Você está na página 1de 49

Teorias da Aquisição do

conhecimento
Construtivismo
Hamurabi Messeder
O que não é
construtivismo
• Quando se fala em construtivismo
dentro da educação, muitas pessoas
pensam que é uma teoria educacional;
• Método de ensino;
• Uma pedagogia;
• Tendência pedagógica;
• Técnica de ensino.

www.professorhamurabi.com.br
• A aquisição do conhecimento e
da linguagem não é um processo
caótico nem aleatório. Existem
teorias que desenvolvem o tema.

• O racionalismo construtivista é
uma delas.

www.professorhamurabi.com.br
• É uma teoria sobre a forma de
aquisição de conhecimento pelo
ser humano.

• Uma teoria de como o ser


humano aprende.

www.professorhamurabi.com.br
Teorias de
Aquisição do
conhecimento

EMPIRISMO RACIONALISMO

Behaviorismo Conexionismo Inatismo Construtivismo

Cognitismo
Jean Piaget

Interacionismo
Lev Vygostky
www.professorhamurabi.com.br
O Racionalismo

www.professorhamurabi.com.br
O Racionalismo
• O racionalismo é a corrente filosofica
central do pensamento liberal que
iniciou com a definição do raciocínio
que é a operação mental, discursiva e
lógica. Este usa uma ou mais
proposições para extrair conclusões se
uma ou outra proposição é verdadeira,
falsa ou provável.
• Afirma que tudo que existe tem uma
causa inteligível, mesmo que não possa
ser demonstrada de fato.

www.professorhamurabi.com.br
O Construtivismo
• Segundo Slobin, este seria um segundo
tipo de teoria inatista. Esta teoria
considera que o mecanismo responsável
pela aquisição de linguagem também é
responsável por outras capacidades
cognitivas (ressalte-se, no entanto, que o
construtivismo clássico, por excelência,
não é inatista).

• Existes duas vertentes construtivistas: a


cognitivista e a interacionista.

www.professorhamurabi.com.br
É preciso compreender, no entanto,
que hoje podemos falar de
construtivismo piagetiano,
vygotskyniano, walloniano, etc.

Mas as povas cobram basicamente os


dois primeiros.

www.professorhamurabi.com.br
O Cognitivismo
• Esta proposta teórica, que vincula a
linguagem à cognição, foi desenvolvida a
partir dos estudos de Jean Piaget.

• Piaget dá um grande valor para a


experiência, mas não se deve confundi-lo
com um empirista. Para ele, a criança
constrói o conhecimento com base na
experiência com o mundo físico, isto é, a
fonte do conhecimento está na ação sobre o
ambiente físico. Os estudos cognitivistas
sobre aquisição de linguagem foram
desenvolvidos por seus seguidores.

www.professorhamurabi.com.br
O Cognitivismo
Indivíduo e o meio físico
(PERSPECTIVA DESENVOLVIMENTALISTA )

www.professorhamurabi.com.br
• Consiste numa síntese das teorias
então existentes, o apriorismo e o
empirismo. Piaget não acredita que
o conhecimento seja inerente ao
próprio sujeito, como postula o
apriorismo, nem que o conhecimento
provenha totalmente das observações
do meio que o cerca, como postula o
empirismo.

www.professorhamurabi.com.br
A grande questão: Como os homens
O conhecimento não pode ser constróem
conhecimento???
concebido como algo
predeterminado desde o
nascimento (inatismo), nem
como resultado do simples Resulta das ações e
registro de percepções e interações do sujeito com
informações (empirismo). o ambiente onde vive.

Ao elaborar a Teoria Psicogenética, procurou mostrar


quais as mudanças qualitativas por que passa a criança,
desde o estágio inicial de uma inteligência prática
(período sensório-motor), até o pensamento formal,
lógico-dedutivo, a partir da adolescência.

www.professorhamurabi.com.br
• Para Piaget, o conhecimento é
gerado através de uma interação do
sujeito com seu meio, a partir de
estruturas existentes no sujeito.
Assim sendo, a aquisição de
conhecimentos depende tanto
das estruturas cognitivas do
sujeito como de sua relação com os
objetos;

www.professorhamurabi.com.br
• De fato, o sujeito não recebe diretamente as
informações mas reconstrói uma versão pessoal
dessas informações.

• O sujeito reconstrói os conhecimentos num


processo de assimilação e acomodação contínuo de
novos conhecimentos a antigos conhecimentos.

– Assimilação: os novos conhecimentos são assimilados aos


antigos. As estruturas cognitivas absorvam os novos
conhecimentos sem mudança.
– Acomodação: as estruturas cognitivas são adaptadas
para poder absorver os novos conhecimentos.

www.professorhamurabi.com.br
CONCEITOS:
1) Assimilação: o
Processo de Inteligência:
sujeito entra em
contato com o objeto
(com o meio), retira
informações e 2) Acomodação: os objetos do conhecimento
interpreta-as... apresentam propriedades e particularidades
assimila-as. que nem sempre são assimiladas
(incorporadas) pelos esquemas já estruturados
no sujeito. A este mecanismo de ampliação ou
modificação de um esquema de assimilação,
Piaget chamou de acomodação.
Assim, conhecer um objeto é assimilá-lo. No entanto, quando um objeto
apresenta certas resistências ao conhecimento, a organização mental se
modifica e a esse processo chamamos acomodação.

www.professorhamurabi.com.br
Explicando melhor

A aprendizagem ocorre quando a informação é


processada pelos esquemas mentais e agregada a esses
esquemas. Assim, o conhecimento construído vai sendo
incorporado aos esquemas mentais anteriores ou novas
que são colocados para funcionar diante de situações
desafiadoras e problematizadoras.

Piaget aborda a inteligência como algo dinâmico,


decorrente da construção de estruturas de
conhecimento que à medida que vão sendo construídas,
vão se alojando no cérebro.

www.professorhamurabi.com.br
O indivíduo usa as estruturas psíquicas que já possui. Se elas
não são suficientes, é preciso construir novas estruturas.
www.professorhamurabi.com.br
Isso é “Acomodação”.
• Na concepção piagetiana, a aquisição de
conhecimento só ocorre mediante a
consolidação das estruturas de pensamento
e portanto sempre se dá após a
consolidação do esquema que a suporta, da
mesma forma a passagem de um estádo a
outro está dependente da consolidação e
superação do anterior.

• Para Piaget, o desenvolvimento ocorre de


forma que as aquisições de um período
sejam necessariamente integradas nos
períodos posteriores.

www.professorhamurabi.com.br
• Sua teoria depende de 4 elementos:
• 1. Maturação do sistema nervoso central

• 2. Experiências físicas e lógico-


matemáticas

• 3. Ambiente social

• 4. Equilibração das estruturas cognitivas

www.professorhamurabi.com.br
Epistemologia Genética

• epistemo = conhecimento
logia = estudo

www.professorhamurabi.com.br
• Piaget propõe que o desenvolvimento
cognitivo passa por períodos,
estágios:

1. Sensório-motor ( 0 a 24 meses)
2. Pré-operatório (dois a sete anos)
3. Operações concretas (7 a 12 anos)
4. Operações formais.

www.professorhamurabi.com.br
• Para Piaget esses estágios são universais
(gerais e invariáveis) e, em cada um, a
criança desenvolve capacidades
necessárias para o estágio seguinte,
provocando mudanças qualitativas no
desenvolvimento. Para a aquisição da
linguagem, interessam os períodos
sensório-motor e pré-operatório.
• O primeiro é caracterizado pelos
exercícios reflexos, os primeiros hábitos,
a coordenação entre visão e apreensão e a
busca de objetos desaparecidos. O
segundo é marcado pela função simbólica e
pelas organizações representativas.

www.professorhamurabi.com.br
• Dessa forma, para que uma criança faça
uso do signo linguístico, é necessário que
ela “aprenda” que as coisas existem mesmo
que não estejam no seu campo de visão. Um
dos requisitos para adquirir a linguagem é a
permanência do objeto: um objeto existe
mesmo que não seja visto.

• O segundo pré-requisito é a representação.


O caráter representativo é inerente ao
signo. No final do período sensório-motor,
início do pré-operatório, encontra-se a
função simbólica (ou semiótica).

www.professorhamurabi.com.br
• Um dos aspectos linguísticos que mais
chamou a atenção de Piaget foi o
discurso egocêntrico. Para ele, as
conversações da criança são
egocêntricas ou centralizadas. (fala
consigo mesma).

• Não há intenção de se comunicar, não


há a preocupação com o interlocutor .
Por volta dos sete anos esse discurso
tende a diminuir, até desaparecer,
enquanto o discurso socializado ganha
espaço.

www.professorhamurabi.com.br
• São muitos os estudos sobre aquisição da
linguagem numa abordagem cognitivista.
Uma questão deve ser colocada a todos: a
noção de estágio. O estágio é geral,
invariável e cumulativo. Isso significa que
todas as crianças deveriam passar pelos
mesmos processos e na mesma ordem,
durante a aquisição.

• No entanto não é isso que se encontra.


Mesmo estudos que assumem estágios
falam de variações no processo de
aquisição ou de como crianças não passam
por determinados estágios.

www.professorhamurabi.com.br
Dois dos equívocos mais frequentes por parte de
alguns estudiosos, em relação à teoria piagetiana são:

1º) Piaget nunca desenvolveu uma teoria maturacional, ou


seja, que só considera os aspectos endógenos. Muito pelo
contrário, sua teoria é interacionista, considera e propõe a
articulação entre os aspectos internos e externos para o
desenvolvimento harmonioso do ser humano.
2º) Negação do social na teoria da inteligência. Esta é uma
afirmação completamente equivocada. O fato de não ter
aprofundado seus estudos sobre esse aspecto não significa sua
negação. Encontramos em sua obra referências a esse respeito.

www.professorhamurabi.com.br
O Interacionismo
• Vygotsky defende que o
desenvolvimento da fala segue as
mesmas leis, o mesmo
desenvolvimento que outras
operações mentais. O autor, no
entanto, chama a atenção para a
função social da fala, e daí a
importância do outro, do interlocutor,
no desenvolvimento da linguagem.

www.professorhamurabi.com.br
• Os estudos de base interacionista
apontam para o papel do adulto como
quem cria a intenção comunicativa,
como o facilitador do processo de
aquisição.

• Assim como Piaget, Vygotsky estava


interessado na relação entre língua e
pensamento.

www.professorhamurabi.com.br
• O autor propõe quatro estágios no
desenvolvimento das operações mentais:

1. Natural ou primitivo ( fala pré-intelectual e


pensamento pré-verbal)
2. Psicologia ingênua (a criança experimenta as
propriedades físicas tanto de seu corpo
quanto dos objetos, e aplica essas
experiências ao uso de instrumentos –
inteligência prática)
3. Signos exteriores (as operações externas são
usadas para auxiliar as operações internas
(fala egocêntrica))
4. Crescimento interior (operações externas se
interiorizam)

www.professorhamurabi.com.br
• Vygotsky aponta inicialmente para
dissociação entre fala e pensamento. Diz
que têm raízes genéticas diferentes.
Existe uma fase pré-verbal do pensamento
(inteligência prática), e uma pré-intelectual
da fala (balbucio e choro). Por volta dos
dois anos, fala e pensamento se unem e dão
início ao comportamento verbal.

• A fala passa, então, a servir ao intelecto, e


os pensamentos podem ser verbalizados.
São características dessa nova fase a
curiosidade da criança pelas palavras e a
ampliação do vocabulário.

www.professorhamurabi.com.br
• Outro aspecto importante dos estudos de
Vygotsky está relacionado ao uso da
palavra. Segundo o autor, para a criança a
palavra é parte integrante do objeto.
Defende que, no início, existe apenas a
função nominativa com uma referência
objetiva.

• Posteriormente, desenvolvem-se a
significação independente da nomeação e o
significado independente da referência.

www.professorhamurabi.com.br
• A fala egocêntrica, para Vygotsky, tem
características e motivações diferentes
do que para Piaget. Para Piaget, a fala
egocêntrica não tem função no
pensamento e desaparece quando a
criança se socializa.

• Para Vygotsky , a fala egocêntrica é um


instrumento de que a criança faz uso
para buscar planejar a solução de um
problema, e tende a ser interiorizada.

www.professorhamurabi.com.br
• As mesmas críticas em relação à
generalização de estágios aplicam-se aos
estudos interacionistas, ou seja, estes
também propõem um caráter geral e
invariável para os estágios propostos, o que
não se confirma nos dados.
• Para as propostas construtivistas, fica
ainda a questão de responder como a
criança passa de categorias cognitivas para
categorias puramente linguísticas, no
processo de aquisição de linguagem.
• FIORIN, José Luiz. Inrodução à lingüística. 4 ed. São Paulo: Contexto, 2005.

www.professorhamurabi.com.br
O que querem dizer os autores, professores, coordenadores
ou diretores de escola quando informas que a escola deles é
construtivista ou trabalha uma pedagogia construtivista em
linhas gerais?

• Querem dizer que nesta escola o aluno


participe ativamente do próprio aprendizado,
mediante a experimentação, a pesquisa em
grupo, o estímulo à dúvida e o desenvolvimento
do raciocínio, entre outros procedimentos.
Rejeita a apresentação de conhecimentos
prontos ao estudante, como um prato feito, e
utiliza de modo inovador técnicas tradicionais
como, por exemplo, a memorização.

www.professorhamurabi.com.br
• Daí o termo "construtivismo", pelo qual se
procura indicar que uma pessoa aprende
melhor quando toma parte de forma direta
na construção do conhecimento que
adquire. Enfatiza a importância do erro não
como um tropeço, mas como um trampolim
na rota da aprendizagem. Condenando a
rigidez nos procedimentos de ensino, as
avaliações padronizadas e a utilização de
material didático demasiadamente
estranho ao universo pessoal do aluno.

www.professorhamurabi.com.br
De onde vem, então, o
termo construtivismo?
• Quem adotou e tornou conhecida a
expressão foi uma aluna e colaboradora de
Piaget, a psicóloga Emilia Ferreiro. Nascida
na Argentina em 1936 e que atualmente
mora no México. Partindo da teoria do
mestre, ela pesquisou a fundo, e
especificamente. o processo intelectual
pelo qual as crianças aprendem a ler e a
escrever, batizando de construtivismo sua
própria teoria.

www.professorhamurabi.com.br
CONSULT - Consultoria Técnica Municipal Ltda.
CONCURSO PÚBLICO MUNICIPAL
Prefeitura de Nova serrana MG 2007
PROVA PARA PEDAGOGO II
• 6 - Tendo em vista a concepção construtivista sobre o processo de
evolução da língua escrita, marque a alternativa INCORRETA:

• a) A aprendizagem da língua escrita é concebida como a


compreensão do modo de construção de um sistema de
representação.
• b) Quando a criança começa representar uma sílaba por uma letra,
diz-se que ela está escrevendo de forma silábica.
• c) Quando a criança alcança o nível alfabético da escrita, diz-se
que ela já está alfabetizada;
• d) A escrita infantil segue uma linha de evolução
surpreendentemente regular, através de diversos meios culturais e
de diversas línguas.

• Gabarito: ( C )

www.professorhamurabi.com.br
• 19 - Marque a opção que define “conhecimentos
prévios” segundo a concepção construtivista:

• a) São os conhecimentos e informações que os


alunos possuem sobre o próprio conteúdo, como
também os conhecimentos que de maneira, direta
ou indireta, estão relacionados ou podem
relacionar-se a ele;
• b) São os conhecimentos intuitivos que os alunos
têm antes de estudar os conteúdos.
• c) São as hipóteses que os alunos levantam sobre
os assuntos que vão ser estudados.
• d) Todas as respostas estão corretas.
• Gabarito: ( A )

www.professorhamurabi.com.br
ESTADO DO PARANÁ
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
Edital nº 10/2007 – GS/SEED
Prova – 25/11/2007 - PROFESSOR PEDAGOGO
• 26 - As idéias sobre o desenvolvimento da inteligência, oriundas da
Psicologia, tiveram influência sobre as diferentes tendências pedagógicas.
Numere a segunda coluna de acordo com a sua correspondência com a
primeira:
• d) 3 – 1 – 2.
• 1. A capacidade cognitiva é um traço da hereditariedade. A educação e o
ensino não tem
• nenhum papel na produção ou desenvolvimento dessa capacidade
• 2. O fator determinante do desenvolvimento dos processos psíquicos são os
estímulos recebidos do meio. A educação tem como objetivo uma mudança
de atitudes.
• 3. O desenvolvimento cognitivo se realiza na forma de estruturas cada vez
mais complexas que resultam de uma construção subjetiva. O professor
proporciona ao aluno encontros com o objeto de conhecimento.
• ( ) Perspectiva Construtivista.
• ( ) Perspectiva Idealista
• ( ) Perspectiva Comportamentalista

www.professorhamurabi.com.br
• Assinale a alternativa que apresenta a numeração
correta da coluna da direita, de cima para baixo.

• a) 1 – 2 – 3.
• b) 3 – 2 – 1.
• c) 1 – 3 – 2.
• d) 3 – 1 – 2.
• e) 2 – 1 – 3.

• Gabarito: ( D )

www.professorhamurabi.com.br
ESPECIALISTA EM EDUCAÇÃO
PSICOPEDAGOGO
Estado do Amapá
Prefeitura Municipal de Santana 2007
17 – Sobre o conhecimento, segundo os estudos desenvolvidos por
Piaget, avalie as afirmativas a seguir: (todas corretas)
• I- É o resultado das ações e interações do sujeito com o ambiente onde
vive;
• II- É uma construção que vai sendo elaborada desde a infância, através de
interações do sujeito com os objetos que procura conhecer;
• III- É o resultado de uma inter-relação entre o sujeito que conhece e o
objeto a ser conhecido;
• IV- É o resultado da interação entre os sujeitos com o ambiente escolar.
Estão corretas apenas as afirmativas:
(A) II, III e IV.
(B) I, III e IV.
(C) I, II e III;
(D) II, III e IV.
(E) I, II e IV.

• Gabarito C
www.professorhamurabi.com.br
CONCURSO PÚBLICO
CEFET - CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CELSO
SUCKOW DA FONSECA/RJ
CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 001/2006, 002/2006 e 003/2006
CONSULPLAN CONSULTORIA LTDA
• 43) Para Piaget, o desenvolvimento cognitivo do
indivíduo ocorre:
• A) Através do aparecimento de uma nova possibilidade
orgânica nesse indivíduo;
• B) A partir do equilíbrio superior desse indivíduo;
• C) Através de ações destinadas a atribuir
significações;
• D) Através de constantes desequilíbrios e
equilibrações.
• E) Através da aceleração do processo de
aprendizagem;
• Gabarito D

www.professorhamurabi.com.br
Prefeitura municipal de Marica 2002
Fundação Euclides da Cunha de apoio Institucional à UFF
www.fundec.org.br

• 09 - Piaget considerou o desenvolvimento cognitivo


como uma adaptação ao meio. De acordo com esta
concepção, quando faz uma nova experiência, a
criança:
• A) recebe esforço positivo;
• B) associa o estímulo a uma resposta não condicionada;
• C) adapta-se, assimilando e acomodando-se;
• D) repete uma resposta circular primária;
• E) associa aprendizagem a um condicionamento.

• Gabarito:C

www.professorhamurabi.com.br
• 10 - A Psicologia do Desenvolvimento representa:
• A) um conjunto de teorias psicológicas que estuda o
desenvolvimento da criança;
• B) o estudo do desenvolvimento humano da infância à idade
adulta;
• C) o estudo feito pelos diferentes psicólogos
desenvolvimentistas;
• D) a atuação dos teóricos do desenvolvimento humano que
tentam demonstrar as diferentes etapas da criança e do
adolescente;
• E) uma abordagem para a compreensão da criança e do
adolescente, através da descrição e exploração das
mudanças que as crianças sofrem.

• Gabarito: E

www.professorhamurabi.com.br
CONSULT - Consultoria Técnica Municipal Ltda.
CONCURSO PÚBLICO MUNICIPAL
PROVA PARA PEDAGOGO II
• 20 - São consideradas condições imprescindíveis para que o
aluno realmente aprenda conceitos na escola: Todas as
respostas estão corretas.
• a) Possuir conhecimentos prévios com os quais possa conectar a
nova informação objeto da aprendizagem.
• b) Ter motivos relevantes que lhe permita encontrar sentido na
atividade de aprendizagem de conceitos, que o faça sentir
satisfeito e envolvido.
• c) Acreditar que a construção do conhecimento conceitual se faz
na interação com o outro e o avanço da mesma deve-se ao esforço
pessoal.
• d) Todas as respostas estão corretas.

• Gabarito: D

www.professorhamurabi.com.br
FUNDAÇÃO DE APOIO À EDUCAÇÃO, PESQUISA E EXTENSÃO DA
UNISUL
ESTADO DE SANTA CATARINA
PREFEITURA MUNICIPAL DE CAPIVARI DE BAIXO
Tubarão (SC), 07 de fevereiro de 2010.
PROVA DE PROFESSOR
• 12. Considere o seguinte texto:
• “A criança passa por três períodos de desenvolvimento mental. Durante o
estágio preparatório, dos 2 aos 7 anos de idade, a criança desenvolve certas
habilidades, como a linguagem e o desenho. No segundo estágio, dos 7 aos 11
anos, a criança começa a pensar logicamente. O período de operações
formais estende-se dos 11 aos 15 anos, quando a criança começa a lidar com
abstrações e raciocinar com realismo acerca do futuro”.

• O texto acima, elaborado por Moacir Gadotti, sintetiza o pensamento de:
• A. Paulo Freire.
• B. Maria Montessori.
• C. Jean Piaget.
• D. Carl Rogers.
• E. Emília Ferreiro.

• Gabarito: ( C )
www.professorhamurabi.com.br
GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA
SECRETARIA DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
CARGO: PSP
PROFESSOR NÍVEL 3 - PSICOPEDAGOGO

• 53. De acordo com a teoria piagetiana, a fase em que a


criança inicia a construção da relação causa e efeito bem
como as simbolizações, a chamada idade dos porquês e do
faz de conta, é classificada no estágio:
• A) sensório-motor.
• B) operatório concreto.
• C) pré-operatório.
• D) operatório formal.
• E) abstrato simbólico.

• Gabarito: ( C )

www.professorhamurabi.com.br
ESPECIALISTA EM EDUCAÇÃO
PSICOPEDAGOGO
Estado do Amapá
Prefeitura Municipal de Santana 2007
• 17 – Sobre o conhecimento, segundo os estudos desenvolvidos por Piaget, avalie as
afirmativas a seguir: (C) I, II e III;
• I- É o resultado das ações e interações do sujeito com o ambiente onde vive;
• II- É uma construção que vai sendo elaborada desde a infância, através de interações
do sujeito com os objetos que procura conhecer;
• III- É o resultado de uma inter-relação entre o sujeito que conhece e o objeto a ser
conhecido;
• IV- É o resultado da interação entre os sujeitos com o ambiente escolar.
• Estão corretas apenas as afirmativas:
• (A) II, III e IV;
• (B) I, III e IV;
• (C) I, II e III;
• (D) II, III e IV;
• (E) I, II e IV.

• Gabarito: ( C )

www.professorhamurabi.com.br