Você está na página 1de 3

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO-UNIVASF

Enfermagem 2017.2
Gerenciamento dos serviços de saúde e de enfermagem
Prof. Me. Marilúcia Bringel Costa

IVINA ISABEL DE MACEDO CAVALCANTI

RESENHA DE ARTIGO
“Vantagens e dificuldades da Acreditação hospitalar: A voz dos
gestores da qualidade”

Petrolina-PE
Dezembro de 2017
Resenha do artigo “Vantagens e dificuldades da Acreditação hospitalar: A voz dos
gestores da qualidade”

A acreditação, especialmente no âmbito hospitalar, sobressai-se quanto a método de


avaliação, pois não almeja atuação fiscalizadora. Compreende a uma estratégia sistemática
periódica, reservada e, por vezes, voluntária que, através de padrões estabelecidos
previamente possibilita a avaliação de qualidade dos serviços, visando propiciar educação
permanente em saúde. Portanto a Acreditação hospitalar é uma metodologia de gestão que
preconiza e potencializa a compreensão estratégica, a concordância produtiva
multiprofissional, uso racional de insumos e o aperfeiçoamento contínuo da assistência
hospitalar.
No Brasil, o ente normatizador dos critérios de Acreditação é a Organização Nacional
de Acreditação (ONA) e é representada por níveis (Acreditação, Acreditação Plena,
Acreditação com Excelência e, Não Acreditado). As instituições de saúde, podem também
requisitar a certificação internacional de Acreditação hospitalar. Para os profissionais, a
Acreditação hospitalar denota vantagens convergentes ao atendimento de excelência ao
usuário, padronização de técnicas e respaldo científico no cuidado.
O estudo consiste em método descritivo-exploratório de abordagem qualitativa,
realizado em quatro hospitais do estado do Paraná, sendo cada um: Acreditado, Acreditado
Pleno, Acreditado com Excelência e Desacreditado. Foram convidados a participar os
profissionais líderes na gestão de qualidade hospitalar dos referidos serviços, sendo que o
hospital Acreditado Pleno a entrevista procedeu-se com dois profissionais, devido a gestão ser
compartilhada entre os mesmos, e nos demais serviços somente um profissional foi
entrevistado, somando cinco profissionais. A pesquisa é pautada na questão: “ Como gestores
da qualidade hospitalar percebem as vantagens e dificuldades advindas da Acreditação?”.
Tal metodologia permite a análise intimista das falas dos entrevistados, obstante a isto,
percebe-se limitações do instrumento, pois não há comparação entre os mesmos níveis de
acreditação, de maneira a favorecer o entendimento holístico dos modelos de acreditação
hospitalar.
Os gestores indicam que as vantagens resultantes da Acreditação Hospitalar
convergem com a melhoria da qualidade do gerenciamento e também, da assistência ao
usuário. As melhorias gerenciais é produto da acreditação, pois como sistema de gestão da
qualidade, adaptado à realidade do serviço de saúde, baseado em princípios que, pela
aplicação de métodos e técnicas sistemáticos, enfatizam o atendimento das necessidades dos
usuários como resultado desejado. Contudo, o processo de Acreditação, especialmente nas
etapas de implantação e manutenção, apresenta dificuldades a serem superadas, relacionados à
cultura organizacional (resistência ao novo) e alta rotatividade de recursos humanos
(principalmente a equipe de enfermagem).
Apesar da Acreditação ser um sistema que exija a participação de todos que compõem
a organização hospitalar, cabe aos administradores destas instituições manejar todo o
processo. Desse modo, conhecer a dinâmica (suas nuances, vantagens e dificuldades) são
extremamente necessárias, para a efetiva implantação e implementação do método. O artigo
em análise é relevante, pois permite fomentar a análise da Acreditação Hospitalar na visão dos
gestores, no entanto há necessidade do aprofundamento da temática, avaliando os demais
sujeitos da ação, e fundamentação teórica abrangente que possibilite um exequível
norteamento do respectivo método.

Você também pode gostar