Você está na página 1de 19

Instituto Federal de Ciência, Educação e Tecnologia de Goiás –

Campus Jataí
Curso de Bacharelado em Engenharia Elétrica

Projeto de Instrumentação – Lista geral e especificação dos


Instrumentos utilizados

Guilherme Vidotti
Raquel Oliveira
Renato Barbosa

Jataí – GO
2018
Transmissor de nível LT-101

 Modelo: LT303M1

 Descrição do instrumento:

A medição da pressão manométrica é obtida através da aplicação da pressão no lado


de alta do transmissor e o lado de baixa é aberto à atmosfera, fornecendo, assim, uma
referência de pressão atmosférica local.

 Tipo: Transmissor de pressão manométrica


 Faixa de medição: -5 a 5 kPa
 Span: Ajustável (min: 0,13 kPa)
 Exatidão: +- 0,04%
 Fabricante: Smar
 Características de operação:

A Série LD300 utiliza a comprovada técnica de medição de pressão por leitura


capacitiva.

No centro da célula está o diafragma sensor. Este diafragma flexiona-se em função da


diferença de pressões aplicadas ao lado direito e esquerdo da célula. Essas pressões são
aplicadas diretamente aos diafragmas isoladores, os quais fornecem resistência contra
corrosão provocada por fluidos de processos. A pressão é diretamente transmitida ao
diafragma sensor através do fluido de enchimento, provocando a sua deflexão.

O diafragma sensor é um eletrodo móvel. As duas superfícies metalizadas são


eletrodos fixos. A deflexão do diafragma sensor é percebida através da variação da
capacitância entre os dois eletrodos fixos e o móvel.

 Justificativa da escolha do instrumento:


Com a medição de pressão da coluna liquida do tanque pulmão é possível identificar o
nível de água dentro do tanque pulmão através da correlação da pressão e nível
através do teorema de stevin.

Transmissor de nível LT-102


 Modelo: LD303L

 Descrição do instrumento:

O transmissor permite uma conexão flangeada direta em vasos e tanques. Para tanque
fechado o lado de baixa pode compensar a pressão interna.

 Tipo: Transmissor de pressão flangelado


 Faixa de medição: -50 a 50 kPa
 Span: ajustável (mín 1,25kPa)
 Exatidão: +- 0,04%
 Fabricante: Smar
 Características de operação:

A Série LD300 utiliza a comprovada técnica de medição de pressão por leitura


capacitiva.

No centro da célula está o diafragma sensor. Este diafragma flexiona-se em função da


diferença de pressões aplicadas ao lado direito e esquerdo da célula. Essas pressões são
aplicadas diretamente aos diafragmas isoladores, os quais fornecem resistência contra
corrosão provocada por fluidos de processos. A pressão é diretamente transmitida ao
diafragma sensor através do fluido de enchimento, provocando a sua deflexão.

O diafragma sensor é um eletrodo móvel. As duas superfícies metalizadas são


eletrodos fixos. A deflexão do diafragma sensor é percebida através da variação da
capacitância entre os dois eletrodos fixos e o móvel.

 Justificativa da escolha do instrumento:


Este instrumento fora escolhido pois no caso em questão temos um tanque fechado e
pressurizado, necessitando da medição do nível de liquido dá agua dentro deste
tanque. A medição da pressão diferencial entre a pressão de coluna liquida e a pressão
de pressurização dentro do tanque é possível com tal instrumento e as devidas
correlações entre pressão e nível são feitas através do teorema de Stevin.

Sensor de temperatura TE – 103

 Modelo: Sensor de Temperatura Termopar Tipo J NB1-ICSS-14U-12

 Descrição do instrumento:

Sonda isolada com 12', tipo J, bainha em aço inox 304 com diâmetro 1/4'

 Tipo: Termopar tipo J


 Fixa de medição: 0° a 750°C
 Span: a 750°C
 Erro: Superior a 2.2°C ou 0.75%
 Fabricante: OMEGA
 Características de operação:
Quando dois fios compostos por metais diferentes são unidos em ambas as
extremidades e uma das extremidades é aquecida, há uma corrente contínua que
flui no circuito termoeléctrico. Se este circuito é interrompido no centro, a
tensão de circuito aberto líquido (a tensão Seebeck) é uma função da
temperatura de junção e da composição dos dois metais. O que significa que,
quando a junção dos dois metais é aquecida ou arrefecida até uma tensão que é
produzida pode ser correlacionada de volta para a temperatura
 Fabricante: OMEGA
 Características de operação:

Quando dois fios compostos por metais diferentes são unidos em ambas as
extremidades e uma das extremidades é aquecida, há uma corrente contínua que
flui no circuito termoeléctrico. Se este circuito é interrompido no centro, a
tensão de circuito aberto líquido (a tensão Seebeck) é uma função da
temperatura de junção e da composição dos dois metais. O que significa que,
quando a junção dos dois metais é aquecida ou arrefecida até uma tensão que é
produzida pode ser correlacionada de volta para a temperatura.

 Justificativa da escolha do instrumento:

Termopares industriais são excelentes escolhas para avaliar recursos e permitir o


uso em ambientes bem preparados. Com eles, é possível garantir qualidade nos
processos de automação industrial e ter, ainda, instrumentos com design
reforçados com revestimentos e cabeçote em metal, sobrerevestimento trançado
e mangote de cerâmica.

Transmissor de temperatura TT-103

 Modelo: TT303

 Descrição:

O TT303 é um transmissor apropriado para medições de temperatura usando


RTDs ou termopares mas pode também aceitar outros sensores que variam a resistência
ou sensores de milivoltagem tais como: pirômetros, células de carga, indicadores
resistivos de posição, etc. A tecnologia digital usada no TT303 permite a um simples
modelo aceitar vários tipos de sensores, amplas faixas de medição, medição simples,
dupla, diferencial, com um sensor de "backup" e um fácil interfaceamento entre o
campo e a sala de controle incluindo ainda características especiais que reduzem
consideravelmente os custos de instalação, operação e manutenção.
Pode ser configurado através de programas disponíveis no mercado, compatíveis com
Profibus-PA, ou localmente usando uma chave magnética em operações básicas.
 Tipo: Transmissor de temperatura JNBS
 Faixa de medição: -150°C a 750°C
 Span mínimo: 30°C
 Exatidão digital: +-0,3°C
 Fabricante: Smar
 Características de operação:
O TT303 foi projetado para utilizar o protocolo PROFIBUS PA e pode ser
configurado usando oSmarProfibusView eSimatic PDM e outras ferramentas
baseadas em FDT (Field Device Tool) e DTM (Device Type Manager), tais
como FieldCare e PACTwareTM. Pode também ser configurado por qualquer
sistema PROFIBUS usando o arquivo GSD (General Station Description). O
PROFIBUS PA também apresenta informação de qualidade e diagnóstico,
melhorando o gerenciamento e manutenção da planta.
 Justificativa de escolha do instrumento:
A série TT300 são transmissores de temperatura inteligentes, versáteis e
extremamente poderosos. A tecnologia digital usada nos transmissores TT300
Series permite que um simples equipamento aceite diferentes tipos de sensores,
larga faixa de medição, medição em um ou em múltiplos terminais e uma fácil
interface entre o campo e a sala de controle. Estão incluídas, também, várias
características interessantes que reduzem consideravelmente o custo de
instalação, operação e manutenção. Os transmissores aceitam dois canais, por
exemplo duas medições. Isso reduz o custo por canal. Os transmissores TT300
Series são apropriados para a instalação direta no campo, sendo à prova de
tempo, à prova de explosão e intrinsecamente seguro para o uso em áreas
perigosas.

Controlador indicador LIC – 101, LIC – 102, FIC – 102, PIC – 103 e
TIC – 103.
 Modelo: CD600

 Descrição do instrumento:
O CD600 é um poderoso controlador digital de processos, capaz de controlar
simultaneamente até 4 malhas de controle, com até 8 blocos PID e mais de 120
blocos de controle avançado.
 Características estáticas:

 Até 4 malhas de controle independentes com até 8 PIDs;


 8 entradas analógicas, 4 entradas digitais, 8 saídas analógicas e 8 saídas digitais;
 Estação de backup incorporada para ambas as saídas analógicas e digitais;
 Display digital alfanumérico de 8 dígitos no painel frontal;
 Fonte de alimentação 24 Vdc, 160 mA para até 8 transmissores;
 Tecnologia SMD (montagem em superfície);
 Mais de 120 blocos de controle avançado disponíveis para livre configuração;
 Inúmeras configurações pré-programadas, incluindo controle cascata, relação,
antecipativo, split range, nível de caldeira a 3 elementos, coluna de destilação e muitas
outras;
 Configuração via PC ou terminal portátil;
 Ajuste das ações de controle pelo painel frontal.

 Fabricante: Osmar
 Características de operação:

A programação é feita ou pela livre combinação de mais de 120 blocos de controle


avançado, ou pela seleção de uma configuração, pré-programada dentre as várias
disponívels. Para programá-lo pode se utilizar o versátil terminal portátil ou o
CONF600, um software que pode ser instalado em microcomputador PC ou
compatível, proporcionando uma interface gráfica de fácil utilização.

 Justificativa de utilização:

O CD600 é um poderoso controlador digital de processos, capaz de controlar


simultaneamente até 4 malhas de controle, com até 8 blocos PID e mais de 120 blocos
de controle avançado.

O CD600 reúne características técnicas que o tornam um dos mais avançados e


poderosos controladores multi-loop disponíveis no mercado mundial. Uma única
unidade é por exemplo, capaz de controlar sozinha toda uma caldeira incluindo
controles de nível a três elementos, combustão com limites cruzados e tiragem.

O então controlador servira perfeitamente para o controle das quatro malhas


existentes neste projeto.

Válvula de controle pneumática FCV – 102, UCV -103.

 Modelo: KA20
 Descrição:

É uma Válvula Tipo Globo de estágio único com uma ampla gama de sedes
disponíveis. Combina um design modular avançado e com ampla gama de atuadores
para satisfazer as necessidades da indústria. Disponível em aço carbono (WCC), aço
inoxidável (CF8M) e materiais sob encomenda (Duplex, Monel, Hastelloy,etc.). As
válvulas são projetadas para controlar uma ampla variedade de fluídos como: vapor,
água e gases.

 Fabricante: OMC
 Tipo: Globo, com encaixe para atuador pneumático e acionado por posicionador
 Característica de operação: Pneumático tipo diafragma (novos atuadores Série AP
mais potentes e versáteis);
 Dimensão: à declarar
 Justificativa de utilização:

É uma válvula de duas vias com fluxo único começou, projetado para oferecer uma gama
completa de válvulas de controle para fluidos, como vapor, água, óleo e para fluidos
industriais em geral. O alto valor de rangeabilidade, design modular e a flexibilidade desta
série, permite satisfazer a múltiplas necessidades de controle de processos industriais de
mais simples para o mais pesado. Existem inúmeras configurações disponíveis, tais como:
etapas redução, anti-ruído e anticavitação, para satisfazer Todas as necessidades de
controle e regulação.

Posicionador Eletropneumático para válvula controladora pneumática


FCV – 102 e UCV 103

 Modelo: MK1000
 Descrição:

O posicionador eletropneumático série MK1000 é um equipamento usado em


uma série de funções desde que estas necessitem do controle de fluidos, tanto para
válvulas rotativas, quanto lineares. Aplicações de controle contínuo, onde uma válvula
automatizada somente com atuador, não atende a aplicação. Isso ocorre pois o
movimento on-off não é suficiente para parametrizar a vazão correta que realiza o
controle do processo.

 Fabricante: Microkits
 Características estáticas:

 O posicionador eletropneumático é destinado para uso geral;


 Possui entrada analógica de 4 a 20 mA;
 Contém saída de até 7 Bar de pressão;
 O equipamento é uma das alternativas mais econômicas disponíveis no
mercado;
 Chega a custar menos que um terço do valor quando comparado a
posicionadores de marcas multinacionais;
 Todos os modelos possuem suporte padrão (com ajustes básicos);
 São fabricados em aço carbono pintado para acoplamento;
 Isso reduz custos com adaptação;
 Aponta solução completa para modular sua válvula, seja ela linear ou
rotativa.

 Justificativa de utilização:
O posicionador eletropneumático possui função de modular a válvula, e
possibilita a proporção necessária do fluído. Aplicações alimentadas e
controladas por vapor, envazadoras, dosadorasentre outras funções são
substancialmente melhoradas com a utilização do equipamento.

Indicador de nível (LI)


 Modelo: Série 550 - indicador de nível tipo régua externa
 Fabricante: Nivetec
 Descrição do instrumento:
O indicador de nível série 550 é um aparelho desenvolvido para o controle de
nível de diversos tipos de líquidos. Por meio de um sistema mecânico, o indicador não
necessita de alimentação elétrica para operar. Além de apresentar fácil manuseio,
operação e ajuste, o funcionamento do indicador não é afetado por determinadas
variações que possam ocorrer no processo como constante dielétrica, condutividade e
presença de gases.
O princípio de funcionamento consiste na percepção de aumento ou diminuição
do nível de um reservatório. O deslocamento do fluido provocará no indicador o
movimento vertical de um elemento sensor (boia) preso a um cabo e duas guias,
respectivamente. Através de uma escala graduada e um cursor o indicador estabelece o
ponto em que se está operando.
As características citadas acima justificam a escolha deste indicador para o
processo em questão.

Transmissor de vazão (FT)


 Modelo: FLC-OP
 Fabricante: ELETTA
 Descrição do instrumento:
Transmissor de vazão por placa de orifício: muito usado pelo seu baixo custo
associado ao grande conhecimento acumulado de décadas de aplicação. Esse medidor é
usado para criar uma pressão diferencial, por isso, seu principio de funcionamento é
bastante semelhante ao medidor de vazão por pressão diferencial. O diferencial de
pressão gerado pelo elemento primário para medição de vazão é normalmente
transformado em um sinal elétrico proporcional a taxa de vazão por um transmissor de
pressão diferencial.
 Características de operação:
Range de Vazão: 0,4 ~ 25000 l/min (líquidos)
Rangeabilidade: S2 1:2 (50 ~ 100%)
S25 1:5 (20 ~ 100%)
Material em contato com o fluido: bronze ou inox
Pressão máxima: 16 bar
Temperatura máxima: 250º C
Caixa: IP 65 (NEMA 4)
Repetibilidade: < 2%
Alarme: (02) máx. e mín.
Switch - SPDT (02)
Voltagem máxima: 460 VAC
Corrente máxima: 15 A
Span ajustável
Válvula manual (HL)
 Modelo: ANSI/ASME Válvula de Globo em aço fundido
 Fabricante: KBS

 Simbologia:

 Descrição do instrumento:
Válvula com deslocamento linear, usada nesse processo para proteção, caso
ocorra falha em algum momento.
 Principais Aplicações: Refinarias, centrais elétricas, indústria de processo e
indústria geral.
 Fluidos permitidos: Água, vapor, gás, óleo.
 Dados Operacionais: Pressão máxima permitida 1500psi (106 bar).
 Temperatura máxima permitida 816°
Válvula de nível (LV)
 Modelo: válvula solenoide we-277

 Fabricante: Warme
 Descrição do instrumento:
A válvula solenoide não faz controle de fluxo, ou seja, só funciona totalmente aberta
ou totalmente fechada, oferece troca rápida e segura, alta confiabilidade, longa vida útil,
boa compatibilidade média dos materiais utilizados, baixa potência de controle e design
compacto. A válvula em questão funciona com alimentação pneumática.
 Características:
Máxima Pressão Diferencial: 0,15 bar
Máxima Pressão Admissível: 25 bar
Máxima Viscosidade do fluído: 25cSt (mm ²/s)
Temperatura Ambiente: Bobina classe F -10° +110°C
Posição de montagem: Vertical com bobina para cima
Indicador de temperatura TI-103
 Modelo TGT73.160

 O modelo TGT73 intelliTHERM® pode ser instalado em qualquer ponto do


processo onde seja necessária a indicação local da temperatura e a transmissão
simultânea de um sinal de saída para um sistema de controle ou para um sistema
supervisório remoto. A combinação de um sistema de medição mecânico com o
processamento de um sinal elétrico deste instrumento, proporciona a indicação
segura da temperatura do processo mesmo em caso de falta de energia elétrica.
 Fabricante: intelliTHERM®.
 Classificação: Termômetro a pressão de gás.
 Range: -200ºC à 700ºC.
 Span: 900ºC.
 Erro: ≤ 1% do span.
 Frequência de comutação: 600ms.
 Segundo a lei de Charles e Gay-Lussac “A pressão de um gás é proporcional à
temperatura, se mantivesse constante o volume do gás”, portanto, o volume
sendo constante, as variações de pressão são linearmente dependentes da
temperatura.
 Tem uma ampla faixa de utilização e é o sistema mecânico de medição de
temperatura com resposta mais rápida.
Indicador de pressão PI-103 e PI-104
 Modelo ISO 5171 111.31

 Manômetro de Bourdon de segurança com parede defletora sólida com


confiabilidade e custo otimizado, e altos requerimentos de segurança.
 Fabricante: ISO 5171 modelo 111.31.
 Classificação: Medidor por elemento elástico, manômetro de Bourdon.
 Range: 0 a 400bar.
 Span: 400bar.
 Classe de exatidão: 2,5.
 Temperatura de operação:
Ambiente: -20 ... +60 °C
Meio: +60 °C máximo
 Efeito de temperatura: quando a temperatura do sistema de medição se desvia da
temperatura de referência (+20 °C): máx. ±0,4 %/10 K da faixa de medição.
 Quando se aplica a pressão, há uma deformação do elemento, que tende a se
desenrolar, o movimento da ponta é transmitido ao ponteiro, amplificado por um
sistema de alavancas e transformado em um movimento de rotação.
 O manômetro é um sistema mecânico de medição de pressão utilizado para
proteção no caso de uma interrupção ou pane no sistema de alimentação, a
escala foi definida a estar próxima do valor do sifão, instrumento utilizado para
proteger o manômetro de calor excessivo.
Sifão para manômetro
 DIN 16282 modelo 910.15
 Sifões protegem instrumentos de medição da pressão pulsantes no meio e de
calor excessivo.
 Elemento de refrigeração para fluidos, gases e vapor na medição de pressão.

 Sifões para manômetros conforme DIN 16282 forma U, forma B e forma


trombeta, forma D possuem uma conexão para solda para a conexão à pressão ao
lado do processo e uma conexão rosqueada ao lado do instrumento.
Na versão industrial padrão, conexões rosqueadas também são disponíveis para
conexão à pressão ao lado do processo.
Sifões para manômetros na forma U são destinados para conexões horizontais à
pressão; sifões para manômetros na forma trombeta são projetados para
conexões verticais à pressão.
 Temperatura máxima até 400 °C.
 Pressões nominais até 160 bar.
Transmissor de pressão PT-103
 PE 86.11 modelo IPT-10

 Com seus sinais de saída 4 ... 20 mA, HART®, PROFIBUS® PA ou


FOUNDATION Fieldbus™, combinado com sua caixa intrinsecamente seguro
ou à prova de chamas (conforme ATEX e FM), o modelo IPT-1x é
especialmente apropriado para aplicações em áreas classificadas. A eletrônica
destes transmissores, também da versão à prova de chamas, é intrinsecamente
segura. Assim é possível a realização de ajustes nos instrumentos dentro da área
classificada, enquanto o funcionamento. A ampla gama de conexões ao processo
e a possibilidade de escolha entre células metálicas ou cerâmicas de medição
habilita o uso do transmissor em todas as indústrias. Sete variações de caixas
estão disponíveis para escolha para garantir uma ótima solução para todas as
áreas.
 Classificação: Transmissor de pressão.
 Range: de 0 à 0,1bar até 0 à 4000bar.
 Span máximo de 4000bar.
 Erro: ≤ 0.05 % do span
 IPT-1 * é um transmissor de pressão para medição de sobrepressão, pressão
absoluta ou vácuo. Produtos medidos são gases, vapores e líquidos em faixas de
medição até 4000 bar (400 MPa); com frontflush versão também para líquidos
viscosos em faixas de medição de até 600 bar (60 MPa). A pressão do processo
atua sobre o elemento sensor através do aço inoxidável do diafragma de aço e
um líquido de transmissão interno. Isso causa uma mudança de resistência que é
convertida em uma saída correspondente a um sinal emitido como um valor
medido.
 Esse transmissor foi escolhido para medir a pressão absoluta de gases e líquidos
no desaerador.