Você está na página 1de 8

Rotulação da Loucura

 2 de abril de 2012  Janio Muniz  Insight,


(http://encenasaudemental.net/comportamento/insight/) Comportamento
(http://encenasaudemental.net/comportamento/)
(http://encenasaudemental.net/comportamento/insight/rotulacao-da-loucura/)
Compartilhe esse conteúdo:
711
Shares

A psiquiatria é baseada no conceito de normalidade, ou seja, naquilo que está dentro da norma,
dos padrões. Logo, ao se comparar o comportamento das pessoas, diz-se que aquelas que não
agem como a maioria são diferentes das outras, ainda que anatômica e funcionalmente elas
estejam dentro da normalidade. Isso acaba gerando uma segregação dos pacientes psiquiátricos,
porque, mesmo que a medicina não tenha uma explicação orgânica para a doença mental, o
comportamento destas pessoas não se adéqua aos padrões habituais da sociedade.

Por outro lado, psiquiatria também é moralização. Desta forma, mesmo não existindo alterações
orgânicas, existe moral. Olhando por este aspecto, se a medicina não incluir os portadores de
sofrimento mental em algum código da CID ou do DSM, a sociedade pode considerá-los como
imorais.

Por exemplo, se uma pessoa sai pelada à rua pra jogar o lixo fora, a sociedade vai dizer que ela é
uma sem-vergonha, julgando o comportamento anormal como imoralidade, sem sequer saber o
que motivou a atitude. Para essa pessoa, ela não estaria vestida? Ou ainda, será que ela não acha
normal esse comportamento? Temos que levar em consideração que não existe um saber melhor
que o outro. Existem saberes diferentes e, para o portador de algum transtorno mental, no saber
dele, seu comportamento, muitas vezes, não é anormal.

Podemos ver que não é tão simples definir e muito menos compreender a loucura, processo que
vem sendo feito desde os primórdios da civilização, época em que os “loucos” já sofriam
preconceitos. Desde então, a doença mental vem sofrendo influências de opiniões religiosas,
mágicas, psicológicas, racionais, médicas, dentre outras, todas tentando encontrar uma definição
para aquilo que se chamava loucura. No século XVIII, Pinel trouxe um novo entendimento sobre a
loucura, que passou a ser considerada uma doença e, conseqüentemente, objeto de estudo da
medicina (SPADINI  e SOUZA, 2006).

Já que loucura passou a ser doença, precisava-se então de um hospital para tratá-la. Este surgiu
no século XVII para o internamento de loucos e outros excluídos, como os mendigos da época,
embora ainda sem caráter médico, mas que já contribuía como forma de isolamento e segregação
social. Nesta fase, a loucura passava a ser reconhecida pela sociedade como incapacidade para o
trabalho e impossibilidade de se integrar a um grupo (FOUCAULT, 1997). O paciente era visto de
forma objetiva, de forma a se valorizar seu conjunto de sintomas, com pouca ou nenhuma
consideração em relação à existência do sujeito. Não se considerava a importância da
participação do paciente, da família, e muito menos da sociedade, no processo de mudança dos
institucionalizados.

A forma de olhar muda a perspectiva das coisas. Logo, parar de olhar os “loucos” como incapazes,
coitados e perigosos e passar a enxergá-los como e também fazê-los acreditar que são agentes
de mudanças (mudanças sociais, políticas, éticas e culturais) já seria um grande passo para
derrubar vários estigmas e ressocializar estas pessoas. Por isso a importância da Reforma
Psiquiátrica, que no Brasil teve início na década de 70, e que veio justamente propor uma mudança
na forma de pensar e agir com relação à saúde e à doença mental.

A Reforma Psiquiátrica propôs vários reajustes, sendo que um muito importante foi na maneira de
se referir ao doente mental, que passou a ser chamado de paciente em sofrimento mental ou
psíquico, de forma que passássemos a olhar para o sujeito que sofre, colocando a doença entre
parênteses e não mais o sujeito. Lembrando, de forma bem resumida, que a Reforma Psiquiátrica
além desse reajuste, propôs mudanças em quatro dimensões: teórico-conceitual, teórico-
assistencial, jurídico-política e sociocultural, mas todas com o objetivo de derrubar estigmas
relacionados aos pacientes em sofrimento psíquico e promover a reinserção deles no meio social,
tendo o usuário, seus familiares e a sociedade papel fundamental nesse processo (AMARANTE,
2007).

A Reforma veio então para propor um novo olhar sobre a loucura, porque as  pessoas vêem o que
estão acostumadas a ver, ou ainda, o que aprenderam a ver. Portanto, é preciso ver diferente para
mudar. Por exemplo, é sabido que os portadores de Síndrome de Down vivem pouco, mas se
pensarmos  simplesmente que Deus quis assim e que isso é normal, nunca serão feitas pesquisas
e, consequentemente, descobertas que os levarão a viver mais. Assim é com os portadores de
sofrimento psíquico: enquanto a sociedade continuar olhando pra eles como sinônimos de perigo
e achando que o melhor tratamento é isolá-los, os estigmas e a exclusão social, para com essas
pessoas, vão continuar existindo.

Spadini e Souza (2006) mostraram que familiares de pacientes com transtorno mental entendem a
doença mental como um defeito da pessoa, como uma desestruturação da personalidade, e é esta
falta de entendimento que os leva a buscar uma causa orgânica para o problema, alguns fazendo
menção a fatores hereditários e culturais. Mostraram também que a falta de jeito da família em
lidar com estes pacientes culmina, muitas vezes, em agressões físicas e verbais, e esses
desentendimentos favorecem o desequilíbrio do doente. A conclusão a que chegaram foi que a
família é o sustentáculo, é a base para uma boa estrutura emocional para o paciente, tanto para
evitar crises, quanto para sua manutenção e recuperação.Isto explica a importância que a Reforma
Psiquiátrica atribui à inserção da família no tratamento dos doentes mentais, de forma que ela
também precisa de ajuda para entender e saber lidar com esses familiares, passando a olhar para
eles de forma diferente.

Portanto, parece que o jeito de enxergarmos as coisas se relaciona com o local em que vivemos,
com as coisas que fazemos e com o sistema com o qual  interagimos, fato que fica expresso no
trecho:

A alienação do sujeito em relação ao seu destino é um fato social


amplo (ainda que não se possa reduzir uma forma de alienação à
outra), assim como o processo de fragmentação do trabalho (‘linha
de montagem’) é absolutamente dominante no contexto social em
relação a outras formas coexistentes de organização de produção
(COSTA ROSA, 2000)

Ou seja, se uma pessoa cresce num sistema em que predomina uma visão preconceituosa sobre a
loucura, provavelmente, ela também terá a mesma visão. Isso vem somente reforçar a
necessidade de mais trabalhos de esclarecimentos e divulgação sobre a doença mental para a
população, a fim de tentar diminuir os rótulos dados aos “loucos” e que ainda são muito presentes
na sociedade.

Relacionado

Desacorrente-os A psicologia, a medicina e a Michel Foucault e a Loucura


(http://encenasaudemental.n… acupuntura Normal
os/) (http://encenasaudemental.n… (http://encenasaudemental.n…
1 de novembro de 2011 psicologia-a-medicina-e-a- foucault-e-a-loucura-normal/)
Em "Personagens" acupuntura/) 20 de dezembro de 2014
27 de novembro de 2011 Em "Insight"
Em "Insight"

 Tags: loucura (http://encenasaudemental.net/tag/loucura/) psiquiatria


(http://encenasaudemental.net/tag/psiquiatria/) moral
(http://encenasaudemental.net/tag/moral/) normalidade
(http://encenasaudemental.net/tag/normalidade/) reforma psiquiátrica
(http://encenasaudemental.net/tag/reforma-psiquiatrica/)

Compartilhe:
711
Shares

Relacionado

Um Senhor Estagiário: idoso e mercado de trabalho...


(http://encenasaudemental.net/comportamento/insight/um-senhor-estagiario-idoso-e-mercado-
de-trabalho/)
4 de setembro de 2017
Em "Insight"
Estudo de Caso: A fenomenologia-existencial e o si...
(http://encenasaudemental.net/comportamento/insight/estudo-de-caso-a-fenomenologia-
existencial-e-o-silencio-em-adolescentes/)
30 de agosto de 2017
Em "Insight"
Stuart Hall: nascimento e morte do sujeito moderno...
(http://encenasaudemental.net/comportamento/insight/stuart-hall-nascimento-e-morte-do-
sujeito-moderno/)
17 de agosto de 2017
Em "Insight"

Janio Muniz (http://encenasaudemental.net/author/janio-


muniz/)
Médico, graduado pelo ITPAC - Porto.

0 COMENTÁRIOS EnCena - A Saúde Mental em Movimento 


1 Iniciar sessão

Mostrar primeiro os mais votados


 Recomendar ⤤ Partilhar

Escreva o seu comentário...

INICIE SESSÃO COM O OU REGISTE-SE NO DISQUS ?

Nome

Seja o primeiro a comentar!


TAMBÉM NO ENCENA - A SAÚDE MENTAL EM MOVIMENTO

Carl Gustav Jung e a Sombra A Bruxa Morgana e o matriarcado pagão


1 COMENTÁRIO • há 5 meses• 1 COMENTÁRIO • há 5 meses•
sandra marina — Excelente!! Aulus Marquesi — Hoje vê-se melhor o
retorno do feminino, com toda sua
agressividade e poder por ter sido …

Apolo e a sombra da distância emocional Pocahontas: livre e independente em


1 COMENTÁRIO • há 5 meses• busca de seu caminho
Silvana Gonçalves — Hellen, vc é 1 COMENTÁRIO • há 5 meses•
maravilhosa. Há anos acompanho seus Matheus Philippe Croft — "Pocahontas" é
textos sobre Psicologia … uma das minhas animações preferidas da
Disney. …

✉ Subscrever d Acerca do DisqusAdicionar o DisqusAdicionar 🔒 Privacidade

 PREVIOUS POST
Somos diferentes, mas somos gente...
(http://encenasaudemental.net/narrativas/somos-diferentes-mas-somos-gente/)
NEXT POST
Um Senhor Estagiário: 
(http://encenasaudemental.net/comportamento/insight/um-
senhor-estagiario-idoso-e-mercado-de-trabalho/)
idoso e mercado de
trabalho...
Siga-nos

 (https://www.facebook.com/saudementalencena) 

(https://twitter.com/encena1805)  (https://www.instagram.com/en_cena/) 
(https://soundcloud.com/en-cena)

Acesso Restrito

Acessar

(https://goo.gl/ucXqYE)

Saiba mais
 Percurso (http://encenasaudemental.net/percurso/)

 Quem somos (http://encenasaudemental.net/quem-somos/)

 Regras de Publicação (http://encenasaudemental.net/regras-de-publicacao/)

 Contato (http://encenasaudemental.net/contato/)

Links Úteis
 Mapa do Site (http://encenasaudemental.net/mapa-do-site/)

 Buscador Google (http://encenasaudemental.net/busca/)

Publicações Recentes
 Um Senhor Estagiário: idoso e mercado de trabalho
(http://encenasaudemental.net/comportamento/insight/um-senhor-estagiario-idoso-e-
mercado-de-trabalho/)
 Psicóloga especializada em sexualidade humana fala sobre a transexualidade
(http://encenasaudemental.net/mural/psicologa-especializada-em-sexualidade-humana-
fala-sobre-a-transexualidade/)

 Centro de Direitos Humanos de Palmas realiza seminário sobre igualdade entre homens
e mulheres (http://encenasaudemental.net/post-destaque/centro-de-direitos-humanos-
de-palmas-realiza-seminario-sobre-igualdade-entre-homens-e-mulheres/)

 Estudo de Caso: A fenomenologia-existencial e o silêncio em adolescentes


(http://encenasaudemental.net/comportamento/insight/estudo-de-caso-a-
fenomenologia-existencial-e-o-silencio-em-adolescentes/)

 CAOS: Zanello: é preciso fazer uma revisão epistemológica na Psicologia


(http://encenasaudemental.net/sem-categoria/caos-zanello-e-preciso-fazer-uma-revisao-
epistemologica-na-psicologia/)

Nuvem de Tags

ceulp/ulbra
brancas (http://encenasaudemental.net/tag/brancas/)

(http://encenasaudemental.net/tag/ceulp-ulbra/) colegio
(http://encenasaudemental.net/tag/cologia/) compulsorio (http://encenasaudemental.net/tag/compulsorio/) correntes
(http://encenasaudemental.net/tag/correntes/) derrida (http://encenasaudemental.net/tag/derrida/) desventura
(http://encenasaudemental.net/tag/desventura/) doutrina (http://encenasaudemental.net/tag/doutrina/) ecopsicologia

esquizofrenia
(http://encenasaudemental.net/tag/ecopsicologia/)

(http://encenasaudemental.net/tag/esquizofrenia/)
esquizofrenico (http://encenasaudemental.net/tag/esquizofrenico/) gal-gadot (http://encenasaudemental.net/tag/gal-gadot/)
humanizar (http://encenasaudemental.net/tag/humanizar/) idealismo
(http://encenasaudemental.net/tag/idealismo/) indivíduo
(http://encenasaudemental.net/tag/individuo/) iniciação científica
(http://encenasaudemental.net/tag/iniciacao-cientifica/) javaé (http://encenasaudemental.net/tag/javae/)
judiciario (http://encenasaudemental.net/tag/judiciario/) Kierkegaard

(http://encenasaudemental.net/tag/kierkegaard/) limites
(http://encenasaudemental.net/tag/limites/) lynda-carter
(http://encenasaudemental.net/tag/lynda-carter/) medos (http://encenasaudemental.net/tag/medos/) meioambiente
(http://encenasaudemental.net/tag/meioambiente/) mentiras
(http://encenasaudemental.net/tag/mentiras/) mercado (http://encenasaudemental.net/tag/mercado/)
narrativa-corporal (http://encenasaudemental.net/tag/narrativa-corporal/) negras (http://encenasaudemental.net/tag/negras/)

pensamento
paixões (http://encenasaudemental.net/tag/paixoes/)

(http://encenasaudemental.net/tag/pensamento/)
portal (http://encenasaudemental.net/tag/portal/) produção
(http://encenasaudemental.net/tag/producao/) rascunho
(http://encenasaudemental.net/tag/rascunho/) remédios controlados (http://encenasaudemental.net/tag/remedios-controlados/)

representação (http://encenasaudemental.net/tag/representacao/) roteiro


(http://encenasaudemental.net/tag/roteiro/) schopenhauer (http://encenasaudemental.net/tag/arthur-
schopenhauer/) segregacao (http://encenasaudemental.net/tag/segregacao/) sujeito-pos-moderno
(http://encenasaudemental.net/tag/sujeito-pos-moderno/) taças (http://encenasaudemental.net/tag/tacas/)

temporalidade (http://encenasaudemental.net/tag/temporalidade/)
transtornos mentais (http://encenasaudemental.net/tag/transtornos-mentais/)
trumbo (http://encenasaudemental.net/tag/trumbo/) unificacao (http://encenasaudemental.net/tag/unificacao/) velorio
(http://encenasaudemental.net/tag/velorio/) vergonha (http://encenasaudemental.net/tag/vergonha/)

© 2016 Todos os direitos reservados.(En)Cena


(http://encenasaudemental.net/comportamento/insight/rotulacao-da-loucura/). por Renato
Marinho / Fábrica de Software
Percurso (http://encenasaudemental.net/percurso/)
Quem Somos (http://encenasaudemental.net/quem-somos/)
Regras de Publicação (http://encenasaudemental.net/regras-de-publicacao/)
Contato (http://encenasaudemental.net/contato/)