Você está na página 1de 4

I – DADOS CADASTRAIS

Nome da Entidade Portas Abertas


Responsável Emerson S. Machado
Endereço Rua Professor Fernando Luz, 578, Cristo Rei, DD.
Contato 71 98515-1011

II – HISTÓRICO

A Comunidade Portas Abertas é uma entidade civil e sem fins lucrativos criada
em 10 de Agosto de 2013, que tem como finalidade o amparo a recuperação
física, moral, e social de pessoas em vulnerabilidade social. A Comunidade
Portas Abertas, conforme o seu Estatuto tem como principais atividades
reabilitar dependentes químicos; criar cursos profissionais e culturais; estimular
a parceria, o diálogo local e solidariedade entre os diferentes segmentos
sociais, participando junto a outras entidades que visem interesses comuns e
promover socorro urgente e em casos especiais.

III – DESCRIÇÃO DO PROJETO

TÍTULO: PROJETO PORTAS ABERTAS

IDEALIZADORES: EMERSON MACHADO E EVERTON COSTA

O Projeto Portas Abertas é um trabalho social de caráter filantrópico que visa o


atendimento de crianças e adolescentes carentes da comunidade do Jacumirim
no bairro Cristo Rei, em Dias d’Ávila, proporcionando aulas de Muay Thay a
princípio, e logo podendo se estender para outras artes marciais.

IV - JUSTIFICATIVA

As desigualdades sociais não são mais suficientes para explicar as


situações de risco e abandono em que vivem crianças e adolescentes em
nosso país, e que propiciam marginalização, exclusão e perda dos direitos
fundamentais. Estas situações repousam principalmente sobre os fenômenos
de vulnerabilidade social, ruptura e crise de identidade pelos quais passa a
sociedade, ou seja, estão relacionadas ao enfraquecimento das redes sociais
e, portanto, a um forte sentimento de solidão e vazio de existência.
As crianças e adolescentes que se encontram em situação de
vulnerabilidade social são aquelas que vivem negativamente as conseqüências
das desigualdades sociais; da pobreza e da exclusão social; da falta de
vínculos afetivos na família e nos demais espaços de socialização; da
passagem abrupta da infância à vida adulta; da falta de acesso à educação,
trabalho, saúde, lazer, alimentação e cultura; da falta de recursos materiais
mínimos para sobrevivência; da inserção precoce no mundo do trabalho; da
falta de perspectivas de entrada no mercado formal de trabalho; da entrada em
trabalhos desqualificados; da exploração do trabalho infantil; da falta de
perspectivas profissionais e projetos para o futuro; do alto índice de reprovação
e/ou evasão escolar; da oferta de integração ao consumo de drogas e de bens,
ao uso de armas, ao tráfico de drogas.

Diante deste quadro caótico que os nossos jovens se encontram, o Projeto


Portas Abertas tem por foco viabilizar a constituição de espaço para a
convivência, formação para a participação e cidadania, contribuindo para o
processo de autonomia, inclusão social e convivência comunitária de jovens e
adolescentes em situação de vulnerabilidade pessoal e social da comunidade
do Jacumirim, bairro do Cristo Rei.

V – OBJETIVOS DO PROJETO

V. I – OBJETIVO GERAL

Contribuir para que os jovens e adolescentes da comunidade do Jacumirim


(Cristo Rei) saiam da condição de vulnerabilidade social, possibilitando a estes
a oportunidade de uma formação cidadã e ética preparando-os melhor para
que tenham um futuro promissor.

V. II – OBJETIVOS ESPECIFICOS

V. II. I – Atender crianças e adolescentes de ambos os sexos proporcionando


atividades esportivas (aulas de muay thay a princípio), culturais e educacionais.
V. II. II - Promover a inclusão social e o desenvolvimento integral de crianças e
adolescentes, colaborando para a interação e superação de barreiras sociais e
econômicas.

VI – METODOLOGIA

As aulas serão ministradas na quadra do Jacumirim ao ar livre,


adequando este espaço para as atividades. O Projeto será divulgado no intuito
de envolver a comunidade nas atividades. Faremos uma aula de exibição,
atraindo a atenção do publico, e percebendo o interesse deste faremos o
convite para a participação das aulas, desque os responsáveis das crianças e
adolescentes assim autorizem a participação de seus filhos. Para tanto,
faremos um cadastro e ficha de inscrição contendo a assinatura dos
resposáveis.

As aulas ocorrerão a princípio 2 vezes na semana entre os horários das


18:00min as 19:30min.

VII – PARCEIROS PARA A REALIZAÇÃO

Para a realização deste projeto esperamos contar com os diversos


setores da sociedade civil , tanto público quanto privado.

VIII – PROFISSIONAIS ENVOLVIDOS

01 Coodenador

01 Instrutor de Muay Thay

01 Psicopedagogo

01 Assistente Social