Você está na página 1de 7

Material complementar da vídeo aula por Mateus Starling.

Modos da escala menor melódica:

Vamos analisar a escala menor melódica e ver os modos mais usados da mesma para sobrepor
acordes.

A escala menor melódica inicialmente é usada sobre o acorde Xm7M, ou seja, usaríamos Do
menor melódica sobre o acorde de Cm7M.

Este acorde também pode reter a escala menor harmônica, pois tanto a escala menor
melódica quanto a escala menor harmônica possuem em sua formação as notas da tétrade em
questão (1 b3 5 7).

Vemos abaixo que a diferença entre a escala menor melódica e menor harmônica se da apenas
no sexto grau, mas mesmo assim temos uma diferença significativa tanto na sonoridade
quanto no uso do campo harmônico.

melódica 1 2 b3 4 5 6 7
harmônica 1 2 b3 4 5 b6 7

Primeiramente vamos aprender os 5 modelos na escala menor melódica no tom de C.


O primeiro ponto é aprender a escala menor melódica nos 5 modelos e ser capaz de coloca-los
nas 12 tonalidades e para isso utilize o ciclo de quartas.

1) Suba e desça no mesmo tom e depois mude para o próximo tom do ciclo de quartas.

Desça e suba em C menor melódica. Mantendo a mesma região suba e desça em F menor
melódica, depois continue o processo dentro do ciclo de quartas.

2) Utilizando o playback com ciclo de quartas em acordes menores que tem a duração de 4
compassos em cada acorde do ciclo (mesmo playback que você usou para praticar os modos
gregos menores) improvise a vontade mantendo a região.

3) Mantendo o ciclo de quartas, suba em um tom e desça no outro.

Agora vamos pensar nos modos da escala menor melódica que é um pouco mais complexo do
que os modos da escala maior, por isso precisamos de mais atenção.

Apesar da escala menor melódica estar menos presente na musica popular como um todo,
quase todos os modos da mesma são bastante usados, principalmente no jazz, portanto,
vamos analisar cada modo individualmente e iremos escolher os mais populares para praticar
individualmente.
Vejamos abaixo a tabela com cada um dos 7 modos gerados pelas 7 notas da escala menor
melódica.

Acima temos o nome correspondente ao grau e abaixo coloquei a tétrade gerada do


empilhamento de terças.

Você deve praticar isoladamente cada um dos modos e ver a sonoridade de cada um deles.
Faremos isso agora sem pensarmos no ciclo de quartas, apenas tocando a escala sobre um
acorde estático.

Não precisamos mais praticar a escala menor melódica sobre o próprio acorde Im7M pois já
fizemos isso no ciclo de quartas, mas façamos agora nos outros graus.

1) Sobre o acorde Dm7 vamos tocar a escala de C menor melódica (frígio 6).

- Arpejo do primeiro grau: Dm7

Notas do modo Frígio 6: 1 b2 b3 4 5 6 b7

2) Sobre o acorde Eb7M(#5) vamos tocar a escala de C menor melódica (lidio #5).

- Arpejo do primeiro grau: Eb7M(#5)

Notas do modo lídio #5: 1 2 3 #4 5 6 7

- Exemplo no vídeo.

3) Sobre o acorde F7 vamos tocar a escala de C menor melódica (Mixo #11).

- Arpejo do primeiro grau: F7

Notas do modo mixo #11: 1 2 3 #4 5 6 b7

- Exemplo no vídeo.
4) Sobre o acorde G7 vamos tocar a escala de C menor melódica (Mixo b6).

- Arpejo do primeiro grau: G7

Notas do modo mixo b6: 1 2 3 4 5 b6 b7

- Exemplo no vídeo.

5) Sobre o acorde Am7b5 vamos tocar a escala de C menor melódica (locrio 9).

- Arpejo do primeiro grau: Am7b5

Notas do modo lócrio 9: 1 2 b3 4 b5 b6 b7

- Exemplo no vídeo.

6) Sobre o acorde B7(alt)* vamos tocar a escala de C menor melódica (Escala alterada).

OBS: Temos como alterada as tensões seguintes tocadas juntos ou de forma isolada: b9, #9,
#11, #5 (b13). No vídeo falo mais sobre isso.

- Arpejo do primeiro grau: B7(#5)

Notas do modo alterado: 1 b9 #9 3 #11 b13 b7

- Exemplo no vídeo.

OBS: Pratique cada um dos modos individualmente e no ciclo de quartas.

Vamos pensar também no uso da sobreposição das tríades e das tétrades para obter
resultados interessantes já que a sobreposição de arpejos é uma excelente oportunidade para
se obter uma sonoridade mais vertical e menor horizontal.

Vamos ver agora sobre cada modo como ficam as sobreposições e extrair umas mais
interessantes:

OBS: Você vai necessitar aprender os arpejos com sétima e quinta aumentada, você já sabe os
modelos das tríades aumentadas, apenas acrescente a sétima maior ou então pense nos
modelos das tétrades com sétima maior e acrescente a quinta aumentada.
Vejamos agora algumas tensões geradas com a sobreposição das tríades e tétrades de alguns
dos modos.

1) Vejamos as tétrades disponíveis sobre a escala C menor melódica e as tensões geradas:

Dm7 = 9, 11, 13, 1

Eb7M(#5) = b3, 5, 7, 9

F7 = 11, 13, 1, b3

G7 = 5, 7, 9, 11
Am7b5 = 13, 1, b3, 5

Bm7b5 = 7, 9, 11, 13

OBS: Não irei fazer este mesmo esquema sobre o modo frígio 6 por ser menos usado, mas
você pode deduzir em casa.

2) Vejamos as tétrades disponíveis sobre o modo Eb lídio #5 e as tensões geradas:

F7 = 9, #11, 13, 1

G7 = 3, #5, 7, 9

Am7b5 = #11, 13, 1, 3

Bm7b5 = #5, 7, 9, #11

Cm7M = 13, 1, 3, #5

Dm7 = 7, 9, #11, 13

3) Vejamos as tétrades disponíveis sobre a escala F7 mixo #11 e as tensões geradas:

G7 = 9, #11, 13, 1

Am7b5 = 3, 5, b7, 9

Bm7b5 = #11, 13, 1, 3

Cm7M = 5, b7, 9, #11

Dm7 = 13, 1, 3, 5

Eb7M(#5) = b7, 9, #11, 13

OBS: Não irei fazer este mesmo esquema sobre o modo mixo b6 e nem no lócrio 9, mas você
pode deduzir em casa.

4) Vejamos as tétrades disponíveis sobre a escala de B7 alterada e as tensões geradas:

Bm7b5 = 1 #9 #11 b7

Cm7M = b9, 3, b13, 1

Dm7 = #9, #11, b7, b9


Eb7M(#5) = 3, b13, 1, #9

F7 = #11, b7, b9, 3

G7 = b13, 1, #9, b7

Am7b5 = b7, b9, 3, b13

EXEMPLO DE SOBREPOSIÇÃO DE TÉTRADES E TRÍADES:

Os Exemplos abaixo estão dentro do campo harmônico de Cm melódica, portanto, estamos


usando todas as tríades e tétrades disponíveis e que podem ser usadas sobre qualquer um dos
acordes, modos ou progressões que possuem os acordes.