Você está na página 1de 16

03/02/2018

Disjuntores

As pessoas, os animais e os bens devem ser protegidos contra os efeitos negativos


de temperaturas ou solicitações eletromecânicas resultantes de sobrecorrentes a
que os condutores vivos possa ser submetidos

A NBR considera dois tipos de sobre correntes:

-Sobrecorrentes
- curto circuito

Disjuntores

Sobrecorrentes: são correntes elétricas cujos valores excedem o valor da


corrente nominal

As sobrecorrentes são originadas por:

• Solicitação do circuito acima das características do projeto


(sobrecargas);

• Falta elétrica (curto-circuito)

1
03/02/2018

Disjuntores – Prescrições NBR 5410

Correntes de Sobrecarga

As correntes de sobrecargas são caracterizadas pelos seguintes fatores:

• Provocam, no circuito, correntes superiores à corrente nominal;

• Provoca solicitações dos equipamentos acima de suas capacidades nominais;

• Devido a instalação de cargas de potência nominal acima dos valores


previstos no projeto

As correntes de sobrecargas são extremamente prejudiciais ao sistema


elétrico. Provocam a elevação da corrente do circuito a valores que
podem chegar até dez vezes o valor da corrente nominal, produzindo com
isso efeitos térmicos altamente danosos aos circuitos.

Disjuntores – Prescrições NBR 5410

Corrente de Curto-Circuito

As correntes de curtos-circuitos são provenientes de falhas ou defeitos


graves da instalação, tais como:

Falha ou rompimento da isolação entre fase e terra;


Falha ou rompimento da isolação entre fase e neutro;
Falha ou rompimento da isolação entre fase distintas.

Como consequência, produzem correntes extremamente elevas, na ordem


de 1000% a 10000% do valor da corrente nominal do circuito.

2
03/02/2018

Proteção contra sobrecorrentes

Disjuntores Termomagnéticos

Os disjuntores são dispositivos que garantem, simultaneamente, a


manobra e a proteção contra correntes de sobrecarga e contra
correntes de curto-circuito

Disjuntor Termomagnético

Proteção contra sobrecorrentes

Disjuntores Termomagnéticos

Em resumo, os disjuntores cumprem três funções básicas:

• Abrir e fechar os circuitos (manobra);

• Proteger a fiação, ou mesmo os aparelhos, contra sobrecarga por meio


do seu dispositivo térmico;

• Proteger a fiação contra curto-circuito por meio do seu dispositivo


magnético

3
03/02/2018

Proteção contra sobrecorrentes

Disjuntores Termomagnéticos

Vantagem: permite o religamento do circuito sem necessidade de


substituição de componentes;

Característica do Disjuntor: caso o defeito na rede persista no momento do


religamento, o disjuntor desligará novamente;

Assim, ele não deverá ser manobrado até que se elimine o problema do
circuito

Nota: os disjuntores termomagnéticos deve ser ligados aos condutores


fase dos circuitos

Disjuntores

Proteção contra fuga de corrente

Disjuntor Diferencial Residual (DR): Este dispositivo tem por finalidade a


proteção de vidas humanas contra acidentes provocados por choques, no
contato acidental com redes ou equipamentos elétricos energizados. A
prática mostra que não se pode evitar que ocorra uma certa corrente de
fuga natural para a terra, apesar do isolamento da instalação. Quando a
corrente de fuga atinge valor que possa comprometer a segurança para
seres humanos (30 mA) e instalações industriais (500 mA), o dispositivo
atua, desligando o circuito.

4
03/02/2018

Disjuntores

A NBR 5410:2004 estabelece condições que devem ser cumpridas


para que haja uma perfeita coordenação entre os condutores vivos de
um circuito e o dispositivo que os protege contra correntes de
sobrecarga e contra curto-circuitos.

A NBR 5410:2004, item 5.3.4, diz que devem ser previstos


dispositivos de proteção para interromper toda corrente de sobrecarga
nos condutores dos circuitos antes que ela possa provocar um
aquecimento prejudicial à isolação, aos terminais ou às vizinhanças das
linhas

Disjuntores

A NBR 5410 desde 1997: a utilização de proteção diferencial residual


(disjuntor ou interruptor, IDR) de alta sensibilidade em circuitos
terminais que sirvam a :

-Tomadas de corrente em cozinhas, copas- cozinhas, lavanderias, áreas


de serviço, garagens e, no geral local interno em uso normal ou sujeito a
lavagens;

-Tomadas de correntes em áreas externas;

-Tomadas de corrente que, embora instaladas em áreas internas,


possam alimentar equipamentos em áreas externas;

-Pontos situados em locais contendo banheira ou chuveiro

Os circuitos não relacionados nas recomendações e exigências acima


poderão ser protegidos apenas por disjuntores termomagnéticos

5
03/02/2018

Disjuntores

Disjuntores

Proteção contra as sobrecargas

Para que a proteção contra sobrecargas fique assegurada, as


características de atuação do dispositivo destinado a provê-la devem ser
tais que:

Onde:

IP é a corrente de projeto do circuito (a norma trata como IB)

IZ é a capacidade de condução de corrente dos condutores, nas condições


previstas para sua instalação ( tabelas 36 a 39 da NBR 5410:2004);

IN é a corrente nominal do dispositivo de proteção (ou corrente de ajuste,


para dispositivos ajustáveis), nas condições previstas para sua instalação
(equivale a corrente do disjuntor ou do fusível)

I2 é a corrente convencional de atuação, para disjuntores, ou corrente


convencional de fusão, para fusíveis

6
03/02/2018

Disjuntores

Proteção contra as sobrecargas

Para que a proteção contra sobrecargas fique assegurada, as


características de atuação do dispositivo destinado a provê-la devem ser
tais que:

Nota: A condição b) é aplicável quando for possível assumir que a


temperatura limite de sobrecarga dos condutores não seja mantida por
um tempo superior a 100 h durante doze meses consecutivos ou por 500 h
ao longo da vida útil do condutor. Quando isso não ocorrer a condição b)
deve ser substituída por:

Disjuntores

Condições de atuação contra sobrecarga

Escala de
corrente

7
03/02/2018

Disjuntores

As correntes características do conjunto “condutores-dispositivos”de


proteção devem atender às seguintes condições:

1. A corrente nominal do dispositivo de proteção, IN, não deve ser inferior à


corrente de projeto do circuito, IB, assim evita-se a atuação do dispositivo
quando o circuito funciona normalmente

Disjuntores

As correntes características do conjunto “condutores-dispositivos”de


proteção devem atender às seguintes condições:

2. A corrente nominal do dispositivo de proteção, IN, não deve ser superior


à capacidade de condução de corrente, IZ, dos condutores, assim o disjuntor
deve ficar “sobrecarregado”quando ocorrer uma sobrecarga o circuito;

8
03/02/2018

Disjuntores

As correntes características do conjunto “condutores-dispositivos”de


proteção devem atender às seguintes condições:

3. A corrente de projeto do circuito, IB, não deve ser superior à capacidade


de condução de corrente dos condutores, IZ

Disjuntores

Tabelas de capacidade de condução dos disjuntores termomagnéticos

9
03/02/2018

Disjuntores

Proteção contra fuga de corrente

• O DR individual deve ter a corrente nominal In equivalente ao disjuntor do


circuito;

• Quanto a corrente diferencial- residual de atuação, ela pode ser de alta


sensibilidade (I∆N ≤ 30mA) ou de baixa sensibilidade (I∆N > 30mA)

•O dispositivo DR de alta sensibilidade ((I∆N ≤ 30mA) é destinado à proteção


contra contatos diretos e indiretos;

•O dispositivo DR de baixa sensibilidade (I ∆N > 30mA) é destinado a proteção


contra contatos indiretos e incêndio. Comercialmente, ele é especificado por

(I∆N ≤ 300 mA ou I∆N ≤ 500mA)

Disjuntores

Proteção contra fuga de corrente

Qualquer que seja o esquema de aterramento da edificação, ela deve possuir


proteção DR de alta sensibilidade (I∆N ≤ 30mA) em :

• circuitos de pontos de utilização situados em locais com banheira ou chuveiro;

• circuitos de tomadas e de iluminação localizadas em áreas externas;

•Circuitos de pontos de utilização situados em dependências internas ou


molhadas ou sujeitas a lavagens como cozinha, copa cozinha, lavanderia, áreas
de serviço e garagem, admitindo-se a exclusão dos pontos de iluminação
posicionados a uma altura igual ou superior a 2,5 m.

10
03/02/2018

Disjuntores

Proteção contra fuga de corrente

O DR de baixa sensibilidade, I∆N ≤ 300 mA ou I∆N ≤ 500mA, é destinado


principalmente a limitação de falta ou fuga à terra de locais que processam ou
armazenam produtos inflamáveis, como papel, palha, madeira, plástico etc.

Disjuntores

11
03/02/2018

Disjuntores

Memorial de cálculo e Descritivo

1- Dados Gerais

Responsáveis pelo projeto


Proprietário
Localização

2- Apresentação

Este memorial tem como objetivo complementar as informações apresentadas


nas plantas referentes ao projeto elétrico anexo.
O referido projeto visa suprir as necessidades da instalação de .......

12
03/02/2018

Memorial de cálculo e Descritivo

3 – Considerações gerais

Para elaboração deste projeto, foi utilizado consultas a NBR 5410.......

4- Cálculo

4.1 Levantamento de carga


Realizado através dos critérios de: quantidades mínima de ponto de luz;
quantidades mínimas de TUG’s; potencia mínima de iluminação e potencia mínima
de TUE.

Tabela 1
Dependência Área (m2) Cálculo da Potencia total
iluminação

Memorial de cálculo e Descritivo

4.2 Quantidades de tomadas de uso geral TUG’s

4.3 Tomadas de uso específico (TUE)

13
03/02/2018

Memorial de cálculo e Descritivo

4.1.2 Quantidade de ponto de luz


Para os comodos x, y foram previstos mais de um ponto de luz
Para os comodos s, e foram previstos pontos a mais do especificado pela NBR
5410

4.2 Quantidades de tomadas de uso geral TUG’s

4.3 Tomadas de uso específico (TUE)

Tabela 2

Dimensões Quantidades Previsão de Descrição


carga
Dependência Área Perímetro TUG’s TUE’s TUG’s TUE’s
m2 (m)

Memorial de cálculo e Descritivo

5.0 Levantamento da Potencia total

5.1 Cálculo da potencia ativa de iluminação, tomadas de uso geral (TUG’s),


tomadas de uso específico (TUE’s)

5.2 Cálculo da potencia ativa total

Potência ativa de iluminação


Potência ativa de TUG’s
Potência ativa de TUE’s
POTÊNCIA ATIVA TOTAL

6.0 Cálculo demanda

14
03/02/2018

Memorial de cálculo e Descritivo

7.0 Divisão da Instalação elétrica em circuitos

Tabela 3

Memorial de cálculo e Descritivo

8.0 Cálculo da corrente de dos circuitos terminais

9.0 Dimensionamento da fiação dos circuitos

9.1 Dimensionamento do condutor fase

9.1.1 Condução de corrente


9.1.2 Queda de tensão
9.1.3 seção mínima dos condutores

9.2 Dimensionamento do neutro


9.3 Dimensionamento do proteção

15
03/02/2018

Memorial de cálculo e Descritivo

10. Dimensionamento dos disjuntores aplicados aos circuitos terminais

10.1 Dimensionamento dos disjuntores para o quadro de distribuição

OBS: essa tabela deve estar na planta de instalação elétrica, bem como a
tabela de simbologia

16