Você está na página 1de 11
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E DA SAÚDE CURSO DE PSICOLOGIA

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E DA SAÚDE CURSO DE PSICOLOGIA

Núcleo 4 – 7º período/2014

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E DA SAÚDE CURSO DE PSICOLOGIA
N ÚC L EO 4 : P s i c o l o g i a
N ÚC L EO
4
:
P s i c o l o g i a
d o
T r a b a l h o
e
d a s
Or g a n i z a ç õ e s

DEPARTAMENTO PERÍODO CARGA HORÁRIA PROFESSORES

OBJETIVOS DO NÚCLEO:

: Psicologia Social : 7º/2014 : 102 : André Bruttin (Programa 1) José Agnaldo Gomes (Programa 2) Renata Paparelli (Programa 3)

O Nú c l e o " Tr a b a l h o e Pr o d u ç ã o " tem p o r o b j e ti v o s :

Demonstrar como os problemas humanos do trabalho e das organizações dizem respeito à atuação profissional do psicólogo em qualquer uma das suas áreas de atuação;

 

Ap re s e n ta r a

p r o b l emá ti c a

d o

tr a b a l h o

h uma n o

e

d o s

d i v e r s o s

ti p o s

d e

 

o rg a n i z a ç õ e s

a

p a rtir

d a s

p ri n c i p a i s

r e fl e x õ e s

p r o d u z i d a s

p e l a

p s i c o l o g i a

em

s e u d i á l o g o i n te r d i s

c i p l i n a r;

 
 

Ap re s e n ta r

a s

 

tr ê s

g r a n d e

s

v e rte n te s

q u e

em

Ps i c o l o g i a

n o

Br a s i l

c o n fi g u ra r am

a s

 

a p r o x ima ç õ e s

d a

Ps i c o l o g i a

Ps i c o l o g i a Tr a b a l h a d o r;

Or g a n i z a c i o n a l ,

r e l a ç ã o

a o So c i a l

tra b a l h o

e

a o s

d o

Tr a b a l h o

tr a b a l h a d o r e s :

e

Sa ú d e

d o

 

Re fl e tir s o b r e

a

a tu a ç ã o

p r o fi s s i o n a l

d o

p s i c ó l o g o

v o l ta d a

p a r a

a s

q u e s tõ e s

 

d

o

tr a b a l h o

e

i n s tr ume n ta l i z a r

o

a l u n o

p a r a

p r o p o r n o v a s

fo rma s

d e

a tu a ç ã o .

 

A

o b ri g a to ri e d a d e

d e s te

c o n j u n to

d e

d i s c i p l i n a s

e

e s tá g i o s

j u s ti fi c a - s e

p e l o

 

fa to

d e

s e r em

s e u

c o n te ú d o

e

s u a s

d i s c u s

s õ e s

e s s e n c i a i s

p a r a

a

fo rma ç ã o

d

o s

p s i c ó l o g o s ,

s e j am

q u

a i s

fo r em

s

u a s

fu tu r a s

á r e a s

d e

a tu a ç ã o ,

j á

q u e

o

tr a b a l h o

c o n s ti tu i

uma

d a s

c a te g o ri a s

fu n d ame n ta i s

p a r a

a

c omp r e e n s ã o

d o

s e r h uma n o .

 

OBJETIVOS GERAIS DOS PROGRAMAS:

 

As

d i s c i p l i n a s

q u e

a p r o x ima ç ã o

c omp õ em o Nú c l e o 4

o b j e ti v am a p r e s e n ta r

a s

tr ê s

g r a n d e s

d e

d a

p s i c o l o g i a

em

r e l a ç ã o

a o

tra b a l h o

q u e

s e

c o n fi g u ra ram n o

á r e a s Br a s i l

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E DA SAÚDE CURSO DE PSICOLOGIA

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E DA SAÚDE CURSO DE PSICOLOGIA

Núcleo 4 – 7º período/2014

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E DA SAÚDE CURSO DE PSICOLOGIA
 

d é c a d a s :

a

Ps i c o l o g i a

Or g a n i z a c i o n a l ,

a

Ps i c o l o g i a

So c i a l

d o

Tr a b a l h o

n a s e

a

ú l tima s Sa ú d e

d o

Tr a b a l h a d o r.

Pr ogr ama 1 : Ps ico logia Or ganiz a c iona l

 

Po s s i b i l i ta r

o c o n h e c ime n to

a

h i s tó ri a

e d e s e n v o l v ime n to

d a s

o r g a n i z

a ç õ e s ,

s

e u s

mé to d o s

e

s o b r e c om

te c n o l o g i a s ,

ma i o r

ê n fa s e

n o s

a tu a i s

p ro c e d ime n to s

e

n a

a tu a ç ã o

d o

p s i c ó l o g o

a o

l o n g o

d e s s e p r o c e s s o .

 

Pr ogr ama 2 : Ps ico logia Soc ia l do Tr aba lh o

Ap re s e n ta r o

tr a b a l h o

c omo um fe n ôme n o

p s i c o s s o c i a l

e

c omo

o b j e to

d e

d a

p

s i c o l o g i a

s o c i a l .

An a l i s a r

c ri ti c ame n te a s

r e l a ç õ e s

d e

p o d e r

n o

tr a b a l h o .

a n á l i s e Di s c u tir

a

p a rti c i p a ç ã o

e

a

a u to g e s tã o

d o s

tra b a l h a d o r e s

em

emp r e s a s

tr a d i c i o n a i s

e

em

c o o p e r a ti v a s

d e

tr a b a l h o .

 

Pr ogr ama 3 : Tr aba lh o e Saúde Me nt a l

 

Comp r e e n d e r c omo q u e s tõ e s s ó c i o - p o l íti c a s e te c n o l ó g i c a s re l a c i o n a d a s

tr a b a l h o p o d em a fe ta r d ir e ta o u i n d ir e tame n te o p ro c e s s o s a ú d e

-d o e n ç a .

a o An a l i s a r

a s r e p e r c u s s õ e s d o tr a b a l h o p a r a a c o n s ti tu i ç ã o d a s u b j e ti v i d a d e e p a r a a s a ú d e

mental dos trabalhadores.

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E DA SAÚDE CURSO DE PSICOLOGIA

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E DA SAÚDE CURSO DE PSICOLOGIA

Núcleo 4 – 7º período/2014

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E DA SAÚDE CURSO DE PSICOLOGIA

P r o g r a m a

1 : P si cologi a das Organi zações

P E R ÍOD O

 

:

7 º/ 2 0 1 4

 

C A R GA

H OR Á R I A

:

3 4

P R O F ES SO R

 

:

A n d r é

B r u t t i n

 

OBJETIVOS:

 

Es tu d a r

a

o rg a n i z a ç ã o

 

d o

tr a b a l h o

n a

e r a

 

i n d u s

tri a l

e

p ó s -i n d u s tri a l

em

s u a s

p ro p o s

ta s

d e

i n s ti tu c i o n a l i z a ç ã o

d o

tr a b a l h o

 

e

n a s

imp l i c a ç õ e s

d e

s e u s

r e s u l ta d o s

p a r a

a

q u a l i d a d e

d e

v i d a

e

p a ra

a

p r o fi s s i o n a l i z a ç ã o

d o

tr a b a l h a d o r.

An a l i s a r

o

p a p e l

d o s

p s i c ó l o g o s

n a

g e s tã o

d o

tr a b a l h o

h uma n o

e

s u a

p o te n c i a l

c o n tri b u i ç ã o

p a r a

a

h uma n i z a ç ã o

d o

tr a b a l h o .

 

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

1

)

Mo d e l o

d e

a tu a ç ã o

p a r a

a

p s i c o l o g i a

o r g a n i z a c i o n a l

b a s e a d o

em

r e l a ç õ e s

d e

r e c i p r o c i d a d e – A b u s c a p e l o d e s emp e n h o e p e l a r e a l i z a ç ã o p ro fi s s i o n a l .

 

2

)

Di a g n o s

ti c o

em

p s i c o l o g i a

o r g a n i z a c i o n a l

Cu l tu r a

Or g a n i z a c i o n a l

3

)

Di a g n o s

ti c o

em

p s i c o l o g i a

o r g a n i z a c i o n a l

Cl ima

Or g a n i z a c i o n a l

 

) A Busc a p elo De sempe nho – Trei namen to e

4

Des en volv imento

 

5

)

A

Bu s c a

p e l o De s emp e n h o

Re c r u tame n to e Se l e ç ã o

 

)

6

A

Bu s c a

p e l o De s emp e n h o

Ge s tã o p o r Comp e tê n c i a s

7

)

A

Bu s c a

p e l a

r e a l i z a ç ã o

p ro fi s s i o n a l

Mo ti v a ç ã o ;

re c o n h e c ime n to ;

r e s p e i to ;

c re s c ime n to

 

)

8

A

Bu s c a

p e l a

Re a l i z a ç ã o

p ro fi s s i o n a l

Ca rr e i ra

e

Pl a n o

d e

De s e n v o l v ime n to

In d i v i d u a l

 

)

9

A

Bu s c a

p e l a

Re a l i z a ç ã o

p ro fi s s i o n a l

Promo ç ã o

d o

b em- e s ta r

n a s

o rg a n i z a ç õ e s .

 

10) A Busca pela Realização profissional – Gestão do clima organizacional

ESTRATÉGIAS PARA APRENDIZAGEM:

Au l a s

e x p o s i ti v a s

Tr a b a l h o s em

g r u p o

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E DA SAÚDE CURSO DE PSICOLOGIA

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E DA SAÚDE CURSO DE PSICOLOGIA

Núcleo 4 – 7º período/2014

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E DA SAÚDE CURSO DE PSICOLOGIA

Pe q u e n o s s emi n á ri o s

Vi s i ta s

a

o r g a n i z a ç õ e s

AVALIAÇÃO:

  • Pr o v a

i n d i v i d u a l

  • Pa rti c i p a ç ã o em

p e s q u i s a emp íri c a

Tr a b a l h o s

d i v e r s o s

BIBLIOGRAFIA:

ZANEL L I, BORGES – 2 0 0 4 . Psi co l o g i a; Org an i zaçõ es e T rab al h o n o Br asi l .

Al e g r e : Atl a s .

HOFSTEDE.G., J .S.(19 99).

Cultura e Organizações. São Paulo : Gente .

Po rto

BRANDÃO;VILHENA;LEITE & LEITE, 20 05 -

Gestão por competências -

São Pa ulo:

Ed itora FGV

 

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:

 

CHIAVENATO.I.(2 005 ). Gestão

d e Pessoas. São Paul o: Edi tora Campu s

 

CALDAS.M. (2 000 ) . Demissão Respeitosa . São Pa ulo . Atlas .

 

MALVEZZI,

S.

(19 79).

O

Papel

dos

Psicólogos

n a

Organização.

Dis serta ção

de

Mes trado . Ponti fícia Unive rsid ade Ca tólic a d e São Paul o.

 

____________

(2000).

Psicologia

Organizacional:

da

Administração

científica

à

glo balização: uma história de desafios. São Paulo: USP, 2000.

 

SPINK,

P.

K.

( 1 9 9 6 ).

Org an i zaç ão

como fen ômen o

p si co s so ci a l:

n o t as

p a ra

u ma

r ed e fin

iç ão

d a

p si co l o g i a

d o

tr ab a lh o . Ps i c o l o g i a

e

So c i e d a d e :

8 ( 1 ):1 7 4 -

1 9 2 ,j a n /j u n .

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E DA SAÚDE CURSO DE PSICOLOGIA

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E DA SAÚDE CURSO DE PSICOLOGIA

Núcleo 4 – 7º período/2014

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E DA SAÚDE CURSO DE PSICOLOGIA

Programa 2

:

Psicologia Social do Trabalho

P E R ÍOD O /A N O

 

:

7 º / 2 0 1 4

 

C A R GA

H OR Á R I A

:

3 4

P R O F ES SO R

:

J o s é

A g n a l d o

G om e s

OBJETIVOS:

Fornecer os elementos conceituais para a construção do trabalho como objeto da psi cologia

social e refletir sobre as novas possibilidades de atuação profissional. Analisar criticamente as

relações de poder no trabalho. Discutir a participação e a autogestão dos trabalhadores em

empresas tradicionais e em cooperativas de trabalho.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

  • 1 Fu n d ame n to s

.

fi l o s ó fi c o s

p a r a

o

e s tu d o d o

tra b a l h o :

 

O

tr a b a l h o c omo

c a te g o ri a

o n to l ó g i c a

O

tr a b a l h o c omo

c a te g o ri a

mo r a l

  • 2 No v a s p e r s

.

p e c ti v a s

d e

a tu a ç ã o

d o

p s i c ó l o g o

n o

tr a b a l h o

 
  • 3 o r g a n i z a ç ã o c omo p r o c e s s o

.

A

p s i c o s s o c i a l

  • 4 a n á l i s e

.

A

d e

s i tu a ç õ e s

d e

tra b a l h o

s o l i d á ri a ,

  • 5 c o o p e r a ti v a s

.

Ec o n omi a

d e

tr a b a l h o

e

o s

d e s a fi o s

d e a u to g e s tã o

ESTRATÉGIAS PARA APRENDIZAGEM:

Au l a s

e x p o s i ti v a s

Di s

c u s

s õ e s

em

c l a s s e

a

p a rtir d o s

te x to s p r o p o s to s

 

Di s

c u s

s õ e s

a

p a rti r

d o s

e s tá g i o s

r e a l i z a d o s

n o

Nú c l e o

4

AVALIAÇÃO:

  • Pr e s e n ç a e

p a rti c i p a ç ã o

d a s

d i s c u s s õ e s

em

c l a s s e

 
  • te x to s p r o p o s to s

L e i tu ra

d o s

  • r e a l i z a d o s

Ex e r c íc i o s

em

c l a s s e

  • p r o v a

Tr a b a l h o

o u

i n d i v i d u a l

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E DA SAÚDE CURSO DE PSICOLOGIA

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E DA SAÚDE CURSO DE PSICOLOGIA

Núcleo 4 – 7º período/2014

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E DA SAÚDE CURSO DE PSICOLOGIA

BIBLIOGRAFIA:

CLOT, Y. (2006). A função psicológica do trabalho. Petrópolis: Vozes.

SATO, L. & ESTEVES, E. (2002) Autogestão: possibilidades e ambigüidades de um processo organizativo peculiar.

São Paulo: ADS-CUT.

SINGER, P. (2002) Introdução à economia solidária. São Paulo: Perseu Abramo.

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:

GRUPO KRISIS (2003) Manifesto contra o trabalho. São Paulo: Conrad do Brasil.

GUIMARÃES, G. (2002) Ossos do ofício: cooperativas populares em cena aberta. Rio de Janeiro: ITCP COPPE-UFRJ.

MARCUSE, H. (1998) Sobre os fundamentos filosóficos do conceito de trabalho da ciência econômica. In: Cultura e

sociedade. (Vol.2). São Paulo: Paz e Terra.

ANDRADA, C. F. (2005). Onde a autogestão acontece. Cadernos de Psicologia Social do Trabalho, 9 (1), 1-14.

BUSNARDO, A.M. (2003). Transformações no trabalho, luta operária e desenraizamento: a reestruturação produtiva no

cotidiano e nas representações de trabalhadores metalúrgicos de uma empresa da região do ABC. Cadernos de

Psicologia Social do Trabalho, 6, 15-35.

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E DA SAÚDE CURSO DE PSICOLOGIA

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E DA SAÚDE CURSO DE PSICOLOGIA

Núcleo 4 – 7º período/2014

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E DA SAÚDE CURSO DE PSICOLOGIA

P r o g r a m a

3 :

Sa ú d e

d o

T r a b a l h a d o r

- tr abalho e saúde mental

P E R ÍOD O /A N O

 

:

7 º/ 2 0 1 4

C A R GA

H OR Á R I A

:

3 4

P R O F ES SO R A

 

:

R e n a t a

Pa p a r e l l i

OBJETIVOS

Apreender categorias conceituais que permitam inter-relacionar as temáticas do trabalho e da saúde –

especialmente a saúde mental – dos trabalhadores; refletir sobre algumas das problemáticas que afetam a

vida e saúde dos trabalhadores; conhecer o campo teórico-prático da Saúde do Trabalhador, bem como sua

importância na construção de uma psicologia crítica.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

  • 1. Alguns conceitos fundamentais:

    • - O trabalho (ação no mundo) como categoria central na constituição da subjetividade;

    • - A forma assumida pelo trabalho sob o capitalismo – o trabalho alienado e suas características essenciais;

    • - Saúde, saúde mental e trabalho – relações possíveis;

    • - A organização do trabalho.

      • 2. Estudos de caso:

        • - O caso Bradesco;

        • - O trabalho penoso dos condutores de ônibus urbanos;

        • - “A neurose das telefonistas”;

        • - “O homem aprisionado pelos ponteiros do relógio”;

        • - O toyotismo e suas repercussões na saúde dos trabalhadores – o caso de duas montadoras de automóveis.

          • 3. O campo interdisciplinar da Saúde do Trabalhador e a atuação do psicólogo:

            • - Práticas possíveis: vigilância a empresas, atenção psicossocial a trabalhadores portadores de patologias decorrentes do trabalho, assessorias técnicas a movimentos sociais;

            • - A RENAST (Rede Nacional de Atenção à Saúde do Trabalhador) e o SUS (Sistema Único de Saúde).

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E DA SAÚDE CURSO DE PSICOLOGIA

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E DA SAÚDE CURSO DE PSICOLOGIA

Núcleo 4 – 7º período/2014

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E DA SAÚDE CURSO DE PSICOLOGIA

ESTRATÉGIAS DE APRENDIZAGEM

Au l a s

e x p o s i ti v a s

d i a l o g a d a s ;

Tr a b a l h o s

i n d i v i d u a i s

e

em g r u p o s ;

De b a te s

em

s a l a

d e

a u l a .

AVALIAÇÃO

Prova individual com consulta em sala de aula; trabalho em grupo; presença e participação

em aula.

BIBLIOGRAFIA

DEJOURS, C.

“Por um novo conceito de saúde”. Revista Brasileira de Saúde Ocupacional.

n.54, pp.7-11. abril/maio/junho 1986.

 

DEJOURS, C.

A loucura

do trabalho: estudo

de

psicopatologia do

trabalho. São

Paulo:

Cortez – Oboré, 1992.

LAURELL, A.C. Processo de Produção e Saúde. Trabalho e desgaste operário. Tradução

por Amélia Cohn, Ana Pitta-Hoisel, Ana Isabel Paraguay, Lucia Helena Barbosa. São

Paulo: CEBES-HUCITEC, 1989.

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

LE GUILLANT. L. “A neurose das telefonistas” In: Lima, M, E.A. (org.) Escritos de Louis Le

Guillant: da ergoterapia à psicopatologia da trabalho. Petrópolis, RJ: Vozes, 2006.

LIMA, M.E.A., ASSUNÇÃO, A.A. & FRANCISCO, J.M.S.D. ”Aprisionado pelos ponte iros de

um relógio: o caso de um transtorno mental desencadeado no trabalho” In Jacques,

M.G. & Codo, W. (orgs.) Saúde Mental & Trabalho: leituras , Petrópolis, RJ: Vozes,

2002.

SATO, L. “A Representação Social do

trabalho

penoso”.

In:

Spink,

M.J.P.

(org.)

O

conhecimento no cotidiano: as representações sociais na perspectiva da psicologia

social. São Paulo: Brasiliense, 1995.

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E DA SAÚDE CURSO DE PSICOLOGIA

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E DA SAÚDE CURSO DE PSICOLOGIA

Núcleo 4 – 7º período/2014

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E DA SAÚDE CURSO DE PSICOLOGIA

SEGNINI, E. A Liturgia do Poder. São Paulo: Ed. Educ.

BERNARDO, M.H. Discurso Flexível, Trabalho Duro: ....

D

I S CI P L I N A

: S uper visão de Estágio

 

N Ú C L EO

4

:

T r a b a l h o

e

P r o d u ç ã o

P E R ÍOD O

:

7 º/ 2 0 1 4

 

C

A R GA

H OR Á R I A

 

:

5 1

C

O OR D E N A D OR

:

J o s é

A g n a l d o

Go me s

OBJETIVOS

 

1.

Permitir

aos

estagiários

entrarem

em

contato

com algumas

das

diversas

facetas

do

mundo do trabalho, optando por uma das a s tr ê s g r a n d e s v e rte n te s

q u e

n o

Br a s i l

c

o n fi g u r a r am

a s

a p r o x ima ç õ e s

d a

Ps i c o l o g i a

em

r e l a ç ã o

a o

tr a b a l h o

e

a o s

tr a b a l h a d o r e s : Ps i c o l o g i a

Org a n i z a c i o n a l ,

Ps i c o l o g i a

So c i a l

d o

Tr a b a l h o

e

Sa ú d e

d

o

Tr a b a l h a d o r ;

 

2.

Estimular

os

estagiários

a

repensarem

as

práticas

tradicionais

em

psicologia

do

trabalho e a explorarem novas formas de atuação.

LOCAIS DE ESTÁGIO

Os locais de estágio são definidos semestralmente pelos supervisores, contando também

com a colaboração dos estagiários. Sugestões de locais e de temas são bem-vindas por

toda a equipe do Núcleo 4. Os estágios podem acontecer em diversos locais, dentre eles:

Empresas públicas e privadas

Hospitais

Escolas

Cooperativas populares de trabalho ou incubadoras de cooperativas

Organizações não-governamentais

Sindicatos

Movimentos sociais

Centros de Referência em Saúde do Trabalhador

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E DA SAÚDE CURSO DE PSICOLOGIA

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E DA SAÚDE CURSO DE PSICOLOGIA

Núcleo 4 – 7º período/2014

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E DA SAÚDE CURSO DE PSICOLOGIA

Obs.: Os estágios podem não acontecer necessariamente em um único lugar, mas

serem estruturados a partir de um tema.

ATIVIDADES DESENVOLVIDAS E POPULAÇÃO ALVO:

Em Psicologia Organizacional (Gestão de Recursos Humanos):

Diagnóstico organizacional;

Análise de culturas organizacionais;

Técnicas de recrutamento e seleção de pessoal;

Treinamento e desenvolvimento.

População alvo: empresas públicas e privadas, assessorias em recursos humanos,

departamentos de recursos humanos de hospitais e escolas.

Em Psicologia Social do Trabalho:

Análise de organizações não-produtivas e de caráter político, social ou cultural:

sindicatos, movimentos sociais, ONGs etc.;

Pesquisas sobre categorias profissionais específicas ou sobre temas “marginais” do

trabalho: desemprego, mercado informal, gênero, relações de poder no trabalho etc.

Participação da incubação de cooperativas populares de trabalho e de outros

projetos de economia solidária;

Avaliação de programas de qualificação, de geração de emprego e de geração de

renda.

População alvo: todos os trabalhadores que possam ser beneficiados por essas atividades.

Em saúde do trabalhador:

Assessorias a órgãos públicos em avaliações da penosidade (sofrimento psíquico

relacionado ao trabalho) de diversas categorias profissionais e na produção das formas

de enfrentamento (exemplos: auxiliares de enfermagem, trabalhadores da educação,

motoboys etc);

Visitas a Centros de Referência em Saúde dos Trabalhadores e discussões sobre o tema;

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E DA SAÚDE CURSO DE PSICOLOGIA

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E DA SAÚDE CURSO DE PSICOLOGIA

Núcleo 4 – 7º período/2014

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E DA SAÚDE CURSO DE PSICOLOGIA

Avaliações de políticas públicas voltadas à temática;

Pesquisas.

População alvo: trabalhadores de órgãos públicos. Trabalhadores acometidos por doenças

ocupacionais (por exemplo, Lesões por Esforços Repetitivos) ou vítimas de acidentes de

trabalho que formam a clientela dos Centros de Referência.

AVALIAÇÃO DOS ESTÁGIOS

Participação ativa e responsável durante as atividades planejadas e as supervisões;

Postura profissional e ética;

Relatório de atividades realizadas;

Apresentação de painel em Mostra de Estágios a ser realizada ao final do semestre

letivo.