do castigo às competições africanas, a equipa
PAULO MULAZA | EDIÇÕES NOVEMBRO Maki a incidir a preparação disputa a titularidade com risdicional da Federação An- técnica dos rubros e negros, encabeçada pelo sérvio Zoran
da equipa no ensaio dos o nigeriano Razak e o con- golana de Futebol (FAF), da Maki, deve considerar como habilitados para o jogo de
esquemas tácticos, tendo golês democrata Jacques. suspensão por 70 dias dos domingo, no Estádio Nacional 11 de Novembro, os atletas
em vista o jogo com o Pla- A defesa e o meio campo atletas Dany Massunguna, Dany Massunguna, Paizo, Natael, Chow, Buá, Gogororó e
tinum do Zimbabwe, mar- também estão muito com- Paizo, Natael, Chow, Buá, Nelson da Luz, salvo melhor interpretação.
c a d o p a ra d o m i ng o , n o pactos, com a entrada de Nelson da Luz e Gogoró, au- Por não se tratar de um castigo imposto pela FIFA, a
Estádio Nacional 11 de No- Yisa (central camaronês) e sentes dos trabalhos dos Pa- medida correccional aplicada pelo Conselho de Disciplina
vembro, referente à pri- Mongo (médio congolês lancas Negras. da FAF, cuja acção de recurso desencadeada pelo 1.º de
meira "mão" da eliminatória democrata, ex-Kabuscorp O grupo à disposição de Agosto aguarda a resposta do Conselho Jurisdicional, é de
de apuramento para a fase do Palanca). Os jogadores Zoran Maki é composto por observância apenas no Girabola, que este ano vai ser
de grupos da Liga dos Cam- fazem a diferença nas res- Tony Cabaça, Neblú, Julião disputado em “contra-relógio”, enquanto a Taça de Angola
peões de futebol. pectivas posições. e N'sesane (guarda-redes), fica excepcionalmente a aplaudir da bancada, por decisão
No plantel de 30 jogado- “Sinceramente não está Dani Massunguna, Bobó, das 16 formações habilitadas a disputar o Campeonato
res, Paizo é o único caso clí- fácil. Todos os sectores estão Mingo Bille, Bonifácio, Isaac, Nacional, como se de uma liga de clube se tratasse, quando
nico. O lateral esquerdo equilibrados”, disse ao Jornal Paizo, Natael e Yisa (defesas), a federação ficou de braços cruzados e pernas traçadas a
recupera de uma lesão con- de Angola Ivo Taça, téc- Chow, Guelor, Catraio, Ibu- assobiar para o lado.
traída no jogo amistoso nico-adjunto. kun, Nelson da Luz, Gogoró, Dito isto, não basta à FAF comunicar ao clube prevaricador
diante do Desportivo da No treino de ontem, Zoran Medá, Buá, Mongo, Cirilo, de que informou a confederação do castigo, daí a retenção
Huíla, disputado durante o Maki não poupou os joga- Mário Balbúrdia e Macaia das licenças desportivas dos jogadores. O organismo reitor
estágio realizado em Ben- d o re s . A n te s t rab a l h o u (médios), Vanilson, Fofó, da modalidade no continente tem de dizer, com clareza,
guela. Depois da integração demoradamente a vertente Vado, Razak, Geraldo e Jac- se adopta ou não a sanção. Apenas presumir que a utilização
Petrolíferos aceleram o passo na segunda-feira, Fofó, física e a seguir repartiu o ques (avançados). dos faltosos pode dar lugar ao afastamento, será o repetir
para a estreia na Taça CAF do golo marcado na própria baliza pela federação.

Na sexta-feira, às 16h00,
o representante do Malawi NOVA ÉPOCA DE FUTSAL épocas, com o objectivo de
efectua o treino de reco-
JOSÉ SOARES | EDIÇÕES NOVEMBRO
qualificar os marinheiros TAÇA DE PORTUGAL
nhecimento do palco do para a próxima edição do
jogo. O corpo técnico deve Campeonato Nacional.
aproveitar para ajustar as
estratégias a serem utilizadas
“Kim Kim”, que saiu do
Polivalentes FC, em vias de Dragões recebem leões
no encontro. ser extinto, por dificuldades

Apito namibiano
financeiras, substituiu João
de Faria Calitoko. no terceiro jogo da época
Para apitar o jogo, a Confe- Vai ter como técnicos assis-
deração Africana de Futebol tentes Elias Pedro, Bumba FC Porto e Sporting voltam desaire a nível interno do
(CAF) nomeou um quarteto da Costa, Ruas Neto e José a encontrar-se, hoje às 21h15, Sporting, com a derrota por
de juízes da Namíbia, che- Chilundo. pela terceira vez na presente 2-0 em casa do Estoril.
fiado pelo árbitro Nehemia O treinador vai coordenar temporada e para a terceira Para os dragões será a
Shooveleke, que vai ter como também o futsal feminino da competição distinta. oportunidade para confirmar
assistentes David Shaanike Marinha. “A nova equipa téc- Depois dos duelos na Liga o bom resultado do final de
e Christof Vries. Jones Shon- nica quer um colectivo com NOS (0-0) e Taça da Liga (0- semana, com a vitória (3-1)
gedi é o quarto árbitro do jogo. Equipas luandenses contratam reforços a pensar no Nacional jovens promessas do futsal 0, com vitória leonina nos sobre o Sp. Braga, que serviu
Os juízes namibianos che- de Luanda”, destacou o vice- penáltis), os rivais encon- para colocar um ponto final
gam hoje ao princípio da presidente, Luís Amaro. tram-se no Dragão para a numa sequência de dois jogos
tarde a Luanda e vão estar
hospedados no Hotel Floresta,
em Talatona. O moçambicano
Kim Kim comanda A Marinha começa a pre-
paração amanhã ou sexta-
feira, às 18h30 no campo da
primeira “mão” das meias-
finais da Taça de Portugal de
futebol, numa partida na
sem vencer (empate com o
Sporting na Taça da Liga e
também com o Moreirense).
Filipe Johan, comissário ao
jogo, desembarca esta tarde
no Aeroporto Internacional
Marinha de Guerra Base Naval, na Ilha do Cabo.
Masculinos e femininos vão
treinar no período nocturno,
qual ambos os conjuntos vão
procurar garantir uma van-
tagem que possa ser impor-
Olhando para as equipas,
refira-se que o Sporting está
privado de Bas Dost e Poden-
4 de Fevereiro. Franklin Inácio “Kim Kim” vogal do Comité Desportivo às segundas, quartas e sextas. tante na tentativa de chegar ce, todos lesionados - há
O desafio com o Master é o novo treinador da equipa da força naval do país, no âm- Na abertura da temporada ao Jamor. ainda por esclarecer a situa-
Security é referente à primeira sénior masculina de futsal bito da renovação do corpo de Luanda, a Supertaça Carlos Um encontro que surge ção de Gelson Martins -, ao
“mão” da preliminar de apu- da Marinha de Guerra, anun- técnico para a presente época do Amaral Gourgel, a Marinha numa altura capital da tem- passo que o FC Porto não
ramento para a fase de grupos ciou segunda-feira ao Jornal de Luanda, que começa em vai defrontar a Coprat FC, porada, já que antecede pode contar com Danilo e
da 15ª edição da Taça Nelson de Angola, Amaro Luís, vice- Março. em masculinos, e o Exército, semanas de duelos europeus, tem em dúvida Iván Marcano
Mandela. presidente para as Modali- O treinador assinou um em femininos. mas também porque surge e André André, ambos por
António Cristóvão dades Colectivas e primeiro vínculo de trabalho de duas António Cristóvão no seguimento do primeiro problemas físicos.
PUBLICIDADE

QUA07FEV
ISSN 0446-9518

9 770446 951006

FINANCIAMENTO DE 70 MILHÕES DE DÓLARES


KINDALA MANUEL | EDIÇÕES NOVEMBRO FILHA
ALTO DA KAMWANGA
Luísa Rogério

Ministro da Economia
Auscultar empresários
Os empresários têm, ama-
Deveres, direitos
e estradas
nhã, mais uma oportunida-
de para fazerem as suas pro-
postas e dizerem como que-
rem que a economia do país
funcione, principalmente
quanto aos incentivos e Qualquer pessoa minimamente bem informada sabe que
apoios necessários para que está em curso o pagamento da taxa para todos automóveis
a sua participação na diver- e motociclos que entraram em circulação até ao dia 31 de
Ministro das Finanças e o representante da instituição financeira assinaram o acordo Dezembro do ano transacto. Pontualmente, a Administração
sificação económica seja
mais visível e efectiva. Geral Tributária (AGT), a Direcção Nacional de Viação e
Trânsito e o Fundo Rodoviário anunciaram medidas de im-

Banco Mundial apoia o FAS pacto. O Decreto Executivo do Ministério das Finanças de-
termina que, findo o período de três meses para o pagamento
da taxa, estipulado para 31 de Março próximo, os agentes
reguladores e demais entidades policiais vão intensificar
Madalena José e o director geral do Fundo do desenvolvimento de medidas rígidas de fiscalização. Quem estiver à margem da
lei vai submeter-se ao pagamento de pesadas multas. Todos
Grupo parlamentar de Apoio Social (FAS), San-
tinho Figueira.
capacidade de quadros
humanos”, informou Oli- esses factos mereceram destaque mediático.
Deputados interventivos O Decreto Executivo Conjunto nº 25/02, de 2 de Julho,
O Ministério das Finanças Oliver Godron afirmou ver Godron, para acres- não deixa margens para dúvidas. Assinala que antes de
O grupo parlamentar do e o Banco Mundial (BM) que o apoio tem um grande centar que o acordo visa reaverem a documentação apreendida por falta do selo
MPLA tem sido muito inter- assinaram ontem, em enfoque nas pessoas mais também apoiar a nova comprovativo da situação regular, os infractores terão que
ventivo nos últimos tem- Luanda, um acordo de necessitadas, além de fazer liderança do país a me- fazer o pagamento da taxa de circulação, à qual será
pos a propor ao Executivo financiamento de 70 mi- parte de um amplo pro- lhor desenvolver as polí- acrescida o valor de 50%. Só depois poderá pagar a multa
alguns caminhos para me- lhões de dólares, para grama de desenvolvimento, ticas do país. Oliver Go- decorrente da infracção. Muito bem! As leis existem para
lhorar a vida dos angola- ser cumpridas. Ademais, a taxa deve ser liquidada também
nos. Não passou desper-
apoiar a administração que o Governo angolano dron disse que há um gran-
local. O documento foi elaborou e que o Banco de compromisso do vice- para melhorar a qualidade do serviço público posto à dis-
cebida a redução proposta posição do contribuinte. Daí advém parte das verbas cana-
da verba da Sonangol a fa- assinado pelo ministro Mundial tem estado apoiar. presidente do Banco Mun-
lizadas para reparação e conservação das estradas. Os
vor da Educação e da Saú- das Finanças, Archer Man- Na semana passada, dial e afirmou que existem
cerca de 800 mil selos devem render aos cofres do Estado
de. É assim que tem de ser, gueira, pelo coordenador referiu, o Banco Mundial três projectos a serem im- uma quantia considerável.
para o bem de Angola. de programas do Banco assinou um acordo para plementados em Angola, Enquanto não se apuram os cifrões, os utentes de viaturas
Mundial para Angola, reforma do s e ctor da nomeadamente da Saú- e motociclos devem fazer o que lhes compete: pagar a taxa
Camarões, Guiné Equa- Saúde. “Foi uma solicita- de, Agricultura e no sector de circulação. Nada mais do que honrar compromissos. Ou
torial, Gabão, São Tomé ção do Governo que tem das Águas, para a locali- seja, cumprir deveres de cidadania. Na outra face desta si-
e Príncipe, Oliver Godron, como objectivo o reforço dade do Bita. tuam-se os direitos. Portanto, a partir do dia 31 de Março as
autoridades devem cobrar o devido aos infractores. E os
contribuintes têm o direito de reclamar do estado das vias.
A situação está péssima! Em
Luanda, a expressão “fronteira
BUREAU POLÍTICO DO MPLA Jornada Março Mulher,
do asfalto”, notabilizada pelo es-
que enaltece o papel da
Organização, em prol da
Há bairros em critor Luandino Vieira no acla-

FEDERAÇÃO DE FUTEBOL
Taça fica na bancada
Repatriamento de defesa dos direitos da po-
pulação feminina e incutir
a necessidade do empo-
que pontificam
mansões
mado “A Cidade e a Infância”,
vem perdendo sentido.
O belo postal de edifícios mo-
dernos é ensombrado por ruas
Por decisão dos clubes do
Girabola, a Taça de Angola,
a segunda prova de maior
capitais em análise deramento económico.
Na base deste instrutivo
está a melhoria da situação
subvalorizadas
por terem sido
esburacadas. Nas periferias mui-
tas ruas deixaram de se ser tran-
sitáveis para automóveis e mo-
impacto do futebol ango- O Secretariado do Bureau do BP, orientada pelo secre- social da mulher e o seu construídas em tociclos. Há bairros em que pon-
lano, fica na bancada a tificam mansões subvalorizadas
aplaudir o “contra-relógio”
Político do MPLA reflectiu tário-geral, Paulo Kasso- maior contributo no desen- “centralidades” por terem sido construídas em
ontem sobre os mecanis- ma, os participantes foram volvimento da sociedade,
marcado para acertar as
competições internas com mos para o repatriamento informados sobre o ponto os membros do Secreta- praticamente “centralidades” praticamente ina-
cessíveis. Fora das localidades o
a calendarização interna- de recursos financeiros de situação das discussões, riado do Bureau Político inacessíveis panorama é pavoroso. Numa al-
cional. Apesar da FAF agir detidos por angolanos no na especialidade, do OGE do MPLA foram informa- tura em que o custo dos bilhetes
como mera espectadora, exterior do país. de 2018. Na reunião, foi dos sobre as atribuições de passagem na transportadora
ensaios mostram que exis- De acordo com o comu- apreciado o Instrutivo do do Departamento de Infor- aérea nacional é mais alto para o interior do país do que para
tem tempo e espaço para nicado final da 2.ª reunião Secretariado Executivo mação e Propaganda do muitas rotas internacionais, viajar por estrada é a única al-
a disputa da Taça. ordinária do Secretariado Nacional da OMA sobre a Comité Central. ternativa para a maioria da população. São inumeráveis os
troços interditados. Obras de qualidade duvidosa e falta de
manutenção contribuíram para transformar vias rodoviárias
em pastagem para cabritos.
Sair de Luanda para o leste do país e vice-versa é enfrentar
TOLAS & PACHECO por Casimiro Pedro uma jornada de indecisão. Lamas, crateras e pontes partidas
são só alguns dos obstáculos a ultrapassar até ao destino.
O trajecto que liga a capital a Benguela e ao Huambo es-
conde crónicas inenarráveis. Por alguma razão é campeão
da sinistralidade. Já lhe chamam a estrada da morte. Con-
tam-se ao longo das estradas os postos de controlo policial.
A acção da polícia não deve ser apenas repressiva, mas
também pedagógica. Condutores de primeira viagem ten-
dem a confundir os sinuosos percursos fora das localidades
com estradas onde as “mbaias” e outras veleidades acon-
tecem sob o olhar silencioso das autoridades. As condições
degradantes das estradas nacionais, a iluminação escassa,
a falta de sinalização e de reflectores aumentam os riscos
de acidentes. Não resulta do acaso o facto de as estradas
angolanas se situarem, por anos seguidos, entre as mais
mortíferas do mundo.