Você está na página 1de 37

USO DA COR NO DESIGN

Universidade Federal do Rio Grande do Norte


CCHLA – Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes
DEART – Departamento de Artes

Estudo da Cor no Design


Uso da cor na Sinalização

Componentes:
Amanda de Lima Cabral
Augusto Serquiz
Cyntia Vale
Ellen Pontes
Tatiana Azevedo
Yara Cortez
As cores estão presentes em nossa vida de forma intrínseca e sutil.
Com rotinas cada vez mais agitadas, as pessoas acabam sem dar a devida
importância a utilização de cores nos mais diversos aspectos de nossas
vidas.
Quando se faz um trabalho de cores dentro da sinalização, muitos
pontos fundamentais devem ser levados em conta. Como locais de
grande movimentação recebem pessoas de todas as partes do mundo, é
importante que haja uma padronização de cores em substituição à
linguagem verbal, como meio de abranger o maior número de usuários.
A pregnância desses meios de sinalização está diretamente
relacionada com conceitos fundamentais previamente estudados.
Elementos como o contraste entre as cores, kerning dos caracteres e
pictogramas de qualidade, irão definir o nível de compreensão que será
estabelecido entre o usuário e a informação.
Neste trabalho, buscamos fazer um apanhado de informações sobre
a aplicação das cores na sinalização e como estas se apresentam, além
de mostrar sua importância no cotidiano.
 Interna
 Externa

 Horizontal
 Vertical
 sinalização direcional
 Emergencial
 totens de entrada, saída e direcionais
 painel informativo de serviços
pórticos
 way findings
 identificações para espécies vegetais e
 arbóreos e animais
 sinalização de fachadas
Sinalização de fachada
Way findings
Pórtico
 Cor quente, ativa o sistema nervoso, estimulando as funções
físicas → Sensação de atividade e de vontade = mensagem
subliminar da sobrevivência básica: “lute ou fuja”;

 Devido a tais características de estímulo, o vermelho é utilizado


em equipamentos de proteção e combate a incêndios → Provoca
impacto visual e uma tensão instintiva (cor do sangue);

 Mesmo denotando perigo e força, NÃO deve ser usado na


indústria para assinalar perigo, por ter pouca visibilidade
comparada ao Laranja e ao Amarelo. Mas muito usado na
sinalização de trânsito;
 Caixa de alarme de incêndio;
 Hidrantes e bombas de incêndio;
 Sirene de alarme;
 Caixas com cobertores
 Extintores, localizações e indicações;
 Localização de mangueiras e mangueira de acetileno;
 Baldes de areia ou água;
 Tubulações, válvulas e hastes do sistema de aspersão de água;
 Transporte dos bombeiros;
 Rede dos “Sprinklers” em prédios ou residências.
USO DO VERMELHO EM CASOS EXCEPCIONAIS

 Nas luzes colocadas em barricadas;


 Em tapumes de construção e outras obstruções temporárias;
 Em botões interruptores de circuitos elétricos para paradas de
emergência.
 Cor clara e quente → ativa o sistema nervoso, estimulando as
funções cerebrais e musculares – inclusive o coração → Ajuda na
capacidade de decisão e auxilia na circulação sanguínea;

 Devido a tais características de estímulo e iluminação, o amarelo –


junto com o preto - é muito usado na sinalização (tanto de direção
quanto de informação) → Boa VISIBILIDADE.
 Indicar gases não liqüefeitos;

> Simbolizando a necessidade de cuidado e atenção (reforçado com o preto),


assinalando lugares possíveis de tropeçar ou em equipamentos que se deslocam,
como:
 Partes baixas de escadas móveis;
 Corrimões, parapeitos, pisos e partes inferiores de escadas que apresentem riscos;
 Espelhos de degraus de escadas;
 Bordos desguarnecidos de aberturas no solo e de plataformas que não possam ter corrimões;
 Bordas horizontais de portas de elevadores que se fecham verticalmente;
 Faixas no piso de entrada de elevadores e plataformas de carregamento;
 Meios-fios;
 Corredores sem saída;
 Vigas colocadas à baixa altura.
 Cabines, caçambas,guindastes, escavadeiras...;
 Empilhadeiras, Tratores,Vagonetes, reboques...;
 Fundos de letreiros e avisos de advertência;
 Bandeiras como sinal de advertência (combinado ao preto).
 Pilastras, vigas, postes, colunas e partes salientes da estrutura e equipamentos em que se possa
esbarrar;
 Cavaletes, porteiras e lanças de cancela;
 Comandos e equipamentos suspensos que ofereçam riscos.
 Pára-choque para veículos de transporte pesados, com listras pretas.
 Junção do Amarelo e do Vermelho → Cor quente que além de
ativar o sistema nervoso, também estimula o sistema respiratório
→ Expressa vitalidade e entusiasmo, estimulando a comunicação,
o movimento e a iniciativa.

 Utilizado para assinalar ATENÇÃO, por ter uma boa visibilidade


(juntamente com o Branco e o Preto);
 Tubulações contendo ácidos;
 Partes móveis de máquinas e equipamentos;
 Partes internas removíveis ou abertas das máquinas;
 Faces internas de caixas protetoras de dispositivos elétricos;
 Faces externas de polias e engrenagens;
 Botões de arranque de segurança;
 Dispositivos de cortes,bordas de serras, prensas.
 Junção de todas as cores → Branco em contraste com
outras cores = Iluminação;

 Cor auxiliar → Muito utilizado na sinalização com o laranja,


o vermelho, o azul e o verde.
Além do contraste com outras cores, é usado em:

 Passarelas e corredores de circulação por meio de faixas (localização e largura);


 Direção e circulação por meio de sinais;
 Localização e coletores de resíduos;
 Localização de bebedouros;
 Áreas em torno dos equipamentos de socorro de urgência, de combate a incêndio
ou outros equipamentos de emergência;
 Área destinadas à armazenagem;
 Zonas de segurança.
Em sinalização de segurança:
• Deve ser usado para Empregado para indicar as canalizações de
inflamáveis e combustíveis de alta viscosidade (ex.: óleo lubrificante,
asfalto,óleo combustível, alcatrão, piche, etc...)
• Poderá ser utilizado em substituição ao branco ou combinado a esse
quando condições especiais exigirem.
• Utilizado em placas de informação,
indicando localização por exemplo de
banheiros, restaurantes e etc.

Em sinalização de Segurança:
• Deve ser usado para indicar Cuidado!
• Empregado em avisos de movimentação
de equipamentos que deverão
permanecer fora de serviço;
• Prevenção contra movimento acidental
de qualquer equipamento de
manutenção;
Verde

•É usado em placas de estradas

•Em sinalização de Segurança:


• Deve ser usado para indicar Segurança;
• Canalização de água;
• Caixas de equipamentos de socorro
de urgência;
• Caixa contendo máscaras contra gases;
• Chuveiros de segurança;
• Macas;
• Quadros de segurança;
• Emblemas de segurança;
• Dispositivos de segurança;
• Mangueiras de Oxigênio;
Em sinalização de Segurança:
Deve ser usado para indicar perigo de
radiação eletromagnéticas
penetrantes provenientes de partículas
nucleares em locais onde tenham sido
enterrados materiais radiativos, portas
ou aberturas de acesso a áreas com
Radiatividade, recipientes de materiais
radiativos ou de refugos
de materiais e equipamentos
contaminados.
RESOLUÇÃO CONAMA N° 275 DE 25 DE ABRIL 2001
O CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE-CONAMA, no uso das atribuições que lhe
conferem a Lei no 6.938, de 31 de agosto de 1981, e tendo em vista o disposto na Lei
no 9.605, de 12 de fevereiro de 1998, e no Decreto no 3.179, de 21 de setembro de
1999, e Considerando que a reciclagem de resíduos deve ser incentivada, facilitada e
expandida no país, para reduzir o consumo de matérias-primas, recursos naturais
não-renováveis, energia e água;
Lilás e Cinzas

CinzaClaro
Lilás Usado para identificar
canalizações em Vácuo .
O lilás deverá ser usado CinzaEscuro
para indicar canalizações Usado para identificar
que contenham álcalis eletrodutos.
(bases),
Por exemplo: NaOH – soda
cáustica. Reciclagem CINZA:
As refinarias de petróleo resíduo geral não
poderão utilizar o lilás para reciclável ou misturado,
a identificação de ou contaminado não
lubrificantes. passível de separação
Alumínio e Marrom

Alumínio - Será utilizado em canalizações contendo


gases liqüefeitos, inflamáveis e combustíveis de baixa
viscosidade
Por exemplo: óleo diesel, gasolina, querosene, óleo
lubrificante, etc..).

Marrom - Pode ser adotado a critério da empresa,


para identificar qualquer fluído não identificável
pelas demais cores.

Reciclagem MARROM: resíduos orgânicos


Um projeto de sinalização deve levar em consideração:
 Visibilidade
 Legibilidade
 Leiturabilidade
 Compreensibilidade

Trabalhando subsistemas pertinentes, como:


 Sistema gráfico: Escolha da cor, tipografia, pictogramas → Observar contraste de
figura e fundo e a harmonização das cores
 Sistema de informações: Priorização das informações mais importantes →
Analisar se o suporte de sinalização se destaca no ambiente (impacto positivo) e
se é adequado à circulação das pessoas no ambiente → Acessibilidade e
segurança
 http://www2.dbd.puc-rio.br/pergamum/tesesabertas/0510328_07_cap_04.pdf;
 Material distribuído em sala de aula;
 http://www.ogerente.com.br/novo/colunas_ler.php?canal=13&canallocal=45&canalsu
b2=183&id=2344;
 www.higieneocupacional.com.br/download/sinalizacao-moacir.ppt
 www.cpsol.com.br/.../CORES%20NA%20SINAL%20DE%20SEG%20%20ARTIGO%20C
OSMO%20REVISTA%20CIPA.pdf;
 www.guiatrabalhista.com.br/.../cores_segtrabalho.htm;
 FRASER, Tom. O guia completo da cor/Tom Fraser e Adam Banks; Tradução de Renata
Bottini. – São Paulo: Editora Senac São Paulo, 2007;
 MUSTIENES,Carlos. HILLAND, Thomas. Colors Signs. Koln. – Editora Taschen, 2006.