Você está na página 1de 26

SELETIVIDADE

PROTEÇÃO CONTRA SOBRECORRENTE:


Os dispositivos de proteção devem
desligar o sistema em um intervalo de
tempo real, evitando dados aos
componentes e equipamentos
A atuação deve ser mais próxima
possível do defeito para manter o mais
restrito possível a área de desligamento.
SELETIVIDADE

COMO EM UMA REDE EXISTEM DIVERSOS


DISPOSITIVOS DE PROTEÇÃO CONTRA
SOBRECORRENTE É CONVENIENTE QUE
HAJA UMA

ATUAÇÃO SELETIVA
CIRCUITOS DE BAIXA TENSÃO

PODEMOS TER AS SEGUINTES COMBINAÇÕES


o FUSÍVEL EM SÉRIE COM FUSÍVEL

o RELÉS DE DISJUNTOR EM SÉRIE ENTRE SI

o RELÉ DE DISJUNTOR EM SÉRIE COM FUSÍVEL

o FUSÍVEL EM SÉRIE COM RELÉ DO DISJUNTOR


FUSÍVEL X FUSÍVEL

 FUSÍVEIS SÃO DISPOSITIVOS DE PROTEÇÃO P/


ALIMENTADORES E EQUIPAMENTOS;
 OS ALIMENTADOR GERAL E ALIMENTADORES
POSSUEM CORRENTES DIFERENTES;
 SECÇÃO TRANSVERSAL DIFERENTES;

 FUSÍVEIS EM SÉRIE, ADEQUADAMENTE


ESCOLHIDOS, TEM COMPORTAMENTO
SELETIVO NATURAL
SELETIVIDADE: FUSÍVEL X FUSÍVEL

AL GERAL

NH 200 A

NH 50 A NH 50 A NH 100 A

Ik=1300A
A

AL1 AL2 AL3


FUSÍVEL X FUSÍVEL

t (S)

200A
200A

1,40

1,37 S

0,03

10 100 1300 A
FUSÍVEL X FUSÍVEL
FUSÍVEL X FUSÍVEL
SELETIVIDADE: DISJUNTOR X DISJUNTOR

 ESCALONAMENTO DAS CORRENTES DE ATUAÇÃO


o Somente é possível quando as correntes de
curto circuito no local de instalação de cada
disjuntor é suficientemente diferente.
o A corrente de desligamento do disjuntor ST
deve ser ligeiramente superior ao valor
máximo admissível pelo disjuntor SM
Ik 500 KVA - 380 V
10KA

a=600 A
ST n=6000 A

I
AL1

5,9 KA

a=60 A
SM n=1000 A
II

AL2
4 KA

M 40 CV
SELETIVIDADE: DISJUNTOR X DISJUNTOR

 SELETIVIDADE ENTRE OS RELÉS DE CURTO


CIRCUITO

o Se a diferença da corrente de curto circuito entre o


local do defeito e alimentação geral é pequena, a
seletividade é somente obtida através do retardo nos
tempos de atuação dos relés eletromagnéticos de
ação rápida do disjuntor principal.

o O tempo de escalonamento entre os dispositivos deve


ser no mínimo 150 ms.
•Proteção contra sobrecarga ("a”) com curva de tempo
inverso.
•Proteção contra curto circuitos com curto-retardo no
tempo "z” (seletivo).
•Proteção contra curto circuitos "n” (instantânea)
SELETIVIDADE: DISJUNTOR X DISJUNTOR
SELETIVIDADE: DISJUNTOR X DISJUNTOR
SELETIVIDADE: DISJUNTOR X DISJUNTOR

TEMPO
DISJUNTOR ms

1 450

2 300

3 150

4 0
SELETIVIDADE: DISJUNTOR X FUSÍVEL

 SOBRECARGA: É GARANTIDA, QUANDO A CURVA DE


DESLIGAMENTO DO RELÉ TÉRMICO NÃO CORTA A
CURVA DO FUSÍVEL.

 CURTO-CIRCUITO: É GARANTIDA, SE O TEMPO DE


RETARDO DO RELÉ MAGNÉTICO OU DE ATUAÇÃO FOR
AO MENOS 100 ms ACIMA DA CURVA DE
DESLIGAMENTO DO FUSÍVEL.
SELETIVIDADE: DISJUNTOR X FUSÍVEL
SELETIVIDADE: DISJUNTOR X FUSÍVEL
SELETIVIDADE: FUSÍVEL X DISJUNTOR

 SOBRECARGA: É GARANTIDA, QUANDO A CURVA DE


DESLIGAMENTO DO FUSÍVEL NÃO CORTA A CURVA DO
RELÉ TÉRMICO DO DISJUNTOR.

 CURTO-CIRCUITO: É GARANTIDA, SE AS
CARACTERÍSTICAS DO FUSÍVEL SE MANTER 50 ms
ACIMA DA CURVA DE DESLIGAMENTO DO RELÉ
ELETROMAGNÉTICO DE CURTO-CIRCUITO DO
DISJUNTOR.
SELETIVIDADE: FUSÍVEL X DISJUNTOR
SELETIVIDADE: FUSÍVEL X DISJUNTOR
 Em caso de curto-circuito, deve-se atentar
para o fato de que o fusível continua sendo
aquecido pela corrente até o instante em que
o arco existente entre as peças de contato do
disjuntor se extinga.
 Para a prática, é suficiente que a
característica do fusível se mantenha 0,050s
acima da curva de desligamento do relé
eletromagnético de curto-circuito .
SELETIVIDADE: ENTRE ALIMENTADORES EM
PARALELO

A CORRENTE DE CURTO CIRCUITO NÃO SE ELEVA


PERANTE A UM MAIOR NÚMERO DE ALIMENTADORES, E
SIM SUBDIVIDE-SE.

COM CORRENTES DE CURTO CIRCUITO MENORES, AS


CONDIÇÕES DE SELETIVIDADE SE TORNAM MAIS
FAVORÁVEIS.

PARA MANTER SELETIVIDADE AS CURVAS DOS RELÉS


DE CURTO CIRCUITO DEVERÃO SE MULTIPLICADAS
POR 2 NA ESCALA DE CORRENTES.
SELETIVIDADE: ENTRE ALIMENTADORES EM
PARALELO
SELETIVIDADE: ENTRE ALIMENTADORES EM
PARALELO