Você está na página 1de 5

Resumo de Biologia

Unidade 0 - Diversidade na Biosfera

1) Biosfera

A terra não é só o terceiro calhou a contar do Sol. A


terra é um planeta muito particular. Ate ver, é o único
planeta que alberga vida e que alberga vida e que possui
uma geodinâmica ativa. Ora o que vamos estudar na
Biologia, não é mais que vida e a sua grande e maravilhosa
complexidade.

Quando falamos de biologia, associamos este termo


ao subsistema terrestre a Biosfera que é o subsistema que inclui o conjunto das regiões
da Terra onde existe vida. Dito, por outras palavras, a biosfera é o conjunto de todos os
ecossistemas existentes no nosso planeta. É um ecossistema global.

Mas afinal o que é a vida?

Toda a vida esta centrada numa minúscula estrutura – a célula. A vida evolui
devido ao desenvolvimento desta. Podemos concluir que a célula é a unidade
fundamental da vida. A célula em si, pode ser dividida em unicelular e multicelular.

Uma das características do Mundo vivo é um elevado nível de organização. A


organização biológica assenta numa hierarquia
de níveis estruturais de complexidade
crescente. A biosfera é o nível mais inclusivo da
hierarquia da organização biológica, que se
encontra resumida no esquema seguinte:

Átomo – Molécula – Célula – Tecido – Órgão –


Sistema de órgãos – Organismo – População –
Comunidade – Ecossistema – Biosfera.

O Ecossistema é formado pelo conjunto de todos os organismo, de uma


determinada área geográfica, e pelas interações que esses organismos estabelecem
entre si e com o meio abiótico (água, luz, solo) que os rodeia.

A Comunidade é o conjunto de todos os organismos de todas as espécies que


habitam uma determinada área. Uma comunidade é formada por populações.

A População é um grupo de indivíduos de uma determinada espécie.

Espécie é um conjunto de organismo com características morfológicas


semelhantes, capazes de se reproduzir e originar descendentes férteis.
Um ecossistema é formado por componentes abióticos e componentes bióticos.

Nos componentes abióticos podemos referir: a água, a luz do sol ao até o PH e o


solo. Nos componentes bióticos falamos sobre: os seres vivos e as suas relações inter e
intra especificas.

As cadeias alimentares são


ligações entre seres vivos que tem entre
si uma relação alimentar. De ser em ser
passa – se energia. Enquanto as teias são
um conjunto de cadeias alimentares.

Quando isto acontece há 3


grupos de seres: Os produtores
(produzem o alimento e a matéria
mineral para se alimentarem), os
consumidores (consumam outros seres
vivos. Podem ser herbívoros e carnívoros
e os decompositores (Transforma a matéria orgânica em mineral). As setas das cadeias
alimentares são fluxos de energia, portanto quanto mais longa for a cadeia maior é a
dissipação de calor. Os decompositores são importantes porque a eles se deve a
fluência da cadeia.

As teias alimentares são cadeias alimentares interligadas.

2) Célula

A célula é a unidade fundamental da vida. Ora com o desenvolvimento da


microscopia formulou – se a teoria base da biologia e da vida: a Teoria celular que
assenta nos 3 seguintes tópicos:

A célula é a unidade básica é estrutural de todos os seres


vivos,

Todas as células provem de células pré – existentes;

A célula é a unidade de reprodução, de desenvolvimento e de


hereditariedade dos seres vivos;

As células podem, entre si mesma, serem organizadas devido a sua estrutura.


Sendo as procarióticas as mais pequenas e mais simples e as eucarióticas
as mais complexas.

Células procarióticas

As células procarióticas são, de entre as células, as células mais


simples que existem. São de dimensões reduzidas, a sua estrutura só é
visível ao microscópio eletrónico e não têm membranas. Ex: Bactérias

Células eucarióticas
As células eucarióticas em si, são as mais complexas, o seu DNA é composto e
encontra – se maioritariamente organizado no interior do núcleo, são em volume mais
de 10000 vezes superiores às das células procarióticas, algumas estruturas podem ser
observadas a MOC;

o Célula animal

Têm forma irregular devido a ausência de


parede celular, não possuem cloroplastos,
geralmente, não possuem vácuolos e o núcleo
ocupa uma posição central.

o CélulaVegetal

Este tipo de células têm uma


forma rígida devido a presença de
parede celular, possui vacúolos de
grandes dimensões, possuem
cloroplastos para a realização de
fotossíntese.

As células são compostas pelas mais vários organitos e cada uma dessas coisas
têm uma função específica que ajuda na boa manutenção deste sistema que é a
manutenção da vida:
Membrana Celular: também denominada membrana plasmática e membrana
citoplasmatica é invisível ao MOC e delimita o meio extracelular (exterior) do
meio intracelular (interior). Permite a realização de trocas seletivas entre os
meios intra e extracelular.

Parede Celular: parede rígida que envolve as células vegetais e bactérias,


constituídas principalmente por fibras de celulose. Confere proteção e suporte.

Citoplasma: é limitado pela membrana plasmática e têm o aspeto de uma


massa semifunda, também denominada de hialoplasma, onde estão dispersas
os organelos. Constitui o meio fundamental das células, onde ocorrem, total ou
parcialmente, importantes vias metabólicas. Existe no meio do citoplasma e é
ele que faz de suporte mecânico e que mantêm a forma das células.

Núcleo: Rodeado pelo citoplasma e delimitado por involucro nuclear. A


membrana nuclear possui poros que permitem a comunicação entre o interior
do núcleo e o citoplasma. No interior do núcleo há um líquido, o nucleoplasma,
com cromatina – material genético. Por vezes, no interior do núcleo observa-se
uma massa esférica denominada nucléolo, constituído por proteínas e ácidos
nucleares. A sua função é controlar todas as atividades celulares.

Reticulo Endoplasmático: Sistema de sáculos, vesiculas e canalículos,


envolvidos na síntese de proteínas líquidos e hormonas. Intervém ainda no
transporte de outras substâncias. Existem dois tipos:

o Reticulo endoplasmático liquido;

o Reticulo endoplasmático rugoso: associado aos ribossomas.

Complexo de Golgi: conjunto de sáculos e de vesiculas que constituem uma


estrutura individualizada no interior do citoplasma. Os sáculos são estruturas
membranosas e achatadas, que constituem os seus elementos mais
característicos, está envolvido em fenómenos de secreção e está relacionado
com o reticulo endoplasmático.

Lisossomas: Estrutura esférica, rodeada por uma membrana simples, que


contém no seu interior enzimas que intervêm na decomposição de moléculas e
estruturas celulares.

Vacúolos: De tamanho variável e delimitados por uma membrana.


Representam armazéns de diferentes substâncias: água, gases, proteínas,
gorduras, pigmentos, açucares. Nas células vegetais são mais evidentes.

Mitocôndrias: As mitocôndrias possuem duas membranas, uma extensa e uma


interna. A membrana interna apresenta invaginação que dá origem às cristas
muito condirias. Estes organitos estão envolvidos em processos de obtenção de
energia, por parte da célula – respiração celular.

Cloroplastos: organelos que possuem uma dupla membrana, onde se


encontram os pigmentos fotossintéticos. São responsáveis pelo processo de
síntese de materiais orgânicos que ocorre nas células produtoras.
Centríolos: Estrutura de arranjo microtubular constituída por 9 grupos de 2
microtúbulos, apresentando o conjunto um aspeto cilíndrico. Intervém na
divisão celular.

Ribossomas: Pequenas estruturas não membranares, constituídas por duas


porções: a subunidade maior e a subunidade menor. Podem aparecer
associadas ao reticulo endoplasmático originando RER. São fundamentais para
a síntese de proteínas.

Você também pode gostar