Você está na página 1de 2

Dedução da Lei de Gauss a partir da Lei de Coulomb

A lei de Gauss faz parte do conjunto de equações fundamentais do eletromagnetismo conhecido


como equações de Maxwell. Em primeira vista, não faria sentido deduzi-la devido ao fato da mesma
já consistir por si só algo fundamental da teoria em questão. A dedução aqui apresentada parte do
fato da lei de Gauss ter como base empirica a lei de Coulomb, podendo então ser vista como uma
equação equivalente a mesma.
Seja uma distribuição estacionária de cargas ρ em uma região V do espaço, onde a partir de um
sistema de referências cartesiano com origem O e base ortonormal {ê1 , ê2 , ê3 } fixa. Em um ponto
r no espaço, r = êi xi , o campo elétrico devido a distribuição é, pela lei de Coulomb, dado por

r − r0
Z
E(r) = d3 r0 ρ(r0 ) , (1)
V |r − r0 |3

sendo r − r0 = êi (xi − x0i ). Tomando o divergente de ambos os lados da expressão (1), encontra-se

r − r0
Z  
3 0 0
div(E(r)) = d r ρ(r ) div . (2)
V |r − r0 |3

Para r 6= r, o divergente do lado direito da equação (2) será

r − r0 1
 
div = (r − r0 ) · grad(|r − r0 |−3 ) + div(r − r0 ) =
|r − r0 |3 |r − r0 |3
1 1 3 3
= (r − r0 ) · (−3) (êi (xi − x0i )) + ∂i (xi − x0i ) = − + = 0,
|r − r0 |5 | {z } |r − r0 |3 | {z } |r − r0 |3 |r − r0 |3
=r−r0 =3

e nota-se que, tomando V 0 como uma região esférica de raio |r − r0 |, centrada em r0 , pelo teorema
da divergência

r − r0 r − r0
Z   I
3 0
d r div = dS n̂ · ,
V0 |r − r0 |3 ∂V 0 |r − r0 |3
então

r − r0 r − r0 1
I I
dS 0
· 0
= dS = 4π.
∂V 0 |r − r | |r − r |3 |r − r0 |2 0
| ∂V{z }
=4π|r−r0 |2

Portanto, de uma maneira mais geral tem-se

r − r0
 
div = 4πδ 3 (r − r0 ). (3)
|r − r0 |3

Substituindo (3) em (2)

1
Z Z
0 0
div(E(r)) = 4π 3 3
d rρ(r )δ (r − r ) = 4π d3 r0 δ 3 (r − r0 )ρ(r0 ),
V V

tem-se, devido as propriedades do delta de Dirac, a seguinte equação

div(E(r)) = 4πρ(r), (4)

que é a lei de Gauss na forma diferencial.