Você está na página 1de 6

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

1) LÍNGUA PORTUGUESA:

Elementos de construção do texto e seu sentido: gênero do texto (literário e não literário;
narrativo, descritivo, injuntivo e argumentativo).

Variação Linguística. Compreensão, interpretação e organização interna do texto. Semântica:


sentido e emprego dos vocábulos; campos semânticos,

antonímia, sinonímia, paronímia; emprego de tempos, modos e aspecto dos verbos em


Português. Fonética: consoante e vogais; semivogais. Encontros

vocálicos e consonantais; acento; paronímia e homonímia; silabação (número, estrutura,


tonicidade). Morfologia: reconhecimento, emprego e sentido das

classes gramaticais; processos de formação de palavras; mecanismos de flexão dos nomes e


dos verbos (tempos, modos); Sintaxe: frase, oração e

período; termos da oração; processos de coordenação e subordinação; concordância nominal


e verbal; transitividade e regência de nomes e verbos;

padrões gerais de colocação pronominal no português; mecanismos de coesão e coerência


textual. Estilística: figuras de linguagem. Ortografia.Pontuação.

2) RACIOCÍNIO LÓGICO:

Entendimento da estrutura lógica de relações arbitrárias entre as pessoas, lugares, objetos ou


eventos fictícios; dedução de novas relaçõesfornecidas e avaliação das condições usadas para
estabelecer a estrutura daquelas relações. Problemas de raciocínio: deduzir informações de
relaçõesarbitrárias entre objetos, lugares, pessoas e/ou eventos fictícios dados.Compreensão e
elaboração da lógica das situações por meio de: raciocínio verbal; raciocínio matemático (que
envolvam, dentre outros,conjuntos numéricos racionais e reais – operações, propriedades,
problemas envolvendo as quatro operações nas formas fracionária e decimal; númerosde
grandezas proporcionais, razão e proporção, divisão proporcional, regra de três simples e
composta, porcentagem, grandezas escalares, função do 1ºgrau, função do 2º grau, função
exponencial, área de superfícies planas, MDC, MMC, produtos notáveis, potenciação, plano
cartesiano: distribuição entredois pontos e equação da reta, sistemas lineares, probabilidade,
analise combinatória); Raciocínio sequencial de números, símbolos, figuras e letras;orientação
espacial e temporal; formação de conceitos e discriminação de elementos. Compreensão do
processo lógico que, a partir de um conjunto de hipóteses, conduz, de forma válida, a
conclusõesdeterminadas.Operaçõescomconjuntos,princípiofundamentadacontagem.Lógicasen
tencialomiraordem.Proposições conectivos. Operações lógicas sobre proposições; tabelas-
verdade; equivalências; leis deMorgan; diagramas lógicos, tabelas e gráficos.

A semântica estuda o significado das palavras.


Conhecer o significado das palavras é importante, pois só assim o falante ou escritor será
capaz de selecionar a palavra certa para construir a sua mensagem.
Por esta razão, é importante conhecer fatos linguísticos
como: sinônimos, antônimos, homônimos, parônimos,polissemia, denotação, conota
ção, figuras e vícios de linguagem.

SINONÍMIA (sinônimos): palavras que possuem significados iguais ou semelhantes.

ANTONÍMIA (antônimos): palavras que possuem significados diferentes.

PALAVRAS HOMÔNIMAS: são iguais no som e/ou na escrita, mas possuem significados
diferentes. Dividem-se em:homônimas perfeitas, homônimas homógrafas, homônimas
homófonas.

- HOMÔNIMAS PERFEITAS
São palavras que possuem a mesma pronúncia, a mesma grafia, porém as classes
gramaticais são diferentes. Exemplos:

- Caminho (substantivo) - Caminho (verbo caminhar)


- O caminho para a minha casa é muito movimentado.
- Eu caminho todos os dias.

- Cedo (Advérbio) - Cedo (verbo ceder)


- Eu cedo livros para a biblioteca.
- Levantou cedo para estudar.

- HOMÔNIMAS HOMÓGRAFAS
São palavras que possuem a mesma grafia, porém a pronúncia é diferente.

- Colher (substantivo) - Colher (verbo colher)


- Eu comprei uma colher de prata.
- Chamei minha vizinha para colher frutas na horta da fazenda.

- Começo (substantivo) - Começo (verbo)


- O começo do filme foi muito legal.
- Eu começo a entender este livro.

HOMÔNIMAS HOMÓFONAS
São palavras que possuem a mesma pronúncia , porém a grafia e o sentido são diferentes.

Serrar - Cerrar
serrar: cortar
cerrar: fechar

Cassar - Caçar
cassar: anular
caçar: procurar (alimento);

LISTA COM ALGUNS HOMÔNIMOS


Acender: pôr fogo
Ascender: subir

Coser: costurar
Cozer: cozinhar
Cheque: ordem de pagamento
Xeque: lance de jogo de xadrez

Espiar: observar, espionar


Expiar: sofrer castigo

Cessão: ato de ceder


Seção: divisão
Sessão: reunião

PALAVRAS PARÔNIMAS
São palavras parecidas na pronúncia e na grafia, mas com significados diferentes.

Discriminar - Descriminar
Discriminar: separar, listar
Descriminar: inocentar

Desapercebido - Despercebido
Desapercebido: desprovido, quem não está ciente, quem não tomou consciência (é derivado
do verbo aperceber-se, que significa tomar ciência).

Despercebido: não percebido (é derivado do verbo perceber).

LISTA COM ALGUNS PARÔNIMOS

Absolver: perdoar
Absorver: sorver

Incidente: episódio
Acidente: desastre

Ratificar: confirmar
Retificar: corrigir

Destratar: tratar mal, insultar


Distratar: romper um trato, desfazer

POLISSEMIA
A mesma palavra apresenta significados diferentes que se explicam dentro de um contexto.

- O menino queimou a mão. (parte do corpo)


- Dei duas demãos de tinta na parede. (camadas)
- Ninguém deve abrir mão de seus direitos. (deixar de lado, desistir)
- A decisão está em suas mãos. (responsabilidade, dependência)

POLISSEMIA E HOMÔNIMOS PERFEITOS

Polissemia: é resultante dos diferentes significados que uma palavra foi adquirindo através
dos tempos.

Homônimos perfeitos: grafia e som iguais, porém as classes gramaticais são diferentes.

DENOTAÇÃO E CONOTAÇÃO
As palavras podem ser usadas com o seu significado original, real (denotação) ou com um
significado novo, diferente do original (conotação).

- O gato da minha vizinha sempre brinca comigo. (denotação – animal de estimação)

- Eu acho aquele ator o maior gato. (conotação - bonito)

Quando usamos a linguagem em seu sentido figurado, estamos fazendo uso das
diversas figuras de linguagem que existem (metáfora, metonímia, prosopopéia, hipérbole,
etc).

Certas vezes, o falante desconhece algumas normas gramaticais e comete alguns erros, em
outras ocasiões, ele simplesmente é descuidado e acaba (ao falar ou escrever) unindo
sílabas que formam um som desagradável ou obsceno.

Todos estes desvios são chamados vícios de linguagem.

Os principais são: barbarismo, solecismo, cacofonia, ambiguidade e redundância.

BARBARISMO: são desvios na grafia, na pronúncia ou na flexão.

- Pograma (em vez de programa)


- Rúbrica (em vez de tonificar o – bri -, rubrica)
- Etmologia (em vez de etimologia, com – i -)
- Quando eu pôr o vestido. (o certo seria - Quando eu puser o vestido)
O policial interviu. (O certo seria interveio)

Observação: quem abusa das palavras estrangeiras grafando-as como na língua original,
também comete barbarismo.

Abajur: e não “abat-jur”.


Coquetel: e não “cocktail”.

SOLECISMO: Desvio na sintaxe.

Exemplo: “Houveram eleições para representante de turma.”

O certo é “Houve....” (erro de concordância)

- Assisti esse filme no cinema.

O certo é “Assisti a esse.....” (erro de regência)

CACOFONIA: Som desagradável ou obsceno.

- Hilca ganhou um prêmio.


- A boca dela está sangrando.

AMBIGUIDADE: Duplo sentido.

- O cachorro do seu irmão avançou na minha amiga. (cachorro pode ser o animal (cão), ou
uma qualidade (vagabundo, assanhado) para irmão
REDUNDÂNCIA : é a repetição de idéias.

- Maria subiu lá em cima para ver o balão.


- José inventou novos brinquedos para o filho.

OBS: Não há redundância em “intrometer-se no meio” e “voltar-se para trás”.

Uma pessoa pode intrometer-se no início, meio ou fim de uma conversa, assim como alguém
pode voltar-se para o lado.

SEMÂNTICA
Semântica é o estudo do sentido das palavras de uma língua.
Na língua portuguesa, o significado das palavras leva em consideração:
Sinonímia: É a relação que se estabelece entre duas palavras ou mais que
apresentam significados iguais ou semelhantes, ou seja, os sinônimos: Exemplos: Cômico
- engraçado / Débil - fraco, frágil / Distante - afastado, remoto.
Antonímia: É a relação que se estabelece entre duas palavras ou mais que
apresentam significados diferentes, contrários, isto é, os antônimos: Exemplos:
Economizar - gastar / Bem - mal / Bom - ruim.
Homonímia: É a relação entre duas ou mais palavras que, apesar de possuírem
significados diferentes, possuem a mesma estrutura fonológica, ou seja, os homônimos:
As homônimas podem ser:
Homógrafas: palavras iguais na escrita e diferentes na pronúncia. Exemplos: gosto
(substantivo) - gosto / (1ª pessoa singular presente indicativo do verbo gostar) / conserto
(substantivo) - conserto (1ª pessoa singular presente indicativo do verbo consertar);
Homófonas: palavras iguais na pronúncia e diferentes na escrita. Exemplos: cela
(substantivo) - sela (verbo) / cessão (substantivo) - sessão (substantivo) / cerrar (verbo) -
serrar ( verbo);
Perfeitas: palavras iguais na pronúncia e na escrita. Exemplos: cura (verbo) - cura
(substantivo) / verão (verbo) - verão (substantivo) / cedo (verbo) - cedo (advérbio);
Paronímia: É a relação que se estabelece entre duas ou mais palavras que possuem
significados diferentes, mas são muito parecidas na pronúncia e na escrita, isto é, os
parônimos: Exemplos: cavaleiro - cavalheiro / absolver - absorver / comprimento -
cumprimento/ aura (atmosfera) - áurea (dourada)/ conjectura (suposição) - conjuntura
(situação decorrente dos acontecimentos)/ descriminar (desculpabilizar - discriminar
(diferenciar)/ desfolhar (tirar ou perder as folhas) - folhear (passar as folhas de uma
publicação)/ despercebido (não notado) - desapercebido (desacautelado)/ geminada
(duplicada) - germinada (que germinou)/ mugir (soltar mugidos) - mungir (ordenhar)/
percursor (que percorre) - precursor (que antecipa os outros)/ sobrescrever (endereçar) -
subscrever (aprovar, assinar)/ veicular (transmitir) - vincular (ligar) / descrição - discrição /
onicolor - unicolor.
Polissemia: É a propriedade que uma mesma palavra tem de apresentar vários
significados. Exemplos: Ele ocupa um alto posto na empresa. / Abasteci meu carro no
posto da esquina. / Os convites eram de graça. / Os fiéis agradecem a graça recebida.
Homonímia: Identidade fonética entre formas de significados e origem completamente
distintos. Exemplos: São(Presente do verbo ser) - São (santo)
Conotação e Denotação:
Conotação é o uso da palavra com um significado diferente do original, criado pelo
contexto. Exemplos: Você tem um coração de pedra.
Denotação é o uso da palavra com o seu sentido original. Exemplos: Pedra é um corpo
duro e sólido, da natureza das rochas.