Você está na página 1de 4

 Salmo 66

 
    
     

  
Deus se compadeça de nós e nos dê a su - a bên - ção,

      

resplandeça sobre nós a luz do seu ros - to.
Para que se conheçam na terra os seus caminhos
e entre as nações a sua salvação.

Louvem-Vos, ó Deus, os povos,


deêm-Vos glória todas as gentes.

Porque regeis os povos com equidade


e conduzis as nações sobre a terra.
Pode cantar-se o Glória
2 Salmo Responsorial
Refrão
      
S. Cordeiro, SCS

           
Não es - que - çais as o - bras do Se - nhor,
     
             
não es - que - çais as o - bras do Se - nhor.


Salmo 77 (78)

P. M. Luís

    
Escuta, meu povo, a minha ins - tru - ção,
 
    
presta ouvidos às palavras da mi - nha boca.
 
    
Vou falar em forma de pro - vérbio,
 
    
vou revelar os mistérios dos tem - pos an - tigos.

Quando Deus castigava os antigos, eles O procuravam,


tornavam a voltar-se para Ele
e recordavam-se de que Deus era o seu protector,
o Altíssimo o seu redentor.

Eles, porém, enganavam-n'O com a boca


e mentiam-Lhe com a língua;
o seu coração não era sincero,
nem eram fiéis à sua aliança.

Mas Deus, compadecido, perdoava o pecado


e não os exterminava.
Muitas vezes reprimia a sua cólera
e não executava toda a sua ira.
Aleluia.
Nós Vos adoramos e bendizemos, Senhor Jesus Cristo,
que pela vossa santa cruz remistes o mundo.
Antífona de Comunhão 3

 
Assembleia

S. Cordeiro, SCS

          
      
 
Quan -do Eu for le - van - ta - do da ter - ra,
        

 
  
    
    
     
    

a - tra - i - rei tu -do a Mim, diz o Se - nhor.

 Salmo 115 (116)


   


Confiei no Senhor, mesmo quando se:

dis -

    
   

«Sou um homem de todo in - fe - liz».
Na minha perturbação exclamei:
«É falsa toda a segurança dos homens».

Como agradecerei ao Senhor


tudo quanto Ele me deu?
Elevarei o cálice da salvação,
invocando o nome do Senhor.

Cumprirei as minhas promessas ao Senhor


na presença de todo o povo.
É preciosa aos olhos do Senhor
a morte dos seus fiéis.

Senhor, sou vosso servo, filho da vossa serva:


quebrastes as minhas cadeias.
Oferecer-Vos-ei um sacrifício de louvor,
invocando, Senhor, o vosso nome.

Cumprirei as minhas promessas ao Senhor


na presença de todo o povo,
nos átrios da casa do Senhor,
dentro dos teus muros, Jerusalém.
4 Pós - Comunhão
       
Refrão

S. Cordeiro, SCS

             

Nós Vos a - do - ra - mos e ben - di - ze - mos, Se -
    
        
  
nhor Je - sus Cris - to, que pe - la
         
       
  
vos - sa san - ta Cruz re - mis - tes o mun - do.


Salmo 147

   
Glorifica, Jerusalém, o Se - nhor,
 
    

louva, Sião, o teu Deus.
Ele reforçou as tuas portas
e abençoou os teus filhos.
Estabeleceu a paz nas tuas fronteiras
e saciou-te com a flor da farinha.

Envia à terra a sua palavra,


corre veloz a sua mensagem.
Faz cair a neve como lã,
espalha a geada como cinza.

Faz cair o granizo como migalhas de pão


e com o seu frio gelam as águas.
Envia a sua palavra e derrete-as,
faz soprar o vento e correm as águas.

Revelou a sua palavra a Jacob,


suas leis e preceitos a Israel.
Não fez assim com nenhum outro povo,
a nenhum outro manifestou os seus juízos.