Você está na página 1de 11

ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR MANOEL GENTIL DO

VALE BENTES

________________
DISCIPLINA: FÍSICA
PROFESSOR: TOBIAS MARCELO
TURMA: 1º ANO “A”

NOME DO(S) AUTOR(ES) EM ORDEM ALFABÉTICA

TÍTULO DO TRABALHO:
Subtítulo do Trabalho, se Houver

________________
Satuba
julho / 2013

NOME DO(S) AUTOR(ES) EM ORDEM ALFABÉTICA

TÍTULO DO TRABALHO:
Subtítulo do Trabalho, se Houver

Trabalho escrito solicitado pela


Coordenação da II Mostra Científica como
um dos instrumentos avaliativos do
primeiro semestre.
_________________
Satuba
julho / 2013

SUMÁRIO

1. JUSTIFICATIVA .................................................................................... 03

2. OBJETIVOS (GERAL E ESPECÍFICO) ................................................ 04

3. LEVANTAMENTO DE HIPÓTESES ................................................... 05

4. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA .......................................................... 06

5. PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS ........................................... 07

6. CRONOGRAMA ................................................................................08

7. CONCLUSÃO E CONSIDERAÇÕES FINAIS .................................... 09

8. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS .................................................. 10

9. ANEXOS ............................................................................................ 11

10. APÊNDICES ...................................................................................... 12


3

1. JUSTIFICATIVA
Sua função é destacar a relevância e o porquê de tal pesquisa ser realizada,
apresentando os motivos que a justificam. Ao ser elaborada, a justificativa deve:
 Deixar claro que contribuições se preveem para a compreensão,
intervenção ou solução do problema;
 Articular a relevância intelectual e prática do problema investigado à
experiência do investigador.

2. OBJETIVOS (GERAL E ESPECÍFICO)


Ao formular os objetivos de uma pesquisa deve-se expressar que metas se
almeja alcançar ao término da investigação. Esta definição deve:
 Prever intenções que se situam tanto no plano mais geral quanto no mais
específico;
 Utilizar verbos no infinitivo.

3. LEVANTAMENTO DE HIPÓTESES
São afirmações provisórias a respeito do problema em estudo e sua formulação
constitui uma tentativa de criar respostas prováveis a serem verificadas na
investigação. As hipóteses devem ser:
4

 Elaboradas a partir de observações, resultados de outras pesquisas,


teoria ou mesmo intuição;
 Articuladas entre uma ou mais hipóteses;
 Aplicáveis, formuladas através de conceitos claros teoricamente
fundamentados;
 Específicas, não se baseando em valores morais, mas sim em uma teoria
que sustente as hipóteses.

4. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA
É a definição clara dos pressupostos teóricos, das categorias e conceitos a
serem utilizados, tendo o cuidado de não reescrever a obra dos autores que embasam
a teoria escolhida, atendendo, entre outras, às seguintes características:
 Ser sintético e objetivo;
 Estabelecer um diálogo entre a teoria e o problema ser investigado;
 Ser ético, fazendo as devidas referências aos autores considerados, sem
plágio de seus textos.
5

5. PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS
A metodologia é o caminho percorrido pelos pesquisadores no processo de
elaboração da sua investigação. Dada a existência de vários caminhos, o pesquisador
poderá escolher aquele que melhor corresponde à sua problemática e a seu referencial
teórico.

6. CRONOGRAMA
Sua finalidade é definir o tempo necessário para a realização de cada uma das
etapas propostas para a realização da pesquisa. Em sua elaboração deve-se:
6

 Descrever as atividades a serem realizadas em cada etapa da pesquisa;


 Indicar a duração em termos de meses e/ou ano de cada atividade
prevista.

Meses/Ano 2013

ETAPAS Maio Junho Julho Agosto

Finalização do Projeto de Pesquisa X

Elaboração da Justificativa X

Levantamento dos documentos e leituras X X


necessários relacionados a pesquisa

Redação da definição teórica e conceitual X X

Seleção dos sujeitos a serem observados X


em entrevista

Contatos com os sujeitos observados X

Elaboração dos instrumentos de pesquisa X

Coleta de dados X X

Análise dos dados e redação da parte X


prática-analítica do projeto

Elaboração da redação final do projeto X

Entrega e apresentação do projeto X

7. CONCLUSÕES OU CONSIDERAÇÕES FINAIS


Indicar o que foi alcançado com a pesquisa ou experiência e suas possíveis
aplicações no dia a dia.
Responde-se aos objetivos sem, no entanto, justificá-los.
EXEMPLO:
Observamos que após a construção do trabalho ou realização das experiências
encontramos isso e isso e aquilo e que pode ser empregado no dia a dia da seguinte
forma e que é muito importante
7

8. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
Exemplos de como colocar as referências:

SOBRENOME, Nome do autor. Título da obra. Edição. Cidade: Editora, Ano


de Publicação.

AAKER, David Austin. Criando e administrando marcas de sucesso. São


Paulo: Futura, 1996.

ALVES, Maria Leila. O papel equalizador do regime de colaboração


estado-município na política de alfabetização. 1990. 283 f. Dissertação
(Mestrado em Educação) - Universidade de Campinas, Campinas, 1990.
Disponível em: <http://www.inep.gov.br/cibec/bbe-online/>. Acesso em: 28
set. 2001.

BRASIL. Consolidação das Leis do Trabalho. Texto do Decreto-Lei n.º


5.452, de 1 de maio de 1943, atualizado até a Lei n.º 9.756, de 17 de
dezembro de 1998. 25 ed. atual. e aum. São Paulo: Saraiva, 1999.
8

CARVALHO, Maria Cecília Maringoni de (Org.). Construindo o saber:


metodologia cientifica, fundamentos e técnicas. 5. ed. São Paulo: Papirus,
1995. 175 p.

CURITIBA. Secretaria da Justiça. Relatório de atividades. Curitiba, 2004.

DEMO, Pedro. Metodologia do conhecimento científico. São Paulo: Atlas,


1999.

______. Pesquisa: princípio científico e educativo. 6. ed. São Paulo:


Cortez, 2000.

MAINGUENEAU, Dominique. Elementos de lingüística para o texto


literário. São Paulo: Martins Fontes, 1996.

RAMPAZZO, Lino. Metodologia científica: para alunos dos cursos de


graduação e pós-graduação. São Paulo: Stiliano, 1998.

REIS, José Luís. O marketing personalizado e as tecnologias de


Informação. Lisboa: Centro Atlântico, 2000.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ. Biblioteca Central. Normas para


apresentação de trabalhos. 2. ed. Curitiba: UFPR, 1992. v. 2.

9. ANEXOS
(São figuras, tabelas, gráficos, fotografias obtidas de outras fontes )

ANEXO A – Título do Anexo

ANEXO B – Título do Anexo

10. APÊNDICES

(São figuras, tabelas, gráficos, fotografias feitas ou criadas pelo autor do projeto)
9

APÊNDICE A – Título do Apêndice

APÊNDICE B – Título do Apêndice