Você está na página 1de 4

5a| A Trindade

Santíssima
Texto para leitura: Mateus 28.19
Por Rev. Luiz Cláudio de Oliveira.

“Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do


Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; (...)”.

O texto em epígrafe é o registro do Evangelista Mateus proferindo as palavras finais do seu


Evangelho, no qual Ele relata as PALAVRAS FINAIS DE JESUS para seus discípulos. Nelas podemos
perceber claramente que o conceito expresso pelo próprio Cristo de Deus como uma Trindade.

As Escrituras Sagradas ensinam a existência de um só Deus, mas que Ele subsiste em três pessoas.

Começando pelo livro de Deuteronômio 6.4 vemos: “Ouve, Israel, o Senhor nosso Deus é o único
SENHOR”. E em Isaías 44.6, o próprio Deus declara: “Eu sou o primeiro, e eu sou o último, e além de
mim não há Deus”. Mas, por outro lado, a Bíblia afirma que Jesus também é Deus: “No princípio era
o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus” (Jo 1.1). O Verbo é Jesus Cristo. A Bíblia ensina
que o Espírito Santo também é Deus. Quando Ananias, marido de Safira, mentiu a respeito da venda de
sua propriedade, Pedro o repreendeu dizendo: “Ananias, por que encheu Satanás teu coração, para que
mentisses ao Espírito Santo, reservando parte do valor do campo? ... Não mentiste aos homens, mas a
Deus” (At 5.3,4).

A Confissão de Fé de Westminster, que afirma a fé reformada, diz que:

Há um só Deus vivo e verdadeiro (Dt 6.4; 1Co 8.4,6; 1Ts 1.9; Jr 10.10.), o qual é infinito em seu ser e perfeições
(Jr 23.24; Sl 147.5; 1Rs 8.27; Sl 134). Ele é um Espírito puríssimo (Jo 4.24), invisível (1Tm 1. 17.), sem corpo, membros e

paixões (Lc 24.39; Dt 4.15,16); é imutável (Tg 1.17), imenso (1Rs 8.27; Jr 23.23,24), eterno (Sl 90.2; 1Tm 1.17), incompreensível
(Rm 11.33; Sl 145. 3), onipotente (Ap 4.8), onisciente (Rm 14. 17), santíssimo (Is 6.3), completamente livre (Sl 115.3) e

absoluto (Is 44.6; At 17. 24,25), fazendo tudo para a sua própria glória (Rm 11.36; Ap 4.11.) e segundo o conselho da
sua própria vontade, que é reta e imutável (Ef 1.11). É cheio de amor (1Jo 4.8-10), é gracioso, misericordioso,
longânimo, muito bondoso e verdadeiro remunerador dos que o buscam (Hb 11. 6) e, contudo, justíssimo e
terrível em seus juízos (Ne 9 32,33), pois odeia todo o pecado (Hc 1.13); de modo algum terá por inocente o
culpado (Ex 34. 6,7; NA 1.2,3).

Em síntese: 01- Há um só Deus de existência real, quinta-essência da realidade, causa não


causada. 02- Deus é infinito e infinitas são suas perfeições. 03- Deus é puro, impecável. 04- Os atributos
de Deus. 05- Deus não tem assessores; age segundo sua própria vontade. 06- Deus é amor e luz, tudo com
a mais absoluta perfeição. 07- Deus é justiça plena e perfeitíssima.

A doutrina da Trindade é um mistério. Não podemos harmonizá-la com a lógica humana.


Está além da nossa compreensão. Mas podemos descrevê-la, conforme é ensinada na Escritura. Em
síntese, a doutrina pode ser descrita assim:
1) Existe um só Deus.

2) Deus subsiste em três pessoas distintas: Pai, Filho (Jesus Cristo) e Espírito Santo.
O PAI é o PAI – não é o Filho, nem o Espírito Santo.

1
O FILHO é o FILHO – não é o Pai, nem o Espírito Santo.
O ESPÍRITO SANTO é o ESPÍRITO SANTO – não é o Pai, nem o Filho. Muitas pessoas fazem
confusão com as três pessoas da trindade. Num culto alguém orou assim: “Senhor nosso Deus e Pai,
nós te agradecemos Senhor Jesus porque tu morreste na cruz em nosso lugar e porque tu
habitas em nós”! Quanta confusão! O PAI não é o FILHO. Não foi o Pai quem morreu na cruz, foi o
FILHO. E quem habita em nós é o ESPÍRITO SANTO. Na oração, nós nos dirigimos a Deus Pai, em nome
de Jesus, o Filho.

3) Cada pessoa da Trindade é o DEUS COMPLETO, e não parte de Deus.

4) As três pessoas da Trindade são iguais em poder e glória.


Qualquer tentativa de explicar a doutrina da Trindade é inútil e presunçosa. Deus é infinito, e nossa
mente finita não pode compreendê-lo por completo.
O termo Trindade não é encontrado na Bíblia, mas, por Mateus 28.19 vemos a presença de um
Deus triuno na Bíblia e em várias outras ocasiões a trindade se faz presente nas Escrituras, como por
exemplo no batismo de Jesus em Mt 3.13-17 – “Por esse tempo, dirigiu-se Jesus da Galiléia para o
Jordão, a fim de que João o batizasse. Ele, porém, o dissuadia, dizendo: Eu é que preciso ser batizado
por ti, e tu vens a mim? Mas Jesus lhe respondeu: Deixa por enquanto, porque, assim, nos convém
cumprir toda a justiça. Então, ele o admitiu. Batizado Jesus, saiu logo da água, e eis que se lhe abriram
os céus, e viu o Espírito de Deus descendo como pomba, vindo sobre ele. E eis uma voz dos céus, que dizia:
Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo”.

CONCLUSÃO

Zofar perguntou a Jó: “Porventura desvendarás os arcanos de Deus ou penetrarás até à perfeição
do Todo-poderoso?” (Jó 11.7). Realmente o homem não tem condições para desvendar os arcanos de Deus.
E quando tentamos compreender racionalmente muitos atos de Deus, registrados na Bíblia Sagrada,
percebemos que eles não se harmonizavam com a nossa lógica.
A ponte que liga o Rio de Janeiro a Niterói tem pilares gigantes e vãos de até 300 metros.
Gigantescas vigas ligam estes pilares. Mas quem não está mergulhado na água, debaixo da ponte, não vê
isto. Assim também é a nossa situação. Estamos mergulhados nas limitações da natureza humana, por isto
não podemos compreender Deus, nem seus atos se Ele não nos revelar. Contudo, aquilo que é necessário
para a nossa salvação e para a nossa vida em comunhão com Deus, ele nos revelou e está registrado na
Bíblia Sagrada, com tanta clareza que qualquer pessoa, culta ou não, no uso de suas faculdades mentais
pode compreender.
Deus não é uma ideia abstrata ou uma força impessoal que atua no universo, como afirmam
algumas pessoas. Deus é uma pessoa. Ele tem sentimento. Ele nos ama. Ele nos sustenta em
nossas provações e dificuldades. Ele nos dá alegria e vitória. Nós podemos compartilhar com ele nossas
experiências. Podemos falar com ele. Ele nos ouve e nos atende. Ele cuida de nós e quer o nosso bem.

2
Mas Deus é uma pessoa diferente de nós. Ele é espírito (Jo 4.24). Ele não tem um corpo físico como
o nosso (Lc 24.39). Por isto não podemos vê-lo, assim como não podemos ver o nosso próprio espírito ou o
espírito das pessoas que estão ao nosso lado.
Nós, não estamos sozinhos. Deus está sempre conosco! “Como em redor de Jerusalém estão os
montes, assim o Senhor em redor do seu povo, desde agora e para sempre” (Sl 125.2).

EXERCÍCIO PARA FIXAÇÃO


1. Podemos definir Deus? Por quê?
( ) SIM ou ( ) NÃO. Porque, ______________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
2. Descreva, em síntese, a doutrina da Trindade: ______________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
3. Você compreende a doutrina da Trindade?
( ) SIM ou ( )NÃO. Por que? _____________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
4. O que são atributos de Deus?
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
5. Como se dividem os atributos de Deus?
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
6. Dos atributos mencionados na lição, qual lhe chamou mais a atenção? Por que?
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________

3
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
7. Por que não podemos ver Deus?
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
8. Mesmo sendo um mistério, a Doutrina da Trindade pode ser descrita. De que forma?
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
9. O Pai, o Filho e o Espírito Santo são uma pessoa e um só Deus? Pense bem antes de
responder: ( ) SIM, por que __________________________________________
__________________________________________________________________
Ou ( ) NÃO, por que ___________________________________________________
_________________________________________________________________ .