Você está na página 1de 7

Apostila de Biologia 10 – Sistema Nervoso

Matheus Borges

1.0 Tecido Nervoso


Principal tecido do sistema nervoso.
Tipos celulares:
Neurônios – condução de impulsos nervosos.
Células da Glia ou neuróglia – manutenção dos neurônios.

Bainha de Mielina
– células de Shwann
que se enrolam no
axônio. Isolante
elétrico.
Corpo celular – núcleo
e maioria das organelas
citoplasmáticas.

Dendritos –
ramificações do corpo
celular. Função: captar
estímulos.

Axônio – maior prolongamento.


Presença de vesículas com
Nódulo de Ranvier – neurotransmissores na porção
regiões do axônio não terminal.
recobertas por bainha.

1.1 Condução do Impulso Nervoso

Sentido: dendrito → corpo celular → axônio

1.1.1 Tipos de condução

Continua: o impulso passa por toda extensão do axônio. Ocorre em neurônios


sem bainha de mielina e é mais lenta.
Saltatória: ocorre em neurônios com bainha de mielina, há despolarização da
membrana apenas nos nódulos de Ranvier. É mais rápida.
1.1.2 Sinapses

Interneuronais: neurônio – neurônio.


Neuromusculares: neurônio – músculo.
Neuroglandulares: neurônio – célula glandular.
Neurotransmissores estão presente
em vesículas na terminação do
axônio.

Chegada do impulso na
terminação resultando na liberação
dos neurotransmissores na fenda
sináptica.

Os neurotransmissores atingem o
outro neurônio desencadeando
impulso nervoso.

2.0 Sistema Nervoso

2.1 Introdução Sistema endócrino → mensagem química,


que é mais lenta e efeitos duradouros.
A coordenação do organismo
Sistema Nervoso → instantânea e com alta
2.2 Funções precisão.

Integração e coordenação das funções orgânicas.


Recebe estímulos internos e do ambiente e elabora respostas para promover
ajustes.
Emitir ordens dos centros nervosos para os órgãos efetuadores (glândulas e
músculos).
Associar as informações de diferentes centros nervosos, interpretando-as.
Neurossecreção.
Garantir a homeostase.
Armazenar informações adquiridas (memória)

2.3 Origem

A partir de uma invaginação do ectoderma, que forma a goteira neural, tubo


neural. O tubo neural da origem a todo sistema nervoso.
2.4 Organização do Sistema Nervoso Humano

Divisão Partes Funções gerais


Sistema Nervoso Central Encéfalo e medula espinhal Processamento e
(SNC) integração de informações.

Sistema Nervoso Nervos e gânglios Condução de informações


Periférico (SNP) entre órgãos receptores de
estimulo, o SNC e órgãos
efetuadores (músculos).

3.0 Sistema Nervoso Central (SNC)


Função – Interpretar as informações obtidas e elaborar respostas adequadas,
enviando-as aos órgãos do corpo responsáveis pelas ações, os músculos.
Componentes:
Encéfalo (alojado no crânio);
Medula espinhal (interior das vértebras – coluna vertebral);

3.1 Componentes

Partes do encéfalo humano:


Cérebro;
Tálamo;
Hipotálamo;
Mesencéfalo;
Ponte; Tronco encefálico
Medula oblonga;
Cerebelo;
Toda parte do encéfalo e da medula são
envolvidas por três membranas de tecido
conjuntivo, as meninges, que visam proteger e
favorecer a nutrição das células nervosas.
O espaço entre as meninges e o sistema nervoso,
chamado líquor, encontra-se um fluído chamado
liquido cerebrospinal (ou líquido
cefalorraquidiano), que amortece choque do
encéfalo e da medula contra os ossos que os
envolvem.
Curiosidade:
O exame do líquor é de grande
interesse diagnostico para muitas
doenças do sistema nervoso, como
meningites, encefalites, pois ocorrera
alteração da sua aparência e presença
das bactérias causadoras.
3.1.1 Cérebro ou Tlencéfalo

Parte mais desenvolvida do encéfalo.


Relacionado com o pensamento, raciocínio, memória, aprendizado, sentidos,
emoções, fome, sede, controle de temperatura.
Ações motoras voluntárias.
Formado por dois hemisférios:
Hemisfério direito: criatividade e habilidades artísticas.
Hemisfério esquerdo: habilidades analíticas e matemáticas.
Córtex → onde se localizam as áreas responsáveis pelo controle sensorial,
audição, visão, motor e fala
Córtex cerebral → massa
cinzenta → presença de
corpos de neurônios.

Medula cerebral →
massa branca → presença
de axônios e dendritos
(neurofibras).

3.1.2 Cerebelo ou Metencéfalo

Centro de equilíbrio e da postura


Controle do tônus musculares.

3.1.3 Mesencéfalo

Recepção e coordenação das informações referentes ao estado de contração dos


músculos (tônus muscular) e postura corporal.

3.1.4 Medula oblonga ou bulbo raquidiano

Regulam os batimentos cardíacos, os movimentos respiratórios e digestórios.


Influência em atos reflexos, como vômito, tosse, espirro, peristaltismo e
deglutição.

3.1.5 Ponte

Constituída por fibras nervosas que ligam o córtex cerebral ao cerebelo.


Também há centros coordenadores da movimentação dos olhos, do pescoço e do
corpo em geral.
Participa na manutenção da postura corporal correta, no equilíbrio do corpo e no
tônus muscular.
3.1.6 Hipotálamo

Ajustamento do organismo às variações externas (homeostase corporal).


Controla a temperatura corporal, apetite, emoções, comportamento sexual.
Atua na ativação de diversas glândulas produtoras de hormônios.

3.1.7 Tálamo

Estação integradora e retransmissora de impulsos nervosos para o córtex


cerebral.
Atua na regulação do estado de consciência, alerta e atenção, sendo responsável
por emoções que acompanham a percepção sensorial.

3.2 Medula Espinhal ou Raque

Liga o encéfalo aos nervos espinhais


Atua como estação nervosa retransmissora, ou seja, distribui informações que
chega até ela para o encéfalo.
Conduzir impulsos nervosos motores do cérebro para os músculos e
conduzir impulsos nervosos sensitivos das varias partes do corpo
para o cérebro.
Relacionada com os atos reflexos (respostas rápidas sem participação do
encéfalo).
[Exemplo: retirar a mão rapidamente ao tocar um objeto muito quente.]

4.0 Sistema Nervoso Periférico (SNP)


Função:
Conectar o SNC (encéfalo e medula) aos diversos órgãos do
indivíduo.
Componentes:
Nervos (feixes de fibras nervosas envoltas por tecido conjuntivo);
Gânglios (aglomerados de corpo de neurônios fora do SNC);
Divisão:
Sistema Nervoso Periférico Voluntário ou somático;
Sistema Nervoso Periférico Autônomo;
4.1 Tipos de Nervos

Nervos cranianos
Ligados ao encéfalo.
12 pares em mamíferos e aves.
Inervam órgão do sentido, músculos e glândulas da cabeça e alguns
órgãos internos.
Nervos raquidianos
Ligados a medula espinhal.
31 pares.
Apresenta duas raízes:
Dorsal → sensorial → informação do órgão para o SNC.
Ventral → motora → informação do SNC para o órgão.

4.2 Classificação dos Nervos

Nervos motores, ou eferentes → contêm apenas fibras motoras. Conduzem


impulsos nervosos do SNC para os órgãos.
Nervos sensitivos, ou aferentes → contêm apenas fibras sensoriais. Conduzem
impulsos nervosos dos órgãos para o SNC.
Nervos mistos → contêm fibras motoras e sensoriais. Conduzem impulsos
nervosos do SNC órgãos.

4.3 Sistema Nervoso Periférico Voluntário ou Somático

Função – Reagir a estímulos provenientes do ambiente externo.


Formação:
Neurofibras motoras que conduzem impulsos nervosos do SNC aos
músculos estriados esqueléticos.
Constituição:
Nervos raquidianos;
Nervos cranianos;

4.4 Sistema Nervoso Periférico Autônomo ou Involuntário ou Visceral

Função:
Regular o ambiente interno do corpo, controlando a atividade dos
sistemas digestório, cardiovascular, urinário e endócrino.
Pressão arterial; Temperatura do corpo; Contração dos músculos
lisos; Secreção das glândulas; Batimentos cardíacos.
Formação:
Neurofibras motoras que conduzem impulsos nervosos do SNC aos
músculos não-estriados das vísceras e à musculatura estriada do
coração.
Dividido:
Simpático;
Parassimpático;
4.5 SNPA Simpático

Seus gânglios ficam próximo da medula espinhal.


Só possui os nervos raquidianos (são os que partem da medula espinhal).
Estimula ações que mobilizam energia, permitindo ao organismo responder a
situações de estresse.
Aumento da pressão arterial;
Aumento dos batimentos cardíacos;
Aumento da concentração de açúcar no sangue;
Ativação do metabolismo geral do corpo;

4.6 SNPA Parassimpático

Seus gânglios ficam próximos ou no interior dos órgãos.


Constituído de nervos raquidianos e os nervos cranianos (são os que partem do
encéfalo).
Estimula aditividades relaxantes.
Redução dos batimentos cardíacos;
Redução da pressão arterial;

5.0 Ato Reflexo


Permitem a reação rápida do organismo em casos de emergência.
Resposta rápida sem a participação do encéfalo.
Participam o nervo sensorial, medula e nervo motor.
Axônio do neurônio sensorial

Neurônio motor
Neurônio da associação
Dendrito do
neurônio sensorial
Terminações sensoriais na pela

Você também pode gostar