Você está na página 1de 9

Ambiental

Preocupação universal com a tutela do meio ambiente: a importância


do direito ambiental.

1) Escreva sobre a preocupação universal com a tutela do meio ambiente


(docs internacionais importantes).

A partir da década de 1960 uma série de eventos contribuiu para o surgimento


da conscientização ambiental em todo o planeta. Descobertas como o buraco
na camada de ozônio, aquecimento global poluição, desmatamento, extinção
de espécies, seguidos de movimentos de resistência às tragédias ambientais
foram as fontes materiais do DA para a elaboração dos princípios de proteção
ambiental. Dentre os documentos resultantes desde então, estão a Declaração
Sobre o Meio Ambiente (1972), o Protocolo de Montreal (1989), Convenção
Sobre Diversidade Biológica, Agenda 21 (1992), Protocolo de Kyoto (1997).

2) Qual a importância do dir. ambiental? Comentar.

Direito ambiental é o meio jurídico que regula as relações entre meio ambiente
e atividades humanas. Assim, faz parte dos direitos transindividuais pela
abrangência do tema e por ser de interesse da sociedade global.

3) O que são direitos individuais homogêneos, coletivos e difusos? Comentar.

Direitos individuais homogêneos são aqueles decorrentes de origem comum.


Direitos coletivos são os transindividuais de natureza indivisível e que seja
titular grupo, categoria ou classe de pessoas ligadas entre si ou com a parte
contrária por uma relação jurídica base. Direitos difusos são os transindividuais
de natureza indivisível e que sejam titulares pessoas indeterminadas ligadas
por circunstâncias de fato.

Bem ambiental.

4) O que você entende por bem ambiental? Comentar e exemplificar.

É todo patrimônio material ou imaterial protegido por lei ou que tem


significado especial e possa ter proteção legal. Não se confundem com bens
públicos ou particulares uma vez que são essenciais à sadia qualidade de vida
e de uso comum do povo, ex.: oceanos, atmosfera, solo.

Conceito de meio ambiente. Conceituação e classificação jurídica.

5) O que é meio ambiente? Comentar.

Meio ambiente é o conjunto de componentes físicos, químicos, biológicos e sociais capazes de


causar efeitos diretos ou indiretos, em um prazo curto ou longo, sobre os seres vivos e as
atividades humanas. Atualmente, é o componente social que tem trazido maior alarde e danos ao
equilíbrio do meio ambiente pela sua magnitude.

6) Escreva sobre MA e sua classificação jurídica.

A Política Nacional do Meio Ambiente define meio ambiente como o conjunto de condições, leis,
influências e interações de ordem física, química e biológica, que permite, abriga e rege a vida em
todas as suas formas. É um conceito amplo que permite a extensão da proteção subdividindo-se
em ambiente natural, artificial, cultural e laboral.

O MA e a CF. CF e a tutela do MA. Competências constitucionais.


Princípios ambientais constitucionais.

7) Escreva sobre a relação e a importância da temática tutela do MA e a CF.

A CF em seu art. 225 tem por objeto a tutela do meio ambiente desvinculado
do instituto da posse e da propriedade, transcendendo o direito tradicional
denominando-se direitos difusos sendo, assim, de responsabilidade do Estado
e da sociedade. Por resguardar, também, os interesses das futuras gerações, a
tutela constitucional do MA torna-se um direito fundamental.

8) Escreva sobre as competências constitucionais em relação ao MA.

Aplica-se o princípio da predominância de interesses, de modo que as matérias


de interesse nacional cabem à União, as de interesse regional cabem aos
estados e os interesse locais aos municípios.

9) Indique, explique e exemplifique cada um dos princípios constitucionais.

Princípio do desenvolvimento sustentável.

Definido no art. 225, CF: Todos tem o direito ao MA ecologicamente


equilibrado..., impondo-se ao poder publico e à coletividade o dever de
defende-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações. Tem por
conteúdo a manutenção das bases vitais da produção e reprodução do homem
e de suas atividades, garantindo uma relação satisfatória entre este e o MA e
para que as futuras gerações possam desfrutar destes recursos, ex.: recursos
pesqueiros.

Princípio do poluidor-pagador.

Cabe ao agente o dever de prevenir (caráter preventivo) os danos decorrentes


de sua atividade e, ocorrido o dano, a sua reparação (caráter repressivo).
Determina a incidência de aspectos da responsabilidade civil objetiva aos
danos ambientais. Ex.: queimada com baixa umidade no ar.
Princípio da prevenção.

Princípio 15, Rio 92: Para proteger o MA, medidas de precaução devem ser
largamente aplicadas pelos estados. Em caso de risco de danos, a ausência de
certeza não deve servir de pretexto para procrastinar a adoção de medidas
efetivas. Adota-se este princípio diante da impotência do sistema jurídico em
restabelecer condições anteriores ao dano. É um dos mais importantes
princípios. Ex: APP’s

Princípio da participação.

O caput do art. 225, CF, consagra e impõe a atuação presente do Estado e da


sociedade civil na proteção ambiental. Portanto, cabe ao Poder Público e à
coletividade o dever de tutelar o MA. Ex.: Alerta de mortandade de peixes em
rios e lagos.

Princípio da ubiquidade.

Visa demonstrar qual é o objeto de proteção do MA, pois toda atividade


legiferante ou politica, sobre qualquer tema ou obra deve levar em conta a
preservação da vida e sua qualidade. De fato, não há como pensar no MA de
modo dissociado da sociedade, exigindo atuação globalizada e solidária. Ex.:
Chernobyl

A política nacional do MA. Princípios, objetivos e instrumentos.


SISNAMA e atribuições. Instrumentos da PN: licenciamento,
EIA/RIMA, RAP. Conceito de impacto ambiental.

10) Indique e explique os princípios da PNMA.

Princípio do desenvolvimento sustentável.

Definido no art. 225, CF: Todos tem o direito ao MA ecologicamente


equilibrado..., impondo-se ao poder publico e à coletividade o dever de
defende-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações. Tem por
conteúdo a manutenção das bases vitais da produção e reprodução do homem
e de suas atividades, garantindo uma relação satisfatória entre este e o MA e
para que as futuras gerações possam desfrutar destes recursos.

Princípio do poluidor-pagador.

Cabe ao agente o dever de prevenir (caráter preventivo) os danos decorrentes


de sua atividade e, ocorrido o dano, a sua reparação (caráter repressivo).
Determina a incidência de aspectos da responsabilidade civil objetiva aos
danos ambientais.
Princípio da prevenção.

Princípio 15, Rio 92: Para proteger o MA, medidas de precaução devem ser
largamente aplicadas pelos estados. Em caso de risco de danos, a ausência de
certeza não deve servir de pretexto para procrastinar a adoção de medidas
efetivas. Adota-se este princípio diante da impotência do sistema jurídico em
restabelecer condições anteriores ao dano. É um dos mais importantes
princípios.

Princípio da participação.

O caput do art. 225, CF, consagra e impõe a atuação presente do Estado e da


sociedade civil na proteção ambiental. Portanto, cabe ao Poder Público e à
coletividade o dever de tutelar o MA.

Princípio da ubiquidade.

Visa demonstrar qual é o objeto de proteção do MA, pois toda atividade


legiferante ou politica, sobre qualquer tema ou obra deve levar em conta a
preservação da vida e sua qualidade. De fato, não há como pensar no MA de
modo dissociado da sociedade, exigindo atuação globalizada e solidária.

11) Escreva sobre os objetivos da PNMA.

Objetiva a preservação, melhoria e recuperação da qualidade ambiental


propicia à vida, visando assegurar condições ao desenvolvimento
socioeconômico, aos interesses da segurança nacional e à proteção da
dignidade da vida humana.

12) Escreva sobre os instrumentos da PNMA.

São os mecanismos que tornam efetiva as ações atingindo o objetivo da PNMA.

São alencados em seu art. 9º: Estabelecer parâmetros de qualidade ambiental,


zoneamentos protegidos, licenciamentos, penalidades, relatórios de qualidade
ambiental, cadastros de poluidores/contaminantes

13)Escreva sobre SISNAMA, órgãos e atribuições.

Sistema Nacional do Meio Ambiente estabelece uma rede de órgãos


governamentais em diversos níveis federais, visando assegurar a eficiência da
PNMA.

Conselho de Governo. É o órgão superior de assessoramento do Presidente da


República na formulação de política nacional e diretrizes governamentais.
Conselho Nacional do Meio Ambiente, Conama. Órgão que assessora, estuda e
propõe ao Conselho diretrizes e edita normas complementares à lei.

Ministério do MA: O órgão central cujo objeto é planejar, coordenar,


supervisionar e controlar a politica nacional e as diretrizes governamentais
fixadas par o MA.

Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e do Recursos Naturais Renováveis,


Ibama. Responsável pela execução das normas estabelecidas pelo Conama em
âmbito federal.

Órgãos estaduais, Cetesb. Responsáveis pela execução de programas, controle


e fiscalização de atividades de risco ambiental nos estados.

Órgãos municipais, Secretarias municipais do MA. Responsáveis pela execução


de programas, controle e fiscalização de atividades de risco ambiental nos
municípios.

14) O que são direitos individuais homogêneos, coletivos e difusos? Comentar.

Direitos individuais homogêneos são aqueles decorrentes de origem comum.


Direitos coletivos são os transindividuais de natureza indivisível e que seja
titular grupo, categoria ou classe de pessoas ligadas entre si ou com a parte
contrária por uma relação jurídica base. Direitos difusos são os transindividuais
de natureza indivisível e que sejam titulares pessoas indeterminadas ligadas
por circunstâncias de fato.

15) Escreva sobre a importância do EIA/RIMA.

O EIA é um dos mais importantes instrumentos de proteção ambiental, tendo


por essência a prevenção do dano ambiental e pode compor uma das etapas
do licenciamento ambiental além de instituir a participação pública. O RIMA é
tem a função de tronar acessível o entendimento técnico do EIA para o público
retratando fielmente o conteúdo do EIA.

16)Escreva sobre o RAP e sua importância.

O Relatório Ambiental Preliminar – RAP é um estudo da viabilidade ambiental


de empreendimentos ou atividades potencialmente poluidoras ou causadoras
de degradação do meio ambiente. Contempla análise qualitativa do meio físico,
biológico e socioeconômico e faz uma avaliação dos impactos decorrentes do
empreendimento, com a definição de medidas mitigadoras e de controle
ambiental. É de âmbito estadual e pontual e equivale ao EIA.
17)Conceitue sobre impacto ambiental.
É toda interferência de atividades humanas em determinada área e que
acarreta algum grau de dano ambiental (impacto ambiental) podendo ter
abrangência local, regional ou até global.

Considerações gerais sobre a tutela penal e administrativa do MA.


Infrações penais por danos ao MA.

18) Dissertação: Infrações penais por danos ao MA. Infrações administrativas


e processo administrativo.

O art. 225, § 3º da CF, estabeleceu a tríplice responsabilidade para qualquer


pessoa física ou jurídica que praticar conduta ou atividade lesiva ao meio
ambiente estará sujeita às sansões penais, administrativas e civis. As sanções
penais e administrativas derivadas de condutas e atividades lesivas ao meio
ambiente estão dispostas na Lei nº 9605/98 ou lei de crimes ambientais.
Assim, estabelece as penas restritivas de direitos, penas pecuniárias,
suspensão de atividades, etc. protegendo o ambiente natural, cultural e
artificial. O processo inicia-se com o inquérito civil que poderá subsidiar o
processo penal. A 9605/98 é subsidiada pela 9099/95, pelo Código Penal e
pelo Código de Processo Penal.

19) Dissertação: Infrações administrativas e processo administrativo.

Infrações administrativas representa toda ação ou omissão que viole as regras


jurídicas de uso, gozo, promoção, proteção e recuperação do meio ambiente,
não visando apenas a repressão dos efetivos prejuízos, mas também coibir
condutas potencialmente danosas aos recursos ou que violem as normas
ambientais em vigor.

Tutela civil ambiental. Responsabilidade civil (por danos ao MA):


patrimonial e extrapatrimonial. Desconsideração da personalidade
jurídica.

20) Dissertação: Responsabilidade civil por danos ao MA: patrimonial e


extrapatrimonial. Desconsideração da personalidade jurídica.

A responsabilidade civil designa a responsabilidade vinculada à obrigação de


reparar os danos causados ao ambiente decorrente da violação de outro dever
jurídico. A responsabilidade civil é objetiva e solidária. A responsabilidade civil
patrimonial é aquela que pode ser avaliada pois atinge bem material. Por sua
vez, as de ordem extrapatrimoniais causam danos a direitos transindividuais.
Ao ser solidária, a responsabilidade civil estende-se às pessoas físicas que
administram a empresa.
Proteção do ambiente artificial. Uso e parcelamento do solo. Estatuto
da Cidade(visão geral)

21) Defina MA artificial.

É o espaço urbano/rural construído consistindo no conjunto de edificações


(espaço urbano fechado) e pelos equipamentos públicos (espaço urbano
aberto).

22) Escreva sobre o conceito e problemática do uso e parcelamento do solo.

Parcelamento do Solo significa dividir uma área (desmembramento,


loteamento). Há padrões para as diferentes zonas da cidade definidos não
apenas pelo Plano Diretor, mas também por leis estaduais e federais. Os
parcelamentos poderão ser feitos de diversas formas. Uso do solo é o conjunto
de atividades de uma sociedade sobre determinada área.

A problemática decorre da densificação em meio urbano sem o devido


planejamento (coleta e tratamento de esgotos, transporte, favelas, trabalho) e
do uso inadequado quando em meio rural acarretando perda e contaminação
de solo, desmatamento, secagem de nascentes, uso de agrotoxinas.

23) O que você entende por Estatuto da Cidade? Qual a sua importância e
conteúdo? Comentar.

Estatuto da Cidade (10257/2001) é a lei que estabelece normas de ordem


pública e interesse social que regulam o uso da propriedade urbana em prol do
bem coletivo, da segurança e do bem-estar dos cidadãos, bem como do
equilíbrio ambiental. É ela que normatiza a urbanização nacional, sendo
complementada pelo plano diretor obrigatório para municípios com mais de 20
mil habitantes ou conturbações.

Proteção do ambiente cultural. Tombamento.

24) O que você entende por proteção do ambiente cultural. Comentar.

É a proteção assegurada constitucionalmente de bens de natureza material e


imaterial, tomados individualmente ou em conjunto, portadores de referência à
identidade, à ação, à memória dos diferentes grupos formadores da sociedade
brasileira.

25) O que você entende por tombamento? Qual a sua importância e conteúdo?
Comentar.

Tombamento é um dos institutos com assento constitucional destinados a


assegurar a preservação de um bem de valor cultural ou natural. Através dele,
o Poder Público exerce a efetiva tutela do patrimônio ambiental (cultural e
natural), protegendo os documentos, obras e locais de valor histórico,
paisagístico, estético e arqueológico. Sua importância esta no fato de guardar
a memória do seu povo.

Aspectos da tutela pré-processual do MA. Aspectos gerais do inquérito


civil. Ajustamento de conduta.

26) Dissertação: Aspectos da tutela pré-processual do MA.

A CF consagra o inquérito civil para a proteção ambiental. É instrumento


dispensável. Esta a cargo do Ministério Público e destina-se a colher elementos
de convicção do fato para a proposição de ação civil pública. Se comprovado,
pode-se existir o TAC-Termo de ajustamento de conduta que é um acordo
extrajudicial que versa sobre a composição do dano ambiental na esfera
coletiva.

27) Escreva sobre os aspectos gerais do inquérito civil.

O inquérito civil é um procedimento destinado a fornecer provas e demais


elementos de convicção que fundamentem a ação do Ministério Público na
defesa de valores, direitos e interesses metaindividuais e, por isso, tem
natureza inquisitorial. A instauração do inquérito é de ordem exclusiva do
Ministério Público e opcional. Sua conclusão se dá com a ação civil pública ou
coletiva ou com o seu arquivamento.

28) O que você entende por Termo de Ajustamento de Conduta? Qual a sua
importância e conteúdo? Comentar.

Os termos de ajustamento de Conduta ou TACs, são documentos assinados por


partes que se comprometem, perante os procuradores, a cumprirem
determinadas condicionantes, de forma a resolver o problema que estão
causando ou a compensar danos e prejuízos já causados. Os TACs antecipam a
resolução dos problemas de uma forma muito mais rápida e eficaz do que se o
caso fosse a juízo.

Aspectos da tutela processual do MA. Aspectos gerais das ações


coletivas: Ação Civil Pública.

29) Dissertação: Aspectos da tutela processual do MA.

O artigo 129, inciso III, da CF, prevê como uma das funções institucionais do
Ministério Público promover a ação civil pública para a proteção dos interesses
difusos e coletivos. É o meio processual de defesa ambiental mais utilizado e
talvez mais importante. A ação popular também é um dos meios de acesso a
tutela jurisdicional, e visa à proteção do meio ambiente, a CF alargou o alcance
dessa modalidade de ação, possibilitando aos cidadãos em geral, a busca da
proteção jurisdicional, para preservação de bem de interesse coletivo.

30) O que você entende por aspectos gerais das ações coletivas? Qual a sua
importância e conteúdo com destaque a ação civil pública? Comentar.

No âmbito do direito transindividual, poderemos ter basicamente quatro tipos


de ações: Ação Popular, Mandado de Segurança Coletivo, Ação Civil Pública e
Ação Civil Coletiva. Cabe defesa coletiva quando houver interesses coletivos,
interesses difusos ou individuais homogêneos. Cabe ao MP a propositura de
tais ações sendo opcional o inquérito civil. A ação civil pública esta prevista na
CF e é disciplinada na Lei nº 7347/85. Cabe ao MP e outras entidades
legitimadas para a defesa de interesses transindividuais.