Você está na página 1de 6

Fonte: https://www.coladaweb.

com/geografia/blocos-economicos/uniao-europeia-ue

Geografia > Blocos Econômicos >

União Europeia

Organização formada por 28 países europeus, a União Europeia tem como objetivo promover a
paz e o bem-estar de seus povos em um espaço sem fronteiras.

Obs: Apesar do Brexit, que falaremos abaixo, o Reino Unido ainda continua como membro.

Características da UE

A União Europeia (UE) ocupa um território de 4,422 milhões de km2, equivalente a um terço da
Europa, no qual habitam mais de 510 milhões de pessoas, ou quase 70% da população europeia
(dados de 2016).

O bloco tem caráter único, posto que seus países-membros compartilham sua soberania. Isso
significa que delegam alguns de seus poderes às instituições comuns criadas por eles para poder
tomar democraticamente decisões sobre assuntos específicos de interesse conjunto.

O hino oficial da União Europeia é a “Ode à Alegria”, parte da Nona Sinfonia de Beethoven.

A sua bandeira é formada por um círculo de 12 estrelas douradas sobre um fundo azul. O círculo
representa a solidariedade e a harmonia entre os povos da Europa. São 12 estrelas porque o 12
é o símbolo da perfeição e da unidade.

Bandeira da União Europeia, um círculo de 12 estrelas douradas em um fundo azul.

Bandeira da União Europeia.

A moeda comum é o euro, cujo símbolo é €. As cédulas são iguais em todos os países; as moedas
apresentam uma face comum e outra com um emblema de cada país.
A circulação de moedas e notas em 18 países da União Europeia é uma operação única na
história monetária mundial. Além disso, o euro se converteu na segunda moeda mais forte do
mundo, e está se afirmando cada vez mais como moeda de reserva e de pagamento, ao lado do
dólar.

A livre circulação é uma das liberdades essenciais garantidas pela legislação da União Europeia
(UE), que assegura o direito de viver e trabalhar em outros países-membros. Existe um único
passaporte para todos os cidadãos.

Atualmente, a União Europeia é, com os Estados Unidos e Japão, uma das principais potências
econômicas. Sua economia apoia-se em um setor primário produtivo, em uma indústria potente,
ainda que em processo de reestruturação, e em um setor de serviços desenvolvido.

A História da União Europeia

Antecedentes

A sucessão de duas guerras mundiais marcou o declínio da Europa e a hegemonia dos Estados
Unidos e da antiga União Soviética. O fim da hegemonia europeia fez-se mais claro a partir de
1945, como o início da Guerra Fria e a divisão do continente em duas áreas: Europa Ocidental e
Europa Oriental, esta última sob o domínio de regimes comunistas.

A Europa Ocidental iniciou então uma rápida recuperação econômica, com a ajuda dos Estados
Unidos. Surgiu uma vontade de cooperação entre os países do oeste do continente, que tinha
como objetivo permitir à Europa competir com as duas superpotências e, ao mesmo tempo,
dificultar a aparição de novos conflitos.

A construção da União Europeia e principais objetivos

Em 1950, o ministro francês Robert Schuman propôs colocar as produções de carvão e aço sob
uma autoridade comum. O projeto foi aceito por seis países: a então República Federal Alemã
(RFA), Itália, Bélgica, Países Baixos, Luxemburgo e França. Em 1951, esses países assinaram o
Tratado de Paris, que deu origem à Comunidade Europeia do Carvão e do Aço (Ceca), em vigor
desde 1952.
Poucos anos depois, ocorreu um passo decisivo para a integração europeia, Em 1957, os Estados
signatários do Tratado de Paris assinaram o Tratado de Roma, que vigorou a partir de janeiro de
1958, criando a nova Comunidade Econômica Europeia (CEE), cujo objetivo primordial consistia
em estabelecer uma união aduaneira que garantisse a livre circulação de mercadorias, pessoas,
serviços e capitais.

Criou-se também a Comunidade Europeia de Energia Atômica (Ceea ou Euratom), com o


objetivo de desenvolver programas nucleares comuns para fins pacíficos. O Reino Unido
manteve-se à margem dessas comunidades porque uma tarifa aduaneira comum o isolaria dos
seus sócios da Commonwealth.

A maioria dos países-membros mostrou-se partidária de avançar para uma maior integração.
Assim, em 1986, foi assinado em Luxemburgo e em Haia a Ata Única Europeia (AUE), em vigor
desde 1987, que se configurou como uma reforma do Tratado de Roma, não como um novo
tratado.

Sua importância se concentra principalmente em duas questões: por um lado, a reforma


institucional (com o objetivo de avançar na cooperação das instituições comunitárias para torná-
las mais eficazes): e, por outro, o estabelecimento dos mecanismos necessários para tornar
realidade o objetivo de um mercado único, fixando como data limite 31 de dezembro de 1992.

Em 1992, os países-membros da CEE assinaram o Tratado de Maastricht, que entrou em vigor


em novembro de 1993. A Comunidade Europeia passou a ser a União Europeia (UE), cujos
principais objetivos eram a união econômica e monetária (UEM); a política exterior e de
segurança comum; a cooperação em matéria de política interna e justiça; e a cidadania europeia.

Em 1997, foi assinado o Tratado de Amsterdã, nova reforma do Tratado de Roma, que reforçou o
papel e as atribuições do Parlamento, entrando em vigor em 1999.

Em 1º de janeiro de 1999 nasceu o euro, a nova moeda comum. Dois anos depois, tomou-se a
moeda de uso legal, ainda que o Reino Unido, a Dinamarca e a Suécia tenham decidido manter
suas próprias moedas.
Países membros da União Europeia.

Brexit

Em junho de 2016, os britânicos decidiram, por meio do voto, sair da União Europeia. A decisão,
conhecida como “Brexit”, foi comunicada formalmente, em março de 2017, aos representantes
do Conselho Europeu.

Mas a saída definitiva do Reino Unido impõe uma série de etapas formais. E, hoje, os britânicos
ainda seguem integrando a União Europeia. Especialistas dizem que a saída definitiva pode levar
até quatro anos.

As instituições da União Europeia

A União Europeia conta com cinco instituições principais: o Parlamento, a Comissão, o Conselho
da União Europeia, o Tribunal de Justiça e o Tribunal de Contas.

Parlamento Europeu

O Parlamento tem as seguintes competências:

Examinar e opinar sobre as propostas da Comissão e do Conselho.

Exercer o poder de controle sobre a Comissão Europeia (e a possibilidade de censurá-la).

Compartilhar o poder orçamentário com o Conselho, votando o orçamento anual.

Comissão Europeia

A Comissão é o órgão executivo da União Europeia. Tem três funções principais: a iniciativa
legislativa, isto é, a política comunitária mediante a elaboração de propostas que apresenta ao
Conselho e ao Parlamento; o controle da aplicação do direito comunitário e o poder de
negociação internacional.

Conselho da União Europeia

O Conselho da União Europeia é seu principal órgão legislativo e tem outras duas funções
fundamentais: a coordenação das políticas econômicas dos países-membros e a
responsabilidade em matéria de relações exteriores. Originalmente era chamado de “Conselho
de Ministros”. Tem sua sede em Bruxelas, na Bélgica.

Tribunal de Justiça

Sua principal missão é assegurar o respeito ao direito comunitário por parte dos países-
membros. Tem sede em Luxemburgo. É formado por um juiz de cada Estado- -membro e um juiz
rotativo entre os Estados considerados “grandes”, com mandatos de seis anos, e por seis
“advogados gerais”.

Tribunal de Contas

O Tribunal de Contas europeu, cuja sede está em Luxemburgo, é formado por 15 membros (até
2005) nomeados por seis anos, mediante decisão unânime do Conselho da União Europeia. Sua
principal missão é comprovar a legalidade e a regularidade da receita e dos gastos da União
Europeia (UE), assim como a boa gestão financeira.

Outros órgãos

A Defensoria do Povo Europeu, que defende os cidadãos e empresas da União Europeia da má


gestão.

Entre os órgãos financeiros, encontram-se: o Banco Central Europeu, que é responsável pela
política monetária europeia; o Banco Europeu de Investimentos, que financia projetos da União
Europeia; o Fundo Europeu de Investimentos, que dá garantias e fundos de capital com a
finalidade de ajudar as pequenas e médias empresas.

Entre os órgãos consultivos, estão: o Comitê Econômico e Social, que representa as organizações
sociais e a indústria; e o Comitê das Regiões, que agrupa as autoridades regionais e locais.

Veja também:

Continente Europeu

Povos Europeus

A Economia da Europa

Mercosul
Fonte: https://www.coladaweb.com/geografia/blocos-economicos/uniao-europeia-ue

Você também pode gostar