Você está na página 1de 2

PODER JUDICIÁRIO

ESTADO DA PARAÍBA
COMARCA DE SUMÉ
Juizado Especial Criminal

Processo Nº 0000087-40.2018.815.0451

DECISÃO
Vistos, etc.

Conforme declinado pelo i. representante do


Ministério Público, não concretizados, no mundo fático, os
elementos objetivos, subjetivos e normativos, integrantes do tipo
penal, falta tipicidade à conduta do agente, requisito
indispensável à existência do crime, impondo-se o arquivamento do
presente termo circunstanciado.

ANTE O EXPOSTO, mais que dos autos constam


e princípios de direito aplicáveis à espécie, acostado nas razões
articuladas pelo Parquet1, ARQUIVE-SE., DETERMINO O ARQUIVAMENTO DO
PRESENTE TERMO CIRCUNSTANCIADO, em face da ausência de tipicidade
do fato.

Demais diligências necessárias. CUMPRA-SE.

Sumé-PB, 05 de março de 2018.

JOÃO LUCAS SOUTO GIL MESSIAS


Juiz de Direito

1 Pela legitimidade da motivação “per relationem” já se pronunciou o STF e STJ:


STF - E M E N T A: RECURSO EXTRAORDINÁRIO – DECISÃO QUE SE AJUSTA À JURISPRUDÊNCIA PREVALECENTE
NO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL – CONSEQUENTE INVIABILIDADE DO RECURSO QUE A IMPUGNA – SUBSISTÊNCIA
DOS FUNDAMENTOS QUE DÃO SUPORTE À DECISÃO RECORRIDA – INCORPORAÇÃO, AO ACÓRDÃO, DAS RAZÕES
EXPOSTAS PELO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL – MOTIVAÇÃO “PER RELATIONEM” – LEGITIMIDADE JURÍDICO-
CONSTITUCIONAL DESSA TÉCNICA DE FUNDAMENTAÇÃO – RECURSO DE AGRAVO IMPROVIDO. (RE 733693 AgR,
Relator(a): Min. CELSO DE MELLO, Segunda Turma, julgado em 06/05/2014, PROCESSO ELETRÔNICO DJe-
097 DIVULG 21-05-2014 PUBLIC 22-05-2014)
STJ - HABEAS CORPUS SUBSTITUTIVO DE RECURSO ESPECIAL. NÃO CABIMENTO. RESSALVA DO ENTENDIMENTO
PESSOAL DA RELATORA. PROCESSUAL PENAL. ROUBO. FUNDAMENTAÇÃO INIDÔNEA DO ACÓRDÃO DE APELAÇÃO. NÃO
OCORRÊNCIA. FUNDAMENTAÇÃO PER RELATIONEM OU ALIUNDE. NULIDADE. INEXISTÊNCIA. ORDEM DE HABEAS
CORPUS NÃO CONHECIDA. Omissis. 3. "Esta Corte Superior de Justiça, bem como o Supremo Tribunal
Federal, há muito já sedimentaram o entendimento de que não há cogitar nulidade do acórdão por
ausência de fundamentação ou ofensa ao artigo 93, inciso IX, da Constituição Federal, se o
Colegiado estadual, ao fundamentar o decisum, reporta-se à sentença condenatória, ou mesmo ao
parecer do Ministério Público, valendo-se da denominada fundamentação per relationem" (HC
242.995/SP, 6.ª Turma, Rel. Min. MARIA THEREZA DE ASSIS MOURA, DJe de 24/03/2014). Omissis. 5.
Ordem de habeas corpus não conhecida. (HC 274.894/SP, Rel. Ministra LAURITA VAZ, QUINTA TURMA,
julgado em 22/04/2014, DJe 30/04/2014)