Você está na página 1de 8

Idade média

Período medieval -> dívida em duas etapas -> alta idade média (séc. V a X) e baixa idade
média (séc. XI a XV).

Idade média: invasões bárbara e feudalismo( DEUS <-> CLERO > senhor feudal)

1) Invasões bárbaras

Característica dos povos germânico

 Sociedade: Sociedade sem estado (tribal e descentralizada)


 Economia: desenvolvimento da agricultura e do pastoreio, em função das
necessidades coletiva.
 Religião: adoravam força da natureza e acreditavam os guerreiros iriam para o
paraíso.
 Arte: ornamentação de objeto (armas, braceletes e anéis).
2) Penetração dos bárbaros no império romano do Ocidente
a. Migração (até v) -> atraídos pelas terras férteis e clima ameno
b. Invasões-> chegada humos foi fator de ordem externa que mais colaborou
para desencadear as invasões.
3) Feudalização europeia
a. Romanos: vilas (latifúndios), colonato (mão-de-obra presa à terra com direito
a parte da produção), fragmentação do poder político; cristianismo.
b. Germânico: economia agropastoril, direito consuetudinário, comitatus
(bando de guerra- relação de fidelidade mutua entre chefe e guerreiro/troca
de fidelidade).
c. Estamentos da sociedade feudal -> os indivíduos nasciam num determinado
estamento e dificilmente poderiam ascender a outro; tendiam a permanecer
sob a própria condição de nascimento.
 Clero/oratores: Condução da vida espiritual/ religiosa e educação.
 Nobre/belatores: elite agrária/ defesa da sociedade.
 Servos/laboratores: mão-de-obra preso a terra e sujeitos as
obrigações servis.
a) Obrigações servis
a. Corveias: obrigação de trabalhar nas terras do senhor feudal sem
direito ao que era produzido.
b. Talha: obrigação de entregar parte da produção no manso servil ao
seu senhor.
c. Banalidades: pagamento de impostos com produtos ou trabalho
pelo uso de instrumentos do senhor: ferramentas, moinhos,
armazéns.
d. Retribuições: os impostos compreendiam as obrigações servis que
podiam ser pagas em dinheiro ou em bens -> Capitação: pagamento
de imposto per capta dos familiares dos servos.
e. Mão morta: pagamento de imposto pelos filhos do servo morto para
que continuassem ocupando as terras fornecidas a seu pai pelo
senhor.
f.Prestação: o dever da hospitalidade. Consistia na obrigação do servo
de hospedar o senhor quando este viajasse pelos seus domínios
territoriais.
b) Poder político -> por laço de vassalagem-> suserano (senhor dava o feudo) e
vassalo (pessoa recebia o feudo->terra)
c) Economia do feudo: agricultura e criação de animais tendo o caráter
autossuficiente. Fazia rotação de cultura -> comércio sofreu atrofia.

Reino dos francos -> assumiram o papel protetor da igreja na Europa do ocidente após a
queda de Roma.

 Governado por duas dinastias -> merovíngios (séc V a VIII) e carolíngios (séc VIII a IX).
 Os reis merovíngios
a. Rei foi Clóvis (482 a 511) -> unificou os francos e converteu ao cristianismo.
b. A transição dos merovíngios para carolíngios-> ascensão de Paço Carlos
Martel
c. - Carlos Martel -> em 732 deteve o avanço árabe (batalha de Poltiers).
d. Ascensão dos majordomus (1 ministro) ->indolente o preguiçoso-> soberanos
merovíngios não assumiam as responsabilidades de governantes.
e. Pepino (o breve) -> venceu os lombardos na Itália e entregou seus territórios
a igreja. Depôs Childerico III o último rei merovíngio e fundou nova dinastia->
carolíngia.
 Os reis carolíngios
a. 800. foi o rei Carlos Magno Fez:
- Expandiu os domínios francos
- Dividiu o império em condados, ducados e marca e submeteu a nobre à
fiscalização.
- Estimulou o desenvolvimento cultural, fundação de mosteiros e escolas
(renascença carolíngia).

b. Decadência do império carolíngio

- Em 843 -> divisão do império (tratado de verdun)

- Busca apoio político e militar -> fragmentação do poder

- E autonomia da nobreza agrária.

- Invasões -> margiares, vikings e sarracenos.

 Formação das sociedades feudais do ocidente-> Século X foi fundada o sacro


império Romano Germânico, por Oto I (atual Alemanha-> germânico)

Civilização Bizantina

Origem do Império Bizantino

 Corresponde ao império Romano do oriente.


 Sede: Constantinopla -> Bem localizada em termos comerciais (fica entre Egeu e
negro).

Era de Justiniano
 Justiniano-> expandiu militarmente o império, governo absoluto (cesaropapismo).
 Deixou grande obra legislativo (código de Justiniano).
 Decadência política -> A morte de Justiniano -> foi dominada pelos turco otomanos.
 Vida econômica -> desenvolvimento do comercio favorecido pela localização. /setor
agrícola tinha concentração na latifúndio da igreja./ Controle do estado na
economia(comercio e artesanato).
 Vida cultural
i. Religião -> debate das questões religiosas. / Monofisismo -> Heresia
(combate a ideia de fé) / Iconoclastia (destruição de imagem religiosas)
ii. Criação da Igreja Ortodoxa (cisma do oriente em 1054).

Civilização islâmica

1) Arábia pré-islâmica
 Divisão geográfica da Arábia: do deserto habitava os beduínos (pastores
seminômades), Litoral pelos árabes urbano dedicados ao comércio e
indústria.
 Não uma unidade política entre árabes (pessoas tribais e descentralizada)
2) Maomé e sua religião
 Maomé fundou a religião muçulmana/ islâmica/maometana.
 Cuja a doutrina fixada no alcorão.
 Essa pregação monoteísta que incomodou a tribo coraixita que vivia do
comércio em torno da peregrinação religiosa a meca onde localizavam a
caaba e ídolos.
 Islamismo-> crer em Alá o deus único e em Maomé o seu profeta/horar 5
vezes por dia/ ser generoso com pobre/ obedecer ao jejum durante o ramadã
e visita a Meca uma vez na vida.
 O início do islã
i. 622, a Hégira, a fuga de Maomé de Meca para Yatreb->Marca o início
do calendário islâmico.
ii. Conversão das tribos do deserto -> por meio da força militar.
iii. 630, a conquista de Meca e destruição dos ídolos da caaba-> marca o
início da civilização islâmica.
3) A expansão muçulmana
 Estado muçulmano -> a religião tornou possível a união dos árabes.
 Expansão do islã -> governado por califa (poder: religioso, político e militar).
 Expandiu por das guerras santas (djihad).
 Invasão sobre a península Ibérica-> destruindo o reino visigótico cristão->
domínio islão durou até 1492.
4) Vida econômica
 Comércio e indústria manufatureira / instrumento jurídico.
 Agricultura cultivava diferentes lavouras
5) Vida cultural
 Desenvolvimento (matemática, física, química e medicina)
 Literatura -/> fábulas e contos
 Arquitetura-> mesquita.

Ação da igreja e a cultura medieval

1) A igreja medieval -> tornou-se a maior instituição do feudalismo-> caracterizando-se:


 Maior proprietária de terra da Europa ocidental-> riqueza.
 Sólida hierarquia do papa sobre a criticidade.
 Hegemonia ideológica sobre a sociedade (por isso o homem preso a terra) e
funda no teocentrismo.
 Dita normas, regras de comportamento, pelo controle do aspecto culturais e
educação.
 Justifica a ordem social como sendo justa a vontade de Deus .
 Proibir as práticas do lucro e da usura-> exploração do homem.
 O poder político é elemento de unidade em mundo marcado pela
descentralização. -> refere ao feudo.
2) Organização do clero:
 Clero secular: convivia com fieis, contato com mundo (dai seculum) /
interesses matérias isso fez deixa de lado a doutrina religiosa pelo qual
alguns do clero ser contra essa pratica -> clero regular.
 Clero regular: afastado do mundo, recolhido em mosteiro, vivia estado de
obediência, pobreza e castidade. O mosteiro tornaria centro de vida cultural
e intelectual da idade média -. Econômico e política de peso.
3) Inquisição -> século XI e XIII
 A igreja católica viveu diversas mudanças.
 Sua excessiva concentração de poderes materiais
 Surgiu movimentos questionavam alguns dogmas cristão -> os heréticos
(cátaros, valdenses patrinos ...)
a) Heréticos
b) Condenavam a riqueza da igreja e não submetiam a autoridades
c) Foram combatidos com extrema violência -> após a organização do
tribunal do santo oficio.
d) A crise na igreja católica motivou a uma reforma pelo papa Gregório
VII -> século XI
e) Questão ou querela das investiduras
f) Henrique IV refere-se ao problema de a quem caberia o direito (ao
papa ou imperador) de nomear sacerdotes para cargos eclesiásticos.
g) O conflito -> imperador Oton I (S.I.R.G)->intervenção política nos
assuntos da igreja, fim de fortalecer seus poderes; funda o bispado
que nomeava seu titulares em troca da proteção que concedia ao
estado da igreja, passava exercer total controle sobre as ações do
papa-> perdendo autoridade espiritual.
h) GeorgeVII ->recuperaria a moral da igreja -> instituiu o celibato dos
sacerdotes (proibição do casamento).
i) Concordata de Worms 122-> foi: Caberia o papa a investidura
espiritual (anel e cruz) /o imperador investidura temporal (báculo).

4) Cruzadas-> foram 8 cruzadas.


Causas:
 Mentalidade guerreira da nobreza feudal motiva pelo interesse econômico
no oriente.
 Motivação religiosas em conquistar novos lugares (fieis) sagrados do
cristianismo.
 Consequência
a) Empobrecimento dos senhores feudais, fortalecimento da realeza e o
crescimento do comercio no oriente e intercâmbio cultural.

Fase da expansão (XV e XIII) -> ampliação agrícolas, renascimento comercial e o surgimento
da burguesia fortalecida. Contato com outros povos.

 Evolução técnica
 Modificação de relação trabalhista entre servo (revoltas) e senhores (reduções de
obrigações: talha, corveia e a adoção do sistema arrendamento).
 Ampliação do cultivo agrícola -> ocupação de novas áreas. -> produção -> charuda
(arado) peitoral, ferraduras e moinho-de-água.
 Renascimento comercial urbano-> crescimento demográfico/ desenvolvimento das
rotas de comércio. / Início da decadência do sistema agrícola-> pois agora é o
comércio.
 Nos cruzamentos das principais rotas terrestres -> surgiram as feiras.
 Nestas feira -> os senhores feudais viram uma fonte de renda-> cobravam impostos
dos mercadores em troca de livre transito e proteção.
 Próximo estas feiras e rota comerciais -> houve processo de formação das cidades
medievais -> os burgos.
 Quem habitava essa cidade era os burgos-> comerciante e artesão.
i. Essa cidade quebrava progressivamente os laços feudais.
ii. A medida que os habitantes compravam dos senhores feudais a carta de
franquia que dava liberdade ao domínio dos feudos.
iii. Houve a necessidade de guerra para conseguissem a liberdade passando a
ser dominadas comunas.
iv. Organização comercial dos artesões foi guilda -> defender os interesses,
regular o exercício, controlar a qualidade e fornecimento de produto.

Fase de contração (XIV e XV)-> crise econômica, peste negra, guerra dos cem anos, política e
religiosa.

 Crise econômica
i. Solo menos férteis;
ii. Clima desfavorável;
iii. Inadequação do cultivo;
iv. Escassez de alimento-> pessoas morriam de fome /grave subnutrição;
v. Altos preços dos alimento  baixo índice de produtividade.
 Peste negra
i. Enfraquecida pela fome grande parte da população.
ii. Tornou-se vulnerável à moléstia contagiosa.
iii. Transmitida pela forma bubônica (picada de pulga) /forma pulmonar -> hálit.
iv. Morreu um terço da população europeia.
 Crise política
i. Cruzada
ii. Guerra dos cem anos
a) Joana D´arc -> Lado Francês
b) Ela foi queimada na fogueira-> tornou-se uma verdadeira heroína
c) O exército Frances expulsou os ingleses de todo território
d) Isso prejudicou a vida econômica dos dois países
e) Empobrecimento da grande parte da nobreza feudal
f) Afinal da guerra o rei queria fortalecer poder -> permitindo a construção
de monarquia absoluta.
 Crise religiosa

i. Somadas já apontados
ii. Origem da transferência da sede do papado (1309) de Roma para cidade
francesa Avinhão.
iii. Insatisfação dentro igreja
iv. Cisma do ocidente (1378 a 1417)-> Um sediado em roma e outro em
Avinhão.
v. Durante o cisma proliferaram as heresias contra à doutrina da igreja.
vi. Também a pratica feitiçaria.
Vida cultural
 Educação: escolas nos mosteiros/ criação universidades
 Literatura: poesia épica e Lírica inspiradas nos valores cavalheiro.
 Filosofia: destaca -> Tomas Aquino-> harmonizar a fé com razão.
 Música: Gregório Magno -> canto gregoriano/ Guido dÁrezzo-> canção trovadoresca.
 Arquitetura: gótico e o romântico
 Pintura: representação humanizada de santos e de divindades católica.
 Ciencia: traduziram diversas obras árabe e gregas que influenciaram:
mat,fis,bio,astro,medici.