Você está na página 1de 37

Projeto Brinquedos e Brincadeiras na Educação Infantil (Maternal II- Suelen)

ESCOLA DE EDUCAÇÃO INFANTIL BRINCAR E APRENDER

PROJETO BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS (MATERNAL NÍVEL II)

O brinquedo ensina qualquer coisa que complete o indivíduo em seu saber,


seus conhecimentos e sua apreensão do mundo, o brinquedo educativo
conquistou espaço na educação infantil. Quando a criança está desenvolvendo
uma habilidade na separação de cores comuns no quebra-cabeça à função
educativa e os lúdicos estão presentes, a criança com sua criatividade
consegue montar um castelo até mesmo com o quebra-cabeça, através disto
utiliza o lúdico com a ajuda do professor.

(KISHIMOTO, 2001, p.36-37)

JUSTIFICATIVA

Recordar brinquedos e brincadeiras tradicionais (folclóricas), muitas


vezes nos faz lembrar de tempos difíceis em que havia poucos e raros
brinquedos. Isto pode ser levado em conta diante da variedade de brinquedos
que dispomos hoje. Reportamo-nos ao tempo em que era mais valorizado o
processo de construção e reconstrução de brinquedos e das brincadeiras, onde
o mais importante não era o produto final, aquele pronto e acabado. Sendo
assim, concordamos que as brincadeiras tradicionais infantis são fontes
enriquecedoras enquanto resgate da cultura e prática do lúdico na constituição
de grupos. A brincadeira tradicional infantil, uma das representações
folclóricas, baseadas na mentalidade popular, expressa-se, sobretudo pela
oralidade, é considerada como parte da cultura popular.

Neste sentido, a brincadeira tradicional é uma forma de preservar a


produção cultural de um povo num certo período histórico. E é esta
representação cultural importante para a construção da identidade social que
será tratada neste projeto utilizando recursos tecnológicos para que os alunos
possam interagir e vivenciar de maneira prazerosa esta vivência. "Resgatar a
história de jogos tradicionais infantis, como expressão da história e da cultura,
pode nos mostrar estilos de vida, maneiras de pensar, sentir e falar e
sobretudo, maneiras de brincar e interagir. Configurando-se em presença viva
de um passado no presente".
OBJETIVOS GERAIS:

Desenvolver um trabalho interdisciplinar de maneira prazerosa partindo


da construção de brinquedos com diversos materiais

Resgatar brincadeiras esquecidas ou desconhecidas pelas crianças de


maneira que se aplique nessa semana somente brincadeiras e/ou confecção
de brinquedos utilizando material reciclável. Criar brincadeiras e jogos ao ar
livre, valorizando e conservando os brinquedos da escola assim como também
de casa. Levá-los a conhecer e comparar brinquedos e brincadeiras de
crianças da cidade e do campo.

Desenvolver o senso crítico, a socialização, a aceitação a regras


impostas pela brincadeira, espírito cooperativo, etc.

Desenvolver a coordenação motora global, fina, ginástica, dança,


desenvolvimento da memória e despertando a curiosidade. (lúdico)

OBJETIVOS ESPECÍFICOS:

Aumentar o repertório de brincadeiras infantis.

Fazer com que as crianças participam de situações de socialização.

Participar de jogos que sejam trabalhadas regras em grupo.

Ampliar as possibilidades expressivas nas brincadeiras, jogos e demais


situações de interação.

Explorar e identificar elementos da música para se expressar interagir


com outros.

Produzir trabalhos de arte utilizando a linguagem do desenho, da


pintura, da colagem e da construção, confeccionar junto com as crianças
brinquedos feitos de sucatas.

Participar de variadas situações de comunicação oral.

Participar de diversas situações de intercambio social.

Estabelecer algumas relações entre o modo de vida característico de


seu grupo social e de outros grupos.
CONTEÚDOS CONCEITUAIS:

Aumentar o repertório de brincadeiras infantil;

Registrar de diferentes formas o brincar;

Reconhecer brincadeiras musicais ressaltadas pela professora;

CONTEÚDOS ATITUDINAIS:

Participar de situações de socialização

Participar de jogos que sejam trabalhadas regras em grupo,

Saber brincar obedecendo as regras estabelecidas.

CONTEÚDOS PROCEDIMENTAIS:

Construção de brinquedos com sucatas;

Vivenciar os conteúdos trabalhados através de imagens, som, objetos


concretos e diferentes suportes.

LÍNGUAGEM ORAL E ESCRITA

Uso da linguagem oral para conversar e brincar.

Observação e manuseio de materiais impressos como livro e revistas.

Valorização da leitura como fonte de prazer e entretenimento.

Participação em situações cotidianas nas quais se faz necessário o uso


da escrita.

Roda da conversa;

Pesquisa com a família;

Interpretação oral e através de desenhos;

Lista dos nomes dos personagens que aparecem na história;

Brinquedos que aparecem no filme: Listar os brinquedos que eles


conhecem e aparecem no filme· Falar sobre os brinquedos e brincadeiras que
fazem parte da cultura do povo.
Ressaltar que as brincadeiras não são iguais em todas as partes do
mundo, embora várias delas tenham se espalhado através dos meios de
comunicação.

Pesquisa: propor uma pesquisa sobre as brincadeiras que os alunos


conhecem.

Eles farão uma entrevista com os pais, avós ou pessoas mais velhas
sobre brincadeiras e brinquedos que eles usavam quando crianças.

Produção de texto feita no coletivo: A educadora irá propor aos alunos


que produzam um livro de brinquedos e brincadeira, descrever, analisar e
ilustrar.

Trabalhar com as regras, como se brinca em cada brincadeira e


brinquedo.

Observação: Não esquecer que deve sempre nesta faixa etária trabalhar com o
visual, imagens, para que os alunos possam compreender e entender o que se
está ensinando.

MATEMÁTICA

Brincadeiras de pesca com peixinhos numerados;

Sequência numérica através de brincadeiras como: amarelinha, caracol,


senhor rato está? E outras;

Exploração de diferentes procedimentos para comparação de


grandezas (maior, menor, alto, baixo, etc.)

Classificar brinquedo por tamanho, e tipo, etc.;

Comparação de brinquedos antigos e brinquedos modernos;

Confecção de jogo da memoria, boliche, quebra cabeça, jogo das


argolas e outros.

ARTES VISUAIS:

Trabalhar com obras artísticas: Brinquedos e Brincadeiras de Ivan Cruz;


Apreciar as obras de arte, questionando os alunos: O que essas
imagens possuem em comum? Quais são os elementos que fazem parte da
pintura? Quais são as cores utilizadas na pintura? Com qual obra você mais se
identificou?

Realizar a releitura de uma das obras utilizando diferentes recursos e


suportes;

Confeccionar diferentes brinquedos utilizando materiais de sucatas com


os alunos;

Confeccionar brinquedos musicais com os alunos com materiais de


sucatas;

Propor para que as crianças desenhem algumas brincadeiras utilizando


vários materiais.

MÚSICA E MOVIMENTO

Utilização expressiva intencional do movimento nas situações


cotidianas e em suas brincadeiras.

Percepção de estruturas rítmicas para expressar – se corporalmente por


meio de brincadeiras.

Vivenciando as brincadeiras:

Perguntar aos alunos quais são suas brincadeiras preferidas;

Trazer diferentes brinquedos como corda, bola, elástico, pião para que
os alunos realizem brincadeiras que eles conhecem.

Brincadeiras de roda.

Com cantigas de roda, junto com as crianças vão relembrar algumas


brincadeiras de roda da época da vovó.

Confeccionar pipas e outros brinquedos como peões.

Junto com a educadora as crianças vão confeccionar e depois brincar


de pipas e peões.

Pular corda;

Fazer um circuito de brincadeiras com a corda.


Brincar de amarelinha com os alunos;

Confecção de bola de meia;

Cantigas de roda (ciranda-cirandinha marcha soldado e etc.);

Confecção de peteca

Brincadeiras (camaleão, estátua, cobra-cega, amarelinha, dança da


cadeira, pique - esconde e etc.);

Confecção de pé de lata;

Confecção de pipa, cata-vento;

Dramatização de cantigas (não atire o pau no gato, trem de


Pernambuco e etc.);

Exposição de bonecas e bonecos de pano;

Brincar de amarelinha, de cabra-cega;

Bola de gude;

Convidar as mães ou pais para participar da construção de um


brinquedo com seu filho e também brincar;

A criança trazer brinquedos para a escola;

NATUREZA E SOCIEDADE:

Participação em brincadeiras, jogos e canções que digam respeito às


tradições culturais de sua comunidade e de outros grupos.

Histórias dos brinquedos;

Brinquedos e brincadeiras dos pais;

Brinquedos e brincadeiras de outras regiões e de outras comunidades


(indígenas);

MÚSICA:

Participação em situações que integrem músicas, canções e


movimentos corporais.

Entoar para as crianças diferentes canções que envolvam o tema


proposto.
AVALIAÇÃO:

Ocorrerá em todos os momentos através da observação, da participação


dos alunos nas atividades propostas, interesse e também mudanças de atitude
quanto à incorporação devalores, grau de motivação e entusiasmo.

CULMINÂNCIA:

Exposição dos trabalhos produzidos pelas crianças;

Exposição de fotos;

Dia do brinquedo ou brincadeira com o responsável ( marcar com os


responsáveis um dia da semana para cada um para demonstrar e conversar
com os alunos uma brincadeira do seu tempo).
Projetos : Brinquedo e Brincadeiras

Público alvo: alunos do Berçario, Maternal 1, Maternal 2, Etapa 1 e Etapa2

JUSTIFICATIVA:
Acreditamos que o brinquedo e a brincadeira são ingredientes vitais para uma
infância sadia e para um aprendizado significativo, já que o brincar estimula o
desenvolvimento intelectual da criança, como também ensina os hábitos
necessários ao seu crescimento. Assim, proporcionar as crianças momentos de
convivência saudável, amiga, criativa e construtiva; pois através da brincadeira
a criança atribui sentido ao seu mundo, se apropria de conhecimentos que a
ajudarão a agir sobre o meio em que ela se encontra, reconhecendo a cultura
brasileira, resgatando brincadeiras, jogos e cantigas de roda.

OBJETIVOS GERAIS

Desenvolver um trabalho interdisciplinar de maneira prazerosa partindo da


construção de brinquedos com diversos materiais.

Resgatar culturalmente alguns brinquedos e brincadeiras esquecidos.

OBJETIVOS ESPECÍFICO

Aumentar o repertório de brincadeiras infantis;

Participar de situações de socialização;

Participar de jogos que sejam trabalhadas regras em grupo;

Registrar de diferentes formas o brincar.

MOVIMENTO

Objetivo:

Desenvolver a comunicação e expressão através de jogos e brincadeiras,


ampliando as possibilidades expressivas do próprio corpo.

Aprender a brincar respeitando regras e limites.

Conteúdos conceituais:

Velocidade, direção, equilíbrio, orientação espacal e temporal, expressão


corporal, agilidade, percepção; regras, flexibilidade, coordenação, atenção,
lateralidade, locomoção.

Conteúdos procedimentais:

Utilização expressiva intencional do movimento nas situações cotidianas e em


suas brincadeiras.
Percepção de estruturas rítmicas para expressar-se corporalmente por meio de
brincadeiras.

Brincadeiras com diversos materiais: bola, bambolês, corda, sucatas

Brincadeiras de faz de conta (jogo simbólico);

Brincadeiras de percurso, tabuleiro, ludo gigante;

Brincadeiras tradicionais – corrida do saco, corrida de ovos, pescaria,


arremesso de bolas, boca do palhaço, etc;

Gincana;

Brincar espontaneamente.

Conteúdos atitudinais: Interação, participação, autoestima, respeito

NATUREZA E SOCIEDADE

Objetivo:

Resgatar a cultura lúdica e tradições diversas com brincadeiras tradicionais e


costumes que passam de geração a geração.

Estabelecer algumas relações entre o modo de vida característico de seu grupo


social e de outros grupos.

Participar de diversas situações de intercambio social.

Resgatar o brincar espontâneo como elemento essencial para o


desenvolvimento integral da criança, de sua criatividade e socialização,
mantendo viva as tradições e a cultura dos povos traduzidos nos brinquedos e
nas brincadeiras populares.

Conteúdos conceituais:

História dos brinquedos;

Brinquedos e brincadeiras dos pais;

Brinquedos da zona rural e zona urbana;

Brinquedos e brincadeiras de outras regiões, de outras comunidades


(indígenas).

Brinquedos artesanais e brinquedos produzidos por industrias;

Brincadeiras de todos os tempos;

Brincadeiras tradicionais;
Linha do tempo;

Parque de diversões (Exposição);

Cultura brasileira.

Conteúdos procedimentais:

Visitar uma fábrica de brinquedos (Para realmente entender como funciona e


como são produzidos os brinquedos);

Visitar uma loja de brinquedos;

Mostrar através de figuras ou painéis como eram as cidades antes e como


estão hoje.

Pesquisa com os pais de brincadeiras e brinquedos que digam respeito às


tradições culturais de sua comunidade e de outros grupos;

Pesquisa junto às famílias sobre as brincadeiras da infância.

Pesquisa em livros e na internet sobre a origem de alguns dos brinquedos e


brincadeiras.;

Criar um mascote de pelúcia por turma;

Montagem de uma brinquedoteca.

Dia do Brinquedo.

Brincar e dividir o brinquedo com outras turmas

Conteúdos atitudinais: socialização, interesse, compartilhar descobertas.

MUSICA

Objetivos:

Ampliar a comunicação e expressão através de músicas e de jogos orais.

Explorar e identificar elementos da música para se expressar, interagir com


outros.

Criar e inventar outras cantigas de roda.

Conteúdos conceituais:

Som, ritmos;

Percepção;

Produção musical;
Interpretação;

Cantigas de Roda.

Conteúdos procedimentais:

Brincadeiras cantadas – Se eu fosse um peixinho, Tororó, Passa –passa


cavaleiro, Eu sou pobre pobre, Ciranda cirandinha, A canoa virou, Terezinha de
Jesus, O cravo brigou com a rosa, Tango-Tango,, Carangueijo não é peixe,
Escravos de Jó e outras;

Confecção de instrumentos musicais com sucata;

Karaokê;

Paródias, rimas;

Gestos, mímicas;

Concurso de dança;

Músicas ouvidas e cantadas (anexo 1);

Brincadeira Dicionário musical: escolhe-se algumas músicas, conhecida das


crianças, uma uma as músicas são tocadas e se faz uma parada a criança
deverá continuar cantando a música onde esta parou.

Organizar um pequeno livro com as cantigas de roda com as letras e ilustradas


pelas crianças;

Confeccção de cartazes com as músicas tradicionais.

Conteúdos Atitudinais: apreciação, sensibilidade, imaginação, criação

ARTES

Objetivos:

Estimular a comunicação e expressão através de jogos e brincadeiras,


desenvolvendo o pensamento, a criatividade a imaginação a percepção.

Produzir trabalhos de arte utilizando a linguagem do desenho, da pintura, da


colagem e da construção.

Realizar trabalhos criativos e interessantes.

Conteúdos conceituais:

Linha, forma, cor, textura, espessura;

Obras de arte – Portinari (Meninos pulando carniça (1957), Moleques pulando


sela (1958) , Gruegel (Brincadeira sem fim), Roda (Milton da Costa) - Anexo2
Percepção visual

Conteúdos procedimentais:

Confecção de brinquedos utilizando materiais recicláveis (bilboquê, peteca, vai


e vem, pião, cavalo de pau, bola de meia e outros.).

Confecção de brinquedos com a colaboração de um pai voluntário (pipa,


capucheta, ioiô, pé-de-lata, confecção de bonecas, etc)

Brincar com brinquedos de sua própria construção;

Oficinas de brincadeiras;

Construção de maquetes;

Apreciação, releitura de obras de arte.

Exploração de pinturas com perguntas como: “ Que cores aparecem


mais em cada obra”, “ Como são as crianças representadas em cada pintura”,
“De qual pintura mais gostaram”, “Por que?” “Conhecem essa brincadeira?”

Realizar as brincadeiras que encontrar nas obras de arte;

Brincadeiras com sombras – formas de bichinhos com as mãos, um


tenta pisar na sombra do outro; também pode usar o retroprojetor para fazer
atividades com sombras – teatro de sombras na sala de aula;

Brincadeiras Bolha de sabão coloridas – papel na parede (pardo)


acertar as bolhas coloridas para pintar a mesma formando desenhos.

Confecção de um quadro (tela) Brinquedo ou brincadeira preferido;

Produção de massinha de modelar;

Confecção de cartazes com os jogos, brincadeiras que as crianças


conhecem;

Vestir as roupinhas nos bonequinhos (xerografados);

Desenhar os brinquedos que há na sua escola.

Conteúdos atitudinais: Olhar estético, gosto pelas artes, cuidado e respeito pelo
processo de produção e criação.

LINGUAGEM ORAL E ESCRITA

Objetivos:

Desenvolver a curiosidade pela linguagem escrita através de brincadeiras e


jogos orais;
Criar situações lúdicas de aprendizagem significativa em relação aos
brinquedos e brincadeiras populares.

Estimular a oralidade para conversar e brincar.

Conteúdos conceituais:

Alfabeto das brincadeiras;

Nome dos brinquedos e brincadeiras;

Comunicação verbal e oral

Identidade;

Nomes de brincadeiras diferentes dependendo da região em que vive.

Brincadeiras cantadas;

Textos informativos e instrucionais (regras)

Conteúdos procedimentais:

Conversas informais – rodinha de conversa (sobre a invenção dos brinquedos


e sua utilização);

Panfletos – anúncios – brinquedos que gostaria de ter;

Lista de brinquedos e brincadeiras preferidos pelos pais e alunos – No meu


tempo de criança ...;

Letras de cantigas de roda;

Parlendas;

Histórias, dramatizações;

Declamação de poesias – O saco de brinquedos (Carlos Urbim), A boneca


(Olavo Bilac)

Sacolinha surpresa com brinquedos (cada semana uma criança é responsável


por trazer um brinquedo e as demais deverão adivinhar através das pistas);

Escrever junto com as crianças regras de algumas brincadeiras para confecção


de um livro de brincadeiras para acervo da escola. (texto coletivo).

Assistir os DVDs Toy Store 1 e 2, A loja Mágica de Brinquedos e outros.

Construção de livro de brinquedos coletivo ou individual;

Construção de livro de brincadeiras coletivo ou individual;


Coletânea de jogos e brincadeiras com as regras e ilustrações realizadas
individualmente.

Bilhete – Cole o bilhete (folha sulfite) que levou para casa comunicando o dia
do brinquedo. (portador de texto)

Conteúdos atitudinais: O gosto e o prazer pela leitura e escrita; interação e


cumplicidade com o mundo da leitura e escrita, cooperação.

MATEMÁTICA

Objetivos:

Desenvolver o raciocínio lógico, respeitando a etapa do desenvolvimento


individual de cada criança.

Comunicar idéias matemáticas, hipóteses, processos utilizados e resultados


encontrados em situações problema;

Identificar as noções de tempo (dia, semana, mês, ano, ontem, hoje amanhã);

Analisar, interpretar e construir gráficos e tabelas.

Conteúdos conceituais:

Números e sua função social;

Espaço e forma;

Grandezas e medidas;

Formas geométricas;

Classificação, comparação e seriação.

Conteúdos procedimentais:

Brincadeira dos números vizinhos (sucessor e antecessor);

Brincadeira de pesca com peixinhos numerados;

Sequencia numérica através de brincadeiras como Amarelinha, Caracol,


Senhor rato está? e outros;

Montagem de gráficos a partir de determinada situação ou contexto trabalhado


em sala de aula.

Exploração de diferentes procedimentos para comparação de grandezas


(maior, menor, alto, baixo etc)

Confecção de jogo da memória, bingo, dominó dos números e quantidades,


boliche, quebra-cabeça, jogo das argolas, jogo de palitos (churrasco);
Classificar os brinquedos por tamanho, tipo de brinquedo etc.

Organização de album de figurinhas, coleções;

Comparação de brinquedos antigos e brinquedos modernos;

Formar figuras geométricas com a brincadeira do elástico

Brincadeira Quente-frio com brinquedos.

Conteúdos atitudinais: Vivência, exploração, interesse.

RECURSOS:

Papéis coloridos diversos, lápis de cor, giz de cera, tintas, pincéis; telas;
tesoura, colas, linhas, lãs, barbantes, materiais recicláveis, CDs, DVs,
computador; fantoches, maquiagens diversas, materiais pedagógicos, cartazes,
gravuras ilustradas; livros de histórias, gibis, retroprojetor, panfletos, fantasias,
brinquedos.

AVALIAÇÃO:

Ocorrerá em todos os momentos através da observação, da participação dos


alunos nas atividades propostas, interesse e também mudanças de atitude
quanto a incorporação de valores, grau de motivação e entusiasmo.

CULMINÂNCIA:

Exposição dos trabalhos produzidos pelas crianças;

Exposição de fotos;

Arrecadação de brinquedos para a festa junina.

Arrecadação de brinquedos em bom estado para serem doados em outubro


(dia das crianças).

Dia do brinquedo ou brincadeira com o responsável.


PROJETO BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS
INTRODUÇÃO:
Ao brincar, a criança vai estimulando a aprendizagem, a aquisição
de conhecimentos, a criatividade, a imaginação, a socialização, a coordenação
motora, bem como diversas habilidades importantes para o seu
desenvolvimento. O brincar, além de ser um direito de todas as crianças (ECA -
artigo 16), é uma forma de expressão dos seus pensamentos e sentimentos.

A criança brinca por necessidade e ao brincar aprimora seus


sentidos e seus movimentos; vai conhecendo como são e para que servem os
objetos e brinquedos; desenvolve sua linguagem e seu pensamento; aprende e
compreende as atividades, os costumes dos adultos e as relações entre as
pessoas.

Entende ser o brincar uma necessidade para o desenvolvimento


infantil. Por outro lado, observa-se que as transformações da sociedade,
principalmente nas grandes cidades, estão diminuindo as oportunidades que as
crianças têm de brincar: a televisão ocupa um tempo cada vez maior nas
atividades delas, a necessidade de mães e pais se ausentarem para o trabalho
por um longo período impedindo que convivam e brinquem mais com seus
filhos e filhas; a insegurança nas ruas que impedem o brincar em calçadas,
praças e parques; as moradias das famílias, em especial das mais pobres,
cada vez menores, são alguns dos motivos que diminuem as oportunidades
para as brincadeiras seja em casa e também, em especial, junto com outras
crianças.

A Creche Metodista incentiva o brincar que tem como


característica a livre escolha da criança, porque entende que é por meio de
escolhas que a criança pode ir aprendendo a exercitar sua autonomia, ou seja,
aprender a fazer as coisas por conta própria, julgar o que gosta ou não gosta
de fazer. A brincadeira, sendo o momento em que quem comanda a atividade é
a criança e não o adulto, é uma oportunidade fundamental para que a criança
aprenda a fazer escolhas, a tomar decisões, libere e controle emoções,
exercite seu corpo, estimule sua imaginação e criatividade.
A melhor parte de ser criança é poder brincar à vontade. Mas você já parou
para pensar que brinquedos simples como uma bola nem sempre existiram?
Imagine como era a infância das crianças antes destas maravilhas serem
inventadas!

Saiba que existem brinquedos tão antigos quanto o próprio homem. As


crianças das cavernas provavelmente já se divertiam com gravetos, pedras e o
que tivessem à mão.

Alguns brinquedos que você tem no seu armário existem há milhares de


anos. Outros foram inventados recentemente. Mas também existem brinquedos
muito populares em outros países e que a gente quase não conhece no Brasil.
O importante de se desenvolver esse projeto é que, através dele o
professor consegue trabalhar alguns conflitos do dia-a-dia dos alunos, bem
como buscar as soluções para os mesmos, procurando encontrar respostas
para aquilo que não está bem.

JUSTIFICATIVA
A escola tem a missão de transmitir os conhecimentos produzidos pelo
homem, sejam eles científicos ou artísticos.

Proporcionar as crianças momentos de convivência saudável, amiga,


criativa e construtiva; pois através da brincadeira a criança atribui sentido ao
seu mundo, se apropria de conhecimentos que a ajudarão a agir sobre o meio
em que ela se encontra.

OBJETIVOS DO TRABALHO:

☺ Aumentar o repertório de brincadeiras infantil,


☺ Participar de situações de socialização,
☺ Participar de jogos que sejam trabalhadas regras em grupo,
☺ Construção de brinquedos com sucatas,
☺ Registrar de diferentes formas o brincar.

OBJETIVOS DIDÁTICOS:
Este projeto tem como objetivo aumentar o interesse pelo brincar E
para isso pretende:
☺ Promover a defesa do direito da criança de brincar;
☺ Incentivar o brincar que dá oportunidade à criança de escolher livremente o
como e com quem quer brincar;
☺ Criar oportunidades para o resgate de brinquedos e brincadeiras
característicos das diferentes regiões do país;
☺ Estimular a transmissão de valores e cultura da comunidade pela interação
das gerações mais velhas com as mais novas;
☺ Proporcionar momentos agradáveis e de prazer;
☺ Criar laços de amizade;
☺ Desenvolver a sensibilidade, o raciocínio lógico, a expressão corporal, a
capacidade de concentração, a memória, a inteligência , o cuidado, o capricho
e a criatividade;
☺ Estimular o trabalho em grupo;
☺ Incentivar o trabalho em equipe;
☺ Promover o hábito de brincar.
☺ Ampliar as possibilidades expressivas nas brincadeiras, jogos e demais
situações de interação.
☺ Explorar e identificar elementos da musica para se expressar, interagir com
outros.
☺ Produzir trabalhos de arte utilizando a linguagem do desenho, da pintura, da
colagem e da construção.
☺ Participar de variadas situações de comunicação oral.
☺ Participar de diversas situações de intercambio social.
☺ Estabelecer algumas relações entre o modo de vida característico de seu
grupo social e de outros grupos.

PÚBLICO ALVO:
As atividades serão desenvolvidas com os alunos da Educação Infantil
do 3º e 4º período.
PROFESSORES ENVOLVIDOS NO PROJETO:

Estarão envolvidos no projeto todos os professores


dos períodos acima relatadas, esperando- se de cada profissional o
desenvolvimento dos objetivos propostos pelo projeto.

CONTEÚDOS:

♥ Movimento:
· Utilização expressiva intencional do movimento nas situações cotidianas e em
suas brincadeiras.
· Percepção de estruturas rítmicas para expressar – se corporalmente por meio
de brincadeiras.

♥ Natureza e Sociedade:
· Participação em brincadeiras, jogos e canções que digam respeito às
tradições culturais de sua comunidade e de outros grupos.

♥ Música:
· Participação em situações que integrem músicas, canções e movimentos
corporais.

♥ Artes:
· Exploração dos espaços bidimensionais e tridimensionais na realização de
seus projetos artísticos.
· Exploração e utilização de alguns procedimentos necessários para
construção.

♥ Linguagem Oral e Escrita:


· Uso da linguagem oral para conversar e brincar.
· Observação e manuseio de materiais impressos como livro e revistas.
· Valorização da leitura como fonte de prazer e entretenimento.
· Participação em situações cotidianas nas quais se faz necessário o uso da
escrita.

ORIENTAÇÕES DIDÁTICAS:

☺ Pesquisa junto às famílias sobre as brincadeiras da infância.


☺ Pesquisa em livros e na internet sobre a origem de alguns dos brinquedos e
brincadeiras.
☺ Selecionar alguns brinquedos que possam ser construídos pelas
crianças.(bilboquê, vai e vem, , cavalo de pau, quebra- cabeça, jogo da
memória e outros.).
☺ Coletar algumas sucatas para confecção dos brinquedos.

ETAPAS DO TRABALHO:

☺ Rodas de conversa (Quais os brinquedos preferidos?).


☺ Listar os brinquedos em cartaz.
☺ Roda de conversa (Qual a brincadeira preferida?).
☺ Listar as brincadeiras e escolher algumas para brincar.
☺ Pesquisar junto com as famílias sobre as brincadeiras e brinquedos do seu
tempo de infância.
☺ Ler as pesquisas para as crianças e junto com as crianças selecionar
algumas para brincamos.
☺ Propor para que as crianças desenhem algumas brincadeiras.
☺ Proporcionar oportunidade para que as crianças conheçam algumas
brincadeiras e brinquedos;
☺ . Confeccionar alguns brinquedos e jogos de sucata.
☺ Escrever junto com as crianças regras de algumas brincadeiras (texto
coletivo).

PRODUTO FINAL:
Exposição para os pais dos desenhos, pinturas e brinquedos
confeccionados.

DESENVOLVIMENTO E ESTRATÉGIAS:
As atividades terão início na última semana de agosto e serão divididos
por semanas.
Os professores terão plena liberdade de adequar as atividades, visando
a idade da sua turma. Examinando as atividades com atenção antes de
preparar sua programação anual e fazendo o seu planejamento de acordo com,
as necessidades dos seus alunos e condições da escola. Deverá ser feita
interdisciplinaridade sempre que possível.
Poderá ser usado jogos e brinquedos industrializados ou confeccionados
manualmente e usar muita criatividade.
Poderá ser confeccionado diversos jogos e brinquedos utilizando materiais
recicláveis.

 RESULTADOS ESPERADOS- METAS:


São resultados esperados desenvolver a capacidade crítica, observadora e o
interesse pelos jogos, brinquedos e brincadeiras.

 AVALIAÇÃO:
A avaliação dos alunos será feita através de observação durante todo o processo
do projeto.
A avaliação do projeto será feita ao seu término com todos os profissionais
envolvidos, para que assim possamos rever passo a passo todas as ações e solucionar
todos os entraves que possam ter ocorrido.
 CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO:
O cronograma de execução deverá ser desenvolvido por cada período escolar de
acordo com as suas perspectivas de trabalho para o ano letivo em curso.

 EDUCAÇÃO INFANTIL

SEMANA: BRINQUEDO OU BRINCADEIRA

22/08 à 26/08 - Conversa sobre as brincadeiras e os


jogos conhecidos.
- Enviar para casa a pesquisa.
- Conversar com os alunos sobre a
pesquisa realizada em casa.
- Confeccionar um cartaz com os
brinquedos e brincadeiras mais
conhecidos.
- leitura das curiosidades sobre os
brinquedos (texto anexo do projeto)

29/08 à 02/09 - Quebra- cabeça


- Roda
- Passa anel

05/09 à 09/09 - Dominó


- Pula corda
- Batatinha frita

12/09 à 16/09 - Memória


- Bobinho
- Morto- vivo

19/09 à 23/09 - Boliche


- Cabo de Guerra
- Telefone sem fio

26/09 à 30/09 - Estátua


- Adoleta/ Babalú/ Popeye
- Casinha
03/10 à 07/10 - Macaco mandou
- Amarelinha
- Cavalo de pau

10/10 à 14/10 - Cabra- cega


- Dança das cadeiras
- Pião

17/10 à 21/10 - Batata- quente


- Chicotinho queimado
- Trilha

24/10 à 28/10 - Peteca


- Elástico
- Ioiô

31/10 à 04/11 - Bola


- Bambolê
- Pique (Altinho/ esconde/...)

07/11 à 11/11 - Bilboquê


- Vai e vem
- Mímica

14/11 à 18/11 - Circuito

21/11 à 25/11 - Lego


- Acertar a lata

28/11 à 04/12 - Dança da laranja


- Espelho

 CURIOSIDADES (texto anexo):

Saiba quando, onde e como foram inventados alguns dos brinquedos mais populares de
hoje:
Autorama: o brinquedo foi inventado na Inglaterra em 1956. Na versão profissional, os
carros andam numa pista de 48 metros de comprimento. No autorama amador, vendido
em lojas, a pista é feita de peças de plástico que se encaixam. O brinquedo chegou ao
Brasil em 1963.

Bonecas: elas são muito antigas. Surgiram como figuras que eram adoradas como
deusas, há 40 mil anos. Mas só muito tempo depois, no Egito de 5 mil anos atrás, se
transformaram em brinquedo. A primeira fábrica de bonecas surgiu na Alemanha em
1413. Barbie, a boneca mais famosa do mundo, foi criada em 1959.
Ursos de pelúcia: eles foram inventados no século 19. Nos EUA, são conhecidos como
"teddy-bear" por um motivo curioso: o presidente americano Theodore Roosevelt se
recusou a participar de uma caçada de ursos em 1902. Um fabricante de ursinhos de
pelúcia decidiu batizá-los de 'teddy-bear' em homenagem a Roosevelt (Teddy é apelido
de Theodore).
Bicicleta: no século 15, o artista Leonardo da Vinci já brincava de desenhar projetos de
bicicletas. Mas a bicicleta só foi popularizada em 1790, pelo conde francês Sivrac.
Nesta época, era feita de madeira, não tinha correntes ou pedais e era embalada pelos
pés. Só depois de mais de cem anos as 'bikes' ganharam pneus e correntes.
Skate: a história deste brinquedo radical começou na Califórnia, no final dos anos 30,
quando os surfistas decidiram levar suas pranchas para as ruas. Para fazer isso,
colocaram quatro rodas sob uma tábua de madeira e saíram surfando pelo asfalto! A
primeira fábrica de skates surgiu em 1958.

Bambolê: foi criado no Egito há três mil anos. Nesta época, era feito com fios secos de
parreira (o pé de uva). As crianças egípcias imitavam com os bambolês as artistas que
dançavam com aros em torno do corpo. O bambolê de plástico colorido, como
conhecemos, surgiu nos EUA em 1958.
Bola: a bola é um dos brinquedos mais antigos que existem. Há 6.500 anos já eram
feitas bolas de fibra de bambu no Japão e de pêlos de animais na China. Romanos e
gregos usavam bexiga de boi para confeccionar suas bolas, ugh! No Brasil, a bola mais
popular é sem dúvida a de futebol, que chegou por aqui em 1894, trazida pelo inglês
Charles Miller. E você sabia que a bola de futebol branca foi inventada por um
brasileiro? Joaquim Simão teve essa idéia em 1935, para que os jogadores pudessem
enxergar a pelota à noite.

Jogos de tabuleiro: eles foram criados por sábios e conselheiros antigos, que "liam" as
respostas em peças marcadas. O jogo mais antigo de que se tem notícia tinha sete peças
e usava dados, mas ninguém conhece suas regras. Sabe-se que até os faraós egípcios
adoravam jogos de tabuleiro, há 4.300 anos.
Futebol de botão: foi inventado pelo carioca Geraldo Décourt, em 1930. Ele começou
usando botões de cueca para jogar (sim, naquela época, as cuecas tinham botões).
Depois, passou a usar os botões da calça do uniforme escolar, o que fez o jogo ser
proibido na sua escola, porque os alunos estavam acabando com seus botões!
Lego: foi criado na Dinamarca em 1949, por um marceneiro chamado Olé Kirk
Chirstiansen. Você sabia que com seis tijolinhos de lego é possível fazer 102.981.500
combinações diferentes? Existem parques feitos de Lego na Dinamarca, Inglaterra e
Estados Unidos, chamados 'Legoland'.

Playmobil: os bonequinhos foram criados em 1974, na Alemanha. Desde então,


Playmobil já assumiu diversas formas: índio, astronauta, cavaleiro medieval,
bombeiro...

Videogame: esta história começa em 1968, quando um engenheiro americano lançou o


Odyssey 100, primeiro console do mundo. No Brasil, o videogame estreou com o
Telejogo, em 1977. A nova geração dos videogames, que se integram à internet,
apareceu em 1998 com o Dreamcast.
Tamagotchi: os amiguinhos de estimação virtuais foram inventadas por uma japonesa e
demoraram dois anos para ficarem prontos. Eles foram lançados em 1996 e este ano
ganharam nova versão, que possibilita que um bichinho interaja com outro.

Saiba como se divertem as crianças de outros países:


Japão: o jô-quem-pô é muito popular neste país. As crianças brincam como aqui,
fazendo gestos que representam papel, pedra ou tesoura. A diferença é que lá do outro
lado do mundo elas gritam "jan-ken-pon!".
Alemanha: uma brincadeira que é muito popular entre as crianças alemãs parece-se
com o nosso esconde-esconde, mas ao avesso. Neste jogo, apenas uma criança se
esconde e todas as outras procuram. Quem encontra a criança escondida fica junto com
ela no esconderijo, que vai se enchendo até sobrar uma só criança, que será a próxima a
se esconder.
Itália: no jogo "mora", duas pessoas escondem as mãos atrás das costas e ficam de
frente uma pra outra. Elas devem escolher uma quantidade de dedos para mostrar, ao
mesmo tempo em que tentam imaginar quanto daria a soma de seus dedos com os do
outro jogador. Juntas, mostram os dedos e gritam o número que pensam que é a soma.
Quem acertar, vence.
Egito: em uma brincadeira típica deste país, as crianças formam um círculo. Alguém
inicia o jogo provocando o companheiro do lado com cócegas, caretas, mímicas... Como
num telefone sem fio, os participantes vão provocando quem está ao seu lado, e assim
por diante. Quem fizer barulho, perde o jogo e deve sair do círculo, até sobrar apenas o
vencedor.
Taiwan: num dos jogos preferidos das crianças deste país, a primeira coisa a fazer é
escolher quem é a galinha, a águia e os pintinhos. A águia deve tentar pegar os
pintinhos, enquanto a galinha tenta defendê-los. O primeiro pintinho que for apanhado
vira a águia na próxima rodada.
Colômbia: as crianças gostam de uma brincadeira que também temos aqui. Alguém
joga a bola para o alto e grita o nome de outra criança. Esta deve tentar agarrar a bola o
mais rápido possível, enquanto o resto da garotada sai correndo. Assim que estiver com
a bola nas mãos, a criança grita "Pare!", e as outras devem parar de correr. Aí a que está
com a bola dá três passos até a criança mais próxima e tenta acertá-la.

 BIBLIOGRAFIA
 http://criancas.uol.com.br/especiais/ult2631u2.jhtm

 A Pastoral da Criança -Livro Brinquedos e


Brincadeiras na Comunidade
 http://alfabetizandocommonicaeturma.blogspot.com/2010/01/alfabeto-de-
brinquedos-e-brincadeiras.html
 http://pragentemiuda.blogspot.com/2010/09/projeto-brinquedos-e-
brincadeiras.html
 http://www.sabernarede.com.br/projetos/projeto-brinquedos-e-brincadeiras-de-
ontem-e-hoje

. Cristina Von. A História do Brinquedo. Editora Alegro


______________________________________________________________________
__________
Atividade de pesquisa para ser enviada e preenchida pelos responsáveis:
PROJETO: BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS
“ Brincar com crianças, não é perder tempo, é
ganhá-lo; se é triste ver meninos sem escolas ,mas
triste ainda é vê-los sentados sem ar, com
exercícios estéreis sem valor para a formação do
homem”

Carlos Drummond de Andrade


Estaremos trabalhando neste bimestre este projeto que irá resgatar os brinquedos e as
brincadeiras antigas e proporcionar aos nossos alunos conhecer brincadeiras novas.
Pedimos a ajuda dos responsáveis, escrevendo o nome dos brinquedos e das
brincadeiras que vocês brincavam quando eram crianças.

PROJETO BRINCADEIRAS DE CRIANÇA


Este projeto foi realizado com crianças entre 3 e 4 anos do nível II, na instituição onde
trabalho. Resolvi compartilhar pois, além de um rico material para o trabalho com a
linguagem artística, também e principalmente, visa resgatar a importância da
brincadeira para a primeira infância. Assim, compartilharei aqui algumas fotos,
ilustrações feitas pelas crianças, além de uma parte do projeto desenvolvido.
Quero de imediato agradecer ao artista plástico Ivan Cruz e sua filha Ludmila Guerra,
pela participação durante o desenvolvimento do projeto, através do envio da música e de
um vídeo produzido pelo artista. Aproveito para deixar aqui o site onde podemos
encontrar as obras e diversos materiais de Ivan
Cruz: www.brincadeirasdecrianca.com.br .

PROJETO BRINCADEIRAS DE CRIANÇA


Profª Maria Mara M. Rodrigues

I – APRESENTAÇÃO
O Projeto “Brincadeiras de Criança” será desenvolvido no Centro de Educação Infantil
XXXXXX, localizado na cidade de Campo Grande-MS.
Com início previsto para a segunda quinzena de fevereiro, o referido projeto terá como
público alvo as crianças de 3 e 4 anos de idade, matriculadas nesta instituição de
educação infantil.
II – JUSTIFICATIVA
Atualmente, ao falarmos de criança logo nos vêm à mente a palavra BRINCAR. Isto
porque, sabemos que é através das brincadeiras que a criança entra no mundo dos
adultos, não de forma imediata, mas simbólica, amadurecendo assim seu pensamento,
seus movimentos, sua interação com os objetos e com o meio em que vive.
Brincar é uma das atividades fundamentais para o desenvolvimento da identidade e da
autonomia. O fato da criança, desde muito cedo, poder se comunicar por meio de gestos,
sons, e mais tarde representar determinado papel na brincadeira faz com que ela
desenvolva sua imaginação.
Propor às crianças um jeito diferente de brincar, resgatando, conhecendo e valorizando
brincadeiras infantis antigas possibilitando momentos que desenvolvam suas
habilidades cognitivas, seu potencial de reflexão e de construção do conhecimento, é de
fundamental importância, pois é com o lúdico que ela experimenta a vida, resolve
problemas e desenvolve a sua socialização.
Neste sentido, o presente projeto ganha força, pois busca resgatar a importância das
brincadeiras, utilizando para este fim o trabalho com obras do artista plástico Ivan Cruz,
que expressa através de pinturas, as brincadeiras que vivenciou em seus momentos de
infância. Suas obras servirão como convite para novas brincadeiras a serem
desenvolvidas na instituição.

III – OBJETIVOS:
O objetivo principal do projeto é valorizar o gosto pelo brincar, mergulhando na magia
dos brinquedos e brincadeiras de antigamente. Essa viagem, certamente, trará momentos
agradáveis de diversão e de alegria. Além disto, outros grandes objetivos nortearão este
projeto, sendo eles:
Desenvolver a expressão oral e corporal, a coordenação motora, a percepção auditiva e
visual da criança;
Reconhecer a importância dos brinquedos e brincadeiras, como elementos da cultura
local;
romover a socialização e interação afetiva entre as crianças;
Incentivar a vivência de valores como: cooperação, respeito, justiça, solidariedade,
auto-estima;
eforçar a importância do brincar;
Explorar movimentos com o corpo, promovendo o desenvolvimento da motricidade
ampla, equilíbrio e lateralidade;
Conhecer a biografia do artista Ivan Cruz e algumas de suas obras de arte;
IV – DESENVOLVIMENTO
O projeto será norteado pelas obras do artista plástico Ivan Cruz, onde serão
apresentados às crianças alguns trabalhos que fazem parte da série “Brincadeiras de
Criança”, em que, como o próprio tema sugere, o artista retrata através de pinturas,
diversas brincadeiras infantis.
O trabalho será desenvolvido da seguinte forma:
Organização do planejamento, garantindo um horário específico na semana, para que
seja desenvolvido o projeto;
Roda de conversa e apreciação, visando conhecer o artista plástico e suas obras;
Organização de espaço e tempo para a realização das brincadeiras;
Releitura das obras de arte;
Momentos de diálogo, onde as crianças poderão expressar suas opiniões acerca das
brincadeiras realizadas;
Registro fotográfico das vivências do projeto, etc.
Manter um diálogo com o artista, através de cartas e e-mails, visando a aproximação das
crianças com o mesmo.
V - AVALIAÇÃO
A avaliação visará entender o processo de cada criança e a significação que cada
brincadeira comporta. A observação do grupo, além de diária e constante, deverá fazer
parte de uma atitude sistemática do professor dentro do seu espaço de trabalho.
Portanto, a avaliação ocorrerá no decorrer do projeto, buscando identificar se os
objetivos traçados foram alcançados.

VI – CULMINÂNCIA
O encerramento do projeto está previsto para a semana do brincar, que ocorrerá no final
do mês de maio do corrente ano.
Na oportunidade, serão expostos os trabalhos desenvolvidos durante o projeto, bem
como os registros fotográficos das brincadeiras vivenciadas pelas crianças, através da
organização de uma exposição de arte.

VII - REFERÊNCIAS

Sites consultados:
http://www.brincadeirasdecriança.com.br/biografia.htm
http://andreasavoia.blogspot.com/2009/07/ivancruz.html
PROJETO BRINCADEIRAS DE CRIANÇA

Este projeto foi realizado com crianças entre 3 e 4 anos do nível II, na instituição onde
trabalho. Resolvi compartilhar pois, além de um rico material para o trabalho com a
linguagem artística, também e principalmente, visa resgatar a importância da
brincadeira para a primeira infância. Assim, compartilharei aqui algumas fotos,
ilustrações feitas pelas crianças, além de uma parte do projeto desenvolvido.

Quero de imediato agradecer ao artista plástico Ivan Cruz e sua filha Ludmila Guerra,
pela participação durante o desenvolvimento do projeto, através do envio da música e de
um vídeo produzido pelo artista. Aproveito para deixar aqui o site onde podemos
encontrar as obras e diversos materiais de Ivan
Cruz: www.brincadeirasdecrianca.com.br .

PROJETO BRINCADEIRAS DE CRIANÇA


Profª Maria Mara M. Rodrigues

I – APRESENTAÇÃO

O Projeto “Brincadeiras de Criança” será desenvolvido no Centro de Educação Infantil


XXXXXX, localizado na cidade de Campo Grande-MS.
Com início previsto para a segunda quinzena de fevereiro, o referido projeto terá como
público alvo as crianças de 3 e 4 anos de idade, matriculadas nesta instituição de
educação infantil.

II – JUSTIFICATIVA

Atualmente, ao falarmos de criança logo nos vêm à mente a palavra BRINCAR. Isto
porque, sabemos que é através das brincadeiras que a criança entra no mundo dos
adultos, não de forma imediata, mas simbólica, amadurecendo assim seu pensamento,
seus movimentos, sua interação com os objetos e com o meio em que vive.
Brincar é uma das atividades fundamentais para o desenvolvimento da identidade e da
autonomia. O fato da criança, desde muito cedo, poder se comunicar por meio de gestos,
sons, e mais tarde representar determinado papel na brincadeira faz com que ela
desenvolva sua imaginação.
Propor às crianças um jeito diferente de brincar, resgatando, conhecendo e valorizando
brincadeiras infantis antigas possibilitando momentos que desenvolvam suas
habilidades cognitivas, seu potencial de reflexão e de construção do conhecimento, é de
fundamental importância, pois é com o lúdico que ela experimenta a vida, resolve
problemas e desenvolve a sua socialização.
Neste sentido, o presente projeto ganha força, pois busca resgatar a importância das
brincadeiras, utilizando para este fim o trabalho com obras do artista plástico Ivan Cruz,
que expressa através de pinturas, as brincadeiras que vivenciou em seus momentos de
infância. Suas obras servirão como convite para novas brincadeiras a serem
desenvolvidas na instituição.

III – OBJETIVOS:
O objetivo principal do projeto é valorizar o gosto pelo brincar, mergulhando na magia
dos brinquedos e brincadeiras de antigamente. Essa viagem, certamente, trará momentos
agradáveis de diversão e de alegria. Além disto, outros grandes objetivos nortearão este
projeto, sendo eles:
Desenvolver a expressão oral e corporal, a coordenação motora, a percepção auditiva e
visual da criança;
Reconhecer a importância dos brinquedos e brincadeiras, como elementos da cultura
local;
romover a socialização e interação afetiva entre as crianças;
Incentivar a vivência de valores como: cooperação, respeito, justiça, solidariedade,
auto-estima;
eforçar a importância do brincar;
Explorar movimentos com o corpo, promovendo o desenvolvimento da motricidade
ampla, equilíbrio e lateralidade;
Conhecer a biografia do artista Ivan Cruz e algumas de suas obras de arte;
IV – DESENVOLVIMENTO

O projeto será norteado pelas obras do artista plástico Ivan Cruz, onde serão
apresentados às crianças alguns trabalhos que fazem parte da série “Brincadeiras de
Criança”, em que, como o próprio tema sugere, o artista retrata através de pinturas,
diversas brincadeiras infantis.
O trabalho será desenvolvido da seguinte forma:
Organização do planejamento, garantindo um horário específico na semana, para que
seja desenvolvido o projeto;
Roda de conversa e apreciação, visando conhecer o artista plástico e suas obras;
Organização de espaço e tempo para a realização das brincadeiras;
Releitura das obras de arte;
Momentos de diálogo, onde as crianças poderão expressar suas opiniões acerca das
brincadeiras realizadas;
Registro fotográfico das vivências do projeto, etc.
Manter um diálogo com o artista, através de cartas e e-mails, visando a aproximação das
crianças com o mesmo.
V - AVALIAÇÃO
A avaliação visará entender o processo de cada criança e a significação que cada
brincadeira comporta. A observação do grupo, além de diária e constante, deverá fazer
parte de uma atitude sistemática do professor dentro do seu espaço de trabalho.
Portanto, a avaliação ocorrerá no decorrer do projeto, buscando identificar se os
objetivos traçados foram alcançados.

VI – CULMINÂNCIA
O encerramento do projeto está previsto para a semana do brincar, que ocorrerá no final
do mês de maio do corrente ano.
Na oportunidade, serão expostos os trabalhos desenvolvidos durante o projeto, bem
como os registros fotográficos das brincadeiras vivenciadas pelas crianças, através da
organização de uma exposição de arte.

VII - REFERÊNCIAS

Sites consultados:
http://www.brincadeirasdecriança.com.br/biografia.htm
http://andreasavoia.blogspot.com/2009/07/ivancruz.html
Projeto: Aprendendo Brincando
Berçário I
Faixa-etária: Todos nascidos em 2010.
CEI Indireta Penha

Introdução: Na època que antecede a sociedade industrial o Período da Infância


limitava-se apenas quando ela necessitava dos cuidados básicos essenciais à sua
sobrevivência. Tendo suas condições físicas garantidas, a criança passava então a
dividir o mesmo espaço social com o adulto, entre jogos e brincadeiras sob o pretexto
de uma melhor socialização.
Durante muito tempo o brincar foi visto apenas como uma recreação. É com esse
pensamento que o romantismo considera que a criança é um ser rico em pureza e dessa
forma a brincadeira passa a ter o papel de resgatar a inocência perdida.
No Brasil na decada de 70, a educação brasileira sofreu influências do movimento da
Escola Nova. Atualmente, com esta visão, a brincadeira faz parte do currículo escolar.
Este projeto quer reconhecer e compreender o ato de brincar, como uma prática social,
buscando conhecer a história da brincadeira e sua perspectiva sócio-cultural.
A brincadeira infantil é uma experiência livre e deve ser vinculada da melhor forma
possível, pois é através dela que a criança desperta suas habilidades mais precisas para
um bom desenvolvimento que a conduzirá durante toda a sua vida.
Justificativas: O projeto "Aprendendo Brincando", surgiu diante da leitura que
realizamos do grupo e de cada criança, observando e prestando muita atenção ao modo
como as crianaçs agem e suas multiplas linguagens, ou seja, o movimento das mãos,
o sorriso, o choro, os brinquedos preferidos, a maneira de manusea-las, suas descobertas
e disputas.
Durante o Período de Adaptação, percebemos o grande interesse da turma pelos
brinquedos, na exploração dos espaços, exigindo dinâmicas de buscar habilidades, de
conhecer e criar situações do dia-dia.
Toda brincadeira tem uma trilha sonora, parte fundamental para estimular a
criatividade,os combinados e as regras das brincadeiras, portanto também iremos
trabalhar músicas infantis, estimulando os movimentos corporais e a expressão facial.
Esta rica experiência encanta, fascina e desafia as crianças que aos poucos entre eles
vão criando vínculos afetivos.
Objetivos Gerais: Estimular as crianças mostrando outros tipos de brincadeiras,
ampliando os conhecimentos no mundo lúdico.

Objetivos específicos:
Adquirir novos conhecimentos e habilidades;
Promover a socialização e o respeito mútuo;
Despertar a fantasia e a imaginação;

Cronogramas de atividades:
Brincadeiras de roda: lencinho branco, passa anel, batate-quente e outros;
Brincadeiras cooperativas: dança das cadeiras, casinha, esconde-esconde,
bola na boca do palhaço, acertar o cestos e outros;
Confecção de instrumentos musicais e brinquedos com sucatas;
Brincadeiras com bolinhas de sabão;
Eploração várias objetivos como: bexiga, bola, tecidos, sucatas e brinquedos;
Exploração da "Geleca"(gelatina, mingau, outros);
Experimentação de massinhas caseiras, gizão de cera e outros;
Cantinhos da sala: cantinho de leitura, cantinho de música, cantinho de revistas;
Brincando com as historias: consturção de historia através de objetos diversos (copos,
mamadeiras, canetas, berço e outros objetos da sala e do CEI;

Participação das familias no projeto"Aprendendo e Brincando"


Convidaremos os pais e responsáveis a participarem de brincadeiras na sala de aula(dia
de reunião de pais), juntamente com a turma do Berçário I.Os pais deverão trazer por
escrito ou desenhado, as brincadeiras que mais gostavam na sua infância.
Através de um questionário os pais responderão perguntas como: O que você sentiu ao
participar deste momento lúdico com as crianças? O que você acha que essa brincadeira
acrescenta no desenvolvimento do seu filho(a)? e outras perguntas;

Atividade com as familias:


Reunião com os pais no CEI Indireta Penha.
Acolhimento dos pais(músicas de brincadeiras);
Explicação do Projeto "Aprendendo Brincando": Justificativas; Objetivos; Ações e
Participações de todos;
Dinâmica: pintura do tecido para o cantinho de descanso;
DVD: Filminho das atividades feitas pelas crianças na rotina do CEI;
Avaliação para as Famílias sobre aquele momento;

Reunião com os pais no CEI Indireta Penha: "Atividade de Encerramento"


Acolhimento dos pais(músicas Instrumentais)
Video: A Rotina do Berçário I;
Entrega do porta retrato das crianças com a avaliação do ano de cada criança;
Confecção de uma flor, onde o miolo terá uma pergunta: O que o projeto "Aprendendo
e Brincando" acrescentou na vida de seu filho(a)?( cada pétala será a resposta dos pais);
Leitura: texto "Pais Brilhantes" Autor: Augusto Cury;
Apresentação das crianças: todos vestidos do brinquedo que mais gostam dançarão uma
música;

Resultados esperados: Esperamos que o nosso Projeto possa propiciar situações de


aprendizagens orientadas de forma integrada e contribuir para o desenvolvimento das
capacidades infantis, respeitando a si mesmo e ao próximo. Apropriação de
conhecimentos das potencialidades corporais, afetivas e cognitivas.

Avaliação: A avaliação deverá ser pautada por uma postura de respeito a criança, ao
seu ritmo de desenvolvimento, a sua origem social e cultural, as suas relações e vinculos
afetivos, as suas idéias, desejos e expectativas. A avaliação ocorrerá através da
observação e registros.

Referências Bibliograficas:
Orientaçoes curriculares: expectativas de aprendizagens e Orientação Didáticas para
Educação Infantil
http://www.colmagni.com.br/babyoz/informativo/brincar;
http://www.escolinhaeducar.com.br/projetonivel1;
Moyles, Janet; Só Brincar? Papel do Brincar na Educação Infantil;

Projeto elaborado pelas Professoras :


Profª: Ivonete Tenorio
Profª:Margarete Alves Santos
Profª:Maria Elaine Ramos
Profª:Sandra Sousa
Coordenadora Pedagógica: Kátia Regina de Sá
Diretora: Olga Maria Coimbra
Projeto: Aprendendo Brincando
Berçário I
Faixa-etária: Todos nascidos em 2010.
CEI Indireta Penha

Introdução: Na època que antecede a sociedade industrial o Período da Infância


limitava-se apenas quando ela necessitava dos cuidados básicos essenciais à sua
sobrevivência. Tendo suas condições físicas garantidas, a criança passava então a
dividir o mesmo espaço social com o adulto, entre jogos e brincadeiras sob o pretexto
de uma melhor socialização.
Durante muito tempo o brincar foi visto apenas como uma recreação. É com esse
pensamento que o romantismo considera que a criança é um ser rico em pureza e dessa
forma a brincadeira passa a ter o papel de resgatar a inocência perdida.
No Brasil na decada de 70, a educação brasileira sofreu influências do movimento da
Escola Nova. Atualmente, com esta visão, a brincadeira faz parte do currículo escolar.
Este projeto quer reconhecer e compreender o ato de brincar, como uma prática social,
buscando conhecer a história da brincadeira e sua perspectiva sócio-cultural.
A brincadeira infantil é uma experiência livre e deve ser vinculada da melhor forma
possível, pois é através dela que a criança desperta suas habilidades mais precisas para
um bom desenvolvimento que a conduzirá durante toda a sua vida.
Justificativas: O projeto "Aprendendo Brincando", surgiu diante da leitura que
realizamos do grupo e de cada criança, observando e prestando muita atenção ao modo
como as crianaçs agem e suas multiplas linguagens, ou seja, o movimento das mãos,
o sorriso, o choro, os brinquedos preferidos, a maneira de manusea-las, suas descobertas
e disputas.
Durante o Período de Adaptação, percebemos o grande interesse da turma pelos
brinquedos, na exploração dos espaços, exigindo dinâmicas de buscar habilidades, de
conhecer e criar situações do dia-dia.
Toda brincadeira tem uma trilha sonora, parte fundamental para estimular a
criatividade,os combinados e as regras das brincadeiras, portanto também iremos
trabalhar músicas infantis, estimulando os movimentos corporais e a expressão facial.
Esta rica experiência encanta, fascina e desafia as crianças que aos poucos entre eles
vão criando vínculos afetivos.
Objetivos Gerais: Estimular as crianças mostrando outros tipos de brincadeiras,
ampliando os conhecimentos no mundo lúdico.

Objetivos específicos:
Adquirir novos conhecimentos e habilidades;
Promover a socialização e o respeito mútuo;
Despertar a fantasia e a imaginação;

Cronogramas de atividades:
Brincadeiras de roda: lencinho branco, passa anel, batate-quente e outros;
Brincadeiras cooperativas: dança das cadeiras, casinha, esconde-esconde,
bola na boca do palhaço, acertar o cestos e outros;
Confecção de instrumentos musicais e brinquedos com sucatas;
Brincadeiras com bolinhas de sabão;
Eploração várias objetivos como: bexiga, bola, tecidos, sucatas e brinquedos;
Exploração da "Geleca"(gelatina, mingau, outros);
Experimentação de massinhas caseiras, gizão de cera e outros;
Cantinhos da sala: cantinho de leitura, cantinho de música, cantinho de revistas;
Brincando com as historias: consturção de historia através de objetos diversos (copos,
mamadeiras, canetas, berço e outros objetos da sala e do CEI;

Participação das familias no projeto"Aprendendo e Brincando"


Convidaremos os pais e responsáveis a participarem de brincadeiras na sala de aula(dia
de reunião de pais), juntamente com a turma do Berçário I.Os pais deverão trazer por
escrito ou desenhado, as brincadeiras que mais gostavam na sua infância.
Através de um questionário os pais responderão perguntas como: O que você sentiu ao
participar deste momento lúdico com as crianças? O que você acha que essa brincadeira
acrescenta no desenvolvimento do seu filho(a)? e outras perguntas;

Atividade com as familias:


Reunião com os pais no CEI Indireta Penha.
Acolhimento dos pais(músicas de brincadeiras);
Explicação do Projeto "Aprendendo Brincando": Justificativas; Objetivos; Ações e
Participações de todos;
Dinâmica: pintura do tecido para o cantinho de descanso;
DVD: Filminho das atividades feitas pelas crianças na rotina do CEI;
Avaliação para as Famílias sobre aquele momento;

Reunião com os pais no CEI Indireta Penha: "Atividade de Encerramento"


Acolhimento dos pais(músicas Instrumentais)
Video: A Rotina do Berçário I;
Entrega do porta retrato das crianças com a avaliação do ano de cada criança;
Confecção de uma flor, onde o miolo terá uma pergunta: O que o projeto "Aprendendo
e Brincando" acrescentou na vida de seu filho(a)?( cada pétala será a resposta dos pais);
Leitura: texto "Pais Brilhantes" Autor: Augusto Cury;
Apresentação das crianças: todos vestidos do brinquedo que mais gostam dançarão uma
música;

Resultados esperados: Esperamos que o nosso Projeto possa propiciar situações de


aprendizagens orientadas de forma integrada e contribuir para o desenvolvimento das
capacidades infantis, respeitando a si mesmo e ao próximo. Apropriação de
conhecimentos das potencialidades corporais, afetivas e cognitivas.

Avaliação: A avaliação deverá ser pautada por uma postura de respeito a criança, ao
seu ritmo de desenvolvimento, a sua origem social e cultural, as suas relações e vinculos
afetivos, as suas idéias, desejos e expectativas. A avaliação ocorrerá através da
observação e registros.

Referências Bibliograficas:
Orientaçoes curriculares: expectativas de aprendizagens e Orientação Didáticas para
Educação Infantil
http://www.colmagni.com.br/babyoz/informativo/brincar;
http://www.escolinhaeducar.com.br/projetonivel1;
Moyles, Janet; Só Brincar? Papel do Brincar na Educação Infantil;

Projeto elaborado pelas Professoras :


Profª: Ivonete Tenorio
Profª:Margarete Alves Santos
Profª:Maria Elaine Ramos
Profª:Sandra Sousa
Coordenadora Pedagógica: Kátia Regina de Sá
Diretora: Olga Maria Coimbra

Você também pode gostar