Você está na página 1de 66

QUALIDADE NA

CONSTRUÇÃO CIVIL

PATOLOGIAS NA CONSTRUÇÃO CIVIL


Prof. Paula Rolim
DESABAMENTO DE PRÉDIO EM
BELÉM - 2011
34 pavimentos
DESABAMENTO DE PRÉDIO EM
BELÉM - 2011
• CAUSA: falha na concepção do sistema estrutural projetado.

• O modelo matemático escolhido pelo engenheiro de cálculo da


obra, Raimundo Lobato da Silva, foi um modelo que não foi
capaz de garantir a estabilidade para uma edificação com 34
pavimentos e aproximadamente 104 metros de altura.

• Ao utilizar o modelo pórtico por pavimento, Raimundo "não


considerou as cargas horizontais, tanto as decorrentes da ação
do vento, como do próprio desequilíbrio da estrutura
assimétrica, quando submetida ao peso próprio, não resistindo,
com isso, a estrutura já construída a um vento de cerca de 30 a
39km/hora", de acordo com a sentença.
DESABAMENTO DE PRÉDIO EM
BELÉM - 2011
• Raimundo Lobato declarou em seu interrogatório que o
programa de computador utilizado para efetuar os
cálculos estruturais do Edifício Real Class já estava pré-
configurado e ele apenas aceitou os cálculos fornecidos
pelo programa. O juiz avaliou que o engenheiro tinha
consciência das desvantagens no uso do modelo pórtico
sobre pórtico.

?
TETO DE IGREJA DESABA E MATA 22
PESSOAS EM OSASCO (SP) - 1998
• Durante uma vigília de fiéis da Igreja Universal do Reino
de Deus, 22 pessoas morreram e mais de 400 ficaram
feridas após o desabamento do teto de um templo no
centro de Osasco (SP), na madrugada do dia 5 de
setembro de 1998.
TETO DE IGREJA DESABA E MATA 22
PESSOAS EM OSASCO (SP) - 1998
• O acidente ocorreu por volta das 2h, quando cerca
de 1,5 mil fiéis estavam dentro da construção de
cerca de 40 anos, onde antes funcionava um
cinema.

• Perícia realizada pelo Instituto de Criminalística da


Polícia Civil concluiu que o acidente ocorreu em
virtude da inadequada manutenção das peças de
madeira e da má conservação da estrutura.
OBRA EM ESTAÇÃO DO METRÔ
ABRE CRATERA EM SP
OBRA EM ESTAÇÃO DO METRÔ
ABRE CRATERA EM SP - 2007
• No início da tarde de 12 de janeiro de 2007, o poço central
da estação Pinheiros, da Linha Amarela do Metrô de São
Paulo, entrou em colapso e desabou, provocando a morte
de sete pessoas. As vítimas eram um motorista de caminhão
que trabalhava na obra, duas pessoas que passavam pela
rua no momento do desmoronamento e quatro ocupantes
de um micro-ônibus que foi engolido pela cratera. Pelo
menos 193 pessoas que moravam nas redondezas tiveram
de deixar os seus imóveis.
Um ano e cinco meses após o desabamento, o Instituto de
Pesquisas Tecnológicas (IPT) entregou ao Ministério Público
e ao Metrô o laudo sobre as causas do acidente. O laudo
aponta que houve falhas na execução da obra, realizada
pelo Consórcio Via Amarela, e na fiscalização dela -
responsabilidade da Companhia do Metropolitano de São
Paulo (Metrô).
CAUSAS - IMPUNIDADE
CAUSAS – SALÁRIOS BAIXOS
CAUSAS – ESTUDO DE PÉSSIMA
QUALIDADE
CAUSAS – FALTA DE RECICLAGEM
DOS PROFISSIONAIS
CAUSAS – EXCESSIVA
ESPECIALIZAÇÃO
FUNDAÇÕES
Recalques acentuados ocorrem em função de:

a) Insuficiência de sondagens e ensaios. O solo é um


material heterogêneo, e pode apresentar flutuações
no nível d’água, crateras formadas pela lixiviação de
solos calcáreos, presença de fossas, entulhos e
aterros.
FUNDAÇÕES
• O famoso “Buraco de Cajamar” como ficou
conhecida a cratera de 50 metros de diâmetro e 13
metros de profundidade que engoliu oito casas na
cidade de Cajamar, em 1986, há 30 anos.
FUNDAÇÕES
Recalques acentuados ocorrem em função de:

b) Recalques em fundações diretas apoiadas sobre


aterros mal compactados, ou apoiadas sobre seção
mista de corte e aterro.
FUNDAÇÕES

Nessa obra, o fundo de


um vale foi aterrado
com solo natural
escavado de obra
vizinha, dessa forma o
técnico não conseguiu
detectar diferença
entre a camada de
aterro e o solo natural,
resultando recalques
acentuados.
FUNDAÇÕES
Recalques acentuados ocorrem em função de:

c) Sondagens de simples reconhecimento com


determinação simultânea de SPT.

• Superestimação de SPT por problemas no


amostrador ou inabilidade na execução da
sondagem.

• Superestimação do SPT pela presença de matacões.


FUNDAÇÕES
Recalques acentuados ocorrem em função de:

d) Recalques em fundações constituídas por estacas


escavadas da presença de terra solta ou lama na
base da estaca;
FUNDAÇÕES
Recalques acentuados ocorrem em função de:

e)Recalques em função de desconfinamentos do


solo, situação comum em centros urbanos com
escavações de subsolos nas vizinhanças de edifícios
existentes.
FUNDAÇÕES
FUNDAÇÕES
Recalques acentuados ocorrem em função de:

f) acesso de água às fundações, situação em que


aumenta a deformabilidade de solos argilosos; para
solos colapsíveis, essencialmente porosos, o
problema pode ser ainda maior.
FUNDAÇÕES
Recalques acentuados ocorrem em função de:

g) instabilização de taludes: por falta de


compactação ou adequada proteção do talude;
esforços horizontais consideráveis podem ser
introduzidos aos elementos de fundação.
FUNDAÇÕES
Num edifício de quatro pavimentos
com estrutura de paredes
monolíticas moldadas in loco, a
instabilização do talude provocou
ligeira rotação de estaca "Strauss"
posicionada no canto do prédio,
sendo que não foram construídas
vigas transversais
que pudessem transferir os
esforços horizontais a outras
estacas. A parede estrutural
acompanhou a rotação da estaca,
"desprendendo-se" também a
parede de vedação em alvenaria.
FUNDAÇÕES
Recalques acentuados ocorrem em função de:

h) ruptura de fundação constituída por estaca mista


aço/concreto,
FUNDAÇÕES
Estaca mista aço/concreto

• parte superior integrada


por perfil I de 12" e parte
inferior constituída por
concreto, seção circular -
diâmetro 35cm;

• a fundação rompeu por


flambagem do perfil 1, que
se encontrava totalmente
desconfinado em função
da perfuração do terreno
pela parte em concreto.
FUNDAÇÕES
• Recalques acentuados ocorrem em função de:

i) ocorrência de ruptura ou recalques em fundações


constituídas por estacas cravadas, com desvio da
ponta da estaca pela presença de matacões.
FUNDAÇÕES
• Falta de verticalidade
de estaca metálica e de
estaca pré-fabricada de
concreto (com emenda)
pela presença de
matacões no solo.
CORROSÃO DE ARMADURAS
CAUSAS:

• concretos excessivamente permeáveis (relações água /


cimento muito elevadas, dosagens inadequadas),

• falhas construtivas que não garantem os cobrimentos


das armaduras estipulados nos projetos,

• Cobrimentos pequenos em áreas agressivas.


CORROSÃO DE ARMADURAS

CARBONATAÇÃO
CORROSÃO DE ARMADURAS
DEFORMAÇÕES ESTRUTURAIS
• A velocidade imposta às nossas obras tem levado
ao decimbramento precoce dos componentes
horizontais das estruturas, solicitando-se o
concreto jovem com tensões muito consideráveis e
introduzindo-se fissuras de flexão em vigas e lajes.
DEFORMAÇÕES ESTRUTURAIS

• Deformações estruturais podem provocar várias


anomalias em paredes, pisos e outros elementos.

• Como decorrência da flexibilidade de vigas e lajes,


manifestam-se principalmente destacamentos e
fissuras em alvenarias de vedação, problema
agravado nas regiões em balanço.
DEFORMAÇÕES ESTRUTURAIS
DEFORMAÇÕES ESTRUTURAIS
DEFORMAÇÕES ESTRUTURAIS

• As flechas nas lajes podem ser agravadas pela


retração do concreto, particularmente aquele
posicionado na face superior do componente, onde
a retração ocorre livremente pela inexistência de
armaduras.
DEFORMAÇÕES ESTRUTURAIS

Fissuras por retração na fase plástica do concreto devido à perda rápida de água
DEFORMAÇÕES ESTRUTURAIS
• Falhas na locação de componentes, irregularidades
geométricas das peças, desaprumos, desnivelamentos
DEFORMAÇÕES ESTRUTURAIS
• Viaduto da Universidade Federal de Mato Grosso
DEFORMAÇÕES ESTRUTURAIS
• Viaduto da Secretaria de Fazenda de Mato Grosso
(Sefaz)
DEFORMAÇÕES ESTRUTURAIS
Ninhos de concretagem / bicheiras

• em função de taxas excessivas de armadura


• em função de falhas de dosagem, lançamento
e/ou adensamento
DEFORMAÇÕES ESTRUTURAIS
Ninhos de concretagem
DEFORMAÇÕES ESTRUTURAIS
Ninhos de concretagem / bicheiras
DEFORMAÇÕES ESTRUTURAIS
• A despeito de vãos relativamente pequenos,
normalmente entre 4 e 5 metros, fissuras
horizontais também podem ser introduzidas nas
alvenarias pela flexibilidade das lajes.
DEFORMAÇÕES ESTRUTURAIS
DEFORMAÇÕES ESTRUTURAIS
• Também em pavimentos intermediários, em função
da retração das lajes de piso, observam-se
problemas de fissuras horizontais nas alvenarias,
logo abaixo do apoio, ou mesmo na linha dos
peitoris de janelas.
PROBLEMAS RELATIVOS ÀS VEDAÇÕES,
CAIXILHOS E REVESTIMENTOS
a) Irregularidades geométricas
• falta de esquadro nos encontros entre paredes
PROBLEMAS RELATIVOS ÀS VEDAÇÕES,
CAIXILHOS E REVESTIMENTOS
• A falta de esquadro entre paredes implica, dentre
outras coisas, em grande dificuldade para a
execução de pisos com placas cerâmicas, forros,
etc.
PROBLEMAS RELATIVOS ÀS VEDAÇÕES,
CAIXILHOS E REVESTIMENTOS
• Caimento invertido em peitoris de janelas,
facultando o umedecimento das paredes
PROBLEMAS RELATIVOS ÀS VEDAÇÕES,
CAIXILHOS E REVESTIMENTOS
b) Falhas construtivas / interação com estrutura de
concreto armado
Ligação precária entre alvenaria e pilar, assim como
alvenaria e vigas, proporcionam o surgimento de
fissuras nessas regiões de interface.
Ligação precária
entre alvenaria e
pilar
PROBLEMAS RELATIVOS ÀS VEDAÇÕES,
CAIXILHOS E REVESTIMENTOS
• Construção de vergas e contravergas muito curtas
(pequeno transpasse nas laterais dos vãos), peças
com seção extremamente reduzida (às vezes
5x9cm), ou contraverga subdividida em tramos pré-
fabricados
EXERCÍCIO 01
Fundação Universidade de Brasília (FUB) 2016
Cargo: Engenheiro - Área Civil

A respeito dos sistemas e processos construtivos e dos


materiais utilizados em obras de edificações, julgue os
seguintes itens. A exsudação, fenômeno de segregação
de água que ocorre na pasta de cimento, prejudica a
uniformidade, a resistência e a durabilidade do concreto.

C. Certo
E. Errado
EXERCÍCIO 02
Tribunal de Contas Estadual - SC (TCE/SC) 2016
Cargo: Auditor Fiscal de Controle Externo - Área Controle
Externo - Especialidade: Engenharia Civil

Após a entrega da obra de um edifício, foi constatada


fissuração em algumas peças de concreto devido à retração. A
respeito dessa patologia, julgue os itens a seguir. Uma
possível causa da fissuração apresentada é retração por
carbonatação, na qual a formação de carbonato de cálcio é
acompanhada de uma redução de volume.

C. Certo
E. Errado
EXERCÍCIO 03
Fundação Universidade de Brasília (FUB) 2016
Cargo: Engenheiro - Área Civil

Acerca de fissuras de cisalhamento em uma viga


solicitada à flexão, julgue os itens a seguir. Para a
recuperação de vigas sujeitas ao tipo de fissuras
apresentado, é suficiente o cobrimento das fissuras com
argamassa, sendo dispensável a verificação do projeto
estrutural.

C. Certo
E. Errado
EXERCÍCIO 03
Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) 2015
Cargo: Analista do CNMP - Área Apoio Técnico Especializado -
Área Engenharia Civil

Considere a parede de alvenaria abaixo:


EXERCÍCIO 03
Uma das patologias em construções é a presença de fissuras
horizontais no topo das paredes de alvenaria. A causa
provável dessa patologia é

a) cisalhamento devido à movimentação térmica da laje de


cobertura.
b) deformação da argamassa de assentamento em paredes
devido a excesso de carga uniformemente distribuída.
c) atuação de carga concentrada diretamente sobre a
alvenaria.
d) retração por secagem da alvenaria, principalmente em
pontos de concentração de tensões ou seções
enfraquecidas.
e) recalques diferenciais, decorrentes de falhas de projeto,
rebaixamento do lençol freático, heterogeneidade do
solo, influência de fundações vizinhas.
EXERCÍCIO 04
Tribunal Regional Eleitoral / Mato Grosso (TRE MT) 2015.
Cargo: Analista Judiciário = Área Apoio Especializado -
Especialidade: Engenharia

• Na figura abaixo, que mostra fissuras na fachada de uma


edificação de dois pavimentos, a provável causa da
patologia apresentada é:
EXERCÍCIO 04
Tribunal Regional Eleitoral / Mato Grosso (TRE MT) 2015.
Cargo: Analista Judiciário = Área Apoio Especializado -
Especialidade: Engenharia

a) excesso de água na argamassa do reboco das paredes.


b) falta de junta de dilatação na edificação.
c) retração por secagem das lajes dos pavimentos.
d) falta de vergas nas aberturas.
e) recalque diferencial das fundações.
EXERCÍCIO 05
Fundação Universidade de Brasília (FUB) 2015. Cargo:
Engenheiro - Área Civil

O cimento, um dos principais insumos em uma obra de


construção de edificação, deve ser adquirido por etapas,
e seu armazenamento exige cuidado especial. A respeito
desse material, julgue os itens a seguir. O cimento
contaminado com umidade poderá ser utilizado no
preparo de concreto, desde que as partes afetadas pela
umidade sejam separadas por peneiramento.

C. Certo
E. Errado
FONTES
• https://www.terra.com.br/noticias/infograficos/desabamentos/

• https://www.diariocajamarense.com/2016/08/15/buraco-de-cajamar-
completa-30-anos.html

• Ercio Thomaz, Tecnologia, Gerenciamento e Qualidade na Contrução,


Pini.