Semicondutores: Elementos e Aplicações Nem todos os elementos classificados como semicondutores pela Tabela Periódica dos Elementos, permitem

uma fácil e precisa verificação dessa propriedade; em algum desses elementos a semicondutancia ainda não pode ser determinada com segurança ou, então, a característica não se apresenta estável a temperatura ambiente. Conseqüentemente existe uma família de materiais semicondutores de uso industrial, a família central dos materiais semicondutores é encontrada nos materiais de valencia IV, o primeiro elemento é:

y y

y

Carbono: apesar de apresentar características semicondutoras, o carbono é antes utilizado como condutor em alguns casos, em outros casos, como material resistivo ou como componente capaz de suportar determinadas condições térmicas ou químicas. Germânio: é um dos materiais semicondutores mais antigos; é encontrado em pequenas quantidades em minérios de zinco, pó de carvão e mesmo nas águas do mar, em face disso, a extração do germânio é extremamente difícil e onerosa, é uma substancia dura porem quebradiça não suportando qualquer tipo de esforço mecânico, oxida-se na presença do ar, formando uma finíssima película de oxido, é usado para a fabricação de componentes semicondutores. Silício: é termicamente mais estável do que o germânio, podendo por isso ser usado a temperaturas ambientes de até 150 ° C, permite reduzir a corrente inversa, o que reduz as perdas, fato esse que eleva o rendimento e simplifica os métodos de refrigeração.

O silício é o elemento mais freqüentemente encontrado na natureza, após o hidrogênio, na forma natural, é encontrado nas rochas e em minérios. Aplicações dos Materiais Semicondutores O semicondutor é um material -chave na indústria eletrônica. Os dispositivos que utilizam o semicondutor são hoje utilizados em todo tipo de circuitos. Os dispositivos semicondutores mais comuns são o diodo, o transistor e os dispositivos fotossensíveis, conforme discriminamos abaixo:

y y

y

Diodo semicondutor: é formado pela junção p e n e tem como utilidade básica permitir o fluxo de corrente elétrica apenas em um sentido (o sentido de polarização direta) Transistor: é formado pela inserção de um semicondutor tipo p entre dois semicondutores tipo n ou vice versa. O material do meio é ch amado base e os outros, emissor e coletor. O transistor funciona basicamente como um amplificador de corrente se esta for alta (ligeiramente alta) ou como um interruptor de corrente se esta for próxima de zero. Dispositivos fotossensíveis: dividem -se em Células fotocondutivas: fotoresistores, fotodiodos e fototransistores; e Células fotovoltaicas.

As Células fotocondutivas funcionam da seguinte forma: Quando um fluxo luminoso incide sobre o material semicondutor, os fótons podem fornecer aos elétrons energia suficiente para produzir a ruptura de ligações covalentes. A ação dos fótons ocasiona a produção de par elétron -lacuna, o que provoca um aumento da condutividade do semicondutor. Esse fenômeno é conhecido com o fotocondutividade. Quanto às Células fotovoltaicas, conforme o nome indica, tais células produzem uma tensão elétrica quando submetidas à ação de um fluxo luminoso. Sua utilidade se estende na busca por energia alternativa. Microeletrônica: O advento da Microeletrônica foi um dos mais notáveis avanços tecnológicos no campo da eletrônica, sendo fundamentalmente oriundo das necessidades inerentes ao programa espacial americano com relação a peso, dimensões, potência consumida e confiabilidade. As restrições impostas nestes casos eram impossíveis de serem satisfeitas com os circuitos convencionais, usando componentes discretos. Um dos setores da Microeletrônica é responsável pelos Circuitos Integrados (CIs). Os circuitos integrados ou chips são uma fina pasti lha de silício, onde estão agrupados circuitos microscópicos que podem conter milhões de componentes eletrônicos como resistores, capacitores, transistores, etc.

.

Para se livrar da zona vazia. Os elétrons livres no material tipo -N são repelidos pelo eletrodo negativo e atraídos para o eletrodo positivo. Os buracos no material tipo -P se movem no sentido contrário. . Quando a diferença de potencial entre os eletrodos é alta o suficiente. Na junção.todos os buracos estão preenchidos. você precisa que elétrons se movam da área tipo -N para a área tipo-P e que buracos se movam no sentido inverso. No arseneto de alumínio e gálio puro. o material semicondutor volta ao seu estado isolante original . Como resultado. Para fazer isto. elétrons livres se movem da área carregada negativamente para uma área carregada positivamente. sem deixar elétrons (partículas com carga negativa) livres para conduzir corrente elétrica. formando uma zona vazia. A zona vazia desaparece e a carga se move através do diodo. No caso dos LEDs. e assim a carga não pode fluir. já que ele efetivamente tem partículas extras carregadas positivamente. Um diodo é composto por uma seção de material tipo -N ligado a uma seção de material tipo -P. Um semicondutor com elétrons extras é chamado material tipo-N. O processo de adição de impurezas é chamado de dopagem. Os elétrons podem pular de buraco em buraco. o material condutor é normalmente arseneto de alumínio e gálio (AlGaAs). Quando nenhuma voltagem é aplicada ao diodo. No material tipo-N. Isto cria uma camada isolante no meio do diodo. A maioria dos semicondutores é feita de um condutor pobre que teve impurezas (átomos de outro material) adicionadas a ele. os próprios buracos parecem se move r de uma área carregada positivamente para uma área carregada negativamente. já que tem partículas extras carregadas negativamente. elétrons livres do material tipo-N preenchem buracos do material tipo-P. De modo geral. um semicondutor é um material com capacidade variável de conduzir corrente elétrica. todos os átomos se ligam perfeitamente a seus vizinhos. No material dopado. átomos adicionais alteram o equilíbrio. os elétrons do material tipo -N preenchem os buracos do material tipo -P ao longo da junção entre as camadas. com eletrodos em cada extremidade. Essa combinação conduz eletricidade apenas em um se ntido. o s elétrons na zona vazia são retirados de seus buracos e começam a se mover livremente de novo. Qualquer destas adições pode tornar o material um melhor condutor. adicionando elétrons livres ou criando buracos onde os elétrons podem ir. você conecta o lado tipo -N do diodo ao terminal negativo do circuito e o lado tipo-P ao terminal positivo. de modo que não haja elétrons livres ou espaços vazios para elétrons. chamada de zona vazia.O que é um diodo? Um diodo é o tipo mais simples de semicondutor. Um semicondutor com buracos extras é chamado material tipo-P. Em uma zona vazia. movendo -se de uma área carregada negativamente para uma área carregada positivamente.

A zona vazia então aumenta. Na próxima seção. um exemplo é usado em montagem de som automotivo. elétrons livres são coletados em um terminal do diodo e os buracos são coletados em outro. elétrons e buracos começam a se mover e a zona vazia desaparece Se você tentar mover a corrente no sentido oposto. Os elétrons negativos no material tipo -N são atraídos para o eletrodo positivo. Quem é ele? Os diodos são componentes eletrônicos formados por semicondutores. como elementos indicadores em calculadoras. A zona vazia se torna maior. com o lado tipo -P conectado ao terminal negativo do circuito e o lado tipo-N conectado ao pólo positivo. Conclusão Os Díodos são componentes electrónicos fabricados a partir de materiais semicondutores. Quando o terminal positivo do circuito está ligado à camada tipo-N e o terminal negativo está ligado à camada tipo-P. como por exemplo. A interação entre elétrons e buracos nesta configuração tem um interessante efeito colateral . Os díodos podem ser usados. descobriremos exatamente o porquê disso. consulte Como funcionam semicondutores. que são Díodos emi ssores de Luz. São usados como semicondutores o silício . para proteger os rádios e os computadores de eventuais ligações incorrectas a uma bateria ou a um gerador de tensão. Existem também os LED s. Os buracos positivos no material tipo -P são atraídos para o eletrodo negativo. p ara isolar a bateria do carro da bateria do modulo. Uma vez me falaram de um tal de diodo. como por exemplo. Para obter mais informações sobre o processo. retifica corrente alternada em continua ou pode ser usado para isolar determinados pontos de alimentação. Nenhuma corrente flui através da junção porque os buracos e os elétrons estão cada um se movendo no sentido errado. que podem ser usados.Quando o terminal negativo do circuito é preso à camada tipo-N e o terminal positivo é preso à camada tipo-P.ela gera luz. a corrente não fluirá.

exatamente por isso o silício é o coração de qualquer aparelho eletrônico. que indicam que emite luz. por isso.(atualmente o mais usado) e o germânio. de emitirem luz. Muito usados pelos casemoders daqui do fórum. por exemplo. ou seja. uma faixa que o indica. Externamente. além. sendo o contrário impossível. que são representados por um diodo normal mais duas pequenas flechas para fora. abaixo do carbono e sobre o germânio. como funciona a dopagem e como um diodo pode ser criado utilizando semicondutores. os diodos possuem dois terminais: Ânodo (A) e o Cátodo (K) e há. só deixar passar a corrente em um certo sentido (ânodo -cátodo). verá que ele está ao lado do alumínio. Possuem as mesmas propriedades dos diodos normais. que nessa condição (polarização reversa) deixam passar uma determinada corrente mantendo uma tensão constante entre seus terminais. muito usados por isso como reguladores de tensão. possibilitam ou não a circulação de corrente. Em sentido horário. os famosos LED (Light Emissor Diode). é claro. Se você procurar "silício" na tabela periódica (em inglês). um excelente ponto de partida para entender como funcionam os semicondutores. desde os modelos cilíndricos parecidos com re sistores até modelos parecidos com transistores de potência. de acordo com a corrente máxima suportada. Introdução Os semicondutores têm tido um impacto incrível em nossa sociedade. Atualmente. Tudo que é computadorizado ou que utiliza ondas de rádio depende de semicondutores. próximo ao terminal cátodo. Eles são encontrados nos chips de microprocessadores e em transistores. Neste artigo. de cima para baixo: um chip. você aprenderá o que é um semicondutor. Exceção para os diodos Zener. Existem certas variações na sua apresentação. Existem também os diodos emissores de luz. que em determinadas condições de polarização. a maioria dos chips semicondutores e transistores é produzida com sílicio. O silício é um elemento muito comum: ele é o principal elemento na areia e no quartzo. um LED e um transistor são todos feitos de material semicondutor O diodo é o dispositivo semicondutor mais simples possível e. Você já deve ter ouvido expressões como "Vale do Silício" e "economia do silício". O diodo é a aplicação mais simples d a união PN (semicondutores) e tem propriedades retificadoras. .

criando uma reticulado. cada um possui quatro elétrons em sua órbita mais externa. Isso permite que eles formem bons cristais. conhecemos a forma cristalina como diamante. todos os átomos do silício ligam-se perfeitamente a quatro vizinhos. Em um reticulado de silício. não deixando nenhum elétron livre para .O silício está posicionado ao lado do alumínio e abaixo do carbono na tabela periódica O carbono. No carbono. No silício. o silício e o germânio (que assim como o silício. também é um semicondutor) possuem uma propriedade única em sua estrutura de elétrons. a forma cristalina é uma substância metálica prateada. Os qua tro elétrons formam ligações covalentes perfeitas com quatro átomos vizinhos.

de fato. que conseguem se mover facilmente entre os átomos e a eletricidade envolve o fluxo de elétrons. de forma que não podem se mover entre os átomos. É possível alterar o comportamento do silício e transformá -lo em um condutor dopando-o.Na dopagem tipo N. O silício tipo P é um bom condutor. o boro (em inglês) ou o gálio (em inglês) é o dopante. Quando misturados no reticulado de silício.conduzir a corrente elétrica. mas não excelente . O gálio e o boro possuem apenas três elétrons externos cada um. de forma que ficam fora de posição quando entram no reticulado de silício. metálicos. movendo a lacuna em um espaço. . muito pouca eletricidade passa por ele.daí o nome "semicondutor". Na dopagem. O fósforo e o arsênico possuem cinco elétrons exte rnos cada um. Os elétrons possuem uma carga negativa. Uma quantidade minúscula de dopagem tipo N ou tipo P leva um cristal de silício de bom isolante a um condutor viável. o fósforo (em inglês) ou o arsênico (em inglês) é adicionado ao silício em pequenas quantidades. ao invés de condutor Metais tendem a ser bons condutores de eletricidade. Uma lacuna aceita muito bem um elétron de um vizinho. ganhando liberdade de movimento. Um cristal de silício puro é praticamente um isolante. mistura-se uma pequena quantidade de impurezas a um cristal de silício. Lacunas podem conduzir corrente. Todos os elétrons externos em um cristal de silício estão envolvidos em ligações covalentes perfeitas. não são. Existem dois tipos de impurezas: y y Tipo N . daí o nome tipo N. Tipo P .Na dopagem tipo P. daí o nome tipo P. Apenas uma pequena quantidade de impurezas é necessária para criar elétrons livres o suficien te para permitir que uma corrente elétrica flua pelo silício. Apesar de os cristais de silício terem aparência metálica. A ausência de elétron cria o efeito de uma carga positiva. O quinto elétron não tem a que se ligar. O silício tipo N é um bom condutor. formam "buracos" ou "lacunas" na treliça e um elétron d o silício não tem a que se ligar. Isso torna um cristal de silício isolante. já que normalmente possuem "elétrons livres".

Nenhuma corrente flui pela junção. O efeito é que a corrente flui pela junção. Quando você coloca juntos o silício tipo N e tipo P como mostrado nesse diagrama. O comportamento do diodo semicondutor não é perfeito. Os diodos podem ser utilizados de diferentes maneiras. mas quando vo cê os coloca juntos. O diodo simplesmente bloqueia qualquer corrente que tente deixar a pilha se ela estiver ao contrário. enquanto a deixa fluir em outra.Os silícios tipo N e tipo P não são tão impressionantes sozinhos. a combinação mostrada no diagrama não conduz eletricidade. Na junção entre o silício tipo N e o silício tipo P as lacunas e os elétrons se enco ntram. O diodo é o dispositivo semicondutor mais simples possível. mas não na outra. As lacunas no silício tipo P são repelidas pelo terminal positivo. pois as lacunas e os elétrons estão se movendo na direção errada. Se você inverter a bateria. por exemplo. consegue um comportamento bem interessante na união dos dois. Um dispositivo que utiliza pilhas. Um diodo é uma catraca de sentido único para elétrons. que dá ao diodo suas propriedades únicas. é chamado de diodo. As lacunas positivas no silício tipo P são atraídas para o terminal negativo da bateria. que deixam as pessoas passarem em apenas uma direção. Você já deve ter visto catracas em um est ádio ou em uma estação de metrô. como mostrado neste gráfico: . Os elétrons preenchem as lacunas. isso protege os sensíveis componentes eletrônicos no dispositivo. Um diodo permite que a corrente flua em uma direção. Os elétrons livres no silício tipo N são repelidos pelo terminal negativo da bateria. Ambos deixam de existir e novas lacunas e elétrons surgem em seu lugar. normalmente contém um diodo que o protege se você inserir as pilhas ao contrário. o diodo conduz a eletricidade muito bem. Mesmo que o silício tipo N e o silício tipo P sozinhos sejam condutores. Um dispositivo que bloqueia a corrente em uma direção. Os elétrons negativos no silício tipo N são atraídos para o terminal positivo da bateria. obtém um fenômeno bem interessante.

essa tensão é de cerca de 0. Isso dá ao tran sistor seu comportamento de interruptor. Assim. você teria de imaginar que nenhuma corrente poderia fluir por um transistor. o que não é muito. a junção se quebra e deixa a corrente passar. diodos especializados chamados diodos Zener são usados para regular a tensão. Com transistores atuando como chaves. Essa tensão é necessária para iniciar o processo de combinação lacuna elétron na junção. uma pequena quantidade de tensão é necessária para fazer o diodo funcionar. O milagre é o constante refinamento desses princípios ao ponto que. para transistores e para chips é o que tornou os microprocessadores e outros dispositivos eletrônicos tão baratos e onipresentes na sociedade atual. um cátodo e uma placa. uma corrente muito maior pode fluir pelo sanduíche como um todo. que podem ser adaptados. devido à sua complexa não linear características elétricas. e com elas pode-se criar chips de microprocessador. milhões de transistores podem ser criados de forma barata em um único chip. Um transistor se parece com dois diodos de costas um pro outro. Um diodo semicondutor é um pedaço de material semicon dutor cristalino ligado a dois terminais elétricos. Você pode criar tanto uma combinação NPN quanto PNP. diodos túnel para gerar . hoje. A evolução natural do silício para o silício dopado. a tensão de quebra é muito maior do que o circuito jamais receberá. A função mais freqüente de um diodo é permitir que uma corrente elétrica para passar em uma única direção (direção conhecido como um diodo para a frente). Esse comportamento unidirecional é conhecido como retificação. Os princípios fundamentais são incrivelmente simples. Contudo. e diodos Varactor sintonizar a rádio por via electrónica e receptores de TV. Um transistor pode atuar como chave ou amplificador. Um diodo é um componente eletrônico com dois terminais. utilizados em determinadas tecnologias. que é o tipo mais comumente usado hoje. Isso é verdade. é possível criar portas lógicas. Considerando que um diodo de tubo de vácuo. O termo normalmente se refere a um diodo semicondutor. Diodes pode ter um comportamento mais complexo do que este simples ação on -off. Um transistor é criado utilizando três camadas ao invés das duas utilizadas no diodo. Geralmente. variando a construção de sua junção PN (junção do tipo p e semicondutores tipo-n). Um diodo real deixa passar 10 microampéres. é um tubo de vácuo com dois eletrodos. enquanto o bloqueio atual na direção oposta (sentido inverso de um diodo). que conduz corrente elétrica em apenas uma direção. mas ainda assim não é perfeito.7 volts. de alta potência. Uma pequena corrente pode ligar e desligar uma grande corrente. então é irrelevante. e para extrair a modulação de sinais de rádio em rádio receptor.Se polarizado inversamente. Se você aplicar suficiente tensão (V) invertida suficiente. No silício. um diodo ideal bloquearia toda a corrente. Por exemplo. O chip de silício é uma peça de silício que pode comportar milhares ou mesmo milhões de transistores. Quando polarizado diretamente. quando se aplica uma pequena corrente à camada central da estrutura em sanduíche. já que os diodos bloqueariam a corrente dos dois lados. A retificação é usado para converter corrente alternada (CA) para corrente contínua (DC).

oscilações de rádio frequência e diodos emissores de luz (LEDs) para produzir a luz. O primeiro original diodos semicondutores. . Hoje a maioria dos diodos são agora feitos de silício. Diodes foram os dispositivos semicondutores primeiro eletrônicos. como galena. diodos gato chamado de suiça foram feitas de cristais de sais minerais. A descoberta das ha bilidades dos cristais de rectificação foi feita em 1874.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful