Você está na página 1de 51

SISTEMAS DE AMORTIZAÇÃO

Uma pessoa estava correndo para pegar um ônibus urbano...


mas perdeu-o por pouco. "Bem," disse ela, "eu acredito que
isso aconteceu por não ter corrido suficientemente rápido".
"Não," disse um espectador. " Não é uma questão de correr
mais rápido, mas sim de começar mais cedo ".
INTRODUÇÃO
 A necessidade de recursos obriga àqueles
que querem fazer investimentos a tomarem
empréstimos e assumirem dívidas que são
pagas com juros de formas que variam de
acordo com contratos estabelecidos entre as
partes interessadas.
 As formas de pagamento dos empréstimos
são chamadas sistemas de amortização.
Setembro - 2003
BERTOLO 2
Tipos de Sistemas de Amortização
 SISTEMA AMERICANO – usado nos
empréstimos internacionais
 SISTEMA PRICE – as prestações são
constantes. O sistema mais usado.
 SISTEMA SAC – As amortizações da
dívida são constantes.
 SISTEMA MISTO – é a mistura dos
sistemas Price e SAC

Setembro - 2003
BERTOLO 3
Demonstrativos
 São quadros ou tabelas que permitem o devedor
(ou o credor) conhecer, a cada período, o
ESTADO da DÍVIDA (total pago e o saldo
devedor).
 Em todos os demonstrativos devem constar:
Prestações Juros Amortizações Saldo Devedor

OBS:- Desdobrar a prestação em juros e amortização é importante, pois os


juros são dedutíveis para a taxação do I.Renda

Setembro - 2003
BERTOLO 4
Sistema Americano
 Paga-se os JUROS periodicamente e o valor
emprestado é pago no final do prazo estipulado.
Usado nas obrigações (bonds)
 Exemplo 3 (p.64)
Considere um empréstimo de $ 100.000 feito
à taxa de 10% a.m. pelo prazo de 3 meses.
Qual será o desembolso mensal do devedor
se o empréstimo for feito pelo sistema
americano com os juros pagos mensalmente.

Setembro - 2003
BERTOLO 5
SOLUÇÃO
N PRESTAÇÃO JUROS AMORTIZA- S.
ÇÃO DEVEDOR
0 --------------- --------------- --------------- 100.000,00

1 10.000,00 10.000,00 --------------- 100.000,00

2 10.0000,00 10.000,00 --------------- 100.000,00

3 110.000,00 10.000,00 100.000,00 zero

Setembro - 2003
BERTOLO 6
SISTEMA PRICE
 Neste sistema as prestações são
CONSTANTES e incorporam os juros e a
amortização.
 As prestações são calculadas por:
Coeficiente de
PGTO = VP a-1n i. financiamento

 Repetir o exemplo anterior para o Sistema


Price.

Setembro - 2003
BERTOLO 7
EXERCÍCIO – Exemplo 5
Considerando, ainda, o mesmo empréstimo de
R$ 100.0000,00, feito à taxa de 10% a.m., por
quatro meses, agora devendo ser pago no
Sistema PRICE, determinar o pagamento
mensal e fazer um demonstrativo do estado da
dívida nesses quatro meses.

Setembro - 2003
BERTOLO 8
(1  0,10) 4  1
0,10(1  0,10) 4

Solução
Para encontrarmos as prestações constantes,
devemos fazer
-1 (1  0,10)  1 -1
4

PGTO = VP . a 4 10 = VP . [ 0,10(1  0,10) ] =


4

31.547,08 ...(pagamento mensal).


Na HP-12C, temos: f FIN f 2
100000 CHS PV
10 i
4 n
PMT

Setembro - 2003
BERTOLO 9
SOLUÇÃO
N PRESTAÇÃO JUROS AMORTIZA- S.
PV a-14 10 10% x S.D. ÇÃO DEVEDOR
0 --------------- --------------- --------------- 100.000,00

1 31.547,08 10.000,00 21.547,08 78.452,92

2 31.547,08 7.845,29 23.701,79 54.751,13

3 31.547,08 5.475,11 26.071,97 28.679,16

4 31.547,08 2.867,92 28.679,16 zero

Setembro - 2003
BERTOLO 10
Tabela Price com Carência
 CARÊNCIA= é o período que vai da data
da concessão do empréstimo até a data em
que será paga a primeira prestação.
 Porém se as prestações forem postecipadas
(pagas no final do período) já está implícito
um período de carência. Então a carência
realmente será o tempo dito acima menos
1.Essa prática é a mais comum no mercado
Setembro - 2003
BERTOLO 11
EXEMPLO 5 (p.66)
Um empréstimo de $ 200.000 será pago pelo
Sistema Price de amortização em 4 parcelas
mensais postecipadas, com um período de
carência de 2 meses em que seriam pagos
unicamente os juros contratados de 10%.
Construir a Planilha de Amortização.

Setembro - 2003
BERTOLO 12
SOLUÇÃO
Na HP-12C, temos
f FIN f 2
200000 CHS PV
10 i
4 n
PMT

Setembro - 2003
BERTOLO 13
SOLUÇÃO
N PAGAMENTO JUROS AMORTI- S. DEVEDOR
ZAÇÃO
0 --------------- --------------- --------------- 200.000,00

20.000,00 20.000,00 --------------- 200.000,00


1
---------------
2 20.000,00 20.000,00 200.000,00

3 63.094,00 20.000,00 43.094,00 156.906,00

4 63.094,00 15.690,60 47.403,40 109.502,60

5 63.094,00 10.950,26 52.143,74 57.358,86

6 63.094,00 5.735,89 57.358,86 zero

Setembro - 2003
BERTOLO 14
Exemplo 6
 No exemplo anterior, se durante o período
de carência os juros forem capitalizados e
incorporados ao principal para serem
amortizados nas prestações, construir a
planilha de amortização.

Setembro - 2003
BERTOLO 15
SOLUÇÃO
Na HP-12C, temos:
f FIN f2
242000 CHS PV
10 i
4 n
PMT

Setembro - 2003
BERTOLO 16
SOLUÇÃO
N PAGAMENTO JUROS AMORTI- S. DEVEDOR
ZAÇÃO
0 --------------- --------------- --------------- 200.000,00

--------------- --------------- --------------- 220.000,00


1 ---------------
2 --------------- --------------- --------------- 242.000,00

3 76.343,82 24.200,00 52.143,82 189.856,18

4 76.343,82 18.985,62 57.358,20 132.497,98

5 76.343,82 13.249,80 63.094,02 69.403,96

6 76.343,82 6.940,40 69.403,96 zero

Setembro - 2003
BERTOLO 17
EXERCÍCIO EXTRA 1
Um empréstimo de $ 200.000 será pago em
três prestações mensais iguais e consecutivas.
Considerando uma taxa de juros nominal de
180% a.a., com capitalização mensal,
construir a planilha de amortização. Quanto
totalizou os juros pagos nos três meses?

Setembro - 2003
BERTOLO 18
Solução
A taxa efetiva mensal a ser usada no cálculo dos juros na
Tabela Price pode ser calculada a partir da taxa nominal:

(1 + iaa) = (1 + iam)12
Na HP-12C
F FIN f 6
1CHS PV A partir daí é como antes........Agora
2.18 FV é com vocês....
12n
i

Setembro - 2003
BERTOLO 19
EXTRA 2
Para comprar um apartamento você fez um
empréstimo bancário de $ 40.000 a ser pago
em 60 meses, a uma taxa de 1,25% a.a..
Calcule o valor das prestações, dos juros e do
total amortizado no primeiro, segundo e
terceiro anos, separadamente, usando a HP-
12C

Setembro - 2003
BERTOLO 20
SOLUÇÃO
f FIN f 2
40000 CHS P60
60 n
1,25 i
PMT.. $ 951,60 ....aqui estão as prestações. Agora vem a novidade:

12 f AMORT . $ 5.611,45.....calcula os juros nos primeiros 12 períodos


x > < y .. $ 5.807,75...calcula o total já amortizado nos primeiros 12 períodos

12 f AMORT.. $ 4.677,84..Calcula os juros nos próximos 12 períodos (até o período 24)


x > < y .. $ 6.741,36.. Calcula o total já amortizado nos próximos 12 período

12 f AMORT .. $ 3.594,13 ..... Calcula os juros nos próximos 12 períodos ( 3º ano)


x > < y ... $ 7.825,07.... o total já amortizado durante o 3º ano

RCL PV quanto falta ainda para ser amortizado!!!!

Setembro - 2003
BERTOLO 21
EXTRA 3
Uma pessoa comprou um carro de $ 23.000 comprometendo-
se a pagar 24 prestações mensais de $ 1.170,60 cada. Logo
após ter pago a 10ª prestação a pessoa propõe encurtar o
prazo do financiamento. Para tanto, deve pagar $ 10.000 à
vista e o saldo em 4 prestações mensais iguais à mesma taxa
de juros do financiamento original. Ela quer saber:
a. A taxa de juros do financiamento.
b. Quanto falta pagar ainda do principal logo após o
pagamento da 10ª prestação.
c. O valor de cada uma das quatro prestações finais
d. O total de juros e amortização pagas nas 4 prtestações.

Setembro - 2003
BERTOLO 22
Solução
a. F FIN f 4 23000 CHS PV 24 n 1170,60
PMT i
1,6666 ..... Taxa de juros do financiamento
b. f 2 f amort .... 3215,81 ...calcula os juros nos
10 meses.
x ><y .....8490,19 .... Calcula o total amortizado
nos 10 meses.
RCL PV .... -14.509,81 .... Calcula o saldo
devvedor no 10º mês.

Setembro - 2003
BERTOLO 23
Solução
c. Descontando os $ 10.000,00, temos o novo saldo
devedor
10000 + ...4509,81
PV 4 n PMT .....1174,82

d. 4 f amort .... +189,45 .... Total dos juros das 4


últimas prestações
x ><y .... +4509,83 .... Total amortizado nas 4
últimas prestações

Setembro - 2003
BERTOLO 24
SISTEMA DE AMORTIZAÇÕES
CONSTANTES - SAC
 Neste sistema, o devedor paga o empréstimo em
prestações que incluem em cada uma delas, uma
amortização constante + juros sobre o saldo
devedor.
 As amortizações são calculadas por:

VP
A=
n

Setembro - 2003
BERTOLO 25
EXEMPLO 7
Considerando mais uma vez o empréstimo de
$ 100.000,00, feito à taxa de 10% a.m., por
quatro meses, agora devendo ser pago pelo
sistema SAC, fazer um demonstrativo do
estado da dívida nesses quatro meses.

Setembro - 2003
BERTOLO 26
Solução

VP 100.000
A   25.000
n 4

Setembro - 2003
BERTOLO 27
SOLUÇÃO
N PRESTAÇÃO JUROS AMORTIZAÇÃO S. DEVEDOR

0 --------------- --------------- --------------- 100.000,00

1 35.000,00 10.000,00 25.000,00 75.000,00

2 32.500,00 7.500,00 25.000,00 50.000,00

3 30.000,00 5.000,00 25.000,00 25.000,00

4 27.500,00 2.500,00 25.000,00 zero

Setembro - 2003
BERTOLO 28
EXEMPLO 8
Um empréstimo de $200.000,00 será pago
pelo Sistema SAC de Amortização em 3
parcelas mensais postecipadas, com um
período de carência de 3 meses. As
amortizações serão calculadas sobre o valor
inicial emprestado mais os juros capitalizados
durante a carência. Considerando uma taxa de
juros contratados de 10% a.m.. Construir a
Planilha de Amortização.
Setembro - 2003
BERTOLO 29
Solução
Devemos capitalizar o saldo devedor do empréstimo até o
início do 3º mês, período da carência entendido no exercício.
Mas este momento é também o final do 2º período. Assim
SD3 = 200.000 x (1 + 0,10)2 = 242.000,00.
Lembrem-se que quando as prestações forem postecipadas, a
carência na verdade são apenas 2 períodos, o período restante
é a carência implícita numa série postecipada.
Agora

242.000
A  80.666,67
3
Setembro - 2003
BERTOLO 30
SOLUÇÃO
N PAGAMENTO JUROS AMORTI- S. DEVEDOR
ZAÇÃO
0 --------------- --------------- --------------- 200.000,00

20.000,00 --------------- 220.000,00


1
---------------
2 20.000,00 242.000,00

3 104.866,67 24.200,00 80.666,67 161.333,33

4 96.800,00 16.133,33 80.666,67 80.666,67

5 88.733,33 8.066,67 80.666,67 zero

Setembro - 2003
BERTOLO 31
SISTEMA DE AMORTIZAÇÃO
MISTO - SAM
 Neste sistema, o devedor paga o empréstimo em
prestações em que cada uma é a média aritmética
dos valores encontrados para as prestações dos
sistemas PRICE e SAC.
 OBS:- Os juros, as amortizações e os saldos
devedores também serão média aritmética.
 Na prática só as prestações são calculadas
assim!!!!

Setembro - 2003
BERTOLO 32
Exemplo 9
Considerando, novamente, o mesmo
empréstimo de R$ 100.0000,00, feito à taxa
de 10% a.m., por quatro meses, agora
devendo ser pago no sistema SAM, fazer um
demonstrativo do estado da dívida nesses
quatro meses.

Setembro - 2003
BERTOLO 33
Solução
 PMT = 31.547,08 ...Price
 P1 = 35.000,00 P2 = 32.500,00 SAC
P3 = 30.000,00 P4 = 27.500,00

Setembro - 2003
BERTOLO 34
EXERCÍCICO EXTRA
 Um empréstimo de $ 200.000,00 foi tomado em 1º
de janeiro do ano corrente para ser amortizado em
4 prestações anuais pelo sistema de amortização
constante SAC. Considerando-se que o
financiamento foi tomado a juros de 4% a.a. mais
atualização monetária, construir a planilha de
amortização e calcular o custo efetivo real do
financiamento. Par os cálculos de atualização
monetária considerar a variação do:

Setembro - 2003
BERTOLO 35
EXERCÍCIO EXTRA
 a. IGP-M/FGV
b. dólar
Ano Variação IGP-M/FGV Variação do dólar
0 $ 200
1 20,0000% $ 242
2 20,3225% $ 290
3 17,2924% $ 339
4 14,8954% $ 383
Setembro - 2003
BERTOLO 36
Solução
Final Prestação Juros Amortização S.
do Ano Devedor
0 ----------- -------- --------------- 200.000
1 58.000 8.000 50.000 150.000
2 56.000 6.000 50.000 100.000
3 54.000 4.000 50.000 50.000
4 52.000 2.000 50.000 -----------

Setembro - 2003
BERTOLO 37
Solução
Ano Prestação Juros Amortização Saldo Devedor Inflator Cálculo
IGP-M/FGV

0 ---------- -------- ------------- 200.000 1,00000

1 1,20000 1,00000 x
1,20000

2 1,44387 1,20000 x
1,203225

3 1,69355 1,44387 x
1,1729

4 1,94581 1,69355 x
1,1489

Inflação do período
Setembro - 2003
BERTOLO 38
Solução
Ano Prestação Juros Amortização Saldo Devedor Inflator Cálculo
IGP-M/FGV

0 ---------- -------- ------------- 200.000 1,00000

1 60.000,00 1,20000 1,00000 x


50.000 x 1,200000
1,20000

2 72.193,50 50.000 x 1,44387 1,44387 1,20000 x


1,203225

3 84.677,50 1,69355 1,44387 x


50.000 x 69355
1,1729

4 97.290,50 50.000 x 1,94581 1,94581 1,69355 x


1,1489

Inflação do período
Setembro - 2003
BERTOLO 39
Solução
Ano Prestação Juros Amortização Saldo Devedor Inflator Cálculo
IGP-M/FGV

200.000x1,200000-60.000
0 ---------- -------- ------------- 200.000 1,00000

1 60.000,00 180.000 1,20000 1,00000 x


1,20000

2 72.193,50 144.382, 1,44387 1,20000 x


1,203225

3 84.677,50 84.671,61 1,69355 1,44387 x


1,1729

4 97.290,50 Seria Zero 1,94581 1,69355 x


1,1489

Inflação do período
Setembro - 2003
BERTOLO 40
Solução
Ano Prestação Juros Amortização Saldo Devedor Inflator Cálculo
IGP-M/FGV

0 ---------- -------- ------------- 200.000 1,00000

1 9.600 60.000,00 180.000 1,20000 1,00000 x


1,20000

2 8663,22 72.193,50 144.387, 1,44387 1,20000 x


1,203225

3 6.773,96 84.677,50 84.677,50 1,69355 1,44387 x


1,1729

4 3.891,35 97.290,50 1,94581 1,69355 x


1,1489

Inflação do período
Setembro - 2003
BERTOLO 41
Solução
Ano Prestação Juros Amortização Saldo Devedor Inflator Cálculo
IGP-M/FGV

0 ---------- -------- ------------- 200.000 1,00000

1 69.600,00 9.600 60.000,00 180.000 1,20000 1,00000 x


1,20000

2 80.861,72 8663,22 72.193,50 144.387, 1,44387 1,20000 x


1,203225

3 91.451,46 6.774,20 84.677,50 84.677,50 1,69355 1,44387 x


1,1729

4 101.181,85 3.891,62 97.290,50 1,94581 1,69355 x


1,1489

Inflação do período
Setembro - 2003
BERTOLO 42
Solução
O custo efetivo do financiamento é a TIR do
fluxo de caixa abaixo:
200.000

69.600 80.861,72 91.451,46 101.181,85

Setembro - 2003
BERTOLO 43
Solução
Descontando a inflação, o custo real efetivo
fica:

(1 + itotal)4 = (1 + ireal)4 (1 + iinflação)

Ireal = 4,88% a.a.

Setembro - 2003
BERTOLO 44
Solução
Na HP-12C, temos:
F fin f 6
200000 CHS g CF0
69600 g CFj
80861,72 g CFj
91451,46 g CFj
101181,85 g CFj
F IRR ..... 23,86% a.a.
Setembro - 2003
BERTOLO 45
Solução - Dólar
Ano Prestação Juros Amortização Saldo Devedor Inflator Prestação
Dólar Atualizada

0 ---------- -------- ------------- 200.000 200/200

1 242/200

2 290/200

3 339/200

4 383/200

Setembro - 2003
BERTOLO 46
Solução - Dólar
Ano Prestação Juros Amortização Saldo Devedor Inflator Prestação
Dólar Atualizada

0 ---------- -------- ------------- 200.000 200/200

1 242/200 70.180,00

2 290/200 81.200,00

3 339/200 91.530,00

4 383/200 99.580,00

Setembro - 2003
BERTOLO 47
Solução - Dólar
Ano Prestação Juros Amortização Saldo Devedor Inflator Prestação
Dólar Atualizada

0 ---------- -------- ------------- 200.000 200/200

1 58.000 242/200 70.180,00

2 56.000 290/200 81.200,00

3 54.000 339/200 91.530,00

4 52.000 383/200 99.580,00

Setembro - 2003
BERTOLO 48
Solução
O custo efetivo do financiamento é a TIR do
fluxo de caixa abaixo:
200.000

70.180 81.200 91.530 99580

Setembro - 2003
BERTOLO 49
Solução
Descontando a inflação, o custo real efetivo
fica:

(1 + itotal)4 = (1 + ireal)4 (1 + iinflação)

Ireal = 4,89% a.a.

Setembro - 2003
BERTOLO 50
Solução
Na HP-12C, temos:
F fin f 6
200000 CHS g CF0
70180 g CFj
81200 g CFj
91530 g CFj
99580 g CFj
F IRR ..... 23,88% a.a.
Setembro - 2003
BERTOLO 51