Você está na página 1de 10

06/02/2018 Dark Enlightenment - Wikipedia

Iluminação das Trevas


A Iluminação das Trevas , ou o movimento neorregional, também conhecido simplesmente como
neorreaction e abreviação de NRx por seus defensores - é um movimento antidemocrático e reacionário . Ele rejeita
largamente o igualitarismo e a visão de que a história mostra progressão inevitável para uma maior liberdade e
iluminação (assim, é em parte uma reação contra a " historiografia Whig "). [1] [2] O movimento favorece o retorno a
construções societárias antigas e formas de governo, incluindo o apoio ao monarquismoou outras formas de liderança
forte e centralizada, como um " CEO neo cameralista " [3] de uma republica conjunta , [4], juntamente com uma
abordagem de direito-libertário ou de outra forma conservadora para a economia. [5] Os defensores geralmente
também adotam pontos de vista socialmente conservadores sobre assuntos como papéis sexuais , relações raciais e
migração .

Um artigo do TechCrunch de 2013 descreve os "neororrecionadores" como um termo aplicado, e às vezes uma
autodescrição de, uma "comunidade de blogueiros" informal e teóricos políticos que atuaram desde a década de 2000.
[6] Steve Sailer e Hans-Hermann Hoppe são descritos como "precursores contemporâneos" do movimento, e os
neorregionários também dizem que atraem influência de filósofos como Thomas Carlyle e Julius Evola . [6] Nicholas
James Pell, escrevendo na Taki's Magazine , observa que, além do cientista americano de computação Curtis Yarvin e
do autor e filósofo britânico Nick Land, outras proeminentes vozes de NRx incluem "o transhumanista monarchista
Michael Anissimov, o anarquista católico Bryce Laliberte, o artista de fuga pós-libertário Jim e os satiris de Rabate ".
[7] Outros blogs neorrelacionários influentes incluem Foseti , Warg Franklin e The Future Primaeval de Harold Lee e
Spandrell's Bloody Shovel . [8]

Os três principais fluxos do pensamento neorregional são os teonomistas , buscando construir uma sociedade
monárquica ou teocrática baseada no patriarcado e na lei natural secular ou religiosa ; etno-nacionalistas , com foco na
solidariedade étnica e no tribalismo como bloco de construção da sociedade; e tecno-comercialistas, que imaginam um
patchwork de estados com fins lucrativos que competem pelo negócio dos clientes-cidadãos. [9] Uma peça da Revista
Nova York de 2016 observa: "Neoreaction tem várias tensões diferentes, mas talvez a mais importante seja uma forma
de futurismo pós-libertárioIsso, percebendo que os libertários não são susceptíveis de ganhar nenhuma eleição,
argumenta contra a democracia em favor de formas autoritárias de governo ". [10] Yarvin, por exemplo, argumenta que
uma democracia libertária é" simplesmente uma contradição de engenharia, como uma baleia voadora ou um carro
movido a água ". [11]

Conteúdo
Resumo das idéias centrais
Teoria da revolução
História, etimologia e estilo
Relação com outros movimentos
Relação com o alt-right
Relação com o direito europeu novo
críticas
Veja também
Referências
Ligações externas
Obras
Revistas e blogs
https://en.wikipedia.org/wiki/Dark_Enlightenment 1/10
06/02/2018 Dark Enlightenment - Wikipedia

Listas de leitura

Resumo das ideias principais


Um pouco do impulso para o movimento neorregional vem de libertários
como Peter Thiel , como indicado pelo ensaio de Nick Land "The Dark
Enlightenment", que observou como os pensadores libertários em uma
discussão Cato Unbound de abril de 2009 expressaram ceticismo sobre a
compatibilidade da liberdade e da democracia. [12]

Yarvin expandiu o conceito político de triângulo de ferro para um


"polígono de ferro" que consiste no "serviço público alargado", ou seja,
"aqueles cuja posição exige um senso de responsabilidade cívica - real ou
falso". [13] Isto foi mais tarde simplificado para "A Catedral", o equivalente
moderno e mais secular da igreja [14], no qual jornalistas e educadores
contam às pessoas o que pensar. [15] O conceito de Catedral não como Curtis Yarvin , um expoente inicial
conspiração ou instituição, mas como uma meta-instituição composta por do pensamento neorregional.

instituições, organizações e redes diferentes que participam da mesma


forma de pensamento, é comum a Curtis Yarvin e Michel Foucault .O blog
The Right Stuff chama mais claramente esta instituição "The Synagogue". [17] Neoreactionários argumentam que a
democracia ocidental é um sistema orwelliano existencialmente dependente da decepção pública sistemática. [14]

Os neorregionalistas rejeitam a idéia de que um caldeirão multicultural e multinacional é necessariamente bom,


argumentando que pode diminuir a biodiversidade humana e sufocar as culturas individuais, misturando-os todos
juntos em uma monocultura . Eles também rejeitam a concepção feminista dos papéis sexuais como construções
sociais arbitrárias, colocando uma grande importância em papéis sexuais complementares [18] e as relações familiares
tradicionais como importantes para manter as taxas de divórcio baixas, melhorar as taxas de felicidade entre as
mulheres e aumentar a população do raça branca. Neoreactionaries argumentam que as mulheres jovens não podem
lidar com a liberdade de forma responsável e, portanto, devem ser negadas a emancipação até que tenham passado
seus anos reprodutivos. [19] Mais geralmente, os neorregionários rejeitam a ideia do Iluminismo de cada ser humano
nascido como tabula rasa , ou ardósia em branco, com possibilidades iguais.

Os neorregionalistas acreditam no surgimento de uma elite natural, ou aristocracia , através de uma ordem
espontânea . O direito de governar seria tratado como propriedade transferível, com regras claras para sucessão legal.
[20] O sistema preferido de Yarvin chamado "neocameralismo" depois de Frederico William I do sistema de
cameralismo prussiano de Prússia [21] que buscava trazer riqueza para a câmara do tesouro real alemão, ou
schatzkammer [22] - é um sistema no qual uma O negócio possui o país [3], que é estruturado como uma empresa
comum, dividida em ações e administrada por um CEO para maximizar o lucro. [15]Yarvin descreve o neocameralismo
como uma forma de "capitalismo soberano" e "um refinamento do realismo " para eliminar a natureza
obrigatoriamente hereditária da sucessão em favor de um sistema mais meritocrático no qual consumidores e
investidores votem com seus pés e seus dólares pela liderança que preferem . [23] Carlsbad elabora: [24]

Moldbug, portanto, estabeleceu uma distinção entre "propriedade primária", o inalienável que um
Estado reivindica como seu território e que não possui uma lei mais coerente, em oposição a
"propriedade secundária", as várias propriedades privadas que operam sob as leis e costumes da escola
primária titular da propriedade.

Usando um giro no modelo de governo corporativo anglo-americano de joint-stock, um patch


neocameral deve ser governado por um delegado (substituto de um CEO) de forma absoluta, mas eleito
e, em última análise, constrangido por acionistas proprietários. O estado é essencialmente um

https://en.wikipedia.org/wiki/Dark_Enlightenment 2/10
06/02/2018 Dark Enlightenment - Wikipedia

empreendimento imobiliário de grande porte e gera lucros, maximizando o valor de capital de suas
terras, em termos de fluxos de caixa descontados pela taxa de juros vigente.

Yarvin argumenta que este sistema é superior porque as forças do mercado seriam mais eficazes do que eleições
democráticas para induzir um soberano a proteger as liberdades de computação e comunicação, contrato e
arbitragem, medicina, indústria, instrução e finanças. [25] Anissimov, portanto, descreve o neocameralismo como
"semelhante ao libertarianismo padrão , exceto com um sabor mais autoritário ". [26] Neoreactionary muitas vezes
citam cidades como Hong Kong , Cingapura e Dubai como prova de que a liberdade e o estado de direito podem existir
sem a democracia. [21] [27]

Teoria da revolução
Algumas das idéias da neoreaction para provocar uma mudança de regime (ou na teoria neocameralista, uma
"restauração") [28] [29] envolveriam um golpe militar. Outros envolvem organizar uma massa crítica de oposição
política para pressionar o governo a se render, de forma semelhante ao que aconteceu nas Revoluções de 1989 , a
Redenção , a Restauração Meiji ou a Restauração inglesa . [30] Thiel e Patri Friedman também apoiaram o Instituto
Seasteading como uma maneira possível de construir fezes livres de regulamentos e leis externas. [1]

Neoreactionary Michael Perilloux propõe que o presidente dos EUA, Donald Trump, aproveite mais o poder ao
cancelar a Constituição dos EUA , declarando a lei marcial e substituindo o governo dos EUA pela organização The
Trump . [31] Da mesma forma, o engenheiro do Google Justine Tunney distribuiu uma petição para nomear o
presidente do Google Eric Schmidt como CEO da América. [1] Yarvin argumenta que não há nada de irónico em usar
táticas democráticas para abolir a democracia, pedindo retoricamente: "É irônico quando um monarca absoluto
decreta uma constituição democrática?" [30]Ele também argumenta que obter apoio público para uma mudança
radical, como a abolição da democracia, pode ser mais fácil do que realizar outras reformas: "Por que deveria ser mais
fácil mudar suas mentes parcialmente, do que totalmente? Se tudo o que você tem é desnudo, é mais fácil cortar uma
melancia ou esmagar isso? " [32]

Alguns futuristas neorrelacionários se concentram mais no uso da tecnologia para derrotar o estado, por exemplo,
através do aceleração trans-humanista , em que os poucos selecionados se libertam dos laços do estado, evoluindo
para híbridos de computador humano superinteligentes. [11] Um dos proponentes de tais idéias é Anissimov, um
defensor da eugenia [33] que, nas palavras de Mark O'Connell, "nos últimos anos basicamente encurralou a supremacia
branca - mercado de cruzamento de singularidade " e se tornou "algo de um paria do movimento trans-humanista ".
Rejeitando a noção de que todos os seres humanos são criados iguais, Anissimov acredita que já existem disparidades
na inteligência entre raças existentese que as tecnologias transhumanas criam novas disparidades no poder. [34] Mas
ele argumenta que a hierarquia é inevitável de qualquer maneira, porque alguns são mais adequados para a liderança e
que a sociedade deve, portanto, ultrapassar a crença de que cada indivíduo merece um voto [35], particularmente à luz
dos sistemas aristocráticos sendo mais financeiramente estáveis e menos desperdício do que sistemas democráticos ou
comunistas. [6]

História, etimologia e estilo


Dylan Matthews argumenta que neoreaction baseia-se nos argumentos racistas, tradicionalistas e isolacionistas do
paleoconservador , bem como a crença dos paleoconservadores de que o mainstream está tentando esmagá-los. As
diferenças entre os dois movimentos são que os paleoconservadores são mais religiosos e têm mais fé na Constituição
dos EUA e nos ideais republicanos em geral. [31] Rick Searle desenha paralelos entre neorregionários e figuras do final
do século XIX como Friedrich Nietzsche , Fyodor Dostoyevsky , Charles Maurras e Vilfredo Pareto . [36] George Orwell
também usou o termo "neo-reacionário" em 1943, em um como eu, por favorcoluna para Tribune . [37]

https://en.wikipedia.org/wiki/Dark_Enlightenment 3/10
06/02/2018 Dark Enlightenment - Wikipedia

Em 2007 e 2008, Curtis Yarvin, escrevendo sob o nome de canção Mencius Moldbug , articulou o que se tornaria no
pensamento da Iluminação das Trevas. Ele argumentou que as ideias de Carlylean eram a chave para perceber a visão
de Misesian de uma sociedade livre. [38] As teorias de Yarvin foram mais tarde o assunto de Nick Land, que primeiro
cunhou o termo "Iluminação das Trevas" em seu ensaio com o mesmo nome. [12] O termo "Iluminação das trevas" é
uma palavra-chave para o conhecimento supostamente adquirido no Iluminismo . [2] [5] [6] [39] De acordo com a Terra:
"Onde a iluminação progressiva vê ideais políticos, a iluminação das trevas vê o apetite" [12]- na visão de que a
tendência do poder soberano (nas democracias) é devorar a sociedade.

Yarvin primeiro usou o termo "neorreaccionista" como um adjetivo nesse contexto. [40] [41] Ele originalmente chamou
sua ideologia de "formalismo" [42], mas Arnold Kling usou o termo "Os Neo-Reacionários" como substantivo em julho
de 2010 para descrever Moldbug e colegas e o termo foi rapidamente adotado pela subcultura. [6] [43] De acordo com
Adam Riggio, o embrião do movimento neoreactionary vivia nas páginas da comunidade de LessWrong , [44] um blog
que incentiva os membros a pensar como máquinas e tira fora inibidores para o pensamento racional. [45]Em 2015,
Nick B. Steves e outros neoreactionaries tentou organizar a comunidade neoreaction em torno da Sociedade Hestia,
editor da matéria social , [46] uma importante publicação on-line e pensei máquina para neoreaction [28] editada por
Bryce Laliberte e Hadley Bennett. Outros projetos da Hestia Society incluíram Reaction Times , um agregador de
conteúdo on-line focado principalmente na blogosfera neororreacional; Post-Anathema , uma página do Tumblr para
o desenvolvimento de uma estética neorregional; e Ascending the Tower , um podcast da Social Matter . [47]

Os neorregionários muitas vezes recusaram os pedidos de entrevistas dos repórteres, explicando que os jornalistas,
como fabricantes de consentimento , são seus inimigos mortais. Quando a repórter dos assuntos políticos atlânticos ,
Rosie Gray, tentou entrevistar líderes neorresectoriais, Yarvin sugeriu que ela "fale diretamente com o líder do meu
recorte / célula da WH ", uma referência sarcástica a rumores amplamente divulgados, mas infundados de que Yarvin
tinha vínculos com o estrategista-chefe da Casa Branca Steve Bannon ; enquanto Steves lhe disse que ela não era
adequada para escrever sobre a neo-reação porque "115 IQ pessoas geralmente não estão bem equipadas para resumir
160 pessoas de QI". [3]

Os escritos neorazulatórios, particularmente aqueles de Yarvin [48] [49] e Terra, às vezes são vistos como tão detalhados,
densos, discursivos, distanciados e nervosos [3] que são inacessíveis e auto-marginalizantes [50] [17], embora Peter A.
Taylor descreve Yarvin como "talvez o escritor mais divertido desde HL Mencken ". [51] Andrea Castillo descreve as
reservas não qualificadas como "uma mistura oaky de HP Lovecraft , os homens de letras clássicos e 1337-falam ...
Com artigos médios que superam as 7.000 palavras, o Moldbug não é tão imediatamente entendido como
experimentado ". [52]Eli Dourado observa que "muitos neorregionários escrevem, se não com significados ocultos, com
um estilo deliberadamente obscuro que faz grandes demandas de seus leitores". [53]

Ryan Summers escreveu que as imagens neorreactionárias são muitas vezes infundidas com ideias hiper masculinas
de homens, como tanques, naves espaciais, deuses gregos e soldados com armas. [28]

Relação com outros movimentos

Relação com o alt-right


Alguns consideram a Iluminação das Trevas como uma escola de pensamento precoce no ramo alt-direito , [54] ou
como sua mais teórica, [31] ou (junto com a Nova Direita Européia ) um dos seus precursores mais intelectuais. [20] De
acordo com Anissimov, as principais diferenças são que o alt-right está ligado aos sentimentos populistas , é baseado
no nativismo e "é mais uma família de idéias vagamente aliadas, mas também internamente concorrentes, tornando-
se mais um ecossistema memético " . [55] Em particular, um filósofo com ideias de Landian, Jason Reza Jorjani , co-
fundou AltRight.com e falou em 2016Instituto de Política Nacional conferência liderada pela supremacia branca
Richard Spencer , [56] embora Jorjani depois deixou o alt-direito, reclamando que Spencer havia cultivado uma base
populista do tipo exato de " lixo branco " e trolls da Internet que ele havia tentado marginalizar por centralizando e

https://en.wikipedia.org/wiki/Dark_Enlightenment 4/10
06/02/2018 Dark Enlightenment - Wikipedia

corporativando o alt-right. [57] Alguns críticos também rotularam a Iluminação das Trevas como " neo-fascista " [2] [58]
ou como "uma aceleração do capitalismo para um ponto fascista", embora a Terra argumenta que isso é impreciso
porque o fascismo "é uma massa anti- movimento capitalista ". [56]

Anissimov argumenta que a neorreação serviu como precursor da alt-direita, mas não conseguiu ganhar força porque
se concentrou mais em ter uma visão de mundo coerente do que em atingir objetivos concretos, engajar inimigos
ideológicos concretos ou se envolver com o público público. No entanto, ele vê neoreaction como continuando a servir
como "uma ponte indispensável para intelectuais de fora do mundo reacionário" que, em última instância, são
absorvidos pela alt-right. [55] Laliberte observa: "Neoreaction tem menos intenção de encaminhar um movimento
político coesivo, pois se preocupa em cultivar uma base ideológica para reformas bem-sucedidas da sociedade". [59]

Contadores de terras: [3]

NRx não acha que o Alt-Right (na América) é muito grave. É uma filosofia essencialmente anti-anglo-
americana, em seu núcleo ( Duginista ), que coloca um teto firme em seu potencial. Mas, então, a análise
NRx é que a idade das massas está praticamente acabada. Os movimentos populistas arrumados são
parte do que está passando, e não do que está se aproximando de Belém para nascer.

James Kirchick observa que, embora os pensadores neorresalares desprezem as massas e reivindiquem desprezar o
populismo e as pessoas de forma mais geral, o que as liga ao resto da alt-direita é o seu elemento unapologeticamente
racista, o misantropo compartilhado e o ressentimento da má administração pelas elites governantes . [11] Duesterberg
observa: "Como regra, a direita está espalhada, anônima e obscura, como a metáfora curiosa, nos" cantos sombrios da
internet ". Em contrapartida, a neorreaction é centralizada e pública: a escuridão iluminada ". [14]De acordo com
Alexander Hart, "a única conexão importante entre o movimento neorregional e o Alt Right é que ambos cresceram de
libertários orientados para a tecnologia que começaram a questionar alguns princípios do libertarianismo ortodoxo.
No entanto, dizer que a Alt Right surgiu do movimento neorregionalista é como confundindo um primo por um pai ".
[60]

Relação com o direito europeu novo


O direito europeu novo tem muitos paralelos com a neorreaction. Thule-Seminar 's Neue Kultur manifesto define uma
tese quase idênticas Yarvin de "Ultracalvinist Hypothesis". Os escritos de Vilfredo Pareto sobre como os movimentos
destinados a atrair as "minorias oprimidas" autoconsideradas usam a ideologia igualitária como justificativa de suas
ações e fazem eco das análises da neorreaction sobre o poder político e cultural progressivo. Os dois movimentos
compartilham muitos elementos motivadores e normativos, e ambos vêem a mudança cultural como um pré-requisito
para a mudança política. Milton observa: "O Novo Direito tem sua base em uma tradição mais continental, como pode
ser visto por suas influências em Heidegger e o existencialistameio; Neoreaction é mais analítico e está na tradição
anglo-empírica da ciência social ". Além das idéias de Pareto, Milton citou o arqueofuturismo e o etnopluralismo , bem
como as idéias de Carl Schmitt sobre o uso do estado de exceção no exercício da soberania, como tópicos de interesse
para os neorregionários. [61]

Dalibor Rohac também descreve a neorreaction européia como um parente próximo da neoreação americana,
observando que as ideias-chave da neorreaction europeia incluem a retórica anti-imigração, a rejeição do liberalismo
clássico e moderno , a desconfiança da democracia, a rejeição do igualitarismo, a veneração da liderança do presidente
russo Vladimir Putin , O eurasianismo como substituto dos laços políticos transatlânticos e a desconfiança do
capitalismo internacional. Ele ressalta que as diferenças incluem que a neoreação americana está mais focada no
tecno-futurismo, enquanto a neorreaction européia enfatiza o papel da Rússia no mundo e idéias esotéricas como o
tradicionalismoMais. Rohac também observa que, em contraste com a neorreaction americana, a neoreação européia
tem recursos suficientes, cada vez mais poderosa e que já afeta a vida de milhões de pessoas. [62]

https://en.wikipedia.org/wiki/Dark_Enlightenment 5/10
06/02/2018 Dark Enlightenment - Wikipedia

Crítica
Uma crítica da neorreaction é que sua avaliação pessimista dos resultados do progressivismo descarta muitos avanços
que foram feitos, incluindo maior liberdade para mulheres, minorias raciais e homossexuais; maior segurança para
idosos e desempregados; maior acesso aos cuidados de saúde pelos pobres; declínios íngremes na pobreza mundial ;
[63] melhoria da qualidade do ar ; maior tolerância religiosa e integração racial ; menores taxas de criminalidade ; e
uma ausência de guerras mundiais desde 1945. Eles também apontam para a cultura de Londres, cuja população é
40% não-branca; e o alto padrão de vida e a paz continental na União Europeia. Os críticos também argumentam que
a mídia de esquerda não tem monopólio e que muitos políticos e juristas conservadores foram elevados ao poder.
Outra crítica é que os padrões de fabricação globais limitam a independência econômica que os estados soberanos
podem ter uns dos outros. [64]

Yarvin responde a tais críticas ao argumentar que muitos desses avanços não são o resultado do progressismo, mas
sim "um sistema de governo decadente foi camuflado e melhorado pelo avanço da tecnologia". [65]

Alguns dos críticos que sentiram que a avaliação pessimista do Dark Illumination não eram suportados por dados
econômicos formaram a iluminação cinza [66], um grupo que compartilha os pontos de vista do Iluminismo das Trevas
sobre a importância do QI, a conveniência da liberdade econômica e as limitações dos programas sociais na tentativa
de criar igualdade. [67]

Tyler Cowen argumenta contra a visão de neoreação que a regra de homens brancos é superior, escrevendo na
Revolução Marginal que a América continua a se tornar uma nação melhor apesar de uma proporção decrescente de
brancos em sua população; que alguns dos piores traços da América vêm em grande parte de homens brancos; que os
"homens brancos" não especificam os grupos de interesse particulares que ajudaram a tornar o Ocidente bem
sucedido; que os Estados Unidos precisam de imigrantes para que sua população diminua; e que "as pessoas estão
muito dispostas a tributar quando se trata de política". [68] Bryce Laliberte responde a tais críticas argumentando que
nem todos os etnacionalistas são supremacistas raciais, mas sim algumas pessoas simplesmente preferem viver numa
comunidade mais étnica, em vez de cosmopolita; [59], enquanto Yarvin argumenta que, em uma sociedade
neocameralista, empresas soberanas que buscam lucros escolheriam líderes com base em méritos, em vez de linhagens
ou nacionalidade. [23]

O movimento neorazulatório é criticado por alguns nacionalistas brancos devido ao papel proeminente que os judeus,
como o autor de Yarvin e Radish Karl F. Boetel, desempenharam sua fundação e divulgação. [69] Mark Yuray afirma
que apenas três judeus estão ou estiveram envolvidos na neoração, que esses judeus não são os únicos árbitros do
pensamento neorregional, e que a razão pela qual os neorreasonários raramente discutem a questão judaica é porque
eles já estudaram em profundidade e chegou a um consenso a favor do separatismo. [70] Ryan T. Summers observa:
"Na maioria das vezes, os neorregionários não enfatizam as visões antisemitas como outras contrapartes alt-right". [28]

Veja também
Aceleração
Aristocracia
Conservadorismo cultural
Fusionismo
Manosfera
Monarquia
Ordem natural
Paleolibertarianism
William Liu Zhongjing
Modernismo reacionário
Darwinismo social
Conservadorismo tradicionalista

https://en.wikipedia.org/wiki/Dark_Enlightenment 6/10
06/02/2018 Dark Enlightenment - Wikipedia

Escola tradicionalista

Referências
1. Pein, Corey (19 de maio de 2014). "Miaberahing Machiavellis Dream of a Silicon Reich" (https://web.archive.org/
web/20150209130630/http://thebaffler.com/blog/mouthbreathing-machiavellis) . O Baffler . Arquivado no original
(http://thebaffler.com/blog/mouthbreathing-machiavellis) em 9 de fevereiro de 2015.
2. Bartlett, Jamie (20 de janeiro de 2014). "Meet The Dark Enlightenment: neo-fascismo sofisticado que está se
espalhando rapidamente na net" (http://blogs.telegraph.co.uk/technology/jamiebartlett/100012093/meet-the-dark-
enlightenment-sophisticated-neo-fascism-thats-spreading-fast-on-the-net/) . The Daily Telegraph .
3. Gray, Rosie (10 de fevereiro de 2017). "Atrás do Movimento Anti-Democracia da Internet" (https://www.theatlanti
c.com/politics/archive/2017/02/behind-the-internets-dark-anti-democracy-movement/516243/) . O Atlântico .
4. Steorts, Jason Lee (5 de junho de 2017). "Contra Mencius Moldbug de 'Neoreaction ' " (http://www.nationalrevie
w.com/article/448230/problems-mencius-moldbug-neoreaction) . Revisão Nacional.
5. Walther, Matthew (23 de janeiro de 2014). "A iluminação escura é bobo, não assustador" (http://spectator.org/blo
g/57516/dark-enlightenment-silly-not-scary) . O American Spectator . Retirado em 2 de outubro de 2014 .
6. Finley, Klint (22 de novembro de 2013). "Geeks for Monarchy: The Rise of the Neoreactionaries" (https://techcrun
ch.com/2013/11/22/geeks-for-monarchy/) . TechCrunch .
7. Pell, Nicholas James (29 de janeiro de 2014). "Reagindo exageradamente a Neoreaction" (http://takimag.com/arti
cle/overreacting_to_neoreaction_nicholas_james_pell) . Revista Taki's.
8. "Medindo a Influência dos Bloggers NRx" (http://greyenlightenment.com/measuring-the-influence-of-nrx-blogger
s/) . Iluminação cinza. 12 de junho de 2016.
9. "Introdução" (http://neorxn.com/introduction/) . Tiempos de Reação.
10. MacDougald, Park (14 de junho de 2016). "Por que Peter Thiel quer derrubar Gawker e eleger Donald Trump" (ht
tp://nymag.com/selectall/2016/06/peter-thiel.html) . New York Magazine.
11. Kirchick, James (16 de maio de 2016). "Trump's Terrifying Online Brigades" (https://www.commentarymagazine.c
om/articles/trumps-terrifying-online-brigades/) . Revista de comentários.
12. Land, Nick. "The Dark Enlightenment" (http://www.thedarkenlightenment.com/the-dark-enlightenment-by-nick-lan
d/) .
13. Moldbug, Mencius (12 de maio de 2007). "O polígono de ferro: poder nos Estados Unidos" (http://unqualified-rese
rvations.blogspot.com/2007/05/iron-polygon-power-in-united-states.html) . Reservas não qualificadas.
14. Duesterberg, James (2017). "Final Fantasy" (https://thepointmag.com/2017/politics/final-fantasy-neoreactionary-p
olitics-liberal-imagination) . O ponto.
15. Goodman, Matthew Shen (9 de junho de 2015). "Ursos nunca roubará seu carro" (http://www.leapleapleap.com/2
015/06/bears-will-never-steal-your-car-reacting-to-the-neoreactionaries/) . Salto.
16. Pennacchietti, Gio (2017). "A Catedral Foucauldiana" (http://thermidormag.com/the-foucauldian-cathedral/) .
Thermidor.
17. Gray, Rosie (27 de dezembro de 2015). "Como 2015 alimentou a ascensão do movimento livre, movimento
nacionalista nacional branco" (https://www.buzzfeed.com/rosiegray/how-2015-fueled-the-rise-of-the-freewheeling-
white-nationali) . Buzzfeed.
18. Anissimov, Michael (19 de setembro de 2013). "Glossário Neorreatorial" (https://archive.is/QXmhG) . Mais certo.
19. Hestia Society. "The Compendium" (http://www.socialmatter.net/the-compendium/) . Matéria social.
20. Sem Preconceitos (26 de agosto de 2016). "A Ascensão do Direito Radical" (https://misesuk.org/2016/08/29/the-ri
se-of-the-radical-right-the-alt-right-neoreaction-and-the-trump-campaign/) . O Centro Ludwig von Mises.
21. Hui, Yuk (abril de 2017). "Sobre a Consciência infeliz dos neorreguladores" (http://www.e-flux.com/journal/81/125
815/on-the-unhappy-consciousness-of-neoreactionaries/) . e-flux.
22. Rothbard, Murray (6 de março de 2012). "Quem eram os cameristas?" (https://mises.org/library/who-were-camer
alists). Mises Daily.
23. Moldbug, Mencius (13 de dezembro de 2007). "Por que eu não sou libertário" (https://unqualified-reservations.blo
gspot.com/2007/12/why-i-am-not-libertarian.html) . Reservas não qualificadas.
24. Carlsbad, NT (2017). "Moldbug 10 Years On: A Retrospective Critical" (http://thermidormag.com/mencius-moldbu
g-10-years-on-a-critical-retrospective/) . Thermidor.

https://en.wikipedia.org/wiki/Dark_Enlightenment 7/10
06/02/2018 Dark Enlightenment - Wikipedia

25. Moldbug, Mencius (25 de maio de 2007). "Bom governo como bom serviço ao cliente" (http://unqualified-reservati
ons.blogspot.com/2007/05/good-government-as-good-customer.html) . Reservas não qualificadas.
26. Anissimov, Michael (1 de fevereiro de 2015). Uma Crítica da Democracia: Um Guia para Neorreguladores . Lulu
Press. ISBN 9781312883444 .
27. Moldbug, Mencius (16 August 2007). "Against political freedom" (http://unqualified-reservations.blogspot.com/200
7/08/against-political-freedom.html). Unqualified Reservations.
28. Summers, Ryan T. (2017). "The Rise of the Alt-Right Movement" (http://digitalcommons.ursinus.edu/cgi/viewconte
nt.cgi?article=1017&context=media_com_sum). Media and Communication Studies Summer Fellows (11): 6. "The
ideology is also enthralled with hyper-masculine visions of men. In Post-Anathema, a Tumblr page, common
images depict soldiers with guns, tanks, spacecraft, and Greek Gods."
29. Moldbug, Mencius (19 June 2008). "OLX: a simple sovereign bankruptcy procedure" (http://unqualified-reservatio
ns.blogspot.com/2008/06/olx-simple-sovereign-bankruptcy.html). Unqualified Reservations.
30. Moldbug, Mencius (10 July 2008). "OLXIII: tactics and structures of any prospective restoration" (http://unqualified
-reservations.blogspot.com.br/2008/07/olxiii-tactics-and-structures-of-any.html). Unqualified Reservations.
31. Matthews, Dylan (25 August 2016). "The alt-right is more than warmed-over white supremacy. It's that, but way
way weirder" (https://www.vox.com/2016/4/18/11434098/alt-right-explained). Vox.
32. Moldbug, Mencius (17 January 2008). "How to actually defeat the US government" (http://unqualified-reservation
s.blogspot.com/2008/01/how-to-actually-defeat-us-government.html). Unqualified Reservations.
33. Abbott, Benjamin (5 June 2013). "The Specter of Eugenics: IQ, White Supremacy, and Human Enhancement" (htt
ps://ieet.org/index.php/IEET2/more/abbott20130605). Ethical Technology.
34. O'Connell, Mark (30 de abril de 2017). "Os tecno-libertários orando pela distopia" (http://nymag.com/selectall/201
7/04/the-techno-libertarians-praying-for-dystopia.html) . New York Magazine.
35. Brinker, Claus (março de 2015). "Crítica de Anissimov da Democracia" (https://www.counter-currents.com/2015/0
3/anissimovs-critique-of-democracy/) . Publicações de contra-correntes.
36. Searle, Rick (15 de agosto de 2016). "Derramando Luz sobre a Iluminação das Trevas de Peter Thiel" (https://iee
t.org/index.php/IEET2/more/Searle20160815) . Instituto de Ética e Tecnologias Emergentes.
37. Orwell, George (24 de dezembro de 1943). "Como eu quero" (http://telelib.com/authors/O/OrwellGeorge/essay/tri
bune/AsIPlease19431224.html) . Tribune .
38. Moldbug, Mencius (4 de fevereiro de 2010). "De Mises a Carlyle: minha viagem doente ao lado obscuro da força"
(http://unqualified-reservations.blogspot.com/2010/02/from-mises-to-carlyle-my-sick-journey.html) . Reservas não
qualificadas.
39. Phillips, Jon (Outono 2014). "Fontes problemáticas" (https://secure.splcenter.org/get-informed/intelligence-report/
browse-all-issues/2014/fall/Troublesome-Sources) . Southern Poverty Law Center .
40. Moldbug, Mencius (1 de maio de 2008). "OL3: a história jacobita do mundo" (http://unqualified-reservations.blogs
pot.co.uk/2008/05/ol3-jacobite-history-of-world.html) . Reservas não qualificadas .
41. Moldbug, Mencius (19 de junho de 2008). "OLX: um simples processo de falência soberana" (http://unqualified-re
servations.blogspot.co.uk/2008/06/olx-simple-sovereign-bankruptcy.html) . Reservas não qualificadas .
42. Moldbug, Mencius (23 de abril de 2007). "Um manifesto formalista" (http://unqualified-reservations.blogspot.com/
2007/04/formalist-manifesto-originally-posted.html) . Reservas não qualificadas . Recuperado 21 de junho de
2015 .
43. Kling, Arnold (18 de julho de 2010). "Os Neo-Reacionários" (http://econlog.econlib.org/archives/2010/07/the_neo-
reactio.html) . EconLog . Biblioteca de Economia e Liberdade . Recuperado 21 de junho de 2015 .
44. Riggio, Adam (23 de setembro de 2016). "A violência da razão pura" (https://social-epistemology.com/2016/09/2
3/the-violence-of-pure-reason-neoreaction-a-basilisk-adam-riggio/) . Social Epistemology Review & Reply
Collective.
45. Bokhari, Allum e Yiannopoulos, Milo (29 de março de 2016). "Um Guia do Conservador do Estabelecimento do
Alt-Direito" (http://www.breitbart.com/tech/2016/03/29/an-establishment-conservatives-guide-to-the-alt-right/) .
Breitbart.
46. Land, Nick (22 de maio de 2015). "Putsch" (http://www.xenosystems.net/putsch/) . De fora para dentro.
47. "The Hestia Society for Social Studies" (https://sydneytrads.com/2015/01/27/the-hestia-society-for-social-studies/)
. SydneyTrads.

https://en.wikipedia.org/wiki/Dark_Enlightenment 8/10
06/02/2018 Dark Enlightenment - Wikipedia

48. Johnson, Eliana (7 de fevereiro de 2017). "O que Steve Bannon quer que você leia" (http://www.politico.com/mag
azine/story/2017/02/steve-bannon-books-reading-list-214745) . Politico.
49. Beam, Alex (18 de junho de 2015). "O direito de ser estúpido" (https://www.bostonglobe.com/opinion/2015/06/17/t
he-right-stupid/co8uvp1VN8G6aSVZDCUbzN/story.html) . Boston Globe.
50. Haider, Shuja (28 de março de 2017). "A escuridão no final do túnel: inteligência artificial e neoração" (https://ww
w.viewpointmag.com/2017/03/28/the-darkness-at-the-end-of-the-tunnel-artificial-intelligence-and-neoreaction/) .
Viewpoint Magazine.
51. Taylor, Meter A. (28 de janeiro de 2015). "Uma introdução suave a Mencius Moldbug's" Uma introdução gentil
para reservas não qualificadas " " (http://home.earthlink.net/~peter.a.taylor/moldbug.htm) .
52. Castillo, Andrea (29 de julho de 2014). "Uma introdução suave para Neoreaction (para libertários)" (https://theuml
aut.com/a-gentle-introduction-to-neoreaction-for-libertarians-17d5bfdc4de9) . O Ümlaut.
53. Dourado, Eli (20 de agosto de 2014). "O que Neoreaction não entende sobre a democracia" (https://theumlaut.co
m/what-the-neoreaction-doesnt-understand-about-democracy-c418bfecf6b2) . O Ümlaut.
54. Gray, Rosie (28 de dezembro de 2015). "Como 2015 alimentou a ascensão do movimento Freewheeling, White
Nationalist Alt Right" (https://www.buzzfeed.com/rosiegray/how-2015-fueled-the-rise-of-the-freewheeling-white-na
tionali) . BuzzFeed . Recuperado 2016-08-09 .
55. Anissimov, Michael (3 de junho de 2016). "Por que a substituição de Neoreaction com o Alt Right era uma coisa
boa" (https://medium.com/@Burzenland/why-the-replacement-of-neoreaction-with-the-alt-right-was-a-good-thing-
68e0206d2b22) . Médio.
56. Goldhill, Olivia (18 de junho de 2017). "A filosofia neofascista que sustenta os altíssimos e os tecnófilos do Vale
do Silício" (https://qz.com/1007144/the-neo-fascist-philosophy-that-underpins-both-the-alt-right-and-silicon-valley-
technophiles/) . Quartzo.
57. Jorjani, Jason Reza (20 de setembro de 2017). "Por que eu deixei o Alt-Direito" (https://jasonrezajorjani.com/blog/
2017/9/20/why-i-left-the-alt-right) .
58. Sigl, Matt (2 de dezembro de 2013). "A Iluminação das Trevas: O Movimento de Internet assustador que você
deveria tomar seriamente" (https://web.archive.org/web/20131217072334/http://www.vocativ.com/12-2013/dark-e
nlightenment-creepy-internet-movement-youd-better-take-seriously/) . Vocativ . Arquivado no original (http://www.
vocativ.com/12-2013/dark-enlightenment-creepy-internet-movement-youd-better-take-seriously/) em 17 de
dezembro de 2013.
59. LaLiberte, Bryce (8 de novembro de 2013). "Não é racista para buscar uma 'saída ' " (http://dailycaller.com/2013/
11/08/its-not-racist-to-seek-an-exit/) . Daily Caller.
60. Hart, Alexander (21 de abril de 2016). "Voxplaining the Alt Right" (https://www.amren.com/news/2016/04/voxplaini
ng-the-alt-right/) . Renascimento americano.
61. Milton, Ash (20 December 2014). "An Introduction To The European New Right" (http://www.socialmatter.net/201
4/12/20/introduction-european-new-right/). Social Matter.
62. Dohac, Dalibor (6 August 2014). "Europe's Neoreaction Is Scarier than You Think" (https://www.cato.org/publicati
ons/commentary/europes-neoreaction-scarier-you-think). Umlaut.
63. Brin, David (30 November 2013). " "Neo-Reactionaries" drop all pretense: End democracy and bring back lords!"
(https://ieet.org/index.php/IEET2/more/brin20131130). Institute for Ethics and Emerging Technologies.
64. Sullivan, Andrew (30 April 2017). "Why the reactionary right must be taken seriously" (http://nymag.com/daily/intel
ligencer/2017/04/andrew-sullivan-why-the-reactionary-right-must-be-taken-seriously.html). New York Magazine.
65. Moldbug, Mencius (2 July 2008). "OLXII: what is to be done?" (http://unqualified-reservations.blogspot.com/2008/
07/olxii-what-is-to-be-done.html). Unqualified Reservations.
66. Evans, Jon (19 July 2014). "Eigenmorality And The Dark Enlightenment" (https://techcrunch.com/2014/07/19/eige
nmorality-and-the-dark-enlightenment/). TechCrunch.
67. "Why Grey Enlightenment?" (http://greyenlightenment.com/sample-page/). Grey Enlightenment.
68. Cowen, Tyler (6 June 2016). "What is neo-reaction?" (http://marginalrevolution.com/marginalrevolution/2016/06/w
hat-is-neo-reaction.html). Marginal Revolution.
69. Mace, Roger (25 June 2016). "Neoreaction (NRx) is Still Conspiring to Abolish the White Race" (http://www.reneg
adetribune.com/neoreaction-nrx-still-conspiring-abolish-white-race/). Renegade Tribune.
70. Yuray, Mark (23 February 2015). "Neoreaction is a Jewish Conspiracy to Thwart the Incipient National Socialist
Revolution" (http://www.socialmatter.net/2015/02/23/neoreaction-jewish-conspiracy/). Social Matter.

https://en.wikipedia.org/wiki/Dark_Enlightenment 9/10
06/02/2018 Dark Enlightenment - Wikipedia

External links

Works
Alexander, Scott. "The Anti-Reactionary FAQ" (http://slatestarcodex.com/2013/10/20/the-anti-reactionary-faq/).
Detailed critique of neoreaction.
Hestia Society. "The Compendium" (http://www.socialmatter.net/the-compendium/). Social Matter. Glossary of
NRx concepts and terms.
Land, Nick. "The Dark Enlightenment" (http://www.thedarkenlightenment.com/the-dark-enlightenment-by-nick-lan
d/). Summary of Dark Enlightenment ideas.
Yarvin, Curtis. "Unqualified Reservations" (http://unqualified-reservations.blogspot.com/). Neoreactionary blog
started under the nom de plume Mencius Moldbug.
Yarvin, Curtis. "An open letter to open-minded progressives" (http://unqualified-reservations.blogspot.com/2008/0
4/open-letter-to-open-minded-progressives.html). 100,000-plus-word book.

Magazines and blogs


Donald, James A. "Jim's Blog" (https://blog.jim.com/). Postlibertarian blog.
Foseti (https://foseti.wordpress.com/), neoreactionary critic.
Franklin, Warg and Lee, Harold. "The Future Primaeval" (http://thefutureprimaeval.net/). Pacifist-oriented
neoreactionary approach.
spandrell. "Bloody Shovel" (https://bloodyshovel.wordpress.com/).
O Clube Thomas Carlyle para jovens reacionários. " Radish " (https://radishmag.wordpress.com/) . Revista
neorrelacionária de Satirical.

Listas de leitura
Sociedade Hestia. "O melhor de Neoreaction" (http://neoreaction.net/bestofnrx.html) .
Northerner grátis. "Lista de Leitura da Iluminação das Trevas" (http://freenortherner.com/dark-enlightenment-readi
ng-list/) .
Tiempos de Reação. "Recursos" (http://neorxn.com/resources/) .
"Neoreactionary Canon" (https://jbboehr.github.io/NeoreactionaryCanon.epub/NeoreactionaryCanon.pdf) (PDF) .

Retrieved from "https://en.wikipedia.org/w/index.php?title=Dark_Enlightenment&oldid=823347778"

Esta página foi editada por última vez em 31 de janeiro de 2018, às 18h38.

O texto está disponível sob a licença Creative Commons Attribution-ShareAlike ; podem ser aplicados termos
adicionais. Ao usar este site, você concorda com os Termos de Uso e Política de Privacidade . Wikipedia® é uma
marca registrada da Wikimedia Foundation, Inc. , uma organização sem fins lucrativos.

https://en.wikipedia.org/wiki/Dark_Enlightenment 10/10