Você está na página 1de 3

A Definição – primeira operação do espírito

O que é definir? (pergunta chave: “O que é?”)


É exprimir com precisão o que é uma coisa, sua natureza ou sua essência. É, portanto, um
conjunto de palavras que diz o mais perfeitamente e distintamente possível o que é a coisa.
Notas:
1. A idéia é intermediário entre a palavra e a realidade.
Realidade --- Idéia --- Palavras
Quando digo árvore, essa palavra ou som de voz é signo não imediatamente da realidade
da árvore que me é exterior, mas da idéia de árvore que está em mim. A realidade
desperta em nós o que se chama de idéia. Mas a nossa natureza humana mista (corpo e
alma), obriga a exprimir essa idéia puramente inteligível em um som de voz sensível e
perceptível.
2. A palavra se relaciona com a idéia de três maneiras diferentes:
unívoco: o nome de animal atribuído ao boi e ao cavalo.
Atribuído a diversos sujeitos mas com sentido idêntico.
equívoco: cão (animal) e cão (constelação)
Atribuído a diversos sujeitos em sentidos inteiramente diferentes.
análogo: se aplica a diversos sujeitos num sentido que não é nem absolutamente idêntico,
nem absolutamente diferente.
(Quando as coisas essencialmente diferentes têm entre si uma certa relação)

Modos de definir: definição por gênero e diferença e definição pelas quatro causas

Exemplos diversos
As quatro causas da ação humana (Aristóteles):
Formal: o plano daquilo que intentamos
Material: os componentes que empregamos
Eficiente: os métodos que usamos
Final: o objetivo, o propósito da ação.

Todas as conquistas do homem exibem quatro tipos de efeitos que, juntos, incluem todos os tipos
de conseqüências e experiências que nós encontramos(McLuhan):
Recuperação: qualquer coisa nova contém alguns elementos existentes do inventário cultural;
Melhoria: novas conquistas fornecem melhoria de desempenho comparadas às antigas;
Obsolescência: novas conquistas tornam modelos e versões prévias desatualizadas;
Reversão: tendemos a abusar do novo, até que esgotemos os seus benefícios e nos deparemos
com prejuízos.

Exemplo de definição pelas quatro causas:


Mostrando um (…), pergunta-se “o que é?”

(pedra): bauxita (causa material)


(figura matemática): pentágono regular (causa formal)
(quadro): Rembrandt (causa eficiente)
(compasso): serve para traçar círculos (causa final)

Exemplo da definição por gênero e diferença


O gênero é o que diz de uma maneira geral o que é uma coisa, enquanto a espécie diz
precisamente, distintamente o que ela é. (Vai-se, portanto, do mais geral para o mais particular).
Ex,:
Satélite… corpo (gênero) que gravita ao redor de um planeta (diferença)
Homem .. animal (gênero) racional (diferença especifica)
A Definição – primeira operação do espírito

O que é definir? (pergunta chave: “O que é?”)


É exprimir com precisão o que é uma coisa, sua natureza ou sua essência. É, portanto, um
conjunto de palavras que diz o mais perfeitamente e distintamente possível o que é a coisa.
Notas:
1. A idéia é intermediário entre a palavra e a realidade.
Realidade --- Idéia --- Palavras
Quando digo árvore, essa palavra ou som de voz é signo não imediatamente da realidade
da árvore que me é exterior, mas da idéia de árvore que está em mim. A realidade
desperta em nós o que se chama de idéia. Mas a nossa natureza humana mista (corpo e
alma), obriga a exprimir essa idéia puramente inteligível em um som de voz sensível e
perceptível.
2. A palavra se relaciona com a idéia de três maneiras diferentes:
unívoco: o nome de animal atribuído ao boi e ao cavalo.
Atribuído a diversos sujeitos mas com sentido idêntico.
equívoco: cão (animal) e cão (constelação)
Atribuído a diversos sujeitos em sentidos inteiramente diferentes.
análogo: se aplica a diversos sujeitos num sentido que não é nem absolutamente idêntico,
nem absolutamente diferente.
(Quando as coisas essencialmente diferentes têm entre si uma certa relação)

Modos de definir: definição por gênero e diferença e definição pelas quatro causas

Exemplos diversos
As quatro causas da ação humana (Aristóteles):
Formal: o plano daquilo que intentamos
Material: os componentes que empregamos
Eficiente: os métodos que usamos
Final: o objetivo, o propósito da ação.

Todas as conquistas do homem exibem quatro tipos de efeitos que, juntos, incluem todos os tipos
de conseqüências e experiências que nós encontramos(McLuhan):
Recuperação: qualquer coisa nova contém alguns elementos existentes do inventário cultural;
Melhoria: novas conquistas fornecem melhoria de desempenho comparadas às antigas;
Obsolescência: novas conquistas tornam modelos e versões prévias desatualizadas;
Reversão: tendemos a abusar do novo, até que esgotemos os seus benefícios e nos deparemos
com prejuízos.

Exemplo de definição pelas quatro causas:


Mostrando um (…), pergunta-se “o que é?”

(pedra): bauxita (causa material)


(figura matemática): pentágono regular (causa formal)
(quadro): Rembrandt (causa eficiente)
(compasso): serve para traçar círculos (causa final)

Exemplo da definição por gênero e diferença


O gênero é o que diz de uma maneira geral o que é uma coisa, enquanto a espécie diz
precisamente, distintamente o que ela é. (Vai-se, portanto, do mais geral para o mais particular).
Ex,:
Satélite… corpo (gênero) que gravita ao redor de um planeta (diferença)
Homem .. animal (gênero) racional (diferença especifica)
A Definição – primeira operação do espírito

Para que serve isso?


The combination of the four causes and the four effects is the most comprehensive
and capable framework that has been developed so far whereby to evaluate the
impacts and implications of new technologies.

Estrutura (Sistema) compreensiva para a interpretação de idéias:


( comprehensive framework for the interpretation of ideas)

information is sensible signage


The process of becoming informed therefore requires a combination of sentience
(receptivity), signs (structured stimuli), and a resulting changed sensibility
(cognizance)