Você está na página 1de 14

CAPÍTULO 19

Novos Paradigmas da
Administração
Concepções Convencionais Novas Idéias a respeito da
sobre a Administração Administração

•O gerente é a personagem • Todos são gerentes. A


principal do processo administração do grupo de
administrativo. Somente os trabalho pertence ao próprio
gerentes administram. grupo.
• Gerentes coordenam o processo
• Administrar
é “mandar”.
decisório e fornecem as
Gerentes são chefes de
condições para a realização da
subordinados que obedecem.
tarefa dos grupos.
• Administraçãoé um processo
que está sempre presente no
• Administração e gerentes são
trabalho de pessoas e grupos que
sinônimos.
usam recursos e tomam
decisões.
MAXIMIANO /TGA – Fig. 19.1 – Mudança nas concepções sobre a administração.
Premissas
Novos Conceitos
Desatualizadas
• Não há forma única de organizar nada. Há
apenas estruturas, cada uma das quais tem
suas potencialidades e vulnerabilidades e
•Há uma única forma aplicações específicas. A organização não
correta de organizar é um valor absoluto. É apenas uma
uma empresa. ferramenta para fazer as pessoas
trabalharem bem juntas. Cada estrutura
serve para determinadas tarefas, em certas
condições e em certos momentos.
• Administração não é apenas
•Os princípios da
administração de empresas. Quebrar essa
administração aplicam-
distinção é importante porque os setores
se apenas a
que mais crescem nas sociedades
organizações de
desenvolvidas são o governo, as profissões
negócios (empresas
liberais e áreas como saúde e educação,
privadas).
não as organizações de negócios.
MAXIMIANO /TGA – Fig. 19.2 – Algumas idéias de Peter Drucker sobre a mudança de paradigmas.
Premissas
Novos Conceitos
Desatualizadas

Muitas pessoas não são mais
• Há uma única forma de empregados diretos que trabalham em
administrar pessoas,. tempo integral para um único empregador.
Essa forma é o controle Muitas pessoas usam seu conhecimento,
de cima para baixo – não as habilidades manuais, para
centralização. trabalhar. É preciso administrar as
pessoas como se elas fossem sócios da
empresa.

HÁ diversas maneiras de satisfazer às
• Tecnologias, mercados necessidades dos mercados. Aço,
e utilidades são fixos e alumínio e plástico concorrem entre si. Os
dificilmente sobrepõem- computadores começaram como
se. Cada ramo de ferramentas de engenharia e
negócios tem tecnologia armazenagem de dados e hoje afetam o
e mercado específicos. negócio das telecomunicações. Não há
fronteiras tecnológicas.
MAXIMIANO /TGA – Fig. 19.2 – Algumas idéias de Peter Drucker sobre a mudança de paradigmas.
Premissas Desatualizadas Novos Conceitos

• A administração
precisa abranger
• Legalmente, o âmbito da todo processo do qual seus produtos
administração cobre apenas e serviços dependem. Isso inclui
os ativos e os empregados da recursos que estão fora da influência
organização legal dos administradores. Para isso,
é preciso fazer parcerias.

• A tarefada administração é • Asforças que mais afetam a


“tocar a empresa”, em lugar empresa vêm de fora, não de dentro.
de concentrar-se no que A administração deve focalizar o
ocorre fora dela. exterior, não o interior.

MAXIMIANO /TGA – Fig. 19.2 – Algumas idéias de Peter Drucker sobre a mudança de paradigmas.
Premissas Desatualizadas Novos Conceitos

•Motores são feitos em um país,


• As fronteiras nacionais carrocerias em outro, componentes
definem a ecologia da eletrônicos em outro. Administrar
empresa e da administração. uma empresa é administrar uma
rede de fornecedores mundiais.

MAXIMIANO /TGA – Fig. 19.2 – Algumas idéias de Peter Drucker sobre a mudança de paradigmas.
• Originalmente, a reengenharia surgiu da idéia de
que, antes de se informatizar um processo,
devemos redesenhá-lo eliminando suas
deficiências.
Reengenharia • O redesenho de processos e a administração por
processos ganharam vida própria dentro dos
conceitos e técnicas da administração.
• Toda empresa pode ser vista e administrada
como um conjunto de processos mais importantes.

Existem empresas que são modelos de
administração (são os benchmarks).
• Suas práticas São as “melhores práticas do
mercado”.
Benchmarking
• Essas práticas devem ser limitadas
(benchmarking).
• A imitação produz padrões novos e mais
avançados de administração.
MAXIMIANO /TGA – Fig. 19.3 – Três idéias analisadas neste capítulo do livro.
• As
empresas não dependem da proximidade ou
da presença física de pessoas para funcionar.
• As organizações podem ser administradas como
Administração
uma rede de relacionamentos, independentes da
Virtual
presença ou proximidade.
• A tecnologia da informação é a base dos
sistemas de administração.

MAXIMIANO /TGA – Fig. 19.3 – Três idéias analisadas neste capítulo do livro.
Presidência

Recursos
Compras Europa Produção Logística Engenharia
Humanos

A empresa sob a perspectiva da estrutura

Vendas Produção

Fornecedores Suprimento Distribuição Clientes

Recursos Engenharia
Humanos

MAXIMIANO /TGA – Fig. 19.4 – Duas formas de entender a empresa: como uma estrutura hierárquica e como um
conjunto de processos.
•Identificar necessidades do cliente e objetivos do
Etapa 1
processo a ser “reengenheirado”.

Etapa 2 • Mapear e medir o processo atual.

Etapa 3 • Analisar e modificar o processo existente.

Etapa 4 • Fazer o benchmarking para identificar alternativas.

Etapa 5 • Redesenhar o processo.

•Implementar o novo processo e monitorar os


Etapa 6
resultados.

MAXIMIANO /TGA – Fig. 19.5 – Seis etapas de um processo de reengenharia.


Processo antigo

Pedido
Compras Fornecedor
Mercadorias
Recepção de
Cópia do mercadorias
Pedido
Documento
Pagamento Cobrança
de recepção

Contas a
pagar

MAXIMIANO /TGA – Fig. 19.6 – Sistema antigo e sistema novo de compras, após processo de reengenharia.
Processo novo

Pedido
Compras Fornecedor
Mercadorias

Recepção de
mercadorias

Banco de Contas a
Dados pagar

Pagamento

MAXIMIANO /TGA – Fig. 19.6 – Sistema antigo e sistema novo de compras, após processo de reengenharia.
1. Planejamento • Definição das melhores práticas a serem copiadas.

•Coleta, estudo e interpretação dos dados do


2. Análise
benchmark.

3. Integração • Definição das modificações

4. Ação • Implementação.

5. Maturidade • Aprimoramento.

MAXIMIANO /TGA – Fig. 19.7 – Cinco etapas de um projeto benchmarking.


MAXIMIANO /TGA – Fig. 19.8 – Consórcio modular de Resende, RJ (http://autointell.com).