Você está na página 1de 1

AS MEIAS DE VIDRO

Esta é da filha do Nunes, que foi a Lamego, um dia, para comprar umas meias de vidro.

Ao balcão da loja, diante do empregado, virou, revirou o artigo, tornou a virar, hesitando na
compra.

Duvidosa, perguntou ao empregado:


Olhe lá, elas chegarão ao joelho ou passarão?

E o empregado, muito formal:


Ó minha senhora, ao joelho chegam, ao passarão não sei!