Você está na página 1de 5

GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE PETRÓLEO

DISCIPLINA DE REFINO DE PETRÓLEO

TESTE DO TEOR DE ETANOL ANIDRO COMBUSTÍVEL NA GASOLINA


COMUM

Cleiton dos Santos Dantas


Danívia Endi Santana Souza
Lucas Miguel Silva dos Santos
Wagner dos Santos

Aracaju/SE
Outubro, 2017
Cleiton dos Santos Dantas
Danívia Endi Santana Souza
Lucas Miguel Silva dos Santos
Wagner dos Santos

TESTE DO TEOR DE ETANOL ANIDRO COMBUSTÍVEL NA GASOLINA


COMUM

Relatório referente à prática apresentada na


Turma E01, pelo Prof Nelson Antônio Sá
Santos da disciplina de Refino de Petróleo,
como pré-requisito para obtenção de nota
parcial.

Aracaju/SE
Outubro, 2017
Sumário

1. Resumo ..........................................................................................................................

2. Objetivos ........................................................................................................................

3. Materiais e Equipamentos ...........................................................................................

4. Métodos .........................................................................................................................

5. Cálculos .........................................................................................................................

6. Resultados .....................................................................................................................

7. Conclusão ......................................................................................................................

8. Bibliografia ....................................................................................................................
1. Resumo

As gasolinas comercializadas no Brasil são: gasolina A, sem etanol, vendida


pelos produtores e importadores de gasolina; e gasolina C, com adição de etanol anidro
combustível pelos distribuidores, vendida aos postos revendedores e em seguida ao
consumidor final. No posto revendedor, o consumidor pode escolher entre a gasolina
comum e a gasolina Premium. Essa última é mais cara e, em geral, destinada a veículos
de alto desempenho, pois possui um maior número de octano (ou “octanagem”),
permitindo que sejam submetidas a maiores taxas de compressão no motor.

Palavras chave: Gasolina; Etanol; Octanagem .

2. Objetivos e Fundamentos

Gerais:

 Deterninar o teor de álcool etílico presente na gasolina comum e aditivada;

Específicos:

 Comparar os valores obtidos;


 Identificar os erros que poderão afetar o resultado;
 Determinar a interferência do álcool na gasolina;

3. Materiais e Equipamentos

Os equipamentos necessários para a realização do experimento para determinar


o teor de álcool na gasolina comum e aditivada estão descritos abaixo:

 Provetas (3 por grupo);


 Gasolina Comum;
 Gasolina Aditivada;
 Solução saturada de NaCL 10%;

4
4. Métodos

Colocou-se 50 mL de gasolina em uma proveta de 100 mL graduada de boca


esmerilhada com tampa, invertendo e retornando verticalmente a garrafa para
homogeneizar a amostra. Em seguida, completou-se até 100 mL com a solução de NaCl
10%, homogeneizando por inversão por 10 vezes. Destampou-se assim a amostra para
aliviar a pressão e deixando em repouso por 15 minutos. Senso realizada a leitura de
volume entre as duas fases.

5. Cálculos

6. Resultados

7. Conclusão

8. Referências Bibliográficas

http://www.anp.gov.br/site/extras/defesaConsumidor/10dicas.asp

visto em: 20 de outubro de 2017

http://www.anp.gov.br/wwwanp/petroleo-derivados/155-combustiveis/1855-gasolina

visto em: 20 de outubro de 2017