Você está na página 1de 59

Banco de questões

1. SAÚDE INDIVIDUAL E COMUNITÁRIA

1.1 Saúde e qualidade de vida

1. Classifica como verdadeira (V) ou falsa (F) cada uma das afirmações que se seguem. (MC 1.1, 1.3
e 1.4)
(A) A Organização Mundial de Saúde defende que ter saúde é a ausência de doença.
(B) O conceito de qualidade de vida é subjectivo, dinâmico e multidimensional.
(C) A esperança de vida à nascença indica o número de anos que uma pessoa pode esperar viver
mantendo-se a taxa de fecundidade verificada à nascença.
(D) A esperança de saúde é um parâmetro que indica o número de anos que uma pessoa pode
esperar viver sem qualquer tipo de doenças.
(E) Os anos potenciais de vida perdidos correspondem ao número de anos não vividos se a morte
ocorrer antes dos 70 anos.
(F) As doenças congénitas são adquiridas ao longo da vida.
(G) Existem patologias com origem em múltiplos fatores.
(H) As doenças crónicas têm progressão acelerada e uma duração limitada.

 1.1 Corrige as afirmações que consideraste falsas. (MC 1.1, 1.3 e 1.4)

 2. Explica o que se entende por saúde, segundo a Organização Mundial de Saúde . (MC 1.1)

 3. Considera-se que a qualidade de vida é um conceito multidimensional, uma vez que inclui vários
domínios.
Identifica os domínios considerados para a qualidade de vida descritos nas frases que se seguem,
utilizando a chave seguinte: (MC 1.2)
Chave:
I − Domínio biológico III − Domínio económico
II − Domínio cultural IV − Domínio psicológico
(A) Relaciona-se com conceitos como a autoestima e a imagem corporal, inclui a capacidade de
memória e de concentração e de manter relações sociais positivas e duradouras.
(B) Está relacionado com a saúde da pessoa e inclui elementos como dor e desconforto, energia e
fadiga, dependência de tratamentos médicos e deficiências físicas e mentais.
(C) Está relacionado com a capacidade financeira para adquirir bens e serviços essenciais ao bem-
estar como habitação, alimentação, transporte, vestuário, saúde ou lazer.
(D) Está relacionado com o conceito pessoal de qualidade de vida, os objetivos e as expectativas
das pessoas consoante o contexto em que vivem.

 4. Refere como é entendido o conceito de qualidade de vida, segundo a Organização Mundial de


Saúde. (MC 1.1)

Nota: As questões identificadas com  têm grau de dificuldade superior.

Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano 1


Banco de questões

5. A tabela seguinte mostra os valores da esperança média de vida à nascença em Portugal, na


Bulgária e na República Checa (dados de 2012, Pordata).

Portugal Bulgária República Checa

Homens 77,3 70,9 75,1

Mulheres 83,3 78,1 81,2

5.1 Analisa os dados da tabela e indica: (MC 1.3)

(A) o país em que a esperança média de vida à nascença é maior.

(B) o país em que a esperança média de vida à nascença é menor.

 5.2 Apresenta possíveis razões que expliquem as diferenças encontradas nos países que referiste
na alínea 5.1 (MC 1.3)

 6. Distingue o conceito «esperança de vida à nascença» do conceito «esperança de saúde». (MC 1.3)

7. A esperança de vida sem incapacidade em Portugal, em 2011, era de 58,7 anos para as mulheres e de
60,7 anos para os homens.

 7.1 Explica a importância do conhecimento sobre este parâmetro. (MC 1.3)

 8. Explica o que se entende por anos potenciais de vida perdidos. (MC 1.3)

9. Faz corresponder os números da coluna I às letras da coluna II.

COLUNA I COLUNA II

1. Doenças crónicas
(A) Doenças que estão presentes desde o nascimento.
2. Doenças agudas
(B) Patologias de longa duração, sem cura e de progressão lenta.
3. Doenças congénitas
(C) Doenças que surgem ao longo da vida.
4. Doenças adquiridas
(D) Patologias com progressão acelerada e duração limitada,
terminando com convalescença ou morte.

 10. Distingue doenças crónicas de doenças agudas.

 11. Distingue doença congénita de doença adquirida.

2 Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano


Banco de questões

12. Faz corresponder os números da coluna I (tipos de agentes patogénicos) às letras da coluna II (exemplos
de agentes patogénicos). (MC 1.4)

COLUNA I COLUNA II

1. Agentes químicos (A) vírus


2. Agentes físicos (B) ruído excessivo
3. Agentes biológicos (C) bactérias
(D) metais pesados
(E) protozoários
(F) compostos orgânicos voláteis
(G) radiação ionizante
(H) vermes
(I) fungos

 13. Os agentes patogénicos podem ser físicos, químicos ou biológicos. Indica dois exemplos de cada
um destes agentes. (MC 1.4)

14. Indica que fenómeno permite que muitas associações entre hospedeiro e parasita persistam ao
longo do tempo, sem que nenhuma das espécies seja eliminada. (MC 1.5)

 15. a relação entre o vírus da gripe e o ser humano constitui um exemplo de coevolução. Explica em
que consiste a coevolução e como ela se manifesta nesta relação. (MC 1.5)

16. Indica um fator que influencie a propagação das doenças transmissíveis.

17. Indica duas medidas que contribuam para travar o desenvolvimento de estirpes de bactérias
resistentes aos antibióticos. (MC 1.6)

 18. Explica a importância da toma cuidadosa e criteriosa de antibióticos. (MC 1.6)

19. Refere três doenças não transmissíveis. (MC 1.7)

20. Indica três fatores de risco que podem estar na origem do cancro. (MC 1.7)

 21. Caracteriza sumariamente o cancro, indicando os seus principais fatores de risco. (MC 1.7)

22. Indica o principal fator de risco da doença pulmonar obstrutiva crónica. (MC 1.7)

 23. Caracteriza sumariamente a doença pulmonar obstrutiva crónica, indicando os seus principais
fatores de risco. (MC 1.7)

 24. Explica a importância do conhecimento sobre os indicadores de saúde de cada país. (MC 1.8, 1.9)

Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano 3


Banco de questões

 25. Relaciona a frase que se segue com um dos domínios considerados para a qualidade de vida:
Quando era novo, o André só se sentia bem se todos os fins de semana saísse com os amigos
e bebesse grandes quantidades de álcool; hoje tem 45 anos, foi-lhe diagnosticada cirrose
hepática e gostava muito de ter uma vida normal, sem as frequentes idas ao hospital. (MC 1.2)
(A) Domínio biológico
(B) Domínio cultural
(C) Domínio económico
(D) Domínio psicológico

26. A tabela seguinte apresenta os dados relativos a alguns indicadores de saúde em Portugal e a
respetiva média na União Europeia.

Indicadores de saúde Portugal União Europeia

I – Taxa de literacia na população com mais de 15 anos (%) 94,9 98,4


II – População com habitação ligada à rede pública de água (%) 99,7 97,43
III – Fumadores entre a população com mais de 15 anos (%) 20,9 24,75
IV – Incidência de cancro por cem mil habitantes 374,03 502,71
Fonte: http://data.euro.who.int/hfadb

26.1 Indica a alternativa que completa a frase seguinte:


O indicador de saúde II diz respeito a um determinante de saúde (MC 1.8)
(A) Individual.
(B) Socioeconómico.
(C) Ambiental
(D) Relacionado com o acesso a serviços de saúde.

26.2 Seleciona os indicadores de saúde em que Portugal tem melhor desempenho que a média
da União Europeia. (MC 1.9)
(A) Taxa de literacia na população com mais de 15 anos (%).
(B) População com habitação ligada à rede pública de água (%).
(C) Fumadores entre a população com mais de 15 anos (%).
(D) Incidência de cancro por cem mil habitantes.

26.3 Seleciona um indicador de saúde em que o desempenho de Portugal seja pior que a média
da União Europeia. (MC 1.9)
(A) Taxa de literacia na população com mais de 15 anos (%).
(B) População com habitação ligada à rede pública de água (%).
(C) Fumadores entre a população com mais de 15 anos (%).
(D) Incidência de cancro por cem mil habitantes.

26.4 Seleciona os dois indicadores que têm mais probabilidade de estar relacionados entre si.
(MC 1.7, 1.8)
(A) I e IV.
(B) II e III.
(C) II e IV.
(D) III e IV.
4 Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano
Banco de questões

 26.5 Indica quais os dois indicadores que têm maior probabilidade de estar relacionados entre si.
Justifica a tua resposta. (MC 1.7, 1.8)

27. Nos casos que se seguem, seleciona a única opção que completa corretamente cada afirmação.
27.1 Segundo a OMS, o estado de completo bem-estar físico, mental e social é a (MC 1.1)
(A) qualidade de vida.
(B) saúde.
(C) esperança de saúde.
(D) esperança de vida.

 27.2 A esperança de saúde é (MC 1.3)


(A) o número de anos que uma pessoa pode esperar viver sem ter dificuldades na realização
de tarefas do quotidiano.
(B) o número de anos que uma pessoa pode esperar ter saúde.
(C) o número de anos que uma pessoa pode esperar ter saúde suficiente para poder trabalhar.
(D) o número de anos que uma pessoa pode esperar viver sem doenças.

 27.3 Os anos potenciais de vida perdidos correspondem ao (MC 1.3)


(A) número de anos não vividos se a morte ocorrer prematuramente (antes dos 70 anos).
(B) número de anos de vida perdidos por se estar doente.
(C) número de anos não vividos se a morte ocorrer prematuramente (antes dos 80 anos).
(D) número de anos de vida perdidos por causa de agentes patogénicos.

 27.4 O tipo de fenómenos que permite que muitas associações entre hospedeiro e parasita
persistam ao longo do tempo sem que nenhuma das espécies seja eliminada denomina-se
(MC 1.5)
(A) predação.
(B) competição.
(C) coevolução.
(D) eliminação.

27.5 Os antibióticos devem ser utilizados de forma criteriosa e cuidada pois, caso contrário, podem
conduzir (MC 1.6)
(A) ao surgimento de doenças cardiovasculares.
(B) ao surgimento de estirpes de bactérias multirresistentes a antibióticos.
(C) ao agravamento de problemas como a obesidade.
(D) ao surgimento de doenças do foro oncológico (cancros).

 27.6 Os principais fatores de risco do cancro são (MC 1.7)


(A) o tabaco, a hipertensão arterial e o sedentarismo.
(B) a hipertensão arterial, a predisposição genética e o tabaco.
(C) a alimentação inadequada, o stresse e níveis de colesterol elevados.
(D) a alimentação inadequada, a predisposição genética e o tabaco.

Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano 5


Banco de questões

1.2 Promoção da saúde

 1. Comenta a afirmação seguinte: Atualmente vivemos numa sociedade de risco. (MC 2.1)

 2. A probabilidade de ocorrência de perturbações que alterem a segurança existente ou prevista,


provocando danos, é o que se entende por (MC 2.1)
(A) risco. (C) insegurança.
(B) perigo. (D) acidente.

3. Assinala as opões que completam corretamente a frase: O risco pode ser (MC 2.1)
(A) previsto. (C) avaliado.
(B) eliminado. (D) reduzido.

4. Indica dois comportamentos que podem ser considerados como «culturas de risco». (MC 2.2)

5. De entre as opções seguintes, seleciona dois comportamentos que podem ser considerados como
culturas de risco. (MC 2.2)
(A) Praticar desporto.
(B) Consumir substâncias psicoactivas.
(C) Práticas sexuais desprotegidas.
(D) Viajar de carro.
(E) Agressividade.

6. A tabela seguinte diz respeito ao consumo de álcool per capita e ao número de mortes por causas
relacionadas com o álcool em alguns países da União Europeia.

Portugal Reino Unido República Checa França Suécia

Consumo de álcool em maiores de


10,84 10,26 12,69 11,7 7,3
15 anos (litros/per capita)

Mortes relacionadas com o consumo


52,33 49,14 71,18 63,21 45,87
de álcool (por 100 mil habitantes)

Fonte: http://data.euro.who.int/hfadb/ (Dados de 2010)

6.1 A partir dos dados da tabela, indica: (MC 2.2)


(A) os dois países onde o consumo de álcool (per capita) é mais elevado.
(B) os dois países onde o consumo de álcool (per capita) é mais reduzido.
(C) os dois países onde ocorrem mais mortes por causas relacionadas com o álcool.
(D) os dois países onde ocorrem menos mortes por causas relacionadas com o álcool.

6 Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano


Banco de questões

 6.2 Explica como o consumo de álcool per capita numa população pode influenciar a esperança
média de vida nesse país. (MC 2.2)

 6.3 Explica a importância da formação da população em geral e dos jovens em particular sobre as
consequências do consumo de álcool em excesso. (MC 2.3)

 6.4 Indica se o consumo de álcool em excesso pode ser considerado uma cultura de risco. Justifica
a tua resposta. (MC 2.2)

 7. Explica em que consiste a promoção da saúde. (MC 2.3)

 8. Apresenta dois exemplos de iniciativas de promoção da saúde. (MC 2.4)

 9. Indica uma medida de promoção da saúde que possa ser implementada para obter cada um dos
seguintes benefícios. (MC 2.4)
(A) Proteção contra doenças infeciosas.
(B) Deteção precoce de doenças que permita um tratamento mais eficaz.
(C) Diminuição da poluição do ar e de doenças.
(D) Diminuição do stresse e aumento de oportunidades de convívio.
(E) Eliminação de fontes de organismos patogénicos.

10. Relaciona as medidas de promoção da saúde da coluna I com os benefícios que delas podem ser
obtidos na coluna II. (MC 2.4)

COLUNA I COLUNA II

A. Rastreios nacionais 1. Mais exercício físico e mais bem-estar físico e


mental.
B. Programa Nacional de Vacinação
2. Prevenção e/ou redução da incidência de doenças.
C. Incentivar a utilização de transportes
públicos 3. Menos poluição do ar e menos doenças.
D. Construção de ciclovias 4. Proteção contra doenças infeciosas.
E. Tratamento e distribuição de água potável 5. Eliminação de fontes de organismos patogénicos.
F. Programas nacionais para a prevenção de 6. Deteção precoce de doenças, permitindo um
doenças tratamento mais eficaz.

 11. Refere os três fatores de que dependem a saúde e a sobrevivência de um indivíduo. (MC 2.5)

12. Refere duas medidas que cada um pode adotar para promover a saúde individual. (MC 2.4)

13. Completa a frase seguinte:


A saúde e a sobrevivência de cada indivíduo dependem do ambiente onde vive, da sua informação
genética e do seu __________________ .(MC 2.5)

Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano 7


Banco de questões

14. Os fatores de que depende a saúde e a sobrevivência de um indivíduo são (MC 2.5)
(A) a informação genética, os gostos pessoais e o estilo de vida.
(B) os gostos pessoais, a informação genética e o ambiente onde vive.
(C) a época do ano em que nasceu, o estilo de vida e a informação genética.
(D) a informação genética, o estilo de vida e o ambiente onde vive.

15. Os fatores de que depende a saúde e a sobrevivência de um indivíduo são a informação genética,
o estilo de vida e (MC 2.5)
(A) o ambiente onde vive.
(B) os seus gostos pessoais.
(C) a época do ano em que nasceu.
(D) o tipo de livros que lê.

8 Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano


Banco de questões

2. ORGANISMO HUMANO EM EQUILÍBRIO

2.1 Níveis estruturais do corpo humano

1. Seleciona a opção que completa mais corretamente cada afirmação.


1.1 Num sistema fechado (MC 3.1)
(A) ocorrem trocas de matéria com o exterior mas não de energia.
(B) ocorrem trocas de energia e de matéria com o exterior.
(C) não ocorrem trocas de matéria nem de energia com o exterior.
(D) ocorrem trocas de energia com o exterior mas não de matéria.

1.2 O corpo humano é um sistema (MC 3.1)


(A) aberto.
(B) fechado.
(C) isolado.
(D) dois dos anteriores.

1.3 Os níveis de organização biológica do ser humano são, numa sequência de complexidade crescente
(MC 3.2)
(A) moléculas, tecidos, células e sistemas de órgãos.
(B) moléculas, células, órgãos e sistemas de órgãos.
(C) células, tecidos, órgãos e sistemas de órgãos.
(D) células, órgãos, sistemas de órgãos e tecidos.

1.4 Os elementos químicos mais abundantes no organismo são (MC 3.3)


(A) cálcio, ferro, oxigénio e carbono. (C) oxigénio, cálcio, hidrogénio e ferro.
(B) carbono, oxigénio, azoto e hidrogénio. (D) carbono, hidrogénio, cálcio e oxigénio.

2. Refere o nome dos quatro elementos químicos mais abundantes no organismo. (MC 3.3)

3. Explica o que é a homeostasia. (MC 3.1)

4. Faz a legenda da figura. (MC 3.4)

1 ____________________________________________
2 ____________________________________________
3 ____________________________________________
4 ____________________________________________

Figura 1

Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano 9


Banco de questões

5. Estabelece a correspondência entre os números da coluna I e as letras da coluna II. (MC 3.4)

COLUNA I COLUNA II
1. Cavidade craniana (A) Cavidade onde se aloja o coração e os pulmões. É limitada
2. Cavidade espinal pelas costelas e inferiormente pelo diafragma.
3. Cavidade torácica (B) Contém a medula e é limitada pela coluna vertebral.
4. Cavidade abdominal (C) Contém uma parte do intestino, a bexiga e os órgãos
5. Cavidade pélvica reprodutores internos.
(D) Contém o encéfalo.
(E) Contém o estômago, o intestino delgado e parte do
intestino grosso, fígado, baço, pâncreas, entre outros
órgãos. É limitada pelos músculos abdominais e,
superiormente, pelo diafragma.

6. Indica que órgãos se alojam na cavidade pélvica. (MC 3.4)

7. Observa a figura 2. (MC 3.4)

Vista anterior Vista posterior


ou E ou F
Membro A

Corte C

Membro B

Corte D Figura 2
7.1 Faz a legenda da figura 2.
A _______________________ B _______________________ C _______________________
D _______________________ E _______________________ F _______________________
8. A ecografia, a tomografia axial computorizada (TAC) e a ressonância magnética nuclear (RMN) são tecnologias
utilizadas em exames ao corpo humano. (MC 3.5)
De entre as técnicas referidas, indica:
8.1 uma que utilize radiação ionizante;
8.2 uma que utilize utrassons;
8.3 uma que utilize ondas de rádio.

9. Caracteriza sumariamente a técnica de diagnóstico ressonância magnética nuclear. (MC 3.5)

10 Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano


Banco de questões

10. Classifica como verdadeira (V) ou falsa (F) cada uma das frases que se seguem.
(A) As trocas gasosas são um exemplo de trocas de energia entre o corpo humano e o exterior.
(B) A molécula é a unidade básica do organismo humano.
(C) A homeostasia permite manter constante a composição química do meio interno.
(D) Os três principais elementos químicos do organismo são o oxigénio, o carbono e o hidrogénio.
(E) A posição anatómica corresponde ao corpo humano na horizontal, olhando em frente com as palmas das
mãos viradas para baixo.
(F) A direção anterior da posição anatómica corresponde à parte do corpo humano onde está o ventre.
(G) A direção posterior da posição anatómica também pode designar-se ventral.
(H) A cavidade abdominal é onde se aloja o estômago, o intestino e os órgãos reprodutores internos.
(I) A cavidade onde se aloja o coração e os pulmões é a cavidade torácica.
(J) A ecografia utiliza radiação ionizante e é uma técnica utilizada no seguimento da gravidez.
(K) A tomografia axial computorizada (TAC) é uma técnica que utiliza radiação ionizante e permite a
observação de pulmões, órgãos abdominais e sistema nervoso.

 10.1 Corrige as afirmações que consideraste falsas. (MC 3.1, 3.2, 3.3, 3.4 e 3.5)

 11. Comenta a seguinte afirmação: Todos os dias entram e saem do organismo várias substâncias, no entanto, os
elementos químicos que dele fazem parte pouco variam ao longo do tempo. (MC 3.1)

 12. Assinala o gráfico que exprime a variação da temperatura do corpo humano quando ocorre uma descida
acentuada da temperatura ambiente ao longo de várias horas de um dia. (MC 3.1)

 13. Explica por que motivo o recurso à técnica tomografia axial computorizada (TAC) deve ser moderado.
(MC 3.5)

Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano 11


Banco de questões

2.2 Alimentação saudável

1. Seleciona a opção que completa mais corretamente cada afirmação.


1.1 São exemplos de nutrientes inorgânicos (MC 4.3)
(A) as proteínas e os lípidos.
(B) os sais minerais e as proteínas.
(C) a água e os sais minerais.
(D) a água e os lípidos.

1.2 Os principais nutrientes com função energética são (MC 4.2)


(A) os lípidos e as vitaminas.
(B) os lípidos e os glícidos.
(C) os sais minerais e as proteínas.
(D) os glícidos e as proteínas.

1.3 A osteoporose pode surgir devido a uma dieta pobre em (MC 4.5)
(A) cálcio.
(B) ferro.
(C) iodo
(D) flúor.

1.4 Os alimentos mais ricos em prótidos são (MC 4.4)


(A) a massa, o arroz e as batatas.
(B) a carne, o peixe, os ovos e as leguminosas.
(C) a fruta e os vegetais.
(D) o azeite, o óleo e a manteiga.

1.5 Os alimentos mais ricos em fibras são (MC 4.4)


(A) a massa, o arroz e as batatas.
(B) a carne, o peixe, os ovos e as leguminosas.
(C) a fruta e os vegetais.
(D) o azeite, o óleo e a manteiga.

1.6 Alguém que coma compulsivamente, provocando em seguida o vómito, sofre de (MC 4.6)
(A) bulimia nervosa.
(B) anorexia nervosa.
(C) compulsão alimentar.
(D) compulsão alimentar e anorexia nervosa.

12 Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano


Banco de questões

2. Refere um nutriente orgânico e um nutriente inorgânico. (MC 4.3)

3. Enumera as funções dos nutrientes. (MC 4.2)

4. Distingue macronutriente de micronutriente. (MC 4.5)

5. Enumera os quatro principais nutrientes com função: (MC 4.2)


5.1 reguladora;
5.2 plástica.

6. Indica um problema de saúde que pode resultar de uma dieta pobre em ferro. (MC 4.5)

7. Os erros alimentares podem conduzir a graves consequências para a saúde. Relaciona os


problemas de saúde descritos nas afirmações que se seguem com a chave dada. (MC 4.7)
CHAVE:
I – Ingestão insuficiente de fibras
II – Consumo excessivo de sal
III – Consumo excessivo de gorduras e açúcares

(A) Leva a maior retenção de líquidos no organismo, promovendo a hipertensão arterial.


(B) Retarda o processamento dos alimentos nos intestinos, dificultando a eliminação das fezes
(obstipação).
(C) Está na origem da obesidade, que, por sua vez, conduz a hipertensão arterial, arterosclerose e
insuficiência cardíaca.

8. Das opções seguintes, assinala a que não está relacionada com a dieta mediterrânica. (MC 4.8)
(A) A gordura principal é o azeite.
(B) Consumo elevado de alimentos vegetais.
(C) Consumo elevado de enchidos e fumados.
(D) Prática de atividade física diária.

9. Seleciona a opção que completa mais corretamente cada afirmação.


9.1 As vitaminas são nutrientes com função (MC 4.2)
(A) energética e reguladora.
(B) plástica e reguladora
(C) plástica.
(D) reguladora.

9.2 A carência em vitamina K pode provocar (MC 4.5)


(A) deformações ósseas.
(B) esterilidade.
(C) hemorragias.
(D) atraso no crescimento.

Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano 13


Banco de questões

10. Indica duas formas de cozinhar que devem ser evitadas.

 11. Explica porque se deve evitar o consumo de alimentos processados pela indústria.

 12. Classifica como verdadeira (V) ou falsa (F) cada uma das afirmações que se seguem. (MC 4.1, 4.2, 4.3,
4.4 e 4.5)
(A) A água é um alimento mas também é um nutriente.
(B) Os nutrientes inorgânicos são sintetizados pelos seres vivos.
(C) Uma das funções das proteínas está relacionada com o transporte de oxigénio.
(D) A maior parte dos lípidos tem função reguladora e protetora.
(E) Os lípidos são elementos fundamentais da estrutura da membrana da célula.
(F) Para um equilibrado desenvolvimento mental e plena maturação sexual é necessário comer
alimentos provenientes do mar, ricos em iodo.
(G) A carência em selénio pode conduzir a problemas no coração e nas articulações, principalmente
em crianças e adolescentes.
(H) O principal grupo de alimentos fornecedor de nutrientes importantes para o trânsito intestinal é o
grupo dos lacticínios.
(I) Para evitar o excesso de peso é aconselhável fazer apenas 3 a 4 refeições diárias.
 12.1 Corrige as afirmações que consideraste falsas. (MC 4.1, 4.2, 4.3, 4.4 e 4.5)

 13. Distingue nutriente de alimento. (MC 4.1)

 14. Estabelece a correspondência entre as letras da coluna I e os números da coluna II. (MC 4.6)

COLUNA I COLUNA II
(A) As pessoas que sofrem desta doença escondem a sua voracidade 1. Anorexia nervosa
mas não procuram livrar-se dos excessos.
2. Bulimia nervosa
(B) Este distúrbio provoca danos no coração e nos pulmões, queda de
3. Compulsão alimentar
cabelo, desmaios, osteoporose e problemas gastrointestinais.

(C) O doente come compulsivamente e em seguida vomita.

(D) Os doentes nunca demonstram ter fome e evitam os amigos e as


atividades de grupo.

(E) Estes doentes apresentam hipertensão arterial, colesterol elevado


e problemas cardiorrespiratórios.

(F) O doente impõe a si próprio uma forte restrição alimentar.

(G) Os doentes com esta patologia podem sofrer ferimentos no


esófago e insuficiência cardíaca.

(H) A obesidade é a consequência mais visível deste distúrbio.

14 Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano


Banco de questões

 15. A tabela seguinte apresenta os principais nutrientes existentes em 100 g de brócolos cozidos.
(MC 4.3 e 4.5)

Proteínas Gorduras Hidratos de Fibras Vitamina A Vitamina C Cálcio Ferro Fósforo


Água (g)
(g) (g) carbono (g) (g) (μg) (mg) (mg) (mg) (mg)

91,5 2,8 0,7 1,3 2,3 114 18 56 1,0 39

15.1 Indica, da tabela anterior:


(A) dois nutrientes orgânicos;
(B) dois nutrientes inorgânicos;
(C) dois micronutrientes;
(D) dois macronutrientes.

15.2 Indica se os brócolos serão uma boa opção para quem sofre de obstipação. Justifica a tua
resposta.

 16. Explica porque se considera que a água tem função plástica. (MC 4.2)

 17. Distingue bulimia nervosa de anorexia nervosa. (MC 4.6)

 18. Os erros alimentares podem conduzir a graves consequências para a saúde. Explica as possíveis
consequências do consumo excessivo de sal. (MC 4.7)

 19. Caracteriza sumariamente a dieta mediterrânica. (MC 4.8)

 20. Na confeção da sopa de feijão com couve-lombarda são utilizados os seguintes ingredientes:
500 g de feijão manteiga, 3 batatas, 2 cenouras, 1 curgete, 1 cebola, q.b. de couve-lombarda,
q.b. de azeite e q.b. de água.

20.1 Refere que setores da roda dos alimentos estão representados na sopa de feijão com couve-
lombarda.
20.2 Explica por que motivo a inclusão de uma sopa a cada refeição pode contribuir para uma
alimentação equilibrada.
20.3 Explica por que razão a ingestão diária da mesma sopa não contribui para uma alimentação
equilibrada apesar de a ingestão de sopa ser uma opção saudável.

 21. Relaciona o estilo de vida da maioria das pessoas que vivem nos países desenvolvidos com o
aumento da incidência de doenças como a obesidade, o cancro ou as doenças cardiovasculares.
(MC 4.7)

Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano 15


Banco de questões

2.3 Sistema digestivo

1. Observa a figura 1, que representa esquematicamente o sistema digestivo humano.

Figura 1

1.1 Utilizando a chave seguinte, faz a legenda da figura. (MC 5.3)


A – faringe B – esófago C – boca D – estômago
E – intestino delgado F – intestino grosso G – pâncreas H – reto
I – vesícula biliar J – glândulas salivares K – ânus L – fígado

1 ________________ 2 ________________ 3 ________________ 4 ________________


5 ________________ 6 ________________ 7 ________________ 8 ________________
9 ________________ 10 _______________ 11 _______________ 12 _______________

1.2 Indica os números que correspondem a (MC 5.3)


1.2.1 órgãos do tubo digestivo;
1.2.2 glândulas anexas.

16 Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano


Banco de questões

2. Indica quais as quatro etapas da nutrição. (MC 5.1)

3. Estabelece a correspondência entre os números da coluna I e as letras da coluna II. (MC 5.3)

COLUNA I COLUNA II
1. Boca (A) Porção dilatada do tubo digestivo, entre o esófago e o intestino
2. Faringe delgado, onde os alimentos sofrem processos digestivos demorados.
3. Esófago (B) Parte final do intestino grosso que participa na expulsão das fezes.
4. Estômago (C) Glândula anexa que produz a bílis.
5. Intestino delgado (D) Órgão tubular com cerca de 6 m de comprimento e 4 cm de diâmetro
6. Intestino grosso onde se completa a digestão e onde ocorre grande parte da absorção
7. Reto dos nutrientes.
8. Ânus (E) Orifício por onde se dá a defecação – expulsão das fezes.
9. Glândulas salivares (F) Entrada do tubo digestivo, onde ocorre a ingestão dos alimentos.
10. Fígado (G) Glândulas anexas que produzem um suco digestivo que lubrifica a
11. Pâncreas boca, humedece os alimentos e participa na simplificação das
12. Vesícula biliar moléculas de amido.
(H) Órgão tubular localizado a seguir ao intestino delgado. É responsável
pela absorção de alguns nutrientes e pela formação das fezes.
(I) Órgão tubular que se contrai ritmicamente, conduzindo o alimento
até ao estômago.
(J) Órgão que liga a boca ao esófago e é responsável pelo movimento de
deglutição.
(K) Glândula anexa que produz enzimas indispensáveis para a digestão
no duodeno.
(L) Pequeno órgão situado na zona inferior do fígado, onde é armazenada
a bílis.

4. Refere o que entendes por enzimas. (MC 5.4)

5. Indica dois fatores que influenciam a ação das enzimas. (MC 5.4)

6. Completa as frases seguintes com os termos corretos, selecionando algumas palavras e/ou
expressões da lista (podes usar cada palavra mais do que uma vez). (MC 5.4)

no intestino, na boca, no estômago, ingestão, absorção, mastigação, saliva, mucina, bílis,


amido, aminoácido, quimo, quilo, bolo, peristálticos, estomacais, das proteínas, dos lípidos,
dos glícidos, grosso, delgado, duodeno, jejuno-íleo, gástrico, pancreático, inicial, final

A digestão tem início ____ ________________ , onde ocorre a ________________ e a


insalivação. A ______________ contém uma enzima, a amilase que a atua sobre o
_______________. A massa pastosa formada pelos alimentos mastigados e pela saliva denomina-
se _____________ alimentar.
Os movimentos _________________ contribuem para a deslocação dos alimentos mastigados do
esófago até ao estômago, onde atuam enzimas, como a pepsina, que inicia a digestão
_________________. No final da digestão gástrica, a massa de alimentos parcialmente digeridos
denomina-se ____________ e passa para o intestino _____________. Na porção inicial do

Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano 17


Banco de questões

intestino ________________ - o ___________________ os alimentos parcialmente digeridos


sofrem a ação de três sucos digestivos: a bílis, o suco intestinal e o suco ____________. Ao longo
do intestino delgado o quimo transforma-se em ___________. A absorção dos nutrientes dá-se
sobretudo na porção ______________ do intestino delgado. A formação das fezes e absorção de
muita água e sais minerais dá-se ao nível do intestino _____________.

7. Indica o que acontece aos componentes dos alimentos que não são absorvidos. (MC 5.6)

8. Indica duas doenças do sistema digestivo. (MC 5.7)

9. Refere três medidas que podem ser adotadas para promover o bom funcionamento do sistema
digestivo. (MC 5.8)

 10. Relaciona a função do sistema digestivo com o metabolismo celular. (MC 5.2)

 11. Explica em que consistem as transformações físicas que ocorrem durante a digestão. (MC 5.4)

 12. Explica a função das glândulas anexas ao tubo digestivo. (MC 5.3)

 13. A bílis não possui enzimas, no entanto desempenha um papel importante no processo digestivo.
Explica esta afirmação. (MC 5.3)

 14. Os alunos de uma turma do 9.o ano realizaram uma experiência com o objetivo de estudar o papel
da saliva na digestão dos alimentos. Para tal, distribuíram um alimento rico em amido (o pão) por
4 tubos de ensaio, adicionando água ou saliva, de acordo com a tabela. O soluto de lugol foi
adicionado aos tubos de ensaio 30 minutos após o início da experiência. A tabela mostra também
os resultados dessa experiência. (MC 5.3)

Tubo de Temperatura a que


Conteúdo Cor do tubo de ensaio
ensaio decorreu a experiência
1 Pão + água + soluto de lugol 37 oC Azul-violeta
2 Pão + saliva + soluto de lugol 37 oC Amarelo
3 Pão + saliva + soluto de lugol 100 oC Azul-violeta
4 Pão + saliva + soluto de lugol 0 oC Azul-violeta

14.1 Associa a cada uma das afirmações que se seguem um dos termos da chave.
CHAVE:
I – A afirmação é apoiada pelos resultados.
II – A afirmação é contrariada pelos resultados.
III – A afirmação não é contrariada nem apoiada pelos resultados.
(A) No tubo 1 ocorreu digestão do amido.
(B) A digestão do amido ocorreu na ausência de saliva.
(C) A temperatura influencia a ação das enzimas.
(D) O pH influencia a ação das enzimas.
(E) A saliva contém amilase.
14.2 Justifica as tuas opões nos casos das afirmações C e E.

18 Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano


Banco de questões

14.3 Prevê o que aconteceria se ao tubo 1 se adicionasse lipase. Justifica a tua resposta

15. A superfície interna do intestino está revestida por dois tipos de estruturas que tornam absorção
mais eficiente. (MC 5.5)
15.1 Indica os nomes dessas estruturas.
 15.2 Explica por que razão as estruturas mencionadas anteriormente tornam a absorção mais
eficiente.
 16. No intestino grosso vive um conjunto de bactérias, normalmente benéficas ao ser humano, que
forma a flora intestinal ou microbiota. Explica qual o papel da flora intestinal. (MC 5.7)
 17. As fibras alimentares apesar de não serem digeridas nem absorvidas, são muito importantes numa
alimentação saudável. Explica a importância da ingestão regular de fibras alimentares. (MC 5.8)

18. Classifica como verdadeira (V) ou falsa (F) cada uma das frases que se seguem. (MC 5.3 e 5.4)
(A) As glândulas anexas ao tubo digestivo são órgãos que produzem secreções que contribuem
para uma digestão mais eficaz dos alimentos.
(B) A vesícula biliar é um dos órgãos do tubo digestivo.
(C) A passagem do bolo alimentar da boca para o esófago denomina-se insalivação.
(D) O suco gástrico contém enzimas, muco e suco pancreático.
(E) A tripsina é uma protease que decompõe os péptidos em aminoácidos.
(F) A lipase pancreática decompõe os glícidos em triglicéridos e glicerol.
(G) A digestão das proteínas inicia-se no intestino.
(H) A digestão dos hidratos de carbono inicia-se na boca.
(I) Os ácidos gordos, o glicerol e as vitaminas lipossolúveis são absorvidos pelo sistema linfático.
 18.1 Corrige as afirmações que consideraste falsas.

Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano 19


Banco de questões

2.4 Sistema cardiovascular e sistema linfático

1. Indica quais são os constituintes do sangue. (MC 6.1)

2. A figura 1 apresenta uma preparação definitiva de sangue humano. (MC 6.1 e 6.2)

Figura 1
2.1 Faz a legenda da figura 1.

1 ____________________ 2 ____________________

3 ____________________ 4 ____________________

2.2 Indica as funções dos constituintes do sangue representados na figura 1.


1 ____________________________________________________________________________
2 ____________________________________________________________________________
3 ____________________________________________________________________________
4 ____________________________________________________________________________

3. A tabela seguinte indica os resultados das análises realizadas a quatro indivíduos. (MC 6.3)

Valores de Indivíduo I Indivíduo II Indivíduo III Indivíduo IV


referência
Glóbulos vermelhos
3,8 a 4,8 2,8 4,6 4 4,8
( 1012/l)
Glóbulos brancos
4,8 a 10,8 6,5 17,4 7,8 9,9
(109/l)
Plaquetas
150 a 400 250 180 95 350
(109/l)
3.1 Seleciona a opção mais correta para cada uma das situações que se seguem.
3.1.1 O indivíduo I provavelmente apresenta
(A) uma infeção. (B) anemia.
(C) problemas de coagulação. (D) nenhuma das doenças referidas anteriormente.

20 Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano


Banco de questões

3.1.2 O indivíduo II provavelmente apresenta


(A) uma infeção. (B) anemia.
(C) problemas de coagulação. (D) nenhuma das doenças referidas anteriormente.
3.1.3 O indivíduo III provavelmente apresenta
(A) uma infeção. (B) anemia.
(C) problemas de coagulação. (D) nenhuma das doenças referidas anteriormente.
3.1.4 O indivíduo IV provavelmente apresenta
(A) uma infeção. (B) anemia.
(C) problemas de coagulação. (D) nenhuma das doenças referidas anteriormente.
3.1.5 O indivíduo I tem sangue do grupo B. As pessoas com este tipo de sangue podem dar
sangue a pessoas com sangue do(s) grupo(s)
(A) A. (B) B e AB. (C) 0. (D) apenas B.
3.1.6 O indivíduo II tem sangue do grupo AB. As pessoas com este tipo de sangue podem dar
sangue a pessoas com sangue do grupo
(A) A. (B) B. (C) 0. (D) AB.

4. Uma das funções do sangue é o transporte de substâncias. Indica mais duas funções do sangue.
(MC 6.2)

5. A estratégia que permite aos glóbulos brancos neutralizar corpos estranhos envolvendo-os com
pseudópodes e digerindo-os no interior de vesículas denomina-se (MC 6.4)
(A) diapedese. (B) coagulação.
(C) digestão. (D) fagocitose.

6. A figura 2 representa um coração. (MC 7.1 e 7.3)

Figura 2

Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano 21


Banco de questões

6.1 Faz a legenda da figura 2.


1 ___________ 2 _____________ 3 _____________ 4 ____________
5 ___________ 6 _____________ 7 _____________ 8 ____________
9 ___________ 10 ____________ 11 ____________ 12 ___________

7. Quando se pretende estudar a anatomia e fisiologia humanas é preferível utilizarem-se órgãos de


(MC 7.2)
(A) répteis. (B) mamíferos.
(C) peixes. (D) anfíbios.

8. O miocárdio é mais espesso (MC 7.4)


(A) na aurícula esquerda. (B) na aurícula direita.
(C) no ventrículo esquerdo. (D) no ventrículo direito.

9. Os vasos que levam o sangue que irrigou o músculo cardíaco de volta ao coração são (MC 7.4)
(A) as artérias pulmonares. (B) as veias pulmonares.
(C) as artérias coronárias. (D) as veias coronárias.

10. As estruturas cardíacas cuja principal função é assegurar que o sangue tenha um fluxo
unidirecional são
(A) as artérias. (B) as válvulas.
(C) as aurículas. (D) os ventrículos

11. Estabelece a correspondência entre os números da coluna I e as letras da coluna II. (MC 7.5)

COLUNA I COLUNA II
1. Sístole auricular (A) As aurículas e os ventrículos relaxam.
2. Sístole ventricular (B) As aurículas contraem-se.
3. Diástole geral (C) Os ventrículos contraem-se.
(D) O sangue entra nas aurículas.
(E) O sangue passa para os ventrículos.
(F) O sangue sai dos ventrículos para as artérias.
(G) As válvulas semilunares estão fechadas.
(H) As válvulas auriculoventriculares fecham-se.
(I) As válvulas auriculoventriculares abrem-se.

12. Diz-se que existe hipertensão quando (MC 7.6)


(A) a pressão diastólica é superior a 100 mmHg e/ou a pressão sistólica é superior a 150 mmHg.
(B) a pressão diastólica é superior a 90 mmHg e/ou a pressão sistólica é superior a 140 mmHg.
(C) a pressão sistólica é superior a 90 mmHg e/ou a pressão diastólica é superior a 140 mmHg.
(D) a pressão sistólica é superior a 100 mmHg e/ou a pressão diastólica é superior a 150 mmHg.

22 Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano


Banco de questões

13. A figura 3 é uma representação esquemática simplificada da circulação sanguínea no ser humano.
(MC 7.8)

13.1 Seleciona os números que correspondem aos vasos


onde circula sangue arterial.

13.2 Indica a sequência da circulação sanguínea através dos


números e letras da figura 3:
13.2.1 Na circulação pulmonar____________________
13.2.2 Na circulação sistémica____________________

13.3 Refere a função da circulação pulmonar.

Figura 3

14. Completa as frases seguintes com os termos corretos selecionando algumas palavras da seguinte
lista (podes usar cada palavra mais do que uma vez). (MC 8.1 e 8.2)

Plaquetas, plasma, vermelhos, brancos, sanguíneos, linfáticos, musculares, cardíacos,


intersticial, linfático, circulante, arterial, venosa, pulmonares, subclávias, coração, cérebro,
sanguínea, linfática, sangue, baço
A linfa é constituída por ____________ e glóbulos ____________. A linfa ____________
encontra-se entre as células e a linfa ____________ desloca-se no interior de vasos.
A circulação da linfa dentro dos vasos ____________ deve-se principalmente à compressão
originada pelos movimentos ____________. O canal torácico e o canal ____________ direito
recebem a linfa ____________ de todo o organismo e ligam-se às veias ____________ direita e
esquerda, próximo do ____________. Assim, a linfa é devolvida à circulação ____________
voltando ao ____________ de onde tinha sido originada.

15. Refere qual a função dos gânglios linfáticos. (MC 8.4)

16. A amigdalite é uma doença do sistema linfático. (MC 8.5)


16.1 Caracteriza a amigdalite.
16.2 Refere mais duas doenças do sistema linfático.

Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano 23


Banco de questões

 17. Comenta a seguinte afirmação: A importância do sangue não se esgota no transporte de


nutrientes. (MC 6.2)

 18. Um indivíduo que fez análises ao sangue apresenta 2,5 x 1012 glóbulos vermelhos por litro de
sangue. Os valores de referência para este parâmetro são 3,8 a 4,8 x 1012/l. Indica, justificando,
de que pode padecer este indivíduo. (MC 6.3)

 19. A diapedese é um fenómeno que está relacionado com um tipo de células presentes no sangue.
(MC 6.4)
19.1 Identifica o tipo de células que utiliza este processo.
19.2 Explica em que consiste a diapedese indicando em que medida este fenómeno é importante
para a função que estas células desempenham.

 20. O miocárdio não apresenta a mesma espessura em todas as cavidades do coração. Indica em que
cavidade ele é mais espesso e explica a razão das diferenças existentes na espessura do
miocárdio. (MC 7.4)

 21. Explica porque se utilizam órgãos de mamíferos como o porco quando se pretende estudar a
anatomia e fisiologia humanas. (MC 7.2)

 22. O gráfico representa a variação da pressão do sangue na circulação sistémica. (MC 7.6)

22.1 Identifica os vasos sanguíneos 1 a 7.


22.2 Descreve as variações da pressão sanguínea ao longo da circulação sistémica.

 23. Refere duas características que te permitam distinguir uma artéria de uma veia, explicando a
importância destas diferenças. (MC 7.7)

 24. O ciclo cardíaco compreende 3 fases principais: diástole geral (0,4 s), sístole auricular (0,1 s) e
sístole ventricular (0,3 s). (MC 7.5)
24.1 Durante um ciclo cardíaco produzem-se dois ruídos. Seleciona a opção que permite
completar corretamente a seguinte afirmação: O primeiro ruído cardíaco é originado pelo
fecho das válvulas ____________ e o segundo ruído cardíaco produz-se quando se fecham as
válvulas ____________
(A) auriculoventriculares… semilunares.
(B) semilunares… venosas.
(C) auriculoventriculares… venosas.
(D) semilunares… auriculoventriculares.

24 Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano


Banco de questões

24.2 Justifica a seguinte afirmação: O bom funcionamento do coração depende tanto do seu
poder de contração como de relaxamento.

 25. Comenta a afirmação: As artérias transportam sangue arterial e as veias transportam sangue
venoso. (MC 7.8)

 26. A figura 4 representa uma artéria coronária. (MC 7.9, 7.10 e 7.11)

26.1 Indica o problema que afeta a artéria representada na


figura.
26.2 Explica em que consiste o problema referido na alínea
anterior.
26.3 Explica de que modo o problema representado pode
originar um enfarte do miocárdio.
26.4 Indica duas soluções médicas que permitam corrigir ou
minimizar o problema referido na alínea 26.1.

Figura 4

26.5 Refere duas medidas que devem ser adotadas para prevenir o problema representado na
figura 4.

 27. Explica por que se entende que o sistema linfático tem um papel fundamental na homeostasia.
(MC 8.4)

 28. Explica porque se pode dizer que ao adotar um estilo de vida que previne o aparecimento de
doenças cardiovasculares se está também a prevenir o aparecimento de doenças do sistema
linfático. (MC 8.6)

Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano 25


Banco de questões

2.5 Sistema respiratório


1. A figura 1 representa o sistema respiratório humano. (MC 9.1, 9.2 e 9.6)

Figura 1

1.1 Faz a legenda atribuindo a cada letra da chave um número da figura 1.

(A) Laringe (B) Vesícula pulmonar (C) Pleura (D) Fossas nasais
(E) Pulmão (F) Bronquíolo (G) Traqueia (H) Faringe
(I) Brônquio (J) Álveolo pulmonar (K) Diafragma

1.2 Considera os esquemas I e II da figura 2. A estrutura representada pelo número 10 desta figura
é a mesma que a representada pelo número 10 da figura 1.

I II

Figura 2

1.2.1 Os fenómenos que ocorrem nos esquemas I e II denominam-se, respetivamente,


(A) hematose tecidular e hematose alveolar.
(B) hematose alveolar e respiração celular.
(C) hematose tecidular e respiração celular.
(D) hematose alveolar e hematose tecidular.
1.2.2 Identifica os gases A e B.

26 Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano


Banco de questões

1.3 Para que aconteça o fenómeno representado no esquema I é necessário que


(A) a pressão parcial do gás B seja menor na estrutura 10 do que no capilar sanguíneo.
(B) a pressão parcial do gás B seja maior na estrutura 10 do que no capilar sanguíneo.
(C) a pressão parcial do gás B seja igual à pressão parcial do gás A.
(D) a pressão parcial do gás B seja igual na estrutura 10 e no capilar sanguíneo

1.4 Indica duas características da estrutura assinalada com o número 10 que lhe permitam realizar
eficazmente a sua função.

2. Seleciona a(s) opção(ões) que completa(m) corretamente cada uma das afirmações seguintes.
(MC 9.2)
2.1 A função do sistema respiratório é
(A) transportar o oxigénio até às células.
(B) assegurar as trocas de substâncias entre o sangue e as células.
(C) assegurar as trocas gasosas entre o ar e o sangue.
(D) transportar os nutrientes até às células.
2.2 A faringe
(A) faz a comunicação entre a laringe e a traqueia.
(B) é o local por onde o ar atmosférico entra no organismo.
(C) faz a comunicação entre a laringe e os pulmões.
(D) estabelece a comunicação das fossas nasais com a laringe.
2.3 A pleura
(A) é um músculo que separa a caixa torácica da cavidade abdominal.
(B) é uma dupla membrana que reveste os pulmões.
(C) adere simultaneamente aos pulmões e à caixa torácica.
(D) é o local onde se situam as cordas vocais.
2.4 A traqueia é
(A) constituída por anéis cartilagíneos completos.
(B) constituída por anéis cartilagíneos incompletos.
(C) um tubo que faz a comunicação entre a laringe e os pulmões.
(D) um tubo que faz a comunicação entre a faringe e a laringe.

3. Durante a ventilação pulmonar distinguem-se dois movimentos: a inspiração e a expiração.


(MC 9.4)
3.1 Faz corresponder as afirmações seguintes aos movimentos corretos, utilizando a chave:
CHAVE:
I – Inspiração
II – Expiração
(A) O ar sai através das vias respiratórias para o exterior.
(B) O volume da caixa torácica diminui.
(C) O diafragma contrai e baixa.

Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano 27


Banco de questões

(D) Os músculos intercostais contraem, levantando as costelas.


(E) A pressão do ar dentro dos pulmões torna-se superior ao do ar atmosférico.
(F) A pressão do ar atmosférico é superior à pressão do ar dentro dos pulmões.
(G) O diafragma relaxa e sobe, comprimindo os pulmões.
(H) O volume da caixa torácica aumenta.
(I) Os músculos intercostais relaxam e as costelas baixam.

4. De entre as situações seguintes distingue aquelas em que o mecanismo de controlo da respiração


é voluntário (com um V) daquelas em que o mecanismo responsável pelo controlo da respiração é
involuntário (com um I). (MC 9.7 e 9.8)
(A) Um saxofonista enquanto toca saxofone.
(B) Uma cantora de lírica quando atua numa ópera.
(C) Uma pessoa que está a passear de carro, subindo a uma alta montanha.
(D) Um ciclista que tem de subir uma encosta inclinada.
(E) Um nadador a dar um mergulho na piscina.

5. Indica onde se situa a região do encéfalo responsável pelos mecanismos voluntários de controlo da
ventilação pulmonar. (MC 9.7)

6. As pessoas que vivem na alta montanha têm alterações morfológicas relativamente às que vivem
no litoral. De entre as afirmações seguintes assinala (com um X) as que correspondem às referidas
alterações. (MC 9.8)
(A) São pessoas em média mais altas.
(B) Contêm uma concentração de hemoglobina no sangue superior à média.
(C) Estes indivíduos têm geralmente fossas nasais mais volumosas.
(D) Estas pessoas têm normalmente um tórax e coração mais volumosos.

7. Assinala, nas alíneas seguintes, fatores de risco (com um R) e fatores promotores da saúde (com
um S) do sistema respiratório. (MC 9.9 e 9.11)
VIII. Fumar.
VIII. Viver em locais poluídos.
VIII. Praticar exercício físico em ambientes naturais.
VIV. Consumir regularmente alimentos ricos em nutrientes protetores.
VIV. Evitar alterações bruscas de temperatura.
VVI. Agasalhar-se bem quando está frio.
IVII. Usar máscara de proteção quando se tem profissões com risco de inalação frequente de
partículas.

 8. As vias respiratórias são revestidas internamente por um tecido com dois tipos de células com uma
função essencial na respiração pulmonar. Designa essas células e explica a importância da sua
existência. (MC 9.2)

 9. Comenta a seguinte afirmação: A respiração celular está dependente da respiração externa.


(MC 9.3)

28 Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano


Banco de questões

 10. Explica por que motivo aumenta a frequência ventilatória quando se parte de uma situação de
repouso para uma situação de exercício físico intenso. (MC 9.5)

 11. Quando alguém sofre uma pancada muito forte na região posterior da cabeça ficando com danos
nessa região do encéfalo é possível que deixe de conseguir respirar autonomamente podendo
precisar de respiração assistida por máquinas. Explica porquê. (MC 9.7)

 12. Explica por que motivo as pessoas que vivem a grande altitude têm geralmente alterações
morfológicas relativamente às pessoas que vivem no litoral. Indica duas dessas alterações.
(MC 9.8)

 13. Lê com atenção o texto que se segue. (MC 9.9, 9.10 e 9.11)
As doenças crónicas das vias respiratórias e de outras estruturas dos pulmões representam uma
vasta gama de doenças graves, como é o caso da doença pulmonar obstrutiva crónica ou da
hipertensão pulmonar, entre outras. Constituem um grave problema de saúde pública em todos
os países do mundo, sobretudo naqueles com baixos e médios rendimentos. O impacto das
doenças respiratórias crónicas tem efeitos adversos graves na qualidade de vida dos indivíduos
afetados. Estão já identificados muitos fatores de risco das doenças respiratórias crónicas
evitáveis. A prevenção destes fatores de risco terá um impacto significativo na morbilidade e
mortalidade.
Adaptado de Vigilância global, prevenção e controlo das Doenças Respiratórias Crónicas
– Uma abordagem integradora, DGS/OMS

13.1 Caracteriza a doença pulmonar obstrutiva crónica.


13.2 Refere mais duas doenças pulmonares não mencionadas no texto. Indica uma que resulte
de uma infeção por microrganismos patogénicos e outra que seja uma doença crónica e/ou
causada por alterações nas células dos pulmões.
13.3. O texto refere que muitos fatores de risco para as doenças respiratórias crónicas estão
identificados. Indica dois dos fatores de risco mais importantes.

Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano 29


Banco de questões

2.6 Suporte básico de vida

1. Explica em que consiste o suporte básico de vida. (MC 10.1)

2. Seleciona a opção que indica a sequência correta de elos da cadeia de sobrevivência. (MC 10.1)
(A) Reconhecer e comunicar 112 – Suportar – Restabelecer – Estabilizar.
(B) Restabelecer – Reconhecer e comunicar 112 – Estabilizar – Suportar.
(C) Suportar – Restabelecer – Estabilizar – Reconhecer e comunicar 112.
(D) Reconhecer e comunicar 112 – Estabilizar – Suportar – Restabelecer.

3. Explica em que consistem os elos da cadeia de sobrevivência que podem ser realizados por
qualquer pessoa sem equipamento especializado. (MC 10.1)

4. Indica os três primeiros procedimentos do algoritmo de suporte básico de vida. (MC 10.2)

5. A base da abordagem à vítima de PCR é o ABC (Airway, Breathing and Circulation) que
corresponde a alguns elos da cadeia de sobrevivência. (MC 10.2)
5.1 Estabelece a correspondência entre as letras da coluna I e os números da coluna II.

COLUNA I COLUNA II
(A) Compressões torácicas I – Airway
(B) Permeabilizar a via aérea II – Circulation
(C) Insuflações III – Breathing

5.2 Explica como farias para avaliar a ventilação/respiração da vítima, após a permeabilização da
via aérea.

6. Utilizando a chave, completa os espaços de modo a formar uma sequência que descreva o
algoritmo do suporte básico de vida. (MC 10.2, 10.3 e 10.4)

I – __________________________ CHAVE
II – Avaliar o estado de consciência A – Iniciar compressões torácicas
III – __________________________ B – Avaliar as condições de segurança
IV – __________________________
C – Manter SBV
V – Avaliar a ventilação/respiração
VI – Ligar para o 112 D – Permeabilizar a via aérea
VII – __________________________ E – Gritar por ajuda
VIII – Iniciar ventilações
IX – __________________________

7. As imagens da figura 1 referem-se a medidas a adotar em algumas situações de emergência.


(MC 10.5 e 10.6)

Figura 1-A Figura 1-B Figura 1-C

30 Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano


Banco de questões

7.1 Faz a legenda de cada uma das imagens da figura 1, identificando a manobra de socorro
representada em cada caso.
7.2 Seleciona a(s) opção(ões) que permite(m) completar corretamente as frases que se seguem.
7.2.1 A medida representada na figura 1-A permite
(A) evitar que a queda da língua obstrua o fluxo de ar.
(B) restabelecer os movimentos respiratórios.
(C) diminuir a sensação de dor.
(D) a drenagem de fluidos pela boca.
7.2.2 A medida representada na figura 1-A não deve ser utilizada em casos de
(A) quedas.
(B) acidentes de viação.
(C) desmaio.
(D) se tratar de uma criança.
7.2.3 A medida representada na figura 1-B deve ser utilizada em casos de
(A) obstrução de via aérea grave em vítimas inconscientes.
(B) obstrução de via aérea ligeira.
(C) obstrução de via aérea grave em vítimas conscientes.
(D) paragem cardiorrespiratória.
7.2.4 Quando existe obstrução grave da via aérea
(A) as vítimas tossem muito.
(B) as vítimas dizem que estão em dificuldades.
(C) as vítimas podem agarrar o pescoço com as mãos.
(D) a pele das vítimas pode estar azulada.
7.3 A figura 3 representa os passos que devem ser efetuados para realizar o procedimento de
segurança representado na figura 1-A.

A B C D

Figura 2

7.3.1 Ordena as imagens de modo a obteres uma sequência correta deste procedimento.

 8. A Rita está com a avó quando esta sofre uma paragem cardiorrespiratória (PCR). Tenta fazer
reanimação (compressões e insuflações) durante 1 minuto, mas ficou cansada e desistiu; só depois
liga para o 112. Consegue dar indicações sobre o que aconteceu mas a ambulância chega 9 minutos
depois da PCR. (MC 10.1)
8.1 Calcula a probabilidade de sobrevivência da avó da Rita à chegada da ambulância.
8.2 Indica quais os elos da cadeia de sobrevivência que poderiam ter sido realizados pela Rita mas
não foram efetuados de forma eficaz e/ou atempadamente.

Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano 31


Banco de questões

 9. Explica todos os procedimentos a adotar em cada uma das situações que se descrevem de seguida.
(MC 10.2, 10.3 e 10.4)
9.1 Num passeio com os teus amigos, um deles afasta-se e entra numa casa abandonada. Alguns
segundos depois ouves um grito vindo de dentro da casa e encontras depois o teu amigo
inconsciente. (MC 10.2, 10.3 e 10.4)
9.2 Estás sozinho em casa com o teu irmão mais novo, de 10 meses de idade, quando te apercebeste
que ele engoliu um pedaço de maçã que o deixou engasgado. Ele não consegue chorar nem
tossir. (MC 10.2, 10.3 e 10.5)

32 Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano


Banco de questões

2.7 Sistemas excretores

1. Indica a função dos sistemas excretores. (MC 11.2)

2. Indica os quatro constituintes principais do sistema urinário. (MC 11.1)

3. Coloca por ordem os seguintes termos, de modo a obteres a sequência correta do caminho que o
sangue percorre do coração até aos rins e daí até novamente ao coração. (MC 11.1)

coração / veia cava inferior / artéria aorta / artérias renais / veias renais / rins

4. A figura 1 representa o sistema urinário humano. (MC 11.1, 11.3 e 11.4)

Figura 1-B

4.1 Faz a legenda, atribuindo a cada letra da chave um


Figura 1-A número da figura 1.
CHAVE:
(A) Túbulo contornado distal
(B) Túbulo contornado proximal
(C) Rim
(D) Zona medular
(E) Zona cortical
(F) Tubo coletor
(G) Uretra
(H) Ureter
(I) Glomérulo de Malpighi
(J) Ansa de Henle
(K) Pirâmide de Malpighi
(L) Bexiga
(M) Cápsula de Bowman
(N) Bacinete
Figura 1-C
(O) Capilares peritubulares
4.2 Identifica a estrutura representada na figura 1-C.

Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano 33


Banco de questões

4.3 Estabelece a correspondência entre os números da coluna I e algumas letras da coluna II.

COLUNA I COLUNA II
(I) Rede de capilares em forma de novelo, inseridos na cápsula de (A) Túbulo contornado distal
Bowman (B) Túbulo contornado
(II) Tudo que recolhe a urina formada em vários tubos uriníferos. proximal
(III) Zona mais interna do rim que parte das pirâmides de Malpighi e (C) Rim
conflui no ureter. (D) Zona medular
(IV) Órgão par onde ocorre a formação da urina. (E) Zona cortical
(V) Órgão oco que armazena a urina até à sua expulsão para o exterior. (F) Tubo coletor
(VI) Zona do rim de aspeto estriado onde se situam as pirâmides de (G) Uretra
Malpighi. (H) Ureter
(VII) Canal que transporta a urina dos rins até à bexiga. (I) Glomérulo de Malpighi
(VIII) Porção do tubo urinífero que liga a ansa de Henle ao tubo coletor. (J) Ansa de Henle
(IX) Camada mais exterior e de aspeto granuloso do rim. (k) Pirâmide de Malpighi
(X) Continuação do tubo urinífero a partir da cápsula de Bowman. (L) Bexiga
(XI) Estrutura em forma de taça que constitui o início do tubo urinífero. (M) Cápsula de Bowman
(XII) Canal que transporta a urina da bexiga para o exterior. (N) Bacinete

5. Classifica como verdadeira (V) ou falsa (F) cada uma das afirmações que se seguem. (MC 11.5 e
11.6)
(A) Devido à baixa pressão sanguínea nos capilares do glomérulo de Malpighi, parte do plasma
passa para a cápsula de Bowman.
(B) O filtrado glomerular tem uma composição semelhante ao plasma.
(C) O filtrado glomerular tem a mesma percentagem de proteínas que o plasma.
(D) Alguma água e sais minerais e toda a glicose, aminoácidos e vitaminas são reabsorvidos para o
plasma.
(E) A reabsorção dá-se dos capilares peritubulares para a ansa de Henle e para os tubos
contornado distal e proximal.
(F) A ureia, o ácido úrico e a creatinina são secretados do plasma sanguíneo para a urina.
(G) A secreção ocorre ao nível do tubo contornado distal e do tubo colector.
(H) Uma dieta rica em carne aumenta a concentração de ureia na urina.
(I) A ingestão de alimentos ricos em água conduz à produção de uma urina mais concentrada.
5.1 Corrige as afirmações que consideraste falsas.

6. Seleciona a opção que completa corretamente cada uma das afirmações seguintes. (MC 11.5 e
11.6)
6.1 O líquido formado durante a filtração denomina-se
(A) urina. (B) suor.
(C) filtrado glomerular. (D) filtrado renal.
6.2 Na urina de uma pessoa saudável não é normal encontrar
(A) proteínas. (B) ácido úrico.
(C) sais minerais. (D) ureia

34 Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano


Banco de questões

6.3 Quando se consomem alimentos ricos em sal,


(A) a concentração de sais minerais na urina diminui.
(B) a concentração de sais minerais na urina aumenta.
(C) a concentração de ureia na urina diminui.
(D) a concentração de ureia na urina aumenta.
6.4 Quando fazes exercício físico e suas muito,
(A) a glicose é excretada na urina.
(B) as proteínas são excretadas na urina.
(C) a quantidade de urina produzida aumenta.
(D) a quantidade de urina produzida diminui.

7. A figura 2 representa a estrutura da pele. (MC 11.8)

Figura 2

7.1 Faz a legenda, atribuindo a cada número da figura 2 uma das letras seguintes:
(A) Derme (B) Terminação nervosa (C) Glândula sudorípara
(D) Epiderme (E) Glândula sebácea (F) Pelo
(G) Poro (H) Tecido subcutâneo (I) Músculo eretor do pelo

8. Indica duas funções desempenhadas pela pele. (MC 11.9)

9. Distingue derme de epiderme. (MC 11.8)

Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano 35


Banco de questões

10. Identifica as doenças descritas em cada uma das alíneas seguintes. (MC 11.10)
(A) Esta doença é uma consequência da cristalização de substâncias de excreção como a ureia ou
os sais de cálcio no bacinete ou nos uréteres. Esta condição provoca dores muito fortes e o
seu tratamento faz-se através de cirurgia ou com recurso a ondas de choque.
(B) Doença que surge sob a forma de lesões que não saram e está associada à exposição
excessiva ao sol.
(C) Doença que corresponde à perda da função renal. Os sintomas podem estar ausentes até que a
doença atinja níveis críticos. As análises à urina são um método eficaz de diagnóstico desta
patologia.

11. Indica qual a terapêutica mais utilizada quando um paciente sofre de insuficiência renal. (MC 11.7)

12. Seleciona, de entre as afirmações seguintes, as que correspondem a medidas de promoção da


saúde dos sistemas excretores. (MC 11.11)
(A) Ir regularmente ao dentista.
(B) Beber pelo menos 1,5 L de água por dia.
(C) Nunca utilizar as casas de banho públicas.
(D) Reduzir o consumo de sal e aumentar o consumo de frutas e vegetais.
(E) Não fumar.
(F) Evitar o exercício físico intenso.
(G) Usar protetor solar adequado ao tipo de pele e ao nível de radiação.
(H) Não conter a urina quando se tem o reflexo de micção.

 13. O gráfico seguinte regista a concentração de várias substâncias presentes em fluidos retirados de
três zonas do nefrónio. (MC 11.5)

13.1 Identifica os fluidos I, II e III.


13.2 Identifica o processo responsável pela formação do fluido I.
13.3 Refere a(s) estruturas(s) do nefrónio onde ocorre o processo referido em 13.2.
13.4 Identifica o processo responsável pela diferença da concentração de glicose nos fluidos I e II.
13.5 Explica em que consistem os processos de secreção e reabsorção, indicando qual a sua
importância.
13.6 Explica a diferença na percentagem de proteínas nos fluidos I e III.

36 Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano


Banco de questões

 14. Explica de que modo a formação da urina ajuda a manter a homeostasia. Indica exemplos desta
regulação do meio interno. (MC 11.2 e 11.6)

 15. Refere vantagens e desvantagens da hemodiálise e da transplantação renal como respostas a um


grave problema do sistema urinário. (MC 11.7)

 16. Comenta a seguinte afirmação: A função do suor não está apenas ligada à excreção. (MC 11.9)

 17. Explica a função das glândulas sebáceas e da substância por elas produzida. (MC 11.9)

Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano 37


Banco de questões

2.8 Sistema nervoso e sistema hormonal

1. Seleciona a opção que completa corretamente cada uma das afirmações seguintes. (MC 12.2 e 12.4)
1.1 O sistema nervoso central é constituído por
(A) encéfalo e espinal medula. (B) cérebro e nervos.
(C) encéfalo e nervos. (D) cérebro e espinal medula.
1.2 O sistema nervoso periférico inclui
(A) espinal medula e nervos. (B) espinal medula e cerebelo.
(C) nervos e gânglios. (D) cérebro e gânglios.
1.3 O responsável pela comunicação entre o sistema nervoso central e as restantes partes do
corpo é
(A) o cérebro. (B) a espinal medula.
(C) o encéfalo. (D) o sistema nervoso periférico.
1.4 O sistema nervoso central desempenha o seu papel através de ___ e o sistema hormonal atua
através de ___ .
(A) hormonas… sinapses. (B) impulsos nervosos… hormonas.
(C) hormonas… impulsos nervosos. (D) impulsos nervosos… sinapses.
1.5 O impulso nervoso percorre o neurónio ___ para o corpo celular e deste para ___.
(A) das dendrites… a sinapse. (B) do axónio… as dendrites.
(C) das dendrites… o axónio. (D) do axónio… a sinapse.

2. A figura 1 representa uma célula. (MC 12.3)

Figura 1

2.1 Identifica o tipo de célula representado na figura 1.


2.2 Faz a legenda da figura 1.

3. Ordena as frases seguintes, de modo a obteres uma sequência lógica relativamente à transmissão
do impulso nervoso. (MC 12.4)
(A) As vesículas da arborização terminal são estimuladas a produzirem substâncias químicas pelo
impulso nervoso.
(B) O impulso nervoso percorre a célula nervosa a partir das dendrites.
(C) O impulso nervoso atinge a arborização terminal.
(D) O impulso nervoso é produzido ao nível das dendrites por uma desigual distribuição de iões de
carga contrária dentro e fora do neurónio.
(E) Os neurotransmissores libertados na sinapse são captados por recetores da célula seguinte,
estimulando-a.

38 Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano


Banco de questões

4. A figura 2 representa um encéfalo humano. (MC 12.1)

Figura 2

4.1 Faz a legenda atribuindo a cada alínea um número da figura 2.


(A) Corpo caloso (B) Bulbo raquidiano (C) Cerebelo (D) Cérebro
(E) Hipófise (F) Circunvoluções (G) Hipotálamo
4.2 Estabelece a correspondência entre as frases que se seguem e alguns números da figura 2.
(A) Intervém ativamente na coordenação dos movimentos voluntários e do equilíbrio corporal.
(B) Encontra-se dividido em dois hemisférios.
(C) Faz a transição entre o encéfalo e a espinal medula.
(D) Controla a atividade motora voluntária, a atividade sensorial e a atividade intelectual.
(E) Controla os movimentos involuntários vitais como os batimentos cardíacos, os movimentos
respiratórios e os movimentos peristálticos do tubo digestivo.
(F) Zona de união entre os hemisférios cerebrais.

5. Analisa os seguintes comportamentos e classifica-os como atos reflexos ou atos voluntários. (MC 12.6)
(A) Produção de saliva quando se sente o cheiro de comida.
(B) Começar a ler um livro.
(C) Sair de casa para passear.
(D) Dar um salto quando, subitamente, um cão ladra perto de nós.
(E) Retirar a mão rapidamente quando se toca num objeto muito quente.

6. Seleciona a(s) opção(ões) que completa(m) corretamente cada uma das afirmações seguintes. (MC 12.7)
6.1 O sistema nervoso autónomo controla
(A) processos involuntários. (B) ações voluntárias.
(C) a atividade intelectual. (D) a pressão arterial.
6.2 O sistema nervoso simpático
(A) está ligado a situações de repouso. (B) acelera os batimentos cardíacos.
(C) prepara o organismo para uma emergência. (D) retarda os batimentos cardíacos.
6.3 O sistema nervoso parassimpático
(A) está ligado a situações de repouso. (B) acelera os batimentos cardíacos.
(C) prepara o organismo para uma emergência. (D) retarda os batimentos cardíacos.

Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano 39


Banco de questões

7. O sistema nervoso autónomo desempenha um papel importante na regulação da temperatura


corporal. (MC 12.8)
7.1 Refere duas reações desencadeadas pelo sistema nervoso autónomo quando a temperatura
exterior aumenta.

8. As doenças do sistema nervoso são sempre graves devido à função que este desempenha na
coordenação do organismo. Uma das doenças que o podem atingir e ainda não tem origem
conhecida é a esclerose múltipla. (MC 12.9)
8.1 Caracteriza a esclerose múltipla.
8.2 Refere outra doença do sistema nervoso para além da referida na alínea anterior.

9. Distingue glândulas endócrinas de hormonas. (MC 13.1)

10. Denomina as células sobre as quais atuam as hormonas. (MC 13.1)

11. A figura 3 representa parte do sistema hormonal humano. (MC 13.2 e 13.3)

11.1 Faz a legenda, atribuindo a cada letra


um número da figura 3.
(A) Testículos
(B) Tiroide
(C) Hipotálamo
(D) Glândulas suprarrenais
(E) Hipófise
(F) Ovários
(G) Pâncreas (Ilhéus de Langerhans)

Figura 3

11.2 Refere o nome e a função de uma hormona segregada por cada uma das estruturas
representadas pelos números 2, 3 e 5.

40 Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano


Banco de questões

12. Classifica como verdadeira (V) ou falsa (F) cada uma das afirmações que se seguem. (MC 12.10,
13.6 e 13.7)
(A) O controlo do colesterol contribui para o bom funcionamento dos sistemas hormonal e
nervoso, uma vez que previne o AVC.
(B) A medição dos níveis de glicose no sangue por parte dos diabéticos é um processo muito
complicado.
(C) O controlo da hipertensão é importante para a saúde do sistema cardiovascular mas não tem
qualquer influência no bom funcionamento do sistema nervoso.
(D) O número de horas de sono por dia é importante para a saúde do sistema hormonal, mas não
para a do sistema nervoso.
(E) Uma dieta saudável e equilibrada contribui positivamente para a saúde dos sistemas nervoso
e hormonal.
(F) A insulina humana recombinante pode ser administrada aos diabéticos sem perigo da
ocorrência de reações alérgicas.

13. A Ana sofre de uma doença que se caracteriza por uma produção insuficiente de insulina por
parte de uma glândula. Por este motivo, as suas células não recebem glicose suficiente, apesar
de existir um elevado nível desta molécula no sangue. (MC 13.3, 13.5 e 13.6)
13.1 Refere de que doença padece a Ana.
13.2 Identifica a glândula que, neste caso, tem um funcionamento deficiente.
13.3 Indica um contributo da ciência e da tecnologia que permite aumentar a qualidade de vida
de pessoas como a Ana.

 14. Comenta a seguinte afirmação: O impulso nervoso tem tanto de elétrico como de químico.
(MC 12.4)

 15. Os nossos movimentos podem ser resultado de atos reflexos ou atos voluntários. Imagina que
sem te aperceberes colocas a mão dentro de um alguidar com água gelada e a retiras
imediatamente. (MC 12.5 e 12.6)
15.1 Indica se o movimento descrito anteriormente se refere a um ato reflexo ou voluntário.
15.2 Distingue ato voluntário de ato reflexo.
15.3 Identifica o estímulo, a resposta e o centro nervoso intervenientes neste movimento.
15.4 Identifica as letras A, B, C e D do esquema que se segue.

Estímulo A Centro
B C D Resposta
nervoso

15.5 Indica como se designa o percurso efetuado por um impulso nervoso descrito no esquema
anterior.

 16. Compara o sistema nervoso simpático com o sistema nervoso parassimpático. (MC 12.7)

 17. Explica o papel do córtex cerebral na regulação da temperatura. (MC 12.8)

 18. Comenta a seguinte afirmação: O sistema neuro-hormonal é o garante da homeostasia. (MC 13.4)

Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano 41


Banco de questões

3. TRANSMISSÃO DA VIDA

3.1 Sistema reprodutor

1. A figura 1 representa os sistemas reprodutores humanos. (MC 14.1 e 14.2)

Figura 1

1.1 Faz a legenda, atribuindo a cada letra da chave um número da figura 1.


(A) Ovário (B) Testículo (C) Pénis
(D) Colo do útero (E) Vagina (F) Próstata
(G) Vesícula seminal (H) Canal deferente (I) Útero
(J) Endométrio (K) Uretra (L) Escroto
(M) Epidídimos (N) Trompa de Falópio

1.2 Seleciona a(s) opção(ões) que completa(m) corretamente cada uma das afirmações seguintes:

1.2.1 A estrutura responsável pela ligação dos epidídimos à uretra está representada na figura 1
pelo número
(A) 2. (B) 1. (C) 9. (D) 11.

1.2.2 A estrutura representada pelo número 8 na figura 1 é responsável por


(A) produzir testosterona. (B) armazenar espermatozoides.
(C) produzir líquido seminal. (D) produzir espermatozoides.

1.2.3 Na estrutura representada pelo número 10 da figura 1 ocorre


(A) produção de FSH e LH. (B) produção de estrogénios e progesterona.
(C) produção de ovócitos. (D) amadurecimento dos folículos.

1.2.4 O local onde ocorre a fecundação está assinalado na figura 1 com o número
(A) 9. (B) 10. (C) 11. (D) 14.

1.2.5 Normalmente, a produção de espermatozoides ocorre


(A) da puberdade até cerca dos 65 anos. (B) do nascimento até à morte.
(C) desde o nascimento até cerca dos 65 anos. (D) da puberdade até à morte.

42 Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano


Banco de questões

1.2.6 Normalmente, o amadurecimento dos ovócitos ocorre


(A) da puberdade até à menopausa. (B) do nascimento até à morte.
(C) desde o nascimento até à menopausa. (D) da puberdade até à morte.

2. Refere dois exemplos de carateres sexuais secundários nos homens.

3. Indica o que entendes por oogénese ou ovogénese. (MC 14.2)

4. Refere o nome dado ao processo de formação de espermatozoides. (MC 14.2)

5. Classifica como verdadeira (V) ou falsa (F) cada uma das frases que se seguem. (MC 14.6)
(A) A única função da testosterona é estimular a produção de espermatozoides.
(B) As hormonas sexuais masculinas são a progesterona e a testosterona.
(C) Nos homens não ocorre produção de LH por parte da hipófise, uma vez que, neste caso, não se
verifica a formação do corpo lúteo.
(D) A concentração de testosterona diminui quando se verifica uma redução na produção de hormonas
hipofisárias.
(E) No homem, a FSH atua nas células dos tubos seminíferos.
(F) A regulação hormonal do sistema reprodutor masculino ocorre por um processo de retroação
negativa.

6. Associa a cada uma das afirmações que se seguem um dos termos da chave. (MC 14.5)
CHAVE:
I – Ovócito II – Espermatozoide
(A) Célula constituída por cabeça, segmento intermédio e flagelo.
(B) Esta célula é 250 mil vezes maior que o outro gâmeta.
(C) Célula móvel e de pequenas dimensões.
(D) Gâmeta sem movimento próprio.
(E) Este gâmeta é viável até dois dias após a sua libertação.
(F) Gâmeta produzido em grandes quantidades, todos os dias.

7. Seleciona a opção que completa corretamente cada uma das afirmações seguintes. (MC 14.3 e 14.4)
7.1 No ciclo ovárico, a fase folicular e a ________ ocorrem em simultâneo com a fase menstrual e
a fase ________ do ciclo uterino.
(A) nidação… secretora. (B) ovulação… secretora.
(C) ovulação… proliferativa. (D) nidação… proliferativa.
7.2 A fase ________ do ciclo ovárico acontece ao mesmo tempo que a fase ________ do ciclo
uterino.
(A) luteínica… secretora. (B) fértil… secretora.
(C) luteínica… proliferativa. (D) fértil… proliferativa.

Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano 43


Banco de questões

7.3 Durante a ________, a parede do folículo rompe e o ovócito é expulso para ________.
(A) fase folicular… as trompas de Falópio. (B) ovulação… o útero.
(C) fase folicular… o útero. (D) ovulação… as trompas de Falópio.

7.4 As hormonas FSH e LH são produzidas ________ em resposta a estímulos ________.


(A) na hipófise… do hipotálamo. (B) no ovário… da hipófise.
(C) no hipotálamo… da hipófise. (D) na hipófise… do útero.

7.5 A ________ é uma hormona produzida pelo corpo amarelo e promove o espessamento do
endométrio durante a fase ________.
(A) testosterona… proliferativa. (B) progesterona… secretora.
(C) testosterona... secretora. (D) progesterona… proliferativa.

7.6 Durante a fase ________ a produção de ________ vai aumentando até atingir um pico
próximo da ovulação.
(A) folicular… progesterona. (B) folicular… estrogénios.
(C) menstrual... progesterona. (D) menstrual… estrogénios.

8. Indica o que entendes por período fértil. (MC 14.4)

9. Refere qual é o período fértil de uma mulher cuja ovulação ocorre no 15.o dia do ciclo menstrual.
(MC 14.4)

10. Completa as frases seguintes com os termos corretos, selecionando algumas palavras da lista.
gravidez, folículo, mórula, fecundação, nidação, oogénese, ovulação, blastocisto,
ovo, feto, embrião, bebé, seis, oito, doze (MC 14.7 e 14.8)

A fusão das células sexuais feminina e masculina designa-se ____________________ e dá origem


a uma célula denominada ____________________. Cerca de 18 a 39 horas depois esta célula
divide-se em duas e ao fim do 4.o dia a célula inicial transforma-se numa massa compacta de 16
células ou mais à qual se dá o nome de ____________________. Ao 7.o dia, no útero, esta massa
começa a fixar-se no endométrio quando se encontra num estado designado ___________
_____________. Até ao 12.o dia completa-se a implantação no útero – a ____________________.
A partir desta fase o novo ser designa-se ____________________ até às ____________________
semanas de gestação, período a partir do qual passa a designar-se ____________________.

11. As primeiras fases do desenvolvimento embrionário são muito semelhantes nos diferentes grupos
de mamíferos. Indica um aspeto comum no desenvolvimento embrionário nos diferentes grupos de
mamíferos. (MC 14.8)

12. Refere o nome das estruturas que, durante a gestação, permitem a troca de substâncias entre a
progenitora e o novo ser. (MC 14.8)

13. O aleitamento materno nos primeiros meses de vida do bebé traz benefícios tanto para o recém-
-nascido como para a mãe. Apresenta uma das vantagens do aleitamento para a mãe. (MC 14.9)

14. O número insuficiente de espermatozoides é uma das causas possíveis de infertilidade masculina.
A microinjeção intracitoplasmática de espermatozoides (ICSI) é uma técnica utilizada para
contornar este problema. Explica o procedimento da técnica ICSI. (MC 14.11)

44 Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano


Banco de questões

15. A candidíase é uma doença que afeta o sistema reprodutor. (MC 14.10 e 14.12)
15.1 Refere qual a origem da candidíase.
15.2 Indica dois sintomas da candidíase.
15.3 Apresenta duas medidas preventivas da candidíase.

16. Refere três medidas gerais que contribuem para o bom funcionamento do sistema reprodutor.
(MC 14.12)

 17. Observa com atenção a figura 2. (MC 14.3 e 14.6)

Figura 2

17.1 Identifica as fases representadas pelos números I a VI indicando as que dizem respeito ao
ciclo uterino.
17.2. Identifica as estruturas representadas pelas letras X, Y e Z.
17.3. Refere o nome das hormonas identificadas com as letras A a D na figura 2.
17.4. Relaciona a ação das hormonas A e C com as estruturas representadas pelas letras X, Y e Z.
17.5. Refere o nome da estrutura responsável pela produção da hormona representada pela letra B.
17.6. Explica o papel da hormona representada pela letra D.

 18. Explica o papel do complexo hipotálamo-hipófise na espermatogénese e na produção de testos-


terona. (MC 14.6)

Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano 45


Banco de questões

 19. Observa com atenção a figura 3. (MC 14.7 e 14.8)

Figura 3

19.1 Utilizando a chave que se segue identifica as células representadas pelas letras A a D.
CHAVE:
1 – Ovo
2 – Blastocisto
3 – Mórula
4 – Ovócito
19.2 Identifica os fenómenos representados pelos números I, II e III.
19.3 Explica o que acontece ao corpo amarelo e ao endométrio se não ocorrer o fenómeno
representado pelo número II.
19.4 Explica o que acontece ao ciclo menstrual e ao corpo amarelo se ocorrer o fenómeno
representado pelo número III.

 20. Explica porque não é considerada eficaz a prevenção de gravidezes indesejadas apenas baseada
nos cálculos do período fértil. (MC 14.4)

 21. Explica porque se considera que as primeiras fases do desenvolvimento embrionário são muito
semelhantes nos vários grupos de mamíferos. (MC 14.8)

 22. Comenta a seguinte afirmação: Para o desenvolvimento físico de um bebé, o alimento mais adequado
é o leite materno. (MC 14.9)

46 Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano


Banco de questões

3.1 Genética e hereditariedade

1. Distingue genética de hereditariedade. (MC 15.1)

2. Explica o que se entende por fatores hereditários. (MC 15.1)

3. Denomina o conjunto de todo o material genético de um indivíduo. (MC 15.3)

4. Distingue cromatina de cromossoma. (MC 15.3)

5. Explica o que se entende por gene. (MC 15.3)

6. Estabelece a correspondência entre os números da coluna I e as letras da coluna II. (MC 15.1, 15.3
e 15.4)
COLUNA I COLUNA II

1. Genética (A) Conjunto de processos biológicos que assegura que cada ser vivo
2. Hereditariedade recebe e transmite informações genéticas.
(B) Segmento da molécula de ADN que contém informação para uma
3. Características hereditárias
determinada característica.
4. Cromatina (C) Molécula de ADN e respetivas proteínas associadas.
5. Cromossoma (D) Ramo da biologia que estuda a transmissão das características
6. Gene hereditárias.
7. Genoma (E) Conjunto de todo o material genético de um indivíduo.
(F) Características resultantes da informação genética transmitidas de
pais para filhos através da reprodução.
(G) Conjunto de todo o ADN e proteínas associadas existentes no núcleo.

7. Para cada uma das questões seguintes, seleciona uma ou duas opções que completam corretamente
a afirmação. (MC 15.2)

7.1 Os primeiros estudos sobre os mecanismos de transmissão hereditária foram conduzidos por
________ que ficou conhecido como o «pai» da genética.
(A) Charles Darwin. (B) Gregor Mendel.
(C) Thomas Morgan. (D) Francis Crick.

7.2 O monge conhecido como o «pai» da genética cruzou ervilheiras-de-cheiro com características
distintas e verificou que os descendentes resultantes desses cruzamentos
(A) eram exatamente iguais a um dos progenitores.
(B) manifestavam sempre características presentes nos seus progenitores.
(C) manifestavam sempre características que nenhum dos seus progenitores possuía.
(D) por vezes manifestavam características de um dos seus progenitores e noutros casos apresen-
tavam características que nenhum dos dois possuía.

7.3 A partir dos resultados das suas experiências, este monge concluiu que
(A) cada par de características era determinado por um par de fatores hereditários recebidos
de um dos seus progenitores.
(B) cada característica era determinada por um par de fatores hereditários recebidos dos seus
progenitores.
(C) em cada par de fatores um dos fatores era dominante e o outro era recessivo.
(D) em cada par de fatores encontravam-se dois fatores dominantes ou dois fatores recessivos.

Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano 47


Banco de questões

8. Classifica como verdadeira (V) ou falsa (F) cada uma das afirmações que se seguem.
(A) O cariótipo humano é constituído por 46 pares de cromossomas.
(B) O cariótipo feminino é representado por 46, XX.
(C) Cada ser humano tem na maioria das suas células 23 pares de autossomas e um par de
heterossomas.
(D) Todos os espermatozoides transportam um cromossoma X.
(E) O genótipo é a característica que resulta do fenótipo.
(F) O genótipo é a constituição genética de um indivíduo relativamente a uma dada característica.
(G) Se os dois cromossomas de um mesmo par possuírem alelos diferentes diz-se que o indivíduo é
heterozigótico para essa característica.

8.1 Corrige as afirmações que consideraste falsas.

9. Indica o que se entende por cromossomas homólogos.

10. Distingue autossomas de heterossomas.

11. Os testes genéticos são utilizados para identificar doenças genéticas conhecidas. No entanto,
existem outras aplicações conhecidas para estes testes. Indica outras duas aplicações possíveis para
os testes genéticos. (MC 15.7)

12. A engenharia genética tem aplicações em áreas tão diversas como a agricultura, a pecuária e a
medicina. (MC 15.7 e 15.8)
12.1 Indica uma aplicação da engenharia genética em cada uma das áreas referidas anterior-
mente.
12.2 Indica o que se entende por organismo geneticamente modificado (OGM). (MC 15.7
12.3 Identifica dois riscos potenciais associados à produção e/ou utilização de organismos
geneticamente modificados (OGM).

 13. Comenta a seguinte afirmação: Ao contrário do que se pensava antigamente, é o homem que
determina o sexo dos seus descendentes.

 14. A figura 1 representa o modo de transmissão do tipo de lábios na espécie humana. Os elementos
da geração parental são homozigóticos (G – alelo que determina lábios grossos; g – alelo que
determina lábios finos). (MC 15.5)

Geração
Parental
Lábios finos

Geração F1
Lábios grossos
Figura 1

48 Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano


Banco de questões

14.1 Indica qual o alelo dominante e qual o alelo recessivo. Justifica a tua resposta.
14.2 Indica qual(is) o(s) genótipo(s) possível(is) de uma pessoa com lábios grossos.
14.3 Prevê a probabilidade de nascerem pessoas com lábios grossos do cruzamento de duas
pessoas com lábios finos. Justifica a tua resposta elaborando um xadrez mendeliano.

 15. Explica de que modo a diversidade intraespecífica está relacionada com a formação e a fecun-
dação dos gâmetas. (MC 15.6)

 16. A fibrose quística é uma doença hereditária autossómica que se manifesta sobretudo por
problemas respiratórios e digestivos. Existem pessoas que são portadoras do alelo que
determina a doença mas que não a manifestam. A árvore genealógica seguinte (figura 2) mostra
a transmissão da fibrose quística ao longo de várias gerações. O genótipo dos indivíduos I-1, I-2 e
II-5 é Ff. (MC 15.5)

Figura 2

16.1 Apresenta uma evidência que mostre que o alelo que determina a fibrose quística é
recessivo.
16.2 Indica qual o genótipo dos indivíduos II-2 e III-2 e III-1.
16.3 Explica como é possível que a mulher II-2 tenha a doença se os seus pais são saudáveis.
16.4 Refere o genótipo do indivíduo II-1.
16.5 Indica qual a probabilidade de o casal constituído pelos indivíduos II-4 e II-5 vir a ter filhos
doentes. Justifica a tua resposta através de um (ou mais ) xadrez mendeliano.

Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano 49


Banco de questões

 17. A hipofosfatemia ligada ao cromossoma X (XLH) é a forma mais comum de raquitismo hereditário. Esta
doença heterossómica dominante ocorre devido à excreção excessiva de fosfatos o que resulta em
ossos com fraca mineralização, baixa estatura e abcessos dentários. A Rita, que sofre de XLH, casou
com o Pedro, que é saudável. Deste casamento nasceram quatro filhos: a Alice e o Francisco, que são
saudáveis, e o José e a Maria, que são doentes. (MC 15.5)

Figura 3

17.1 Refere o genótipo do Pedro.

17.2 Indica se a Rita é heterozigótica ou homozigótica para o gene da hipofosfatemia. Justifica a tua
resposta.

17.3 Refere os genótipos dos filhos do Pedro e da Rita. Justifica a tua resposta através de um xadrez
mendeliano.

17.4 Indica a probabilidade de a Maria vir a ter filhas e filhos com hipofosfatemia se casar com um
homem com a mesma doença. Justifica a tua resposta através de um xadrez mendeliano.

17.5 Calcula a probabilidade de a Alice vir a ter filhos com hipofosfatemia se casar com um homem
saudável. Justifica a tua resposta através de um xadrez mendeliano.

50 Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano


Soluções

1.1 SAÚDE E QUALIDADE DE VIDA 18. A utilização excessiva ou inadequada de antibióticos pode levar
1. A-F; B-V;C-F; D-F; E-V; F-F; G-V;H-F. ao surgimento e propagação de estirpes de bactérias resistentes a
1.1 A – A Organização Mundial de Saúde defende que ter saúde estes medicamentos e que por isso não respondem ao tratamento
é um estado de completo bem-estar físico, mental e social e não habitual resultando daí um prolongamento da doença e maior
apenas a ausência de doenças; C – A esperança de vida à risco de morte.
nascença indica o número médio de anos que um recém- 19. Três das seguintes: cancro, diabetes, doenças cardiovasculares
nascido pode esperar viver, mantendo-se as taxas de ou doenças respiratórias crónicas.
mortalidade verificadas à nascença; D – A esperança de saúde é 20. Por exemplo: consumo de álcool em excesso, tabaco e
um parâmetro que indica o número de anos que uma pessoa obesidade.
pode esperar viver sem ter dificuldades na realização de tarefas 21. Cancro é a designação atribuída a um grande grupo de
do quotidiano; F – As doenças congénitas estão presentes no doenças que podem afetar qualquer parte do corpo.
momento do nascimento; H – As doenças agudas têm Caracteriza-se por uma rápida e descontrolada divisão de
progressão acelerada e uma duração limitada ou as doenças células cujo ADN sofreu alterações. Estas células podem invadir
crónicas são doenças sem cura, longa duração e cuja progressão e destruir os tecidos e órgãos circundantes e disseminar-se para
é lenta. outros órgãos – produção de metástases. Consideram-se como
2. A Organização Mundial de Saúde define saúde como um exemplos de fatores de risco a predisposição genética, a
estado de completo bem-estar físico, mental e social e não alimentação inadequada e a sobreexposição a radiação
apenas a ausência de efermidades. ionizante.
3. A-IV; B-I; C-III; D-II. 22. Exposição ao fumo do tabaco.
4. Segundo a OMS, qualidade de vida é a perceção do indivíduo 23. A doença pulmonar obstrutiva crónica é a designação
sobre a sua posição na vida, de acordo com o contexto cultural genérica usada para descrever doenças pulmonares que causam
e o sistema de valores nos quais está inserido e em relação aos limitações do fluxo de ar nos pulmões. Os fatores de risco
seus objetivos, expectativas, padrões e preocupações. principais são a exposição ao fumo do tabaco e à poluição do ar.
5.1 A – Portugal; B – Bulgária 24. O conhecimento sobre s indicadores de saúde de cada país
5.2 É possível que Portugal tenha melhor aceso aos cuidados de permitem orientar as políticas de saúde e verificar a eficácia das
saúde por parte dos cidadãos, melhores condições de trabalho e medidas tomadas pelos governos ou por organizações que
habitualidade ou hábitos de vida mais saudáveis. atuam no campo da saúde, como a OMS.
6. A esperança de vida à nascença é o número médio de anos 25. A.
que um recém-nascido pode esperar viver, mantendo-se as 26.1 C.
taxas de mortalidade verificadas à nascença enquanto a espe- 26.2 B, C, D.
rança de saúde corresponde ao número de anos que uma 26.3 A.
pessoa pode esperar viver sem ter dificuldades na realização de 26.4 D.
tarefas do quotidiano. 26.5 Os indicadores III e IV podem estar relacionados entre si
7.1 O conhecimento sobre este parâmetro é importante para pois o tabaco constitui um fator de risco para o cancro pelo que
perceber e comparar o estado de saúde e qualidade de vida das é de esperar que numa população em que há maior
populações. percentagem de fumadores a incidência de cancro seja também
8. Os anos potenciais de vida perdidos correspondem ao número maior.
de anos não vividos se a morte ocorrer prematuramente (antes 27.1 B.
dos 70 anos). 27.2 A.
9. A-3; B-1; C-4; D-2. 27.3 A.
10. As doenças crónicas são de longa duração, sem cura e de 27.4 C.
progressão lenta enquanto as doenças agudas têm progressão 27.5 B.
acelerada e duração limitada terminando com convalescença ou 27.6 D.
morte.
11. As doenças congénitas estão presentes desde o nascimento
enquanto as doenças adquiridas surgem ao longo da vida. 1.2 PROMOÇÃO DA SAÚDE
12. A-3; B-2; C-3; D-1; E-3; F-1; G-2; H-3; I-3. 1. Considera-se que vivemos numa sociedade de risco pois
13. Agentes físicos: por exemplo, ruído excessivo e radiações apesar de já terem sido eliminados muitos dos riscos do
ionizantes; agentes químicos: por exemplo, metais pesados e passado existem hoje novos riscos criados pelas inovações
compostos orgânicos voláteis; agentes biológicos: por exemplo, tecnológicas. Por outro lado, as pessoas estão cada vez mais
vírus e bactérias. conscientes dos novos riscos e da impossibilidade da sua
14. Coevolução. eliminação, procurando geri-los e minimizá-los.
15. Coevolução; esta consiste na influência mútua de duas 2. A.
espécies no processo evolutivo de cada uma. 3. A, C, D.
16. Um dos seguintes: vacinação, alterações climáticas, condições
de higiene e saneamento e medicamentos. 4. Dois de entre os seguintes: consumo abusivo de álcool, a
17. Duas das seguintes: Usar apenas antibióticos mediante condução perigosa, o consumo de substâncias psicoativas, as
receita medica; respeitar as indicações do médico quanto a práticas sexuais desprotegidas ou a agressividade e a
forma de tomar o antibiótico ou não lançar antibióticos na intolerância.
sanita ou no lixo comum. 5. B, C, E.

Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano 51


Banco de questões

6.1 A – República Checa e França; B – Reino Unido e Suécia; 9. Esta técnica utiliza ondas de rádio (radiações não ionizantes)
C – República Checa e França; D – Reino Unido e Suécia. num forte campo magnético para produzir imagens do interior
6.2 Os dados da tabela mostram que quanto maior é o consumo do corpo humano que permitem diagnosticar algumas doenças.
de álcool num país maior é o número de mortes por causas 10. A – F; B – F; C – V; D – V; E – F; F – V; G – F; H – F; I – V; J – F;
relacionadas com esta droga lícita. Estas mortes podem ser K – V.
consideradas evitáveis por resultarem de comportamentos de 10.1 A – As trocas gasosas são um exemplo de trocas de matéria
risco pelo que em cada país a taxa de mortalidade seria menor entre o corpo humano e o exterior. B – A célula é a unidade
se o consumo de álcool fosse menor. básica do organismo humano. E – A posição anatómica
6.3 Esse conhecimento é importante para que perante a corresponde ao corpo humano na vertical, olhando em frente
possibilidade de começar a beber excessivamente (ou para com as palmas das mãos viradas para a frente. G – A direção
quem já o faz) saibam quais as possíveis consequências desse posterior da posição anatómica também pode designar-se
ato e desse modo, possam agir de acordo com esse dorsal. H – A cavidade abdominal é onde se aloja o estômago, o
conhecimento tomando as decisões mais acertadas para a sua intestino delgado, baço, pâncreas, fígado e parte do intestino
saúde e para a saúde daqueles que os rodeiam. grosso. J – A ecografia utiliza radiação não ionizante e é uma
6.4 Sim, o consumo de álcool em excesso pode ser considerado técnica usada no seguimento da gravidez.
uma «cultura de risco» pois corresponde a uma decisão 11. Esta estabilidade dos elementos químicos que fazem parte da
consciente que pode por em risco a saúde e a segurança (no constituição do organismo é conseguida através do mecanismo
caso das pessoas que bebem quando conduzem, por exemplo) denominado homeostasia que garante não só a manutenção da
da pessoa e dos que a rodeiam. composição química mas também de outros parâmetros como a
7. A promoção da saúde consiste em proporcionar aos povos os temperatura interna.
meios necessários para melhorar a sua saúde e exercer um 12. Gráfico 2.
melhor controlo sobre ela. 13. A TAC utiliza radiações ionizantes que podem ser nocivas
8. Por exemplo, campanhas de sensibilização, como a de «se para o organismo (podem provocar alterações em moléculas
conduzir, não beba» e rastreios, por exemplo do cancro da como o ADN); por isso, deve ser utilizada apenas quando
mama. estritamente necessária.
9. A – Por exemplo, campanhas de vacinação ou dotar as
habitações de saneamento básico; B – Por exemplo,
rastreios nacionais; C – Incentivar a utilização de 2.2 ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL
transportes públicos; D – Construção de parques e jardins 1.1 C.
com equipamentos desportivos; E – Tratamento e distri- 1.2 B.
buição de água potável. 1.3 A.
10. 1-D; 2-F; 3-C; 4-B; 5-E; 6-A. 1.4 B.
11. Ambiente onde vive; informação genética e estilo de 1.5 C.
vida. 1.6 A.
12. Por exemplo: não fumar nem consumir substâncias 2. Por exemplo, as vitaminas são nutrientes orgânicos e a água é
psicoativas, não beber álcool de forma abusiva, fazer uma dieta um nutriente inorgânico.
equilibrada. 3. Os nutrientes podem ter função reguladora, energética e
13. Estilo de vida. plástica.
14. D. 4. Os micronutrientes são os que existem em menores quanti-
15. A. dades nos alimentos e também aqueles de que o organismo
humano necessita em menor quantidade. Os macronutrientes
existem em maiores quantidades nos alimentos e também são
2.1 NÍVEIS ESTRUTURAIS DO CORPO HUMANO necessários em maior quantidade no organismo. Ambos são
1.1 D. indispensáveis ao funcionamento do organismo.
1.2 A. 5.1 Vitaminas, água, sais minerais e fibras (glícidos).
1.3 C. 5.2 Prótidos, lípidos, água e sais minerais.
1.4 B. 6. Anemia.
2. Carbono, oxigénio, azoto e hidrogénio. 7. A – II; B – I; C – III.
3. Homeostasia é o mecanismo que permite ao organismo 8. C.
manter estáveis os seus parâmetros internos, ou seja, perante 9.1 D.
variações internas ou externas, os mecanismos homeostáticos 9.2 C.
mantêm o equilíbrio interno. 10. Por exemplo, fritos e refogados.
4. 1 – Cavidade craniana. 2 – Cavidade torácica. 3 – Cavidade 11. Os alimentos processados pela indústria têm grandes
abdominal. 4 – Cavidade pélvica. quantidades de gordura, sal e açúcar (todos prejudiciais à saúde,
5. A – 3; B – 2; C – 5; D – 1; E – 4. se não forem consumidos com moderação) e contêm misturas de
6. A cavidade pélvica aloja uma parte do intestino, a bexiga e os produtos químicos (como corantes e conservantes) que, a longo
órgãos reprodutores internos. prazo, podem ser prejudiciais para o organismo, se consumidos
7. A – superior. B – inferior. C – transversal. D – longitudinal. regularmente.
E – ventral. F – dorsal. 12. A – V; B – F; C – V; D – F; E – V; F – V; G – V; H – F; I – F.
8.1 TAC. 12.1 B – Os nutrientes orgânicos são sintetizados pelos seres
8.2 Ecografia. vivos. D – A maior parte dos lípidos tem função plástica ou
8.3 RMN. função energética. H – Os principais grupos de alimentos

52 Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano


Banco de questões

fornecedores de nutrientes importantes para o trânsito intestinal diretamente ligado à carência de outros nutrientes como as fibras
são o da fruta e o das hortícolas. I – Para evitar o excesso de peso e as vitaminas. Estes desequilíbrios alimentares estão
é aconselhável fazer 5 a 6 refeições diárias. relacionados com o aumento da incidência das doenças referidas.
13. Os nutrientes são moléculas constituintes dos alimentos
indispensáveis ao bom funcionamento do corpo humano. Os
alimentos são a água e os seres vivos, ou partes de seres vivos, 2.3 SISTEMA DIGESTIVO
usados na nutrição. 1.1 1-J; 2-L; 3 -I; 4-C; 5-A; 6-B; 7-D; 8-G; 9-E; 10-F; 11-H; 12-K.
14. A – 3; B – 1; C – 2; D – 1; E – 3; F – 1; G – 2; H – 3. 1.2.1 4, 5, 6, 7, 9, 10, 11, 12.
15.1 Dois dos seguintes: (A) Proteínas, hidratos de carbono, 1.2.2 1, 2, 8.
gorduras, fibras e vitaminas. 2. Ingestão, digestão, absorção e defeção.
(B) Cálcio, ferro, fósforo e água. 3. 1-F; 2-J; 3-I; 4-A; 5-D; 6-H; 7-B; 8-E; 9-G; 10-C; 11-K; 12-L.
(C) Vitamina A, vitamina C, ferro, cálcio e fósforo. 4. As enzimas são moléculas orgânicas de natureza proteica que
(D) Gorduras (lípidos), proteínas, hidratos de carbono, fibras e facilitam as reações químicas em que intervêm, acelerando-as.
água. 5. Temperatura e pH do meio.
15.2 Sim, os brócolos são uma boa opção para quem sofre de 6. na boca / mastigação / saliva / amido / bolo / peristálticos
obstipação, pois são alimentos ricos em fibras, as quais /das proteínas / quimo / delgado / delgado / duodeno /
favorecem o bom funcionamento do trânsito intestinal. pancreático / quilo / final / grosso.
16. Considera-se que a água tem função plástica, pois entra na 7. Os componentes dos alimentos que não são absorvidos,
composição de todas as células e fluidos do corpo. juntamente com muco e bactérias, constituem as fezes, expulsas
17. A anorexia nervosa corresponde a uma forte restrição através do ânus.
alimentar, de modo a perder peso, enquanto no caso da bulimia 8. Por exemplo, cárie dentária e cancro de um órgão do sistema
nervosa os doentes comem compulsivamente vomitando de digestivo.
seguida. Os doentes com bulimia nervosa podem apresentar 9. Por exemplo, fazer uma dieta rica em fibras, evitar os
ferimentos com sangramento no esófago, enfraquecimento e alimentos muito condimentados e escovar os dentes depois de
entorpecimento dos músculos e problemas no cólon. Os cada refeição.
doentes com anorexia nervosa podem sofrer de queda de 10. O sistema digestivo transforma os alimentos em nutrientes
cabelo, tensão baixa, insuficiência renal, supressão do período simples para que possam ser absorvidos para o sangue e
menstrual e osteoporose. transportados para as células, onde são usados no metabolismo
18. O consumo excessivo de sal conduz a uma maior retenção (por exemplo para produzir energia ou novas moléculas
de líquidos no organismo, promovendo a hipertensão arterial, o necessárias à célula).
aumento de peso e o aparecimento de celulite; sobrecarrega os 11. As transformações físicas que ocorrem durante a digestão
rins, responsáveis pela eliminação do excesso de sal. Pode consistem na fragmentação, lubrificação e humidificação dos
também aumentar o risco de aparecimento de determinados alimentos; não inclui as reações químicas de simplificação dos
tipos de cancro e doenças cardiovasculares. nutrientes. As transformações físicas resultam dos movimentos que
19. A dieta mediterrânica caracteriza-se essencialmente pelos ocorrem sobretudo na boca e no estômago e da ação de
seguintes aspetos: consumo elevado de alimentos vegetais; a substâncias como a mucina.
gordura principal é o azeite; consumo frequente de peixe; baixo 12. As glândulas anexas ao tubo digestivo são as glândulas
consumo de carne vermelha; simplicidade dos pratos; consumo salivares, o fígado e o pâncreas. Estes são órgãos que produzem
de produtos locais e da época e prática de atividade física diária. secreções que são lançadas no tubo digestivo, contribuindo
20.1 Leguminosas, cereais e derivados e tubérculos, hortícolas, para uma eficaz digestão dos alimentos.
lípidos e água. 13. A bílis é responsável por emulsionar os lípidos, ou seja
20.2 A maioria das sopas é constituída por um número variável dispersar a gordura em pequenas gotas, facilitando assim a ação
de alimentos diferentes, os quais podem corresponder a vários das enzimas (lipases).
setores da roda dos alimentos (como no exemplo da sopa de 14.1 A-II; B-II; C-I; D-III; E-I.
feijão) o que por si só contribui para uma dieta variada. Por 14.2 Os tubos de ensaio 2, 3 e 4 têm o mesmo conteúdo
outro lado, a maioria das sopas é constituída maioritariamente (incluindo a saliva que contém uma enzima – a amilase). Apenas
por um dos setores mais importantes da roda dos alimentos (o a temperatura a que ocorrem as experiências se altera, havendo
das hortícolas) e que muitas vezes é descurado, garantindo-se resultados diferentes consoante a temperatura – pode-se
assim a sua presença em duas das principais refeições do dia. A concluir que a afirmação C é apoiada pelos resultados. As
ingestão diária de sopa contribui ainda para a boa hidratação do experiências dos tubos de ensaio 1 e 2 decorrem à mesma
organismo devido ao seu elevado conteúdo em água. temperatura, a única diferença entre eles é o facto de o tubo 1
20.3 Cada alimento tem um conjunto único de nutrientes; se a conter saliva e o tubo 2 não. Como a reação se deu no tubo de
sopa escolhida for sempre a mesma, os nutrientes ingeridos vão ensaio 1 e não no 2, pode-se concluir que a saliva contém a
ser sempre os mesmos também. Assim, a sopa não estaria a enzima (amilase) responsável pela decomposição do amido.
contribuir para uma dieta variada e para uma alimentação 14.3 Se ao tubo se adicionasse lipase não ocorreria qualquer
equilibrada. reação pois esta é uma enzima específica dos lípidos (que não
21. A maioria das pessoas dos países desenvolvidos tem à sua deverão estar presentes no pão).
disposição mais alimentos do que no passado e tem um estilo 15.1 Válvulas coniventes e vilosidades intestinais.
de vida sedentário. Por isso, muitas pessoas comem mais e 15.2 Estas estruturas aumentam a superfície interna do
gastam menos energia do que deveriam para a quantidade de intestino delgado, o que aumenta a superfície de contacto entre
calorias que ingerem. Por ouro lado, o excesso de alguns os nutrientes e as paredes do intestino delgado tornando a
nutrientes (como as gorduras e os hidratos de carbono) está absorção mais eficiente.

Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano 53


Banco de questões

16. As bactérias da flora intestinal decompõem alguns 16.1 A amigdalite é uma inflamação das amígdalas (gânglios
nutrientes não digeridos, sintetizam algumas vitaminas e linfáticos) devida a uma infeção provocada por vírus ou
protegem o organismo, pois impedem a fixação de micror- bactérias. Na maioria dos casos, esta inflamação é provocada
ganismos patogénicos. pela propagação de microrganismos de tecidos vizinhos
17. É importante seguir uma dieta rica em fibras pois estas afetados por processos infeciosos como uma constipação, uma
influenciam o trânsito intestinal, diminuindo o tempo de faringite ou uma laringite.
permanência das fezes no intestino, prevenindo a obstipação, 16.2 Linfedema e linfoma.
regulando a concentração de açúcares no sangue e a absorção 17. Uma das funções principais do sangue é o transporte de
de água e de alguns lípidos. nutrientes dissolvidos no plasma. No entanto, dissolvidos no
18. A-V; B-F; C-F; D-F; E-V; F-F; G-F; H-V; I-V. mesmo componente sanguíneo são também transportados
18.1 B – A vesícula biliar é um dos órgãos anexos do tubo resíduos do metabolismo, hormonas e outros produtos com
digestivo. C – A passagem do bolo alimentar da boca para o ação biológica. O sangue também transporta os gases
esófago denomina-se deglutição. D – O suco gástrico contém respiratórios (oxigénio e dióxido de carbono), regula a tempe-
enzimas, muco e ácido clorídrico. F – A lipase pancreática ratura corporal, participa na coagulação sanguínea, em caso de
decompõe os lípidos em ácidos gordos e glicerol. G – A digestão hemorragia, e desempenha um papel fundamental na defesa do
das proteínas inicia-se no estômago. organismo. Esta última função é desempenhada pelos glóbulos
brancos, que para isso utilizam estratégias como a diapedese, a
fagocitose e a produção de anticorpos.
2.4 SISTEMA CARDIOVASCULAR E SISTEMA LINFÁTICO 18. Este indivíduo pode padecer de anemia, pois o valor relativo à
1. Plasma, plaquetas sanguíneas, glóbulos brancos e glóbulos quantidade de hemácias por unidade de volume é inferior aos
vermelhos. valores de referência, o que é indicativo desta doença. A anemia
2.1 1 – Plasma. 2 – Glóbulo branco. 3 – Plaqueta sanguínea. pode ter origem numa produção deficiente de glóbulos
4 – Glóbulo vermelho. vermelhos, na falta de ferro na alimentação ou numa hemorragia
2.2 1 – Transporta nutrientes, hormonas e resíduos do recente, entre outras causas.
metabolismo, incluindo CO2. 2 – Participa nas reações alérgicas 19.1 Glóbulos brancos.
e desempenha funções de defesa contra agentes patogénicos, 19.2 A diapedese é a capacidade que os glóbulos brancos têm
células tumorais e outros produtos com ação biológica. de atravessar as paredes dos vasos sanguíneos pelos espaços
3 – Intervém no processo de coagulação do sangue permitindo intercelulares, o que é possível dada a capacidade que estas
parar hemorragias. 4 – Transporte de oxigénio e de algum células têm de mudar de forma. A diapedese permite que os
dióxido de carbono. leucócitos se movimentem até ao local onde se encontra o
3.1.1 B. agente infecioso (dentro ou fora dos vasos sanguíneos) para o
3.1.2 A. eliminar ou neutralizar.
3.1.3 C. 20. O miocárdio é mais espesso no ventrículo esquerdo. A
3.1.4 D. diferença na espessura das paredes das cavidades cardíacas
3.1.5 B. está relacionada com a distância para a qual cada cavidade deve
3.1.6 D. bombear o sangue, pois quanto mais musculosas são as paredes
4. Por exemplo, regulação da temperatura corporal e defesa do maior é a força de contração e para mais longe é projetado o
organismo. sangue. Assim, o ventrículo esquerdo tem as paredes mais
5. D. espessas pois bombeia o sangue para todo o corpo, ao contrário
6.1 1 – veia cava superior. 2 – aurícula direita. 3 – válvula tricúspide do ventrículo direito que bombeia o sangue para os pulmões,
ou auriculoventricular direita. 4 – ventrículo direito. 5 – veia cava que estão muito próximo do coração, e das aurículas que
inferior. 6 – artéria aorta. 7 – artéria pulmonar. 8 – veias pulmonares. apenas impulsionam o sangue para os ventrículos.
9 – aurícula esquerda. 10 – válvula bicúspide ou auriculoventricular 21. Utilizam-se órgãos de mamíferos para estudar o coração
direita. 11 – ventrículo esquerdo. 12 – miocárdio. humano pois este grupo (do qual o ser humano faz parte) inclui
7. B. os organismos evolutivamente mais próximos dos seres
8. C. humanos e quanto maior for a proximidade evolutiva maiores
9. D. são as semelhanças anatómicas e fisiológicas.
10. B. 22.1 1 – artéria aorta; 2 – artérias; 3 – arteríolas; 4 – capilares;
11. 1 – B, E, G, I. 2 – C, F, H. 3 – A, D. 5 – vénulas; 6 – veias; 7 – veia cava.
12. B. 22.2 A pressão sanguínea diminui da artéria aorta para as
13.1 5 e 8. restantes artérias e destas para as arteríolas e capilares. No
13.2.1 3-1-A-5-6. retorno do sangue para o coração a pressão sanguínea continua
13.2.2 7-8-B-4-2. a diminuir, isto é, diminui à medida que o sangue se afasta do
13.3 A circulação pulmonar permite que o sangue venoso coração. As oscilações que se verificam enquanto o sangue se
(pobre em oxigénio) seja transportado desde o coração até aos encaminha para os capilares correspondem à alternância entre
pulmões onde ocorrem trocas gasosas (hematose pulmonar) pressão sistólica e diastólica.
que o enriquecem em oxigénio (sangue arterial). 23. As artérias possuem paredes mais espessas e elásticas que
14. plasma / brancos / intersticial / circulante / linfáticos / as veias para resistirem melhor à pressão sistólica e, ao
musculares / linfático / circulante / subclávias / coração / contrário das artérias, as veias possuem válvulas que obrigam o
sanguínea / sangue. sangue a circular num único sentido, o que é importante dada a
15. Removem da linfa agentes infeciosos como vírus e bactérias. baixa pressão a que se encontra o sangue nas veias.

54 Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano


Banco de questões

24.1 A. impurezas do ar inspirado que são posteriormente empurradas


24.2 Durante o ciclo cardíaco, as contrações das cavidades do para o exterior pelo movimento dos cílios das células ciliadas.
coração fazem aumentar a pressão do sangue no interior 9. A respiração celular é o processo pelo qual as células obtêm
destas, o que permite o bombeamento do sangue. O energia a partir dos nutrientes. Este processo consome oxigénio
relaxamento das cavidades do coração diminui a pressão no e liberta dióxido de carbono. O oxigénio, essencial a este
interior do coração, permitindo o fluxo de sangue para o seu processo, é conseguido pelo organismo através da respiração
interior. pulmonar e da circulação do sangue. Por outro lado, o dióxido
25. A afirmação não corresponde à realidade pois nem todas as de carbono resultante da respiração celular não pode acumular-
artérias transportam sangue arterial nem todas as veias -se nas células, pois torna-se tóxico. A sua eliminação do
transportam sangue venoso. As artérias pulmonares organismo faz-se através dos sistemas respiratório e
transportam sangue venoso do ventrículo direito para os circulatório.
pulmões e as veias pulmonares transportam sangue arterial dos 10. Durante uma situação de repouso os gastos energéticos são
pulmões para a aurícula esquerda. reduzidos por isso há menor necessidade de obter O 2 e de
26.1 Aterosclerose. excretar CO2. Quando se inicia uma atividade com grande gasto
26.2 A aterosclerose corresponde à formação de depósitos de energético, como o exercício físico intenso, aumenta a
gordura como o colesterol na parede das artérias. Este necessidade de obter oxigénio e de excretar dióxido de
problema é agravado pela hipertensão arterial e tem como carbono, devido à maior intensidade da respiração celular.
consequência o engrossamento das artérias e a redução do seu Assim, à medida que aumenta a necessidade de efetuar as
calibre. trocas gasosas necessárias à respiração celular, aumenta
26.3 Se a formação de placas ateroscleróticas não for travada, o também a frequência respiratória.
défice de irrigação agrava-se e pode ocorrer obstrução total da 11. O mecanismo de controlo involuntário da ventilação
artéria, o que impede a chegada de sangue aos tecidos por ela pulmonar é assegurado pelo sistema nervoso, que possui um
irrigados, podendo levar à morte dos tecidos por falta de centro respiratório na base do encéfalo. Por isso, se essa região
oxigénio. Se as artérias obstruídas forem as coronárias, é sofrer danos, a respiração externa fica seriamente compro-
afetado o músculo cardíaco, ocorrendo então um enfarte do metida e para que os níveis de oxigénio se mantenham estáveis
miocárdio. poderá ser necessário recorrer à respiração assistida por
26.4 Por exemplo, colocação de um stent e realização de um máquinas.
bypass. 12. A grande altitude, a composição do ar é diferente sendo que
26.5 Por exemplo, não fumar e seguir uma dieta saudável. a percentagem de oxigénio é menor. Por isso, de modo a
27. O sistema linfático participa na manutenção da compensar a menor quantidade de oxigénio disponível, as
homeostasia, pois uma das suas funções é a drenagem do pessoas que vivem em montanhas desenvolvem adaptações
plasma que sai dos capilares para o espaço intersticial e que não morfológicas como terem tórax e coração mais volumosos e
retorna aos capilares. uma concentração mais elevada de hemoglobina no sangue.
28. As medidas que se devem adotar para prevenir o 13.1 A Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica (DPOC) não tem
aparecimento de doenças cardiovasculares (não fumar, praticar cura e traduz-se numa progressiva e silenciosa degradação do
exercício físico moderado e seguir uma dieta saudável) tecido alveolar que se manifesta geralmente depois dos 40 anos
previnem também o aparecimento de problemas do sistema de idade. Resulta da exposição ao tabaco ou a alguns tipos de
linfático. No entanto, para prevenir o aparecimento de doenças poeiras e poluentes.
do sistema linfático há outras medidas que devem ser adotadas, 13.2 A pneumonia resulta de uma infeção dos alvéolos por
como a ingestão de pouco sal e de muita água, e evitar microrganismos patogénicos e o cancro do pulmão que é
permanecer muito tempo na mesma posição, sobretudo em pé. provocado por alterações genéticas nas células dos pulmões.
13.3 Praticar uma dieta desequilibrada e a exposição ao fumo
do tabaco ou outros poluentes.
2.5 SISTEMA RESPIRATÓRIO
1.1 A-3; B-11; C-5; D-1; E-6; F-9; G-4; H-2; I-8; J-10; K-7.
1.2.1 D. 2.6 SUPORTE BÁSICO DE VIDA
1.2.2 A – oxigénio; B – dióxido de carbono. 1. O suporte básico de vida é um conjunto de procedimentos
1.3.1 A. que permite reconhecer situações em que há perigo iminente,
1.4 Os alvéolos pulmonares têm paredes muito finas e pedir ajuda e iniciar ações que mantêm a circulação e a
densamente revestidas por capilares sanguíneos. oxigenação dos órgãos nobres até à chegada de ajuda
2.1 C. especializada.
2.2 D. 2. A.
2.3 B e C. 3. Pronto reconhecimento – Comunicar 112: este elo consiste
2.4 B e C. em perceber o estado da vítima, ou seja, reconhecer a situação
3.1 A-II; B-II; C-I; D-I; E-II; F-I; G-II; H-I; I-II. de emergência e contactar o 112 de forma eficaz. Reanimação
4. A-V; B-V; C-I; D-I; E-V. Básica imediata – Suportar: este elo consiste em assegurar um
5. Córtex cerebral. fluxo mínimo de ar e sangue que permita a oxigenação dos
6. B e D. órgãos nobres, através de manobras básicas de reanimação
7. I-R; II-R; III-S; IV-S; V-S; VI-S; VII-S. imediatas.
8. Células produtoras de muco e células ciliadas. Estas células 4. Avaliar as condições de segurança, avaliar o estado de
são importantes pois as primeiras produzem muco que retém consciência da vítima e gritar por ajuda.
5.1 I-B; II-A; III-C.
Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano 55
Banco de questões

5.2 Mantendo a via aérea desobstruída, verificar se a vítima 2.7 SISTEMAS EXCRETORES
respira normalmente, realizando o VOS (Ver, Ouvir, Sentir) até 1. A função dos sistemas excretores é eliminar os resíduos
10 segundos: Ver os movimentos torácicos; ouvir os sons provenientes do metabolismo das células e as substâncias em
respiratórios saídos da boca/nariz; sentir o ar expirado na excesso no organismo, mantendo assim o equilíbrio do meio
face. interno.
6. I-B; III-E; IV-D; VII-A; IX-C. 2. Rins, bexiga, ureteres e uretra.
7.1 Figura 1-A: Posição lateral de segurança. 3. Coração / artéria aorta / artérias renais / rins / veias renais /
Figura 1-B: Compressões abdominais (manobra de Heimlich). veia cava inferior / coração.
Figura 1-C: Pancadas interescapulares. 4.1 A-14, B-11, C-1, D-8, E-5, F-15, G-4, H-2, I-10, J-13, K-6, L-3,
7.2.1 A e D. M-9, N-7, O-12.
7.2.2 A e B. 4.2 Nefrónio.
7.2.3 C. 4.3 I-I, II-F, III-O, IV-C, V-L, VI-D, VII-H, VIII-A, IX-E, X-B, XI-M,
7.2.4 C e D. XII-G.
7.3.1 B, C, A e D. 5. A-F, B-V, C-F, D-V, E-F, F-V, G-V, H-V, I-F.
8.1 A probabilidade de sobrevivência da avó da Rita à chegada 5.1 A – Devido à elevada pressão sanguínea nos capilares do
da ambulância é de 10%. glomérulo de Malpighi… C – O filtrado glomerular não apresenta
8.2 Depois de ter reconhecido a situação de paragem proteínas. E – A reabsorção dá-se da ansa de Henle e dos tubos
cardiorrespiratória, a Rita deveria ter gritado por ajuda, contornado distal e proximal para os capilares peritubulares.
permeabilizado a via aérea e avaliado a ventilação ou respiração; I – A ingestão de alimentos ricos em água conduz à produção de
deveria em seguida ter chamado o 112; só depois deveria ter uma urina mais diluída (ou menos concentrada).
iniciado as compressões e ventilações. 6.1 C.
9.1 Primeiro, devo verificar se tenho condições de segurança para 6.2 A.
me aproximar do meu amigo; caso haja condições de segurança, 6.3 B.
devo, de seguida, avaliar o seu estado de consciência e, depois, 6.4 D.
gritar por ajuda. Se o meu amigo estiver inconsciente, devo verificar 7.1 A-3, B-6, C-9, D-2, E-7, F-1, G-5, H-4, I-8.
se não tem objetos estranhos ou a língua a bloquear as vias 8. Duas das seguintes: excreção, proteção, receção de sensações,
respiratórias e, se os encontrar, devo removê-los cuidadosamente. termorregulação e secreção.
Se verificar que o estado de inconsciência não resulta de uma 9. A epiderme é a camada mais externa da pele enquanto a
queda, devo proceder à extensão da cabeça e elevação do queixo. derme é a mais interna. A epiderme tem uma camada formada
O passo seguinte é avaliar a ventilação/respiração, realizando o VOS por células mortas e contém melanina nas células, o que confere
(ver os movimentos torácicos, ouvir os sons respiratórios e sentir o a cor da pele. Na derme encontram-se diversas estruturas anexas
ar expirado). Se a vítima respirar mas continuar inconsciente, devo como glândulas, vasos sanguíneos e terminações nervosas.
colocá-la em Posição Lateral de Segurança até que chegue auxílio. 10. A – cálculos renais; B – cancro de pele; C – insuficiência
Se a vítima não respirar ou respirar irregularmente devo ligar para o renal.
112 ou pedir a outro dos meus amigos para o fazer. Devemos 11. Hemodiálise.
referir a nossa localização exata, o estado da vítima e os 12. B, D, E, G, H.
procedimentos já realizados. De seguida, devo iniciar as 13.1 Fluido I – Filtrado glomerular; Fluido II – Urina;
compressões torácicas (30 compressões, com uma frequência de Fluido III – Plasma.
100 a 120 por minuto). Devo depois iniciar ventilações (com 13.2 Filtração.
2 ventilações) mantendo a extensão da cabeça e esperando 13.3 Glomérulo de Malpighi e cápsula de Bowman.
2 segundos entre cada ventilação. Devo então manter as 13.4 Reabsorção.
compressões torácicas (30, em cada ciclo) alternadas com 13.5 A reabsorção consiste na passagem da glicose,
ventilações (2, em cada ciclo) até que o meu amigo comece a aminoácidos,vitaminas e alguma água e sais minerais da ansa de
respirar normalmente, até que chegue ajuda ou até eu estar Henle e dos tubos contornados distal e proximal para os
exausto. capilares peritubulares. Este processo é importante pois
9.2 Enquanto o meu irmão se mantiver consciente, devo permite a recuperação de substâncias que tinham sido filtradas
segurá-lo de barriga para baixo, apoiando o seu tórax na mas que são úteis ao organismo. A secreção consiste na
minha perna e com a cabeça mais baixa que o corpo. Devo passagem de ureia, ácido úrico, creatinina e outras substâncias
dar então até cinco pancadas nas costas na zona entre os (como resíduos de medicamentos e aditivos alimentares) dos
ombros (pancadas interescapulares). Se esta manobra não capilares peritubulares para o tubo urinífero, permitindo assim
for eficaz, devo pedir ajuda, deitá-lo de barriga para cima a eliminação de substâncias prejudiciais ao organismo.
mantendo a sua cabeça a um nível inferior ao do corpo e 13.6 O filtrado não tem proteínas ao contrário do plasma
fazer cinco compressões torácicas como se fossem manobras porque as proteínas são moléculas muito grandes (macro-
de reanimação. Devo então inspecionar a boca e verificar se moléculas), logo não conseguem atravessar a parede dos
o pedaço de maçã já se soltou e retirá-lo, em caso capilares e da cápsula de Bowman e por isso não são filtradas.
afirmativo. Caso contrário, e enquanto ele se mantiver cons- 14. A formação da urina elimina resíduos provenientes do
ciente, devo alternar as pancadas interes-capulares com as metabolismo das células e as substâncias em excesso no
compressões abdominais. Se ele ficar inconsciente, devo organismo mantendo assim a homeostasia (equilibrio interno
ligar de imediato para o 112, explicar o que aconteceu, dar a do meio). Por exemplo: quando se ingerem muitos alimentos
nossa localização exata e iniciar os procedimentos de ricos em água, a urina torna-se mais diluída para eliminar o
suporte imediato de vida. excesso de água enquanto na dieta rica em sal a urina é mais
concentrada (em sais) de forma a eliminar o excesso de sal,

56 Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano


Banco de questões

mantendo assim constante a composição química do meio passagem do impulso para o neurónio seguinte, ao nível da
interno. sinapse é um fenómeno exclusivamente químico (através dos
15. Ambas as terapêuticas são soluções para a insuficiência neurotransmissores).
renal. No entanto, enquanto a transplantação é uma solução 15.1 Ato reflexo.
definitiva a hemodiálise é uma solução que exige a sua 15.2 Os atos voluntários são os que dependem da nossa
realização periódica (pelo menos 3 vezes por semana) num vontade como falar ou escrever; os atos reflexos são ações
centro de diálise. Por outro lado, o transplante renal pressupõe involuntárias que não dependem da nossa vontade.
a existência de um dador compatível e, mesmo assim, para se 15.3 Estímulo – a água gelada em contacto com a mão; resposta
evitar a rejeição do órgão, o doente necessita de se submeter a – retirar a mão rapidamente; Centro nervoso – espinal medula.
tratamentos prolongados. 15.4 A – órgão recetor; B – nervo sensitivo; C – nervo motor;
16. O suor está ligado à excreção pois através dele são D – órgão efetor.
eliminados sais, ureia, ácido úrico e água. No entanto, o suor 15.5 Arco reflexo.
está também ligado à termorregulação pois a evaporação da 16. Ambos os sistemas fazem parte do sistema nervoso
água através da pele (transpiração) faz perder calor, contri- autónomo mas têm funções opostas e complementares. O
buindo para o arrefecimento do corpo. sistema nervoso simpático prepara o organismo para uma
17. As glândulas sebáceas produzem sebo, que é uma substância emergência aumentando a frequência cardíaca, dilatando os
oleosa que lubrifica e protege a pele, tornando-a mais flexível, brônquios ou inibindo a micção, por exemplo. Por sua vez, o
elástica e impermeável. O sebo tem ainda propriedades sistema nervoso parassimpático promove o armazenamento e
antifúngicas e antibacterianas. conservação de energia e está ligado a situações de repouso:
diminui a frequência cardíaca, contrai os brônquios e contrai a
bexiga, por exemplo.
2.8 SISTEMA NERVOSO E SISTEMA HORMONAL
17. O córtex cerebral é o responsável pelo desencadear de
1.1 A.
mecanismos comportamentais voluntários. Assim, se estiver
1.2 C.
muito frio é através do córtex cerebral que decidimos ir para um
1.3 D.
sítio mais quente ou vestir mais uma peça de roupa. Por outro
1.4 B.
lado, os mecanismos involuntários de termorregulação são
1.5 C.
controlados pelo sistema nervoso autónomo.
2.1 Neurónio.
18. O sistema neuro-hormonal é, de facto, o garante da
2.2 1 – dendrites; 2 – núcleo; 3 – corpo celular; 4 – bainha de
homeostasia, pois o sistema nervoso e o sistema hormonal
mielina; 5 – axónio (aceitar fibra nervosa); 6 – arborização terminal.
funcionam de forma articulada controlando direta e
3. D; B; C; A; E.
continuamente vários processos fisiológicos mas também
4.1 A-3; B-5; C-7; D-1; E-4; F-2; G-6.
mantendo as características do meio interno como a concen-
4.2 A-7; B-1; C-5; D-1; E-5; F-3.
tração de diversas substâncias no sangue.
5. A – ato reflexo; B – ato voluntário; C – ato voluntário; D – ato
reflexo; E – ato reflexo.
6.1 A e D.
3.1 SISTEMA REPRODUTOR
6.2 B e C.
1.1. A-10; B-8; C-5; D-13; E-14; F-3; G-2; H-1; I-11; J-12; L-4; M-6;
6.3 A e D.
N-7; O-9.
7.1 Vasodilatação e sudorese.
1.2.1 B.
8.1 A esclerose múltipla é uma doença incapacitante,
1.2.2 A e D.
degenerativa e progressiva que afeta o sistema nervoso central.
1.2.3 B, C e D.
Caracteriza-se pela inflamação ou danificação da bainha de
mielina que envolve os axónios o que perturba, atrasa ou 1.2.4 A.
interrompe a condução dos impulsos nervosos. 1.2.5 D.
8.2 Por exemplo a meningite. 1.2.6 A.
9. Hormonas são substâncias orgânicas que têm a capacidade 2. Por exemplo, barba e voz grave.
de estimular ou inibir a atividade de determinadas células 3. A oogénese é o processo de formação de gâmetas femininos
enquanto glândulas endócrinas é o termo que designa os órgãos (ovócitos) a partir de células germinativas; ocorre nos ovários.
produtores de hormonas. 4. Espermatogénese.
10. Células-alvo. 5. A-F; B-F; C-F; D-V; E-V; F-V.
11.1 A-6; B-3; C-1; D-5; E-2; F-7; G-4. 6. A-II; B-I; C-II; D-I; E-I; F-II.
11.2 2 – Hormona de crescimento – acelera a divisão das células 7.1 C.
e o seu crescimento; 3 – calcitonina – regula a fixação de cálcio 7.2 A.
nos ossos; 5 – adrenalina – prepara o organismo para situações 7.3 D.
de stresse. 7.4 A.
12. A – V; B – F; C – F; D – F; E – V; F – V. 7.5 B.
13.1 Diabetes tipo 1. 7.6 B.
13.2 Pâncreas (ilhéus de Langerhans). 8. O período fértil é o intervalo de tempo do ciclo menstrual em
13.3 A possibilidade de produzir insulina humana recombinante. que as mulheres têm maior probabilidade de engravidar.
14. O impulso nervoso é eletroquímico pois ao longo do 9. O período fértil inicia-se cinco dias antes da ovulação e
neurónio o sinal é elétrico (produzido pela desigual distribuição termina dois dias depois desta, portanto do 10.o ao 17.o dia.
de iões positivos e negativos dentro e fora do neurónio) mas a 10. fecundação/ovo/mórula/blastocisto/nidação/embrião/oito/feto.

Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano 57


Banco de questões

11. Por exemplo, a presença de placenta ou o facto de as permitem as trocas de substâncias entre a progenitora e o novo
substâncias de reserva do zigoto dos mamíferos serem escassas ser. O fornecimento de nutrientes pela mãe é fundamental nos
quando comparadas com as dos répteis ou das aves. mamíferos já que neste grupo de animais, ao contrário das aves
12. Placenta e cordão umbilical. e dos répteis, as substâncias de reserva do ovo são escassas.
13. Por exemplo, redução do risco de hemorragia pós-parto. 22. O leite materno é o melhor alimento para um recém-nascido
14. A microinjeção intracitoplasmática de espermatozoides pois contém uma fórmula única que lhe confere proteção
implica a colheita de ovócitos nos ovários. Posteriormente, com contra agressões externas típicas do local onde habita, contém
uma microsseringa injeta-se um espermatozoide dentro de um todos os nutrientes necessários nos primeiros seis meses de
ovócito. O zigoto desenvolve-se depois num meio de cultura em vida do bebé incluindo certos nutrientes fundamentais para o
laboratório até que um ou mais embriões sejam transferidos cérebro que só se encontram neste leite. Sabe-se também que o
para o útero. leite materno é o único alimento que «ensina» o intestino do
15.1 A candidíase é provocada por um fungo, sendo o mais bebé a selecionar as partículas e a absorver as mais saudáveis.
frequente deles Candida albicans.
15.2 Corrimento e dor.
15.3 Por exemplo, utilizar roupa interior de algodão e depois de 3.2 GENÉTICA E HEREDITARIEDADE
urinar ou defecar, limpar-se cuidadosamente, sempre da frente 1. Hereditariedade é o conjunto de processos biológicos que
para trás. assegura que cada ser vivo recebe e transmite informações
16. Por exemplo, ter uma alimentação equilibrada, cuidar genéticas enquanto a genética é o ramo da biologia que estuda
diariamente da higiene dos órgãos sexuais externos e estar a transmissão das características hereditárias.
atento a sinais fora do comum, como corrimentos com cheiro, 2. Fatores hereditários são as características resultantes da
comichão, rubor, etc. informação genética que são transmitidas de pais para filhos
17.1 I – Fase folicular; II – Ovulação; III – Fase luteínica; IV – Fase através da reprodução.
menstrual; V – Fase proliferativa; VI – Fase secretora. Fazem 3. Genoma.
parte do ciclo uterino as fases indicadas com os números IV, V e 4. A cromatina é o conjunto de todo o ADN e proteínas associadas
VI. existente no núcleo, enquanto um cromossoma corresponde a
17.2 X – Folículos primordiais; Y – Ovócito; Z – Corpo amarelo. uma molécula de ADN e respetivas proteínas associadas.
17.3 A – LH; B – Progesterona; C – FSH; D – Estrogénios. 5. Gene é um segmento da molécula de ADN que contém
17.4 A hormona A (LH) promove a ovulação (maturação da informação para uma determinada característica.
estrutura Y – ovócito) e o desenvolvimento da estrutura Z (corpo 6. A-2; B-6; C-5; D-1; F-3; G-4.
amarelo). A hormona C (FSH) estimula o desenvolvimento dos 7.1 B.
folículos (estrutura X). 7.2 D.
17.5 A progesterona é produzida pelo corpo amarelo. 7.3 B e C.
17.6 Os estrogénios estimulam a proliferação das células do 8. A-F; B-V; C-F; D-F; E-F; F-V; G-V.
endométrio. 8.1. A – O cariótipo humano é constituído por 23 pares de
18. O hipotálamo estimula a hipófise a produzir FSH e LH que cromossomas.
são lançadas na corrente sanguínea. No homem, estas C – Cada ser humano tem na maioria das suas células 22 pares
hormonas atuam nas células dos tubos seminíferos e nas células de autossomas e um par de heterossomas.
de Leydig. Assim, as hormonas hipofisárias estimulam a D – Todos os ovócitos transportam um cromossoma X.
espermatogénese e a produção de testosterona. Se o teor desta E – O fenótipo é a característica que resulta do genótipo.
hormona no sangue variar relativamente aos valores normais, o 9. Os cromossomas homólogos são os dois cromossomas do
complexo hipotálamo-hipófise ajusta a produção de LH e FSH, mesmo par, que possuem genes com informação para as
restabelecendo assim os valores normais de testosterona. mesmas características.
19.1 1-B; 2-D; 3-C; 4-A. 10. Os heterossomas são os cromossomas sexuais, que
19.2 I – Ovulação; II – Fecundação; III – Nidação. constituem, na espécie humana, o 23.o par. No homem este par
19.3 Se não houver fecundação o corpo amarelo degenera é formado por um cromossoma X e um cromossoma Y; na
levando ao decréscimo na produção das hormonas ováricas, o mulher é formado por dois cromossomas X. Os autossomas são
que por sua vez leva ao colapso do endométrio e ao início da os cromossomas que formam os restantes pares de
fase menstrual. cromossomas e são idênticos no homem e na mulher.
19.4 Se ocorrer a nidação, o ciclo menstrual é interrompido pois 11. Os testes genéticos são utilizados, por exemplo, pela polícia
o endométrio continua a ser estimulado pelas hormonas para identificar criminosos e pelas entidades judiciais para
ováricas uma vez que o corpo amarelo não degenera. determinar a paternidade de alguém.
20. A prevenção de gravidezes indesejadas baseada apenas nos 12.1 Por exemplo: agricultura – obtenção de organismos
cálculos do período fértil não é considerada eficaz pois o geneticamente modificados com resistência a insetos ou
momento da ovulação depende do controlo hormonal e este é herbicidas; pecuária – desenvolvimento de animais domésticos
influenciado por estímulos externos e internos e assim pode resistentes a doenças; medicina – modificação de organismos
variar de uns ciclos para os outros. com genes humanos de modo a possibilitar a produção de
21. Considera-se que o desenvolvimento embrionário é muito hormonas e outras substâncias em larga escala.
semelhante entre os vários grupos de mamíferos porque em 12.2 Organismo geneticamente modificado é qualquer organis-
todos eles o desenvolvimento embrionário segue um padrão mo cujo material genético foi modificado pelo Homem.
comum, com a mesma sequência de formação e maturação dos 12.3 Existem riscos ambientais pela possibilidade de
órgãos. Além disso, os mamíferos (com raras exceções) possuem contaminação genética, isto é, pode haver cruzamento de
duas estruturas exclusivas, a placenta e o cordão umbilical, que plantas transgénicas com plantas selvagens e riscos sociais pois

58 Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano


Banco de questões

a necessidade de comprar anualmente sementes patenteadas 16.5 (continuação)


poderá conduzir os povos à dependência das multinacionais do Se a mulher não for portadora da doença:
setor.
13. É o homem que determina o sexo dos seus descendentes 4
pois o ovócito transporta sempre um cromossoma X enquanto o f f
5
espermatozoide pode contribuir com um cromossoma X ou um
F Ff Ff
cromossoma Y.
14.1 O alelo dominante é o que determina lábios grossos e o F Ff Ff
alelo recessivo é o que determina lábios finos. Estando ambos
os alelos presentes no indivíduo da geração F1 este possui
lábios grossos.
14.2 GG ou Gg. Se a mulher for portadora da doença a probabilidade de este
casal ter filhos com fibrose quística é de 50% se a mulher não
14.3 A probabilidade de este casal ter filhos com os lábios
grossos é de 0%. for portadora da doença este casal não terá filhos com fibrose
G – alelo que determina lábios grossos quística.
g – alelo que determina lábios finos 17.1 XhY
17.2 A Rita é heterozigótica para o gene da hipofosfatemia pois
apesar de esta ser uma doença heterossómica dominante, nem
g g
todos os seus filhos são doentes.
g gg gg 17.3 Alice – Xh Xh; Francisco – XhY; José – XHY; Maria – XH Xh

g gg gg Rita
XH Xh
Pedro
15. Durante a formação de gâmetas, os cromossomas homólogos Xh XH Xh Xh Xh
separam-se aleatoriamente, ficando em cada gâmeta um dos
cromossomas. Assim, os gâmetas diferem entre si (porque os Y XHY XhY
cromossomas homólogos podem ter diferente informação) e
contêm apenas um alelo para cada característica. Por isso, quanto 17.4
maior for o número de homólogos, maior será a possibilidade de
se formarem gâmetas diferentes. Em consequência da produção Maria
de gâmetas diferentes e do seu encontro ao acaso com gâmetas XH Xh
marido
de outro indivíduo resulta uma enorme variedade de
XH XH XH XH Xh
combinações possíveis de características, garantindo grande
diversidade à descendência – diversidade intraespecífica. Y XHY XhY
16.1 Uma das seguintes evidências:
– O texto refere que existem pessoas que são portadoras do
alelo que determina a doença mas que não a manisfestam. Se a Maria casar com um homem com hipofosfatemia, a
– Os indivíduos I-1 e I-2 são saudáveis e têm dois filhos doentes, probabilidade de virem a ter filhas com a doença é de 100%
o que significa que são portadores da gene da doença mas não a (isto é, se tiverem filhas, todas elas terão a doença) e a
manifestam, o que só é possível se o gene para a fibrose quística probabilidade de virem a ter filhos com a doença é de 25 % para
for recessivo. o total de filhos ou de 50% relativamente aos filhos do sexo
16.2 O genótipo dos indivíduos II-2 e III-2 é ff e o do indivíduo masculino.
III-1 é Ff. 17.5
16.3 Esta situação é possível porque ambos os progenitores são
heterozigóticos, podendo produzir gâmetas com o alelo que Alice
Xh Xh
determina a fibrose quística; se dois desses gâmetas se marido
fundirem resulta um descendente homozigótico recessivo. Xh Xh Xh Xh Xh
16.4 Ff
16.5 Y XhY XhY
Se a mulher for portadora da doença:
4
f f Se a Alice casar com um homem saudável não terá filhos com
5
hipofosfatemia.
F Ff Ff

f ff ff

Editável e fotocopiável © Texto | À Descoberta do Corpo Humano 9.o ano 59