Você está na página 1de 6

MECANISMOS DE TRANSFERÊNCIA DE CALOR

1. DEFINIÇÃO:
Transferência de calor é a energia em trânsito devido a uma diferença de
temperatura.
Por exemplo, se dois corpos a diferentes temperaturas são colocados em contato
direto, ocorrerá uma transferência de calor do corpo de temperatura mais elevada
para o corpo de menor temperatura até que haja equivalência de temperatura entre
eles. Dizemos que o sistema tende a atingir o equilíbrio térmico.

T1 T2 T T

Se T1 > T2  T1 > T > T2

2. TIPOS DE TRANSFERÊNCIA DE CALOR

2.1 Condução:
Quando a transferência de energia ocorrer em um meio estacionário, que pode
ser um sólido ou um fluido, em virtude de um gradiente de temperatura, usamos
o termo transferência de calor por condução. A figura 1 ilustra a transferência
de calor por condução através de uma parede sólida submetida à uma diferença
de temperatura entre suas faces.
T1 T2

T – Temperatura
q
T1 > T 2

Figura 1: Transferência de Calor por Condução

2.2 Convecção:
Quando a transferência de energia ocorrer entre uma superfície e um fluido
em movimento em virtude da diferença de temperatura entre eles, usamos o
termo transferência de calor por convecção. A figura 2 ilustra a transferência
de calor de calor por convecção quando um fluido escoa sobre uma placa
aquecida.

TSup > TF

Fluido em movimento (TF)

q
TSup

Figura 2: Transferência de Calor por Convecção


2.3 Radiação:
Ocorre através da radiação (emissão de energia) entre duas superfícies. Quando,
na ausência de um meio interveniente, existe uma troca líquida de energia
(emitida na forma de ondas eletromagnéticas) entre duas superfícies a diferentes
temperaturas, usamos o termo radiação. A figura 3 ilustra a transferência de calor
por radiação entre duas superfícies a diferentes temperaturas.

T1

T2
q1

q2

Figura 3: Transferência de Calor por Radiação


Condução:

Lei de Fourier (Equação empírica)

dT onde:
q X = −k.A.
dx
qx → taxa de transferência de calor na direção x

k → constante de condutividade térmica

A → área de transferência de calor


dT
O fator de proporcionalidade k (condutividade térmica) que surge da equação de
Fourier é uma propriedade de cada material e vem exprimir a maior ou menor
facilidade que um material apresenta à condução de calor.

A variação da condutividade térmica (no S.I.) com a temperatura é mostrada na


figura 4 para algumas substâncias.

Figura 4 – Condutividade térmica para algumas substâncias


Exemplo 1:

A parede de um forno industrial apresenta espessura de 0,15 m e condutividade


térmica de 1,7 W/m.K. As temperaturas nas superfícies interna e externa da parede
do forno são de 1400 e 1150 K. Qual a taxa de transferência de calor através de
uma parede de 0,5 m por 3 m, supondo gradiente linear de temperaturas na parede
do forno ?

K = 1,7 W/m.K

T2 = 1150 K

T1 = 1400 K

H = 0,5 m

dT
X q X = −k.A.
w=3m dx

L = 0,15 m

dT ∆T
Gradiente linear de temperatura → =
dx ∆x

Exemplo 2:
Qual a espessura de uma parede de condutividade térmica de 0,75 W/m.K se a taxa
de transferência de calor seja equivalente a 80% da taxa através de uma parede
com condutividade térmica de 0,25 W/m.K e espessura de 100 mm ? A diferença
de temperatura nas duas paredes é a mesma.