Você está na página 1de 132

TERREMOTOS EM LONDRES

de Mike Bartlett

Tradução de Marco Antônio Pâmio


Copyright © 2014
Todos os direitos reservados
Terremotos em Londres foi apresentada pela primeira vez no Cottesloe Theatre do
National Theatre de Londres no dia 4 de agosto de 2010, numa coprodução com a
Headlong Theatre. O elenco era o seguinte:
Marina Lucy May Barker
Tom Gary Carr
Robert Jovem Brian Ferguson
Grace / Recepcionista / Corredora Polly Frame
Simon / Roy Tom Godwin
Colin Tom Goodman-Hill
Carter Michael Gould
Peter Bryony Hannah
Executivo / Daniel / Estudante /
Doutor Harris / Barman Clive Hayward
Sra Andrews Anne Lacey
Funcionário do Supermercado /
Homem Jovem / Tim Syrus Lowe
Freya Anna Madeley
Robert Bill Paterson
Jasmine Jessica Raine
Casey / Velha Senhora / Sally / Liberty Maggie Service
Steve Geoffrey Streatfeild
Sarah Lia Williams
Todos os outros papéis são representados pelos membros da Companhia.
Diretor Rupert Goold
Cenógrafa Miriam Buether
Figurinista Katrina Lindsay
Iluminador Howard Harrison
Música Alex Baranowski
Projeções Jon Driscoll
Coreógrafo Scott Ambler
Trilha Sonora Gregory Clarke
Preparação Vocal Jeannette Nelson
Projeto desenvolvido para a Headlong por Ben Power
2
Personagens
Grace
Robert Jovem
Freya
Steve
Jasmine
Tom
Colin
Sarah
Simon
Funcionário do Supermercado
Casey
Peter
Atendente
Executivo
Robert
Sra Andrews
Muitos Estudantes
Muitos Nadadores
Carter
Daniel
Roy
Homem Jovem
Barman
Quinze mães com carrinhos de bebê
Velha Senhora
Soldado da Segunda Guerra Mundial
Recepcionista
Tim
Sally
Marina
Liberty
Urso Polar
Corredora
Policial
Cidadãos
Transeunte 1
Transeunte 2
Outros transeuntes
Doutor Harris
Enfermeira

3
Ato Um
Café de Verdade

Ato Dois
Todas as Mães

Ato Três
Pentelha Maluca

Ato Quatro
Thomas Hood

Ato Cinco
Certa Destruição

A peça é apresentada fazendo o máximo uso possível de cenários, objetos de cena e


figurinos. O palco deve ser inundado por cenografia, sons, rotundas, iluminação,
projeção, etc. Tudo é representado. Tudo é demais. A peça é sobre o excesso, e nós
devemos sentir isso.

As cenas trombam umas nas outras de maneira deseducada. Elas se encavalam,


transbordam umas nas outras. A montagem deve sempre parecer estar correndo o
risco de cair no caos, mas nunca efetivamente cai.

( / ) significa que a próxima fala começa nesse ponto


( – ) significa que a próxima fala a interrompe
( ... ) no final de uma fala significa que ela descarrila. Se o símbolo aparecer sozinho,
indica uma pressão, expectativa ou desejo de falar.

Uma fala sem ponto final ao acabar indica que a próxima fala deve vir
imediatamente.

Uma fala sem diálogo escrito indica que um personagem deliberadamente


permanece em silêncio.

Um espaço em branco entre duas falas no diálogo indica um silêncio igual ao


tamanho do espaço.

O texto sublinhado deve ser falado em polonês.

4
Ato Um

Prólogo

1968
Cambridge.
Preto e branco.
Robert Crannock (Jovem) está num encontro com Grace, que usa um vestido de
flores. Eles estão comendo. Robert está pouco à vontade.
A música ‘2525’ está tocando baixo ao fundo.
Robert Me desculpe se a carta foi muito direta.
Grace Eu gostei da carta.
Robert Eu me empolguei, desculpe.
Grace Não.
Robert Eu não queria parecer esquisito.
Grace Não foi esquisito. Foi inesperado, sem dúvida, pra ser franca eu tive
que pensar quem era você no começo, a gente só se falou...
Robert A gente só se falou umas poucas vezes, sim / eu sei.
Grace Mas eu gostei. Cartas de amor no meu escaninho. Romântico.
O que você faz, Robert? Quer dizer, eu sei que você faz pós-
graduação, mas o que exatamente você... faz.
Robert Estou fazendo doutorado.
Grace Em quê?
Robert Condições atmosféricas em outros planetas.
Grace Outros planetas? Que nem os alienígenas?
Robert Parte do trabalho tem a ver com a descoberta de vida, sim.
Grace Que nem o Jornada nas Estrelas?
Robert Bem... A NASA está interessada, então –
Grace Você está brincando?
Robert Não.
Grace A NASA?
Robert É.
Grace Uau.

5
Robert É.
Grace Uau.
Robert ...
Grace Então como é que você sabe? Se existe vida?
Robert Bem, no básico...
Grace Isso, por favor. Fique no básico.
Robert Toda forma de vida solta algum tipo de excreção. Gases, minerais.
Grace Todos nós soltamos gases?
Robert Sim.
Grace Até mesmo as garotas?
Robert E todos esses gases –
Grace Você / pesquisou isso?
Robert Essas excreções, vindas de todas as criaturas, elas sobem para a
atmosfera, e dá pra se ter uma ideia da diferença que elas fazem
globalmente à sua composição.
Grace Dá pra se ter uma ideia sim, pra sua composição, com certeza.
Robert Então, como consequência, se pudermos medir precisamente a
composição de gases na atmosfera de um planeta, como Marte,
vamos poder dizer se existiu vida lá.
Grace E?
Robert O quê?
Grace Existe?
Robert Não sabemos.
Grace Ah.
Robert Ainda não fizemos isso. Os recursos financeiros não são suficientes.
Grace Sei.
Robert Mas como eu disse, a NASA está interessada.
Ela olha para ele.
Grace Então o tempo todo, cada pedacinho de vida, os animais, os humanos,
tudo, está mudando o meio ambiente.
Robert Está. Você tem razão, sim. A sala está completamente diferente
porque você está dentro dela.
Grace Você acha?

6
Robert Não interessa o que eu acho. A sala está diferente.
Grace Pra melhor?
Robert A atmosfera nesta sala depende inteiramente de quanto você se
mexe, se você fala, se você está resfriada, se você está com calor.
Grace Se eu estou com calor?
Robert Isso. Suponha que nós dois entrássemos aqui e estivéssemos com
febre, a sala ficaria muito mais quente, daí como consequência a
gente iria ficar ainda mais quente, e daí nossa febre iria piorar ainda
mais e a sala por sua vez ficaria ainda mais quente e assim por
diante, a temperatura subiria cada vez mais, mais e mais.
Grace Mais e mais quente.
Robert Exatamente.
Desculpe. Estou matraqueando. Era pra ser um encontro.
Gosto do seu vestido.
Grace Não, Robert, você levantou uma questão muito importante.
Robert Sério?
Grace Sério. Com quanto calor você acha que eu estou agora?
Robert Com quanto calor?
Grace Quanto. Calor.
Robert Bem...
Ah.
Você quer dizer que...
Grace Estamos em 1968. É verão. Somos jovens. A gente pode fazer o que a
gente quiser.
Robert coloca a mão na testa dela.
Ela sorri.
Robert Acima do normal.
Ela sorri, e coloca a mão na testa dele.
Grace Pegando fogo.
E agora, acontece o quê?
Eles se olham.
‘2525’ toca – e fica mais alta. Cena e música se fundem para –

7
Café de Verdade
2010
Uma chaleira ferve.
O rosto de Freya está isolado. Freya está cantando ao som de uma versão cover de
‘2525 Venice Beat’ ft Tess Timothy. Ela adora essa música.
Ela canta mais um pouco.
Vemos Freya. Ela está grávida, usando uma camisa de homem e fazendo café na sua
cozinha. Ela está com fones de ouvido; ela dança. Uma televisão está ligada também.
Tudo é feito no ritmo – café, chaleira.... açúcar... ela engole uma colher cheia de
açúcar.
Vemos Steve no chuveiro. Ele a ouve cantar – intrigado.
Steve Freya?
Freya continua cantando.
Steve Freya!
Freya canta um pouco mais, daí tira os fones de ouvido. A música fica mais baixa.
Freya O quê?
Steve O que você está / cantando?
Freya Estou fazendo café.
Steve O quê?
Freya Café! Quer um pouco?
Steve Café de verdade?
Freya É sempre café de verdade.
Steve O quê?
Freya É sempre café de verdade, ninguém bebe café solúvel.
Steve O quê? Não estou te ouvindo! Estou no chuveiro! Não estou te
ouvindo!
Freya dança. A música torna-se a música de fundo no Starbucks.
Tom entra e oferece um café a Jasmine.
Tom Com leite integral, dois cubos de açúcar mascavo, chantili por cima.
Jasmine Eu te conheço?
Tom Você estava atrás de mim na fila, achei que pudesse fazer as honras
da casa. Acertei?
Jasmine Ainda não sei –

8
Ela bebe um pouco.
Tom Crítica Marxista.
Jasmine – Dormonid1 tem gosto de quê?
Tom A gente sempre pegava café na mesma hora. Achei você interessante,
lembrei qual você pedia. Eu sou o Tom. Você é a Jasmine. Soube que
você pulou fora.
Jasmine Tive uma discussão com meu orientador.
Tom Sobre o quê?
Jasmine Charles Dickens. Você fuma?
Tom Posso fumar, sim.
Jasmine Bom menino. Vamos levar isto aqui lá pra fora.
Sarah aparece, falando com Simon, seu assistente.
Sarah Não tem nenhuma planta aqui dentro. Departamento de Mudanças
Climáticas, gabinete imenso e não tem nada verde. É ridículo.
Simon Já está na lista. E você precisa contribuir para o presente da Casey.
Ela está indo embora.
Sarah Quem é a Casey?
Simon A que fica do lado do painel de avisos. Debaixo da janela.
Sarah Por que ela está indo embora? Está grávida?
Simon Corte de pessoal.
Sarah Ah.
Simon Ela é aquele traste de quem falamos.
Sarah Certo. Ah, sim. Certo.
Simon Governo mais compacto. Essa é nossa política.
Sarah Não a minha política, Simon.
Simon Infelizmente sim, Ministra. Que tipo de planta você quer? Flor, é isso?
Sarah Tome aqui dez libras para o presente da Casey. Não, flor não. Flor é
coisa morta. Queremos vida aqui em volta. Compre uma costela de
adão2. Ainda existem dessas? Tinha muito nos anos oitenta. Compre
uma dessas. Costela de adão.

1
No original, Rohypnol. O Rohypnol é um tranquilizante 10 vezes mais potente do que o Valium. Tem
sido usado nos assédios sexuais por deixar a vítima incapaz de resistir.
2
A costela de adão (Monstera deliciosa) é uma planta da família das aráceas. A espécie é nativa
do México e é mundialmente cultivada como ornamental pelas belas e peculiares folhas, com
segmentos que lembram costelas.

9
Freya continua fazendo café. Assiste à televisão ao mesmo tempo.
Colin está num supermercado e se aproxima de um jovem funcionário.
Colin Por favor, estou procurando goiaba.
Funcionário O quê?
Colin Goiaba.
Funcionário Que é que é isso?
Colin É um vegetal.
Funcionário Ah tá.
Colin Provavelmente uma fruta.
Funcionário Vegetal e essas porra toda fica tudo do lado de lá.
Colin Como é que é?
Funcionário Vegetal e fruta e tudo isso fica do lado de lá.
Colin Eu sei, mas eu procurei e não consegui achar.
Funcionário Então é porque não deve ter.
Colin Não deve.
Funcionário É.
Colin Dá pra você ir verificar?
Funcionário Tchhh.
Funcionário sai para verificar. Música ainda de fundo.
Jasmine e Tom estão fumando do lado de fora.
Jasmine Ele ficou sentado na minha frente, eu disse ‘Eu não ‘tô querendo
bancar a engraçada, mas se você quer duas mil palavras pra segunda-
feira pode esperar sentado, eu tenho que trabalhar no fim de
semana, diferente de você Gary, baby boomer3 filho da puta, ganha
sua bolsa de estudos, ganha seu diploma e daí não paga pros seus
filhos.’ Então ele disse ‘Você está com dificuldade financeira,
Jasmine?’ e eu ‘Gary. Nós todos estamos com dificuldades financeiras,
é só ler os jornais, porra’. Então ele ficou vermelho de repente,
berrou que eu sou ‘mais burra do que uma porta’, o que quer que isso
queira dizer, e disse que eu só entrei aqui porque minha irmã é quem
ela é, então eu fiquei completamente louca, atirei uma prateleira em
cima dele.

3
Um baby boomer é uma pessoa nascida entre 1945 e 1964 na Europa (especialmente Grã
Bretanha e França), Estados Unidos, Canadá ou Austrália. Depois da segunda guerra mundial esses
países experimentaram um súbito aumento de natalidade, que ficou conhecido como baby boom.

10
Tom Uma prateleira?
Jasmine Foi a Casa Abandonada do Charles Dickens que acertou o olho dele,
capa dura, então ele teve que ir pro hospital. Disseram que eu era
uma ameaça, atacando meu orientador com uma arma, eu disse
qualquer coisa a respeito do poder da palavra escrita e foi isso. Fora.
Tom Você não tem cara de ser uma ameaça.
Jasmine Tenho sim, Tom. Eu sou uma porra de um desastre natural.
Funcionário do Supermercado retorna.
Funcionário É isso aqui?
Colin Como é que eu posso saber? Eu não sei o que é uma goiaba. Você é
que tem que me dizer.
Funcionário É isso aqui sim.
Colin Tem certeza?
Funcionário Tenho.
Colin Absoluta? Porque isso faz muita diferença. Você tem que entender
que isso pode não ter muita importância pra você, mas se eu chegar
em casa e isso aqui não for uma goiaba, eu estou encrencado. O que
quer dizer que, se eu chegar em casa e isso aqui não for uma goiaba,
você está encrencado, falou?
Ele lê o crachá do funcionário.
... Will. Você está encrencado se isso aqui não for uma goiaba, Will.
Então.
Você tem certeza?
Funcionário A Candy falou que era, e ela é boa de fruta.
Colin Tá certo, obrigado.
Steve entra com sua valise, ao mesmo tempo em que Freya, dançando, derrama café
de um lado para outro da cozinha. Steve dá um pulo para desviar. Freya tira seus
fones de ouvido.
Freya Não foi de propósito. Ops.
Steve Ops.
Steve sorri e imediatamente pega um pano para esfregar.
Freya Posso fazer outro.
Steve Não, eu tenho que ir, sério, desculpa...
Freya Não precisa pedir desculpa.

11
Steve Desculpa, eu ter que ir.
Freya Não precisa – a gente precisa de trabalho, de dinheiro,
principalmente agora, nas condições climáticas atuais, do jeito que as
coisas estão, é o que você diz.
Steve E são só três dias, então –
Freya Isso mesmo. São só três dias, então –
Steve E você me liga se alguma coisa –
Freya Sim eu te ligo se alguma coisa, mas nada vai, nada costuma acontecer,
nada acontece, você sabe como andam as coisas por aqui nestes dias.
Steve Eu estou falando do bebê.
Freya Ah sim o bebê, bom é claro / o bebê
Steve Você tem o número do telefone / do hospital.
Freya Teve um programa na TV, eles estão detectando alguma coisa no
solo.
Steve / Freya?
Freya Estão achando que alguma coisa pode – O quê? Sim, eu tenho o
número do hospital. Está dentro do armário onde você colocou.
Steve Em cima da geladeira.
Freya Em cima da geladeira, isso. Ali em cima.
Steve a corrige, sorrindo.
Steve Ali.
Freya Ali. Você tem certeza que não quer um pouco desse café que você
comprou? Não é um café qualquer Steve, é um Marks and Spencer’s 4
colombiano extra forte com certificado de qualidade, meio frutado,
gostoso.
Steve Eu tenho que ir – mas você vai ficar bem?
Freya O prédio pode desmoronar enquanto você estiver fora.
Steve Freya –
Freya Era isso que eu estava tentando te dizer. Disseram que vai haver um
terremoto.
Steve Não vai.
Freya Vai.

4
A Marks & Spencer (M&S) é uma companhia de varejo britânica e a maior rede de lojas de
departamento do Reino Unido, com mais de 840 lojas espalhadas em mais de 30 países.

12
Steve Aqui não.
Freya Aqui sim, bem aqui, detectaram os tremores. Passou na televisão.
Você tem tesão na minha irmã?
Steve O quê?
Freya A Sarah não, é óbvio. É óbvio que ela não. A outra. A Jasmine.
Steve Não – Freya, de onde você tirou / essa ideia?
Freya Por que não? Ela é bonita.
Steve Ela tem dezenove anos.
Freya Exatamente. Magra, rosto bonito, aposto que ela é boa de cama. É
claro que você tem tesão nela, você já pensou nisso, eu sei que você já
pensou, você só precisa admitir.
Steve Isso tudo, bem, você tem razão, ela é gostosa. / Eu vou telefonar pra
ela.
Freya Eu era desse mesmo jeito quando a gente se conheceu, eu achei umas
fotografias, mas o que aconteceu? Olha pra mim agora, gorda e
vermelha que nem um coágulo gigante ou coisa parecida. Não é à toa
que você não quer mais fazer sexo comigo. Você devia telefonar pra
ela sim, eu estou falando sério, estou sim.
Eles se entreolham. Ele chega perto dela, abraça-a.
Steve Eu não acho que você seja um coágulo gigante.
Freya Ou coisa parecida. Com certeza eu sou alguma coisa parecida.
Steve Eu quis fazer sexo com você ontem à noite, por falar nisso.
Freya Eu sei, eu sei.
Steve E foi você que não –
Freya Eu não consigo, eu não consigo, não com isso aqui, é como se isso
aqui estivesse assistindo.
Steve Ela.
Freya O quê?
Steve Ela, não ‘isso aqui’.
Eu te amo.
Ele beija a barriga dela.
E você também. Te ligo quando chegar lá.
Freya Estou um pouco perdida no momento, Steve, de verdade. Não vai.
Um momento.

13
Steve Só três dias. Só isso. Não é tão ruim quanto você imagina. Nunca é.
Freya Ah. Tudo bem. Legal.
Ele a beija novamente e sai. No que a porta se fecha, Freya dá um pulo e as paredes
se mexem um pouco. Ela está apavorada. Enquanto Tom e Jasmine conversam,
Freya olha ao redor, daí retira uma garrafa de uísque de um armário e coloca um
pouco no seu café.
Tom Então sua irmã é famosa?
Jasmine Minha irmã mais velha é. Mas não de um jeito legal. Ela é política. Eu
não entrei aqui por causa da minha irmã, eu entrei apesar dela, eles
odeiam ela aqui.
Tom O que ela faz?
Jasmine Quando minha mãe morreu, meu pai ficou péssimo, então minha
irmã tomava conta da gente, mas ela era horrível nisso, muito ruim
mesmo, porque ela não tem a menor sensibilidade. Completamente
fria. Ela é feita de metal, que nem o Exterminador do Futuro, sei lá.
Mas pior.
Ela é
que nem o Exterminador do Futuro 3.
Isso. Ela é o Exterminador do Futuro 3.
Sarah está fazendo um discurso para sua equipe.
Sarah Olá! Oi. Estamos tão tristes de ver a... Casey... indo embora, nos
deixando. Sim. E apesar de, é claro, eu acreditar piamente que a
nossa nova... política, de um governo mais enxuto, é a mais acertada
para este momento difícil, isso não quer dizer que não seja uma...
tristeza... quando isso gera um impacto em alguém em particular. A
Casey tem sido fantástica aqui como parte da equipe ministerial,
super divertida, mesmo durante os poucos meses em que eu estou
aqui, eu notei que ela é tão... engraçada. De qualquer modo, Casey,
nós fizemos uma vaquinha e compramos isto pra você.
Sarah entrega uma sacola de presente para Casey. Casey olha dentro dela.
Casey Uma cafeteira.
Sarah Sim.
Casey Eu trabalhei durante cinco anos aqui.
Sarah Bom, é de uma marca ótima, eu –
Casey Eu não bebo café.
Sarah Você não –
Casey Chá de hortelã.
14
Sarah Ah.
Casey Sempre foi chá de hortelã.
Sarah Certo... bom... alguém não andou fazendo sua pesquisa direito.
Casey Pesquisa? Será que ninguém sabia? Meu Deus. Vocês não têm a
menor noção. Não precisamos de menos governo. Tudo está piorando,
e vocês estão fazendo cortes. Isso é o que os Conservadores fariam,
com crise ou sem, mas eu votei nos Liberais Democratas. Eu votei em
vocês. Agora vocês estão juntos no governo?
Ela olha para todo mundo ao seu redor e devolve a cafeteira.
Coloca à venda no eBay5. Estou indo embora do País.
Sarah vem à frente, fala com seu auxiliar.
Sarah Boa ideia. Vá pegar o carro.
Simon Você não pode, você tem uma reunião no seu gabinete daqui a três
minutos.
Sarah Meu estômago está roncando.
Simon Toma. Sanduíche de salada de ovo. Do Tesco Express6. Dá pra você
comer na volta.
Ele entrega a ela um sanduíche de aspecto horrível. Ela fica parada por um momento.
Exausta. Freya assiste a cenas de um documentário sobre o planeta. Placas
tectônicas. Tempestades e furacões.
Você está...?
Outro momento.
Eu deveria...?
Ela olha para cima e volta a si.
Sarah O quê? De ovo? Perfeito.
Sarah enfia o sanduíche na boca enquanto sai.
Batem na porta da casa de Freya, ela vai atender.
Tom e Jasmine estão retornando para dentro.
Jasmine Na verdade, minha irmã vai hoje à noite.
Tom Onde?
Jasmine No que eu estou fazendo agora. No meu trabalho. É um pouco político
também. Você pode aparecer, se você quiser. Você vai ficar bem

5
eBay é o nome de uma empresa de comércio eletrônico fundada nos Estados Unidos em 1995.
Atualmente é o maior site do mundo para a venda e compra de bens pela Internet.
6
Tesco é uma multinacional varejista britânica, de pequenas lojas a hipermercados.

15
chocado. É bastante político, Tom. Político assim tipo bem
na-sua-cara. Pode ser que você não consiga aguentar. Pode ser que
seja tudo muito – político demais. Então, o que acha? Quer correr o
risco?
Tom sorri.
Tom Quero.
Freya abre a porta. É Peter, um garoto adolescente de óculos, usando um capuz
cinza.
Peter Tudo bom, dona? ‘Tá ocupada?
Freya Peter. / O que você está –
Peter Isso é uísque? A senhora não devia beber quando ‘tá grávida, a gente
viu isso num vídeo na aula de biologia, o Sr. Greg mostrou pra gente,
é sim, e lá falava que se você bebe o neném fica aleijado, sei lá, pode
até ser que ele morra dentro de você, e vão ter que arrancar ele com
uma pinça. Posso entrar? Não ‘tô passando muito bem. Queria um
conselho seu.
Freya Como você sabia onde eu moro?
Peter Fui na internet, coloquei seu nome, não é difícil, anúncio no
Gumtree7, se livrou de um sofá recentemente? Um desses baratos da
Ikea8.
Freya Um desses baratos / da Ikea sim.
Peter Que barrigão o da senhora agora. Preciso conversar. Posso entrar?
Freya Eu posso me complicar.
Peter Nada, a senhora não tem como ser uma pedófila, por causa que a
senhora é mulher, e o capuz não é por causa que eu vou furar a
senhora não, é por causa que ‘tá chovendo, qual é dona?, ‘tá um
dilúvio da porra aí fora, desculpa a boca suja, a gente costumava
conversar não é? Eu gostava quando a gente conversava, mas a
senhora só vinha na escola duas vezes por semana e agora nem isso
mais. A senhora não ‘tá ocupada, é claro, ‘tá vendo televisão. O seu
marido ‘tá aqui?
Freya Ele saiu.
Peter O carro dele ‘tá aí fora.

7
Gumtree é o primeiro site de classificados gratuitos pela Internet do Reino Unido, para compra e
venda de itens como carros, imóveis, joias, móveis e objetos em geral.
8
A Ikea é uma companhia privada de origem sueca, controlada por uma série de corporações sediadas
nos Países Baixos, especializada na venda de móveis domésticos de baixo custo.

16
Freya Ele foi pro aeroporto de táxi.
Peter É, a senhora não viaja mais de avião, né não? Quanto tempo ele vai
ficar fora?
Freya Só uns dias.
Peter Aposto que a senhora vai gostar da minha companhia.
Freya Não.
Peter Aposto que sim.
Freya Peter, acho melhor você voltar para a escola.
Peter Ninguém visita a senhora, né?
Freya ...
Peter É, por causa que mulher grávida é meio pé no saco. Gorda e suada,
enfiada dentro de casa, reclamando, reclamando. Eu não acho isso
dona, mas a maioria acha e é por isso que ninguém faz visita. Mas eu
‘tô aqui.
Trouxe uma flor pra senhora.
Ele entrega uma flor a ela. Ela olha para ele.
Freya Obrigada.
Ela pega a flor. Ele entra.
Sarah está tendo uma reunião com Carter em seu gabinete. Ela lhe oferece um
biscoito.
Carter Obrigado. Nunca comi biscoitos antes. Gostei do que você fez com o
gabinete. Minimalista.
Sarah Estamos decorando.
Carter Uma faxina?
Sarah Um recomeço.
Carter Um recomeço, como sempre. Muito bom. Não se preocupe, dizem que
os seis primeiros meses são os piores.
Sarah Quem dizem?
Carter Seus antecessores.
Onde estávamos mesmo?
Sarah Daqui a dois dias, vou fazer uma recomendação para o Primeiro
Ministro.
Carter Ótimo.

17
Sarah E achei que o senhor pudesse querer que eu lhe prevenisse, para lhe
dar tempo de formular uma resposta pública.
Carter Que você me prevenisse. Ótimo. Uma resposta para o quê?
Sarah Somos pessoas boas, Sr Carter.
Carter Tenho certeza que são. Todo mundo é bom hoje em dia, não é
mesmo? Até mesmo eu. Eu comprei uma bicicleta de aniversário para
o meu filho Adam. Caríssima. Ele adorou. E o que vocês, boas pessoas,
têm para nos oferecer?
Sarah Achei que o senhor pudesse aceitar a decisão agora, em vez de
perder tempo e esforço lutando contra ela.
Carter A decisão.
Sarah Isso.
Outro biscoito?
Ele olha para ela.
Carter O Adam está aprendendo rápido, ele tem seis anos, ele olhou para a
bicicleta dele, e falou ‘qual é a notícia ruim, papai?’ Ele disse ‘você só
me dá presente quando tem alguma notícia ruim’. Ele estava certo. A
mãe dele tinha atropelado o gato. Este seu novo governo, o que quer
que ele seja, vocês têm que ser simpatizantes economicamente.
Sarah Somos bastante simpatizantes / economicamente, sim.
Carter Então o que você está querendo dizer, nós estamos falando de quê?
Sarah A decisão sobre o aeroporto de Heathrow9 nos deixou muito bem na
foto, porque foi a coisa certa a fazer, então agora vamos sugerir uma
interrupção total no plano de expansão.
Carter Onde?
Sarah Em todos os lugares.
Carter está surpreso.
Carter Olha só, Heathrow? Tudo bem, eu entendo sua posição, vocês têm
que recuar, mas essa expansão já estava prevista, na verdade era
fortemente esperado que, em troca, houvesse uma compensação.
Sarah Não há necessidade.
Carter Abrimos mão de Heathrow, mas ficamos com os de Birmingham,
Edimburgo e London City em troca – Belfast – já se sabia disso.
Sarah Não conseguimos justificar tudo isso em termos ambientais.

9
O Aeroporto de Heathrow está localizado a oeste de Londres. É o terceiro aeroporto mais
movimentado do mundo e o maior do mundo em termos de tráfego de passageiros internacionais.

18
Carter Alguns quilômetros de concreto aqui e ali, uma ou outra marquise,
não é o fim do mundo. Você conversou com seus colegas? Porque eu
acho que essa medida não vai ser muito popular.
Sarah Uma interrupção definitiva na expansão vai gerar um impacto
positivo enorme.
Carter Apenas simbolicamente.
Sarah Simbolicamente, exato. Precisamos que nos vejam fazendo todo o
possível para diminuir a emissão de carbono. Queremos dar o
exemplo.
Carter olha para ela.
Carter Esta é sua grande ideia.
Sarah Se preferir colocar nesses termos.
Carter Você mesma é um símbolo, não é Sarah? Posso te chamar de Sarah?
Aposto que você nunca imaginou que estaria no poder algum dia, o
que dirá no Parlamento, com credenciais verdes e um pai famoso –
Sarah Meu cargo neste governo não tem nada a ver com o meu pai.
Carter Todo mundo acha que tem.
Sarah Então todo mundo está enganado.
Carter Toquei num ponto fraco seu.
Sarah Nem um pouco.
Carter Você está irritada.
Sarah Pareço irritada?
Carter Pelo jeito que você esfrega os dedos assim, parece.
Ela fica surpresa por um momento, mas olha de volta para ele.
Sarah Não estamos com falta de aeroportos. Daqui a dois dias eu tenho uma
reunião e eu vou colocar
o caso de uma maneira bem firme. O Primeiro Ministro vai decidir,
então vai ser o que ele disser. Vamos fazer o anúncio na semana que
vem.
Carter Você parece cansada.
Sarah Eu trabalho muito.
Carter Não acho que seja o trabalho.
Carter pega um biscoito.
Antes de amanhã, eu vou fazer você mudar de opinião.

19
Sarah Sério?
Ele passa o biscoito.
Carter Sério.
Biscoito?
Freya e Peter.
Peter Da hora esses seus cartazes, você é fã do Hitchcock?
Freya São do meu marido.
Peter E GTA10. Você joga bastante esse, é?
Freya É dele também.
Peter Eu acho meio violento. Eu acho que não deviam permitir essa coisa
de ficar dirigindo e matando as pessoas nos videogames. Tem um
que a gente pode até estuprar uma garota. É meio esquisito
permitirem isso. O que tem de seu aqui dentro, então?
Freya Os livros. Eu –
Peter O que você está lendo agora?
Freya Poesia vitoriana. Peter –
Peter Nossa, parece ser um pé no saco. Posso sentar? / Você vai me dar um
uísque? O que é isso?
Freya Claro que você pode se sentar. O uísque eu não sei –
Peter Credo, você andou fumando também, seu bebê vai estar com a cara
do E.T. quando você colocar ele pra fora. Puta cagada que você ‘tá
fazendo.
Freya Peter, o que / você quer?
Peter Qual é a boa?
Freya Estão dizendo que vai haver um terremoto.
Peter Aqui?
Freya Meu marido também deu risada, mas é isso o que estão –
Peter Não, eles têm razão, é verdade. Vai ter um tremor gigantesco, depois
de amanhã, um evento sísmico imenso, aqui mesmo na capital. As
coisas vão ficar muito diferentes depois disso.
Ela olha para ele. Chocada – como é que ele pode saber?
O problema é que eu não tenho nenhum amigo. É uma coisa muito
comum na sociedade hoje em dia. Cada vez mais gente entra em sites

10
Grand Theft Auto (abreviado GTA) é uma série de jogos de computador e videogame.

20
de paquera na internet pra fazer amizade e encontrar companhia,
mas eu só tenho quatorze anos então eu prefiro vídeo pornô. Eu
também posso tomar uísque, na verdade. É legalizado. Dentro de
casa. Se você tiver quatorze anos. Então.
Freya Eu não vou te dar uísque.
Peter Mas eu acho que você devia. Daí a gente pode conversar direito.
Ela pensa a respeito.
Freya Por que não?
Freya vai pegar uma bebida para Peter. Peter se senta na poltrona e relaxa,
enquanto um Executivo, sentado ao lado de Steve num avião, faz o mesmo.
Executivo Lembra de quando a gente podia fumar?
Steve O quê?
Executivo Fumar. Dentro do avião.
Steve Eu já vi cinzeiros no banheiro. Mas não me lembro...
Executivo Quinze anos atrás, a gente podia ir pra área de fumantes e fumar, não
fazia mal nenhum, nenhum avião a mais caiu, aliás bem menos do
que hoje em dia, sabe... terrorismo – vai ver que uma coisa tem a ver
com a outra. Árabes frustrados. Tudo o que eles querem é um
cigarrinho. Porque eles não podem beber, não é verdade? Pode ter a
ver. ‘Tô brincando, é claro. Está indo pra Escócia a trabalho?
Steve Não.
Executivo De férias?
Steve Assunto pessoal.
Executivo Ah tudo bem, então. Vai na tua.
Bacana.
É com você.
Steve Falei pra minha mulher que era a trabalho.
Executivo Ah.
Steve Mas não é.
Executivo Ah.
Sim.
Bom.
Sei bem como é isso.
Steve O quê?

21
Executivo Isso.
Steve Não.
Executivo Às vezes eu vou pra Los Angeles, e eu sempre aviso ela com
antecedência, eu digo que não vou, digo que não é bom pra mim, mas
daí eu escrevo um email bem safado, apareço lá e a gente faz a festa.
Mantém meu casamento sadio. Me mantém em forma, ela. A Carly.
Steve A Carly?
Executivo Vinte e sete anos. Loira. Peitos. Sabe. Peitos. Vinte e sete. Bronzeado
da Califórnia. Peitos. Loira. Meu Deus. Já diz tudo.
Por que ela fica comigo eu não sei, bom eu sei, eu solto a grana um
pouco, mas a vida é curta não é?, então a gente faz o que tem que
fazer, e minha mulher sabe, eu tenho certeza que ela já fez a mesma
coisa, minha opinião é que, se isso te faz tocar a vida pra frente, te
deixa feliz e os filhos não sabem, então qual é o problema? Não, vai
fundo cara. Mete bronca.
Steve Não é...
Executivo Como?
Steve Não é um caso.
Executivo Ah. Mas você me deixou ficar falando do...
Steve Você não me deixou te interromper.
Executivo Sempre faço isso. Sempre acabo conversando com estranhos dentro
do avião. Deve ser os nervos, eu acho.
Steve Você voa muito?
Executivo É péssimo pra gente.
Steve Péssimo pra gente?
Executivo Claro, quanto mais a gente voa, mais chance a gente tem de sofrer um
desastre de avião. Não é uma coisa natural.
Se Deus quisesse que a gente voasse, ele teria sua própria companhia
aérea.
Barulhos. Turbulência ou possivelmente o som de um trovão.
As luzes piscam.
Música ‘There She Goes My Beautiful World’, de Nick Cave and The Bad Seeds.
Jasmine entra, vestida com galhos de árvore e folhas.
Ela segura um cartaz com os dizeres ‘A destruição deliberada da floresta amazônica’.
Ela dança.

22
Ela vai tirando lentamente as folhas e os galhos.
Finalmente ela fica com folhas cobrindo apenas as partes íntimas, à la Adão e Eva.
Ela pega um cartaz
‘Originalmente, existiam dez milhões de quilômetros quadrados de floresta tropical’.
Outro cartaz
‘Só restou um terço disso’
Ela ergue as sobrancelhas.
Ela tira as folhas de cima dos seios.
Reações entusiasmadas da multidão.
Olhos flertantes.
Ela pega outro cartaz.
Com os dizeres ‘Não deixem o mundo ficar nu’
No que ela prossegue, folhas caem do teto.
Freya traz um uísque para Peter e depois acende um cigarro.
Peter Humm. Que gostoso, esse uísque é bom mesmo. Você que comprou?
Freya Peter, se vai ter um terremoto por que as pessoas não estão com
medo?
Peter Uma vez eu estive num terremoto em Tóquio. Eu e os meus pais
estávamos cantando karaokê num lugar –
Freya Você pode responder / a minha pergunta, por favor.
Peter – e o chão começou a se mexer e as paredes entortaram,
chacoalharam um pouco, mas não como se pensa, ficou tudo meio...
bêbado. A senhora já sentiu isso, dona, presa neste apartamento do
jeito que fica, como se as paredes ficassem se mexendo e tudo vai
ficando perigoso?
Freya O tempo todo.
Freya bebe o uísque.
Mas o que é que eu posso fazer?
Tom e Jasmine estão num bar.
Tom Nunca tinha visto uma stripper antes.
Jasmine Aquilo não era strip-tease.
Tom Este é um bar de strip-tease.
Jasmine Era um show burlesco.

23
Tom Você mostrou os peitos.
Jasmine Você mostra os peitos nos dois tipos de show sim, mas no burlesco
eles não são o foco.
Tom Definitivamente eles eram o foco.
Jasmine Não eram pra ser.
Tom Tem um homem acenando pra cá.
Colin aparece e acena. Ele ainda carrega uma sacola plástica com as compras.
Jasmine É o meu cunhado.
Tom Você convidou o seu cunhado?
Jasmine Eu convidei a minha irmã. Ela disse que viria, então eu assumi uma
atitude política, achei que ela ia gostar, mas ela me mandou um
torpedo na última hora, disse que o Colin ia vir no lugar dela. O Colin
‘tá na área desde que eu era criança, trabalhava em banco, perdeu o
emprego, agora ‘tá com tempo sobrando. Cuidado: ele pode ser um
pouco –
Colin Trouxe minhas compras!
Jasmine Dá pra ver.
Colin Meio esquisito. Parabéns!
Jasmine Gostou?
Colin Você dança bem.
Jasmine É.
Colin Nunca mais te vi no palco desde a época da escola.
Tom E ela cresceu, não é verdade?
Colin Bom... eu... eu acho que sim.
Jasmine Este é o Tom.
Colin Ah sim. Oi. Você é o mais novo dela...
Tom O mais novo?
Jasmine Obrigada, Colin.
Tom O mais novo...?
Colin Ficante.
Jasmine Ah meu Deus.
Tom A gente acabou de se conhecer.
Colin Bom, a noite é uma criança.

24
Jasmine Puta que pariu.
Uma pausa desajeitada.
Colin Achei que você colocou muito bem a questão, Jasmine.
Tom Existia uma questão?
Jasmine Os cartazes?
Tom Eu não estava olhando pros cartazes.
Colin A destruição da floresta amazônica.
Tom Então era por isso que você estava vestida de arbusto.
Jasmine De árvore.
Tom Com certeza parecia um arbusto de onde eu estava sentado.
Desajeitada.
Colin Algum de vocês quer uma bebida?
Jasmine Não obrigada, Colin.
Tom Não.
Colin Tudo bem.
Bom. Legal... te ver. Jasmine.
Acho que eu tenho ir andando... comprei leite... precisa ir pra
geladeira, logo, não quero que fique...
Cheirando, mas de verdade...
Parabéns.
Bom trabalho!
Jasmine Bom te ver.
Colin Tudo bem.
Tchau.
Uma pausa. Ele vai embora.
Jasmine Meu Deus.
Tom Na verdade eu li os cartazes.
Jasmine Mesmo.
Tom É, eu me interesso muito pelo meio ambiente. Os meus antepassados,
eles são da Eritreia11? e eles –

11
A Eritreia é um país localizado no chifre da África e faz fronteira com o Sudão, a Etiópia e Djibuti. O
país tem um litoral banhado pelo Mar Vermelho, tendo contato direto com a Arábia Saudita e Iêmen.

25
Jasmine Hahn, desculpe te interromper, mas eu estou de saco cheio do meio
ambiente, de ficar ouvindo falar dele o tempo todo porra, eu só fiz
aquilo por causa da minha irmã e ela nem mesmo apareceu. Acho que
vou fazer um número nazista na semana que vem. Eles amam os
nazistas. Você tem algum comprimido? Você tem cara de quem
carrega drogas nos bolsos.
Tom Cara de uma pessoa negra, é isso?
Jasmine Cara de uma pessoa desatenta, é isso, que larga o casaco em qualquer
lugar.
Ela levanta e mostra o papelote com as drogas.
Encontrei antes.
Ela abre o papelote.
Vou ter que ser a mamãe?
Freya e Peter.
Freya Bêbado e perigoso, você tem razão, às vezes eu não vejo ninguém
durante dias, as paredes começam a tremer, então eu penso em sair
mas lá fora é só sujeira e gritaria, então eu
fico em casa, mas daí... eu comecei a cantar, desde que eu voltei de lá.
Quando eu canto eu esqueço que ela está aqui dentro.
Peter Voltou de onde?
Freya Eu não sei o que fazer.
Peter Uma vez eu não vi ninguém durante três dias e eu fiquei ‘mó’
paranoico, minha cabeça ficou grande demais pro meu corpo, mas ela
não é, ou é? Ela é? Ela é? Porque um tempo antes o Gary Franks falou
que eu era esquisito, me seguiu depois da escola e disse que eu tinha
necessidades especiais.
Freya Você tem necessidades especiais.
Peter Não de um jeito ruim, não que nem aquelas crianças surdas com
quem a senhora passa seu tempo.
Freya Não fale desse jeito.
Peter Eu sei imitar um surdo.
Freya Não.
Peter Eu sei, olha, é engraçado.
Freya Não.

26
Peter Então me dá um cigarro? Se a senhora não me der um cigarro eu
imito um surdo.
O som de um avião à distância.
Enquanto Freya dá um cigarro a Peter, uma tela de computador é projetada.
Alguém está escrevendo.
Na tela ‘Acredito que eu me encaixaria muito bem na função de gerente de
contas sênior, uma vez que eu sou forte...
Ele deleta.
forte tanto na função de membro de equipe quanto na de líder.
Luzes acendem em Colin, que está digitando.
‘... Eu já dei demonstrações disso em várias ocasiões, na liderança da
minha equipe durante muitos anos de excelente trabalho nos últimos
dez anos. Dez. Anos...’
O cursor vai para o Google.
Ele digita.
Garotas
Estudantes
Festa
Fotos.
Enquanto as imagens aparecem, o palco começa a ficar cheio de estudantes de
minissaia dançando, rapazes sem camisa, esfregando-se. Música dançante vai
ficando mais alta lentamente. No centro estão Jasmine e Tom. Colin fica de pé,
assistindo, querendo se envolver.
Freya agora não está mais olhando para Peter, apoiada numa parede, um barulho
latejante em sua cabeça.
Peter está tentando acender o cigarro.
Peter Lembra do que a senhora falou? Eu tinha batido no Luke Reynolds
com uma bússola, e fiquei de castigo, e a senhora falou que eu não
podia só ficar sentado arrependido, eu tinha que levantar a minha
bunda da cadeira e fazer alguma coisa, porra. Encontrar as coisas
boas.
Freya Eu acho que não usei esses termos.
Peter A senhora usou esses termos sim. A senhora com certeza falou ‘fazer
alguma coisa, porra’. Sua sinceridade me deu bastante força. A
senhora é das poucas pessoas na minha vida que me falam a verdade.

27
Freya Então você acha que eu tenho que levantar a minha –
Peter Sei lá, mas essa tremedeira
Freya Era só imaginação minha, as paredes não vão –
Peter Eu não ‘tô falando das paredes.
Freya Ah.
Peter Suas mãos, dona. Olha.
A mão dela está tremendo.
A senhora devia arrumar uma mala e ir lá pra fora e ver o que ‘tá
acontecendo. Encontrar as coisas boas. Antes que seja tarde.
Eles olham um para o outro. Ele acende o cigarro, sorri e relaxa. Freya sai.
Colin assiste às pessoas dançando. Ele gosta. Daí ele muda a faixa da música no
iTunes para o Coldplay – ‘Viva La Vida’. Os estudantes vibram – estão na maior
curtição.
Sarah entra.
Sarah O que é isso?
Colin Coldplay
Sarah Você comprou um disco do Coldplay?
Colin No Tesco12 quando estava voltando pra casa, sim.
Sarah Isso é coisa que mulher chata de meia idade faz.
Colin Certo.
Sarah Você não parece uma mulher chata de meia idade.
Colin Você parece.
Sarah está cansada da picuinha.
Sarah Encontrou o que eu pedi?
Sarah vai até a cozinha onde as compras estão. Colin canta baixinho diante do
computador.
Colin grita em direção da cozinha.
Colin Tá vendo, o problema é esse, é sempre a primeira coisa que você
pergunta, você chega e não me beija, não me toca, nem olha na minha
cara –
Sarah O que é isso?
Sarah está parada na entrada, segurando uma fruta.

12
Ver nota de rodapé 6.

28
Colin Uma goiaba.
Sarah Não.
Colin ‘Tá.
Sarah ‘Compre os ingredientes’. Foi tudo o que eu te pedi. Isso não é uma
goiaba Colin, é uma ameixa. Arrume um emprego. O problema é esse.
Não eu. Arrume uma porra de um emprego. Eu vou fazer um
sanduíche.
Sarah sai. Colin continua cantando para si mesmo, acuado e tímido, assistindo aos
estudantes dançarem.
Steve aparece, tentando se esconder do vento, e começa a bater numa porta. Tom
dança com Jasmine, eles se beijam apaixonadamente. Colin assiste. Sarah faz um
sanduíche. Peter vai até os CDs e olha para eles.
Sarah vai para a cama. A porta é aberta pela Sra Andrews.
Sra Andrews Sim?
Steve Estou aqui para ver o Sr. Crannock.
Sra Andrews O Sr. Crannock está dormindo.
Steve Sou o Steve Sullivan.
O marido da filha dele?
A Sra Andrews suspira.
Sra Andrews Ele está esperando o senhor?
Steve Não.
Sra Andrews ...
Steve Por favor. Está muito frio.
Ela o deixa entrar. Jasmine e Tom dançam. Peter escolhe um CD e o coloca – a
mesma música do Coldplay. Ele escuta. Canta junto. Ele gosta.
No próximo refrão Peter canta alto, como um menino de coral. Colin ainda bem
baixo.
Freya aparece com uma bolsa, chapéu e casaco, pronta para sair.
Freya Você pode ligar o aquecedor se quiser. O botão fica no corredor.
Peter O que a senhora ‘tá fazendo?
Freya Tem comida na geladeira.
Peter Eu não quis dizer que a senhora precisa ir agora. ‘Tá chovendo
canivete aí fora, a senhora ‘tá grávida, acho até que a senhora não
pode ficar em pé por muito tempo, ele pode escapar pra fora / sei lá.

29
Freya Pode ficar aqui. Você não vai roubar nada, não é?
Peter Posso assistir seus DVDs?
Freya Pode.
Peter Até os pra dezoito anos?
Freya Se quiser.
Peter Posso beber seu uísque e sua vodca?
Freya O que você quiser. O lugar é seu por alguns dias. Tudo bem?
Peter Tudo bem.
Freya Certo.
Tudo bem...
Peter A senhora vai ficar bem?
Freya Ela está chutando. Para!
As coisas boas.
Eu não posso ficar aqui.
Freya abre a porta e sai.
Peter fica de pé e canta.
Os estudantes se juntam a eles, cantando os vocais de fundo.
Peter canta, os estudantes dançam, e Colin senta no seu computador, imóvel e triste.
Todos cantam enquanto Freya sai andando noite adentro.
Luzes vão abaixando.
Música no escuro.
Música vai abaixando.
Fim do Primeiro Ato.

30
Ato Dois

Prólogo

1973
Tecnicolor
Robert Jovem e dois executivos, Daniel e Roy.
Roy Bom te ver. Sente-se.
Robert Obrigado.
Roy Como vai o bebê?
Robert Ah, você –?
Roy O Daniel mencionou que havia um bebê.
Robert Isso, sim.
Daniel Que maravilha.
Roy Maravilha. E sua esposa?
Robert Muito feliz é claro, nós dois estamos.
Roy Muito felizes. Vocês dois estão.
Daniel Perfeito.
Roy Então. Robert. Você deve estar se perguntando por que está aqui?
Quando é que a maior empresa aérea do Reino Unido manda chamar
um cientista como você? Deixe-me explicar. Daniel, não me deixe
esquecer nada.
Daniel Pode deixar. Ótimo.
Roy Coisa boa. Então, nossos homens estão prevendo que daqui a trinta
anos haverá milhares de aviões voando no céu, levando as pessoas
pra cá e pra lá, o que nos deixa felizes, é claro, porque se poderá
ganhar muito dinheiro.
Robert Sim.
Roy Mas há preocupações crescentes.
Daniel Questões.
Roy Como?
Daniel Questões, Roy, eu acho.
Roy Questões, exatamente, a respeito do efeito que todo esse transporte
aéreo irá provocar. Com as emissões. Na atmosfera.

31
Robert Certo.
Roy As pessoas estão começando a ficar preocupadas.
Daniel Curiosas.
Roy As pessoas estão ficando curiosas. A respeito dos gases, sabe, das
emissões. As pessoas estão começando a ficar curiosas sobre o que a
queima de tanto combustível pode causar. Ao mundo.
Daniel Ao meio ambiente.
Roy Ao meio ambiente. Então nós pensamos em chamar um especialista
que pudesse realizar um estudo.
Olhar dentro da sua bola de cristal e nos dizer o que irá acontecer.
Então, o que você acha? É possível?
Robert Bom, nós teríamos que... certo... precisaríamos modelar o mundo
numa escala que ninguém nunca ainda fez. Tentar prever todas as
variáveis possíveis.
Roy Mas você consegue fazer isso. É isso o que você faz. É o seu barato.
Robert Mas é uma coisa tão grande. Vocês estão falando do mundo. E... bom...
eu não quero ser grosseiro, mas vocês obviamente estão esperando
uma resposta negativa, não estão?
Daniel Não, não.
Roy Uma o quê?
Daniel Ele quer dizer que nós queremos que ele chegue a um resultado que
diga que esses gases não estão fazendo mal algum? Ele teria que
alterar isso?
Roy Ah. Não. Robert, você vai fazer a sua ciência e nos dizer o que vai
encontrar.
Não vamos interferir em nada.
Robert Nenhuma interferência.
Daniel Nenhuma.
Robert Certo.
Roy E esta é somente a primeira etapa. Se o projeto parecer promissor,
estamos autorizados a financiar trabalhos posteriores, durante os
próximos dez anos.
Robert Sério?
Roy Com certeza. Porque os resultados que você obtiver serão úteis não
somente para nós, mas para organizações semelhantes. A indústria

32
automotora, empresas petrolíferas. Todas elas estariam muito
interessadas em resultados promissores.
Robert O que você quer dizer por promissores?
Roy Resultados que podem parecer úteis.
Daniel Significativos.
Roy Certo. Significativos. Preciso de um café.
Robert Bom, eu tenho certeza que é possível alcançar uma certa clareza, mas
esse assunto é muito novo, não existe uma maneira verdadeira de
saber quantificar em termos reais o...
Roy O valor seria este aqui.
Robert Certo.
Ele lê.
Isso é... Ah. Sim. É bom. Tenho certeza que podemos começar a
pesquisa com essa quantia.
Roy Não. Robert.
Este não é o orçamento.
O projeto vai ter um orçamento separado.
Este é o seu pagamento.
Isto é para você. Para ficar com você.
Daniel E lembre-se de que há um potencial para muito mais do que isso, que
ainda está por vir. Eu imagino que alguém como você, na sua posição,
acadêmico, família recém-formada. Isso faria uma bela diferença.
Robert Sim.
Roy Por que você não leva com você e dá uma boa pensada no assunto?

33
Todas as Mães
O presente.
Hampstead Heath13 – Manhã cedo. Pássaros cantando.
Freya está sentada à beira do lago.
Alguns homens nadadores estão nos lagos, nadando. Eles usam sungas e toucas de
natação idênticas. Um de cada vez, eles vêm e ficam de pé sob o ar fresco da manhã.
Pássaros voam por eles, um céu azul e limpo.
Freya os observa por algum tempo.
Um dos nadadores começa a tocar um ukulele14.
Freya começa a cantar junto com a música ‘Deep Water’, da banda britânica
Portishead. O primeiro nadador fica surpreso, mas presta atenção. Outros três
nadadores alinham-se e agem como se fossem um coro de backing vocals.
Freya I’m drifting in deep waters
Alone with my self-doubting again
I try not to struggle this time
For I will weather the storm
Sarah vai para sua mesa de trabalho, que está com uma pilha de papéis. É o início do
dia, mas ela está exausta – ela se senta e começa. Jasmine senta-se do outro lado da
mesa, espera, chateada.
I gotta remember
(Gotta remember)
Don’t fight it
(Don’t fight it)
Even if I
(Even if I)
Don’t like it
(Don’t like it)
Somehow turn me around
(Somehow turn me around)
No matter how far I drift
Deep waters
(Deep waters)
Won’t scare me tonight
Sarah pega o telefone. O telefone de Freya toca. Os nadadores parecem preocupados
com Freya.
13
O Hampstead Heath é um amplo, íngreme e antigo parque de Londres, com área de mais de 300
hectares, localizado entre os bairros de Hamsptead e Highgate, bairros nobres da cidade.
14
O ukulele é um instrumento musical de cordas beliscadas, geralmente com 4 cordas de tripa ou, mais
usualmente, com materiais sintéticos como nylon, nylgut, fluorocarbono, entre outros.

34
Tom aparece, e Jasmine sai com ele.
Os nadadores saem.
Ela atende.
Sarah Não ouvi sua ligação.
Freya A gente pode se encontrar? Preciso te perguntar uma coisa.
Sarah Estou ouvindo pássaros.
Freya Estou no Heath.
Sarah No Hampstead Heath?
Freya Sim, eu arrumei uma mala, saí cedo.
Sarah Você não mora nem um pouco perto do Hampstead Heath.
Freya Bem cedo. Parece que tem uma vista onde a gente pode ver a cidade
inteira.
Sarah Parliament Hill.15
Freya Acho que eu estou procurando esse lugar. A gente pode se encontrar,
por favor?
Sarah Eu posso na quinta-feira.
Freya Não, hoje.
Sarah Estou ocupada, Freya.
Freya Você está sempre ocupada, Sarah, mas o Steve não está aqui e eu não
consegui falar com a Jasmine, / Eu preciso conversar.
Sarah Não peça pra Jasmine, você ligou pra Jasmine? Conversar sobre o
quê?
Freya Você tem tempo, eu sei que você tem.
Uma mulher bonita e perfeita passa, vestida de preto e usando óculos escuros,
empurrando um carrinho de bebê.
Sarah Venha até aqui, ao gabinete, à uma da tarde. Teremos vinte minutos.
Não, dez. Chegue na recepção e diga quem você é.
Freya Perfeito.
Sarah Certo.
Sarah desliga.
Freya segue a mulher, para fora do parque.

15
Parliament Hill é uma área no canto sudoeste do parque de Hampstead Heath em Londres. O morro,
de 98 metros de altura, é conhecido por suas excelentes vistas da capital londrina.

35
Casa do Sr. Crannock. Steve está adormecido no sofá. A Sra Andrews entra
fazendo barulho, abre as cortinas.
Sra Andrews Ainda não acordou?
Steve acorda.
Dormiu bem?
Steve O que a senhora acha?
Steve se levanta, usando apenas suas cuecas samba-canção, meio grogue.
O sofá é muito pequeno, então eu tentei dormir no chão, mas tinha
uma corrente de ar.
Sra Andrews Sr. Sullivan...
Steve Quê?
Sra Andrews O senhor não está bem.
Steve Ah.
Ele veste sua calça jeans. Depois uma camiseta.
Não tem um quarto de hóspede?
Sra Andrews Tem o meu quarto.
Steve Como?
Sra Andrews Se o senhor tivesse ligado com antecedência, poderíamos ter
organizado as coisas.
Steve Como assim?
Sra Andrews Quando sua esposa veio aqui visitar, eu fiquei na casa da
minha irmã.
Steve Ah – a senhora... A minha esposa ligou com antecedência?
Sra Andrews Vocês dois não conversam sobre essas coisas? Agora, o Sr.
Crannock já se levantou e saiu. Ele começa muito cedo, e não
quer ser perturbado. Vocês não se conhecem, pelo que eu sei?
Steve Não.
Sra Andrews Não, bom, se ele confiar no senhor ele vai lhe oferecer uma
bebida, se ele gostar do senhor vai ficar falando a noite toda.
Ele vai voltar pra casa no final da tarde, e eu também.
Steve O que eu devo fazer até lá?
Sra Andrews O senhor vai ter que se ocupar, acredito eu.
Steve Com o quê? Vocês não têm televisão, eu não trouxe meu computador,
meu telefone está sem sinal.

36
A Sra Andrews olha para ele.
Sra Andrews Tem um rádio.
A Sra Andrews sai.
Freya segue a mulher com o carrinho de bebê. Ela para quando vê uma Velha
Senhora usando um casado e um lenço na cabeça.
Freya Com licença?
Velha Senhora Sim, querida?
Freya Gosto das suas flores.
Velha Senhora Obrigada querida.
A Velha Senhora sorri. As duas olham para a lápide.
Freya Era... o seu marido?
Velha Senhora Bebum.
Freya E a senhora ainda sente falta dele?
Velha Senhora Eu sinto falta do que foi embora junto com ele. De como era,
quando estávamos juntos.
Freya Vocês tiveram filhos?
Velha Senhora Era um país tão diferente naquela época. A Inglaterra era feita
de madeira e metal. Não de plástico, como isso aqui. Entende o
que estou dizendo?
Freya Não, eu –
Velha Senhora Tinha teacakes16, roupas de críquete, grama cortada. Não é?
Terno e gravata, laço, lenço, correio.
Freya Isso. É, eu acho que tudo / isso
Velha Senhora Latim, universidades de verdade, calças curtas, smoking e chás
dançantes,
Freya Eu sempre quis fazer uma –
Velha Senhora Charuto, sinuca, chá que tinha que ser coado, sabe?, chantili17,
a Coventry Steel18, minas de carvão, selo, chapéu, o homem do
bolinho19, o homem do correio, o homem da sucata20. Não é?

16
O teacake é um pão doce inglês contendo frutas secas, tipicamente servido torrado e com manteiga.
17
No original, Devonshire cream, creme grosso usado na culinária inglesa.
18
Fábrica de aço inglesa.
19
No original, The Muffin Man, tradicional cantiga de roda infantil de origem inglesa.
20
No original, rag-and-bone man, homem que recolhia objetos das casas que não eram mais usados e
os vendia a mercadores.

37
Freya
Velha Senhora
Freya Então –
Velha Senhora Pena e tinteiro, mata-borrão,
Freya / Certo
Velha Senhora Cuca de banana21, açougueiros, dispensa na cozinha, lareira na
sala de estar, o cheiro úmido de urina nos banheiros públicos.
Você não faz ideia do que eu estou falando.
Freya Não.
Velha Senhora Claro que não, você é muito jovem querida, mas isso era a
Inglaterra. Tudo isso desapareceu, é claro. As coisas andam
tão rápido. A internet, os carros. Sim querida, eu tenho filhos,
mas eu nunca os vejo. Eles sempre têm alguma coisa melhor
para fazer.
Elas olham para a lápide.
Simon entra no gabinete de Sarah.
Sarah Pois não.
Simon Sua irmã está na recepção.
Sarah Agora?
Simon Agora.
Sarah Eu falei à uma. Eu tenho um instante?
Simon Você tem que verificar a correspondência daqui a pouco.
Sarah Mande ela subir, e me traga um café do Starbucks.
Simon Light?
Sarah Não. . Com calorias. Com muita caloria... pra caralho.
Simon sai. Freya está com a Velha Senhora.
Freya Às vezes eu fico preocupada que as coisas estejam ficando cada vez
piores.
Velha Senhora Ah sim, erupções vulcânicas, tsunamis, ódio religioso, colapso
econômico... são condições perfeitas.
Freya Não entendi.
Velha Senhora É menino?

21
No original, cobblers, prato inglês que consiste de uma fruta coberta por uma camada de uma massa
feita com farelo de biscoito ou massa podre.

38
Freya Menina.
Velha Senhora Uma menininha. Bem. Espero que ela consiga lutar.
Um rapaz vestindo um uniforme da Segunda Guerra Mundial entra. Ele segura na
mão da Velha Senhora e a beija.
Freya O quê?
Velha Senhora Uma tempestade se aproxima.
Ele tira o lenço da cabeça dela e ela se apruma – um jovem casal dos anos 1940.
Freya Como a senhora sabe?
Velha Senhora Velhos conseguem prever o tempo.
O homem abre o guarda-chuva e começa a chover.
Viu?
Freya Ela vai conseguir lutar. Já senti ela chutar. Ela odeia ficar aqui dentro.
Velha Senhora Você não tem ninguém para te levar em casa?
Freya Não. Ele foi...
Embora.
A Velha Senhora sai com seu marido.
Jasmine entra no gabinete de Sarah com Tom.
Jasmine Estou com um problema.
Sarah Cadê a Freya?
Jasmine Onde ela normalmente está, provavelmente – em casa, comendo
salgadinho.
Sarah Quem é esse?
Jasmine Ele é o problema.
Sarah Ele tem nome?
Jasmine Tom.
Tom Oi.
Sarah os coloca para dentro por um instante.
Sarah Certo. Eu vou olhar minha correspondência, mas estou escutando.
Jasmine Ontem à noite, eu estava numa festa.
Sarah Achei que você tivesse ido fazer sua performance ontem à noite.
Jasmine Depois disso. Era uma festa de uma atriz pornô, todos nós estávamos
vestidos de atores pornô, entende?
Sarah Não muito.

39
Jasmine E eu fui pra casa com o Tom. A gente trepou, coisa e tal, e ele tirou
umas fotos com o celular dele, eu achava que era só de brincadeira,
certo?
Sarah Certo.
Jasmine Então hoje de manhã, quando eu ainda estava pegando no tranco,
tinha acabado de acordar, ele me falou que a família dele na África
está sendo afetada pelas mudanças climáticas, e que vocês não estão
fazendo nada, então a família dele vai morrer. Aparentemente vocês
vão fazer um grande anúncio sobre a ‘expansão dos aeroportos’.
Sarah Semana que vem, é verdade.
Jasmine Então ele me falou ‘por que a gente não procura a sua irmã e faz com
que ela se comprometa’.
Sarah E você disse.
Jasmine ‘Nem pensar que eu vou fazer ela mudar de opinião, ela não ouve
nenhuma palavra do que eu digo’.
Sarah Absolutamente certo.
Jasmine Mas daí ele disse que só ficou comigo, que fez tudo aquilo comigo, pra
poder chantagear você. Ele faz parte de um movimento, sei lá. Ele
disse que, se não conseguir uma declaração, ele manda as fotos pra
imprensa.
Sarah As fotos são de quê?
Jasmine As fotos? De mim bebendo, vomitando. Da gente trepando no quarto
dele.
Sarah Nada de ilegal?
Jasmine Nas fotos não.
Sarah Ele fala?
Tom Isso está acontecendo, neste exato momento, com pessoas como eu,
com a minha família. E se a senhora não acredita em mim...
Ele retira papéis de dentro de sua bolsa.
Cartas, fotografias, medições. Precipitação das águas, plantações,
tudo enviado pela minha família na Eritreia. Agora, eu sei que você
não tem a menor ideia de onde fica a Eritreia, mas –
Sarah Faz fronteira com o Sudão a oeste, Etiópia ao sul, e Djibuti a sudeste...
Tom Tá, ok, tudo bem, isso mesmo, e eles estão lutando para –

40
Sarah População estimada em cinco milhões? Capital Asmara. Acredito que
você vai me falar sobre os atuais e palpáveis efeitos das mudanças
climáticas sobre a agricultura, os vilarejos, a sua família.
Tom Você sabe de tudo isso.
Sarah É mais ou menos o meu trabalho.
Tom Então é pior do que eu pensava. Vocês sabem o que está acontecendo
e mesmo assim permitem novos acessos rodoviários, estradas, pistas
de pouso. Vocês não dão ouvidos, a gente levantou petições, falou
com nossos ministros, e tudo que vocês dizem é que vocês ‘se
sensibilizam com nosso ponto de vista’, que vocês ‘estimulam o
debate’ – mas nada acontece.
Sarah Você não sabe o que nós vamos anunciar.
Tom Faço uma ideia.
Sarah Claro que você faz uma ideia, você pode até chutar o que você quiser,
mas você não sabe.
Eu quero que você entenda algumas coisas, Tom. Em primeiro lugar,
esta conversa não está sendo gravada por nenhum de nós dois, e eu
tenho uma péssima memória, então eu posso falar a porra que eu
quiser. Tudo bem?
Em segundo lugar, a minha irmã é uma estudante. Ela faz sexo. E daí?
Você acha que o público vai ficar interessado? Eu não estou
interessada.
Em terceiro lugar, neste país você elege o seu governo, e daí nós
consultamos e tomamos decisões baseadas no que é certo para o
povo. Levamos em consideração diferentes pontos de vista,
interesses, fatores – ambientais, econômicos, sociais. É complicado,
porque temos que considerar tudo. Transporte significa
investimento. Investimento significa mais empregos. Mais empregos
significam menos pobreza, do que presumivelmente você é a favor? É
por isso que existem pessoas como eu, para fazer um julgamento.
Então, o que você vai fazer, Tom? Me chantagear? Uma integrante do
parlamento eleita democraticamente?
Tom atira os papéis sobre a mesa dela.
Tom É um protesto.
Sarah Que bom. Você já protestou. Pronto. Agora apague as fotos, saia do
meu gabinete, e pare de me fazer perder tempo.
Tom Você vai ler isso tudo?
Sarah Vou arquivar, com certeza.

41
Tom Você não pode me mandar embora.
Sarah Isso aqui não é um centro acadêmico, Tom.
Somos o governo, caralho.
Tom Acabaram de se eleger.
Sarah Vai embora.
Tom se vira para sair. Jasmine também se vira.
Você não.
Tom olha para Sarah por um instante. Daí vai embora.
Jasmine Só vim aqui porque estava pensando em você.
Sarah Você não queria sua bunda no Daily Mail22.
Jasmine Não seria a primeira vez.
Sarah O quê?
Jasmine Quando falta papel higiênico o Daily Mail é / tudo o que eu preciso.
Sarah Você não faz a mínima ideia do tanto que eu trabalho, não é? De
quantas reuniões eu tenho, a papelada –
Jasmine Ah sim, o Colin falou que você não sai daqui.
Sarah É um gabinete público, Jasmine. É a coisa mais importante da minha
vida, eu não posso –
Jasmine Ele vai te largar.
Sarah O quê?
Jasmine O Colin. Estranho ele não ter te largado ainda.
Sarah
Jasmine
Sarah Você não sabe de nada.
Jasmine Eu sei o que os homens querem. E aposto que ele não está recebendo
isso de você. Mulher fria do caralho, piranha gelada de merda, você
acha que é muito esperta e poderosa com seu legging apertado e suas
ombreiras, olha só pra você, sua Thatcher23 de merda. Eu estaria
muito melhor com o Papai provavelmente.
Sarah Cuidado, Jasmine.
Jasmine Ele não teria sido pior do que você.
22
O Daily Mail é um jornal britânico, um tabloide, publicado inicialmente em 1896. É o jornal britânico
mais popular depois do The Sun e indiscutivelmente o mais de direita.
23
Margaret Thatcher (1925 - 2013) foi uma política britânica, primeira-ministra do Reino Unido de 1979
a 1990.

42
Sarah Você nunca viu ele na vida.
Jasmine Você nunca me deixou.
Sarah Te deixei? Você tem dezenove anos. Ele é um merda, Jasmine. Se você
não acredita em mim, então por favor telefona pra ele. Ou então
converse com seus amigos sobre todos os seus problemas – você
nunca faz nem uma coisa nem outra, não é? Por algum motivo você
não tem nenhum amigo a quem recorrer. Você nunca se perguntou
por que sempre estão querendo foder com a sua vida desse jeito?
Jasmine Não estão sempre querendo –
Sarah Uma vez atrás da outra, eu acho que estão sim, claro que estão, você
nunca se perguntou por quê?
Jasmine Você tem inveja.
Sarah Jasmine, quando você quiser saber, é só perguntar. Eu tenho o
discurso todo preparado, eu sei exatamente qual é o seu problema.
Jasmine ...
Sarah Quer ouvir?
Jasmine está irritada, se vira e vai embora. Sarah pega uma carta, a lê.
Simon entra com um café.
Simon Um café com caloria.
Sarah Ligue para o John Carter. Diga a ele que eu estou com a carta.
Sarah bebe o café, pega o telefone e disca um número.
Simon Que carta?
Sarah Apenas diga a ele que eu estou com a carta, e que eu quero me
encontrar com ele. Hoje à tarde.
Simon sai. Freya está em Parliament Hill. Ela atende o telefone.
Freya Por que é que se chama Parliament Hill?
Sarah Como?
Freya Não fica nem um pouco perto do Parlamento.
Sarah Tudo bem, olha só –
Freya Será porque dá pra ver a cidade inteira? Como uma maquete, coisa
assim. Todas as pessoinhas sob o seu controle. É tão... cinza.
Sarah Tudo bem, Freya, dá pra você me escutar um instante? Eu tive que
reorganizar algumas coisas, eu não vou poder na hora do almoço.
Freya Você falou que ia dar um jeito.

43
Sarah Eu sei que eu falei, mas as coisas mudam e você está bem, não está?
Andando aí fora, tomando ar fresco.
Um Homem Jovem, sujo e suado, corre até Freya e agarra seu braço.
Homem Jovem Por favor! Por favor. Por favor. Por favor.
Sarah Ficou tudo meio enlouquecido por aqui.
Homem Jovem Meu filho. Meu filho está com problema.
Freya Sim, ficou tudo meio enlouquecido por aqui também.
Sarah Eu tenho que ir. Até já.
Ela desliga.
Homem Jovem Ele está no hospital, acabei de ficar sabendo, eu preciso da
passagem de ônibus pra ir até lá, eu não tenho nenhum...
dinheiro... Desculpa, eu ‘tô mesmo morrendo de pressa.
Merda. Merda.
Freya Que idade ele tem?
Homem Jovem Quê?
Freya Seu filho.
Homem Jovem Sete. Ele caiu na escola eu acho, eu –
Freya E você largou tudo e saiu correndo.
Homem Jovem Isso –
Ela põe a mão no bolso – pega uma nota de cinco libras.
Freya É tudo que eu tenho.
Ela entrega a ele.
Homem Jovem Deus te pague, querida. Deus te pague.
O Homem Jovem sai correndo, em estado de graça. O céu escurece.
Freya sente um chute agudo. Põe a mão na barriga.
Duas mães passam andando com seus carrinhos de bebê.
Freya Com licença?
Está chutando o tempo todo agora.
Isso é normal?
Freya as segue.
Jasmine está na rua, infeliz, na chuva. Tom está a seguindo.
Jasmine Foi praticamente um estupro.
Tom O quê?

44
Jasmine O que você fez. Quase um estupro, sei lá.
Tom Não foi não, você gostou. Eu não planejei isso como um –
Jasmine Então você tirou as fotos porque –
Tom Você tirou as fotos. Você que sugeriu. Eu só tinha esperança de te
convencer a falar com sua irmã, mas daí como você não queria e eu
estava com as fotos no meu celular –
Jasmine Não / não, não
Tom Eu percebi que podia fazer alguma coisa.
Jasmine Você já foi pra lá?
Tom Quê?
Jasmine Pra... sabe... a...
Tom Eritreia.
Jasmine Isso. Você alguma vez já foi pra lá?
Tom Eu quero ir, mas daí eu teria que pegar um avião, então –
Jasmine Então ‘tá, a sua família? Cala a boca. Você nem conhece ela. Então
você ‘tá arrependido? Do que fez comigo?
Tom Eu tentei três vezes falar disso com você, mas você gritava comigo,
‘pega outra bebida, vamos andando’. Então não, eu não estou
arrependido, você não me deu alternativa.
Ela o empurra e sai correndo, deixando-o no meio da rua.
Sra Andrews está mexendo nas toalhas de mesa. Steve conversa com ela.
Sra Andrews Seu dia foi bom?
Steve Não.
Sra Andrews O Sr. Crannock deve chegar em casa daqui a pouco.
Steve está no meio do caminho.
Com licença.
Steve Desculpe.
A senhora estava aqui quando minha esposa veio visitar.
Sra Andrews No dia, sim.
Steve Como ela estava?
Sra Andrews Como ela estava? Não sei. Ela foi educada, como uma jovem
dama.
Steve Eles conversaram.

45
Sra Andrews A noite toda eu acho, sim.
Steve Sobre o quê?
Sra Andrews O senhor acha que eu fiquei aqui ouvindo? Eu fui para a casa
da minha irmã.
Steve Posso ajudar se a senhora quiser? Com o quê?
Sra Andrews Vá aí e fique parado.
Ele faz isso.
Steve A senhora sabe que ele não vê as filhas há anos.
Sra Andrews Sei.
Steve E?
A Sra Andrews pega uma toalha. Robert Crannock aparece, andando em direção à
casa, todo agasalhado.
Sra Andrews Sr Sullivan, se o senhor for sensato, e o senhor pode ser, o
senhor pode não ser, não sei, mas se o senhor for, o senhor
não vai irritá-lo.
Steve Por que não?
Sra Andrews Ele é uma força, um animal, uma tempestade, o homem mais
inteligente. E mesmo que eu admita que o senhor não parece
burro, pois eu reconheço que o senhor dá a impressão de ter
algum tipo de cérebro, mesmo assim eu tenho que dizer, Sr
Sullivan, o senhor não é nenhum gênio.
Steve E ele é?
Sra Andrews É.
Steve Um gênio?
Sra Andrews Sim.
Steve O que isso quer dizer?
A porta subitamente é aberta e Robert Crannock entra. Um homem de setenta anos,
usando uma capa de chuva, e segurando uma pequena turbina eólica24.
Robert Uma pessoa de intelecto e talento extraordinários.
Ele tira seu casaco e o entrega a Steve.
Uma pessoa que tem uma grande influência sobre outra. Pegue isso.

24
Uma turbina eólica, ou aerogerador, é um gerador elétrico integrado ao eixo de um cata-vento e que
converte energia eólica em energia elétrica. É um equipamento que tem se popularizado rapidamente
por ser uma fonte de energia renovável e não poluente.

46
Ele entrega a turbina a Steve também. A Sra Andrews fecha a porta e prontamente
lhe entrega uma toalha.
Um homem sábio. Um xamã. Um profeta.
Sra Andrews Este é o Sr. Sullivan.
Steve Oi. Desculpe por –
Robert Ssshhh.
Steve O quê?
Robert Eu levantei seus dados, fiquei com eles por algum tempo, mas agora
você está aqui pessoalmente, agora estou olhando para você... você
não trabalha muito, isso é claro, algum senso de humor, mas nada
muito intenso. Você já foi um esportista. Críquete?
Steve Futebol.
Robert Futebol. Rá! Mas isso acabou. Sua camisa está um pouco apertada na
cintura, você engordou recentemente. Você gosta que as coisas sejam
simples. Peixe empanado e batata frita. Não gosta de comida chique.
Você é um tipo de homem assim. Não é? Nuggets de frango e pizza.
Ketchup. Feijão. Paladar infantil. Você não cortou as unhas direito, o
que me diz que você é um trabalhador autônomo. Não é? Que bom.
Então? E eu?
Vamos lá, Steve. Quem sou eu? Sou o que você esperava?
Steve O senhor é solitário. Mas isso eu já sabia.
Robert Uuuhh. Matador. Mas na verdade não, não tão solitário assim. A Sra
Andrews me faz companhia. Ela é uma benção. O problema é que. Ela
me ama.
Sra Andrews
Robert Esses olhos. Eu falo pra ela, ‘Sra Andrews, não é a senhora, é sua
idade. Não dá mais.’ Eu sei por que você está aqui.
Steve Que bom.
Robert E eu não estou interessado, podia ter dito isso a você no telefone.
Agora isso...
Robert se serve de uma bebida.
É um malte muito refinado. ‘Será que eu deveria beber na minha
idade, a esta hora da tarde?’, você está pensando. Você não gosta de
uísque, não é Steve?
Steve Não muito.
Robert Não muito? Ou você gosta ou você não gosta. Onde você dormiu?

47
Steve No sofá.
Robert Nós não temos uma cama extra, não é Sra A?
Sra Andrews Não.
Robert Me paquerando! Olha pra ela. Não tem cama, pronto, você ouviu da
boca de quem manda – sem ofensa, Sra A – e você não ligou com
antecedência, então parece que hoje à noite você vai dormir no sofá
de novo.
Steve Se nós pudéssemos conversar agora eu posso ir embora depois, eu
não –
Robert Eu trabalho muito, dá para ver, eu trabalho o dia inteiro, eu tenho
coisas para fazer. Eu sou muito ocupado.
Steve Eu viajei isso tudo pra vir até aqui –
Robert Então aproveite a viagem, tem hotéis – paisagens. Um lago aqui
perto, um castelo.
Steve Estou aqui por causa da Freya.
Robert Eu sei Steve, eu sei por que você está aqui.
Steve Ela falou isso sobre o senhor.
Robert O quê?
Steve Que o senhor fica bravo rápido.
Robert Ela me falou sobre você também.
Steve Falou?
Robert Sobre os problemas.
Steve Que problemas?
Robert Exatamente.
Já se decidiu?
Steve A respeito de quê?
Robert Você gosta ou não gosta de uísque?
Steve Tudo bem.
Robert Gosta?
Steve Sim, eu tomo um.
Robert Ótimo.
Steve

48
Robert Bom garoto. Melhor.
Está melhorando.
Ele serve um. Entrega a Steve.
Aqui.
Eles bebem.
Steve É bom.
Robert O meu é. Você está tomando o barato.
Está tarde e o tempo está fechado agora. Escuro. Venta muito.
Jasmine chega a um bar. Um Barman vem até ela.
Jasmine Quero a bebida mais forte.
Barman Como?
Jasmine A bebida mais alcoólica que vocês têm.
Barman Olha só, são só cinco horas.
Jasmine Você é um relógio, por acaso?
Barman Quê?
Jasmine Você parece um barman, você trabalha num bar, mas você ‘tá me
falando as horas. É muito simples, eu quero ficar o mais bêbada que
eu puder, o mais rápido possível, então –
Barman Absinto.
Jasmine Dois, por favor.
Barman Um pra você e um pra –
Jasmine Ah, vá tomar no cu. Escuta aqui...
Ela lê o nome dele no crachá.
Paul.
Paul! É urgente.
Eu preciso encher a cara...
Jasmine subitamente bate no balcão do bar.
Vamos!
O Barman serve as doses para Jasmine. Freya segue as duas mães até um
piquenique, ouvindo a música ‘Happiness’, do Goldfrapp. O céu está ficando mais
escuro, carregado de nuvens.
Enquanto isso, Carter está esperando na rua. Sarah se aproxima dele, exposta ao
vento, e infeliz.
Sarah Estou atrasada, eu sei. Dia comprido. Aonde nós vamos?

49
Carter Você não tem um guarda-chuva?
Sarah Óbvio que não.
Carter Por aqui.
Eles saem, ela debaixo do guarda-chuva dele.
O grupo de mães usando roupa preta, com os carrinhos de bebê pretos e óculos
escuros, aparece novamente. Elas dançam e cantam, segurando seus bebês
agasalhados, mostrando-os umas para as outras, bebendo seus cafés e ignorando
Freya.
Elas cantam e dançam ao som de ‘Happiness’ do Goldfrapp.
Freya as observa e tenta participar.
Depois de um tempo, ela tira um fone de ouvido e fala com elas.
Freya Por favor?
Mães Pois não?
Freya Posso me juntar a vocês?
As Mães olham para ela de cima a baixo. Sorriem de uma maneira falsa.
Mães Não tem graça nenhuma, mas –
Freya Tudo bem.
Mães É.
Freya Meu bebê está chutando.
Mães Que fofo!
Freya Não de uma maneira boa.
Mães Ahhhh.
Freya Vocês se preocupam com o futuro?
Mães Na verdade não.
Freya Com o que pode acontecer?
Mães Não.
Freya Com o que pode acontecer com seus filhos?
Mães O Henry é muito brilhante, ele já sabe ler.
Vai trabalhar com fundos de investimento
Ou médico cirurgião.
Alguma coisa do tipo.
Freya Como foi o parto?
Mães Normal.

50
Freya Como vocês lidam com tudo isso?
Mães Fácil.
Freya Nenhuma de vocês ficou com depressão?
Nenhuma de vocês achou que seu filho era um...
Mães Um?
Freya Um erro?
Mães Não. Meus Deus. Não.
Freya E as pessoas mais pobres que vocês?
Mães Fazemos o que podemos.
Freya Sim, mas –
Mães Obras de caridade. Toda quinta-feira. Em Primrose Hill25.
Compensamos emissões de carbono26.
Sabe.
Freya Mas isso só não basta.
Aaaaahhhh!
Ela põe a mão na barriga de novo.
Isso não está legal.
Elas olham para ela por um instante, agora com mais seriedade, quase a ameaçando.
Elas se levantam, erguendo seus filhos, quase como se fossem armas.
Freya recua, e coloca seu fone de ouvido de volta.
A cantoria continua.
Daí elas começam a circundá-la lentamente.
Ela está assustada, mas não tem para onde ir.
As mulheres atiram seus bebês para cima.
Eles explodem num pó preto, como fuligem ou poeira, que cobre todos, e é espalhado
ao redor pelo vento.
A música continua enquanto as mulheres desaparecem, Freya cai no chão, e as luzes
vão se apagando.
Fim do Segundo Ato

25
Bairro de Londres, próximo ao Regent’s Park.
26
No original, “We carbon offset holidays”, um programa de contribuição financeira para alguma
instituição ecológica, baseada no cálculo de emissão de carbono feita por uma pessoa durante uma
viagem de carro, avião, etc.

51
Ato Três
Prólogo
1973
Roy, Daniel e Robert Jovem.
Roy e Daniel estão examinando algumas folhas de papel.
Robert É somente um documento preliminar. Para dar alguma ideia a vocês
sobre o andamento das coisas.

Roy Sabemos do que se trata.


Robert De modo que vocês saibam o que estamos objetivando. Achei que
seria bom saber suas... opiniões.
Neste estágio.
Roy Você acha que é assim que vai constar no relatório final.
Robert Do jeito que está indo, sim.
Roy Você não consegue imaginar que pode haver... surpresas.
Daniel Novos fatores.
Roy Novos fatores sim, ainda por vir.
Robert Não consigo ver como haveria, não.
Roy Certo. Não consegue ver como haveria.
Daniel Hmmm.
Roy Porque o que acontece é que, estes não são exatamente os resultados
que nós estávamos esperando.
Daniel Eles não são significativos.
Roy Significativos.
Exatamente.
O que eles nos dizem?
Robert Muita coisa, na verdade. Se você faz esse tipo de trabalho, fica claro
que a liberação de grandes quantidades de dióxido de carbono na
atmosfera em altitudes tão altas, quando combinada com emissões
similares em outros campos, vai fazer com que o calor seja refletido
ao invés de liberado, potencialmente causando o aumento das
temperaturas e –
Roy Não.
Robert.

52
Espere.
Com todo o respeito.
Tudo o que você acabou de dizer, diz muito para você.
Mas diz muito pouco para nós.
Gostaríamos de saber se há alguma maneira de tornar isso
significativo para nós.
Robert
Roy Se houvesse alguma maneira para que o relatório pudesse focar em
algo que nós pudéssemos entender. Porque se houvesse. Um foco
mais claro.
Esse poderia ser o começo de uma relação muito frutífera.
Robert Sim, mas isso é –
Roy Como já conversamos a respeito.
Robert Certo.
Roy Talvez seja uma questão de como você o apresenta.
Talvez seja tão simples assim?
Porque de maneira geral eles significam muito pouco.
Para nós.
Como eles se apresentam.
Acho que esta é a nossa visão.
Daniel?
Daniel Com toda certeza.
Roy Esta é a nossa visão.
Faz sentido?
Robert
Daniel Talvez você precise de mais recursos.
Para ver as coisas de maneira mais clara.
É disso que estamos falando?
Estamos falando de recursos?
Ou devemos discutir valores?
Robert Não é dinheiro...
Daniel Claro.
Daniel escreve num pedaço de papel.
Ele o passa. Robert o lê.
Acho que você deve continuar. Ainda temos seis meses antes do
relatório final. É bastante tempo. Pode acontecer qualquer coisa.

53
Pentelha Maluca
A noite. Escuro.
Freya está na recepção de um hospital. Ela encontra Marina, faxineira polonesa, que
está ouvindo a música ‘I Am Not A Robot’ em um radinho.
Freya Você tem que me ajudar.
Marina Vai embora!
Freya Está doendo. De verdade – Ai!
Uma Recepcionista aparece.
Marina Eu só sou a faxineira, vai / e fala com um médico.
Freya Isto daqui é um hospital, você tem / que me ajudar.
Recepcionista Tudo bem...
Marina Ela diz que está doendo.
Recepcionista Dá pra ver.
Marina olha para Freya nos olhos.
Marina Depois da tempestade sempre vem a bonança.
Recepcionista Obrigada Marina, pode deixar comigo.
Marina pega seu esfregão e fica observando.
Qual é o seu nome?
Freya Não vou te dizer o meu nome.
Recepcionista Você não vai poder ser atendida enquanto nós não / tivermos
algumas informações.
Freya Eu estou grávida. Vocês têm que me atender.
Recepcionista Vamos só começar por um / nome, você pode me dizer seu
Freya Eu pago meus impostos, eu pago meus impostos, a questão é que
vocês vão me atender, estão entendendo?, vocês vão me atender, eu
não quero falar com você, cadê o médico?
Recepcionista Você vai consultar um médico. Só estou querendo saber
alguns detalhes. De quanto / tempo você está –
Freya Não vou te falar nada, eu não gosto de você, estou morrendo de dor.
Está chutando muito forte. Ai!
Recepcionista De quantos meses?
Freya
Recepcionista Quantos meses?

54
Freya Me deixa entrar!
Agora
Marina Acho que você deve fazer o que ela está dizendo.
Enquanto a recepcionista leva Freya para dentro do hospital, Marina observa,
depois vai embora.
Um bebê está chorando em algum lugar. O som ritmado das batidas de um coração.
Colin atende a porta. Jasmine está parada lá.
Jasmine ‘Tô molhada pra caralho.
Colin Não é um bom momento.
Jasmine Posso entrar ou não?
Colin O quê?
Jasmine Engraçado.
Ela passa por ele e entra na casa.
Colin Ela só volta tarde.
Jasmine Como sempre nestes dias. Ela tem uma recepção até as nove, depois
uma reunião mais tarde, chequei com a secretária dela, fui até lá, a
gente discutiu hoje, só pra saber.
Colin Você foi até o trabalho dela?
Jasmine Eu não ‘tô nem aí pra ela, de qualquer maneira não é por isso que eu
‘tô aqui.
Ela olha para a casa.
Eu odiei quando vocês se mudaram. Aquela era a minha casa. Eu
adorava aquele lugar. Mas isto aqui é tão... Casa e Jardim27. É... não
tem nenhum dos meus colegas no pedaço, ‘tá todo mundo com prova,
sei lá, então eu achei que você ia estar sozinho e a fim de dar umas
risadas, então eu trouxe uma garrafa de tequila. E um baseado ou
dois, ou três.
Colin Eu não fumo nenhuma droga ilegal na verdade, não é o que se espera
dos –
Jasmine Você deveria.
Colin Dos maridos de ministras do governo.
Jasmine Você deveria, depois de tudo que aconteceu com você.
Colin Vício em drogas? Certo.
Jasmine Você perdeu o emprego.
27
Casa e Jardim é uma revista decana sobre arquitetura, decoração, jardinagem e paisagismo.

55
Colin Eu vou achar outra coisa.
Jasmine Pra começar?
Colin Um emprego.
Jasmine Provavelmente você queria ter filhos, mas agora ela já passou do
ponto.
Colin Na verdade não.
Jasmine Não, já sim, passou faz tempo, pode acreditar.
Colin O que eu estou dizendo é que nós não queremos ter filhos.
Jasmine A casa deve ficar vazia, com você aqui, o dia todo sozinho.
Ela acende um cigarro.
Colin Você não pode fumar aqui dentro, você sabe disso.
Jasmine Ela não está aqui.
Então. Por que é que você não consegue arrumar um emprego? Velho
demais, é isso?
Colin Para os padrões deles sim, e eu nunca fui um yuppie na verdade.
Nunca fiz nada daquilo.
Jasmine Aquilo o quê?
Colin Carrão, bebida, pó.
Jasmine Strippers.
Colin Exatamente. Strippers. Meu Deus.
Um instante.
E você tem razão, estes últimos meses não têm sido muito fáceis pra
ela também, então ela acaba descontando em cima de... bom...
Jasmine De você.
Colin Das pessoas.
Jasmine De você. As coisas ficaram meio esquisitas ultimamente, né?
Colin Por que você está aqui?
Jasmine Sou sua fada madrinha.
Ela lhe oferece um cigarro.
Colin Eu não fumo.
Jasmine Se é pra você ter uma crise de meia idade, melhor ter uma puta de
uma crise boa pra caralho. Não vai te matar.

56
Ele pega um. Ela o acende.
Ela serve dois shots de tequila.
Coisa ruins estão acontecendo. Vamos enfiar nossas cabeças dentro
da areia.
Eles bebem. O telefone de Jasmine toca – ela atende.
Oi?
Freya Coisas ruins estão acontecendo.
Jasmine Eu acabei de dizer isso.
Freya Acontecendo comigo.
Jasmine Eu acabei de dizer exatamente a mesma coisa. Você não acha isso
esquisito?
Freya Onde você está?
Jasmine Cadê o Steve? Ele não pode –
Freya Viajando a negócios.
Jasmine Agora não dá.
Freya Você está ocupada? Tudo bem.
Jasmine Nada disso.
Freya Quem é?
Jasmine Não interessa.
Freya Por favor. Por favor!
Jasmine Eu estou no meio de uma coisa.
Freya Esta é uma daquelas coisas de irmã. Um daqueles momentos que têm
importância.
Jasmine Eu posso amanhã.
Freya Não! Eu preciso de você agora!
Jasmine Tudo bem, mas amanhã não podia ser melhor? Melhor pra mim.
Então –
Freya desliga. Jasmine serve outra tequila.
Colin Quem era?
Jasmine Ninguém. Outra?
Ela serve e eles tomam outro shot.
O som do coração de um feto batendo. Freya olha para o teto. Uma imagem se forma.
Freya está apavorada.

57
Tim entra, um médico estagiário.
Tim Olá. Sou o Doutor Marcus.
Freya aponta para o teto.
Freya Olha.
Tim O quê?
Ele não consegue ver nada – ele checa os dados dela.
Sarah está num restaurante com Carter.
Carter Para mim, um restaurante nunca tem a ver com quem vai estar nele,
mas com certeza com quem não vai estar. E com certeza muitas
pessoas não vão estar aqui. O vinho é excelente, a carne não é inglesa,
o que em Londres é uma coisa ótima, o serviço é nota oito. O queijo.
Bom, o queijo é de se escrever pra casa a respeito. ‘Querida mamãe,
eu acabei de provar o cambozola28 mais delicioso’ –
Ela entrega a ele as folhas de papel.
Ah.
Direto ao assunto. Obrigado.
Sarah Por que você não me fala o que eles são?
Carter Bem. Eles são... resultados. De alguns testes. Fotocópias dos originais,
eu acho. É um relatório preliminar feito por Robert Crannock... seu
pai, não é?
Sarah Por que você os enviou pra mim?
Carter Eu?
Não eu não os enviei. Eu não sei nada a respeito deles.
O garçom aparece e serve um pouco de vinho. Sarah bebe imediatamente.
Sarah Tudo bem então, se você não os enviou, vai ter que usar a
imaginação. Por que alguém poderia...
Carter Por que alguém poderia tê-los enviado?
Sarah Exatamente, sim, vamos imaginar.
Carter Muito bem, eles são assinados pelo seu pai, são resultados de um
projeto que ele fez para a maior companhia aérea do Reino Unido, ah
espera um pouco, essa é a minha empresa, não é verdade? Sim, eu me
lembro disso, um projeto que durou vinte anos, onde se investigou se
as emissões das aeronaves poderiam provocar algum impacto

28
Cambozola é um queijo de leite de vaca que é uma combinação do Camembert francês com
o Gorgonzola italiano.

58
duradouro sobre o meio ambiente. Agora estes documentos parecem
sugerir que claramente, sim. Sim.
Um impacto enorme.
Na verdade, nesse relatório preliminar, que é para uso
exclusivamente interno, ele afirma que a continuidade das emissões
de carbono, mesmo nos níveis daquela época, seria
comprovadamente desastrosa, para o mundo.
Sarah Certo. É o que ele pensa.
Carter Mas essa não foi a conclusão dele, Sarah. Não naquela época.
Durante vinte anos, os relatórios públicos dele diziam o contrário.
Que a queima de combustível, e as emissões de carbono, teriam
muito pouco ou nenhum efeito. Publicado amplamente na época. Nós
nos certificamos a respeito disso. Era um dos fatores principais para
a expansão da indústria. Então a pergunta que nós... desculpe. Eu
não. A pergunta que você deve fazer para você mesma é: por que ele
faria uma coisa dessas? Durante vinte anos.
Quando ele sabia a verdade. Por que ele mentiria?
E qual foi o efeito de ter retido essa informação crucial? Se
tivéssemos recebido essa informação na época, imagine quantas
espécies, ecossistemas, quantas vidas poderíamos ter salvado. Claro,
todo mundo comete erros, nós não
ligamos que ele tenha levado vinte anos para chegar a essa
conclusão, mas se fosse revelado que ele sabia disso o tempo todo...
na comunidade ecológica ele é um deus... se isso viesse à tona, a
reputação dele viria abaixo. Talvez até a crença na ideia toda
começaria a ruir.
E você é filha dele. Talvez afetasse você também.
Presumo que ele foi pago. Fico me perguntando quanto?
Sarah sorri.
Sarah Foi.
Carter Foi?
Sarah Você está certo. O público deve ficar sabendo. Vou entregar o
relatório à imprensa amanhã de manhã.
Carter Você vai.
Sarah Com toda certeza. E muito obrigada, porque este restaurante é
adorável, o vinho é uma delícia, e principalmente por causa disso,

59
porque eu acho que o meu pai merece tudo o que pode acontecer
com ele.
Carter Mesmo?
Sarah Você devia ter feito sua pesquisa. Eu odeio ele.
Fico mais do que feliz por poder repudiá-lo publicamente. Qualquer
desculpa.
Então me desculpe, John – nenhuma pista de pouso a mais.
Ela bebe mais vinho.
Carter Gosto do jeito que você segura a taça. Pela haste. Impressionante.
Você está embriagada.
Sarah Ainda não.
Carter Pela política.
Carter pega os papéis dela.
Você vai perdoar a tentativa? Esse tipo de coisa normalmente
funciona com políticos. Eles ficam assustados. Porque a maioria dos
políticos são babacas, como você bem sabe, Sarah. É por isso que eles
são tão feios.
O garçom chega novamente.
Mas você. Você não é nem um pouco feia. Você é... marcante.
Inteligente. Então, o que você vai fazer?
O que você quer?
Sarah O que eu quero?
Carter Para comer.
Sarah Ah.
Carter Faça o que você quiser. Qualquer coisa. Eu fiz o que podia. Falei o que
achava. Não adiantou.
Então, vamos relaxar agora, comer, beber.
Nos divertir.
Vamos conversar como os homens conversam.
Tim está com Freya.
Tim Você comeu alguma coisa?
Freya Comi.
Tim O que você escolheu?

60
Freya Não sei. Frango, eu acho. Ou peru. Carneiro. Não senti o gosto de
nada. Ai!
Tim O doutor vai chegar logo, e nós vamos examiná-la.
Freya Você não é médico?
Tim Ainda estou fazendo estágio.
Freya Você está com um estetoscópio.
Tim Presente da minha mãe.
Freya Eu estou com um pressentimento muito ruim de que alguma coisa
vai dar errado.
Tim Bom, como eu disse, eu ainda estou fazendo estágio, mas –
Freya Eu não quis dizer você.
Tim Eu sei, foi uma piada. Uma piada ruim. Alguma coisa errada. Você
quer dizer, com o bebê?
Freya Eu fiquei fora o dia inteiro, eu vi um monte de pessoas e nenhuma
delas deu bola.
Tim Não se preocupe.
Freya Nenhuma delas percebeu nada, você não está entendendo.
Tim Por que não?
Freya Você é feliz demais. Você sorri o tempo todo.
Tim sorri.
Freya Desse jeito assim, o que é estranho, já que você está cercado de
doença e de sofrimento e morte, e de famílias com raiva, pessoas
reclamando, gritando –
Tim – e curas, e tratamentos, nascimentos, e vidas que são salvas e
pessoas que não conseguem acreditar que vão sobreviver, pessoas
que amam a vida de verdade, que não acreditam na sua sorte.
Eles olham um para o outro. Ela encontrou seu par.
Freya Boas mãos também.
Tim Obrigado.
Freya Aposto que você faz sua namorada feliz.
Tim Namorado, na verdade.
Freya Namorado, certo, aposto que você não deixaria ele sozinho se ele
estivesse esperando um bebê.
Tim Difícil de dizer.

61
Freya Você está apaixonado?
Tim Assunto pessoal.
Freya Você está sim, é por isso que você fica sorrindo o tempo todo.
Tim Você também tem alguém.
Freya Não. Eu não tenho.
Tim Qual é o nome dele? Vamos...
Freya Não, não tem ninguém.
Tim Tem sim.
Freya Não.
Tim Vamos, qual é o nome dele?
Freya Não. Eu não estou –
Tim Vamos...
Freya Eu não estou sorrindo.
Tim Sim, você está.
Ela é pega em flagrante.
Freya Tudo bem. Meu marido. Mas ele não tem nome. Eu não sei quem ele
é.
Tim Vamos ligar pra ele?
Freya Você é um bom médico?
Tim Você é uma boa paciente?
Freya Boas pacientes diriam o nome pra você.
Tim O meu é Tim.
Freya Oi, Tim.
Tim Oi, Freya.
Freya Ah. Você sabe?
Tim A gente pegou sua carteira da bolsa.
Freya Eu não estou muito feliz agora, Tim. Eu faço cara boa, mas na
verdade eu estou lutando. O bebê sabe. Ela está fazendo uma coisa
estranha aqui dentro. Não ligue pro meu marido. Eu não quero que
ele saiba.
Tim Por que não?
Freya Ele sorri o tempo todo também, como se não houvesse nada de
errado.

62
Ela se retorce em dor.
Steve olha, muito seriamente, para Robert.
Steve É uma bela casa.
Robert Invejoso.
Steve Não mesmo.
Robert Vocês têm um apartamento pequeno. Ela acha claustrofóbico.
Steve Foi o que ela disse?
Robert O que você acha? Ela está feliz? Com a casa? Ela está feliz? Com você?
As perguntas são essas.
A questão é, você não sabe.
O que você faz, Steve?
Steve Tenho certeza que ela mencionou isso.
Robert Claro.
Steve Então por que o senhor quer que eu fale?
Robert Quero que você tenha orgulho disso, Steve. Quero que você declare
isso.
Steve Sou escritor.
Robert Você é escritor. Ótimo. Do quê?
Steve Livros. Livros de trivialidades.
Robert Livros de trivialidades. Muito bem. Que espécie de livros de
trivialidades?
Steve Para o mercado natalino principalmente, pra colocar debaixo da
árvore29.
Robert E eles servem para, enfeitar a árvore. Qual o nome deles?
Steve O último se chamava ‘Cinquenta Merdas Sobre a Grã-Bretanha’.
Robert Cinquenta Merdas Sobre a Grã-Bretanha. Uau.
Steve. Uau. É isso o que você acha? Que a Grã-Bretanha é uma merda.
Steve Sim, não tem nada do que se orgulhar.
Robert Não sei não, tem sempre o seu livro.
Steve Estamos trabalhando numa continuação, para este ano.
Robert Cinquenta Merdas Mais Escuras Sobre a Grã-Bretanha?
Steve Cinquenta Merdas Mais Fedidas Sobre a Grã-Bretanha.

29
No original, stocking fillers, presentes natalinos feitos num tamanho adequado para caber na meia
onde são deixados na noite de Natal (stocking).

63
Vendem muito bem.
O primeiro me fez comprar o apartamento.
Esse vai ser para a Emily.
Robert Emily?
Steve ...
Robert Me fale algumas das suas merdas.
Steve Olha, a questão não é essa. Eu não vim aqui bater papo –
Robert Por que não? Você vai ficar? Hoje à noite?
Steve Você falou de um hotel.
Robert Não tem nenhum, e de qualquer modo é horrível. Fique aqui.
Steve Não.
Robert Por que não? Está com medo?
Steve Não sinto que seja certo.
Robert O que quer dizer com isso, ‘não sinto que seja certo’?
Steve Ficar debaixo do seu teto.
Robert Você não me conhece.
Steve Eu sei o que o senhor fez com elas.
Robert O que eu fiz com elas. Eu não fiz nada. Eu disse coisas. Eu contei a
verdade a elas. Fazer alguma coisa, parece que você está querendo
dizer que eu batia nelas.
Steve Não.
Robert Ou que eu estuprava elas, coisa assim. Você não está querendo dizer
nada disso, está?
Steve Claro que não.
Robert Então veja bem como fala, caralho.
Escolha melhor as palavras.
Fique. E a gente conversa. Vamos encontrar tempo. Mais tarde. Ok?

Steve Ok.
Robert Ótimo.
Agora, me fale sobre essas merdas inglesas.
Carter e Sarah estão do lado de fora do restaurante.
64
Carter Agora o quê, então?
Sarah Agora eu tenho que ir pra casa.
Carter Você tem, que interessante, sim, tenho certeza que você tem que ir
pra casa, tenho certeza que é isso mesmo.
Sarah Meu marido.
Carter Seu marido, exatamente.
Sarah
Carter Estou gostando do nosso jogo.
Sarah Nosso jogo?
Carter Eu queria mais uma bebida. Conheço um lugar. É alto. Táxi!
Carter faz sinal para um táxi.
Sarah Alto?
Carter A vista é incrível, melhor ainda à noite. O que você acha? Mais uma
taça de vinho?
Ou alguma coisa mais forte?
Não vai te matar.
O som de um bebê dentro de um útero. Uma médica de meia idade, Sally, está de pé
com Freya. Tim está lá também.
Sally Fizemos todos os testes.
Está com a saúde perfeita.
Freya Eu andei fumando. E bebendo. Eu caí no banheiro.
Sally Ela está bem.
Freya Outras mães não são assim.
Sally Eu não teria tanta certeza.
Freya Ela é só uma coisa crescendo. De qualquer maneira eu nunca quis ela.
Sally Frequentemente as mulheres atravessam muitos estados
emocionais, principalmente nesta etapa, mas quando você der à luz,
você vai se sentir diferente.
Freya A senhora tem filhos?
Sally É muito comum.
Freya Acho que a senhora devia se livrar disso. Dela. Antes que seja tarde
demais. É o que acho agora, eu acho de verdade que a senhora devia
fazer isso. Ai!
Freya se retorce.
65
Sally Não é possível.
Freya Você faz isso o tempo todo.
Sally Não nessas circunstâncias. Ela está muito desenvolvida.
Freya Se eu fosse uma mulher das cavernas, eu poderia fazer isso sozinha.
Dar socos na minha barriga.
Ou esperar ela nascer e esconder ela, ou enterrar, sei lá. Talvez eu
faça mesmo. Achava que isto aqui era civilizado. Achava que eu tinha
escolha.
Sally Nós somos civilizados. Você tem sim uma escolha. Mas neste estágio,
a sua filha também tem. Alguém vem te buscar?
Freya Estou sozinha.
Sally Um táxi então.
Freya Não. Não tem ninguém. Eu vou ficar aqui.
Sally Não é possível. Onde você mora?
Tim Ela não quer nos falar. E não tem nada na carteira dela. Estamos
tentando descobrir.
Sally Então...
Ela olha para o nome dele no crachá.
... Tim. Melhor você continuar tentando.
Sally vai embora.
Freya Eu preciso ficar aqui. Eu estou doente.
Tim Nós não temos espaço.
Freya Assine um pedaço de papel e pronto.
Tim Eu não posso, a não ser que você tenha vindo fazer um...
Você quer vê-la?
A sua filha?
Freya Não.
Tim Se você for vê-la, vai poder ficar durante a noite.
Tim sorri.
Jasmine e Colin bebem vinho e estão bastante chapados.
Jasmine Eu me sinto tão sem porra de objetivo nenhum Colin, eu quero ir
aonde eu quiser, fazer o que eu quiser, gastar dinheiro, quero gritar o
tempo todo. Porque tudo é uma merda, todo mundo, não é?
Mandando emails pra cá e pra lá, ‘vamos nos encontrar? Vamos fazer

66
um pré-encontro? Que tal quinta-feira?’ ‘Estou ocupado na quinta,
que tal a gente se encontrar pra malhar junto quando der, vamos
deixar pré-marcado’, bundando no Facebook, eventos, mensagens,
perfis, fingindo ter amigos, e eu não ligo, mas nada disso ‘tá indo pra
lugar nenhum, é uma imensa ’reunião geral’, só papo à toa, e quando
tudo isso estiver fodido, porque vai estar, somente estatisticamente,
historicamente, quando tiver dado tudo errado, vai estar todo mundo
cheio de arrependimento. ‘Eu devia ter ido pra cama com ele, eu
devia ter ido lá, feito aquilo quando eu tive a oportunidade’. E eu
nunca quero arrependimentos Colin, então enquanto eu ainda puder,
eu vou botar essa merda toda pra foder.
Colin Eu nunca fiz isso.
Jasmine O quê?
Colin Botar essa merda... pra foder... ou...
Jasmine Ah Colin.
Colin Eu descobri que pelo bem da dignidade é melhor ficar longe da...
merda.
Jasmine Dignidade?
Colin Você provavelmente não sabe o que é isso.
Jasmine A gente vai ter que dar um jeito em você.
Colin solta um longo e estranho suspiro depressivo.
O telefone de Freya começa a tocar.
Tim está lá com a máquina de ultrassom, preparando-a.
Steve está do lado de fora, tentando buscar sinal para o seu telefone.
Freya Vai parar de tocar daqui a pouco. É o meu marido.
Tim Você não vai atender?
Ela não atende e desliga.
Freya Pronto.
Ouvimos a voz da Caixa Postal, entrando. Enquanto ouvimos Steve, podemos ver
Freya e Tim.
Caixa Postal Desculpe, mas a pessoa que você está chamando não pode
atender no momento. Por favor, deixe seu recado após o sinal
eletrônico.
Steve Oi amor. Eu tentei te ligar em casa, mas você não atendeu, talvez você
esteja cantando de novo. O que é bom.
Dependendo da música. Não tem muito sinal aqui, não sei se você vai
conseguir ouvir isso, mas eu estou com muita... estou com saudade
67
de você, do seu rosto, dos seus olhos grandes, da sua... Seria ótimo
falar direito. Vou tentar mais tarde. Te amo. Tchau.
Ele olha para seu telefone. Estava desligado há tempos.
Sarah e Carter num bar – mais relaxados agora.
Coquetéis e uma vista noturna de Londres.
Sarah Eu tenho convicção total no papel do governo. Tenho certeza plena
disso.
Carter Sarah, sua clareza é maravilhosa.
Sarah E somos muito diferentes, eu e você.
Carter Diferentes em muitos aspectos. Não estou negando isso,
simplesmente estou dizendo que com suas habilidades, contatos, sua
experiência, você não faz ideia do quanto você vale.
Sarah Não estou interessada em dinheiro.
Carter Mil por dia, talvez mais.
Sarah Não é o que me motiva.
Carter Eu sei, eu sei, tudo bem, mas uma melhor qualidade de vida é outra
coisa. Eu passo minhas noites com meus filhos. Você passa as noites
com seus filhos?
Sarah Eu não tenho filhos.
Carter Você não tem filhos, tudo bem, você e seu marido se veem bastante?
Sarah O suficiente.
Carter O suficiente?
Ele sorri – está vendo?
Sarah A gente está passando por uma... fase no momento, não é... ah.
Carter É isso o que eu quero dizer.
Sarah Merda. O que eu estou fazendo? Eu estou te falando do meu
casamento, por que eu estou te falando disso? Meu Deus. Cala a boca,
Sarah.
Carter A gente só está conversando.
Sarah bebe seu mojito.
Mas tudo bem então, qualidade de vida, isso também não é um fator,
porque existem coisas importantes com as quais você se preocupa.
Eu entendo. Metas, limites, níveis de carbono, um acordo
internacional. Falando nisso, como é que está indo tudo?
Sarah Precisamos de muito progresso antes que se faça alguma coisa.

68
Carter Progresso.
Sarah Sim... eu sei, eu sei, tudo bem.
Sarah segura um garçom.
Me vê mais um desse?
Garçom / Claro.
Ele sai.
Carter Qual é Sarah, você gosta que as coisas aconteçam. Você sabe
realmente que a solução vai estar na utilização do mercado.
Tecnologia e inovação.
Sarah Ingestão de algas de carbono, você quer dizer?
Carter Ingestão –
Sarah Um guarda-chuva orbitante.
Carter Sarah, você está se comportando / mal.
Sarah Não, não, o meu preferido – transformar a lua numa imensa placa
solar.
Carter Isso é mais ou menos como a inovação funciona. É alguma coisa
nova? Se as pessoas pagarem, o mundo vai mudar, rápido. A internet
existia há dez anos, ninguém tinha, mas assim que se pôde fazer
propaganda nela, ela foi parar dentro de todas as casas.
Sarah O meio ambiente é uma questão de longo prazo, menos quantificável,
sem o incentivo do governo na indústria, não vai haver / nenhuma
atividade comercial.
Carter Sarah, Sarah! Você podia fazer bem mais do que incentivo. É isso o
que eu estou falando. Não existem muitas pessoas como você por aí.
Se você entrasse no negócio, você poderia solucionar questões
ambientais agora mesmo, você poderia salvar vidas e construir
economias, e você poderia fazer isso rápido. E daí, depois do
trabalho, você iria poder voltar para o seu lar, para sua casa enorme,
seu marido feliz, e fazer o que quisesse. Concertos, pintura, culinária.
Sarah Eu gostava de culinária.
Carter Como seu marido se chama?
Sarah Colin.
Carter Colin? Certo. Colin?
Os dois sorriem.
Certo.

69
Sarah Ele é um homem incrível.
Carter Tenho certeza que é.
Sarah Mas ultimamente, quando eu chego em casa ele olha pra mim, e só.
Carter Porque você está se matando com esse governo de merda, quando
você é capaz de muito mais. Ele sabe disso. Eu sei disso.
Sarah Bom...
Vamos ter que esperar pra ver.
Carter Esperar o quê?
Sarah As próximas eleições, ver onde estamos.
Carter Pode levar cinco anos.
Sarah Com calma, com calma –
Carter Esperar pra quê?
Sarah Você quer dizer...
Carter Venha trabalhar com a gente no ano que vem.
Sarah Achei que estávamos falando hipoteticamente.
Carter Não.
Sarah Você quer que eu trabalhe pra você.
Carter Bom, na verdade, Sarah, se você viesse, eu é que estaria trabalhando
pra você.
Ela olha para ele.
Salário adequado, recursos, investimentos, verba extra para
despesas, o que você quiser. Na liderança. Para limpar a indústria, de
dentro. Você vai nos dizer o que fazer.
Sarah Isso é uma proposta?
Carter Uma proposta e tanto. Você pode ter o que quiser.
Sarah Sim.
Carter E nós também.
Eles se olham.
Sarah Você é um garoto esperto.
Ela bebe. Este é o negócio.
Carter As coisas que você pode fazer, Sarah. Tão maiores do que aviões e
pistas de pouso.
O garçom traz um novo coquetel – coloca-o em frente a Sarah. Ela sorri e bebe.

70
Robert, Steve e a Sra Andrews estão jantando.
Robert Você não leu meus livros, não é?
Steve Eu dei uma olhada hoje, enquanto estava esperando.
Robert Você deu uma olhada?
Steve Por cima, sim.
Robert Eles não são difíceis, até a Sra Andrews conseguiu ler.
Steve Eu não estou aqui por causa dos seus livros.
Robert Sra Andrews, deixe-me explicar. O Steve está preocupado com a
esposa dele. Agora, eu não falo com nenhuma das minhas filhas há
vinte anos. Elas não gostam de mim, elas estão cuidando da vida
delas – A mais velha é secretária do meio ambiente. A mais nova está
na faculdade. E a Freya. O que ela faz, eu não sei. Ela está grávida, isso
conta?
Steve Ela é Assistente de Ensino.
Robert Sim, ela ajuda crianças surdas ou coisa parecida. Mas estranhamente,
uma noite, o Steve chegou em casa e descobriu que a esposa dele
tinha viajado. Pra onde? Ele acabou descobrindo que ela tinha
tomado um trem e vindo para a Escócia, para conversar com o pai
dela. E, sim. Nós conversamos. A senhora deu bolo de fruta pra ela.
Sra Andrews É mesmo.
Robert Pensando bem, algo muito apropriado porque, depois de ter voltado
para casa, ela não falou ao marido sobre o que nós conversamos. Ele
sabia aonde ela tinha ido, mas a Freya se recusou a falar. Ela nem
chegou mesmo a dizer por que tinha ido até lá. Tenho a impressão
que ela se tornou infeliz. Confusa.
Steve Ela quase não sai mais do apartamento, ela chora de noite.
Robert Certo, então, mais estranhamente ainda, o Steve decide inventar uma
viagem de negócios e vir aqui e conversar comigo pessoalmente. Sem
se dar conta, é claro, que se ele precisa fazer isso, então existem
questões muito mais importantes em risco.
Steve Como o quê?
Robert Não o que eu disse para ela.
Steve Tudo bem.
Robert Mas o porquê dela não falar com você. O porquê de você vir se enfiar
aqui sem contar nada para ela.
Steve Eu preciso saber o que está acontecendo.

71
Robert Estou em dúvida sobre o que dizer, Sra Andrews. O Steve viajou tudo
isso. Mas será que eu traio a confiança da minha filha, e me envolvo,
ou eu calo a boca de uma vez por todas?
Eles se olham.
O problema, Steve, é que isso na verdade tem tudo a ver com os meus
livros. Se você quer uma resposta, você vai ter que entender um
pouco de ciência. Você vai ter que ouvir. E não vai ser divertido. É
muito interessante, mas não existem risadas. Você consegue lidar
com isso?
Steve Continua.
Robert Tente não se desconectar. Tudo no planeta é interdependente. Tudo
existe em equilíbrio, em constante transformação, em constante
evolução, como se fosse um organismo único e gigante. Você chegou
até esse ponto nos livros?
Steve Sim / cheguei.
Robert As espécies vivem e morrem e evoluem e o planeta evolui também,
através de ciclos de calor e frio, respondendo às demandas da vida, e
a vida responde às demandas do planeta. Mas o problema é o...
Ele olha para a Sra Andrews.
Sra Andrews O aquecimento global.
Robert Está vendo, existe um cérebro esperto por trás desse semblante –
Aquecimento global, sim. Você sabe como funciona isso. Claro que
sabe. Você assistia Blue Peter30. E as pessoas desenham seus gráficos,
mostram o aumento na temperatura, mostram um aumento pequeno
mas constante, falam que isso pode chegar a um determinado limite,
você sabe de quanto?
Steve Uns dois graus?
Robert Dois graus sim, contanto que a gente recicle. Você recicla, Steve?
Steve Sim.
Robert E também coloque revestimento térmico em casa, espero que você
tenha feito isso também.
Steve Pesquisei a respeito –
Robert Claro que sim, tenho certeza que você tem uma sacola para o resto da
vida, que você viaja de trem, e tudo isso te faz se sentir melhor, eu
sei, mas é uma completa perda de tempo, porque o clima global

30
Blue Peter é um programa de televisão para crianças, produzido pelo canal inglês BBC. É bastante
popular no Reino Unido e é considerada a mais longeva série infantil televisiva (foi criado em 1958).

72
nunca esteve interessado em dois graus ou coisa que o valha. Se
observarmos os registros geológicos das mudanças climáticas
através dos tempos, o início da era do gelo por exemplo, vemos que
não existe nenhuma elevação constante, nenhum crescimento ano
após ano. Existe de fato um sistema climático relativamente estável, e
daí, se alguma coisa acontece, o sistema é sobrecarregado e num
instante ele entra em colapso e muda, em centenas, e não milhares de
anos. Entendeu?
Steve ...
Robert Vamos imaginar que esta casa é um planeta. O que regula o clima
aqui dentro?
Steve O termostato?
Robert A Sra Andrews. Quando a casa está quente demais ela abre as janelas,
quando está fria demais ela liga o aquecedor. Ela traz material novo
para se comer ou beber, para escrever, para ler, e ela joga fora o lixo
quando eu acabo. Ela limpa o ar e o chão, e regula a minha vida, não
regula? Somos simbióticos, ela não existiria sem mim. Eu não
conseguiria viver sem ela.
Steve Certo.
Robert Mas ela anda muito infeliz agora, Steve. Porque quando a população
dobra, como está acontecendo agora, seus sistemas ficam
sobrecarregados. A casa fica mais quente, mais rápida, comida e
bebida são consumidas em níveis dobrados, o chão fica duas vezes
mais sujo. Ela fica sob pressão, mas por acaso a raiva dela sofre um
crescimento constante? Você consegue detectar uma lenta elevação
no humor dela? Não. Ela está estável, ela está segurando a onda. Mas
vai chegar um dia, caso você fique aqui por muito tempo Steve, em
que o sistema vai ser sobrecarregado até um limite, e ela vai surtar.
De uma hora para outra ela vai levar seu sofá embora, ela vai
esconder a comida, vai deixar o aquecedor ligado, roubar seu
telefone e cuspir na sua bebida, ela vai fazer tudo o que estiver em
seu alcance para se livrar do problema. Para se livrar de você. E ela
vai conseguir Steve, você irá embora, porque ela é mais forte do que
qualquer um de nós.
Nós fizemos parte de um sistema, de um relacionamento, e nós
abusamos dele. O mundo vai ficar bem no final, e ele sabe bem o que
ele quer. Ele quer se livrar de nós.
Sra Andrews O fim da humanidade.
Steve olha para eles.

73
Steve Podemos voltar a falar da Freya?
Robert Você não acredita em mim?
Steve Eu não consigo enxergar a relevância disso.
Robert O fim da humanidade não é relevante?
Steve Para o que estamos conversando, não.
Robert Sra Andrews. Ele não acredita em mim.
Você acha que eu sou um velho esquisito.
Uma pausa.
Robert se levanta, vai até Steve, agarra-o.
Robert Levanta.
Steve O quê?
Robert Vamos indo.
Steve Aonde?
Robert O fim da humanidade. Vamos vê-lo.
Jasmine e Colin estão fumando um baseado.
Jasmine Não estou usando roupa de baixo.
Eu nunca uso.
Colin Desconfortável.
Jasmine Torna a vida um pouco mais excitante. Você devia tentar.
Colin Acho que não é a mesma coisa com homem.
Colin suspira, desalentado.
Nada por um instante.
Jasmine olha para ele.
Ele está completamente deprimido.
Jasmine Colin!
O que vai mudar?
Ela o cutuca.
Vamos!!!!
O que está acontecendo!?
Ela o cutuca.
Cutuca-o novamente.
Continua cutucando-o.

74
Cutuca, cutuca.
Ele olha para ela.
Daí ele se levanta.
O quê?
O quê?
Te deixei puto agora?
Ele vai até o CD player. Pega um CD. Coloca-o.
O que você está fazendo?
The Arcade Fire – ‘Rebellion (Lies)’. Toca.
O que é isso?
Colin Arcade Fire.
Jasmine Ah ‘tá, é, eu lembro deles.
Colin está de pé, se mexendo um pouco.
Colin A Freya me deu de presente num Natal.
Ouvia no carro.
Colin começa a dançar no ritmo da música, de maneira muito desajeitada. Ele
conhece a letra, mas não está acostumado a mexer seu corpo.
Jasmine Ai.
Meu.
Deus.
Colin Gosta?
Jasmine Ahn... eu...
Jasmine está impressionada.
Colin dança.
Gosto.
Colin canta junto, agora alto.
‘Sleeping is giving in,
No matter what the time is.
Sleeping is giving in,
so lift those heavy eyelids.

People say that you'll die


faster than without water.

75
But we know it's just a lie,
scare your son, scare your daughter.’

Enquanto ele continua, ele vai ganhando confiança e começa a se soltar. Existe uma
espécie de beleza nisso.

Jasmine está rindo e fumando.

Carter paga a conta das bebidas no bar.

Carter Você está diferente, Sarah.

Sarah O quê?

Carter Você está mais jovem.

Ela sorri.

Colin dança com coisas da sala. Se bate por todo lugar. Começa a ficar louco. Não há
movimentos irônicos. Ele é sincero no que está fazendo.

Ele puxa e levanta Jasmine. Dança com ela, canta para ela. Ela não está acreditando.

‘People say that your dreams


are the only things that save ya.
Come on baby in our dreams,
we can live on misbehaviour.

Every time you close your eyes


Lies, lies!
Every time you close your eyes
Lies, lies!
Every time you close your eyes
Lies, lies!
Every time you close your eyes
Lies, lies!

Every time you close your eyes.

Jasmine Você é maluco!

Colin Every time you close your eyes.


Every time you close your eyes.
Every time you close your eyes.’

Ele se deixa levar completamente.

Freya e Tim. A música está tocando por baixo.

76
Freya Ela não está mais chutando.
Ela parece feliz. Acho que ela gosta de você.

Ele sorri.

Talvez ela vá ser médica, faça algo de bom.

Ele sorri.

Tim Volto já.

Ele sai.

Carter e Sarah estão do lado de fora, na chuva, debaixo de um guarda-chuva.

Colin People try and hide the night.


Underneath the covers.
People try and hide the lie.
Underneath the covers.

Come on hug your lovers


Underneath the covers.
Come on hug your lovers
Underneath the covers.
Hide it from your brothers.
Underneath the covers.
Come on hide your lovers
Underneath the covers.

Carter Toma cinquenta. Para o táxi.

Sarah Não vai ser tudo isso.

Carter Compra alguma coisa para o seu marido.

Sarah sorri, entra no táxi e sai pela cidade.


Colin continua dançando e faz mímica junto com a letra da música.

Colin ‘People say that you'll die


faster than without water,
but we know it's just a lie,
scare your son, scare your daughter,

Jasmine vai ficando tão louca quanto ele. Eles dançam próximos um do outro.

Scare your son, scare your daughter.


Scare your son, scare your daughter.’

Ela o beija de repente.


77
Ele a interrompe. Recua.

Eles se olham enquanto a música continua tocando.

Jasmine se senta. Acende novamente o baseado.

Colin ouve a música um pouco, daí a abaixa e a desliga.

Ouvimos o barulho da tempestade do lado de fora.

Robert está andando com Steve perto de uma árvore.

Robert Tem um ninho nesta árvore. Tordos-ruivos31, plumagem linda. Eles


foram a razão de eu ter me mudado para cá. Encontrei os pássaros,
comprei uma casa perto deles.

Steve Estou te perguntando sobre / a Freya.

Robert Os pássaros estavam ameaçados de extinção e a mudança climática


era a causa, aparentemente. Então eu pensei, ‘eles vão ser meu
barômetro’32. Tal como os corvos no alto de uma torre, quando eles
vão embora, é o fim. Diziam que as temperaturas elevadas estavam
os obrigando a ir para outro lugar. O que você acha?

Steve Não estou sentindo calor agora.

Robert Exatamente, como é que se pode ter certeza de que a culpa era da
temperatura do ar? Podia ser a comida, as sebes, instabilidades nos
ventos das fazendas.

Steve Sr. Crannock –

Robert Então, se você quiser entender, você tem que olhar para o sistema
como um todo, as montanhas, os animais, o ar, o mar. É infinitamente
complicado Steve, mas isso é o que eu faço, eu me sento naquela
cabana e vejo o mundo todo.

Steve Só o senhor e sua cabana.

Robert Todos os modelos sugerem que as coisas são piores do que qualquer
um possa imaginar.

Steve E o senhor é o único que percebeu isso.

31
Tordo-ruivo é o nome popular de uma ave da Ordem dos Passeriformes, que ocorre no norte da
Europa e da Ásia. É uma ave migratória que passa o inverno na África ou no Oriente Médio. Também é
chamado de tordo-pisco.
32
Instrumento de medição da pressão atmosférica.

78
Robert As pessoas dizem que querem a verdade – fatos, e números, mas no
fundo elas querem que lhes digam que tudo pode ser evitado, com
um esforço mínimo. Quando Neville Chamberlain33 voltou de seu
encontro com Hitler. Ele disse que tinha um tratado de paz, disse que
poderia confiar nesse homem obviamente mau. Por que ele
acreditou? Por que nós acreditamos? Porque tínhamos que acreditar,
ou então enfrentaríamos horrores indescritíveis. Sempre, Steve, a fé
vai vir antes da verdade. Isso é o que nós somos.

Mas eu coloquei o chão junto com o céu e o ar, o melhor que eu pude,
e vi algo terrível.

Steve A Freya leu seus livros, ela sabe o que o senhor pensa, então por que
ela veio até aqui?

Robert Todos sabem o que eu penso. O planeta só pode sustentar por volta
de um bilhão de pessoas. Hoje existem seis bilhões.

Steve E daí?

Robert Como eu já lhes disse.

Steve O quê?

Robert Se você quiser ser ecológico, prenda a respiração.

Steve Certo.

Robert A melhor maneira de reduzir a taxa de emissão de carbono?

Steve Sim.

Robert Sem chance. E o planeta sabe disso, então nos próximos cem anos ele
vai equilibrar o placar. Cinco bilhões de pessoas varridas da face da
Terra no período de uma única vida. Migração em massa para longe
do equador, guerras mundiais, fome extrema, tiroteios a céu aberto.

Steve Então a Freya –

Robert A Freya veio me pedir conselho sobre filhos.

Steve E o que o senhor disse?

33
Arthur Neville Chamberlain (1869-1940) foi um político britânico do Partido Conservador, Primeiro-
Ministro do Reino Unido entre Maio de 1937 e Maio de 1940. Chamberlain ficou conhecido pela
sua política externa de apaziguamento e, em particular, por ter assinado o Acordo de Munique, em
1938, o qual concedia a Região dos Sudetos da Checoslováquia à Alemanha. Quando Adolf Hitler invadiu
a Polônia, os britânicos declararam guerra à Alemanha a 3 de Setembro de 1939, e Chamberlain liderou
o Reino Unido nos primeiros oito meses da Segunda Guerra Mundial.

79
Robert

Steve O que o senhor disse?

Robert Eu disse que a filha dela iria se arrepender de ter nascido.


Odiar a mãe por forçá-la para dentro de um mundo terrível.

Eu disse a ela para fazer o que fosse preciso.


Eu disse a ela para matar.

Steve olha para ele. Horrorizado.


Tim está fazendo o ultrassom em Freya.
Vemos uma imagem muito embaçada. De alguma coisa. Som não definido de um
útero.

Tim Aí está. Consegue ver?

Freya Não.

Tim Olhe.

Freya Não consigo ver nada.

Steve e Robert.

Steve O senhor disse a ela para matar.

Robert Disse.

Steve A Emily.

Robert É um / feto.

Steve Ela vai se chamar Emily. E o senhor tem toda razão, eu não faço a
menor ideia do que vai acontecer, eu só sou um merda de um escritor
de piadas, mas ela está lá, e crescendo, e ela é minha filha também,
não só da Freya, ela é muito mais importante do que suas teorias... e
seus pássaros de merda.

Robert Não é só teoria / é

Steve Você não tinha nenhum direito. Nenhum direito de dizer isso pra ela.

Robert É a verdade.

Steve Você! Me escuta.

Robert Os pássaros? Você quer saber a respeito / dos pássaros?

Steve Por uma vez só você vai escutar. Você não tinha nenhum direito de
dizer isso pra ela. Está entendendo?
80
Robert Steve!

Steve Não –

Robert Os pássaros foram embora antes mesmo de eu me mudar pra cá.

Steve se afasta, para evitar bater nele.

Robert É tempo de Weimar34, é Cabaré, no mundo todo, você sente isso,


todos nós sentimos. Sabemos que não há nada a fazer, então estamos
dançando e bebendo o mais rápido que podemos. O inimigo está a
caminho, mas desta vez ele não tem armas nem gás, ele tem vento e
chuva, tempestades e terremotos.

Steve Cala essa boca. / Cala a boca.

Robert Isso não é teoria, isso é a morte, isso é perda e dor. A Freya não é a
primeira a sofrer, e não há de ser a última.

Steve Ela é linda e inteligente, mas ela não é forte, ela veio aqui te procurar
em busca de ajuda. Ela queria que o pai dela a fizesse se sentir
melhor.

Robert Então ela veio procurar a pessoa errada.

Steve O que ela fez?


O que ela fez quando você falou aquilo pra ela?

Robert O mundo como ele é, uma desgraça.


O mundo como ele vai ser, insuportável.

Steve Eu tenho que voltar. Eu não consegui falar com ela em casa. Ela foi
pra algum lugar.

Robert Você não pode voltar agora, está / muito tarde.

Steve Ela pode estar matando meu bebê, então –

Steve vai embora.

Robert Ela precisava saber a verdade.


É melhor que essa criança nunca viva.

Tim ainda está fazendo tentativas com o ultrassom.


34
A República de Weimar foi uma República implementada na Alemanha logo após a Primeira Guerra
Mundial, tendo como sistema de governo o modelo parlamentarista democrático.
O Presidente da República nomeava um chanceler que seria responsável pelo poder Executivo. Quanto
ao poder Legislativo, era constituído por um parlamento (Reichstag). Sucedeu ao Império Alemão. Este
período tem este nome pois foi a República proclamada na cidade de Weimar localizada no centro do
país.

81
Freya Você não é o que parece.

Tim Como?

Freya Eu te vi. Pelo vidro. Conversando com a enfermeira. Ai! Começou de


novo.

Tim Eu só preciso encontrar o...

Freya Eu dou aula pra crianças surdas na escola. Faz parte do meu trabalho.

Tim Sério?

Freya Isso quer dizer que eu sei fazer leitura labial.

Tim Ah.

Freya ‘Pentelha Maluca.


Que perda de tempo’.
Daí vocês dois deram risada.

Tim Era uma piada.

Freya Não. É o que você pensa. E não tem importância, a não ser por eu ter
achado que você era a coisa boa, que você era o último fio de
esperança.

Daí você saiu.

Aaaai!

Ela odeia você agora.

Na tela há a imagem muito clara de um feto.

Tim Eu tive um dia muito longo. Desculpa.


Mas olha.
Aqui está ela.

As coisas vão melhorar.


Ela vai fazer diferença, não vai?
Quando ela estiver aqui.

Freya Sim

Ela vai.

Ela vai fazer diferença.

O feto está na tela. Chutando.

82
Sua boca se mexe e nós ouvimos uma voz fraca.

Feto Mamãe?

Freya Ela falou.

Tim O quê?

Freya Ela mexeu a boca.

Tim É só –

Freya Não. Eu faço leitura labial. Ela está falando.

Feto Mamãe?

Mamãe?

Socorro.

Me ajuda.

Som do útero ficando cada vez mais alto.

Ele se parece com o som de um terremoto.

Mamãe?

Tremores.

O feto vira sua cabeça em nossa direção e grita.

Blackout.

Fim do terceiro Ato.

Intervalo.

83
Ato Quatro

Prólogo

1991
Robert está assistindo televisão no escuro, bêbado.
Uma porta se abre para um corredor, onde malas estão arrumadas.
Sarah entra.
Sarah Fiz as malas o suficiente por uma semana, pra todos nós, mas a gente
vai ter que voltar pra pegar o resto em algum momento, se é que
você está falando sério a respeito disso tudo. Tem coisas demais, tem
as coisas da neném, as fraldas, os lençóis, os brinquedos, a
mamadeira, quer dizer, o berço não cabe no carro, a gente vai ter que
arrumar uma van ou coisa do tipo, sei lá, se é que você está falando
sério.
Não sei se você está falando sério, mas se o que você disse é pra
valer, eu estou indo embora agora mesmo.
Robert Com você foi diferente.
Sarah O quê?
Robert Todo mundo diz que se a gente tem um filho a gente vai mudar, a
gente vai saber o que fazer, tudo vai entrar no trilho, e então eu fui
pro hospital no dia em que você nasceu e lá estava sua mãe, sentada
na cama, e ela deu você pra mim, pra eu te segurar, e eu olhei pra
você, e eu esperei.
Durante aquele momento, em que eu iria me sentir como se fosse um
pai.
O momento de que todo mundo falava, quando eu te amaria,
completamente, acima de qualquer coisa. Mas não estava
acontecendo.
Eu olhei pra sua mãe e ela sorriu. Tinha acontecido pra ela.
Eu olhei pra você.
E ainda assim, nada.
Então eu olhei pra sua mãe e sorri de volta, e desde então, eu comecei
a fingir. Uns anos depois nós tivemos a Freya, e a Jasmine, e cada
instante, o tempo todo, eu não era um pai. Eu nunca me senti como se
fosse.

84
Mas agora ela foi embora, agora sua mãe está morta, não há motivo
pra fingir. Era ela quem eu amava. Somente ela. Sim. Eu estou falando
sério.
Sarah Que trabalho?
Robert O quê?
Sarah Você disse que tinha um trabalho pra fazer, que tinha que se
concentrar.
Robert Eu tenho que parar de fingir.
Sarah olha para ele. Muito abalada. Segurando tudo dentro de si.
Sarah Então toda vez que você me abraçou e conversou comigo antes de ir
dormir, e me levou de carro pra faculdade –
Robert Sim.
Sarah Todas as horas em que a gente conversou, tudo aquilo era –
Robert Você acreditou na época. Isso é o que importava.
Um bebê está chorando.
Sarah Eu deixei a Jasmine com a Freya.
Friamente, Sarah vai e beija Robert.
Robert Você se parece com sua mãe. É com isso que eu não consigo lidar.
Vocês todas se parecem demais com ela.
Sarah sai, deixando a porta aberta.
O bebê chora.
Robert Não tenha filhos.
Nunca me traga netos.
Ele se volta para o quarto, olhando para o lado oposto da porta.
Ouvimos a voz de Freya, com dez anos de idade.
Freya Papai?
Robert Vai embora.
Freya Eu achei este vestido. Acho que era da mamãe. Posso ficar com ele?
Eu gosto das flores.
Robert Não encoste em nada.
Freya Papai?
Robert Me deixe em paz.
Freya Papai?

85
Robert Não!
Freya Eu estou grávida.
Robert se vira. Olhando para ele está Freya com trinta anos de idade, grávida,
segurando o vestido.
O que eu faço?
Som crescente de um ruído branco35 novamente, como um ronco, talvez como água,
evoluindo para...

35
O ruído branco é um tipo de ruído produzido pela combinação simultânea de sons de todas
as frequências. O adjetivo branco é utilizado para descrever este tipo de ruído em analogia ao
funcionamento da luz branca, dado que esta é obtida por meio da combinação simultânea de todas as
frequências cromáticas.

86
Thomas Hood
De manhã cedo.
Somente uma luz em Freya em sua cama de hospital. Ela se levanta da cama,
completamente vestida, e põe sua bolsa no colo.
Ela coloca seus fones de ouvido e aperta a tecla play, e vai embora.
Marina, a faxineira polonesa de antes, vê Freya e começa a cantar ‘I Am Not A
Robot’, da banda Marina and the Diamonds.
Freya deixa o hospital com Marina, e passa por um grupo de homens fumando do
lado de fora, Freya rouba um cigarro.
O homem rouba seu cigarro de volta.
Freya desce a rua rumo à cidade, com Marina, e vai juntando alguns outros
cidadãos atrás dela. Eles andam com ela, cantando.
Enquanto Freya começa a ficar mais contente, os cidadãos param e a levantam,
girando-a.
Eles a colocam de volta no chão e correm – para Covent Garden! 36 Vários artistas
performáticos de rua aparecem, incluindo um imitador de robô, um malabarista,
alguns turistas, e algumas crianças. Freya brinca com todos eles, pula amarelinha,
come frutas de uma banca, dança com um garçom.
Todo mundo dança. Uma banda de rua aparece, algumas pessoas vestidas como
animais. Pessoas na TV nas vitrines de lojas se juntam a eles. Tudo está se movendo.
Cartazes, lojas, o sol!
Luzes intensas, glitter caindo do teto, ou uma vendedora de jornais atira seus
panfletos no ar. Os lanterninhas do teatro cantam e dançam na plateia.
Peter aparece, procurando Freya. Todo mundo começa a se movimentar para fora,
voltando para suas rotinas normais e chatas. Marina vai para casa.
A vendedora de jornais recolhe seus panfletos, ligeiramente confusa, e vai embora.
Freya começa a digitar uma mensagem em seu telefone.
Freya está chorando, e digitando, ela se apoia numa parede e vai abaixando até ficar
ajoelhada. Peter dá batidinhas em seu ombro.
Peter Oi, dona.
Freya Ai / não.
Peter Era a senhora que ‘tava cantando?

36
Covent Garden é um distrito de Londres, cuja área é dominada por estabelecimentos comerciais, que
oferecem compras e entretenimento, além de performances de rua.

87
Freya Você devia estar em casa.
Peter Eu sei, mas eu fiquei de saco cheio, só tem coleção de DVD e mais
nada no seu apartamento, me deixou num completo estado de apatia
ficar sentado lá daquele jeito, agora eu entendo o que a senhora
queria dizer, então eu pensei que podia vir e encontrar com a
senhora, a senhora não se incomoda, né? A senhora ‘tá com uma
aparência péssima. Não quero ofender, mas a senhora ‘tá
completamente branca. Como algum viciado em heroína. Ou alguém
morto. O que a senhora ‘tá fazendo?
Nuvens negras aparecem. Ruído branco.
Freya Nada. Me deixa em paz.
Ela se levanta e anda para fora, ainda digitando.
Ele espera por um instante, daí a segue.
O ruído branco se transforma num rádio dentro da cabine de um táxi. Steve está
discutindo com a Sra. Andrews.
Sra Andrews Quarenta minutos
Steve Não, eu fiquei aqui a noite toda, eu não vou esperar mais.
Sra Andrews Bom, desculpa, mas eles disseram que o motorista está a
caminho e só um Ford Focus consegue vir correndo com um
tempo desses.
Steve Ford Focus? Jesus Cristo.
Sra Andrews Não é nada ruim o senhor aprender uma lição. O senhor pode
estar preocupado, o senhor pode querer chegar em casa, mas
o senhor não consegue domar a natureza. O senhor não
consegue segurar a maré.
Steve Bem, nós conseguimos.
Sra Andrews O quê?
Steve É exatamente o que a Barreira do Tâmisa 37 faz. Impede a maré de
avançar. Viajamos para a lua, conseguimos voar, construímos túneis,
é claro que conseguimos domar a natureza –
Steve recebe uma mensagem de texto. Ele lê.
Conseguimos fazer o que quisermos, e eu neste exato momento
quero a porra do meu táxi. Então.
Ele olha para cima.

37
A Barreira do Tâmisa (em inglês: Thames Barrier) é a segunda maior barreira anti-inundações do
mundo e está localizada no rio Tamisa no centro de Londres. O seu propósito é prevenir Londres das
inundações por marés cheias e marés de tempestade excepcionalmente altas.

88
Quarenta minutos, tem certeza?
Ruído branco.
Sarah preparou o café da manhã na cozinha.
Colin entra.
Sarah Foi dormir tarde?
Colin Dá pra não?

Sarah Eu fiz chá.


Ela coloca o chá de lado.
Colin Você já não tinha que ter saído a uma hora desta?
Sarah Quero conversar.
Colin Eu sei, eu sei, a gente fez uma bagunça, eu arrumo tudo. Não se
preocupe, pode ir.
Sarah Eu tomei uma decisão.
Colin Uma decisão?
Sarah Eu recebi uma proposta.
Colin Certo... você...
Sarah Vou pedir demissão. Pegar um trabalho novo.

Colin Olha, eu estou com dor de cabeça.


Sarah Na área comercial. Vou começar no ano que vem.
Eu estava. Errada. Colin.
Desculpa.
Você vem em primeiro lugar.
Colin sorri.
O quê? Isso é engraçado?
Colin Você vai trabalhar numa empresa?
Sarah Uma multinacional, cargo na diretoria talvez. Paga bem, as horas são
melhores.
Colin Você costumava atirar coisas.
Sarah Eu... o quê?

89
Colin Você costumava atirar coisas nas janelas.
Sarah Desculpa Colin, você está sendo incoerente.
Colin Você faltava no trabalho, ia para o centro da cidade e berrava até
seus pulmões não aguentarem mais. O que quer que você protestava
contra, eu tinha que ir e te pegar na esquina.
Sarah Bom, graças a Deus eu cresci então –
Colin Usando aqueles vestidos, você costumava entrar no carro, sua cara
ficava vermelha de tanto gritar, e seu cabelo todo desmanchado,
porque você tinha atirado
alguma coisa dentro de um banco, ou na polícia e você pulava pra
dentro do carro e dizia ‘se manda – simplesmente se manda’, e a
gente saía correndo, como num filme, no meu Volvo.
Sarah Você odiava tudo isso.
Colin Pelo menos a gente brigava por causa de coisas que tinham
importância.
Agora você quer fazer parte da diretoria.
Sarah Achei que você ficaria satisfeito. Achei que você pelo menos fosse
conversar comigo a respeito.
Colin Olha.
Sarah O quê?
Colin A gente se odeia.
Sarah Eu não te odeio.
Eles se olham.
É a Jasmine.
Colin Não.
Sarah Ela anda falando, te deixando desse jeito, enquanto sou eu que limpo
o chão, e lido com a porra do...
Colin Só diversão.
Sarah Do vômito dela, eu levo ela no médico, pago o aluguel, os cartões de
crédito e –
Colin Não é a Jasmine.
Um instante. Sarah pega o chá, oferece-o.
Sarah Você não vai tomar o seu chá?
Colin É melhor você ir. Você vai se atrasar.

90
Jasmine desce, usando sua camisola, fumando um cigarro.
Jasmine Chá! Ótimo!
Ela o pega da mão de Sarah e bebe.
Sarah Pode apagar isso, Jasmine. Você sabe que não pode fumar aqui
dentro.
Jasmine Eu não ‘tô fumando.
Sarah Esta casa é minha.
Jasmine É, ela é bem a sua cara mesmo.
Sarah O quê?
Jasmine Fora de moda. Abatida, podre de seca. Rachaduras começando a
aparecer. Precisando desesperadamente de uma reforma.
Sarah Eu fiz tudo por você e você...
Jasmine Você sabe o que vem antes da parte B?
Sarah O quê?
Jasmine A parte A!
Sarah Puta que –
Jasmine Qual é, essa foi engraçada.
Sarah Você é igual ao papai. Igualzinha a ele.
Jasmine Como é que eu posso saber?
Sarah Colin, será que a gente pode –
Jasmine A gente pode te levar pra fazer compras hoje Colin, encontrar umas
roupas novas pra você, dar um jeito em você, o que você acha?
O telefone de Sarah recebe uma mensagem de texto. Ela pega o telefone, olha para
ele, coloca-o no bolso – olha para Colin.
Colin Boa sorte com seu trabalho.
Sarah sai, irritada.
Jasmine Então a gente ‘deu uma’ ontem à noite – tudo bem, a gente
exatamente não ‘deu uma’, mas você ficou com tesão por um minuto
ou dois – tudo bem, você não ficou exatamente com tesão, mas o seu
coração estava tipo ‘tum tum, tum tum, tum tum’ – tudo bem, não
exatamente ‘tum tum, tum tum’, mas –
Colin E quase disse pra ela que eu queria o divórcio.
Jasmine Ah.
Colin Agora mesmo.
91
Jasmine Por causa da gente? Porque você é ótimo Colin, mas eu não sei se eu
quero uma relação séria.
Colin Não seja idiota, Jasmine.
Estou falando sério.
Puta que pariu.
Jasmine ...
Colin Então, o que você acha?
Jasmine Divórcio? Não sei.
O telefone de Jasmine recebe uma mensagem de texto. Ela o pega. Dá de ombros.
As coisas mudam.
Um sinal de ruído branco. Jasmine lê sua mensagem.
Steve, cansado e com a barba por fazer, vem até a sala de estar e pega sua mochila.
Robert está lá.
Robert Ligou pra ela?
Steve Ela mandou uma mensagem. Ela quer se encontrar.
Robert Ótimo, ela quer se encontrar. Ótimo.
Steve Você tem razão, ela vai ter uma vida difícil.
Robert A Freya?
Steve A Emily. Ela não vai ter as coisas que nós tivemos, talvez.
Robert É verdade.
Steve O mundo pode ser terrível. Pode ser.
Robert Sim.
Steve Mas ela vai ser inteligente, como a mãe dela, então isso é bom, e ela
vai ter um comportamento prático que ela vai puxar de mim. Uma
intuição. Um jeito com as pessoas.
Robert A questão não é essa, Steve.
Steve Eu acho que é. A questão. Eu acho mesmo que é. Ela vai quebrar o
braço, não importa o que eu faça pra evitar isso. Ela vai se mandar
com algum garoto, sei lá, acabar bêbada em alguma praça. Mas eu
acho que mesmo que as coisas fiquem difíceis, duras de verdade,
como você disse, o mundo vai ser melhor com ela nele. Ela vai
acrescentar algo de especial.
Robert Você não acha que todos os pais acham isso?
Steve Não, não todos os pais. Não.

92
Robert ...
Steve E de qualquer modo isso não é o futuro, ela já está aí, pensando,
aprendendo. Com o dedo na boca, escutando.
Robert Você gosta que as coisas sejam simples. Eu entendo. Compreensível.
Você não quer pensar sobre o assunto.
Robert ri, senta-se. O táxi bipa.
Faça o que você quiser. Não é mais problema meu.
Steve pega sua mochila, tira um livro de dentro e o entrega a Robert.
Steve Meu livro.
Robert Seu livro.
Steve Tem uma coisa na página trinta e sete que você vai reconhecer. É
sobre velhos enfurecidos que se acham profetas e ficam nas esquinas
com cartazes, gritando pra todo mundo que passa.
Robert Fascinante.
Steve Eles querem que o mundo acabe quando eles quiserem.
Robert Mesmo?
Steve E eles fedem.
Robert A quê?
Steve Como eles estão sozinhos eles fedem, um pouco, a mijo.
Não se levante.
Ele vai embora. Robert se senta na cadeira. O ruído branco vai crescendo.
O telefone de Tom toca.
Sarah chegou no trabalho, e está tentando completar uma ligação telefônica.
Simon O Primeiro Ministro disse meia hora hoje de manhã, mas só se for
importante.
Sarah Diga que é vital.
Simon Tem certeza?
Sarah Use essa palavra quando você falar com ele.
Simon / ‘Vital’.
Tom Alô?
Sarah Tom. Aqui é a secretária de estado de energia e mudanças climáticas,
nós nos falamos ontem, você veio até aqui.
Tom Como você conseguiu meu número?

93
Sarah Eu tenho pensado no que você falou e gostaria de saber se você está
disponível para almoçar comigo.
Tom Almoçar?
Sarah Isso. Hoje. Em algum lugar legal.
Tom Eu acabei de acordar.
Sarah Ótimo. Vista uma roupa. Você tem gravata?
Tom Sou estudante.
Sarah Vou mandar um carro. Ele te leva uma gravata. Meio-dia e meia?
Tom Como você sabe onde eu moro?
Sarah Rua Lonsdale, 44.
Tom É isso, mas –
Sarah Perfeito. Meio-dia e meia. Até lá.
Ela desliga.
Simon Ministra, o que você vai fazer?
Sarah Cozinhar.
Freya está andando pela rua, seguida por Peter, que está andando atrás dela.
Peter A senhora veio andando até aqui?
Freya Vim.
Peter Que nem o Dick Whittington38?
Freya O quê?
Peter É uma pantomima.
Freya Eu sei o que é. / Meu Deus.
Peter Eu assisti Dick Whittington no Hexagon de Reading.39
Freya Peter –
Peter O Les Dennis40 fazia. Era tudo meio constrangedor, eu achei. De
qualquer maneira, na história ele andava até Londres e vira prefeito.
Talvez você vire prefeita.
Freya Não aguento mais. Eu quero parar.

38
Dick Whittington and His Cat é o nome da história folclórica inglesa sobre a vida real de Richard
Whittington, rico mercador três vezes prefeito de Londres durante o século XIV, que relata que ele
escapou de sua infância pobre e fez fortuna graças às habilidades de seu gato.
39
O Hexagon é um teatro multifuncional e centro de artes na cidade de Reading, Berkshire, Inglaterra.
40
Leslie Dennis Heseltine, conhecido como Les Dennis (1953) é um comediante britânico, apresentador
de televisão e ator, famoso na Inglaterra por ser o apresentador do programa Family Fortunes durante
15 anos, de 1987 até 2002.

94
Peter Ou talvez você esteja aqui por causa do terremoto.
Ela para.
Parece que vai acontecer hoje.
Freya Eu sei, eu sei, parece mas –
Peter Certo, então quando acontecer você vai precisar de um melhor
amigo. O Dick Whittington tinha um gato, posso ser o gato?
Ela se vira e se afasta dele.
Freya Você é imaginação minha. A bebida ou os remédios que me deram no
hospital, ou algum tipo de paranoia, esquizofrenia, alguma coisa
assim, o sangue subindo na minha cabeça.
Peter Existe uma longa história de terremotos na capital. Um em 1580
matou duas pessoas e fez com que todo mundo pensasse que era o
dia do Julgamento Final.
Freya Peter... / cala a boca.
Peter Outro em 1931 se originou em Yorkshire41 mas fez com que
chaminés despencassem em Clapham42. O mais recente foi em 2008.
Eles acontecem com bastante frequência. Londres fica em cima de
uma fenda, e foi construída com barro, o que a torna particularmente
suscetível.
Freya Você deveria se interessar por garotas, coisa assim.
Peter Eu me interesso.
Freya Estou cansada.
Peter Eu me interesso por garotas / coisa assim.
Freya Por que nunca tem algum lugar pra gente sentar?
Ela se senta no chão.
Dizem que quando a gente dá à luz, a dor é insuportável. É por isso
que as mulheres esquecem. A pele rasga, tem sangue e tem merda e a
gente grita e parece que a gente vai morrer. Se ela fosse um tumor,
arrancariam ele fora.
Ela coça sua barriga um pouco.
Peter Você ainda tem a minha flor?
Ela tem a flor enfiada na bolsa.

41
Yorkshire é o maior condado histórico da Inglaterra, cobrindo aproximadamente 15 000 km², com
uma população de 5 milhões de habitantes, localizado a 230 ao norte de Londres.
42
Clapham é um bairro londrino, localizado ao sul de Londres.

95
Freya Tenho. Eu gosto dela.
Peter A senhora tem que continuar andando.
Freya Por quê?
Peter Acho que a senhora está quase lá.
Naquela direção.
Freya fica de pé e continua. Peter sorri e a segue.
Liberty43, na Carnaby Street.
Jasmine está sentada com uma Garota da Liberty, esperando por Colin.
Jasmine Quanto você ganha?
Liberty Como?
Jasmine Não deve ser pouco, né?
Liberty Razoável.
Jasmine grita para dentro do provador de roupas.
Jasmine Colin! Você sabe como se vestir, não sabe?
Não há resposta.
Achei que talvez eu pudesse fazer isso.
Liberty O quê?
Jasmine Trabalhar aqui.
Liberty Você?
Jasmine Sim.
Liberty Tudo bem.
Jasmine O quê?

Liberty Você cheira a bebida.


Jasmine É, eu tenho uma garrafa de Uzo44 na minha bolsa se você –
Liberty Se você beber na loja eu chamo a segurança.

43
A Liberty é uma loja de departamentos localizada no centro de Londres, que vende uma ampla
variedade de artigos de luxo, incluindo moda masculina, feminina e infantil, cosméticos e perfumes,
joias, acessórios, artigos para casa, móveis e presentes.
44
Uzo, também conhecido pela grafia ouzo, é uma bebida alcoólica grega, feita com base no anis. É
transparente e incolor, mas fica com aspeto leitoso quando é misturada com gelo ou água. Tem uma
graduação alcoólica entre os 37º e os 50º.

96
Jasmine Tudo bem, tudo bem.
‘Tô... no eixo.
Qual é seu nome?
Liberty Liberty.
Jasmine Esse é o nome da loja, eu quis dizer qual é o seu nome?
Liberty É o meu nome também.
Jasmine Coincidência.
Liberty Na verdade não. Eu queria trabalhar aqui desde quando eu tinha
quatorze anos. Eu amo este lugar. As pessoas, as luzes. Nada na loja
custa menos do que vinte libras. A maioria dos itens custa bem mais
que duzentas. Eu costumava passar horas aqui dentro e andava de
um lado para o outro e tocava nas coisas. Daí, quando eu fiz dezoito
anos, eu me candidatei ao emprego. Eu coloquei Liberty na ficha,
como se fosse o meu nome. Achei que isso pudesse chamar a atenção
deles. E chamou. Eles gostaram. Daí, quando eu consegui o emprego,
eu fiz um pedido formal de mudança de nome no cartório, de modo
que meus dados bancários coincidissem e tudo mais. Eu uso essa
quantidade de maquiagem para que o tom da minha pele combine
exatamente com a cor das paredes. E você pode perceber que minhas
roupas combinam com os pôsteres, e com o outdoor lá fora. Eu amo
isso tudo. E eu amo, eu amo o meu nome.
Jasmine Qual era o seu nome antigo?

Liberty Nicola.
Jasmine Eu gosto de Nicola.
Liberty Não, Nicola é uma merda. Um nome de merda. Liberty é melhor.
Quer dizer liberdade.
Sarah, Tom e Carter em um restaurante.
Carter Como está se sentindo hoje?
Sarah Estou me sentindo muito bem, obrigada.
Carter Constituição mais forte do que o país que você governa. Não são
muitas as pessoas que podem dizer isso. Quem é este?
Sarah Este é o Tom.
Tom Oi.

97
Carter Fazendo estágio?
Sarah O Tom é um amigo.
Carter Oi Tom, bela gravata.
Tom Ela disse que a gente ia vir num lugar chique.
Carter Chique? Aqui? Não. Isto aqui não é chique.
Sarah Eu conheci o Tom ontem. Ele tem família na Eritreia. Você sabe onde
fica?
Carter Existem tantos países, não é verdade? Na África ou algo parecido,
provavelmente? Não temos voos para lá, isso eu sei.
Tom As plantações não crescem mais. A temperatura sobe a cada ano. O
povo, a minha família, eles estão chegando num ponto em que eles se
mudam de lá ou então morrem.
Sarah O Tom na verdade não aprova os seus planos.
Carter O que você está fazendo, Sarah?
Tom Você acha que o seu terno é bem bonito, não é?
Carter Não é o que eu acho, Tom, é um fato. Este terno realmente chama a
atenção.
Sarah O Tom tentou me chantagear. Ele achava que Heathrow não era
suficiente, ele soube que eu estava para fazer um pronunciamento, e
exigiu uma interrupção total na expansão aérea. Pois bem, eu
infernizei a vida dele, porque eu não gosto de ser chantageada. Como
você sabe. Eu disse a ele que ainda não tinha me decidido.
Carter O que não deixa de ser a mais pura verdade.
Sarah Mas, ao conversar com meu marido hoje de manhã, ele me falou de
como eu costumava atirar coisas nas janelas de grandes corporações,
como a sua. Como você sabe, estamos passando por momentos
difíceis atualmente, mas ele deu a impressão de que me achava mais
atraente naquela época, e eu entendi o que ele quis dizer.
Carter Ah entendi, você está colocando uma questão. Ela está usando você,
Tom. Bom, olha só, a África é um lugar de merda para se plantar
vegetais, com ou sem aquecimento global, com todo aquele sol e o
deserto e a guerra civil. Talvez a sua família deva se mudar de lá sim,
fugir de tudo aquilo em um de nossos grandes e confortáveis aviões,
ou não é esta a questão que você está colocando?
Sarah Eu fui lembrada de por que eu entrei para a política, eu e o Tom / não
somos tão diferentes.

98
Carter Eu conheço um terapeuta fantástico, Sarah, se é disso do que
realmente estamos / falando.
Sarah Então eu liguei para o Tom, pedi que ele se juntasse a nós.
Carter Essa coisa com adolescentes / é estranho
Sarah Daí eu liguei para o gabinete do primeiro Ministro para levar a
reunião adiante.
Carter A...
Sarah Eu sentei com ele e coloquei o meu caso.
Carter Ah sim.
Sarah Uma total interrupção da expansão, assegurada. Nenhuma pista de
pouso a mais, controle de tráfego aéreo, nenhum terminal, nada, no
país inteiro. Eu disse que ele tinha que ser firme, tomar uma decisão
definitiva. Eu disse a ele que uma mensagem forte a esse respeito iria
unir o governo, além de ser popular no país.
Carter E o que ele falou?
Sarah Ele tem uma turbina eólica no telhado de casa. Na semana que vem,
nós anunciamos. Acabou.
Vamos pedir um vinho?
Carter sorri para eles.

Na Liberty
Colin sai do provador de roupas. Ele está usando um terno bem caro, camisa e
gravata, com sapatos novos. Ele cortou o cabelo também. Sua aparência é fantástica.
Jasmine Uau.
Colin Está legal?
Jasmine Você é outra pessoa.
Liberty Como está se sentindo?
Colin Eu não sabia que roupa podia cair tão bem assim.
Jasmine Quanto fica tudo? Tudo isso.
Liberty pega uma calculadora.
Liberty Bom, com o terno, os sapatos, a gravata, a camisa. As abotoaduras, o
colete, a capa de proteção, você vai querer uma, as meias, os
cadarços...
Cinco mil libras e quarenta e quatro pence.

99
Colin Caralho.
Jasmine Essa é a questão, na verdade.
Liberty. O que você acha?
Liberty Do quê?
Jasmine Você pagaria?
Liberty Ah.
Liberty olha para ele.
Quando vocês entraram aqui, eu achava que ele era seu pai.
Um desses homens que a gente vê na Wetherspoons45, que
normalmente fedem a suor.
Mas agora ele está todo alinhado. Sabe o que mais?
Eu acho que sim.
Jasmine Colin.
Cartão de crédito.
Sarah, Tom e Carter.
Carter Tom, você tem computador?
Tom Tenho.
Carter Telefone?
Tom Claro.
Carter Dirige carro?
Tom Vamos ao que interessa?
Carter Tudo isso foi desenvolvido almejando o lucro. É assim que
progredimos. Mas a Sarah acha que chegamos, pela primeira vez, a
um certo momento da existência em que temos que parar, e andar
para trás. Ela acha que este momento é completamente diferente do
que tudo o que já aconteceu.
Tom Mas o mundo está / diferente. Ele tem limites.
Carter Vai haver mais trânsito aéreo, Tom. Porque as pessoas querem. As
pessoas têm o direito. De ser livres, de fazer suas próprias escolhas.
Tom O que é mais importante, um fim de semana de sacanagem em
Amsterdã ou a nação inteira de Tuvalu46 afundando debaixo d’água?

45
Cadeia inglesa de pubs, com mais de 900 filiais em todo o país.
46
Tuvalu é um Estado da Polinésia formado por um grupo de nove atóis, antigamente chamado Ilhas
Ellice.

100
Seis voos por ano para uma segunda residência, ou famílias inteiras
morrendo de fome na Eritreia?
Carter Eu admiro sua paixão Tom, e você é nitidamente um garoto
brilhante, com um enorme potencial, mas é isso mesmo o que você
quer fazer? Você pode vir comigo daqui pouco, e eu te mostro o
gabinete, te pago as contas da universidade, e em pouco tempo você
vai estar comendo em restaurantes iguais a este, com pessoas
bonitas, respeitado, com todos os recursos de que você precisa para
proteger as pessoas que você ama. Ou você pode acabar servindo
mesa em restaurantes iguais a este, no sufoco, com dificuldades
financeiras, engatinhando devagar para chegar em último lugar. A
Sarah acabou de tomar a decisão errada, existem tantas mulheres
iguais a ela, solitárias, passadas, sem filhos, mas ela precisa de um
projeto, então agora todos nós nos tornamos os filhos-da-puta dos
filhos dela, idiotas e carentes e precisando de proteção, e tudo bem,
ela não é ninguém, ela vai ser esquecida, mas ainda não é tarde
demais para você, Tom. O que você acha?
Sarah O Tom conseguiu o que ele queria.
Tom O quê?
Sarah Este é um dia bom para ele.
Tom Isso não é / o que eu queria.
Sarah Tanto quanto eu, ele só quer que as coisas sejam justas.
Carter Então você não está gostando do restaurante, Sarah? Ou do bar de
ontem à noite? De sua casa enorme? / Férias deliciosas?
Sarah Eu não estou negando às pessoas seu estilo de vida, mas –
Tom Por que / não?
Sarah Tem que haver um equilíbrio entre –
Carter Você precisava ver o salário que nós oferecemos a ela. E nós nunca
perguntamos duas vezes, então –
Sarah Eu preferiria comer minha própria merda a ter que trabalhar pra
você.
Carter Tipo de coisa que você faria, realmente. E de qualquer maneira, você
acha que seus capachos vão assinar embaixo? Acho muito –
Um pedaço de pão acerta Carter.
O quê.
Tom Cala a boca, porra.
Atirado por Tom, que está de pé. Sarah sorri.
101
Sarah Belo lance.
Ele atira outro pedaço em Sarah.
Sarah Ei, eu estou do seu lado.
Tom Total interrupção da expansão? Eu estou muito longe de estar do seu
lado.
Não devíamos voar e pronto.
Carter Ah, agora, está vendo?
Sarah Vamos parar enquanto estamos / na frente.
Tom Nenhuma expansão ainda significa milhares de voos a cada dia. Vocês
tiveram a vida inteira pra cuidar do planeta, e vocês não fizeram
absolutamente nada. Agora, de acordo com os melhores cientistas,
temos somente mais cinco anos antes que seja tarde demais, então
vocês vão me desculpar se eu não esperar até as próximas eleições,
vocês vão entender se eu já não tiver mais paciência. Porque
enquanto vocês continuam a ter suas conversas iguais a esta, em
restaurantes londrinos, em saguões do governo e jardins de Notting
Hill47, enquanto vocês ficam exibindo suas pequenas turbinas eólicas,
e enquanto vocês conversam e conversam, vocês continuam não
fazendo porra nenhuma. E enquanto isso, o relógio está andando, as
capotas polares estão derretendo, pessoas estão morrendo, e vai ser
a minha geração quem vai pagar o preço, bem depois de vocês dois
terem morrido, então eu acho que agora é o momento de mudança.
Agora mesmo. Eu vou trepar sim com mais irmãs de políticos eleitos,
eu vou me algemar em alguma linha de trem, vou atacar a polícia,
mandar ameaças de bomba. Até que alguma coisa seja feita, alguma
coisa de verdade, eu vou contribuir para a nobre e longa tradição da
ação direta.
Ele pega um prato e o espatifa no chão.
Existem crianças morrendo que não deviam estar morrendo. Estilo
de vida? Foda-se o seu estilo de vida.
Ele chuta uma cadeira.
Filhos da puta. Todos vocês. Ficaram com vergonha?
Pois deviam ficar.

47
Notting Hill é um distrito de Londres que pertence ao borough de Kensington e Chelsea, localizado a
centro-oeste da cidade e próximo à beira norte do Hyde Park. Notting Hill é um dos mais charmosos e
típicos distritos residenciais de Londres.

102
Tom vai embora. Carter sorri. Sarah bebe seu vinho.
Um músico de rua aparece e começa a tocar.
Freya agora está andando com Peter ao lado das Casas do Parlamento.
Freya Meu pai diz que, daqui alguns anos, as pessoas vão olhar para trás,
para as ruínas de Londres, quando a cidade estiver submersa, e os
velhos vão dizer, ‘você se lembra de quando descíamos a Oxford
Street48? Das vistas da Catedral de St Paul?’ Nesse tempo vai haver
ondas de calor, tempestades, até mesmo este terremoto pode ser
causado por nós, eles acham. Alguma coisa a ver com placas de gelo
se espatifando no mar. Diminuindo quantidades de sedimento entre
as placas tectônicas.
Peter Eu acho que é Deus.
Freya O quê?
Peter Você não acha que, se existe um Deus, ele ‘tá puto da vida? Que nem
quando você deixa uma xícara usada dentro do quarto por muito
tempo e começa a nascer aquele monte de pus verde horrível. Você
joga fora quando isso acontece, não joga? Você compra uma nova.
Começa de novo.
Steve está na Victoria Station49, um homem vestido de urso polar se aproxima dele.
Ele está segurando um balde de dinheiro.
Steve Eu estou com pressa.
Urso Polar Eu estou morrendo.
Steve Você sabe onde fica o metrô?
Urso Polar Eu sei que todo o meu habitat está desaparecendo por debaixo do
metrô, isso eu sei.
Steve Tudo bem, dá licença.
Urso Polar Icebergs derretendo, ecossistemas inteiros erradicados, você poderia
contribuir com algumas libras?
Steve Estou sem troco.
Urso Polar Eu faço uma dancinha.
Steve Dá pra sair da minha frente?
Urso Polar É uma dança bacana.

48
A Oxford Street é uma importante avenida na área central de Londres. Com mais de 300 lojas, é a rua
comercial mais movimentada de toda a Europa.
49
A Victoria Station é uma estação do sistema de transportes de Londres, composta por serviços
de trens, ônibus e do metrô londrino.

103
Steve Quem é você, porra?
Urso Polar É a semana do estudante50. Greenpeace.
Steve Será que dá pra você sair / da frente, porra –
Urso Polar Alegre-se, pode não acontecer nunca mais.
Steve se debate com o urso, e o empurra da sua frente, passando por ele.
Um Homem Jovem, sujo e suado, corre até Freya e agarra seu braço.
Homem Jovem Por favor! Por favor.
Freya Ai. Você... Como foi –
Homem Jovem Desculpa, mas meu filho! Meu filho está no hospital, eu acabei
de descobrir, eu preciso da passagem de ônibus pra ir até o
fim da rua, eu não tenho nenhum... troco... desculpa, estou com
muita pressa, desculpa de verdade. Merda. Merda.
Freya Você me pediu isso ontem.
Homem Jovem O quê?
Freya Por causa do seu filho. Eu te dei cinco libras. Você disse exatamente a
mesma coisa.
Homem Jovem Ah. Certo, é, é.
Freya Você não... tem filho, não é?
O Homem Jovem olha para ela – claro que ele não tem. Ele sai correndo – o Urso
Polar também vai embora. Uma barulheira.
Peter Deprimente, né?
Freya olha para Peter.
Freya Peter. O que está acontecendo?
Peter O quê?
Freya Não faz sentido você estar me seguindo assim.
Peter Eu tenho altos índices de transtorno do espectro autista51. É o tipo de
coisa que eu faria, sim.
Freya Você não me convence nem um pouco. Sua voz já não devia ter
rachado na sua idade52?

50
No original, Rag Week, uma semana nas universidades britânicas durante a qual são organizados
shows alternativos e gincanas para angariar fundos para caridade e instituições não governamentais.
51
O espectro autista é um espectro de condições psicológicas, caracterizado por anormalidades
generalizadas de interação social e de comunicação, uma gama de interesses muito restrita e
comportamento altamente repetitivo.
52
Ela está se referindo à mudança de registro de voz nos meninos, durante a adolescência.

104
Peter É, é verdade, já devia ter rachado sim.
Freya Isso. Então.
Peter Eu acho que eu tenho algum tipo de missão. Vai ver que tem a ver
com o terremoto. Às vezes as pessoas imaginam uma figura que
representa a morte, um mensageiro de más notícias, um homem que
vai guiá-las desta vida para uma próxima. Eu posso ser Pedro, nas
portas do céu.53
Freya Minha versão da morte é um moleque irritante de quatorze anos com
dificuldades de comportamento?
Peter Ele assume várias formas.
Freya se afasta dele, irritada.
Peter Ou talvez eu seja um arauto.
Freya O que é que eu devo fazer?
Peter O Peter Rabbit54. Na toca do coelho.
Freya Eu não sei por que eu estou aqui, ou onde eu estou, eu não quero o
bebê –
Peter Dona –
Freya – mas eu não consigo me livrar dele, minha família me odeia, nenhum
amigo me telefonou a semana inteira.
Peter Dona –
Freya Eu sou um fracasso, uma fodida, eu, sozinha. Uma porra de um
FRACASSO total.
Ela olha para a sua barriga.
Eu não quero você! Sua porrinha de...
Ela bate nela.
Peter Dona! Eu ‘tô sentindo.
Freya O quê?
Peter É a hora.

53
Referência ao apóstolo Pedro (em inglês, Peter). São Pedro é conhecido como guardião das portas do
céu, protetor das viúvas e dos pescadores.
54
Referência ao personagem Peter Rabbit, ou Pedro Coelho. A História do Pedro Coelho é um livro
infantil, escrito e ilustrado por Beatrix Potter, que conta a história de um coelho travesso que se envolve
em uma aventura pelos jardins do senhor McGregor. Traduzido para de 36 línguas, o livro alcançou, ao
longo das décadas, a surpreendente marca de 45 milhões de exemplares vendidos, garantido um lugar
para A História de Pedro Coelho na lista dos livros mais vendidos de todos os tempos.

105
Freya Peter, já chega!
Peter Eu sou uma onda portadora.
Freya Uma o quê?
Peter Alguém está querendo falar com a senhora e está me usando para
fazer contato.
Este é o momento em que... Chegou a hora. O momento é este.
Freya O momento?
Peter começa a tirar seu capuz e seus óculos.
Peter Este é o momento em que...
Em quem você mais pensa?
O momento em que...
Em quem você pensa o tempo todo?
Freya Eu não –
Peter Em quem você está pensando neste exato momento?
Freya Na Emily.
Peter Na Emily, sim, então este é o momento, este é o momento em que
eu... mando o Peter embora.
Peter solta seu cabelo.
Agora se revela como uma garota de dezesseis anos.
Emily Oi, mãe.

Uma pausa longa.

Elas olham uma para a outra.

Freya começa a chorar. Aterrorizada. Ela recua.


Emily Mãe –
Freya Eu não... – Ai meu Deus... você está crescida. Ai, meu Deus.
Emily parece chateada.
Freya se recompõe e tenta sorrir.

106
Freya Desculpa.
Desculpa.
Seu cabelo.
É mais ou menos igual ao meu.
Emily Parece que meu nariz é igual ao do papai.
Freya É.
Emily O senso de direção também.
Elas se olham.
Freya Eu devo estar com uma cara de merda pra você.
Emily Mãe, tem uma coisa que eu preciso te falar.
Freya olha para ela.
É importante.
Freya estende a mão e toca em seu braço.
O que você está fazendo?
Freya Talvez a gente pudesse, ir tomar um café. Você gosta de café?
Emily A gente não tem tempo.
Freya Mas isso é o que as mães e as filhas fazem. Elas vão tomar café juntas.
Elas conversam. Não temos tempo antes do quê?
Emily A gente precisa ir.
Freya segue Emily.
Jasmine e Colin estão andando pela margem do rio.
Colin Londres está diferente. Eu me sinto bem. Eu podia fazer qualquer
coisa.
Jasmine Cinco.
Colin Cala a boca.
Jasmine Cinco garotas até agora, te paquerando.
Colin Por que é que eu nunca fiz isso?
Jasmine Quantas mais antes de hoje?
Colin Quando eu tinha vinte anos, uma garota veio por trás de mim e
beliscou minha bunda, obviamente ela deve ter me achado bonito de
costas, mas quando ela me virou e viu meu rosto, ela soltou um
‘urrgh’ e foi embora.
Jasmine Você teve uma vida dura, não teve?

107
Colin Que se foda.
Jasmine É isso aí. Você sabe pra onde a gente está indo?
Colin Sim. Para o South Bank55. Por aqui.
Uma mulher passa e dá uma encarada em Colin.
Jasmine Seis.
Colin Cala a boca.
Freya e Emily.
Freya Então... do que você gosta?
Emily Futebol.
Freya Você tem namorado?
Emily Você quer saber se eu sou sapatão?
Freya Não. Eu só.
Emily Eu jogo futebol, então eu devo ser sapatão.
Freya Não. Eu não quis dizer isso.
Emily Tá bom.
Freya O que você quer fazer quando crescer?
Emily Não é bem assim.
Freya Como assim?
Emily Eu vou terminar a escola, devo arrumar um emprego em algum
lugar...
Freya Ambições...?
Emily Não tem por que, não é verdade? Quer dizer, não tem pra onde ir.
Você não entende. Olha só pra você.
Freya Puta que pariu, Emily, o que foi que eu fiz?
Emily O que foi que você fez?
Freya Por que você é desse jeito?
Emily ‘Tá de brincadeira?
Freya Ai, meu Deus. Eu sou uma mãe de merda, não sou?

55
O South Bank é uma área no centro de Londres, localizada imediatamente na margem sul do Rio
Tâmisa, onde está localizado o Southbank Centre, um dos maiores centros de arte do mundo, que inclui
o Royal Festival Hall, a Hayward Gallery, o Queen Elizabeth Hall, a Purcell Room e o National Theatre.

108
Emily Quando você bebe sim, você senta no sofá e pede desculpa, uma vez
atrás da outra. ‘Desculpa, desculpa Emily’. Daí você dorme, derrama
bebida em todo lugar. Eu tenho que te levar pra cama.
Freya E o seu pai?
Emily Papai foi embora há tempos. Só vejo ele de sábado.
Vem. A gente ‘tá quase chegando.
Emily guia Freya adiante.
Steve está no South Bank.
Uma Corredora está fazendo jogging a caminho do trabalho.
Steve Por favor.
Ela para.
Eu fiquei de... me encontrar com alguém em frente ao teatro, onde
fica o... teatro?
Corredora É lá.
Steve Onde?
Corredora Lá.
Steve Atrás do estacionamento, você quer dizer?
Corredora Não. Aquele lá.
Aquele é o teatro.
É moderno.
Bom... pelo menos era. Parecia.
Steve para e espera.
Freya e Emily estão andando pela Ponte de Waterloo.
Emily Você sabe onde colocaram a London Eye56 agora?
Freya Não.
Emily Em Bath57.
Freya Por quê?
56
A London Eye, também conhecida como Millennium Wheel (Roda do Milênio), é uma roda-gigante de
observação. Situada na cidade de Londres, à beira do Rio Tâmisa, foi inaugurada no ano de 1999 e é um
dos pontos turísticos mais disputados da cidade.
57
Bath é uma cidade do sudoeste de Inglaterra, localizada no Condado de Somerset. É muito conhecida
pelos seus banhos termais que provém de três nascentes. Diz-se que a cidade foi criada devido aos
romanos terem ali descoberto uma água com propriedades milagrosas (curativas), no qual o Império
Romano construiu termas. Ainda hoje a água proveniente de suas nascentes é considerada curativa para
muitas doenças.

109
Emily Boa pergunta. Depois da inundação ela ia seguir em turnê, mas
ninguém tinha dinheiro, então fizeram uma votação pública e
escolheram Bath. Você já foi pra lá?
Freya Não.
Elas param.
Emily Então, o que você fez?
Freya Quê?
Emily O que você faz? Diariamente.
Freya Eu... na verdade eu não... eu acho tudo tão...
Emily Você acha tudo demais da conta.
Freya Isso.
Emily Você não consegue aguentar.
Freya Eu nunca achei tão fácil quanto diziam que a gente deve achar.
Emily está olhando para a vista.
A gente já parou então?
É aqui aonde você queria me trazer?
Por que eu tive que vir pra cá?
Emily Você mandou um torpedo pro Papai, não foi?
Freya Sim, mas –
Emily E pra Jasmine, e pra Sarah.
Freya Pra se encontrarem comigo. Eu quero conversar com eles, eu não –
Emily Olha onde estamos. Ponte de Waterloo.
Freya Você quer dizer que –
Emily Você queria que eles vissem você. Mamãe, a cada ano as coisas vão
ficando piores pra mim. Já entraram em casa duas vezes este ano, e
você não pagou o seguro, então lá se foi o computador. Ninguém tem
emprego. A rua está suja, um sem-teto mora na casa ao lado, e tem
um acampamento de gente no meio do parque. Estão achando que
vai ter uma guerra daqui a pouco em algum lugar da Europa, porque
os imigrantes não param de chegar, e não têm pra onde ir, e estão
começando uma rebelião. Mãe. Eu odeio tudo isso. Você também. Eu
estou no meu quarto, debaixo das cobertas, neste exato momento,
tentando desesperadamente te mandar um torpedo. É o que você
está me dizendo. É o que você está dizendo que deveria ter feito, por
nós duas.

110
Freya Desculpa, eu tenho tentado, de verdade.
Emily Ainda dá tempo. É só subir na grade de proteção.
Freya olha para ela.
Daí sobe na grade.
Já já você se acostuma. Respira. Estou sentada dentro de você.
Aquecida e feliz, e eu não vou saber nada a respeito disso tudo. Você
tem meu total apoio pra se atirar. É melhor você fazer isso. Eu juro.
Freya olha pra fora.
Respira. Daí, imagina que tem um degrau. É só pisar nele. Dizem que
a maioria das pessoas morre de choque antes mesmo de atingir a
água.
Algumas pessoas se agrupam, a uma distância para assistir.
Emily fica no meio delas, desaparece na multidão.
Freya Emily?
Transeunte 1 Quem é essa?
Transeunte 2 Não sei, ela subiu lá, olha pra ela.
Transeunte 1 É.
Freya Emily...?
Transeunte 2 É só uma daquelas mulheres.
Transeunte 1 / É, meu Deus.
Freya Emily, por favor!
Transeunte 1 Por que ela não para de gritar?
Transeunte 2 Vai saber? Emily! Porra! Desculpa – eu não devia rir. Alguém
já chamou a polícia?
Steve está no South Bank.
Jasmine e Colin chegam.
Steve Ela mandou mensagem pra você também?
Jasmine Mandou, mas ela não disse que você vinha também, eu podia ter
deixado só com você.
Steve Colin, você está tão –
Colin É.
Steve Ela devia estar aqui, devia estar aqui agora, mas –

111
Jasmine Ela se distrai com cores fortes. Não encana, é bem normal. Ela vai no
tempo dela. Ah, não.
Sarah aparece.
Sarah Típica reunião de família. Steve, ela disse que você estava viajando.
Steve Eu estava.
Sarah Ela mandou mensagem pra todo mundo. O que aconteceu com seu
cabelo?
Colin ‘Tá bem.
Jasmine O Colin tem uma coisa / pra te falar.
Sarah Então, onde está ela?
Steve Não sei.
Sarah Arrasta todos nós pra cá, daí ela própria não aparece, / bem típico.
Steve Eu esperava que ela estivesse / esperando, mas –
Sarah O que você quer dizer com o Colin tem uma coisa / pra me falar?
Steve Alguém falou com ela? Oi. / Alguém efetivamente falou com a Freya?
Sarah Colin?
Colin Talvez a gente devesse –
Sarah Eu não peguei o trabalho. Você tinha razão. Eu recusei.
Jasmine Ele quer o divórcio.
Sarah Ah... você... Puta que pariu, Jasmine, ele compra um paletó novo e
você acha que ele está tendo uma crise de meia idade. Ele não quer o
divórcio, nós apenas –
Jasmine Pergunta pra ele.
Sarah Eu não vou perguntar pra ele.
Jasmine Pergunta pra ele.
Colin Acho que talvez a gente pudesse...
Sarah O quê? Pudesse o quê?
Colin Acho que talvez a gente pudesse.
Sim.
Steve Aquela é...
Jasmine O quê?
Sarah Nós não, nós não vamos falar a respeito disso aqui.
Jasmine Você quer dizer / na –
112
Steve / Sim.
Sarah Na frente dela e de todo mundo. Nós precisamos –
Colin Sarah.
Jasmine /porra, porra, cala a boca. Cala a boca.
Sarah Eu não vou fazer isso agora.
Jasmine Na ponte.
Sarah O quê?
Steve Freya...
Todos olham.
Uma multidão se aglomerou na ponte – o trânsito passa. Barulho. Um Policial
chegou.
Freya Em 1844 a Ponte de Waterloo era chamada de ponte dos suspiros,
tinha tantos suicídios.
Policial Freya, escuta.
Freya Era um fenômeno na época, o número de pessoas que achavam que
não valia mais a pena. Thomas Hood58 escreveu um poema sobre
uma moradora de rua que se atirava daqui.
Policial Você não vai se atirar.
Freya Mais uma Infeliz,
Policial Eu quero que você volte / pro outro lado da grade.
Freya Fraca ao respirar, Precipitada e importuna,
Policial Freya...
Freya Vai a morte encontrar.59
Transeunte 2 / Vai logo. Puta que pariu, acaba logo com isso.
A multidão ri.
Freya Não procure saber ao fundo
A turbulência de seu mundo
Sem calma e sem alma:
Transeunte 2 PULA PULA PULA PULA...!

58
Thomas Hood (1799-1845) foi um poeta, novelista, ensaísta, comediógrafo, editor, literato e
gravador britânico. Sua constituição fraca e saúde debilitada foram vencidas pela veia poética e pelas
obras humorísticas. Foi editor e colaborador de inúmeros periódicos.
59
Citação do poema The Bridge of Sighs (A Ponte dos Suspiros), de Thomas Hood. No original: “One
more Unfortunate, Weary of breath, Rashly importunate, Gone to her death.”

113
Freya Lavada na desonra,60
Porra porra merda...
A multidão grita em coro. O telefone de Freya está tocando. Ela atende.
Steve Amor, sou eu. Estou aqui. Estou te vendo.
Freya Steve... Eu estou com medo. Mas eu não posso... Eles...
Freya grita. Alguém na multidão começa a tocar a música ‘Jump’ de Kris Kross. A
multidão grita em coro.
Steve Por favor. Sobe / de volta.
Freya Quem era sua mãe? /
Ela tinha uma irmã?61
Steve Se acalma. Escuta. / Eu estou indo aí.
Há um estrondo que abafa todo o resto do barulho. O chão estremece. Um terremoto.
A ponte está se mexendo.
Freya E se atira destemida –
Não importa quão fria a partida
Corre o rio / rascante –62
Steve Por favor não. Freya. / Eu sei qual é o problema.
Freya Gelada inumanidade, / Incandescente insanidade,63
O estrondo está bem alto agora. A Terra está se movendo.
Freya Steve. Eu não sei o que fazer. Eu não quero o bebê, eu realmente não
posso ter um bebê.
Steve A gente vai resolver isso –
Freya Tem um barulho. Está se mexendo. Tremendo. A ponte. Tudo está se
mexendo!
Steve Segura e / só espera ou
Freya Eu não quero segurar – eu não consigo esperar mais – é tarde demais!
É importante. Onde você estava! É ele!
Steve Não, não.
O terremoto está muito alto.

60
Idem. No original: “Make no deep scrutiny / Into her mutiny / Rash and undutiful: / Past all dishonour,”
61
Idem. No original: “Who was her mother? / Had she a sister?”
62
Idem. No original: “In she plunged boldly— / No matter how coldly / The rough river ran –”
63
Idem. No original: “Cold inhumanity, / Burning insanity,”

114
Freya Ai meu Deus, ai meu Deus, é o terremoto. Igual ao que disseram.
Eu não consigo, eu não consigo fazer nada.
Por favor por favor não. Ai meu Deus ai meu Deus.
Emily.
Está estourando.
Eu não consigo segurar! Eu... não consigo!
Ela escorrega.
Blackout.
Som de destruição.
Fim do Ato Quatro.

115
Ato Cinco

Prólogo

Enquanto o barulho vai diminuindo, uma animação é apresentada.


Vemos uma animação numa tela, que ilustra a história. O narrador é velho e sábio.
Narrador Dizem que nos velhos tempos, nos primeiros anos do século vinte e
um, a humanidade só pensava em si mesma. As pessoas roubavam da
terra e pilhavam os mares, matavam os animais, arrancavam os
minerais do solo e envenenavam o céu. E enquanto a Terra ficava
cada vez mais escura, o sol queimava mais forte, e o mar começava a
subir, as pessoas simplesmente fechavam os olhos e bebiam, e
dançavam, e tentavam ignorar sua destruição iminente.
Foi quando, na hora em que a humanidade mais precisava, que
Salomão chegou. Uma jovem mulher, acompanhada somente por um
fiel companheiro, fez suas malas, e veio para a cidade de Londres.
Depois de três dias, andando descalça, ela chegou à ponte sobre o rio,
no centro da Terra, e ela falou. Suas palavras proclamaram o novo
iluminismo.
Ela era jovem, e tão cheia de esperança e verdade que seu discurso,
suas palavras, o poder e a luz, foi retransmitido, repetido, por todo o
mundo, pelo rádio, pela televisão, por rumores poderosos e
instruções escritas, para cada homem e cada mulher no planeta e,
lentamente, lentamente, a maré regrediu. As pessoas ouviram e as
pessoas mudaram. Salomão passou o resto de sua vida viajando pelo
mundo, trilhando um novo caminho, nos mostrando o futuro, uma
nova maneira de viver.
E as pessoas do mundo foram felizes. Elas foram salvas e se
alegraram.
A tela vai ficando totalmente branca.

116
Certa Destruição
2525
Um espaço limpo e branco.
Freya está numa cama de solteiro branca. No fundo, está passando numa tela a
animação que acabamos de ver.
Uma Mulher aparece, ela se parece exatamente com Grace, e usa uma versão
branca do vestido de flores que usou no Prólogo do Primeiro Ato. Ela também usa um
véu.
Grace Freya.
Freya?
Freya acorda. Tenta se sentar.
Não, você não precisa se mexer.
Freya Eu estava dentro do rio.
Grace Você está bem agora.
Freya Estas roupas não são minhas...
Grace Como está se sentindo?
Freya Onde eu estou? Onde está todo mundo?
Grace Sou só eu. Tente se concentrar. Você dormiu por um tempo muito
longo.
Freya O que você quer dizer?
Grace Você está no futuro.
Freya Futuro?
Grace No ano dois mil quinhentos e vinte e cinco.
Freya Você está brincando.
Grace Você está viva. Você está aquecida. Você está bem. E agora você está
acordada.
Beba alguma coisa.
Aqui.
Um copo d’água.
Freya Quem é você?
Grace Sou a Grace.
Freya Minha mãe se chamava Grace.
Grace Sim.

117
Freya Mas ela morreu. Não teve nada que eles pudessem fazer. Foi câncer.
Grace Não existe mais câncer.
Freya Que bom.
Grace Não existem mais doenças nem dor, não existe mais sofrimento nem
morte, só existe paz. Paz e vida.
Grace acaricia o cabelo de Freya.
Freya Ela fazia carinho na minha cabeça assim.
Posso...
Freya retira o véu de Grace.
Mãe...
Grace Olá, Freya.
Freya Mãe!
Eu fiquei tão assustada! Eu não... eu não sabia o que fazer.
Freya a abraça e chora. Grace a abraça apertado.
Grace Você está bem.
Você está bem agora.
Hospital.
Freya está numa cama de hospital, num respirador, inconsciente.
Steve está olhando para ela.
Ele anda de um lado para outro.
Tim entra.
Tim Com licença.
Steve Sim?
Tim Sou o Doutor Marcus.
Steve Você é jovem demais pra ser um doutor.
Tim Não sou eu quem está cuidando da sua esposa.
Steve Eu não quis dizer –
Tim Não. O senhor tem razão. Sorte sua que não seja eu.
Ela veio ao hospital ontem à noite.
Steve Me falaram.
Tim Eu estava no meu plantão. Eu ganhei a confiança dela, sabe, nós
conversamos. Mas daí ela me olhou pelo vidro, eu achei que ela não
estivesse ouvindo, mas...

118
Steve O que você disse?
Tim Ela sabe fazer leitura labial.
Steve Eu sei que ela sabe fazer leitura labial, o que você disse?
Tim Pentelha maluca. Eu disse que ela era uma pentelha maluca.
Eu só queria dizer que sinto muito.
Steve Os médicos falam desse jeito o tempo todo a respeito dos seus
pacientes, não é verdade?
Tim Não, eles... nós temos...
Sim.
Nós falamos coisas assim a respeito dos pacientes o tempo todo, sim.
Steve
Tim Tem alguma coisa que eu possa fazer?
Steve A família dela está lá fora. Será que você pode... verificar que eles
estão tendo tudo que querem, dizer a eles o que está acontecendo,
dar a eles o que quer que eles precisem.
E mantê-los lá fora.
Eu não quero que eles entrem aqui.
2525
A música toca de novo. Grace entra.
Freya é colocada sentada na cabeceira da cama.
Freya Então o papai comprou uma daquelas coisas criogênicas64 e todos
nós estivemos congelados no limite da morte, você também,
revitalizados somente quando a ciência médica conseguiu o poder de
nos curar.
Grace sorri.
Grace Você está com uma aparência bem melhor.
Freya Eu me sinto melhor. Então o papai, e a Jasmine, e a Sarah, eles todos
finalmente vão estar aqui.
Grace Finalmente sim.
Freya Eu quero dar uma olhada aqui em volta. Vocês têm carros voadores?
Grace Não precisamos de carros.
Freya E robôs.

64
A criogenia é um ramo da físico-química que estuda tecnologias para a produção de temperaturas
muito baixas (abaixo de −150°C), principalmente até a temperatura de ebulição do nitrogênio líquido ou
ainda mais baixas, e o comportamento dos elementos e materiais nessas temperaturas.

119
Grace Você não faz ideia.
Freya Quando eu vou poder ver?
Grace Quando você estiver suficientemente bem.
Freya Estou bem, olha só.
Grace Temos algumas perguntas antes.
Freya Sobre o quê?
Grace Você assistiu o filme?
Freya Estou surpresa que vocês ainda tenham filmes, surpresa que vocês
não consigam fazer download dele dentro da minha cabeça ou coisa
parecida.
Grace Essa é a maior lenda que existe entre nós, e você é precisamente
daquela época, Freya. A data da sua preservação é quase exatamente
idêntica à de quando Salomão chegou, e você foi encontrada dentro
do rio, no lugar exato. Então, para nós, para todos nós, você tem uma
importância histórica vital.
Então.
Você chegou a conhecê-la?
Você chegou a ouvir Salomão falar?
Freya Eu não sei nada a respeito de Salomão.
Grace Isso é importante, você estava na ponte, naquela ocasião.
Freya Sim, mas –
Grace Por que você estava na ponte, se não fosse para ouvir Salomão?
Freya Eu... Salomão?
Grace Sim.
Freya Salomão. Na ponte.
Grace Você se lembra?
Freya Mamãe. Não é Salomão. É Sullivan.
Grace O quê?
Freya Sou eu. Eu andei tudo aquilo até a ponte, eu me coloquei bem no
centro da Terra.
Grace Mas Freya...
Freya Eu sou Salomão. Eu mudei o mundo.
Grace Freya, não pode ser você.
Freya Sou sim! Por que não?

120
Grace Porque você morreu.
E Salomão...
Salomão viveu.
Sarah e Colin estão no café do hospital. Sarah traz dois cafés.
Sarah Aqui.
Colin Obrigado.
Eles bebem.
Colin Como você está?
Sarah dá de ombros.
Eles bebem.
Sarah Você se lembra daquele paletó que você usou na festa da Suzie?
Colin O quê?
Sarah Acabei de pensar nele. Lembra? Tinha ombreiras.
Colin Tinha.
Sarah Era grande demais.
Colin Meu paletó da sorte.
Sarah Bom, era assim que você chamava ele –
Colin Era.
Sarah ‘Da sorte’ exatamente em que sentido?
Colin Chamava a atenção.
Sarah Você ficava com cara de idiota.
Colin Como eu dizia, a atenção.
Sarah Bom...
Colin Das gatinhas.
Sarah Gatinhas. Deus do céu.
Colin Chamou a sua atenção.
Sarah Você costumava dobrar as mangas.
Colin Nada de errado com isso, não nos anos oitenta.
Ele dobra as mangas do seu paletó.
Viu só?
Ela sorri.
Faz uma vista.

121
Ele as desdobra de volta.
Sarah Provavelmente acabou de destruir ele.
Colin O quê?
Sarah Esse paletó.
Colin Como assim?
Sarah É só... que ele... parece ser caro, provavelmente você não devia –
Colin Não é mais problema seu, não é verdade?
Sarah Colin...
Colin O quê?
Sarah Eu estava tentando –
Colin O quê?
Sarah
Colin A gente não devia falar sobre isso agora.
Sarah Quando você perdeu seu emprego, sim, eu provavelmente achei que
eu poderia compensar de alguma maneira. Eu sei que as coisas não
são mais como elas eram, eu sei que estou diferente nos últimos dias.
Mas eu não acho que seja tarde demais.
Eu vou mudar.
Sei lá.
Colin Você gosta deste terno?
Sarah Gosto, quer dizer...
Colin De verdade.
Sarah ...
Eu acho que não é muito... não é a sua cara.
Colin Eu adoro ele. De verdade.
Ele é sim, totalmente a minha cara.
Totalmente.
Sarah ...
Sarah estende a mão até ele.
Ele se afasta.
Sarah Você gosta de mim?
Quero dizer.
Você diz que se desapaixonou de mim
e
122
tudo... bem... está tudo...
Você não quer mais me ver.
Colin
Sarah Mas você acha que eu sou uma pessoa legal?
Porque, depois do que todo mundo disse.
A Freya.
E o que a Jasmine disse.
Eu não tenho mais ninguém.
Então isto aqui é tipo urgente.
Colin?
Você gosta de mim?
Colin Você mora numa casa de dois milhões de libras, com dois carros.
Você é uma ministra liberal-democrata num governo conservador.
Daí você me diz que quer fazer parte da diretoria de uma empresa
aérea multinacional. Não é que eu não goste de você, Sarah. Eu mal te
conheço.
A Jasmine tinha razão.
Sarah A Jasmine nunca teve razão a respeito de nada.
Colin ...
Sarah O que ela falou?
Colin As coisas mudam.
Eles olham um para o outro.
Freya e Grace. Freya está de pé agora.
Freya Então... então eu tenho que voltar e fazer o que eu tenho que fazer.
Grace Voltar? Freya, você não vai poder voltar. Aquele mundo foi reduzido
a pó, centenas de anos atrás. Isto aqui é tudo o que existe agora.
Freya Mas eu tinha que dizer alguma coisa. Era por isso que o Peter estava
lá. E a Emily. Eu não tinha que cair, eu tinha que falar. A multidão
estava lá, pronta para escutar, eu tinha que passar a mensagem a
eles.
Grace Freya, venha aqui e sente-se um pouco.
Freya Mas eu estraguei tudo. Tem que haver alguma coisa que você possa
fazer.
Grace É tarde demais.
Freya Mãe!

123
Grace Sente-se!
Freya Não. Eu vou embora. Eu tenho que encontrar alguém que possa
ajudar.
Eu...
Ah.
Onde está a porta? Não tem porta.
Grace Não.
Freya Como a gente entra e sai daqui?
Grace Freya.
Freya O quê?
Grace Você não precisa ir a lugar nenhum. Está tudo bem aqui. Está tudo
perfeito.
Freya E cadê todo mundo? Você fica dizendo ‘achamos isso’, e ‘estamos
muito interessados’, mas eu vi só você. Devia ter centenas de pessoas
esperando pra falar comigo, eu sou importante historicamente,
lembra?
Grace Eu sou sua parente e cuidadora mais próxima, claro que sou eu quem
vai cuidar de você, e se você der tempo ao tempo você –
Freya Tem alguma coisa acontecendo.
Grace ...
Freya Por favor. Mamãe. Não mente pra mim.
Grace olha para ela.
Eu sempre sabia quando tinha alguma coisa errada.
Grace Você está com dor de cabeça?
Freya Como você sabe?
Grace Sente-se, comigo, na cama, e eu te explico.
Jasmine está na sala de espera.
Robert entra.
Jasmine Ahn. Esta sala é particular.
Robert Mesmo?
Jasmine Pagamos por ela.
Robert Tenho certeza que sim.
Jasmine Só gente da família, ok?
Ela olha direito para ele.

124
Ah. Merda. Merda.
Merda. Não te reconheci. Meu Deus. Vi fotografias, mas elas devem
ser de um século atrás. Você está... velho. Que pena a gente não ter se
encontrado numa situação diferente desta, não é verdade?
Robert Você se parece... mesmo –
Jasmine O quê? Aí vai você, dizem que você gosta de responder na lata, tudo
bem então, eu fiquei acordada a noite inteira, não ‘tô com a melhor
das caras. O quê? Eu me pareço mesmo com o quê?
Robert Com a sua mãe.
Jasmine Ah.
Robert Quando ela tinha a sua idade.
Ela está passada.
Jasmine Certo, muito bem. Bela tática. Eu me pareço com a minha mãe, você
‘tá querendo me – Isso deve te dar arrepios, então. A Sarah fala que a
mamãe nunca foi feliz, vivia chorando ela dizia, parece que a Freya
herdou esses genes.
Robert Olha, eu sei que tem muita coisa para / conversar mas –
Jasmine E eu herdei os seus, parece que eu tenho uma boca descontrolada
que faz a Sarah se lembrar de você, é, tem uma porrada de coisa pra
conversar, por onde você quer começar?
Robert A hora não é propícia.
Jasmine Nunca é, não é verdade? A hora nunca é propícia, pelo que parece.
Robert Jasmine –
Jasmine Um velho solitário filho de uma – olha só pra você –
Robert Você não é mais uma adolescente, então –
Jasmine Na verdade eu sou.
Robert Dá pra parar de –
Jasmine Tecnicamente eu ainda sou? Dezenove, se você estiver fazendo as
contas, o que você não deve estar fazendo, então – parar de quê?
Robert Parar de ser tão petulante, porra.
Jasmine Cara, dizem que você fica puto fácil, eu achava que queriam dizer em
horas, não minutos, olha só pra você, puta cara vermelha.
Robert Senta.

125
Jasmine Não sou eu que ‘tô ficando nervosa, Gandalf65, é você quem ‘tá
gritando, eu acho que não é permitido fazer isso aqui dentro, acho
que vou chamar a segurança.
Robert Eu odeio viajar de avião. Eu estou esgotado. Tudo bem. Você tem
dezenove. Eu tenho setenta. Senta e cala a boca. Que roupa é essa?
Jasmine A roupa que eu quero usar, caralho.
Robert Você parece uma prostituta.
Jasmine Você fala assim com todo mundo?
Robert Falo. E você?
Jasmine Falo.
Um momento de respeito.
Robert Que bom.
Ele se senta.
Ela relutantemente se senta também.
Jasmine Li seus livros.
Robert E?
Jasmine Meio áridos.
Ele sorri.
Você disse pra ela se livrar do bebê.
Robert Eu disse a verdade pra ela, sim.
Jasmine Deve estar arrependido agora.
Um instante.
Robert Queria beber alguma coisa.
Jasmine pega uma garrafa de dentro da sua bolsa. Entrega a Robert.
O que é isso?
Jasmine Uzo.
Robert Ah.
Ele bebe no gargalo. É horrível.
Quer um pouco?
Ela pega a garrafa. Bebe. Eles continuam a compartilhar a bebida.

65
Gandalf, por vezes ‘Gandalf, o Cinzento’ ou ‘Gandalf, o Branco’ é um personagem fictício das obras da
série O Senhor dos Anéis, do autor e filólogo britânico J. R. R. Tolkien.

126
Robert Eu devia ter colocado meu trabalho em primeiro lugar, desde o
começo. É disso que eu me arrependo.
Jasmine Mesmo com a Freya estando quase morta.
A Sarah ‘tá toda fodida, se separando.
E eu... bom... olha.
Mesmo com tudo isso?
Robert Por causa de tudo isso, exatamente.
Eu não devia ter tido nenhuma de vocês, pra começar.

Jasmine Então por que veio aqui agora?


Robert Pra me despedir.
Jasmine Ela não ‘tá –
Robert Está. Pelo que eu sei, ela não tem muita chance.
Jasmine Não, vai tomar no cu, você não sabe, se alguma coisa tivesse
acontecido o Steve teria falado, você não sabe de porra nenhuma.
Puta que pariu. Eu achava que você era mais alto. Nós todas somos
altas. Deve ter sido por causa da mamãe.
Robert Não. Sua mãe tinha a minha altura.
Jasmine Certo.
Robert Mas o cabelo dela era igual ao seu. As mãos.
Jasmine Que mais?
Robert ...
Jasmine O que tem na sacola?
Robert Um vestido que era da sua mãe. A Freya gostava dele, queria ele, anos
atrás. Eu não deixei. Eu achava que talvez eu pudesse...
Jasmine Um pouco tarde agora, porra.

Robert Você não é igual às outras duas.


Jasmine Não. Você teria gostado de mim.

127
Robert Sim.
Eu acho que eu teria.
Sarah entra
Sarah Você está aqui.
Robert Estou.
Sarah Vocês se conheceram.
Robert Nos conhecemos.
Jasmine Cadê o Colin?

Sarah O Colin foi embora.


Enquanto a próxima cena continua, Sarah senta com eles e bebe o Uzo.
2525.
Grace Às vezes, quando parte do cérebro de uma pessoa é danificada, ela se
torna incapaz de distinguir entre suas próprias partículas e as que
estão à sua volta. Ela não consegue enxergar os limites do seu corpo –
onde ela acaba e onde o mundo começa. Em vez disso, ela consegue
ver que nós somos parte de um sistema maior, de átomos se
esgarçando para frente e para trás durante bilhões de anos, ela
entende instintivamente que nós todos somos simplesmente pedaços
reciclados de uma criatura maior, e mais velha. Somos simplesmente
terremotos, nós mesmos, maravilhosas irregularidades da natureza
evolutiva do universo. Somos um ciclo. Um sistema. Nós morremos e
a Terra nos utiliza para alguma coisa nova.
Robert Jovem entra, vestido de branco, e traz um berço de rodinhas.
Sim, Freya, este é o futuro, e eu sou sua mãe. Mas este também é o
passado e o presente, e eu sou seu pai, suas irmãs, seus amigos, seu
marido, a mesa, a cama, o chão, somos todo mundo que é, que foi, e
tudo o que será. Sou a natureza em uma só. E você também é. Todos
nós somos.
Quando você caiu dentro do rio, Freya, você bateu a cabeça. Você
causou uma série de danos.
Freya Isto não é real.
Grace Seu cérebro está fazendo o que ele sempre faz. Tentando dar sentido
às coisas que ele está recebendo. O objetivo e o subjetivo. Misturando
imaginação, memória, informação.

128
Freya Eu estou sonhando.
Grace Você está a caminho.
Freya Pra onde?
Grace Estamos aqui para te ajudar.
Robert Jovem Freya. Olhe.
Som de um bebê chorando. Freya vai e olha para o berço. Ela procura em volta, mas
não há nada lá.
Freya Cadê ela?
Doutor Harris está com Steve, que está segurando o bebê.
Doutor Harris Você vai ter por volta de duas horas, depois que nós a
acordarmos. E, é claro, quando você falar sobre a situação
para ela, quando você explicar a ela o que vai acontecer, vai
ser um choque, ela pode não acreditar em você. Ela vai lutar
contra, mas eu vou estar aqui para ajudar, e dar a você tudo o
que precisar, para se despedir.
Tudo bem pra você, Steve?
Steve Sim.
Doutor Harris Você tem certeza disso? Nós não precisamos acordá-la, em
absoluto.
Steve Ela gostaria de ver a Emily. Ela gostaria de saber.
Doutor Harris Tudo bem então.
E quanto à família? Sei que eles estão aí fora.
Steve ...
Doutor Harris Eles vão querer estar aqui?
Steve
Doutor Harris Ou você prefere que seja somente você?
Uma Enfermeira visita a família – Jasmine, Sarah e Robert.
Enfermeira Vocês gostariam de entrar agora?
Está na hora.
A família entra.
A Enfermeira se senta numa cadeira, exausta. Liga o rádio. Uma música toca.
Um hino.
2525

129
Os dois mundos começam a se fundir.
Freya alucinada.
Freya Me acorda... por favor.
Grace Não.
Freya Por favor. Eu preciso voltar. Eu não posso ficar aqui. A Emily está
viva. Eu consigo escutá-la. Ela está me chamando.
Grace Freya. Você não pode.
Freya Eu me enganei. Eu preciso voltar. Voltar para a ponte.
Falar pra todos eles. Fazer o discurso. Percorrer a Terra.
Grace Não.
Freya Você não pode me impedir. Isto não é real. Eu tenho que acordar e
falar pra eles o que vai acontecer.
Freya vai até a cama, deita e fecha os olhos.
Grace Freya. Eu sinto muito.
Freya Agora!
Sim!
Agora!
Grace Acabou.
A música continua, os mundos ficando embaçados. A família está reunida em volta da
cama, Grace ficou de pé, levemente distanciada.
Não podemos ouvir o que está acontecendo – a música está tocando.
O Doutor Harris dá uma injeção em Freya. Ela acorda lentamente. Steve a beija.
Ela começa a falar rápido, e então nós vemos as pessoas lhe dando a notícia.
Ela não consegue acreditar. Steve a abraça. Ela chora.
A alguma distância disso... enquanto tudo isso acontece, Emily entra, aos dezesseis
anos, bastante diferente de como a vimos antes. Brilhante, otimista, inteligente.
Ela está usando o vestido de flores usado por Grace no prólogo da Parte Um. E ela
está carregando uma mochila. Ela a coloca na mesa.
Lentamente, o hospital desaparece, Emily vai ficando cada vez mais brilhante.

130
Epílogo
A cozinha de uma grande casa no interior oeste de Oxfordshire66. Noite. Em cima da
mesa há comida do lado de fora.
Dezesseis anos depois. 2026
Emily está guardando comida dentro de uma mochila.
Parte dela não cabe lá dentro. Na rearrumação, vemos um mapa, uma lanterna.
Batidas na porta.
Emily vai e abre a porta.
Tom entra, agora com trinta e cinco anos, um homem ao invés de um garoto. Ele está
mais bem vestido, pronto para uma longa caminhada. Ele tem confiança em si
mesmo.
Emily O papai está dormindo, então fica quieto.
Tom Que roupa é essa?
Emily Eu encontrei junto com as coisas da mamãe. Disse que ia guardar pro
meu aniversário de dezesseis anos. Gosto das flores.
Tom Tudo bem, mas você não pode usar esses sapatos.
Emily Tom, isso é comigo, tá bem? Só desta vez, eu vou estar no comando.
Tom Tá bem, tá bem.
Emily Talvez eu vá descalça...
Ela tira os sapatos.
Ah sim. Descalça, com certeza.
Tom Tudo bem, olha, eu andei pensando e acho que a gente devia dizer
pra eles o que você está querendo fazer, se ele acordar e você tiver
sumido, ele vai ter um troço. Sua tia vai me matar.
Emily Eu falei pra eles durante anos, um milhão de vezes, que quando eu
fizesse dezesseis anos, era isso que ia acontecer, não é culpa minha
se eles nunca acreditaram em mim.
Certo. Estou pronta.
Ela coloca a mochila nas costas.
Tom Escova de dente?
Emily Ok.
Tom Mapa?

66
Oxfordshire é um condado no sudoeste da Inglaterra.

131
Emily Ok.
Tom Discurso?
Emily Tudo aqui.
Tom sorri.
Emily Como eu pareço?
Tom Como Emily Sullivan.
Magnífica.
Ela sorri.
Ele sorri também.
Mas por favor...
Ela olha para ele, vai para a lousa da cozinha, e escreve, em letras grandes.
‘Fui pra Londres’
Ela sorri e eles saem.
Blackout.
Música final:
‘It’s The End Of The World As We Know It’ , de REM.
Fim da Peça.

132