Você está na página 1de 12

JOSÉ CARLOS VAN CLEEF DE ALMEIDA SANTOS JEAN JAIMMESSON FELIPE PEREIRA VICTOR AKIO HORIKOME KESIA LUCIA

KOME KESIA LUCIA DE SOUSA


JOSÉ ROBERTO VAN CLEEF DE ALMEIDA SANTOS MARIO SERGIO CABREIRA FILHO YURI AURELIO NASCIMENTO ARANTES CARDOSO MARCOS PAULO ESGOTI
CONRADO MARINGOLI DE VASCONCELOS GUERRA JETER CANTUÁRIA CARNEIRO FILHO LAURA RITA SANTANA DE SOUZA
GUILHERME PINHEIRO DE FIGUEIREDO DIAS ALEXANDRE CUNHA DA SILVA TALITA JAMILE DE NAZARÉ BUAINAIN ROSSY ALBENITO GUEDES DE OLIVEIRA SANTOS
PAULO FERNANDO LOPES DE ALMEIDA BARBARA TADIELLO MICHELLE MOREIRA E. SILVA VALDEQUE CUNHA DOS SANTOS
RENATA CRISTINA PASTORINO GUIMARÃES JULIANA VALENTIM CESAR AUGUSTO SANTOS DE ALCÂNTARA JACQUELINE ARAUJO DE CARVALHO
RIBEIRO FRANCISCO NATALE NETO FABIANE MACHADO FROES FERNANDA OLIVEIRA
MARINA PEPE RIBEIRO BARBOSA MARIA CECÍLIA CORREIA BRUNA SERRA DA PAZ CARLOS HENRIQUE MENDES BINA
MÁRIO DE QUEIROZ BARBOSA NETO ADELAINE MARIA MENDES PEREIRA LUIZ GUILHERME DE MORAES ALVARENGA MATHEUS NORBERTO FERREIRA
MARCOS RODE MAGNANI FELIPE HOLLANDA COELHO DÉBORA RAMOS DE SOUZA CAMILLE AKEMI NUNA
MICHAELIS DA SILVA OLIVEIRA IZABELLA ALVES SOARES JAQUELINE DA SILVA MELO ERIC JOSÉ ALVES SILVA
GABRIELLA VITUCCI MELLO NATACHA REDIS FRADE CALAREZZI BARBARA ROSTI SILVA
BRUNO SIQUEIRA DE MORAIS FRANCINI POLITO DAVID LOPES NAYARA FRANCISCA DE FRANÇA
MARCELA DE CARVALHO SIMONE AGUIAR CORREIA TATIANA ANDRADE VALLE GABRIELA FACHINI DO PRADO
GUSTAVO SIQUEIRA RODRIGUES CARLOS EDUARDO DA SILVA PANTONI FILHO FERNANDA VILLAS BOAS EMERSON TIBURTINO DE SOUSA
AYLA DA SILVA COZENDEY SEPULVIDA RODRIGO AUGUSTO DA SILVA EGÍDIO LAIO ANDRADE GARCIA E SILVA DOUGLAS DAVIS DANTAS CÂNDIDO
MARIANA SAYÃO CASTRO ISADORA CAMPOS DE OLIVEIRA BARROS JOÃO OTÁVIO DE MORAES RAYANE GOMES GIBERTONI
RODRIGO CHAUD RODRIGO MATIAS DE SOUZA GLAUCO SCASSIOTTI PÁDUA SIRLANE DE SOUZA RIBEIRO
RICARDO YAMIN FERNANDES FABIANA FERREIRA DE SÁ GIOVANNA APENE SPADA ALEXANDRE PEREIRA ANDRADE DE MENESES
MAIRA BIANCA SCAVUZZI DE ALBUQUERQUE ANA LUIZA DOS SANTOS OLIVEIRA MIGUEL GIUZIO NETO FLÁVIA MELO VIEIRA MACRUZ
SANTOS PEDRO HENRIQUE DOS SANTOS CRUVINEL MARCELO NASCIMENTO ZACARIAS TAMIRES MOREIRA NASCIMENTO
RAFAELA PINHEIRO DE SOUSA CAMILA BELDERRAMA SILVA MARCELO CESAR PERES ALEXANDRE SIQUEIRA LEÃO MOREIRA
EMERSON ALVES DE LIMA ANDRÉ TOMIO DA SILVA SARAH PANTOJA LOBATO NATANAEL BARBOSA SANTOS
FRANCISCO RENAN BEZERRA ALINY HIDEMI ARA STEPHANIE AGUIAR VOZIKIS VINICIUS SANTA CRUZ VIRGILIO
RAQUEL CHAGAS LEITE NAVES MOREIRA ELOIR VILELA MAGALHÃES NETO FERNANDO CRUZ URIAS ANA PAULA DA ROCHA DIODATO
PAULO HENRIQUE ROCHA DA COSTA ANA CAROLINA DE SOUSA FREITAS GUSTAVO ALVES BARRETO BRUNA VASCONCELOS KED
DIOGO CARDOSO VARGAS ANA FLAVIA HIGUCHI KLEBER RUDDY AZEVEDO MADEIRA ALINE NEVES DE QUEIROZ
MARCELO NASCIMENTO ZACARIAS CAMILA JUSTINO DA COSTA
GABRIELA VIERSA MORILLO SUELI MORENO FACCO CAIO AUGUSTO BORGES DE ARAUJO
CÍCERO SANTOS FILHO FLAVIO EDUARDO CARDOSO SILVA

CORRESPONDENTES NAS SÓCIO TITULAR


PRINCIPAIS CIDADES ESCRITÓRIO MEMBRO DA SÓCIO TITULAR
MEMBRO DA
BRASILEIRAS ASSOCIAÇÃO MEMBRO DO INSTITUTO
ASSOCIAÇÃO
INTERNACIONAL DE BRASILEIRO DE
SÓCIO TITULAR INSCRITO NA BRASILEIRA DE DIREITO
DIREITO DE SEGUROS DIREITO PROCESSUAL
OAB SP | RJ | DF | RS | PROCESSUAL
(AIDA) (IBDP)
MG GO | BA (ABDPRO)

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA 01ª VARA


CÍVEL DO FORO REGIONAL DO BUTANTÃ DA COMARCA DE SÃO PAULO

Processo nº 1004957-98.2013.8.26.0704

PORTO SEGURO CIA. DE SEGUROS GERAIS, já devidamente qualificada


nos autos da AÇÃO REGRESSIVA DE RESSARCIMENTO DE DANOS em epígrafe, que
promove contra JULIANO MENDES REYES, por seu advogado que esta subscreve,
vem, respeitosamente a presença de Vossa Excelência, em atendimento ao r.
despacho de fls., apresentar tempestivamente sua:

RÉPLICA

UNIDADE SP II UNIDADE RJ
ALMEIDASANTOS@ALMEIDASANTOS.CO 1
UNIDADE SP I M
Rua Tabatinguera | 140 | 01020-000 Avenida Marechal Câmara | 160
Rua Guararapes | 747 | 04561-000 WWW.ALMEIDASANTOS.COM
cjs. 1212, 1213, 1214, 1311 e 1118 20020-907 | cj. 1128
Brooklin | São Paulo | SP TEL.: +55 (11) 21.91.28.00
Centro | São Paulo | SP Centro | Rio de Janeiro | RJ
FAX: +55 (11) 21.91.28.01
à contestação ofertada pelo Réu às fls., o que faz pelas razões de fato e de direito
a seguir aduzidas:

DAS QUESTÕES PREJUDICIAIS

I - DA ILEGITIMIDADE PASSIVA- COISA JULGADA.

Verifica-se que o Réu clama, pelo disposto nos artigos 267, V e VI do


Código de Processo Civil de 1973, alegando haver coisa julgada em razão de
transação com a Segurada.

Por quanto, à alegação de que a Segurada tenha transigido com o


Réu não merece acolhimento, tendo em vista que a ação promovida pela
Segurada buscava reparação dos valores despendidos a titulo de franquia 1 bem
como os lucros cessantes.

O Réu, equivocadamente, acredita que a Autora pleiteia, na


presente ação, valores já despendidos por ela, ao alegar ter transigido
com o Segurado.

1
Definição de Franquia conforme SUSEP: A franquia é o valor previsto na apólice pelo qual o segurado fica
responsável em cada sinistro, tornando-se até esse valor segurador de si próprio.
(http://www.susep.gov.br/menu/informacoes-ao-publico/planos-e-produtos/seguros/seguro-de-danos)
Jurisprudência sobre o tema:
INDENIZAÇÃO POR RESPONSABILIDADE CIVIL acidente de trânsito Quantum indenizatório mantido, de
acordo com os documentos que constam dos autos cobrança do réu pelo valor da franquia relativa ao seguro
de automóvel impossibilidade a franquia corresponde à participação do segurado nos prejuízos decorrentes de
danos parciais no seu veículo a legitimidade da autora, portanto, restringe-se aos danos com os quais terá de
arcar RECURSO DA AUTORA NÃO PROVIDO. (9277378172008826 SP 9277378-17.2008.8.26.0000, Relator:
Berenice Marcondes Cesar, Data de Julgamento: 31/01/2012, 27ª Câmara de Direito Privado)

UNIDADE SP II UNIDADE RJ
ALMEIDASANTOS@ALMEIDASANTOS.CO 2
UNIDADE SP I M
Rua Tabatinguera | 140 | 01020-000 Avenida Marechal Câmara | 160
Rua Guararapes | 747 | 04561-000 WWW.ALMEIDASANTOS.COM
cjs. 1212, 1213, 1214, 1311 e 1118 20020-907 | cj. 1128
Brooklin | São Paulo | SP TEL.: +55 (11) 21.91.28.00
Centro | São Paulo | SP Centro | Rio de Janeiro | RJ
FAX: +55 (11) 21.91.28.01
Cumpre esclarecer, primeiramente, que os valores
despendidos pelo Réu não se referem ao pagamento do conserto do
veículo assegurado, mas, sim, da franquia relativa ao contrato de seguro
firmado entre a segurada e Autora.

Secundariamente, frise-se que o valor pleiteado pela Autora não se


confunde com o valor pago a título de franquia, o que faz cair por terra à alegação
de coisa julgada.

Tem-se que o contrato securitário firmado entre a Autora e seu


segurado SUZY DE CASTRO FREITAS TESLJUK é típico, pautado em franquia
deduzível, pela qual a Seguradora se obriga a indenizar somente os valores que
EXCEDEREM O MONTANTE DA FRANQUIA, que correspondem à participação
do segurado no evento danoso.

Nesse sentido, Ricardo Bechara dos Santos:

“Como se vê, a franquia, na sua expressão mais


simples, nada mais é do que um valor determinado
no contrato de seguro, que representa um limite de
participação do segurado nos prejuízos resultantes
de cada sinistro, contribuindo com uma percentagem
do dano (...).2”(Nossos grifos).

Assim, tem-se que, por se tratar de contrato de seguro cuja


franquia é da espécie deduzível, a Autora, no momento em que prestou a
indenização, já observou o valor da franquia arcada pela segurada e paga por
esta diretamente à oficina mecânica.

2
SANTOS, Ricardo Bechara – Direito de Seguro no Novo Código Civil e Legislação Própria, Forense, 2006, 1ª
Ed., p. 96.
UNIDADE SP II UNIDADE RJ 3
ALMEIDASANTOS@ALMEIDASANTOS.CO
UNIDADE SP I M
Rua Tabatinguera | 140 | 01020-000 Avenida Marechal Câmara | 160
Rua Guararapes | 747 | 04561-000 WWW.ALMEIDASANTOS.COM
cjs. 1212, 1213, 1214, 1311 e 1118 20020-907 | cj. 1128
Brooklin | São Paulo | SP TEL.: +55 (11) 21.91.28.00
Centro | São Paulo | SP Centro | Rio de Janeiro | RJ
FAX: +55 (11) 21.91.28.01
Portanto, no caso em tela, somente os prejuízos superiores ao
valor da franquia foram arcados pela Autora para conserto do veículo assegurado.

Nesse sentido, Celso Marcelo de Oliveira aduz:

“os danos que forem superiores a este valor, a


seguradora cobre os prejuízos, sendo diminuída da
indenização a franquia. Se inferiores os danos, cabe
ao segurado arcar com a sua reparação. 3” (Nossos
grifos).

E foi justamente assim que a Autora procedeu!

Outrossim, o total dos prejuízos no caso em tela é de R$ 25.146,12


(vinte e cinco mil, cento e quarenta e seis reais e doze centavos) a Segurada se
responsabilizou pela sua coparticipação pelos reparos o montante de R$ 1.049,40
(um mil, quarenta e nove reais e quarenta centavos) a título de franquia, dessa
forma somente a diferença foi arcada pela Autora bem como cobrada em
juízo ou seja, R$ 24.096,72 (vinte e quatro mil, noventa e seis reais e
setenta e dois centavos)

Portanto, no referido valor foi observado/descontado o importe


correspondente à franquia arcada exclusivamente pelo Segurado e que nada diz
respeito à Autora.

A par disso, resta claro que a Autora, em momento algum, recebeu


ou utilizou qualquer valor referente à franquia obrigatória, o qual foi descontado

3
OLIVEIRA, Celso Marcelo – Contrato de Seguro: interpretação doutrinária e jurisprudencial. Campinas, LZN,
Ed., 2002, p; 84.
UNIDADE SP II UNIDADE RJ 4
ALMEIDASANTOS@ALMEIDASANTOS.CO
UNIDADE SP I M
Rua Tabatinguera | 140 | 01020-000 Avenida Marechal Câmara | 160
Rua Guararapes | 747 | 04561-000 WWW.ALMEIDASANTOS.COM
cjs. 1212, 1213, 1214, 1311 e 1118 20020-907 | cj. 1128
Brooklin | São Paulo | SP TEL.: +55 (11) 21.91.28.00
Centro | São Paulo | SP Centro | Rio de Janeiro | RJ
FAX: +55 (11) 21.91.28.01
do montante total dos prejuízos verificados no veículo sinistrado e arcado
diretamente pelo segurado em face da oficina reparadora.

Por derradeiro, a Autora não pode sofrer decréscimo no valor que


desembolsou vez que não se confunde com a franquia.

Sobre o tema, assim se posiciona a jurisprudência:

“A seguradora/apelada tem direito de regresso contra o


causador do sinistro para reaver o valor que desembolsou,
valor esse que não se confunde com a parcela
denominada franquia, resgatada pelo proprietário do
veículo causador do dano ao proprietário do
automóvel segurado.4” (Nossos grifos).

“(...)A apelação da Autora comporta provimento


parcial. Assim é que, efetivamente, a importância
correspondente à franquia, de responsabilidade do
segurado, não está sendo cobrada pela seguradora.
Em conseqüência, não se Justifica a dedução
mencionada na r. sentença. Cumpre notar que a
dispositivo silencia a respeito.5” (Nossos grifos).

“EMENTA - Indenização. Ação regressiva de


cobrança. Seguradora do réu que ressarciu os danos,
mas mediante dedução da franquia. Diferença
devida, assim, pelo contratante daquele seguro.
Ação procedente. Apelo improvido.6” (Nossos grifos).

Analisando o acórdão cuja ementa acima se transcreve, extrai-se do


voto do relator Arantes Theodoro:

4
TJES - Apelação n.º 024970050498, Rel. Des. Lúcio Vasconcellos de Oliveira, J. 28.04.1998, - JUIS - CdRom
n.º 19.
5
TACivSP – Apelação Cível n.º 584.987-4, 1ª Câm. Especial A, Rel. Sales de Toledo, J. 05.01.1995.
6
TJSP – Apelação Cível n.º 1.089.787-0/5, 36ª Câm. Cível, Rel. Des. Arantes Theodoro, J. 27.03.2008.
UNIDADE SP II UNIDADE RJ 5
ALMEIDASANTOS@ALMEIDASANTOS.CO
UNIDADE SP I M
Rua Tabatinguera | 140 | 01020-000 Avenida Marechal Câmara | 160
Rua Guararapes | 747 | 04561-000 WWW.ALMEIDASANTOS.COM
cjs. 1212, 1213, 1214, 1311 e 1118 20020-907 | cj. 1128
Brooklin | São Paulo | SP TEL.: +55 (11) 21.91.28.00
Centro | São Paulo | SP Centro | Rio de Janeiro | RJ
FAX: +55 (11) 21.91.28.01
“o valor da franquia contratual não pode ser utilizado
de maneira invertida e com a finalidade de evitar um
reembolso total, implicando em prejuízo para a
seguradora, sob pena de serem violados os artigos
723 do Código Comercial e a Súmula 188 do E.
Supremo Tribunal Federal."
Assim sendo, tem-se claro que o valor indenizado pela Autora não se
confunde com a franquia, sendo que o Réu está obrigado a indenizar a quantia
pleiteada na peça inaugural, vez que corresponde tão somente à indenização
securitária.

Assim, tem-se que o Réu arcou somente com os danos materiais


pessoalmente suportados pela Segurada da Autora, não se confundindo estes
com os outros danos materiais suportados, exclusivamente, pela Autora em
decorrência do acidente em comento, cujo direito de regresso se encontra
respaldado legalmente no artigo 786 do Código Civil Brasileiro, bem como
reconhecido pela súmula nº 188 do Supremo Tribunal Federal.

ORA EXA., NÃO HÁ DE SE CONFUNDIR OS DANOS


EVIDENCIADOS NO VEÍCULO, SUPORTADOS EXCLUSIVAMENTE PELA
AUTORA E O OBJETO DO PRESENTE PLEITO, COM O VALOR ACORDADO
DIRETAMENTE ENTRE O RÉU E O ASSEGURADO DA AUTORA, QUE SE
RELACIONAM TÃO SOMENTE COM O VALOR DA FRANQUIA!!!

Observa-se que, com o instituto da sub-rogação, quando a


seguradora paga a quantia prevista no contrato de seguro firmado com o
segurado, este perde todos os direitos inerentes ao crédito material oriundo do
ato ilícito e, consequentemente, fica impossibilitado de dar quitação de algo que
não mais lhe pertence.

UNIDADE SP II UNIDADE RJ
ALMEIDASANTOS@ALMEIDASANTOS.CO 6
UNIDADE SP I M
Rua Tabatinguera | 140 | 01020-000 Avenida Marechal Câmara | 160
Rua Guararapes | 747 | 04561-000 WWW.ALMEIDASANTOS.COM
cjs. 1212, 1213, 1214, 1311 e 1118 20020-907 | cj. 1128
Brooklin | São Paulo | SP TEL.: +55 (11) 21.91.28.00
Centro | São Paulo | SP Centro | Rio de Janeiro | RJ
FAX: +55 (11) 21.91.28.01
Com a transferência do direito à indenização para a seguradora, a
segurada tornou-se parte ilegítima para fornecer a quitação total dos prejuízos
materiais.

Frisa-se inclusive, que ainda que supostamente que se o Segurado


tivesse dado quitação ao montante total dos prejuízos suportados pela Autora, e
mesmo que haja termo de acordo, homologado judicialmente ou não, com
cláusula de quitação total, esta é considerada ineficaz perante a companhia
de seguros, que ao suportar os danos evidenciados no veículo da Segurado,
sub-rogou-se em todos os direitos e ações que competiam a este em
face do causador dos danos

II- DA FALTA DE INTERESSE PROCESSUAL.

Verifica-se que o Réu alega a falta de interesse de processual em sua


preliminar de mérito, desse modo vale ressaltar que a referida matéria trazida à
baila pelo Réu não se trata de preliminar de mérito, mas de uma questão
prejudicial, motivo pelo qual V. Exa., não deve conhecer essa preliminar, pois,
como se confunde com o mérito; após a instrução dos autos a matéria será
devidamente analisada.

Porquanto, conforme já demonstrado na peça vestibular, bem como


os documentos que lhe acompanham, há responsabilidade do Réu para a
ocorrência do sinistro.

UNIDADE SP II UNIDADE RJ
ALMEIDASANTOS@ALMEIDASANTOS.CO 7
UNIDADE SP I M
Rua Tabatinguera | 140 | 01020-000 Avenida Marechal Câmara | 160
Rua Guararapes | 747 | 04561-000 WWW.ALMEIDASANTOS.COM
cjs. 1212, 1213, 1214, 1311 e 1118 20020-907 | cj. 1128
Brooklin | São Paulo | SP TEL.: +55 (11) 21.91.28.00
Centro | São Paulo | SP Centro | Rio de Janeiro | RJ
FAX: +55 (11) 21.91.28.01
Desta forma não há que se falar em ausência de falta de interesse de
processual, tendo em vista que restou comprovado a culpa do Réu no acidente,
através dos documentos que foram juntados aos autos, bem como o fato
do Réu não ter em momento algum negado a obstrução ante o veículo
assegurado.

DO MERITUM CAUSAE

I - DA BREVE SÍNTESE DOS FATOS.

Trata-se de Ação Regressiva de Ressarcimento de Danos proposta


pela Autora em face dos Réus, tendo em vista indenização prestada a SUZY DE

CASTRO FREITAS TESLJUK por força de contrato de seguro firmado, tendo por objeto
o veículo de marca FIT LX-AT, 1.4, FLEX, ano 2010, de placas FIT 2060, que foi
abrupta e repentinamente obstruído pelo veículo do Réu.

Desse modo, em razão do contrato securitário, a Autora se


responsabilizou pelo reparo do auto assegurado no importe de R$ 24.096,72
(vinte e quatro mil, noventa e seis reais e setenta e dois centavos) já

UNIDADE SP II UNIDADE RJ
ALMEIDASANTOS@ALMEIDASANTOS.CO 8
UNIDADE SP I M
Rua Tabatinguera | 140 | 01020-000 Avenida Marechal Câmara | 160
Rua Guararapes | 747 | 04561-000 WWW.ALMEIDASANTOS.COM
cjs. 1212, 1213, 1214, 1311 e 1118 20020-907 | cj. 1128
Brooklin | São Paulo | SP TEL.: +55 (11) 21.91.28.00
Centro | São Paulo | SP Centro | Rio de Janeiro | RJ
FAX: +55 (11) 21.91.28.01
descontada a franquia7, paga pelo Segurado diretamente a oficina responsável
pelos reparos.

Tendo a Autora se sub-rogado nos direitos de sua segurada contra os


Réu, ingressou com a presente ação, objetivando o ressarcimento do valor
despendido.

Devidamente citado, o Réu apresentou defesa, onde alega a


existência de coisa julgada.

Acontece que, conforme será fundamentado a seguir, descabe razão


o Réu, motivo pelo qual a Autora reitera o pedido de procedência dos
requerimentos elencados em sua petição inicial.

II - DA AUSÊNCIA DE IMPUGNAÇÃO ESPECIFICADA

Primeiramente, verifica-se que o Réu não cumpriu com o princípio do


ônus da impugnação especificada exposto nos artigos 336 e 341 do NCPC,
porquanto não ter, em momento algum de sua defesa, impugnado a real

7
Definição de Franquia conforme SUSEP: A franquia é o valor previsto na apólice pelo qual o segurado fica
responsável em cada sinistro, tornando-se até esse valor segurador de si próprio.
(http://www.susep.gov.br/menu/informacoes-ao-publico/planos-e-produtos/seguros/seguro-de-danos)
Jurisprudência sobre o tema:
INDENIZAÇÃO POR RESPONSABILIDADE CIVIL acidente de trânsito Quantum indenizatório mantido, de
acordo com os documentos que constam dos autos cobrança do réu pelo valor da franquia relativa ao seguro
de automóvel impossibilidade a franquia corresponde à participação do segurado nos prejuízos decorrentes de
danos parciais no seu veículo a legitimidade da autora, portanto, restringe-se aos danos com os quais terá de
arcar RECURSO DA AUTORA NÃO PROVIDO. (9277378172008826 SP 9277378-17.2008.8.26.0000, Relator:
Berenice Marcondes Cesar, Data de Julgamento: 31/01/2012, 27ª Câmara de Direito Privado)

UNIDADE SP II UNIDADE RJ
ALMEIDASANTOS@ALMEIDASANTOS.CO 9
UNIDADE SP I M
Rua Tabatinguera | 140 | 01020-000 Avenida Marechal Câmara | 160
Rua Guararapes | 747 | 04561-000 WWW.ALMEIDASANTOS.COM
cjs. 1212, 1213, 1214, 1311 e 1118 20020-907 | cj. 1128
Brooklin | São Paulo | SP TEL.: +55 (11) 21.91.28.00
Centro | São Paulo | SP Centro | Rio de Janeiro | RJ
FAX: +55 (11) 21.91.28.01
dinâmica do evento, bem como a responsabilidade deste pelo veículo, dentre
outros institutos.

Tal conduta adotada pelo Réu é irregular conforme os dizeres do


ilustre processualista Nelson Nery Jr.:

“No processo civil é proibida a contestação genérica,


isto é, por negação geral. Pelo princípio do ônus da
impugnação especificada, cabe ao réu impugnar um a um os
fatos articulados pelo autor na petição inicial. 8” (Nossos
grifos).

Os termos da petição inicial, acerca dos fatos descritos restaram


incontroversos, porquanto não terem sido impugnados especificamente pelo o
Réu, ao tempo e modo adequado, o que nos leva à presunção de veracidade e
confissão sobre os mesmos.

Assim, à luz do artigo 374, incisos II e III do NCPC, dispensa-se no


caso em tela a produção de outras provas além daquelas carreadas com
petição inicial, acerca do evento danoso, o qual se tornou fato
incontroverso e confessado.

III - DOS DOCUMENTOS APRESENTADOS PELA


AUTORA E DOS DANOS OCASIONADOS NO VEÍCULO.

8
NERY & NERY – Código de Processo Civil Comentado, 9 ª Edição, 2006, pág. 498.
UNIDADE SP II UNIDADE RJ 10
ALMEIDASANTOS@ALMEIDASANTOS.CO
UNIDADE SP I M
Rua Tabatinguera | 140 | 01020-000 Avenida Marechal Câmara | 160
Rua Guararapes | 747 | 04561-000 WWW.ALMEIDASANTOS.COM
cjs. 1212, 1213, 1214, 1311 e 1118 20020-907 | cj. 1128
Brooklin | São Paulo | SP TEL.: +55 (11) 21.91.28.00
Centro | São Paulo | SP Centro | Rio de Janeiro | RJ
FAX: +55 (11) 21.91.28.01
No que tange aos danos causados ao veículo da Autora, estes restam
amplamente demonstrados e comprovados por meio de nota fiscal, comprovante
de pagamento, bem como nota fiscal de venda do salvado, os quais, instruíram a
inicial.

Ao contrário do alegado pela defesa, se observa que os orçamentos


apresentados, demonstram claramente a extensão dos prejuízos, listando todas as
peças trocadas, os serviços prestados.

Verifica-se, ainda, que o Réu tece impugnação totalmente genérica


acerca dos documentos juntados pela Autora, nem ao menos se dão ao trabalho
de rebater um a um dos documentos.

Ademais, embora o Réu tenha se insurgido contra os documentos


que comprovam os danos causados ao veículo da Autora, não trouxe aos autos
qualquer pesquisa de preços que pudesse afrontar aqueles empregados
no caso em tela.

Desta forma, o Réu não cumpriu com o ônus da impugnação


especificada prevista no artigo 341 do NCPC.

Todos os documentos que instruíram a inicial comprovam os danos


suportados pela Autora, bem como os valores despendidos, sendo assim, a tese
exposta pelo Réu em sua defesa não os eximem do dever de indenizar.

Frisa-se: o Réu não produziu prova alguma de suas alegações,


precisamente acerca da dinâmica do acidente, bem como não junta qualquer
UNIDADE SP II UNIDADE RJ 11
ALMEIDASANTOS@ALMEIDASANTOS.CO
UNIDADE SP I M
Rua Tabatinguera | 140 | 01020-000 Avenida Marechal Câmara | 160
Rua Guararapes | 747 | 04561-000 WWW.ALMEIDASANTOS.COM
cjs. 1212, 1213, 1214, 1311 e 1118 20020-907 | cj. 1128
Brooklin | São Paulo | SP TEL.: +55 (11) 21.91.28.00
Centro | São Paulo | SP Centro | Rio de Janeiro | RJ
FAX: +55 (11) 21.91.28.01
documento em contraposição às provas produzidas pela Autora, dentre elas o
boletim de ocorrência, limitando-se a fazer rasas assertivas que visam, apenas,
levar esse douto juízo a erro.

Dessa maneira, todos os documentos acostados aos autos, bem


como a própria dinâmica do acidente em comento são contundentes em imputar a
responsabilidade civil pelo acidente em tela ao Réu e a tese exposta nas
contestações não tem o condão de exonerar o Réu do pagamento dos prejuízos
suportados pela Autora.

CONCLUSÃO E PEDIDO

Em vista de todo o exposto, requer a Autora à completa rejeição


das impugnações infundadas apresentadas pelo Réu, julgando-se no mérito
totalmente procedente a presente demanda, nos exatos termos requeridos na
inicial.
Nesses termos,
pede deferimento.

São Paulo, 16 de março de 2018

José Carlos Van Cleef de Almeida Santos


OAB-SP 273.843
FNN F:\Judicial\A.S\001 - PORTO SEGURO\001.892 - Juliano Mendes Reys\Ação\Réplica 28.04.2016.doc

UNIDADE SP II UNIDADE RJ 12
ALMEIDASANTOS@ALMEIDASANTOS.CO
UNIDADE SP I M
Rua Tabatinguera | 140 | 01020-000 Avenida Marechal Câmara | 160
Rua Guararapes | 747 | 04561-000 WWW.ALMEIDASANTOS.COM
cjs. 1212, 1213, 1214, 1311 e 1118 20020-907 | cj. 1128
Brooklin | São Paulo | SP TEL.: +55 (11) 21.91.28.00
Centro | São Paulo | SP Centro | Rio de Janeiro | RJ
FAX: +55 (11) 21.91.28.01