Você está na página 1de 25

Fátima Franco Oliveira Carvalho

Hong Yuh Ching


(organizadores)

Rio de Janeiro, 2016

CG_Praticas_Ensino_Aprendizgem.indb 3 13/07/2016 10:12:48


Prova: CG  Práticas de Ensino Aprendizagem
Liberado por: AURELIO CORREA
Sobre os Autores/
Organizadores

Fátima Franco Oliveira Carvalho


Mestrado em Políticas Sociais pela Universidade Cruzeiro do Sul;
MBA em Gestão de Pessoas pela Universidade Cruzeiro do Sul e Bacharel em
Comunicação e Relações Públicas pela Universidade Brás Cubas. Coordenadora
e Docente do Curso de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos da Uni-
versidade Cruzeiro do Sul. Coordenadora da Empresa Júnior da Universidade
Cruzeiro do Sul. Criadora do Projeto Leitura Lúdica dos Cursos de Tecnologia
em Gestão de Recursos Humanos, Gestão Financeira e Logística. Experiência
profissional de mais de 20 anos em áreas Administrativas, Gestão de Pessoas,
Responsabilidade Social e em Gestão do Terceiro Setor. Consultora na área de
Recursos Humanos, Responsabilidade Social e Terceiro Setor há 10 anos em
organizações de pequeno e médio porte. Articulista dos jornais O Estado de
São Paulo e Valor Econômico e Palestrante sobre as áreas de Gestão de Pessoas
e Responsabilidade Social. Autora do capítulo “Gestão Estratégica de Pessoas
e Processos: ferramentas administrativas de apoio à tomada de decisão nas
organizações” do livro: Administração: avanços e desafios da Editora Nova Terra,
lançado em 2015 — Autores-organizadores: Cleber Suckow Nogueira e Te-

CG_Praticas_Ensino_Aprendizgem.indb 5 13/07/2016 10:12:49


Prova: CG  Práticas de Ensino Aprendizagem
Liberado por: AURELIO CORREA
vi  •  P ráticas de Ensino -Aprendizagem no Ensino Superior

resinha Covas Lisboa. Membro participante do Núcleo de Estudos de Ensino


Superior do Grupo de Excelência em Gestão de Instituições de Ensino Superior
(GEGIES) do Conselho Regional de Administração de São Paulo (CRA-SP).

Hong Yuh Ching


Bacharel em Administração pela FGV/SP; Especialização em Finanças
pela CEAG/FGV; Mestrado em Ciências Contábeis pela PUC/SP e Doutorado
em Engenharia pela Unicamp. Professor Titular do Centro Universitário FEI
e Coordenador do Curso de Administração do campus de São Bernardo do
Campo. Representante da ANGRAD no Estado de São Paulo. Trabalhou como
executivo em empresas nacionais e multinacionais por mais de 22 anos. Tem
cinco livros escritos, sendo um deles publicado pela Lambert Academic Publishing,
da Alemanha e mais de quinze artigos publicados em periódicos nacionais e
internacionais. Membro do corpo editorial da Journal of Management Research
e revisor de vários periódicos internacionais. Suas linhas de pesquisa são nas
áreas de Finanças, Sustentabilidade e Gestão de Risco Empresarial. Membro
participante do Núcleo de Estudos de Ensino Superior do Grupo de Excelência
em Gestão de Instituições de Ensino Superior (GEGIES) do Conselho Regional
de Administração de São Paulo (CRA-SP).

CG_Praticas_Ensino_Aprendizgem.indb 6 13/07/2016 10:12:49


Prova: CG  Práticas de Ensino Aprendizagem
Liberado por: AURELIO CORREA
Sobre os Autores/
Colaboradores

Clésio Lirâncio Landini Junior


Doutorando em Energia, Mestre em Energia, Pós-graduado em Adminis-
tração Industrial, Bacharel em Química, Professor e Coordenador do Curso
de Administração da Universidade Paulista, UNIP.

Edmir Kuazaqui
Doutor e Mestre em Administração pela Universidade Presbite-
riana Mackenzie nas linhas de pesquisa em Comércio Exterior, Marketing
e Gestão de Pessoas. Pós-graduado em Marketing pela Escola Superior de
Propaganda e Marketing (ESPM). Graduado em Administração, com habili-
tação em Comércio Exterior pelas Faculdades de Administração e Ciências
Contábeis Tibiriçá. Coordenador dos cursos de pós-graduação em Adminis-
tração Geral, MBA em Marketing Internacional e Formação de Traders, MBA
em Pedagogia Empresarial, MBA em Turismo de Eventos e de Negócios, e MBA
em Comércio Exterior da Universidade Paulista (UNIP). Professor titular dos
cursos de Administração de Empresas e de Relações Internacionais da ESPM.

CG_Praticas_Ensino_Aprendizgem.indb 7 13/07/2016 10:12:49


Prova: CG  Práticas de Ensino Aprendizagem
Liberado por: AURELIO CORREA
viii  •  P ráticas de Ensino -Aprendizagem no Ensino Superior

Professor convidado em programas de pós-graduação no Brasil. Palestrante e


conferencista internacional, com experiências na França, Portugal, Finlândia,
Lituânia, Turquia e Estados Unidos, entre outros. Ex-executivo de carreira
em empresas multinacionais. Consultor Presidente da Academia de Talentos.
Autor de livros, capítulos e artigos publicados no Brasil e internacionalmente.
Membro participante do Núcleo de Estudos de Ensino Superior do Grupo de
Excelência em Gestão de Instituições de Ensino Superior (GEGIES) do Con-
selho Regional de Administração de São Paulo (CRA-SP).

Fábio Gerab
Bacharel em Física, Mestre em Física Nuclear e Doutor em Física Aplicada
pelo Instituto de Física da Universidade de São Paulo. Pós-doutorado junto ao
Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares. Professor Titular e Chefe do
Departamento de Matemática do Centro Universitário da FEI. Experiência em
Estatística, Física Nuclear, Física Aplicada aos Estudos Ambientais, Engenharia
Automotiva e Gestão da Qualidade.

José Eduardo Azevedo


Doutor em Ciências Sociais pela PUC, Mestre em Ciências Políticas
pela Universidade Estadual de Campinas, Graduado em Sociologia e em Ad-
ministração, Professor e Coordenador do Curso de Administração da Univer-
sidade Paulista, UNIP. Atualmente exerce o cargo de sociólogo na Prefeitura
do Município de São Paulo e de professor titular e coordenador no curso de
Administração de Empresas na Universidade Paulista (UNIP). Tem experiência
nas áreas de Ciências Políticas, com ênfase em Análise Institucional, atuando
principalmente nos seguintes temas: Prisão e polícia — criminalidade — re-
lações de poder — genealogia institucional; em Administração de Empresas
— clientes; grupos de clientes; fidelização; em Cultura Popular, Missão de
pesquisas folclóricas (1938), Mário de Andrade — Discoteca pública municipal
(1936-1975); gestão e fiscalização de políticas públicas voltadas à criança e
ao adolescente — ECA.

CG_Praticas_Ensino_Aprendizgem.indb 8 13/07/2016 10:12:49


Prova: CG  Práticas de Ensino Aprendizagem
Liberado por: AURELIO CORREA
Sobre os Autores/Colaboradores   •  ix

José Felipe Ferreira de Souza


Mestre em Administração de Empresas pela Pontifícia Universi-
dade Católica de São Paulo. Graduado em Administração de Empresas
pela Universidade Cruzeiro do Sul. Orientador de MBA no curso de Gestão
Estratégica de Pessoas pela Universidade Cruzeiro do Sul. Experiência na área
administrativa, com ênfase em Gestão de Pessoas, Administração de Recursos
Humanos Internacional, Internacionalização de Empresas, Expatriação e Back
Office. Conteudista EaD para Universidade Cruzeiro do Sul das disciplinas
de Gestão de Crédito, Remuneração Estratégica, Planejamento Estratégico de
Recursos Humanos e Consultoria de Recursos Humanos.

José Ferreira de Souza


Doutor em Ensino de Ciências e Matemática pela Universidade
Cruzeiro do Sul, Mestre em História Social pela Pontifícia Universidade
Católica de São Paulo, especialização em Administração Geral pela Escola
Superior de Administração e Negócios (ESAN) e Graduado em Administração
de Empresas pela Universidade Cruzeiro do Sul. Estudou o curso de Extensão
Universitária — Aperfeiçoamento em EaD: Formação de Professores Conteu-
distas e Tutores para Internet e TV. Atualmente é coordenador dos Cursos
Superiores de Tecnologia em Gestão da Universidade Cruzeiro do Sul. Tem
experiência em Gestão de Recursos Humanos, Administração e Negócios,
e na área de História, com ênfase em História Regional do Brasil, atuando
principalmente nos seguintes temas: organização, sociedade, empresa, bairro
e construção, transporte, desapropriação. Membro participante do Núcleo de
Estudos de Ensino Superior do Grupo de Excelência em Gestão de Institui-
ções de Ensino Superior (GEGIES) do Conselho Regional de Administração
de São Paulo (CRA-SP).

CG_Praticas_Ensino_Aprendizgem.indb 9 13/07/2016 10:12:49


Prova: CG  Práticas de Ensino Aprendizagem
Liberado por: AURELIO CORREA
x  •  P ráticas de Ensino -Aprendizagem no Ensino Superior

Maria José Coelho


Administradora, com especializações em Dinâmica de Grupos
pela Sociedade Brasileira de Dinâmica de Grupos. Especialista em Gestão
Estratégica do Conhecimento pelo SENAC e MBA em Gestão de Negócios e
Tecnologia pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo
(IPT-SP). Membro participante do Núcleo de Estudos de Ensino Superior do
Grupo de Excelência em Gestão de Instituições de Ensino Superior (GEGIES)
do Conselho Regional de Administração de São Paulo (CRA-SP).

Paulo Henrique Trentin


Licenciado em Ciências e Matemática, Especialista em Administração
Econômico-Financeira, Mestre em Educação, Mestre em Educação Matemática,
Doutor em História da Ciência pela Pontifícia Universidade Católica de São
Paulo e Pós-doutorando junto a Escola de Artes, Ciências e Humanidades da
Universidade de São Paulo. Professor Adjunto do Departamento de Matemática
do Centro Universitário da FEI, Membro do Núcleo Docente Estruturante do
Curso de Pedagogia e Membro da Comissão Própria de Avaliação da Faculdade
São Bernardo do Campo. Acumula experiência como docente em todos os
níveis de ensino, e como pesquisador sobre temas relacionados à Educação
Matemática e a História da Matemática.

Sandra Pires de Almeida


Mestre em Administração pela Universidade Paulista (UNIP),
Especialista em Administração de Marketing pela Universidade Bandeirantes
(UNIBAN) com extensão universitária no RIT/EUA, Graduação em Publicidade
e Propaganda — Comunicação Social pela Universidade Metodista de São
Paulo. Atualmente é professora da graduação da Universidade Paulista (UNIP)
nas áreas de Administração, Marketing e Comunicação. Qualificada em CDC

CG_Praticas_Ensino_Aprendizgem.indb 10 13/07/2016 10:12:49


Prova: CG  Práticas de Ensino Aprendizagem
Liberado por: AURELIO CORREA
Sobre os Autores/Colaboradores   •  xi

pela OAB/ESA na modalidade Publicidade. Atua como estrategista da área de


marketing e de vendas, e é diretora de criação nas áreas de desenvolvimento
de produto e promoção de vendas, relacionamento com consumidores, pro-
paganda e merchandising, planejamento estratégico e gestão de empresas,
nos setores de varejo, construção civil, moda, turismo e bancário. Instrutora
credenciada das consultorias Nova Era Treinamentos, Construir Treinamen-
tos, IDVF e Sinduscon-SP. Visitas técnicas realizadas na Academia Italiana
de Moda e Escola do Couro (Florença/Itália) e mercado imobiliário de Roma
(Itália). Membro participante do Núcleo de Estudos de Ensino Superior do
Grupo de Excelência em Gestão de Instituições de Ensino Superior (GEGIES)
do Conselho Regional de Administração de São Paulo (CRA-SP).

CG_Praticas_Ensino_Aprendizgem.indb 11 13/07/2016 10:12:49


Prova: CG  Práticas de Ensino Aprendizagem
Liberado por: AURELIO CORREA
Dedicatória
Dedicamos este livro aos nossos familiares, amigos e colegas de profis-
são, que assim como nós, encaram a profissão de educador não somente como
uma profissão em que podemos colher os frutos materiais, mas também como
uma missão pela qual queremos contribuir para o desenvolvimento de outras
pessoas e de uma sociedade que só poderá evoluir com novos conhecimentos,
pesquisas, inovação e criação de novas propostas e soluções. Por meio dessas
propostas e soluções colheremos a recompensa de saber que os resultados não
são somente para cada um de nós, mas sim para muitos, pois a soma de todos
os nossos saberes cria algo inusitado que somente um não conseguiria criar.

CG_Praticas_Ensino_Aprendizgem.indb 13 13/07/2016 10:12:49


Prova: CG  Práticas de Ensino Aprendizagem
Liberado por: AURELIO CORREA
Agradecimentos
Agradecemos ao Pai Criador do Universo, que é responsável por tudo
que existe e também pelas oportunidades na vida de cada um.

Aos nossos familiares e amigos que nos apoiaram, incentivaram e com-


preenderam nossas ausências para realizarmos as pesquisas e a elaboração
desta obra que desejamos que seja um legado e um motivo de orgulho para
cada um deles.

Uma destas oportunidades que agradecemos é a de podermos partici-


par do Grupo de Excelência em Gestão de Instituições do Ensino Superior
(GEGIES), promovido pelo Conselho Regional de Administração (CRA), por
meio do qual pudemos, todos nós autores, nos conhecermos e trocarmos ex-
periências, sonhos e desafios, sendo este livro um dos frutos deste trabalho.
Desejamos que este livro seja parte do patrimônio do CRA dentro de sua
função de disseminador de conhecimentos aos profissionais e estudantes das
áreas da Administração.

Assim agradecemos à Prof.ª Teresinha Covas Lisboa, coordenadora do


GEGIES, que nos abriu a oportunidade de criar o Grupo de Pesquisa e Estudos
sobre Práticas de Ensino-Aprendizagem, a qual confiou no nosso trabalho e
nos incentivou na realização desta obra, pois ela é um dos pilares deste projeto.

CG_Praticas_Ensino_Aprendizgem.indb 15 13/07/2016 10:12:49


Prova: CG  Práticas de Ensino Aprendizagem
Liberado por: AURELIO CORREA
xvi  •  P ráticas de Ensino -Aprendizagem no Ensino Superior

Ao Sr. administrador Roberto C. Cardoso, Presidente do Conselho Re-


gional de Administração de São Paulo, que cada vez mais incentiva os estudos
e os projetos de cada grupo dentro do CRA, criando assim a oportunidade de
novos conhecimentos serem compartilhados e aplicados nas Universidades
e organizações.

Agradecimentos aos nossos colegas, autores dos capítulos, pela dispo-


nibilidade em compartilhar suas experiências em sala de aula.

Agradecemos ainda aos professores e alunos que aceitaram o desafio


de aplicar as novas metodologias de ensino-aprendizagem para testarmos e
avaliarmos seus resultados, de maneira a inovarmos e buscarmos novas mo-
tivações para aprender, mas estando sempre abertos a fazer as correções de
técnicas e rumos que se fizerem necessários.

E nosso agradecimento especial à Editora Alta Books, que nos concedeu


a oportunidade de apresentarmos nossa proposta ainda incipiente, um sonho
de vários educadores que com brilho nos olhos queriam compartilhar suas
experiências de sala de aula, querendo que outros pudessem sentir também
o prazer inigualável que sentimos quando observamos o desenvolvimento
e a transformação de cada um dos nossos alunos. O nosso muito obrigado!

CG_Praticas_Ensino_Aprendizgem.indb 16 13/07/2016 10:12:49


Prova: CG  Práticas de Ensino Aprendizagem
Liberado por: AURELIO CORREA
Prefácio
O crescimento do Ensino Superior no Brasil possibilitou às Instituições
de Ensino Superior a abertura de novos cursos de Graduação, Especialização,
Mestrados e Doutorados. Consequentemente, as Práticas de Aprendizagem/
Metodologias de Ensino ganharam espaço, propiciando que os docentes
buscassem novos eixos de pesquisa com o objetivo de incentivar, motivar e
melhorar o conhecimento junto aos discentes.

O mercado de trabalho, por sua vez, passou a exigir dos candidatos ao


preenchimento de vagas, uma formação profissional obtida com qualidade,
oriunda de cursos de Graduação e Tecnologia que apresentem metodologias
de ensino direcionadas ao ensino prático.

A parceria entre o mercado de trabalho e as Instituições de Ensino


Superior valoriza a escolha de métodos de ensino, oferecendo a oportunidade
da revisão dos padrões pedagógicos. Estudam-se competências para que os
novos profissionais se enquadrem à compreensão dos fenômenos naturais,
à construção de argumentos e ao conhecimento das principais questões
sociais. Essas competências auxiliam no entendimento das habilidades, cuja
materialização se dá pelas práticas profissionais, incentivando o raciocínio e
a resolução de problemas.

CG_Praticas_Ensino_Aprendizgem.indb 17 13/07/2016 10:12:49


Prova: CG  Práticas de Ensino Aprendizagem
Liberado por: AURELIO CORREA
xviii  •  P ráticas de Ensino -Aprendizagem no Ensino Superior

Os professores Fátima Franco Oliveira Carvalho e Hong Yun Ching,


organizadores e autores da obra, construíram a sequência dos capítulos de
forma clara e objetiva, minuciosamente desenhados, visando atender às prin-
cipais necessidades dos docentes e discentes.

Os autores participantes do livro detalham as principais situações en-


contradas no cotidiano de sala de aula, apresentando situações dinâmicas e
avanços inovadores de metodologias e que fortalecem os conteúdos discutidos
nas aulas. Observa-se a preocupação com o incentivo à leitura, bem como
as práticas lúdicas visando à interação entre as disciplinas cursadas durante
os cursos.

Os professores José Ferreira de Souza, José Felipe Ferreira de Souza,


Maria José Coelho, Sandra Pires de Almeida, José Eduardo Azevedo, Clésio
L. Landini Jr., Edmir Kuazaqui, Fábio Gerab e Paulo H. Trentin, membros
do Grupo de Excelência de Gestão do Ensino Superior (GEGIES) apresentam
textos que favorecem o desenvolvimento e o entendimento para docentes de
cursos de Graduação e Pós-Graduação.

A participação dos professores citados no GEGIES tem contribuído


para a expansão do conhecimento em vários níveis, sejam eles acadêmicos
ou de mercado de trabalho.

Um agradecimento especial ao Grupo de Pesquisa sobre Práticas de En-


sino-Aprendizagem pelo seu empenho, dedicação e pelas pesquisas realizadas.

Os agradecimentos também aos demais membros do Grupo de Exce-


lência, pelo estímulo no crescimento da produção científica e na integração
dos trabalhos.

Ao Conselho Regional de Administração do Estado de São Paulo, os


agradecimentos pela oportunidade de participar do Centro do Conhecimento.

Prof.ª Dr.ª Teresinha Covas Lisboa


Coordenadora do Grupo de Excelência de
Gestão de Instituições de Ensino Superior (GEGIES)

CG_Praticas_Ensino_Aprendizgem.indb 18 13/07/2016 10:12:49


Prova: CG  Práticas de Ensino Aprendizagem
Liberado por: AURELIO CORREA
Sumário
Introdução xxv

CAPÍTULO 1: Metodologias de Ensino X Resultados de


Aprendizagem 1
Fátima Franco Oliveira Carvalho e Hong Yuh Ching

Introdução 3

Novas Metodologias de Ensino-Aprendizagem 9

R eferências Bibliográficas 24
CAPÍTULO 2: Aprendizagem Significativa — Conceitos
e Práticas no Ensino Superior 27
José Ferreira de Souza e José Felipe Ferreira de Souza

Introdução 29

R eferencial Teórico 30
Teorias de aprendizagem 30
A aprendizagem significativa 31
Aprendizagem significativa X
Aprendizagem mecânica 35
Aprendizagem por descoberta X
Aprendizagem por recepção 37

CG_Praticas_Ensino_Aprendizgem.indb 19 13/07/2016 10:12:49


Prova: CG  Práticas de Ensino Aprendizagem
Liberado por: AURELIO CORREA
xx  •  P ráticas de Ensino -Aprendizagem no Ensino Superior

Vantagens da aprendizagem significativa 38


Formas de aprendizagem significativa: subordinada,
superordenada e combinatória 39
Metodologia 41
Pesquisa sobre aprendizagem significativa 41
Resultados 45
Práticas de ensino em Administração de
Cargos e Salários para promover uma
aprendizagem significativa 48
Considerações Finais 50

R eferências Bibliográficas 53
CAPÍTULO 3: Dinâmicas de Grupos e Metodologias
Andragógicas: Práticas de Facilitação
para a Mediação de Aprendizagem do
Aluno e do Professor 55
Maria José Coelho

Introdução 57

R eferencial Teórico 58
Dinâmicas de Grupos 60
Articulação entre a Dinâmica de Grupos
com a Metodologia Andragógica para
mediação da aprendizagem 65
Método de Educação de Laboratório 68
Meta-objetivos da Educação de Laboratório 70
Metodologia 74
Relato de uma experiência com docentes em uma
Universidade Corporativa 74
Aplicação do Programa 75
Resultados 81

CG_Praticas_Ensino_Aprendizgem.indb 20 13/07/2016 10:12:49


Prova: CG  Práticas de Ensino Aprendizagem
Liberado por: AURELIO CORREA
Sumário  •  xxi

Considerações Finais 82

R eferências Bibliográficas 83
CAPÍTULO 4: Laboratório Prático de Criação de Produto:
Um Experimento no Ensino de Administração
Mercadológica no Curso de Administração 85
Sandra Pires de Almeida, Clésio L. Landini Jr. e
José Eduardo Azevedo

Introdução 87

R eferencial Teórico 89
O Ensino na Graduação de Administração
para Jovens Adultos 89
O Ensino de Administração Mercadológica 92
Das Competências do Administrador e o
Modelo de Ensino 94
O Uso de Metodologias Ativas no
Ensino de Administração 96
A Criação Empreendedora e a Sustentabilidade 97
O Mercado para os Produtos Vegetarianos 98
Metodologia 99
Resultados 103
Considerações Finais 110

R eferências Bibliográficas 114


CAPÍTULO 5: Leitura e Apresentação Lúdica como
Facilitador da Aprendizagem e
Desenvolvimento de Novas Competências 119
Fátima Franco Oliveira Carvalho

Introdução 121

R eferencial Teórico 125


Inteligências Múltiplas 126

CG_Praticas_Ensino_Aprendizgem.indb 21 13/07/2016 10:12:49


Prova: CG  Práticas de Ensino Aprendizagem
Liberado por: AURELIO CORREA
xxii  •  P ráticas de Ensino -Aprendizagem no Ensino Superior

Lúdico 129
Dramatização 131
Metodologia 133
Resultados 136
Considerações Finais 159

R eferências Bibliográficas 161


CAPÍTULO 6: Aplicação de Metodologias Ativas
em Administração 163
Edmir Kuazaqui

Introdução 165

R eferencial Teórico 167


As práticas usuais de ensino-aprendizagem
e a difícil construção do conhecimento  167
O ver, o escutar, o ler e o escrever para a
compreensão de dados e fatos 169
A interdisciplinaridade e a multidisciplinaridade
no processo de ensino-aprendizagem  173
As operações do pensamento e as
metodologias ativas 176
Preparando as aulas, o método e o
sistema de avaliação 179
As gerações comportamentais e a necessidade
de compreender como aplicar as
metodologias ativas 182
Os Cursos de Graduação em Administração
no Brasil 185
As Competências do Administrador no Brasil 186
Renovando as práticas didáticas já existentes  188
A tecnologia e as metodologias ativas 195

CG_Praticas_Ensino_Aprendizgem.indb 22 13/07/2016 10:12:49


Prova: CG  Práticas de Ensino Aprendizagem
Liberado por: AURELIO CORREA
Sumário  •  xxiii

Metodologia 196
Aplicação prática e discussão das
metodologias ativas  196
Clipping 199
Projeto de final de curso 200
Atividades a partir de avaliações 200
Estudo de Caso e Júri 202
Considerações Finais 204

R eferências Bibliográficas 205


CAPÍTULO 7: A Importância dos Mapas Conceituais
para o Desenvolvimento de
um Projeto Pedagógico 209
Paulo H. Trentin, Hong Y. Ching e Fábio Gerab

Introdução 211

R eferencial Teórico 212

Metodologia 219
Análise e Discussão: Algumas possibilidades 222
Considerações Finais 240

R eferências Bibliográficas 243


Conclusão 247
Índice 253

CG_Praticas_Ensino_Aprendizgem.indb 23 13/07/2016 10:12:49


Prova: CG  Práticas de Ensino Aprendizagem
Liberado por: AURELIO CORREA
Introdução
Este livro foi concebido pelos componentes — coordenadores e pro-
fessores das áreas de Administração — do Grupo de Pesquisa e Estudo sobre
Metodologias e Práticas de Ensino-Aprendizagem, o qual faz parte do Grupo
de Excelência em Gestão de Instituições do Ensino Superior (GEGIES), que é
um dos grupos de estudo promovido pelo Conselho Regional de Administra-
ção (CRA), como resultado de vários encontros e trocas de experiências que
julgamos interessantes de serem compartilhadas, sendo a proposta do mesmo
apresentada à Editora no primeiro semestre de 2015.

A proposta do livro é disseminar práticas de Ensino-aprendizagem


no âmbito do Ensino Superior, com o diferencial de mostrar experiências de
aplicação de algumas dessas metodologias/práticas em sala de aula. O públi-
co-alvo desse livro são docentes de qualquer curso de Ensino Superior, que
queiram conhecer e aplicar em sala de aula metodologias diferenciadas, os
alunos de Pedagogia que também podem adaptar algumas destas metodologias
para aplicar aos outros níveis de ensino, e ainda, profissionais de mercado
que estejam iniciando na carreira docente.

O primeiro capítulo fala do papel do docente e da mudança de foco


na ação de ensinar. Em seguida, os autores discorrem sobre várias metodo-
logias de ensino-aprendizagem que podem ser aplicadas em sala de aula,
com o intuito de melhorar o aprendizado por parte do aluno a partir da

CG_Praticas_Ensino_Aprendizgem.indb 25 13/07/2016 10:12:49


Prova: CG  Práticas de Ensino Aprendizagem
Liberado por: AURELIO CORREA
xxvi  •  P ráticas de Ensino -Aprendizagem no Ensino Superior

inovação do professor, o que propicia novas motivações de adquirir novos


conhecimentos para ambos.

O segundo capítulo discorre sobre o conceito de aprendizagem sig-


nificativa em contraponto à aprendizagem mecânica e uma experiência em
um curso de tecnólogo. Os resultados dessa experiência evidenciaram a
necessidade de repensar os planos de ensino das disciplinas do curso para
gerar significado aos conteúdos ensinados aos estudantes. Em consequência,
as disciplinas de “Probabilidade e Estatística” e “Administração de Cargos e
Salários” foram ajustadas à proposta de aprendizagem significativa. Esse relato
possibilita uma reflexão sobre os modelos padronizados de aprendizagem que,
muitas vezes, tendem a uma aprendizagem mecânica, ou ainda, impossibilitam
a assimilação do estudante por desconsiderar que eles possuem diferentes
formas de aprender.

Em se tratando de ensino para adultos, no terceiro capítulo a autora


relata os resultados da aplicação de Dinâmicas de Grupo e Andragogia para
docentes de uma Universidade Corporativa, como um método de facilitar a
mediação de aprendizagem entre o aluno e professor. A Andragogia é um mé-
todo que possui características específicas voltadas para a educação de adultos.

O quarto capítulo trata de uma experiência desafiadora e inovadora


ao mesmo tempo. Os professores inovaram ao ensinar a disciplina de Admi-
nistração Mercadológica de uma maneira prática propondo aos alunos que
elaborassem um produto do começo ao fim, utilizando todos os componentes
do marketing. O produto, nesta prática aplicada, foi um patê vegetariano.

Com o objetivo de incentivar os alunos a lerem mais, o quinto capítulo


relata a experiência de um projeto inovador de Leitura Lúdica, que foi criado
pela autora para um curso de Tecnologia do Ensino Superior. Os alunos além
de lerem um livro, têm o desafio de apresentarem sua mensagem de maneira
lúdica, ou seja, descontraída, alinhando a mensagem às disciplinas que estu-
dam no semestre, o que tem gerado como resultados, o desenvolvimento de
várias competências pessoais nos alunos e a motivação de lerem ainda mais.

CG_Praticas_Ensino_Aprendizgem.indb 26 13/07/2016 10:12:49


Prova: CG  Práticas de Ensino Aprendizagem
Liberado por: AURELIO CORREA
Introdução  •  xxvii

No sexto capítulo, o autor escreve sobre a aplicação de várias Meto-


dologias Ativas de Aprendizagem em disciplinas do curso de Administração,
bem como as diferenças de resultados obtidos em comparação às aulas com
Metodologias Tradicionais.

O mapa conceitual aparece como uma Metodologia Ativa de Apren-


dizagem no sétimo capítulo. O diferencial nessa aplicação é que o mapa
conceitual é parte integrante do PPC deste curso de Administração. Os alu-
nos devem desenvolver o mapa em todas as disciplinas do curso e em todos
os ciclos. Alguns exemplos de mapas elaborados pelos alunos são ilustrados
nesse capítulo. Como sua introdução foi iniciada em fevereiro de 2014, os
autores fizeram uma pesquisa entre alguns docentes e discentes sobre o que
pensavam da sua utilização. Muita coisa interessante emergiu dessa pesquisa
e será usada para aperfeiçoar sua utilização.

Esperamos que vocês usufruam ao máximo deste livro e de suas expe-


riências em sala de aula, que servirão de benchmarking, uma vez que em cada
capítulo foram relatados os sucessos e os insucessos de cada metodologia
aplicada. Tenham ousadia e coragem ao empreenderem em novos saberes e
novas práticas, pois os resultados ainda que não sejam 100% positivos, são
surpreendentes e nos motivam a cada vez inovarmos mais. Organizamos o
livro pensando em vocês.

Bom proveito!

Prof.ª Fátima Franco Oliveira Carvalho e


Prof. Hong Yuh Ching

CG_Praticas_Ensino_Aprendizgem.indb 27 13/07/2016 10:12:49


Prova: CG  Práticas de Ensino Aprendizagem
Liberado por: AURELIO CORREA
CAPÍTULO 1

Metodologias de Ensino X
Resultados de Aprendizagem

F átima F ranco Oliveira C arvalho


H ong Yuh C hing

CG_Praticas_Ensino_Aprendizgem.indb 1 13/07/2016 10:12:49


Prova: CG  Práticas de Ensino Aprendizagem
Liberado por: AURELIO CORREA
“O professor se orgulha de ter sido tão importante na vida
do seu aluno vencedor. O verdade iro mestre se orgulha de
ter colaborado para o sucesso do aprendiz, de ter sido um
degrau na vida daquele que o superou .” — Içami Tiba

Introdução
A Educação em todos os níveis de ensino é alvo de grandes discussões
políticas, filosóficas e científicas, porque todos têm clareza da sua importância
na formação de um cidadão e de um profissional. Na educação de nível su-
perior, onde o foco é a formação profissional, embora não se exclua de forma
alguma a formação cidadã, social e ética, é onde se percebe nitidamente o
gap que existe na educação fundamental e de nível médio, no que se refere à
questões básicas como dificuldades de interpretação de texto, leitura, redação,
matemática básica, raciocínio lógico, entre outros, que dificultam bastante
aquilo que deveria ser uma educação mais avançada, tendo em vista que a
maioria dos alunos já está no mercado de trabalho e alguns estão buscando
sua primeira oportunidade profissional. Moran diz que:

CG_Praticas_Ensino_Aprendizgem.indb 3 13/07/2016 10:12:50


Prova: CG  Práticas de Ensino Aprendizagem
Liberado por: AURELIO CORREA
4  • Capítulo 1: Metodologias de Ensino X R esultados de Aprendizagem

[...] educar é colaborar para que professores e alunos


— nas escolas e nas organizações — transformem
sua vida em processos permanentes de aprendizagem.
É ajudar os alunos na construção de sua identidade,
do seu caminho pessoal e prof issional — de seu pro-
jeto de vida, no desenvolvimento de suas habilidades
de compreensão, emoção e comunicação, que lhes
permitam encontrar seus espaços pessoais, sociais
e prof issionais e tornarem-se cidadãos realizados,
produtivos e éticos. (MORAN; MASETTO; BEHRENS,
2013, p. 21-22)

Para os docentes, o ato de ensinar sempre trouxe várias preocupações


e desafios, e entre eles o que mais tem sido foco de estudos e discussões é
o como ensinar. Quais as melhores metodologias de ensino-aprendizagem?
Porque o que ensinar, geralmente por meio de pesquisas e estudos sobre cada
tema a ser tratado nas aulas, cada docente consegue subsidiar seu conteúdo,
mas como fazer que este tema seja realmente interessante, aprendido e apre-
endido pelos discentes é o grande desafio de todo professor.

Cada aluno é um mundo para o professor conhecer e, se quiser realmente


ser o interlocutor desta aprendizagem, precisará entender que cada um aprende
de uma forma e em um ritmo diferente. Como então conseguir ensinar a mes-
ma coisa para pessoas tão diferentes, e mais do que isso, despertar a vontade
delas aprenderem? Porque não basta apenas utilizar metodologias de ensino
diversificadas, é necessário que quem esteja na outra ponta, o aluno, tenha
o desejo de aprender aquilo que se tem a proposta de ensinar. Para Moran,
Masetto e Behrens (2013, p. 22) “ensinar é um processo social (inserido em
cada cultura, com suas normas, tradições e leis), mas é também um processo
profundamente pessoal: cada um de nós tem um estilo e um caminho próprio”.

Assim observa-se que o desafio do professor é ainda maior, pois não se


trata somente em conhecer os alunos e escolher diferentes metodologias, mas

CG_Praticas_Ensino_Aprendizgem.indb 4 13/07/2016 10:12:50


Prova: CG  Práticas de Ensino Aprendizagem
Liberado por: AURELIO CORREA
Introdução  •  5

também de despertar a vontade de aprender em pessoas que estão praticamente


24h conectadas, os chamados “nativos digitais”, recebendo informações de
todos os tipos, mas que precisam de orientação para saber transformá-las em
conhecimentos aplicáveis no seu dia a dia e na construção do seu ser integral.

As mais recentes teorias sobre Educação têm dado ao professor um


novo papel: o de facilitador ou mediador da aprendizagem. O papel não é
mais o de transmissor dos conhecimentos como entendeu-se ser durante
muitos séculos. Se olharmos sob este aspecto, poderemos pensar o seguinte:
será que para um professor, que durante tanto tempo conhecia e exercia seu
papel como transmissor dos conhecimentos, está sendo fácil se adaptar a esta
mudança, entender e aceitar que agora ele é o mediador do processo de ensi-
no-aprendizagem destes conhecimentos? Moran, Masetto e Behrens (2013, p.
77) afirmam que “nessa nova visão, o professor deve mudar o foco do ensinar
para reproduzir conhecimento e passar a preocupar-se com o aprender e,
em especial, o ‘aprender a aprender’, abrindo caminhos coletivos de busca e
investigação para a produção do seu conhecimento e do seu aluno”.

Ao falarmos de mudança de foco na ação de ensinar, precisamos ainda


analisar outro fator bastante significativo: será que os novos docentes estão
sendo formados com este perfil? Neste contexto, segundo Pimenta e Anastasiou:

[...] o professor ingressa na Universidade pelo car-


go da docência, ou seja, primeira e essencialmente
para atuar como professor, nos seus momentos de
Mestrado e Doutorado, são poucas as oportunidades
que tem para se aperfeiçoar neste aspecto. (...) Nesse
contexto, não é de estranhar a permanência de uma
relação entre professor, aluno e conhecimento na sala
de aula de modo secularmente superado, tradicional,
jesuítico, cientif icamente ultrapassado. (PIMENTA;
ANASTASIOU, 2014, p. 107-108)

CG_Praticas_Ensino_Aprendizgem.indb 5 13/07/2016 10:12:50


Prova: CG  Práticas de Ensino Aprendizagem
Liberado por: AURELIO CORREA