Você está na página 1de 6

Ciências Físico-químicas 7º ano

Movimentos da Terra e as suas consequências

A Terra descreve dois movimentos:


← Movimento de rotação - É o movimento em torno do seu eixo imaginário. O sentido é
o sentido direto (sentido contrário aos ponteiros do relógio). O período de rotação é
de 24 horas.
← Movimento de Translação - movimento elíptico em torno de Sol. O sentido efetuado
é o sentido direto (sentido contrário ao dos ponteiros do relógio). O período de
translação é cerca de 365 dias

Movimento de rotação Movimento de translação

Consequências do movimento de rotação:


← Sucessão dos dias e das noites - A Terra tem sempre uma metade iluminada pelo
Sol, onde é dia, e outra não iluminada, onde é noite. A sucessão dos dias e das noites
é consequência do movimento de rotação da Terra.

← Movimento aparente do sol - O


movimento aparente do Sol, de este
para oeste, é também consequência
do movimento de rotação da Terra,
de oeste para este, assim como o
movimento aparente das estrelas
durante a noite e a variação da inclinação) dos raios solares ao longo do dia.

Consequências do movimento de traslação:


← As estações do ano são consequência do movimento de translação, associado ao
facto da Terra girar inclinada em relação ao plano da sua órbita em torno do Sol. O
eixo de rotação da Terra faz um ângulo de 23° e 27' com a linha perpendicular ao
plano da órbita. Os equinócios e os solstícios dividem o ano em quatro partes – as
estações do ano. As estações do ano são opostas nos dois hemisférios.

Solstício de verão
Marca o início do verão em cada hemisfério. A duração do dia é a mais longa do ano.
Solstício de inverno
Marca o início do inverno em cada hemisfério. A duração da noite é a mais longa do
ano.
Equinócio de primavera
Marca o início da primavera em cada hemisfério. A duração do dia e da noite é igual,
12 h cada, em qualquer lugar da Terra.
Equinócio de outono
Marca o início do outono em cada hemisfério. A duração do dia e da noite é igual, 12
h cada, em qualquer lugar da Terra.

Como o eixo de rotação da Terra está inclinado, os raios solares, ao longo do ano, vão
incidir no mesmo lugar da Terra, com inclinações diferentes (quanto mais inclinados
menor o aquecimento).
Existe uma região ao longo da órbita da Terra em que o Pólo Norte não está
iluminado pela luz do Sol, enquanto o Pólo Sul recebe luz. Nessas alturas é inverno no
hemisfério Norte e verão no hemisfério Sul.

Solstício de junho Solstício de dezembro


A Lua: movimentos e fases

A Lua é o único satélite natural da Terra.

Movimentos
A Lua possui movimento de rotação em torno de si própria e
movimento de translação em volta da Terra.
A Lua dá uma volta em redor do seu eixo ao mesmo tempo que dá
uma volta em redor da Terra, em 27 dias e 8 horas.
A Lua volta para a Terra sempre a mesma face devido ao facto
do período de translação e de rotação da Lua serem iguais.
Só no ano de 1959 é que foi possível observar, através de
fotografias enviadas pela sonda Luna 3, a face oculta da Lua. A
sua superfície está coberta de crateras originadas por impactos
de meteoritos.

Fases da Lua
A Lua, vista da Terra, pode apresentar vários aspetos. Estes são a consequência do
seu movimento em torno do planeta Terra. Este movimento faz com que vejamos a luz
do Sol refletida na Lua de maneira diferente, pois a face da Lua voltada para a Terra
não está sempre igualmente iluminada.

Lua Nova - a Lua não se vê porque a face voltada para a Terra não
está iluminada.

Quarto Crescente: metade da face voltada para a Terra está


iluminada e outra metade está às escuras, vista do hemisfério norte, a
Lua tem a forma de um D.
Lua Cheia: a Lua parece uma bola pois a face voltada para a
Terra está toda iluminada.

Quarto Minguante: metade da face voltada para a Terra está


iluminada e outra metade está às escuras, vista do hemisfério
norte, a Lua tem a forma de um C.

Eclipses

O que é um eclipse?
Ocorre um eclipse quando um astro fica total ou parcialmente ocultado devido à
interposição de outro astro, que projeta a sua sombra sobre ele.
Os eclipses só ocorrem quando os três astros – Sol, Terra e Lua – ficam perfeitamente
alinhados, o que só acontece raramente, pois as órbitas da Terra e da Lua não são
descritas no mesmo plano.

Eclipse da Lua
O eclipse da Lua ocorre na fase de Lua Cheia, quando a Terra se
encontra entre o Sol e a Lua. A Lua passa na sombra da Terra,
deixando de ser iluminada pelo Sol.

Pode ser:
← total - se toda a Lua fica na zona de sombra
← parcial - se apenas uma parte da Lua fica na sombra
Eclipse Parcial Eclipse Total Eclipse Parcial

Eclipse do Sol

O eclipse do Sol ocorre na fase de Lua Nova, quando a Lua se encontra entre o Sol e a
Terra. A Lua projeta a sua sombra sobre uma região da Terra, deixando essa região sem
ver o Sol.

Pode ser:
← total - toda a luminosidade do Sol é escondida pela Lua
← parcial – somente uma parte do Sol é ocultada pelo disco lunar
← anelar ou anular - um anel da luminosidade solar pode ser vista ao redor da Lua