Você está na página 1de 7

Escola Secundária Padre António Vieira

Biologia 12º Ano

2008/2009

Teste Sumativo nº2 – 3º Período

I– Hereditariedade

1. Os estudos da Genética têm evoluído a partir de 1860, tendo Gregor Mendel sido um
dos seus principais promotores.

1.1. Enumere os contributos de Mendel para os conhecimentos sobre Genética.

1.1 Mendel efectuou os primeiros estudos na área da genética, tendo formulado a Lei da
Segregação Independente dos Alelos e a Lei da Segregação Independente dos Caracteres.

2. Classifique as seguintes afirmações como verdadeiras (V) ou falsas (F).


Justifique as falsas.

a) O genótipo diz respeito a características observáveis de um ser vivo, sejam


elas morfológicas, fisiológicas ou comportamentais.

b) O gene corresponde a um segmento funcional do DNA com instruções para


uma determinada característica.
c) O fenótipo representa o conjunto de instruções genéticas que determinam as
características de um ser vivo.

d) O indivíduo portador de duas cópias idênticas de um gene é denominado


heterozigótico.

e) Um alelo corresponde a cada uma das formas alternativas de um gene.

2. a)F; b)V; c)F; d)F; e)V.

Núcleo de estágio da ESPAV


1
3. Um criador de periquitos cruzou indivíduos com penas amarelas no dorso e verdes no
ventre com outros de penas brancas no dorso e azuis no ventre (fig. 1), obtendo os
resultados evidenciados na figura.

3.1. Identifique o genótipo de cada um dos indivíduos:


a) da geração parental; b) de F1; c) de F2.

3.2. Justifique, através de um xadrez mendeliano, as suas opções relativas às alíneas


b) e c).

3.3. Os resultados obtidos apoiam as Leis de Mendel? Justifique.

Núcleo de estágio da ESPAV


2
4. Um cruzamento entre antúrios vermelhos e antúrios brancos resultou em híbridos de
F1 de antúrios cor-de-rosa. Quando esses híbridos sofreram autopolinização, o resultado
fenotípico de F2 foi uma proporção de um vermelho, dois cor-de-rosa e um branco. A
explicação mais provável para o que aconteceu é:
a) as plantas cor-de-rosa são epistáticas às plantas vermelhas.
b) as plantas cor-de-rosa são o resultado de uma mistura entre os genótipos
vermelho e branco.
c) a coloração das flores deve-se à acção de dois ou mais genes
complementares.
e) plantas heterozigóticas têm diferentes fenótipos devido à dominância
incompleta dos alelos dominantes.
f) A coloração dos antúrios não pode ser explicada pelos princípios mendelianos.
Seleccione a opção correcta.
Opção d).

5. Morgan utilizou nas suas experiências de Genética a Drosophila melanogaster.

5.1. Indique três razões que possam ter potenciado a selecção deste ser vivo para a
realização de experiências de Genética.

5.2. Comente a afirmação: “A selecção criteriosa do material biológico é a base do


sucesso da actividade experimental”.

5.1 Ciclo de vida curto, características facilmente observáveis, número reduzido de


cromossomas e dimorfismo sexual.
5.2 A escolha do material biológico é de extrema importância no sucesso da actividade
laboratorial, nomeadamente a existência de características facilmente distinguíveis para
um dado carácter, elevadas taxas reprodutoras, e ciclos de vida curtos.

6. A árvore genealógica da figura 3 diz respeito aos grupos sanguíneos de uma família
relativamente ao sistema ABO. Observe-a atentamente.

6.1. Indique os genótipos dos indivíduos I2, II4, III3 e III5.

6.2. Se o indivíduo II3, necessitar de uma transfusão sanguínea, qual dos seus
familiares poderá ser o dador? Justifique.

6.3. Quais são os genótipos possíveis dos descendentes de II1 e II2?

Núcleo de estágio da ESPAV


3
6.1 I2 – OO; II4 – AO; III3 – OO; III5- OO.
6.2 Todos excepto o I1, II4, II5, III4, III6. Uma vez que estes têm antigenes anti-A, o que
provocaria a coagulação sanguínea.
6.3 Todos são OO.

II – Imunidade

A imunidade é um dos grandes desafios da Biologia na actualidade, em que numerosos


centros de investigação investem o seu trabalho. Compreender as principais linhas de
defesa do organismo que controlam o desenvolvimento de inúmeras doenças, descobrir
complexos e sistemas de comunicação entre diferentes agentes e recorrer às mais
variadas biotecnologias para produzir substâncias utilizadas no diagnóstico e terapêutica
de doenças, tem conduzido a notáveis avanços no sentido de melhorar a qualidade de
vida humana.

1. Refira o que entende por imunidade.


Imunidade é o conjunto de processos fisiológicos que permite ao organismo reconhecer
corpos estranhos ou anormais, com consequente neutralização ou eliminação.
2 pt A – conjunto de processos fisiológicos
1 pt B – reconhecer corpos estranhos
1 pt C – neutralização ou eliminação

2. Explique o que são agentes patogénicos e como podem penetrar no organismo


humano.
1 - Os agentes patogénicos são organismos biológicos capazes de causar doenças em
animais.
2 - Podem penetrar no organismo humano através da água, do ar, dos alimentos, de
lesões na pele e nas mucosas.

2.1 Indique os principais agentes patogénicos que ameaçam o organismo humano.

Os principais agentes patogénicos são os vírus (Influenza, HIV), as bactérias (Vibrio


cholerae, Mycobacterium tuberculosis), os fungos (Tinea pedis) e os protozoários
(Plasmodium, Toxoplasma gondii).

3. A defesa do organismo envolve vários tipos de células. Na figura 2 encontram-se


representados vários tipos de leucócitos observados ao microscópio óptico.

3.1 Faça a legenda das letras assinaladas na figura 2.


A – Linfócito; B – Eosinófilo; C – Basófilo; D – Monócito; E – Neutrófilo.

Núcleo de estágio da ESPAV


4
3.2 Indique as letras que correspondem:

3.2.1 a leucócitos granulócitos; B C E


3.2.2 a leucócitos agranulócitos. A e D

3.3 Refira as características que os leucócitos possuem que explicam as suas


potencialidades para intervir em respostas imunitárias.
2 – local de formação de células imunitárias;
3 – local de armazenamento de células imunitárias;
5 – local de formação de células imunitárias.

4. As barreiras anatómicas podem constituir uma primeira forma de ataque a


organismos invasores. Refira duas dessas barreiras.
Pele, muco, pestanas.

5. A defesa não específica (Transcreva para a sua folha de prova a opção


correcta)
A. contribui para limitar a expansão dos agentes infecciosos enquanto são
accionadas as defesas específicas.
B. faz parte da imunidade adquirida do organismo.
C. torna-se mais rápida e eficiente a cada novo contacto com o mesmo agente
patogénico.
D. é mediada pelos linfócitos B e T.
A

6. Os linfócitos T: (Transcreva para a sua folha de prova as opções correctas)


a) fagocitam agentes patogénicos durante a reacção inflamatória.
b) formam-se na medula óssea, onde sofrem maturação.
c) quando estimulados por um antigénio, diferenciam-se em células produtoras de
anticorpos.
d) desempenham funções de vigilância imunitária em relação a células cancerosas.
e) não possuem, em situações normais, receptores para os antigénios próprios do
organismo.
f) são células apresentadoras de antigénios.
d)e)

7. As disfunções do sistema imunitário dão origem a várias doenças.

7.1 Refira duas funções levadas a cabo pelo sistema imunitário e que asseguram a
manutenção da saúde e o correcto funcionamento do organismo.
Defesa contra agentes invasores extracelulares, como bactérias e vigilância
imunitária em relação a células cancerosas e células infectadas com vírus.

7.2 Distinga hipersensibilidade imunitária de imunodeficiência e refira um exemplo


estudado para cada uma destas disfunções do sistema imunitário.
2 pts A - Uma reacção de hipersensibilidade imunitária resulta de uma reacção de defesa
do sistema imunitário que tem uma intensidade exagerada em relação à causa que a
provocou.

Núcleo de estágio da ESPAV


5
1 pt B - Um exemplo disso são as alergias.
2 pts C - Uma imunodeficiência resulta da falta de resposta do sistema imunitário, ou de
uma resposta com uma intensidade insuficiente, em relação a um agente ou factor que
ameaça o organismo.
1 pt D - Podem ser exemplos a SIDA ou a imunodeficiência congénita.

8. Observe gráfico da figura 6 que traduz a concentração de anticorpos presentes no


plasma de um animal após ter sido inoculado com dois antigénios (A e B) em dois
momentos diferentes.

8.1 Indique quais as células do sistema


imunitário que foram activadas após o primeiro
contacto com o antigénio e que originaram a
resposta imunitária traduzida no gráfico.
Justifique a sua resposta com base em dados
do gráfico.
As células activadas foram os linfócitos B. É
possível observar no gráfico que após o
contacto com os antigénios verificou-se um
aumento da concentração de anticorpos no
sangue e esses anticorpos são produzidos por
plasmócitos que resultam da diferenciação de
linfócitos B activados.
1 pt - Linfócitos B
2 pts - A - aumento da [anticorpos]
1 pt - B - produzidos por plasmocitos
1 pt - C - diferenciados pelos linfocitos B

8.2 Compare a resposta primária e secundária ao antigénio A e explique por que motivo
a resposta secundária é diferente da resposta primária?
2 pts A - A resposta secundária é mais rápida e mais intensa do que a resposta primária.
1 pts B - No primeiro contacto com o antigénio A é produzida uma determinada
quantidade de anticorpos ao fim de alguns dias
2 pts C - e no segundo contacto verifica-se a produção quase imediata do triplo da
quantidade de anticorpos que foi produzida na resposta primária.
2 pts D - Isto porque, após a resposta primária ficam no organismo linfócitos B
memória.
1 pts E - Quando ocorre um segundo contacto com o mesmo antigénio, essas células de
memória reconhecem-no e rapidamente se multiplicam,
2 pts F - originando linfócitos B que se diferenciam em plasmócitos produtores de
anticorpos, sendo, portanto, a resposta mais rápida e mais intensa.
8.3 Justifique a especificidade antigénio-anticorpo, com base em dados do gráfico.
2 pts A - É possível observar no gráfico que o facto de ter existido um primeiro contacto
com o antigénio A não tem qualquer efeito sobre a resposta ao antigénio B, que é
semelhante à resposta primária ao antigénio A.
2 pts B - Os linfócitos B de memória para o antigénio A são incapazes de reconhecer o
antigénio B,
1 pts C - porque existe especificidade antigénio-anticor

Núcleo de estágio da ESPAV


6
COTAÇÕES

Questões Cotações Questões Cotações


I II
Imunidade Produção de
alimentos e
sustentabilidade

1 1
1.1 1.1
10
1.2 1.2
20
1.3
1.4 2
2.1
2 2.2
10 20
2.3
3 2.4
3.1 15 10
3.2 3

4 4
5
4.1
20
5 4.2
5
4.3
6 5
5
7 5.1
20
7.1 5.2
10
7.2 5.3

8 6
10 5
9 7
10 5
10 8
10
8.1
8.2
10
8.3

100 Pontos 100 Pontos TOTAL 200 pontos

Núcleo de estágio da ESPAV


7

Você também pode gostar