Você está na página 1de 2

Calcificação distrófica

Ocorre depósitos de cálcio localmente em tecidos que estão morrendo, ocorre a despeito de níveis séricos normais
de cálcio e sem que haja qualquer perturbação no metabolismo do cálcio.

É comum ser encontrada em áreas de necrose (coagulativa, caseosa ou liquefativa), e em focos de necrose
enzimática da gordura. Sua presença na aterosclerose avançada também é comum. Pode desenvolver-se ainda nas
valvas cardíacas envelhecidas ou danificadas(ver estenose aórtica calcificada), com potencial para perda de função.

Microscopia:

Macroscopia:  Acidofilia inicial com grumos


basófilos (simula bactérias)
 Grânulos ou grumos finos e  Intracelulares e-ou
brancos, muitas vezes extracelulares;
palpáveis como grãos de  Pode haver formação de osso
areia. heterotópico;
 Corpúsculos de
psamoma(semelhança com
grãos de areia)= lamelas de
deposição de sais.

Patogenia

+ frequente do que a metastática; +localizada; tec. Fibroso hialinizado de lesões antigas de progressão lenta. Ex:
placas ateromatosas, tendões, valvas cardíacas, alguns tumores.

Ocorre formação de fosfato de cálcio cristalino numa forma de apatita semelhante a hidroxiapatita presente no tec.
ósseo. Acredita-se que os minerais de cálcio estão concentrados em vesículas, ligados a membrana por um processo
de lesão prévio e que é dividido em etapas:

Alt. estrutural;
Grupos fosfato ligados ↑ conc. locais de formação de
cálcio + fosfolipídeos Fosfatases
aos íons cálcio íons microcristal;
deposição de + Ca

1) NUCLEAÇÃO(iniciação):

Acomodação de cristais de hidroxiapatita nas vesículas da matriz, ou das mol. De colágeno ou das mol. De
osteonectina;

Intracelular: Ocorre no interior de mitocôndrias de cél. Lesadas ou mortas.

Extracelular: Ocorre nas vesículas da matriz, originadas a partir de células necróticas, em apoptose ou
degeneradas na vizinhança da região de calcificação.

Fosfolipídeos ácidos e proteínas (anexinas): captam cálcio;

Reprimem os mec. Inibitórios da cristalização: Metaloproteinases e fosfatases


Corpos apoptóticos e produtos da degradação da membrana celular participam como núcleos de calcificação.

2) Propagação:
Ruptura das vesículas da matriz ancoradas ao colágeno através de anexina V;
Cristais formados liberados para progressão autocatalítica; (Influência: Fatores extracelulares como Ph,
níveis de cálcio, fósforo, fosfatase alcalina, osteopontina e vit. D).

Consequências, complicações

Local e intensidade da deposição dos sais;

Permanentes e irreversíveis;

Geralmente não causam grande repercussão. Excessão: Valvas cardíacas, placas ateromatosas e cálculos.

Em algumas situações como em aneurismas verminóticos, podem ser consideradas benéficas porque aprisionam os
agentes agressores.

Metaplasia e ossificação heterotópica;

Exemplos:

Estenose aórtica calcificada: Ocorre em decorrência da degeneração por uso e desgaste, assim como acúmulo
passivo e distrófico de hidroxiapatita. Outros fatores podem, ainda, proceder a calcificação, como lesões crônicas:
inflamação, hiperlipidemia, hipertensão e outros fatores associados a aterosclerose.