Você está na página 1de 22

Microsoft word

O Word é um software que possibilita a criação de documentos em um computador. Você pode usá-lo para criar textos usando ilustrações ou
fotografias coloridas como imagens ou plano de fundo, além de adicionar figuras como mapas e tabelas. Além disso, o Word oferece vários
recursos auxiliares para a criação de texto, para que você possa concluir documentos de negócios, como artigos ou relatórios, facilmente.
Também é possível imprimir endereços em cartões postais ou envelopes.

1. Barra de título: exibe o nome de arquivo do documento que está sendo editado e o nome do software que você está usando.Botão Office:
clique nesse botão quando estiver usando comandos básicos, como Novo, Abrir, Salvar como, Imprimir e Fechar.
2. Barra de Ferramentas de Acesso Rápido: os comandos usados com freqüência, como Salvar e Desfazer, estão localizados aqui. Você
também pode adicionar os seus comandos favoritos.
3. Faixa de Opções: os comandos necessários para o seu trabalho estão localizados aqui. A Faixa de Opções corresponde a "Menus" ou "barras
de ferramentas" em outros softwares.
4. Janela de Edição: mostra o documento que você está editando.
5. Botões de Exibição: permitem alterar o modo de exibição do documento que você está editando, para atender às suas necessidades.
6. Barra de Rolagem: permite alterar a posição de exibição do documento que você está editando.
7. Controle Deslizante de Zoom: permite alterar as configurações de zoom do documento que você está editando.
8. Barra de Status: exibe informações sobre o documento que você.
A formatação de texto está disponível principalmente em Fonte, na guia Inícioda Faixa de Opções.

Consulte a tabela a seguir para conhecer os nomes e as principais funções dos botões exibidos na Faixa de Opções.

Botão Nome Função

Fonte Altera a fonte.

Tamanho da Fonte Altera o tamanho do texto.

Aumentar Fonte Aumenta o tamanho do texto.


Reduzir Fonte Diminui o tamanho do texto.

Limpar Formatação Limpa toda a formatação do texto selecionado,


deixando apenas o texto sem formatação.

Borda do Caractere Aplica uma borda ao redor de um conjunto de


caracteres ou de uma frase.

Negrito Aplica negrito ao texto selecionado.

Itálico Formata o texto selecionado em itálico.

Sublinhado Desenha uma linha sob o texto selecionado.

Tachado Desenha uma linha pelo meio do texto selecionado.

Subscrito Cria pequenas letras abaixo da linha de base do texto.

Sobrescrito Cria pequenas letras acima da linha do texto.

Maiúsculas e Altera todo o texto selecionado para MAIÚSCULAS,


Minúsculas minúsculas ou outras formatações comuns de
maiúsculas e minúsculas.

Cor de Realce do Faz o texto parecer como se tivesse sido marcado com
Texto um marca-texto.

Cor da Fonte Altera a cor do texto.

Sombreamento do Sombreia o plano de fundo de uma linha inteira. Isso se


Caractere chama de sombreamento de caractere.

Alinhar Texto à Alinha o texto à esquerda.


Esquerda

Centralizar Centraliza o texto.

Alinhar Texto à Alinha o texto à direita.


Direita
Justificar Alinha o texto às margens esquerda e direita,
adicionando espaço extra entre as palavras, se
necessário.

A guia Inserir possui algumas das principais tarefas que você necessita para criar seu documento no Word 2007. São elas: Páginas, Tabelas,
Ilustrações, Links, Cabeçalho, Texto e Símbolos.

Vejamos as funcionalidades da guia Inserir:


Páginas:
– Folha de Rosto: Permite inserir uma folha completamente formatada para personalizar os títulos, autor,etc
– Página em Branco: Insere uma página em branco na posíção do cursor do mouse
– Quebra de Página: Permite iniciar a próxima página na posição do cursor do mouse
Tabelas
– Tabela: Permite que você crie e personalize tabelas
Ilustrações
– Imagem: Insere imagem do arquivo local do computador
– Clip-art: Insere clipart no documento possuindo fotos, desenhos, filmes, etc
– Formas: Permite inserir formas em linhas, retângulos, símbolos de fluxo-gramas, etc
– SmartAd: Permite inserir elemento gráfico como listas gráficas, diagramas de processo, etc
– Gráfico: Permite criar gráficos em vários formatos
– Instantâneo: Ferramenta de captura de screenshots
Links
– Hiperlink: Insere links para páginas web, imagens, etc
– Indicador: Ferramenta para atribuir um nome a ponto específico no documento
– Referência Cruzada: Permite criar referências como "Vá para o item" para títulos, tabelas, etc
Cabeçalho e Rodapé
– Cabeçalho: Permite personalizar o cabeçalho de todas as páginas do documento uma única vez
– Rodapé: Permite personalizar o rodapé de todas as páginas do documento uma única vez
– Número de Página: Insere o número de páginas no documento
Texto
– Caixa de Texto: Insere uma caixa de texto pré-formatada
– Partes rápidas: Insere trechos de conteúdo reutilizável como autotexto, propriedades do documento, etc
– WordArt: Ferramenta para inserir texto decorativo no documento
– Letra Capitular: Ferramenta para destacar uma letra do texto
– Linha de Assinatura: Linha identificável para assinaturas para parceiros certificado da Microsoft
– Data e Hora: Permite inserir data ou hora atual no documento
– Objeto: Ferramenta para inserir outros arquivos do seu computador como objeto
Símbolos
– Equação: Permite que você desenvolva equações e insira no documento
– Símbolo: Ferramenta para inserir símbolos que não consta no seu teclado
Você poderá inserir essas funcionalidades ou as principais ao seu gosto na barra de acesso rápido do Word 2007 para que facilite suas tarefas
e acelere o desenvolvimento do seu documento.
Usar um preenchimento de forma personalizado
Você pode preencher uma forma selecionada (como marcadores de dados, títulos, rótulos de dados ou uma legenda) com uma cor sólida,
uma gradação, uma imagem ou uma textura. Não é possível usar o preenchimento de forma para formatar linhas em um gráfico (como linhas
de grade, eixos, linhas de tendência ou barras de erros).
1. Em um gráfico, clique no elemento de gráfico que deseja alterar ou faça o seguinte para selecioná-lo em uma lista de elementos de gráfico:
1. Clique em um gráfico.
O recurso Ferramentas de Gráfico será exibido, com as guias Design, Layoute Formatar.
1. Na guia Formatar, no grupo Seleção Atual, clique na seta ao lado da caixa Elementos do Gráfico e, em seguida, clique no elemento de
gráfico que deseja usar.
1. Na guia Formatar, no grupo Estilos de Forma, clique em Preenchimento da Forma.
1. Siga um destes procedimentos:
 Para usar outra cor de preenchimento, em Cores do Tema ou Cores Padrão, clique na cor que deseja usar.
DICA Antes de aplicar outra cor, você poderá visualizar rapidamente como ela afetará o gráfico. Quando você apontar para as cores que
possivelmente usará, o elemento de gráfico selecionado será exibido com essa cor no gráfico.
 Para remover a cor do elemento de gráfico selecionado, clique em Sem Preenchimento.
 Para usar um cor de preenchimento que não esteja disponível em Cores do Tema ou Cores Padrão, clique em Mais Cores de
Preenchimento. Na caixa de diálogo Cores, especifique a cor desejada na guiaPadrãoou Personalizada e clique em OK.
As cores de preenchimento personalizadas que você cria são adicionadas a Cores Recentes para que você possa utilizá-las novamente.
 Para preencher a forma com uma imagem, clique em Imagem. Na caixa de diálogo Inserir Imagem, clique na imagem que deseja usar e
clique em Inserir.
 Para usar um efeito de gradação na cor de preenchimento selecionada, clique em Gradiente e, emVariações, clique no estilo de gradação
desejado.
Para obter estilos de gradação adicionais, clique em Mais Gradações e, na categoria Preenchimento, clique nas opções de gradação que
deseja usar.
 Para usar um preenchimento de textura, clique em Textura e, em seguida, clique na textura que deseja usar.
Para obter texturas adicionais, clique em Mais Texturas e, na categoria Preenchimento, clique nas opções de textura que deseja usar.
Usar um contorno de forma personalizado
Você pode alterar a cor, a largura e o estilo das linhas em um gráfico (como linhas de grade, eixos, linhas de tendência ou barras de erros) ou
criar bordas personalizadas para formas selecionadas (como marcadores de dados, títulos, rótulos de dados ou uma legenda).
1. Em um gráfico, clique no elemento de gráfico que deseja alterar ou faça o seguinte para selecioná-lo em uma lista de elementos de gráfico:
1. Clique em um gráfico.
O recurso Ferramentas de Gráfico será exibido, com as guias Design, Layoute Formatar.
1. Na guia Formatar, no grupo Seleção Atual, clique na seta ao lado da caixa Elementos do Gráfico e, em seguida, clique no elemento de
gráfico que deseja usar.
1. Na guia Formatar, no grupo Estilos de Forma, clique em Contorno da Forma.
1. Siga um destes procedimentos:
 Para usar outra cor de contorno, em Cores do Tema ou Cores Padrão, clique na cor que deseja usar.
 Para remover a cor de contorno do elemento de gráfico selecionado, clique em Sem Contorno.
OBSERVAÇÃO Se o elemento selecionado for uma linha, esta não poderá mais ser vista no gráfico.
 Para usar um cor de contorno que não esteja disponível em Cores do Tema ou Cores Padrão, clique em Mais Cores de Contorno. Na
caixa de diálogo Cores, especifique a cor desejada na guia PadrãoouPersonalizada e clique em OK.
As cores de contorno personalizadas que você cria são adicionadas a Cores Recentes para que você possa utilizá-las novamente.
 Para alterar a espessura de uma linha ou borda, clique em Espessura e, em seguida, clique na espessura da linha que deseja usar.
Para obter opções adicionais de estilo de linha ou borda, clique em Mais Linhas e, em seguida, clique nas opções que deseja usar.
 Para usar uma linha tracejada ou uma borda, clique em Traços e, em seguida, clique no tipo de traço que deseja usar.
Para obter opções de tipo de traço adicionais, clique em Mais Linhas e, em seguida, clique no tipo de traço que deseja usar.
 Para adicionar setas a linhas, clique em Setas e, em seguida, clique no estilo de seta que deseja usar. Você não pode usar estilos de seta em
bordas.
Para obter opções de estilo de seta ou borda adicionais, clique em Mais Setase, em seguida, clique na configuração de seta que deseja usar.
Trabalhando com WordArt
Você pode estilizar seus documentos do Word. Primeiro, acesse a guia “Inserir” e clicar na opção “WordArt”, que fica no grupo “Texto”.
Você verá um menu contendo diversos modelos. Basta escolher o que mais lhe agradar e clicar sobre ele.

Na tela exibida, escolha o tipo e tamanho da fonte, efeitos de negrito e itálico, escreva o texto desejado e clique em “Ok”.

Mesmo depois de inserido, é possível editar a WordArt. Basta selecioná-lo e utilizar o menu “Formatar”, que é habilitado somente quando a
arte é selecionada. Neste menu, você edita o texto, define espaçamento, aplica efeitos de sombra, efeitos tridimensionais e outros.
Também é possível selecionar um texto previamente inserido e convertê-lo em WordArt. Basta seguir o mesmo procedimento, porém com
um texto selecionado. Na tela de inserção, você verá que o texto previamente digitado já estará pronto para ser editado.

QUESTÕES PARA REVISÃO


O que faz o Microsoft Word?
1. Explique cinco comandos do grupo Fonte, na guia Inserir.
2. Explique cinco funcionalidades da guia Inserir.
3. O que faz o comando Negrito?
4. O que faz o comando Itálico?
5. O que faz o comando Sublinhado?
6. O que fazem os botões:

a)

b)

c)

d)
7. O que é WordArt?
8. Como inserimos uma WordArt?
9. Como editamos a WordArt?
10. Como inserimos Caixa de Texto?
11. Como inserimos Imagens?
12. Como inserimos ClipArt?
13. Como alteramos a cor de preenchimento de uma forma?
14. Como alteramos a cor de contorno de uma forma?

Windows Live Movie Maker


O Windows Live Movie Maker é um editor de vídeo que pode ser instalado em seu computador junto com o pacote de instalação do
Windows Live Essentials, com ele você pode editar seus vídeos, criar vídeos, gravar seus vídeos em DVD, criar um slide de fotos, adicionar
músicas no seu vídeo ou slide de fotos, e fazer qualquer criação em termos de vídeo ou fotos combinando vários efeitos, legendas, títulos e
créditos. O Windows Live Movie Maker também permite o envio de vídeo diretamente ao Youtube.
Hoje você vai aprender alguns passos básicos para começar a trabalhar com este aplicativo simples, mas que não deixa nada a desejar na
criação do seu primeiro vídeo.
Tutorial Windows Live Movie Maker
Confira abaixo, uma vídeo aula para começar a edição dos seus vídeos:
A seguir, você pode seguir o tutorial em texto com maiores detalhes sobre o que foi falado no vídeo acima.
Para iniciar seus trabalhos com o Windows Live Movie Maker, baixe o aplicativo clicando aqui, e instale-o em seu computador.
Abra o programa e clique em qualquer parte da área da direita do Windows Live Movie Maker (onde fica a linha do tempo), depois adicione
seus vídeos ou fotos, como preferir.
1º Passo
Reúnam um punhado de fotografias numa pasta no vosso Ambiente de Trabalho. Abram a pasta e clique em numa fotografia com o botão
direito do rato. Abre-se uma janela, escolham a opção “Abrir com” e a seguir “Windows Live Movie Maker”.
2º Passo: O programa abre e já la está a fotografia previamente escolhida.

3º Passo: Já temos a primeira imagem, agora vamos acrescentar outras clicando em “Adicionar vídeos e fotografias”.

4º Passo
Fazemos isto com todas as imagens que tínhamos na pasta e ficamos com um vídeo ao qual podemos acrescentar animações e efeitos
especiais. O Windows Live Movie Maker dispõe de uma grande variedade de efeitos; só temos o trabalho de escolher.
Nesta etapa é que o seu vídeo ganhará cara de produção personalizada, pois serão adicionados efeitos diversos nele.
Agora clique na aba ‘Efeitos Visuais’ para acessar estas opções. Note que há duas categorias acima da tela: ‘Transições’ e ‘Efeitos’.
As “Transições’ são efeitos que deixam os vídeos mais dinâmicos, mais interessantes e mais agradáveis para serem assistidos, pois chamam
bastante atenção.
Para fazer isso, escolha qualquer imagem e clique em uma das 3 opções disponíveis para aplicar, depois clique em ‘Play’ para ver como ficou.
Se não gostar do resultado, clique na mesma figura e escolha outra transição ou a primeira opção da lista para remover este efeito.
Para aplicar efeitos de cor (sépia, preto e branco, tons de cinza, etc), clique na aba ‘Efeitos’ e siga o mesmo procedimento citado acima.
Para a banda sonora, clicamos em “Adicionar música” e o próprio programa encarrega-se de procurar as músicas no nosso computador.

5º Passo
É necessário que a banda sonora esteja num formato compatível; recomendo o formato mp3.
Feito isto só temos de guardar o nosso filme. Para isso clicamos em “Guardar filme” e escolhemos a opção “Recomendado para este
projecto”. Agora é só esperar que o filme fique guardado; isto pode demorar algum tempo, dependendo do “peso” do filme.

Muito mais coisas podem ser feitas com o Windows Live Movie Maker. Com um pouco de vontade e persistência todos conseguem lá
chegar. É muito fácil trabalhar com este programa. Com algum estudo, ao fim de uma semana ficam habilitados a manipular vídeos e podem
enviá-los para sites de partilha como o Youtube, por exemplo.
6º Passo
Pode acontecer que tenhamos um filme gravado com câmera de filmar sobre uma paisagem, uma praia etc… esse filme certamente terá
alguns ruídos indesejáveis que queremos eliminar, ruído do vento, trânsito, animais… Existe um pequeno truque que nos permite eliminar
todos esses ruídos para mais tarde acrescentarmos uma banda sonora ao nosso gosto. Importamos o vídeo para o Windows Live Movie
Maker, clicamos “Editar”, de seguida em “Volume de vídeo” e reduzimos o volume para zero, como se vê no passo 3 da imagem abaixo.

7º Passo
Pomos o vídeo a correr e fazemos “Guardar filme”. O filme fica guardado no nosso computador sem qualquer som. Voltamos a importar esse
mesmo filme para o Movie Maker e agora sim, podemos adicionar uma banda sonora ao nosso gosto.
Em matéria musical, tenham cuidado com os direitos de autor. É conveniente não abusar.
Divisão e corte
Normalmente, os vídeos ou fotos são adicionados como um "Vídeo inteiro" na linha do tempo, isso faz com que todos os efeitos sejam
aplicados do início ao final do seu vídeo, para colocar efeitos em uma determinada área do vídeo, basta dividir seu vídeo em partes e
adicionar o efeito nas áreas que você dividiu.
Para dividir um vídeo, arraste o cursor sobre o vídeo na linha do tempo (que fica no lado direito do aplicativo) e selecione a área do vídeo
que deseja dividir.

Depois de selecionar a área desejada, clique em "Editar" e depois em "Dividir".

Para cortar o vídeo, basta selecionar a área dividida e pressionar a tecla "Delete" do seu teclado.

Criando títulos, créditos ou legendas


Para criar título, legenda ou crédito, basta clicar em "Página Iniciar" e escolher a opção desejada.

As legendas ou créditos, ficarão abaixo do vídeo na linha do tempo, para editar fonte, tamanho, transparência, cor e posicionamento das
legendas ou créditos no vídeo, basta dar dois cliques com o mouse sobre a parte desejada na linha do tempo.

Volume do vídeo
Para aumentar ou diminuir o volume do seu vídeo, basta dar dois cliques na área do vídeo que deseja e clicar em volume do vídeo, depois
disso, arraste o cursor para a direita (aumenta) ou para a esquerda (diminui o volume).
Adicionando uma música ao vídeo
Para adicionar música ao seu vídeo, clique em "Página Inicial" e escolha a opção "Adicionar uma música", escolha o arquivo de áudio
desejado.
Para alterar a música, basta dar dois clique sobre ela na linha do tempo, e alterar qualquer opção desejada.
As músicas ficarão acima do vídeo na linha do tempo.

Salvar o vídeo como um filme


Para salvar seu vídeo como um filme, basta clicar no menu superior do Windows Live Movie Maker e selecionar a opção "Salvar Filme".

Escolha a resolução desejada, o local onde deseja salvar seu vídeo e crie um nome para seu vídeo (opcional).
Quando o processo terminar, basta clicar em "Reproduzir" para reproduzir o vídeo que você criou, ou escolher a opção desejada.
Quando você terminar o seu vídeo, você ainda poderá salvar o projeto para adições ou edições posteriores.

QUESTÕES PARA REVISÃO

1. O que é o Windows Live Mivie Maker?


2. Como dividimos um vídeo em partes?
3. Como adicionamos videos e fotos em um filme?
4. Como criamos transições entre os vídeos ?
5. Como aplicamos efeitos no vídeo?
6. Como colocamos músicas em um filme?
7. Como eliminamos os ruídos de um filme?
8. Como colocamos título ou créditos em um filme?
9. Como ajustamos o volume de do filme?
10. Como salvamos o filme?
11. Como salvamos o filme como um vídeo?
Microsoft Excel–Noções básicas
O que é o EXCEL?
O Excel é um programa que nos permite criar planilhas inteligentes. Ele reconhece as informações digitadas e com elas realiza cálculos,
verificações, comparações, gráficos, tabelas e muito mais. Com o programa, podemos realizar em poucos segundos o que levaríamos horas
para fazer manualmente ou com o auxílio de outros equipamentos de cálculo.
O que pode ser feito no EXCEL?
O Excel pode ser útil para qualquer pessoa que possua um computador, seja ela profissional liberal, estudante, dona de casa, empresário ou
professor.
Observe como o programa pode ser útil em cada caso:
Escritórios de advocacia – cálculo de verbas trabalhistas, controle de processos, cadastro de clientes, agendador de tarefas, controle
financeiro.
Empresas – controle de estoque, gráficos de desempenho e lucro, formulários, recibos, faturas, quadro de funcionários e clientes.
Escolas – boletins, cálculo de médias, verificação de freqüência, relação de alunos aprovados e reprovados, gráficos de desempenho.
Pessoas – livro caixa, contas a pagar e a receber, agenda, aplicações financeiras. Condomínios – previsão orçamentária, controle de
inadimplência.
É enorme o número de pessoas que poderiam ser beneficiadas pelo uso do Excel, mas infelizmente a maioria delas ainda não conhece os
recursos dessa poderosa ferramenta de trabalho, que atualmente é encontrada em quase todos os computadores.

Excel – planilha escolar

Iniciando o Documento
Quando você cria uma planilha nova, a tela do computador é dividida em linhas e colunas, formando uma grade. A interseção de uma linha e
de uma coluna é chamada de célula. As linhas são numeradas seqüencialmente, as colunas são identificadas por letras também seqüenciais e
cada célula pela linha e coluna que a forma.
Uma célula pode conter números, texto ou fórmulas. Por exemplo, a célula A4 (na tela abaixo) contém o valor 10 e a célula D2 contém o
texto “Valor total”.
Em geral, informações da mesma categoria são digitadas em uma coluna (no exemplo, a coluna B é a descrição do produto vendido; a coluna
C é o valor unitário), mas essa estrutura não é rígida: você pode agrupar as informações por linha ou por outras formas mais convenientes
para o seu caso.

A possibilidade de usar fórmulas é o que diferencia um programa de planilha de uma calculadora. Quando colocamos uma fórmula em uma
célula, dizemos que o conteúdo dessa célula deve ser calculado em função dos valores contidos em outras células. Na planilha abaixo, o
preço total de uma venda é calculado multiplicando-
se o preço unitário pela quantidade vendida de produtos do mesmo tipo. Em nosso exemplo, a coluna A registra a quantidade de produtos e a
coluna C traz o preço unitário do produto. A coluna D mostra o preço total. O conteúdo de cada célula é calculado multiplicando-se os
valores da coluna A pelos valores da coluna C. Para que esse cálculo seja feito automaticamente, devemos digitar a fórmula =A4*C4 na
célula D4.
Quando modificamos o valor de A4, o valor de D4 é recalculado automaticamente de acordo com a fórmula registrada na célula.

Normalmente, uma planilha é criada em duas etapas. Primeiro você determina os itens que deseja calcular e as fórmulas a serem usadas para
fazer esse cálculo. Depois, na fase de utilização da planilha, é preciso digitar os valores correspondentes a cada item; os resultados serão
calculados automaticamente.
Aqui mostraremos como criar uma planilha, usando o programa Microsoft Office Excel 2007, mas o procedimento descrito aplica-se a
qualquer programa de planilha. Como exemplo, vamos fazer uma planilha para controlar o faturamento de uma empresa que vende apenas
quatro produtos. Embora as fórmulas sejam diferentes para cada planilha, o procedimento será sempre o mesmo.
Quando abrimos o Microsoft Office Excel 2007, já aparece um desenho básico de planilha na tela. Precisamos, então, organizar as
informações em linhas e colunas e determinar uma região para cada tipo de informação. No layout, apenas definimos onde cada informação
será colocada, mas ainda não a digitamos. No nosso exemplo, vamos registrar o faturamento de cada um dos quatro produtos, mês a mês. A
partir dessas informações, calcularemos:
O faturamento mensal de cada produto.
O faturamento anual de cada produto.
A planilha tem espaços reservados tanto para as informações que serão digitadas quanto para as que serão calculadas automaticamente. As
informações serão digitadas da célula B4 até a célula E15. Por exemplo, na célula B4 digitaremos o faturamento do mês de janeiro
correspondente a engrenagens; na célula C4, o faturamento de janeiro de parafusos; na célula B5, o faturamento de fevereiro de engrenagens,
e assim por diante, até o faturamento de dezembro de arruelas na célula E15. As informações da coluna F, sobre faturamento mensal total, e
as informações da linha 17, sobre o faturamento anual por produto, serão calculadas automaticamente.
Primeiro, vamos escrever as fórmulas para calcular o faturamento total mensal (coluna F). Fórmulas são equações que efetuam cálculos sobre
valores na planilha.
Uma fórmula se inicia com um sinal de igual (=). Por exemplo, a fórmula a seguir multiplica 2 por 3 e adiciona 5 ao resultado:
=5+2*3
Esse faturamento é a soma dos valores vendidos de cada produto.
Assim, o faturamento total de janeiro (célula F4) será a soma do faturamento de cada produto nesse mês (da célula B4 até a E4). Portanto, na
célula F4 digitaremos a seguinte fórmula:
Célula Fórmula
F4 =B4+C4+D4+E4
Isso indica para o programa de planilha que o valor de F4 será a soma os valores das células B4, C4, D4 e E4.

A fórmula da célula F5 é muito parecida com a fórmula da célula F4 e o mesmo acontece com todas as células, até F15.
Célula Fórmula
F4 =B4+C4+D4+E4
F5 =B5+C5+D5+E5
F6 =B6+C6+D6+E6
F7 =B7+C7+D7+E7
F8 =B8+C8+D8+E8
F9 =B9+C9+D9+E9
F10 =B10+C10+D10+E10
F11 =B11+C11+D11+E11
F12 =B12+C12+D12+E12
F13 =B13+C13+D13+E13
F14 =B14+C14+D14+E14
F15 =B15+C15+D15+E15
Como seria bastante trabalhoso digitar essa mesma fórmula 12 vezes, vamos copiá-la. Posicione o cursor sobre a célula F4. Abra a guia
Início e escolha o comando Copiar (CTRL + C); o computador copiará o conteúdo de F4. Selecione da célula F5 à F15. Para isso, clique
sobre a célula F5 e, mantendo o botão do mouse pressionado, arraste-o até a célula F15. Pressione a tecla ENTER. O programa percebe que a
fórmula mudou de linha e altera o seu conteúdo:
em vez de copiar =B4+C4+D4+E4 para todas as linhas, ele adequará a fórmula para cada linha. Assim, na célula F5 será escrito
=B5+C5+D5+E5; na célula F6, =B6+C6+D6+E6 e assim por diante.
O procedimento para calcular o faturamento anual de cada produto é bastante parecido com o anterior: o faturamento anual de engrenagens é
a soma
do seu faturamento em cada mês. Na célula B17, poderíamos digitar a seguinte fórmula:
Célula Fórmula
B17 =B4+B5+B6+B7+B8+B9+B10+B11+B12+B13+B14+B15

fonte: MICROSOFT EXCEL – Apostila. Roberto Oliveira Cunha

Formatando fontes em uma planilha


A formatação de fontes em uma planilha se dá da mesma forma que um editor de texto comum. Temos a fonte, o estilo da fonte, o tamanho,
cor, etc.
Fonte: Formato da letra que é identificado por um nome. Por exemplo: Arial, Comic Sans MS, Verdana, Wingdings, etc.
Estilo da fonte: Pequena variação da fonte. Exemplo: Negrito, Itálico, Negrito Itálico e regular ou normal.
Tamanho: Indica a altura da letra em medidas de pontos. Quanto mais pontos, maior o tamanho da letra.
Sublinhado: Formato da linha que irá abaixo do que está escrito. Pode ser uma linha dupla, simples, tracejada, pontilhada, etc.
Cor da fonte: A cor da letra. Pode-se escolher entre as pré-definidas ou pode-se criar uma por meio de combinações RGB. (Cores que
compõem os monitores – Vermelho, Verde e Azul)
Efeitos: São estilos de fonte utilizados com menos freqüência. Por exemplo: Subscrito, sobrescrito, tachado, etc.
Para fazer isso no Excel 2007: Basta selecionar a célula que deseja formatar. Clique na guia INÍCIO, tudo que necessitamos estará na parte
designada como fonte. Se quisermos vizualizar mais opções, clique nos detalhes (É um pequeno quadrado que fica ao lado direito da
identificação).

Mesclando células
Quando você mescla duas ou mais células horizontais ou verticais adjacentes, as células se tornam uma grande célula que é exibida em várias
colunas e linhas. O conteúdo de uma das células aparece no centro da célula mesclada, como mostrado no exemplo a seguir.
Para mesclar células, faça o seguinte:
1. Selecione uma ou mais células adjacentes a serem mescladas.
OBSERVAÇÃO Verifique se os dados que você deseja exibir na célula mesclada estão na célula superior esquerda do intervalo
selecionado. Somente os dados na célula superior esquerda permanecem na célula mesclada. Os dados em todas as outras células do intervalo
selecionado são excluídos.
1. Na guia Página Inicial, no grupo Alinhamento, clique em Mesclar e Centralizar.
As células serão mescladas em uma linha ou uma coluna, e o conteúdo das células será centralizado na célula mesclada. Para mesclar células
sem centralizar, clique na seta ao lado de Mesclar e centralizar e, em seguida, clique em Mesclar através ou Mesclar células.
OBSERVAÇÃO Se o botão Mesclar e centralizar não estiver disponível, as células selecionadas poderão estar no modo de edição. Para
cancelar o modo de edição, pressione ENTER.
1. Para alterar o alinhamento do texto na célula mesclada, selecione a célula e clique em um dos botões de alinhamento no
grupo Alinhamento na guiaInício.

ALTERAR A LARGURA DE UMA COLUNA:


Arraste a borda à direita do título da coluna até que a coluna fique com a largura desejada.
A largura da coluna exibida é o número médio de dígitos de 0 a 9 da fonte padrão ajustados em uma célula.
ALTERAR A ALTURA
Arraste o limite embaixo do título da linha até que a linha fique da altura desejada.

Responda:
1. O que é o Excel?
2. O que pode ser feito no Excel?
3. O que é uma célula?
4. As células no Excel são identificadas por letra e número (Ex. A3). O que significa a letra e o número no nome da célula?
5. O que é uma tabela?
6. O que significa mesclar um célula?
7. Como formatamos a fonte em uma célula?
8. Como ajustamos a largura de uma célula?
9. Como ajustamos a altura de uma célula?
10. O que é uma fórmula?
11. Como o Excel identifica uma fórmula em uma célula?

Criando apresentações com o Power Point30/05/2012


O PowerPoint é um software de criação e edição de apresentações de slides, sua interface permite aos usuários integração com outros
programas, como, MS WORD, MS EXCEL, ACCESS, já que sua aparência e ferramentas são muito parecidas, proporcionando assim um
aprendizado mais simples e empolgante.
Para abrir o Power Point, faça o seguinte:
 Clique no menu Iniciar
 Clique em Todos os Programas / Microsoft Office / Microsoft Office Power Point
Uma apresentação é tudo aquilo queremos mostrar para um público. Com as novas tecnologias à disposição hoje podemos mostrar um
conteúdo utilizando o computador. Então, o Power Point nos auxilia nessa tarefa, com suas ferramentas e recursos fantásticos. Apresentação
de Slides é uma ferramenta normalmente utilizada em palestras e reuniões. Tem como principal função, exemplificar o assunto abordado,
através de tópicos, gráficos, imagens, organogramas e pequenos textos
Antes de construirmos a apresentação no Power Point, devemos antes pensar como a apresentação vai ser. Por isso, pense nesses pontos:
1. Qual é o tema da minha apresentação?
2. Qual vai ser o foco da apresentação?
3. Quais serão os textos que serão utilizados?
4. Quais serão as imagens que serão utilizados?
Vale lembrar que uma apresentação não é um documento. Na apresentação você abordará o tema em forma de tópicos, ilustrá o tema com
fotos e imagens para que o público que assiste a apresentação consiga entender o que se quer apresentar. Nesse momento, você deverá fazer
um rascunho de como você vai montar essa apresentação.
Abaixo, a tela do Power Point:

Slide é o quadro que compõe a apresentação, são neles que


inserimos as informações, figuras, gráficos, tabelas, entre
outros itens. Evite colocar em seus slides grandes quantidades de texto, principalmente se este for utilizado em uma apresentação para uma
platéia. O excesso de texto torna a apresentação cansativa.
Para acrescentar slides em uma apresentação no Power Point:
1. Na guia Início, escolha o grupo Slides e clique em Novo Slide.

Agora que aprendemos a inserir slides, precisamos acrescentar um plano de fundo no slide. Plano de fundo é uma imagem ou textura que
aplicamos ao fundo do slide. Para inserir, faça o seguinte:
1. Clique na guia Design e observe a tela que aparece:

2. No grupo Temas, escolha o tema que mais lhe agradar;


3. Se quiser, você ainda pode alterar algumas características do tema escolhido. Clique no grupo Plano de fundo e clique em Estilos de Plano
de Fundo / Formatar plano de fundo e escolha entre os diversos efeitos oferecidos.
4. Ao escolher um tema, se você marcar a opção Aplicar a Tudo, o tema é automaticamente inserido em todos os slides.
5. Se quiser configurar cada slide individualmente, basta clicar no botão da janela Formatar Plano de Fundo.
Veja mais neste vídeo:
Agora, vamos exercitar. Vamos criar uma apresentação que fale sobre o tema “Cuidados com o computador”. Como vimos, antes de criar a
apresentação devemos pensar no tema.

1. Qual é o tema:
_____________________________________________________
2. Qual é o foco do tema:
______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
3. Selecione alguns textos e imagens na internet.
4. Qual vai ser a estrutura da apresentação?
SLIDE 1: CAPA
SLIDE 2: O que é o computador?
SLIDE 3: Por que o é importante cuidar do computador?
SLIDE 4, 5, 6: Alguns cuidados com o computador.

RESPONDA
O que faz o Power Point?
1. O que é uma apresentação?
2. O que é slide?
3. Como inserir slide?
4. O que é plano de fundo?
5. Como inserir um tema de design ?
6. O que devemos definir antes de criar a apresentação?

Transição e Animação Slides 30/05/2012


EFEITOS DE TRANSIÇÂO ENTRE SLIDES
As transições de slide são os efeitos semelhantes à animação que ocorrem no modo de exibição Apresentação de Slides quando você move
de um slide para o próximo.
É possível controlar a velocidade de cada efeito de transição de slides e também adicionar som. O Microsoft Office PowerPoint 2007 inclui
vários tipos diferentes de transições de slides, incluindo (mas não se limitando) as seguintes:
1 – Sem transição
2 – Persiana Horizontal
3 – Persiana Vertical
4 – Quadro Fechar
5 – Quadro Abrir
6 – Quadriculado na Horizontal
7 – Quadriculado na Vertical
8 – Pente Horizontal
9 – Pente Vertical
Para consultar mais efeitos de transição, na lista Estilos Rápidos, clicar no botão Mais , conforme mostrado no diagrama acima.

Adicionar a mesma transição de slides a todos os slides em sua apresentação:


1 – No painel que contém as guias Tópicos e Slides, clicar na guia Slides.
2 – Na guia Início, clicar na miniatura de um slide.
3 – Na guia Animações, no grupo Transição para Este Slide, clicar em um efeito de transição de slides.
4 – Para consultar mais efeitos de transição, na lista Estilos Rápidos, clicar no botão Mais.
5 – Para definir a velocidade de transição de slides, no grupo Transição para Este Slide, clicar na seta ao lado de Velocidade da Transição e,
em seguida, seleccionar a velocidade desejada.
6 – No grupo Transição para Este Slide, clicar em Aplicar a Tudo.
Adicionar diferentes transições de slides aos slides em sua apresentação:
1 – No painel que contém as guias Tópicos e Slides, clicar na guia Slides.
2 – Na guia Início, clicar na miniatura de um slide.
3 – Na guia Animações, no grupo Transição para Este Slide, clicar no efeito de transição de slides que você deseja para esse slide.
4 – Para consultar mais efeitos de transição, na lista Estilos Rápidos, clicar no botão Mais.
5 – Para definir a velocidade de transição de slides, no grupo Transição para Este Slide, clicar na seta ao lado de Velocidade da Transição e,
em seguida, seleccionar a velocidade desejada.
6 – Para adicionar uma transição de slides diferente a outro slide em sua apresentação, repetir as etapas 2 a 4.
Adicionar som as transições de slides
1 – No painel que contém as guias Tópicos e Slides, clicar na guia Slides.
2 – Na guia Início, clicar na miniatura de um slide.
3 – Na guia Animações, no grupo Transição para Este Slide, clicar na seta ao lado de Som de Transição e, em seguida, seguir um destes
procedimentos:
* Para adicionar um som a partir da lista, selecionar o som desejado.
* Para adicionar um som não encontrado na lista, selecionar Outro Som, localizar o arquivo de som que você deseja adicionar e, em seguida,
clicar em OK.
4 – Para adicionar som a uma transição de slides diferente, repetir as etapas 2 e 3.
(FONTE: http://www.tutoriais2000.com/2011/03/tutorial-transicao-de-slides-powerpoint.html)

ANIMAÇÃO DE OBJETOS
Vamos começar, primeiro desenhe TUDO o que tem que ter na sua animação, mesmo que isso se torne uma tremenda bagunça. Tudo se
ajeitará no final. No exemplo, vou usar as formas estrela e quadrado. O objetivo é fazer a estrela e o quadrado aparecerem um logo após o
outro e depois, fazer com que a estrela mova-se para dentro do quadrado:
Vamos agora na aba Animações e escolheremos a opção Animação Personalizada

Clicando no elemento que você deseja animar, o botão adicionar efeito fica tivo, nessa opção, temos quatro tipos de efeito: Os de Entrada, os
de Ênfase, os de Saída e as Trajetórias de Animação.

Como queremos que a estrela apareça, vamos escolher o menu “Entrada”. Na seta de expansão, podemo ver alguns efeitos básicos, mas ainda
há vários efeitos que você pode escolher, e inclusive pré-visualizar. Escolhi o efeito “Desaparecer”, que apesar desse nome, como é um efeito
de entrada, o objeto aparece.
Vejam, agora tem um efeito na lista de efeitos, e suas propriedades estão ativas.

Falaremos sobre essas propriedades adiante


Pronto, a estrela já está animada, agora é a vez do quadrado, escolha o mesmo efeito para ele pra não destoar da dinâmica da apresentação.
Assim teremos esta lista:

Como disse no começo, queremos que os dois apareçam ao mesmo tempo, o ícone do mouse indica que ele só aparecerá quando houve um
clique ou uma intervenção do teclado. Para isso, você pode clicar com o botão direito do mouse em cima do efeito do Retângulo e escolher

“Iniciar com o anterior”, ou usar a caixa de seleção em cima da lista chamada “Início”
Pronto, a primeira etapa está concluída. Para testar eu recomendo sempre iniciar a apresentação para ver se não tem nenhum erro. Só para
explicar: O número na frente do efeito na lista de efeitos, é a ordem na qual o efeito vai acontecer. A estrela indica o tipo de efeito e o nome é
o nome do objeto que você está animando.
Agora está na hora de fazer a estrela ir para dentrinho do quadrado. Clique na estrela e vá ao painel de animação e escolha no botão “Efeitos”
a Trajetória de Animação e selecione “Desenhar trajetória de animação” e logo depois “Linha”

Vai aparecer uma cruz de precisão na ponta do mouse, leve-a ao centro da estrela, clique e arraste para o centro do quadrado. A animação da
estrela se movendo irá acontecer imediatamente após o risco estar feito. Se a estrela/elemento que estiver animando se esconder sob o outro
elemento, selecione-o, vá até a aba que apareceu chamada “Formatar” em Ferramentas de Desenho e escolha a opção “Trazer para Frente” na
sessão “Organizar”.

Agora vêm a parte mais chata. Acontece que nem sempre essa trajetória fica onde deveria ou onde você deseja. Para solucionar isso, é
possível editar o ponto de partida e chegada do objeto, mover a trajetória com o Ctrl e as setas do teclado para ficar mais preciso ou até
redimensionar a trajetória

Desse modo, a estrela vai se encaixar perfeitamente no quadrado


Você pode utilizar várias ferramentas interessantes nas trajetórias de animação para valorizar o seu trabalho, dependendo do tema que você
estiver expondo.
(FONTE: Marcelo Timóteo
http://tragicomedia3.wordpress.com/2009/05/02/usando-animaes-no-powerpoint/)

EXERCÍCIOS 10. Como inserimos clip-art em um slide?


1. O que é efeito de transição entre slides? 11. O que é Word Art? Como inserimos um WordArt em um slide?
2. Como adicionamos a mesma transição de slides a todos os slides EXERCÍCIO
em sua apresentação? 1) Imagine que você e seu grupo montaram um projeto para uma
3. Como adicionamos diferentes transições de slides aos slides em feira de ciências e que, sem querer, um integrante de outro grupo
sua apresentação? roubou a ideia de vocês, produziu o mesmo projeto e o
4. Como adicionamos som às transições de slides ? apresentou primeiro na referida feira de ciências. Todos os
5. Como animamos objetos no Power Point? professores elogiaram o projeto deles e quando vocês foram
6. Explique os efeitos: a) Entrada b) Saída c) Ênfase d) apresentar o seu projeto, os professores os criticaram.
Trajetória de Animação a) Como você se sentiria?
7. Explique a diferença na ordem da apresentação: a) Ao Clicar b) b) O que você faria?
Com o anterior c) Após o anterior Se quiserem, podem deixar comentários.
8. Como visualizamos a apresentação em tela cheia? Até mais!
9. Como inserimos imagens em um slide?