Você está na página 1de 27

Universidade Federal do Paraná

Setor de Tecnologia
Departamento de Hidráulica e Saneamento

2018/1
TH028 – Saneamento Ambiental I
Turma B – Terças e Quintas: 15:30h – 17:30h - Sala: PH18
7º Semestre do
Curso de Engenharia Civil

Prof. Regina Tiemy Kishi


Sala: 9.22 – Bloco V – Centro Politécnico
E-mail: rtkishi.dhs@ufpr.br
Telefone: 41.3361-3212
www.ufpr.br/~rtkishi.dhs/TH028

TH028 – Saneamento Ambiental I 1


Programa da disciplina
http://www.dhs.ufpr.br/graduacao/

Manancial Estação de Rede de


tratamento de distribuição
água Reservatório
Captação

Adutora de Adutora de
água bruta água
Estação tratada
elevatória de
água bruta

Sistema de abastecimento de água


TH028 – Saneamento Ambiental I 3
TH028 – Saneamento Ambiental I 6
Programa
http://www.dhs.ufpr.br/graduacao/
1. Sistemas de Abastecimento de Água: Princípios sobre Concepção, Projeto e
Dimensionamento;
2. Captação de Águas Superficiais e Subterrâneas;
3. Adução: Escoamento Forçado por Recalque, Escoamento Forçado por Gravidade,
Escoamento Livre, Acessórios;
4. Estações Elevatórias: Tubulações de Recalque e Sucção, Conjuntos Moto bombas, Análise
do Diâmetro Econômico, Análise de Transientes;
5. Reservatórios: Classificação dos Reservatórios, Estimativa dos Volumes, Localização e
Zonas de Pressão;
6. Redes de Distribuição: Redes Ramificadas e Malhadas, Estimativas de Diâmetros e Perdas
de Carga, Análise de Pressões Hidráulicas Estáticas e Dinâmicas, Definição do Nível Mínimo
de Água no Reservatório, Definição de Sistemas de Pressurização;
7. Tratamento de Água: Qualidade da Água Bruta e Potável, Coagulação, Floculação,
Sedimentação, Flotação, Filtração, Desinfecção, Correção de pH e da Dureza;
8. Medidas de Conservação de Água no Sistema de Abastecimento de Água: Indicadores e
Índices sobre Perdas de Água em Redes e nas ETAs, Detecção e Correção de Vazamentos.
Medidas de Conservação de Água nas Edificações e Impactos sobre o Sistema de
Abastecimento de Água.

TH028 – Saneamento Ambiental I 7


Objetivos da disciplina TH028
• Desenvolver a capacidade de:
– Concepção de Sistemas de Abastecimento de
Água;
– Dimensionamento de Sistemas de Abastecimento
de Água;
– Proposição de Soluções Técnicas Sustentáveis;
– Análise Crítica das Soluções Propostas.
IMPORTANTE:
• Imprescindível estudo em literatura recomendada e/ou outros
livros que tratem de sistemas de abastecimento de água.
• Slides não são material de estudo!

TH028 – Saneamento Ambiental I 8


Literatura recomendada
• Bibliografia básica:
– TSUTIYA, Milton Tomoyuki. 2006. Abastecimento de Água. São Paulo:
Departamento de Engenharia Hidráulica e Sanitária da Escola
Politécnica da Universidade de São Paulo. 643p. 4ª. Edição.
– RICHTER, Carlos A. Água: Métodos e Tecnologia de Tratamento. São
Paulo, Ed. Blucher 2009.
• Bibliografia complementar:
– AZEVEDO NETTO, J. M. de. Manual de Hidráulica. São Paulo, Ed.
Blucher. 8ª Edição.
– HELLER, L.; PADUA, V. L. Abastecimento de Água para Consumo
Humano. Belo Horizonte: Ed. UFMG. 2010. 2ªEdição.

TH028 – Saneamento Ambiental I 9


Procedimentos didáticos
• Aulas expositivo-dialogadas IMPORTANTE:
– Conteúdos curriculares teóricos e • Imprescindível estudo
exemplos de aplicação em literatura
recomendada e/ou
– Slides disponíveis em: outros livros que tratem
www.ufpr.br/~rtkishi.dhs/TH028 de sistemas de
abastecimento de água.
• Slides não são material
• Trabalhos: de estudo!

– Trabalhos domiciliares - TD
– Trabalhos em classe – TC
– Os trabalhos serão em equipe (alguns de
forma individual)
– Entrega fora do prazo: desconto de 10%
da nota a cada dia de atraso
Avaliação da disciplina
• Trabalhos Domiciliares e em classe - Peso 2
• 2 provas parciais – Será feita média aritmética (P) das provas - Peso 8
– Prova 1: 17/04/2018
– Prova 2: 14/06/2018
• NOTA: N = 0,2 T + 0,8 P
• Se N ≥ 7,0
– Não precisa fazer o exame final
– Nota da disciplina: M=P
• Se N < 7,0
– Exame final (F) é obrigatório, cobrindo todo o conteúdo ministrado no
semestre
– Nota da disciplina: M=(N+F)/2
• Critério de avaliação:
– M ≥ 5,0 e frequência nas aulas ≥ 75% → Aprovado(a)
– M < 5,0 ou frequência nas aulas < 75% → Reprovado(a)
Regras durante as provas
• A prova é individual.
• Será fornecido um formulário. Proibido empréstimos.
• A interpretação das questões é parte integrante da prova. Dúvidas e perguntas
serão respondidas somente com relação à impressão da prova.
• Após o início da prova não serão permitidas saídas do recinto da realização da
prova e os telefones celulares deverão permanecer desligados e guardados (não
podem ser usados como calculadora).
• Calculadoras programáveis são proibidas.
• As unidades são importantes, desde o desenvolvimento até a resposta da questão.
• Programa da disciplina:
– http://www.dhs.ufpr.br/graduacao/
• Publicação das notas:
– http://www.dhs.ufpr.br/Editais/index.htm
• Material das aulas:
– http://www.ufpr.br/~rtkishi.dhs/TH028
IMPORTANTE:
• Imprescindível estudo em literatura recomendada e/ou outros
livros que tratem de sistemas de abastecimento de água.
• Slides não são material de estudo!

TH028 – Saneamento Ambiental I 13


1 - Introdução
Uma das principais prioridades da população:

QUANTIDADE SISTEMA DE QUALIDADE


suficiente ABASTECIMENTO adequada

DE ÁGUA

SAÚDE PÚBLICA
DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO

TH028 – Saneamento Ambiental I 15


Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), para
cada dólar investido em saneamento, de quatro a cinco
dólares são economizados em saúde curativa.

TH028 – Saneamento Ambiental I 16


Saneamento x Saúde
Surto de Cólera em Londres.
Relação com a água de abastecimento.
1845: Cloração em Londres (John Snow)

• Doenças de veiculação hídrica  doenças infecciosas que


afetam toda população, podendo gerar epidemias e ser fatal
• Custo econômico potencial associado a doenças de veiculação
hídrica
– Surto de E. coli em Walkerton Ontario resultou em 7
mortes e 2300 doentes
– Impacto econômico de $64,6 milhões
(Livernois, 2002)
[apud Davies & Mazumder, 2003]

TH028 – Saneamento Ambiental I 17


TH028 – Saneamento Ambiental I 18
Mortes por infecção - 2002

2012
3,1

1,5 1,5

TH028 – Saneamento Ambiental I 19


Algumas doenças relacionadas à água (WHO, 2000)
Doença DALYs Mortes
Diarreia 63.345.722 2.019.585
Poliomielite 188.543 1.136
Difteria 187.838 5.527
Tripanossomíase (Chagas) 1.570.242 49.129
Esquistossomose 1.711.522 15.335
Tracoma 3.892.326 72
Ascaridíase 1.204.384 4.929
Tricuriose 1.661.689 2.393
Ancilostomose 1.785.539 3.477
Outras infecções intestinais 53.222 1.692
TOTAL 76.601.028 2.103.274

DALY - Disability-Adjusted Life Years


Um DALY representa 1 ano de vida sadia perdido
TH028 – Saneamento Ambiental I 20
Consumo na
indústria e
agropecuária

TH028 – Saneamento Ambiental I 21


TH028 – Saneamento Ambiental I 22
Consumo humano

TH028 – Saneamento Ambiental I 23


Panorama mundial

TH028 – Saneamento Ambiental I 25


http://www.epi.yale.edu/our-methods/water-and-sanitation

TH028 – Saneamento Ambiental I 26


TH028 – Saneamento Ambiental I 27
LifeStraw
Personal water purify
25 cm long, 29 mm diameter, plastic pipe filter

Tempo de vida: 700 litros – aproximadamente um ano de consumo de


água para uma pessoa. Resultados negativos de presença de bactérias tais
como Salmonella, Shigella, Enterococcus e Staphylococcu.

TH028 – Saneamento Ambiental I 28


Lei Federal 9433/97
Usos múltiplos Política Nacional de
Recursos Hídricos

Padrões de Potabilidade
Ministério da Saúde:
Uso específico
Portaria nº 2.914, de 12/12/2011 • Quantidade necessária FONTE
• Qualidade adequada
DE
ÁGUA

Resolução
Resolução CONAMA 357/05
CONAMA 430/11
 Tipo de efluente SEM
COMPROME-
 Limite de lançamento TER OUTROS
USOS
Quantidade

Qualidade

TH028 – Saneamento Ambiental I 29


Barreiras para abastecimento seguro
As três barreiras para um abastecimento seguro e sustentável da água:

Proteção Abastecimento Instalações


sustentável de água prediais
dos recursos
hídricos

• Cerca de 97 dC, os romanos antigos buscavam água de montanhas sem


desenvolvimento em aquedutos com mais de 410 km de comprimento para levar água
a Roma.
• Em 1830, nos EUA, surtos de febre tifóide, febre amarela e cólera na Filadélfia
conduziram a transporte planejado de água proveniente de bacias mais íntegras.
• Seguindo exemplo de Filadélfia, New York no final de 1830 e Boston na década
seguinte.
• Proteção de bacias tornou-se aceitável no século 19 com a constatação da relação entre
qualidade da água e saúde pública, e cidades buscando fontes de água para
abastecimento mais afastadas, ou seja, áreas mais protegidas

TH028 – Saneamento Ambiental I 30


Considerações finais
• Engenharia sustentável
– Proteção dos recursos naturais
– Infraestrutura durável, de boa qualidade, projetada
adequadamente
– Inovadora
– Ética
• Recomendação:
– Leitura Tsutiya. Cap.1.
– Leitura Heller. Cap. 1
• Qual a pior ambição do ser humano?

TH028 – Saneamento Ambiental I 31


TH028 – Saneamento Ambiental I 32

Você também pode gostar