Você está na página 1de 3

ARRANQUE O MAL COM RAIZ E TUDO

Juízes - Capítulos 19 e 20
Propósito Geral: Exortativo.
Tema Específico: Combatendo o pecado
Idéia Central do Sermão:
O POVO DE DEUS TEM QUE ARRANCAR O MAL PELA RAIZ À QUALQUER CUSTO.
Frase de Efeito: ARRANQUE O MAL COM RAIZ E TUDO, NEM QUE SAIA PEDAÇO DE CARNE

Como, com quais GOLPES Israel conseguiu arrancar o mal pela raiz?

1. COM O GOLPE DA INDIGNAÇÃO (Cap. 19.29-30)


Tema do Meio: Indignação com o pecado.
Explicação: Sem indignação não há possibilidade de transformação. Somente
quando ficamos indignados com o estado atual das coisas é que nos disposmos a
qualquer coisa para mudar. O jovem levita foi radical (cortou a mulher em 12 pedaços),
mas obteve a atenção e a indignação nacional. Israel, por sua vez, não deixou de prestar
atenção ao macabro protesto daquele levita desconhecido (a Bíblia nem sequer cita seu
nome).
Fundamentação: Romanos 9.12: 9 - Aborrecei o mal e apegai-vos ao bem.
Ilustração:
______________________________________________________________
“Ponto-Cruz”: Deus ofereceu seu Filho em sacrifício, para nos livrar do mal.
Glorificação: Aleluia! Deus se indignou com o pecado e enviou Jesus para nos
libertar.
Aplicação: É nosso dever também ficarmos indignados com o mal.
Apelo do Meio: Aplique agora mesmo o Golpe da Indignação contra o pecado em sua
vida.

2. COM O GOLPE DA DECLARAÇÃO DE GUERRA (Cap 20.8-9)


Tema do Meio: Determinação
Explicação: Ficar indignado é o primeiro golpe, mas, se não formos além disso,
o mal não será extinto. É preciso avançar. É preciso declarar guerra contra o pecado. É
preciso tomar a mesma posição que os israelitas tomaram no caso: "Ninguém voltará
para casa, isto é, a vida não voltará ao normal, até que tenhamos resolvido esse caso".
Fundamentação: Efésios 6.12 - Não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas,
sim, contra o mal.
Ilustração:
______________________________________________________________
Glorificação: Aleluia! Vamos vencer essa guerra. A vitória já é certa.
Aplicação: Saia da inércia, declare guerra contra o pecado e o mal.
Apelo do Meio: Aplique agora mesmo o Golpe da Declaração de Guerra contra o
pecado em sua vida.

3. COM O GOLPE DAS AÇÕES PRÁTICAS CONTRA O MAL (20.10-48)


Tema do Meio: Ações práticas
Explicação: Ficar indignado e declarar guerra contra o pecado são golpes
importantes, mas, somente quando partirmos para a luta é que as coisas, de fato, se
resolverão. Os israelitas organizaram um exército de 400.000 homens, montaram a
logística da batalha, consultaram a Deus, fizeram duas investidas frustradas (nas quais
morreram 40.000 homens), fizeram jejum, orações e buscaram a Palavra de Deus. Era
difícil para eles guerrear contra seus próprios irmãos, mas, na luta contra o pecado,
muitas vezes temos que "cortar a própria carne" ("Se o teu olho te faz tropeçar, arranca-
o"). Mas, por fim, Deus lhes deu a vitória e o mal foi extirpado.
Fundamentação: Hebreus 12.4 - Ainda não resististes até ao sangue, combatendo
contra o pecado.
Ilustração:
______________________________________________________________
“Ponto-Cruz”: Jesus não ficou só no discurso. Na sua luta contra o nosso pecado,
foi até a cruz.
Glorificação: Aleluia! Jesus foi até às últimas conseqüências para nos libertar do
mal.
Aplicação: Nós também devemos ir até às últimas conseqüências nessa guerra.
Apelo do Meio: Aplique o golpe final; comece agora mesmo sua luta contra o pecado.

Conclusão:
Israel deu três golpes mortais contra o pecado: O golpe da indignação, o golpe da
declaração de guerra e o golpe das ações práticas contra o mal. E venceu, pois Deus
aprovou sua atitude. Nós também podemos vencer o mal, pois Deus aprova todas as
atitudes neste sentido.

Deus seja louvado!

Autoria: Pr Franco

O SAL DA TERRA
Mateus 5.13
Propósito Geral: Exortativo.
Tema Específico: Os efeitos da presença dos cristãos.
Idéia Central do Sermão:
SOMENTE OS CRISTÃOS VERDADEIROS SÃO
CONSIDERADOS POR DEUS O SAL DA TERRA.
Não basta uma pessoa querer ser "sal", ou pensar e dizer que é "sal".
O sal verdadeiro é inconfundível, devido às suas QUALIDADES:

1. SUA CAPACIDADE DE CONSERVAR


O sal foi o primeiro conservante utilizado pela humanidade.

Todo cristão verdadeiro é um CONSERVADOR.

Ele crê na Bíblia e condena todas as formas de pecado que ela denuncia, não
importando se a sociedade o considera politicamente incorreto, retrógrado, careta ou
coisas semelhantes.

Ele repudia tudo aquilo o que a Bíblia denuncia, coisas tais como o adultério, a
fornicação, a pornografia, as piadas indecentes, o homossexualismo, o ódio, a fofoca,
etc.

2. SUA FACILIDADE EM DAR SABOR


Uma das grandes busca do ser humano é por sabor. Sabor na vida, na existência. E,
nesta sua busca por sabor, enganado e iludido pelo Diabo, ele acaba experimentando
vários "sabores" estragados, contaminados, venenosos.
Todo cristão verdadeiro tem o SABOR DE CRISTO e é capaz de dar um tempero
especial à vida das pessoas ao seu redor.

3. SEU VALOR INTRÍNSECO


Não é à tôa que a palavra "salário" vem de sal, pois, nos tempos de Jesus, o sal era
tão valioso que era usado como moeda.

Todo cristão verdadeiro tem VALOR INTRÍNSECO, pois o Espírito Santo de Deus produz
em seu íntimo uma série de qualidades inigualáveis, conforme nos relata Gálatas 5.22:
- Amor
- Alegria
- Paz
- Longanimidade
- Benignidade
- Bondade
- Fidelidade
- Mansidão
- Domínio próprio

Conclusão:
Se algum cristão não é Conservador, não é capaz da dar sabor à vida das pessoas ao seu
redor nem tem valor intrínseco, NÃO É CRISTÃO.
O cristão verdadeiro, aquele que um dia se arrependeu de seus pecados e abriu seu
coração para Jesus, este, sim, tem estas qualidades e é considerado por Deus (e também
pelos homens) o SAL DA TERRA!

Deus seja louvado!


Autoria: Pr Ronaldo Alves Franco