Você está na página 1de 9

Escola ulisses guimarães

Professor(a): jane Oliveira Turno:______________Data:


______/______/______
Aluno(a)____________________________________________Turma____________________
_
SEQUENCIA DIDATICA: BIOGRAFIA

Frans krajcberg

Krajcberg diz: “a minha preocupação é penetrar mais na natureza. Há artistas que se aproximam da
máquina; eu quero a natureza, quero dominar a natureza. Criar com a natureza, assim como outros estão
querendo criar com a mecânica. Não procuro a paisagem, mas o material. Não copio a natureza”.

Frans Krajcberg (1921-2017) foi um escultor, pintor,


gravador e fotógrafo polonês, naturalizado brasileiro. Suas
esculturas se caracterizam pelo uso de troncos e raízes
carbonizadas recolhidas em desmatamentos e queimadas.
Muitas lembram pulmões, corações, esqueletos e outras
formas impactantes.
Frans Krajcberg nasceu em Kozienice, lugarejo no
interior da Polônia, no dia 12 de abril de 1921. Estudou Engenharia e Artes na Universidade
de Leningrado. Viveu de perto a II Guerra Mundial. Descendente de família judia, viu sua
mãe ser enforcada pelas forças da Alemanha Nazista. O restante da família morreu em
campos de concentração. Krajcberg caiu prisioneiro dos alemães, mas conseguiu escapar e
entrar para o lado soviético, onde virou herói de guerra como construtor de pontes.
Após o fim do conflito, Krajcberg mudou-se para Paris, onde conheceu Fernand Léger
e o russo Marc Chagall. Em 1948 veio para o Brasil. Em 1951 participou da Primeira Bienal
de São Paulo. Até 1954 viveu entre Paris, Ibiza e Rio de Janeiro. Sua aversão ao contato
social o levaria a se isolar numa zona de mineração de Minas Gerais, onde
produzia gravuras e esculturas em pedra. Em seguida viveu um curto período no Paraná. Em
1956 mudou-se para o Rio de Janeiro, onde dividiu ateliê com o escultor Franz Weissmann.
Em 1957 naturaliza-se brasileiro.
Em 1958 retornou a Paris, onde permaneceu até 1964. Alternou sua estada em Paris
com viagens a Ibiza, na Espanha, onde produziu trabalhos com papel japonês, moldados
sobre pedras e pintados a óleo ou guache. De volta ao Brasil, instala um ateliê em Minas
Gerais, onde começa a criar as “sombras recortadas”, quando associa cipós e raízes a
madeiras recortadas.
Em 1972 muda-se para Nova Viçosa, no extremo sul da Bahia. Nesse período teve
que abandonar a pintura, em razão de uma intoxicação por tinta a óleo. Busca então as
árvores, como companhia e como matéria prima para seu trabalho. Utiliza restos de troncos
e raízes carbonizados por queimadas ou resíduos de desmatamentos, vindos da Amazônia,
de Mato Grosso ou da Mata Atlântica baiana. Em suas viagens fotografa a destruição das
florestas. Em 2003, Curitiba inaugurou o espaço Krajcberg, no interior do Jardim Botânico,
com 114 obras, entre esculturas, feitas de madeiras carbonizadas e fotografias, doadas pelo
artista.
Ao longo de sua carreira, Frans Krajcberg atuou como ativista ecológico, denunciando
as queimadas no estado do Paraná, os desmatamento da Amazônia, a exploração de
minérios no estado de Minas Gerais e defendeu as tartarugas marinhas que chegavam ao
litoral de Nova Viçosa, para desova.
Frans Krajcberg vive em seu sítio à beira da praia, na cidade de Nova Viçosa, em
meio a uma floresta de 10 mil árvores de espécie nativa que ele introduziu na localidade
desde a década de 70. Não gosta que o chamem de artista plástico, diz que é um militante
ecológico.
Frans Krajcberg faleceu no Hospital Samaritano, no Rio de Janeiro, onde
estava internado, no dia 15 de novembro de 2017.

Escola ulisses guimarães


Professor(a): jane Oliveira Turno:______________Data:
______/______/______
Aluno(a)____________________________________________Turma____________________
_
SEQUENCIA DIDATICA: AUTOBIOGRAFIA

Autobiografia da professora Jane Oliver


Meu nome é janildes de oliveira mas conhecida pelo pseudonimo de Jane Oliver.
Nasci na cidade de teixeira de freitas, na Bahia, no dia 28 de julho de 1985. Meus pais se
chamam Elias Conceição de Oliveira e Ademilsa Silva de Oliveira. Sou a filha do meio e
tenho mais duas irmãs, jaqueline (33 anos) e jussara (26 anos). Estudei em apenas duas
escolas e em ambas fiz grandes e inesquecíveis amigos. Como Flavia Araujo, Nilma Ramos,
lucinha entre outros.Essas convivemos até o final do ensino médio.
Voltando a minha história, comecei a estudar com 6 anos no colégio de São José,
mas logo me mudei para uma fazenda chamada Pião do meio, lugar onde pude viver os
melhores dias de minha infância, principalmente por ter pais maravilhosos que me ensinaram
a brincar e ate mesmo a narrar essas historias de contos de fadas que já contei varias vezes
pra vocês.
Na fazenda Pião do meio estudei na escola Buzi de carvalho onde permaneci até a
4º serie, então tive que retornar para o São José, lugar onde vivo até os dias de hoje.
Na sala de aula sempre fui uma boa aluna e sempre tirava notas boas, mas sofria
com a tabuada... crueis dias de sabatina e palmatoradas!
Ao retornar para o São José concluir o ensino fundamental I, mas iniciei o ensino
médio em Alcobaça, naquela epoca acordavamos as 5 horas da manhã pra estudar. Ho
tempos dificies, mas prazerosos... afinal eu já dava aulas e tinha que conciliar as duas coisas.
Em 2005 concluir o ensino medio, neste periodo conheci o Sergio e começamos a
namorar no inicio achei ele baixinho e com olhinho muito apertado, mas o amor não ver
sempre essas coisas entao em 2006 nos casamos e logo veio a minha primogenita Anna
Júlia em seguida Lara e minha casula Eloá... meus tesouros .
Em 2013 já tinha feito minha escolha profissional, sabia o que queria, ser educadora...
Então prestei enem para pedagogia e fiz uma excelente pontuação conseguindo uma bolsa
parcial para cursar a faculdade....
Mas antes em 2012 já lecionava na escola Ulisses Guimarães numa turma do Se
Liga, e em 2013 tive o prazer de me deparar com a melhor turma que passou por minha vida.
Nossa, essa turminha vai deixar saudades... meus bbs agora iniciando o 5º ano... turma top,
turma 10. Amo muito todos eles, assim como a minha família.
No ano de 2017 meu querido pai, partiu deste mundo e para trás deixou o coração de
uma filha totalmente quebrado. Sinto tantas saudades dele, de tudo que vivemos, e tristeza
por tudo que não tivemos tempo para viver juntos. Mas apesar desta despedida cedo demais,
eu tive a oportunidade de aprender a viver e a ser uma boa pessoa ao seu lado. Ele sempre
foi um homem exemplar e o melhor pai, e eu uma filha feliz e orgulhosa.
Enfim sei que ser professora não é uma tarefa fácil. Temos que ser um pouco mãe,
pai, amiga, psicóloga, e acima de tudo professora. Hoje, com 32 anos, já realizei um dos
meus grandes sonhos: SER PROFESSORA. Quando estou dentro da sala de aula me sinto
realizada, feliz, completa. E é ai mesmo, dentro da sala de aula que pretendo viver muitos
momentos da vida, talvez os melhores

Escola ulisses guimarães


Professor(a): jane Oliveira Turno:______________Data: ______/______/______
Aluno(a)____________________________________________Turma_____________________
Minha Autobiografia atividade na lousa
Atividade 1

a) Montar um quadro com as diferencas entre biografia e autobiografia;


b) Pesquisa no dicionario
biografia autobiografia
A Biografia (do grego antigo: βιογραφία , A autobiografia é a biografia escrita pela
de βíος - bíos, vida e γράφειν – gráphein, escrever) pessoa de quem a biografia fala, e geralmente
é um gênero literário em que o autor narra a resulta de quando o autor procede ao
história da vida de uma pessoa ou de várias pessoas. levantamento de sua própria existência.
De um modo geral as biografias contam a vida de Já a autobiografia é quando o autor expõe a
alguém. sua própria história na primeira pessoa.
Como gênero literário, a biografia é uma
narração da história de vida de uma pessoa ou de
uma personagem, geralmente na terceira pessoa.

A estrutura básica de uma biografia geralmente inclui uma apresentação inicial do protagonista (introdução),
a descrição dos principais fatos que compõem a história (desenvolvimento) e uma parte final de caráter
subjetivo (conclusão).

Uma biografia deve mostrar um breve resumo de sua vida sem entrar em detalhes. O currículo pode servir
como base, porém procure criar um texto dinâmico e curto.

-
Atividade 2

Produção escrita no caderno

Construir cada um a sua autobiografia. Convidar os alunos a contar a sua história, um registro escrito
de suas marcas pessoais, suas lembranças mais queridas e fatos relevantes de sua vida: nome, local de
nascimento, nomes dos pais, irmãos, avós, o que mais gostam de fazer na escola e fora dela, as comidas
preferidas, os bichos de estimação, as lembranças mais queridas, histórias divertidas.

auto-retrato
Escola ulisses guimarães
Professor(a): jane Oliveira Turno:______________Data: ______/______/______
Aluno(a)____________________________________________Turma_____________________
Meio ambiente

Pense rápido: qual ou quais destas imagens retrata(m) o meio ambiente?

Se a sua resposta foi “todas elas”, você está de parabéns!

Embora muitas pessoas costumem associar meio ambiente a paisagens naturais, esta expressão é mais
abrangente. Veja só o que o dicionário Míni Aurélio nos diz:

Meio ambiente: o conjunto de condições e influências naturais que cercam um ser vivo ou uma comunidade, e que agem sobre
ele(s).
Já sobre comunidade, seu significado é este: conjunto de seres vivos que vivem em uma mesma região.

Assim, podemos concluir, de forma simplificada, que meio ambiente é uma expressão que se refere à relação
entre os seres vivos e os não vivos. Nesse contexto, surge a Ecologia, que é o estudo das relações entre eles.

Agora que você conhece tais questões, vamos mais adiante: você sabe o que significa cuidar do meio
ambiente?

A resposta é fácil: cuidar do meio ambiente significa cuidar de nós mesmos, dos nossos familiares e amigos; dos
nossos animais de estimação e dos demais seres vivos,
de nossa casa, da escola, da água, do solo, do nosso ar,
enfim...! Cuidar do meio ambiente é importante porque
tudo o que existe nele está relacionado. Assim, se algum
de seus itens é prejudicado, dificilmente outros não o
serão. E sabe o que mais? Nossa espécie, como é a que
possui maior capacidade de modificar o meio ambiente,
é a grande responsável por alguns problemas que têm
ocorrido, e é uma das que mais sofrem as consequências
disso – principalmente as pessoas mais pobres.

Curiosidade:
A Organização Mundial de Saúde (OMS) estabeleceu, em
1972, o dia 5 de junho como sendo o Dia do Meio
Ambiente. Essa mesma agência constatou que
aproximadamente cinco mil crianças, por ano, morrem
em razão dos problemas ambientais, como falta de água
tratada e poluição do ar. Atividade: com base nas discursoes elabore um quadro com as principais açoes
humanas na comunidades em que vive.
Escola ulisses guimarães

Professor(a): jane Oliveira Turno:______________Data: ______/______/______


Aluno(a)____________________________________________Turma_____________________
Modificações das paisagens pelos seres humanos

Paisagem é tudo aquilo que se visualiza. A paisagem possui forma, contexto, cor e movimento.
Ela acompanha tendências, estilos, moda e arte. Visualizamos paisagens agradáveis e desagradáveis aos
nossos olhos. Ela pode ser serena ou violenta.

Como os seres humanos estão inseridos na paisagem?

Os seres humanos fazem parte da paisagem de cada dia e atuam e influenciam diretamente. Você,
certamente, já reparou que estamos rodeados de paisagens! Todos os dias, visualizamos paisagens que
formam o nosso cotidiano. Você já reparou que muitas vezes nem damos importância para o que nos rodeia,
apenas fazemos o nosso trajeto sem se importar com a situação ao nosso redor? As paisagens mudam a todo
instante, e muitas vezes sem ao menos a nossa percepção. Outras, o próprio ser humano altera por meio de
várias modificações.

As modificações feitas pelos seres humanos

Os seres humanos modificam as paisagens do planeta a qualquer


momento. Elas podem ser boas ou ruins. Atualmente, os
homens realizam mais alterações ruins do que boas. Vamos conhecer
algumas dessas modificações?

Essas alterações ocorrem quando:

Contaminamos as águas dos rios, dos mares e dos oceanos, por meio de derramamento de óleo dos navios
petroleiros, matando muito animais marinhos devido à intoxicação; poluímos as águas dos rios jogando lixo,
além do derramamento de esgoto.

Desmatamos nossas matas e florestas chegando ao ponto de extinção e derrubamos as árvores de forma
indiscriminadas para a fabricação de móveis. Um grande exemplo disso é a nossa Floresta Amazônica e a
nossa Mata atlântica que estão em vias de sumirem do planeta causando um grande desastre ambiental.
Além das queimadas que ocorrem de forma natural, os seres humanos queimam as matas e florestas para a
criação de animais, plantio e novas construções.

Muitas espécies de plantas e animais vivem nas matas e florestas e também estão em vias de extinção.
Muitas já foram extintas e somente os observamos em livros e museus.

Com todas essas atitudes e modificação a paisagem quase que desaparece, sobrando aos seres humanos, a
cidade.

Como podemos evitar essas situações?

Essas atitudes podem ser alteradas se os seres humanos


tomarem consciência que estão destruindo o planeta em que
vivemos e assim destruindo a nós mesmos. É preciso medidas de
planejamento e prevenção como instalação de equipamentos
antipoluição nas indústrias e nos veículos, preservação das matas
e florestas que nos dão o oxigênio fundamental para a nossa
sobrevivência, assim com o replantio de árvores e técnicas
adequadas de cultivo do solo. Sem contar com a fiscalização do Governo na preservação da natureza.
Escola ulisses guimarães
Professor(a): jane Oliveira Turno:______________Data:
______/______/______
Aluno(a)____________________________________________Turma____________________
Números ordinais
Playvolume00:00/00:50colegioweb Video 2018-02-24_00-47Truvid