Você está na página 1de 2

6 a Atividade PAD de MA044 - Cursão 2017

1. Toda função complexa diferenciável em um aberto tem série de Taylor Swift.

(a) Seja w C e defina s n =

n

k=0

w k . Mostre que s n = 1 1 w w n+1

(b)

Conclua que se |w| < 1, então, lim

n→∞ s n =

(c) Se |w| < R, onde R > 0, mostre que

n=0

1

1 w .

w n

R

R n =

R w .

.

(d) Mostre que, se |z z 0 | < |w z 0 |, então

1

w z =

n=0

(z

z 0 ) n

(w z 0 ) n+1 .

(e)

Seja f (z) uma função complexa diferenciável em um aberto A contendo z 0 e seja R > 0 tal que B(z 0 ; R) A. Defina γ(t) = z 0 + Re it com t [0, 2π]. Em cada ponto z B(z 0 ; R), podemos escrever:

f(z) =

f(w) 2πi γ w

1

z dw.

Argumente que, neste caso, para os valores de w onde se dá a integral, vale que |z z 0 | < |w z 0 |. Aplique o item anteiror e conclua que existem coeficientes a n tais que f pode ser escrita como:

(f)

f(z) =

n=0

a n (z z 0 ) n

na região |z z 0 | < R.

Supondo que pode-se derivar a série obtida no item acima termo a termo, encontre os coeficientes a n em função das derivadas de f em z 0 , e conclua, a partir disto, a fórmula integral de Cauchy generalizada:

f (n) (z 0 ) =

2πi γ (w z 0

n!

f(w)

) n+1 dw.

2. Toda função complexa com singularidade admite uma representação por série de potências negativas.

(a) Mostre que, se |w z 0 | < |z z 0 |, então

1

w z =

n=0

(w

z 0 ) n

(z z 0 ) n+1 .

(b)

Seja f (z) uma função complexa analítica no anel r < |z z 0 | < R e tal que z 0 é a única singularidade de f em B(z 0 ; R). Considere as curvas:

γ R (t) = z 0 + Re it

, t [0, 2π].

γ r (t) = z 0 + re it

, t [0, 2π].

(c)

(d)

(e)

α + (t) = z 0 + t

α (t) = z 0 + (R + r) t

, t [r, R].

, t [r, R].

Esboce seus traços e conclua que é possível tomar um caminho fechado que seja composto por estas quatro curvas e tal que f seja analítica na região englobada por este caminho (não é necessário fazer nenhuma conta, apenas um desenho). Chame este caminho completo de Γ.

Argumente que, se w está no traço de γ r , e z está no anel englobado por Γ, então |w z 0 | < |z z 0 |. Utilize o item (a) para concluir que:

γ

r

f(w) z dw =

w

n=1

γ

r

f(w) ) 1n dw

(w z 0

1

(z

z 0 ) n .

Repare na diferença dos sentidos de integração!

Utilize a fórmula integral de Cauchy para f dentro da região delimitada por Γ (ou seja, no anel) e abra a integral complexa sobre Γ na soma das integrais em γ R , γ r , α + , α . Mostre, utilizando o exercício anterior e o item anterior que:

Γ

f(w) z dw = w

n=0

(zz 0 ) n γ

f(w) (w z 0

n=1

z 0 ) n γ

1

f(w) (w z 0

R

) n+1 dw+

(z

r

) 1n dw.

A partir do item anteiror, conclua que se r < |z z 0 | < R, então:

f(z) =

n=−∞

a n (z z 0 ) n

com a n =

2πi γ

1

R

f(w) (w z 0

) n+1 dw.

* Chamamos a série que você encontrou no item anterior de série de Laurent de f em z 0 . Repare, em particular, que a integral de f sob qualquer curva que englobe a singularidade z 0 pode ser calculada através de 2πia 1 . Chamamos este coeficiente de resíduo de f em z 0 , denotado por Res(f ; z 0 ).

(f) Conclua que se γ é uma curva minimamente decente fechada que engloba as

singularidades {z 1 ,

, z m } de uma dada função f , então:

γ

f (z)dz = 2πi

m

k=1

Res(f ; z i ).

Este resultado é conhecido como o teorema dos resíduos.